Página 11 dos resultados de 67836 itens digitais encontrados em 0.060 segundos

‣ As relações familiares e o processo de adoecimento em diabetes tipo 2; The familiar relations and the process of to sick in diabetes type 2

Caixeta, Camila Cardoso
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/01/2007 Português
Relevância na Pesquisa
36.385664%
Dentre as doenças crônico-degenerativas encontra se o diabetes tipo 2 que atinge cerca de 5 milhões de brasileiros. O diabetes é definido como uma síndrome de etiologia múltipla, decorrente da falta de insulina e/ou da incapacidade da insulina exercer adequadamente seus efeitos. Tem como conseqüência em longo prazo alterações micro e macrovasculares que levam a disfunção, dano ou falência de vários órgãos. Em termos de morbidade o diabetes representa, uma das principais doenças crônicas que afetam o homem contemporâneo e o aumento na incidência e prevalência pode estar associado às mudanças sociais tais como: maior taxa de urbanização, aumento da expectativa de vida, industrialização, dietas hipercalóricas e ricas em hidratos de carbono de absorção rápida, deslocamento de populações para zonas urbanas, mudanças de estilo de vida, inatividade física e obesidade. Atualmente não existe cura para o diabetes, pode se pensar no bom controle dessa doença através da alimentação, atividade física e uso de medicamentos. Acredita-se que, se a pessoa diabética atinge o controle glicêmico é possível prevenir as complicações e favorecer a qualidade de vida. Nota se, ao discutir os cuidados da pessoa diabética relacionados ao plano terapêutico...

‣ Análise histológica e radiográfica das alterações periodontais provocadas pela indução do diabetes em ratos; Histological and radiographic evaluation of periodontal modifications induced by diabetes in rats

Silva, Marcela Claudino da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/03/2007 Português
Relevância na Pesquisa
36.385664%
Pacientes diabéticos apresentam maior severidade e prevalência de doenças periodontais. Em ratos diabéticos, a doença periodontal induzida com ligaduras e inoculação de bactérias é mais severa. Contudo, na ausência de estímulos agressivos como ligaduras, a influência do diabetes sobre o periodonto de rato é pouco conhecida. O objetivo deste estudo foi avaliar a presença e a progressão da doença periodontal por longos períodos apenas com a indução do diabetes. O diabetes foi induzido em ratos Wistar (n=25) pela administração endovenosa de 42mg/kg de aloxana e, juntamente com os animais controle (n=25), foram analisados nos períodos de 1, 3, 6, 9 e 12 meses. Os animais foram sacrificados tendo suas hemimandíbulas removidas, radiografadas e submetidas aos procedimentos histotécnicos. A mensuração da altura da crista óssea e dos valores de pixel foi realizada pelo programa ImageJ em radiografias previamente escaneadas. A altura da crista óssea nos animais diabéticos foi significativamente menor em relação ao grupo controle nos tempos de 3, 6, 9 e 12 meses (p<0,05 ANOVA). Contudo, não foram observadas diferenças na média dos valores de pixel entre os grupos controle e diabético em tempos correspondentes (p<0...

‣ Estudo experimental dos efeitos de exercícios padronizados, aeróbios e anaeróbios em portadores de diabetes tipo II, mediante avaliações antropométricas, da glicemia e termográficas; Experimental study of the effects of pattern exercises, aerobic and anaerobic, in people with diabetes Mellitus type II, through anthropometric evaluations of glicemic index and termography

Damiano, Luiz Eduardo Genovez
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/02/2007 Português
Relevância na Pesquisa
36.385664%
O diabetes Mellitus tipo II tem sido preocupação corrente nos dias atuais, pois, independente dos fatores desencadeados desta doença e de até certo ponto, algumas controvérsias sobre os mesmos, quaisquer investigações que possam contribuir para a melhoria de vida dos portadores do diabetes Mellitus tipo II, são altamente necessários. Destaque-se também que o levantamento estatístico e social da incidência dessa doença, tem demonstrado recentemente, que ocorrências tem incidido em indivíduos cada vez mais jovens contrariando a idéia de eventuais relações com idade avançada dos portadores. Durante os anos 90 estimava-se a existência de aproximadamente 175 a 200 milhões de diabéticos tipo II, em todo o mundo, por prospecção estima-se que em 2025, serão 300 milhões, os portadores da doença, sendo que 90 a 95% deles corresponderão ao tipo II. Esses fatos conduzem a presente pesquisa visto que, o exercício associado a medicamentos tem sido os elementos responsáveis pela melhoria de vida dos portadores de diabetes tipo II. Em vista disso foi proposto o estudo de 2 tipos de exercícios padronizados e avaliados mediante dosagem de glicose e teletermografia periférica. O nível glicêmico avaliado antes e após os 2 tipos de exercícios...

‣ Fatores relacionados ao autocuidado de pessoas com diabetes tipo 2 no serviço de urgência do Hospital Regional Mérida, Yucatán, México; Factors related to self-care of people with type 2 diabetes in a hospital emergency room in Merida, Yucatan, Mexico

Romero Baquedano, Irasema
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/03/2008 Português
Relevância na Pesquisa
36.385664%
Estudo correlacional que teve como objetivo analisar os fatores relacionados ao autocuidado de pessoas com diabetes tipo 2. Participaram 252 pessoas que ingressaram no Serviço de Urgência do Hospital Regional Mérida ISSSTE, em 2006. Utilizaram-se seis instrumentos de coleta de dados: um formulário e um questionário contendo as variáveis sociodemográficas, clínicas e laboratoriais; uma escala de medida de capacidade de autocuidado; três questionários, ou seja, medida de adesão ao tratamento medicamentoso, dietético e de atividade física. Os dados foram obtidos mediante consulta ao prontuário e no domicilio por meio de entrevista dirigida. Para a analise utilizou-se o programa estatistico SPSS, versão 12.0, estatística descritiva univariada, bivariada e correlação. Os resultados mostram predomínio de mulheres (51,8%), a idade média é de 62,88 ± 11,18 anos; casados (81,7%), do lar e aposentados (27,9 e 25,5%), respectivamente; escolaridade média de 9,16 ± 3,94 anos; católicos (65,7%); família nuclear (59%), apoio familiar (84,8%). O peso médio é de 71,39 ± 10,59Kg; altura de 1,51 ± 0,07m; IMC de 31,46 ± 5,41Kg/m2, circunferência abdominal de 113 ± 17,59cm. Pressão arterial sistólica de 126,95 ± 14,26mmHg e diastólica de 83...

‣ Influência do diabetes experimental na disposição cinética e no metabolismo estereosseletivos do tramadol em ratos; Influence of experimental diabetes on the kinetic disposition and stereoselective metabolism of trans-tramadol in rats.

Godoy, Ana Leonor Pardo Campos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/10/2009 Português
Relevância na Pesquisa
36.385664%
O trans-tramadol (trans-T), é um analgésico de ação central disponível na clínica como mistura racêmica dos enantiômeros (+)-trans-T e (-)-trans-T. O trans-T é biotransformado pelo CYP2D ao metabólito ativo O-desmetiltramadol (M1) e pelo CYP2B e CYP3A ao metabólito inativo N-desmetiltramadol (M2). O estudo investiga a influência do diabetes experimental na disposição cinética e no metabolismo dos enantiômeros do trans-T e seus metabólitos em animais tratados ou não com insulina e/ou quinidina. Os ratos machos Wistar foram divididos nos grupos controle, quinidina (dose única de quinidina i.p. 80mg/Kg 4 h antes do trans-T), diabético (dose única de estreptozotocina i.v. 45 mg/kg), diabético insulina (insulina NPH 2 UI/dia durante 12 dias), diabético quinidina e diabético insulina quinidina. Os animais (n=6/tempo de coleta) receberam dose única oral (gavagem) de 20 mg/kg de rac-trans-T e as coletas seriadas de sangue foram realizadas até 12 h após a administração. As concentrações plasmáticas dos enantiômeros do trans-T, M1 and M2 foram determinadas por LC-MS-MS usando a coluna de fase quiral Chiralpak® AD. Os parâmetros farmacocinéticos foram calculados com auxílio do programa WinNonlin 4.1. e expressos como mediana. A disposição cinética do trans-T é enantiosseletiva no grupo controle com acúmulo plasmático do (+)-trans-T (AUC 527...

‣ Conhecimento e atitudes de usuários com diabetes mellitus em uma unidade básica distrital de saúde de Ribeirão Preto-SP; Diabetes mellitus clients' knowledge and attitudes in a Basic Health District Unit of Ribeirão Preto, SP

Rodrigues, Flavia Fernanda Luchetti
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/05/2011 Português
Relevância na Pesquisa
36.385664%
Estudo transversal realizado em uma Unidade Básica Distrital de Saúde no município de Ribeirão Preto, SP, em 2010. Os objetivos foram caracterizar os usuários com diabetes mellitus tipo 2, segundo as variáveis sociodemográficas, clinicas e laboratoriais, analisar os escores de conhecimento e atitude e relacioná-los segundo as variáveis de escolaridade, renda familiar, tempo de doença, índice de massa corporal, pressão arterial sistólica, pressão arterial diastólica e hemoglobina glicosilada. A amostra foi constituída por 123 usuários com diabetes mellitus tipo 2, que atenderam aos critérios de seleção. Para coleta de dados foi utilizado um questionário contendo as variáveis sociodemograficas, clinicas e laboratoriais, o Questionário de Conhecimento (DKN-A) e o Questionário de Atitudes Psicológicas do Diabetes (ATT-19). Para a coleta de dados utilizou-se a entrevista dirigida. Para apresentação dos resultados utilizou-se análise descritiva e o teste de Fischer para as variáveis qualitativas. Os resultados mostraram que dos 123 (100%) usuários com diabetes mellitus tipo 2, a idade variou entre 28 e 83 anos, média de 63,87 com desvio padrão de 9,09. A maioria encontravase na faixa etária de 60 a 69 anos (43...

‣ Diabetes e estrutura ventricular esquerda em afro-americanos : questões metodológicas em esudos epidemiológicos e dados do estudo ERIC (The Atherosclerosis Risk in Communities; Diabetes and left ventricular structure abnormalities in African-Americans : methodologic issues in epidemiologic studies and The ARIC Study (The Arherosclerosis Risk in Communities Study)

Foppa, Murilo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
36.385664%
Hipertrofia ventricular esquerda é um importante fator de risco em doença cardiovascular e pode ser responsável por parte do elevado risco cardiovascular associado a diabetes. Apesar de que o estresse hemodinâmico seja classicamente indicado como causa da injúria miocárdica que leva ao remodelamento, a injúria associada aos fatores neuro-humorais e a sinalização celular através da ativação imuno-inflamatória também desempenham um papel, acompanhando os mecanismos recentemente descritos na síndrome metabólica, particularmente na obesidade, onde a ativação do sistema imune inato leva a uma resposta inadequada crônica mediada por citocinas em diversos sistemas corpóreos. A ecocardiografia tem sido usada para identificar anormalidades da estrutura cardíaca, porém, variações metodológicas e os diversos ajustes para os determinantes da massa ventricular como idade, sexo, tamanho corporal e outros correlatos clínicos são motivo de debate, assim como a definição dos estados de anormalidade, tanto para hipertrofia ventricular esquerda, como para outras medidas da estrutura ventricular. Em uma amostra populacional de 1479 Afro- Americanos do Estudo ARIC, investigamos de forma estratificada e multivariada as associações independentes entre diabetes e as alterações estruturais do ventrículo esquerdo...

‣ Efeitos do diabetes gestacional moderado e da reposição com insulina na lactação sobre a próstata ventral do rato Wistar

Santos, Sérgio Alexandre Alcantara dos
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 83 f.
Português
Relevância na Pesquisa
36.385664%
Pós-graduação em Biologia Geral e Aplicada - IBB; Diabetes mellitus (DM) is a clinical heterogenic, caused by beta-pancreatic cell deficiency of insulin synthesis or due to target cells-dysfunction in insulin receptor, resulting in hyperglycemic metabolic disease. When associated with pregnancy, diabetes can lead to increased risk for maternal/fetal. The maternal hyperglycemia stimulates the fetal outgrow due to higher blood-glucose levels and growth factors. The high birth weight is related to the risk of development insulin resistance, obesity and DM type 2 in adulthood. The diabetes also affects negatively male reproductive system, mainly accessory glands and gonads. Although the literature has been demonstrated the influence of diabetes on testicular functions and fertility, the impact of gestational diabetes on prostate morphogenesis and growth in male offspring is far to be elucidated. Thus, due to the clinical importance of thematic, the aim of this project was to evaluate the possible effects of mild gestational diabetes on the rat ventral prostate (VP) growth, maturation and function at post-natal day (PND) 60 and 120. It was investigate the general morphology, cell proliferation and apoptosis, androgen receptor localization and expression...

‣ Avaliação da expressão gênica e de lesões no DNA de índividuos portadores de diabetes mellitus tipo 2, dislipidemia e periodontite crônica

Corbi, Sâmia Cruz Tfaile
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 180 f. : il. color. + anexo
Português
Relevância na Pesquisa
36.385664%
Pós-graduação em Odontologia - FOAR; O objetivo deste estudo foi avaliar a expressão gênica de indivíduos portadores de diabetes mellitus tipo 2 (DM2, compensados e não compensados metabolicamente), dislipidemia e/ou periodontite crônica, e avaliar se tais alterações metabólicas apresentam efeito mutagênico. Cento e cinquenta pacientes, divididos em 5 grupos (grupo 1 - diabetes descompensado, com dislipidemia e com doença periodontal; grupo 2 - diabetes compensado, com dislipidemia e com doença periodontal; grupo 3 - sem diabetes, com dislipidemia e com doença periodontal; grupo 4 - sem diabetes, sem dislipidemia e com doença periodontal; e o grupo 5 - sem diabetes, sem dislipidemia e sem doença periodontal), foram avaliados quanto ao exame periodontal completo, exame físico e avaliação laboratorial da glicemia de jejum e perfil lipídico. De cada paciente foi coletado sangue para investigar a expressão gênica e as lesões no DNA. A avaliação da expressão gênica foi realizada por microarray e validada por RT-qPCR (Transcrição Reversa seguida de Reação em Cadeia da Polimerase em Tempo Real, ou quantitativo). As lesões no DNA foram avaliadas por meio do teste do micronúcleo. Os dados foram submetidos à análise bioinformática e estatística. Para verificar os resultados obtidos pelo microarray...

‣ Implantes dentais em pacientes com diabetes mellitus

Bastos, Alliny de Souza; Conte Neto, Nicolau; Orrico, Silvana Regina Perez; Marcantonio, Elcio; Marcantonio Júnior, Elcio
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 853-857
Português
Relevância na Pesquisa
36.385664%
Dental implants represent a great improvement in Dentistry in respect to rehabilitation of edentulous ridges due to the functional and aesthetic reestablishment with long-term predictability and success. However, the effectiveness of this treatment relies on successful osseointegration during the healing period. In this way, the applicability of dental implants in patients with diabetes mellitus (DM) remains controversial, by the fact that the hyperglycemic status presents a negative effect on the osseointegration. It is not clear yet if the therapy with dental implants is an absolute contraindication to these patients. For this reason, the aim of the present study is to review the literature about the treatment with dental implants in patients with diabetes and to propose a protocol to perform dental implants in patients with diabetes. Diabetes has been considered a relative contraindication to dental implants, as the patients with adequate metabolic control can be treated with this kind of therapy, because inadequate metabolic control can lead to the failure of the treatment. Besides, there are risk factors for the diabetic implant patient that may decrease the success rates of dental implants therapy. In this way, the dentist should understand all the relevant implications before considering the indication of dental implants to patients with diabetes. It is important to have more controlled studies to evaluate the effects of diabetes on the implant-tissue interface and further investigations are necessary in order to elucidate the role of insulin and molecular mechanisms that might interfere on the osseointegration in patients with diabetes.; Os implantes osseointegráveis representam um grande avanço da Odontologia...

‣ Efeitos da administração da testosterona na incidencia do diabetes e sobre a expressão genica de citocinas no pancreas e celulas esplenicas em camundongos femeas de linhagem NOD/Uni

Rika Ashimine
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/08/2004 Português
Relevância na Pesquisa
36.385664%
A insulite está presente em ambos os sexos do camundongo NOD (non obese diabetic), enquanto a incidência do diabetes tem alta prevalência em fêmeas. O diabetes manifesta-se em 90% das fêmeas e aproximadamente em 20% nos machos. Neste estudo, investigamos o efeito da testosterona na incidência do diabetes e no perfil de citocinas Th1 no pâncreas e em células esplênicas do camundongo fêmea NOD. Nós utilizamos diferentes doses in vitro (5, 10, 20 e 30nM) e in vivo (174JlMe 348JlM)com administração semanal e mensal. Os camundongos fêmeas foram mantidos em tratamento durante 28 semanas, iniciando na 48 semana de vida. Para os estudos in vivo o tratamento semanal e mensal com 174JlM de testosterona reduziu a incidência do diabetes em 40%, enquanto o tratamento semanal com 348JlMreduziu a incidência do diabetes a 20%, índice semelhante ao do macho, com menor índice de insulite. No pâncreas, o perfil de citocinas Th1 estava aumentado no grupo de animais tratados diabéticos que no grupo de camundongos não diabéticos. Semelhante aos resultados do estudo in vivo, os efeitos da testosterona in vitro sobre as citocinas Th1 de células esplênicas exibiram tempo e dose-dependência. Contudo, o efeito da testosterona in vivo sobre a diminuição do IFN-y foi mais proeminente. O efeito da testosterona sobre a ativação da Stat3...

‣ Os microorganismos orais e o oraloma da diabetes tipo 2

Moreira, Patrícia Maria Iria
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 07/07/2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.385664%
Os estudos experimentais no âmbito da proteómica de tecidos orais fornecem-nos dados que permitem compreender os mecanismos moleculares, os perfis de expressão proteica, a sua regulação, a presença de modificações pós-tradução e as vias de sinalização modificadas na Diabetes Melitos tipo 2. O presente trabalho tem como objetivo verificar a relação das proteínas microbianas existentes na cavidade oral de pacientes com Diabetes Melitos tipo 2 com o estado de glicosilação das proteínas salivares humanas e a sua relação com a etiologia desta doença e das suas complicações. A catalogação das proteínas orais alteradas no paciente diabético tipo 2 permitiu adicionar 39 proteínas à base de dados do OralCard. A caracterização funcional do Oraloma da DMT2 permitiu identificar alterações estatisticamente significativas (p≤0,05) em determinadas vias de sinalização, processos biológicos e funções moleculares das proteínas orais da DMT2. No que concerne ao microbioma oral da DMT2, verificou-se existir escassez de estudos experimentais dirigidos para a sua identificação. No entanto, a partir dos estudos disponíveis foi possível identificar a Candida glabrata e a Candida tropicalis exclusivamente na diabetes...

‣ Deformidades do pé nas pessoas com diabetes : estudo de prevalência

Araújo, Cláudia Patrícia Sobreira
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /04/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.385664%
diabetes é considerada um flagelo à escala mundial, não apenas por atingir milhões de pes-soas, mas também porque se tem verificado um aumento da sua prevalência e, consequente-mente, das suas complicações crónicas. Tais complicações traduzem-se não apenas no aumento dos gastos em saúde, como em sofrimento das pessoas com diabetes, seus familia-res e comunidade, e em desgaste psicológico dos profissionais de saúde que permanecem preocupados e interessados na melhoria do controlo da situação de doença. De entre as complicações que emergem da diabetes destaca-se o pé diabético. Deste será importante conhecer a prevalência das diferentes deformidades que constituem em si fatores de risco de ulceração. O reconhecimento dos fatores precipitantes de lesão no pé apresenta-se como um aspeto sobre o qual os profissionais de saúde devem estar atentos, de forma a garantir a identificação das pessoas com pé em risco de ulceração e investir na educação da pessoa e seus familiares, de acordo com as suas necessidades. O presente estudo, de abordagem transversal e quantitativa, sustentou-se na avaliação da prevalência das diferentes deformidades do pé nas pessoas com diabetes. Para tal investiga-ção reconheceu-se a necessidade de construção de um instrumento para a colheita de dados (Formulário de Avaliação das Deformidades do Pé e do Calçado na Diabetes)...

‣ Raparigas pré-adolescentes com diabetes mellitus tipo I - Um olhar psicodinâmico

Pereira, Joana Margarida
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.385664%
Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica; Nesta investigação propusemo-nos a estudar o papel que a Diabetes Mellitus Tipo 1 tem na pré-adolescência ao nível da representação de si e do outro, das relações. A pré-adolescência marca o início de uma fase do desenvolvimento importantíssima. Esta destaca-se pelas transformações internas e externas resultantes do processo pubertário, que tendem a ocorrer entre o 12 e os 14 anos. Particularmente o corpo assume um papel central nesta fase. A diabetes, enquanto doença crónica grave que põe em risco a integridade física e requer um conjunto de readaptações, constitui-se como potencial ataque ao processo pubertário, nomeadamente, ao segundo processo de separação e imagem corporal, à representação de si. Assim, neste estudo comparativo, como instrumento óptimo de acesso ao mundo interno do sujeito escolhemos a prova projectiva Rorschach, a qual permite a compreensão da forma como o sujeito se organiza face à realidade interna e externa. Desta forma, da análise de 15 protocolos Rorschach, foi-nos possível verificar a existência de importantes diferenças entre as raparigas pré-adolescentes com diabetes (9 protocolos) e sem diabetes (6 protocolos). Nesta amostra...

‣ Macroscopic placental changes associated with fetal and maternal events in diabetes mellitus

Salge,Ana Karina Marques; Rocha,Karlla Morgana Nunes; Xavier,Raphaela Maioni; Ramalho,Wilzianne Silva; Rocha,Érika Lopes; Guimarães,Janaína Valadares; Silva,Renata Calciolari Rossi e; Siqueira,Karina Machado; Abdalla,Douglas Reis; Michelin,Márcia Anto
Fonte: Faculdade de Medicina / USP Publicador: Faculdade de Medicina / USP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.385664%
OBJECTIVES: The current study sought to identify macroscopic placental changes associated with clinical conditions in women with or without diabetes and their newborns. METHODS: The study population consisted of 62 pregnant women clinically diagnosed with diabetes and 62 healthy women (control group). RESULTS: Among the subjects with diabetes, 43 women (69.3%) were diagnosed with gestational diabetes mellitus, 15 had diabetes mellitus I (24.2%), and four had diabetes mellitus II (6.5%). The mean age of the women studied was 28.5 ± 5.71 years, and the mean gestational age of the diabetic women was 38.51 weeks. Of the 62 placentas from diabetic pregnancies, 49 (79%) maternal surfaces and 59 (95.2%) fetal surfaces showed abnormalities, including calcium and fibrin deposits, placental infarction, hematoma, and fibrosis. A statistical association was found between newborn gender and fetal and maternal placental changes (p = 0.002). The mean weight of the newborns studied was 3,287 ± 563 g for women with diabetes mellitus, 3,205 ± 544 g for those with gestational diabetes mellitus, 3,563 ± 696 g forthose with diabetes mellitus II, and 3,095 ± 451 g forthose with diabetes mellitus I. CONCLUSIONS: Infarction, hematoma, calcification, and fibrin were found on the maternal and fetal placental surfaces in women with diabetes. Women with gestational diabetes and post-term infants had more calcium deposits on the maternal placental surface as compared to those with type I and type II diabetes.

‣ Driving with Diabetes: Precaution, Not Prohibition, Is the Proper Approach

Kohrman, Daniel B.
Fonte: Diabetes Technology Society Publicador: Diabetes Technology Society
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em 01/03/2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.385664%
Safety issues posed by driving with diabetes are primarily related to severe hypoglycemia, yet some public authorities rely on categorical restrictions on drivers with diabetes. This approach is misguided. Regulation of all drivers with diabetes, or all drivers using insulin, ignores the diversity of people with diabetes and fails to focus on the subpopulation posing the greatest risk. Advances in diabetes care technology and understanding of safety consequences of diabetes have expanded techniques available to limit risks of driving with diabetes. New means of insulin administration and blood glucose monitoring offer greater ease of anticipating and preventing hypoglycemia, and thus, limit driving risk for persons with diabetes. So too do less sophisticated steps taken by people with diabetes and the health care professionals they consult. These include adoption and endorsement of safety-sensitive behaviors, such as testing before a drive and periodic testing on longer trips. Overall, and in most individual cases, driving risks for persons with diabetes are less than those routinely tolerated by our society. Examples include freedom to drive in dangerous conditions and lax regulation of drivers in age and medical cohorts with elevated overall rates of driving mishaps. Data linking specific diabetes symptoms or features with driving risk are quite uncertain. Hence...

‣ Updated Genetic Score Based on 34 Confirmed Type 2 Diabetes Loci Is Associated With Diabetes Incidence and Regression to Normoglycemia in the Diabetes Prevention Program

Hivert, Marie-France; Jablonski, Kathleen A.; Perreault, Leigh; McAteer, Jarred B.; Franks, Paul W.; Hamman, Richard F.; Kahn, Steven E.; Haffner, Steven; Knowler, William C.; Saxena, Richa; Meigs, James Benjamin; Altshuler, David Matthew; Florez, Jose Ca
Fonte: American Diabetes Association Publicador: American Diabetes Association
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.385664%
Objective: Over 30 loci have been associated with risk of type 2 diabetes at genome-wide statistical significance. Genetic risk scores (GRSs) developed from these loci predict diabetes in the general population. We tested if a GRS based on an updated list of 34 type 2 diabetes–associated loci predicted progression to diabetes or regression toward normal glucose regulation (NGR) in the Diabetes Prevention Program (DPP). Research Design and Methods: We genotyped 34 type 2 diabetes–associated variants in 2,843 DPP participants at high risk of type 2 diabetes from five ethnic groups representative of the U.S. population, who had been randomized to placebo, metformin, or lifestyle intervention. We built a GRS by weighting each risk allele by its reported effect size on type 2 diabetes risk and summing these values. We tested its ability to predict diabetes incidence or regression to NGR in models adjusted for age, sex, ethnicity, waist circumference, and treatment assignment. Results: In multivariate-adjusted models, the GRS was significantly associated with increased risk of progression to diabetes (hazard ratio [HR] = 1.02 per risk allele [95% CI 1.00–1.05]; P = 0.03) and a lower probability of regression to NGR (HR = 0.95 per risk allele [95% CI 0.93–0.98]; P < 0.0001). At baseline...

‣ Influence of Familial Risk on Diabetes Risk–Reducing Behaviors Among U.S. Adults Without Diabetes

Chang, Man-huei; Valdez, Rodolfo; Ned, Renée M.; Liu, Tiebin; Yang, Quanhe; Yesupriya, Ajay; Dowling, Nicole F.; Bowen, Michael S.; Khoury, Muin J.; Meigs, James Benjamin
Fonte: American Diabetes Association Publicador: American Diabetes Association
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.385664%
OBJECTIVE: To test the association of family history of diabetes with the adoption of diabetes risk–reducing behaviors and whether this association is strengthened by physician advice or commonly known factors associated with diabetes risk. RESEARCH DESIGN AND METHODS: We used cross-sectional data from the 2005–2008 National Health and Nutrition Examination Survey (NHANES) to examine the effects of family history of diabetes on the adoption of selected risk-reducing behaviors in 8,598 adults (aged ≥20 years) without diabetes. We used multiple logistic regression to model three risk reduction behaviors (controlling or losing weight, increasing physical activity, and reducing the amount of dietary fat or calories) with family history of diabetes. RESULTS: Overall, 36.2% of U.S. adults without diabetes had a family history of diabetes. Among them, ~39.8% reported receiving advice from a physician during the past year regarding any of the three selected behaviors compared with 29.2% of participants with no family history (P < 0.01). In univariate analysis, adults with a family history of diabetes were more likely to perform these risk-reducing behaviors compared with adults without a family history. Physician advice was strongly associated with each of the behavioral changes (P < 0.01)...

‣ Medical Advice and Diabetes Self-Management Reported by Mexican-American, Black- and White-Non-Hispanic Adults Across the United States

Vaccaro, Joan A.; Feaster, Daniel J.; Lobar, Sandra L.; Baum, Marianna K.; Magnus, Marcia; Huffman, Fatma G.
Fonte: FIU Digital Commons Publicador: FIU Digital Commons
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
36.385664%
Background: Diabetes has reached epidemic proportions in the United States, particularly among minorities, and if improperly managed can lead to medical complications and death. Healthcare providers play vital roles in communicating standards of care, which include guidance on diabetes self-management. The background of the client may play a role in the patient-provider communication process. The aim of this study was to determine the association between medical advice and diabetes self care management behaviors for a nationally representative sample of adults with diabetes. Moreover, we sought to establish whether or not race/ethnicity was a modifier for reported medical advice received and diabetes self-management behaviors. Methods: We analyzed data from 654 adults aged 21 years and over with diagnosed diabetes [130 MexicanAmericans; 224 Black non-Hispanics; and, 300 White non-Hispanics] and an additional 161 with ‘undiagnosed diabetes’ [N = 815(171 MA, 281 BNH and 364 WNH)] who participated in the National Health and Nutrition Examination Survey (NHANES) 2007-2008. Logistic regression models were used to evaluate whether medical advice to engage in particular self-management behaviors (reduce fat or calories, increase physical activity or exercise...

‣ Child growth and Type 2 Diabetes Mellitus in a Queensland Aboriginal Community

Bambrick, Hilary Jane
Fonte: Universidade Nacional da Austrália Publicador: Universidade Nacional da Austrália
Tipo: Thesis (PhD); Doctor of Philosophy (PhD)
Português
Relevância na Pesquisa
36.385664%
Globally, the prevalence of Type 2 diabetes is rising. The most affected populations are those that have undergone recent and rapid transition towards a Western lifestyle, characterised by energy-dense diets and physical inactivity.¶ Two major hypotheses have attempted to explain the variation in diabetes prevalence, both between and within populations, beyond the contributions made by adult lifestyle. The thrifty genotype hypothesis proposes that some populations are genetically well adapted to surviving in a subsistence environment, and are predisposed to develop diabetes when the dietary environment changes to one that is fat and carbohydrate rich. The programming hypothesis focuses on the developmental environment, particularly on prenatal and early postnatal conditions: nutritional deprivation in utero and early postnatal life, measured by low birthweight and disrupted child growth, is proposed to alter metabolism permanently so that risk of diabetes is increased with subsequent exposure to an energy-dense diet. Both hypotheses emphasise discord between adaptation (genetic or developmental) and current environment, and both now put forward insulin resistance as a likely mechanism for predisposition.¶ Diabetes contributes significantly to morbidity and mortality among Australia’s Indigenous population. Indigenous babies are more likely to be low birthweight...