Página 16 dos resultados de 2874 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

‣ Desemprego de meia-idade e mediadores de compensação: O Estado social como último reduto

Araújo, Pedro
Fonte: Centro de Estudos Sociais Publicador: Centro de Estudos Sociais
Tipo: Trabalho em Andamento
Português
Relevância na Pesquisa
26.784365%
Delineiam-se as grandes linhas de um modelo de análise das experiências do desemprego, prestando-se particular atenção a um dos seus pilares: os mediadores de compensação. No âmbito dos mediadores de compensação analisa-se a função que o Estado social desempenha na organização de estratégias de adaptação à privação de emprego por parte dos(as) desempregados(as) da Cerâmica Estaco. A posição fulcral que desempenha o Estado social permite, para o caso em análise, que se perspective o desemprego de meia-idade como um acontecimento que compromete a capacidade dos indivíduos para assegurar a sua autonomia financeira e que amplifica a função social do Estado.

‣ Empresas de inserção - colheitas do passado, trilhos do futuro : o contributo do mercado social de emprego na luta pela erradicação da pobreza e exclusão social

Santos, Marta Semedo de Almeida
Fonte: FEUC Publicador: FEUC
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
26.784365%
The work presented is focused on the Social Employment Market, seeking to understand the contribution of Measure Incorporation of Companies, in response to the problem of unemployment, in particular the inclusion of people with specific characteristics make it difficult to integration into the labour market (individuals with low academic qualifications, ex-prisoners, ex-addicts, long-term unemployed, etc.). To show the relevance of these companies in the rehabilitation of workers considered to be excluded, in particular the long-term unemployed, the work passed through the following stages: - Definition of the nature of Measure Social Firms; - General characterization of unemployment in Portugal; - Characterization of the Portuguese experience on this measure; - Analysis of some concrete experiences. Finally, as main objective will be displayed best practices to improve and maximize the contribution of Social Enterprises in the fight against poverty and social exclusion.; O trabalho que se apresenta centra-se no domínio do Mercado Social de Emprego, pretendendo perceber o contributo da Medida Empresas de Inserção como resposta à problemática do desemprego, em especial à inserção de populações cujas características específicas dificultam a sua inserção no mercado de trabalho (indivíduos com baixas qualificações académicas...

‣ A abordagem das políticas educativas para a empregabilidade

Bettencourt, Rui
Fonte: Universidade Aberta de Portugal Publicador: Universidade Aberta de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
26.784365%
Dissertação de Mestrado em Supervisão Pedagógica apresentada à Universidade Aberta; O desemprego atrai enormes atenções e fortes preocupações levando a que a procura de estratégias pelo emprego, em particular na atual conjuntura, seja um desígnio central de qualquer projeto ou discurso político ou de sociedade. Esta investigação pretende, neste quadro, encontrar as ligações entre políticas educativas e empregabilidade e, mais genericamente, considera o impacto da educação no emprego. Vem na sequência da evolução do pensamento económico que visa privilegiar o investimento na educação para o desenvolvimento económico e que culmina com as teorias de desenvolvimento endógeno de economistas modernos como Philippe Aghion. O autor procura, através de uma análise sistémica do emprego, as ligações entre educação e empregabilidade, e analisa consequências do e no Currículo e da e na Supervisão Pedagógica. Os mecanismos de ligação entre a Educação e o Emprego consubstanciam-se em políticas educativas para a empregabilidade que poderíamos considerar como políticas de emprego de uma 3ª geração – após as políticas passivas de proteção no desemprego e as políticas ativas de fomento da economia - que se caracterizam por agir junto da empregabilidade das pessoas quer em antecipação do mercado de trabalho...

‣ Perceção da vulnerabilidade ao stress em função do estatuto laboral num contexto de crise económica

Costa, Diana Suse Gomes
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
26.784365%
Este estudo teve por objetivo analisar a vulnerabilidade ao stress em sujeitos que se encontram desempregados. O trabalho foi realizado com uma amostra portuguesa de sujeitos empregados e desempregados (N=180). O desenho do estudo é do tipo transversal, sendo os sujeitos avaliados num único momento. Utilizou-se um questionário sócio-demográfico e o 23QVS-Questionário de Vulnerabilidade ao Stress. A hipótese 1 previa que existisse diferenças estatisticamente significativas na perceção à vulnerabilidade ao stress entre sujeitos desempregados e empregados, prevendo-se que os primeiros apresentassem maior vulnerabilidade. A hipótese foi infirmada, concluindo-se que, não existem diferenças estatisticamente significativas entre o grupo de sujeitos empregados e desempregados, no que se refere à vulnerabilidade ao stress, corroborando a hipótese inicial. A hipótese 2 previa que a perceção de vulnerabilidade ao stress variasse em função do tempo de desemprego esperando-se que, os sujeitos em situação de desemprego prolongado, apresentassem maior vulnerabilidade ao stress, contudo a hipótese também não foi confirmada, não se verificando diferenças estatisticamente significativas entre os grupos, no que se refere à perceção de vulnerabilidade ao stress...

‣ Predisposição e condicionantes da mobilidade nacional e europeia dos desempregados Estudo de caso no IEFP de Vila Nova de Gaia

Cruz, José António Gomes da
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
26.784365%
Esta dissertação pretende abordar um assunto particularmente relevante para a União Europeia (UE) e Portugal que é a mobilidade dos desempregados e dos que procuram o primeiro emprego. Com a atual crise, muitos dos problemas da UE assentam no desemprego e agudizam-se com a falta de mobilidade das populações. No caso português, a maior parte das políticas aplicadas nos últimos anos não parecem ter também preparado convenientemente os Recursos Humanos (RH) para a mobilidade. Nesse sentido, pretendo com este trabalho de investigação, assente no estudo de um universo específico ligado ao IEFP de Vila Nova de Gaia, averiguar em que medida existe predisposição à mobilidade (e quais as condicionantes existentes para esta), como alternativa ao desemprego e como forma de criar condições para uma vida melhor, a média e longo prazo, num outro local.; This dissertation aims to address a particularly relevant issue for the European Union (EU) and Portugal is that the mobility of the unemployed and those seeking their first job. With the current crisis, many of the problems in the EU are based on unemployment and grow more acute with the lack of mobility of populations. In the Portuguese case, most of the policies implemented in recent years do not seem to have also prepared conveniently Human Resources (HR) for mobility. Accordingly...

‣ Os riscos do empreendedorismo: a proposta de educação e formação empreendedora.; The risks of entrepreneurship: the proposed education and entrepreneurial training.

Lima, Aguinaldo Luiz de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/07/2008 Português
Relevância na Pesquisa
26.784365%
Esta pesquisa tem como objetivo estudar as origens, os fundamentos e as condições favoráveis à disseminação do empreendedorismo no Brasil através de políticas sociais e educacionais e demonstrar como ele foi mitificado com a promessa de compensar os perdedores da globalização, analisando os riscos que isto representa, em particular para os trabalhadores pobres na ampliação de sua vulnerabilidade. Utilizamos como referência deste estudo a década de 1990, período de elevado desemprego e informalidade, resultado da adoção de políticas econômicas neoliberais e que trouxe graves conseqüências para o mercado de trabalho brasileiro, mas que permitiram a criação de um ambiente favorável ao discurso do empreendedorismo, onde diante das discussões sobre desemprego e informalidade no mercado de trabalho, a conversão de trabalhadores empobrecidos em empreendedores, foi apresentado como possibilidade de ajustamento à nova realidade de diminuição de empregos assalariados. Considerando que o empreendedorismo foi concebido no campo teórico da administração de empresas capitalistas, optou-se por utilizar neste estudo a definição de Hisrich; Peters (2004), que abordam o empreendedorismo como um processo individual, de criar algo diferente e com valor...

‣ Lazer, educação informal e traços culturais do migrante brasileiro que permanece temporariamente no Japão - Diálogo de traços étnico-culturais e de lazer entre brasileiros no Japão e japoneses no Brasil; Leisure, Informal education and cultural features as for brazilian migrants who live temporarily In Japan: a dialog between the ethnic/cultural features as well as the leisure activities of brazilians in Japan and those of japanese in Brazil.

Ikari, Lucí Tiho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/03/2007 Português
Relevância na Pesquisa
26.784365%
Pesquisa sociocultural qualiquantitativa descritiva sobre o lazer, educação informal e traços culturais de brasileiros que permaneceram temporariamente no Japão, em busca de melhores condições de vida. Inicia-se elaborando uma discussão conceitual e teórica do lazer e de suas funções, tempo livre, tempo liberado e desemprego, educação não formal e informal, e faz um recorte de traços culturais. Apresenta aspectos do desemprego no Brasil e na Região Metropolitana de São Paulo, nas décadas de 1980 e 1990, com breve relato circunstancial do movimento migratório de brasileiros para o Japão. Caracteriza o público alvo da amostra, com base na aplicação do questionário, e aborda a história de vida de brasileiros, mediante entrevistas gravadas, em fitas cassetes, com questões abertas padronizadas e estudo bibliográfico. Analisa as informações colhidas, apontando contribuições e impactos socioculturais de brasileiros na vida de japoneses. Esses resultados compõem o fio condutor nutrido com fatos semelhantes vivenciados pelos imigrantes japoneses no Brasil, anteriormente explanados na dissertação de mestrado, elaborando um diálogo sincrônico. Conclui-se que há evidências do imbricamento do lazer e educação informal na formação dos traços culturais dos migrantes brasileiros no Japão...

‣ Trabalho informal e desemprego: desigualdades sociais; Informal work and unemployment: social inequalities

Beltrão, Myrian Matsuo Affonso
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/02/2010 Português
Relevância na Pesquisa
26.784365%
Este estudo demonstra, a partir de uma abordagem etnográfica, o processo de inserção e permanência de trabalhadores no mercado de trabalho informal; as formas de exploração, dominação e precarização do trabalho e suas conseqüências sobre as condições de saúde, trabalho e vida dos trabalhadores, a partir de quatro grupos abordados mais diretamente: os vendedores ambulantes; os catadores de materiais de reciclagem; os colhedores de laranja; e os pescadores de lagosta. A pesquisa revela as estratégias de resistência desenvolvidas pelos agentes informais no cotidiano de trabalho, bem como as formas de organização adotada por eles para tentar reverter a situação de pobreza e exploração. O posicionamento das várias instituições sociais e políticas em particular os sindicatos, as cooperativas e as Organizações Não-Governamentais (ONGs), os movimentos sociais e, principalmente, o Estado frente ao contexto da economia informal, é destacado neste estudo. O objetivo principal é analisar a articulação do trabalho informal e sua importância no modo de produção capitalista. Tal entendimento possibilita combater as reais causas do desemprego, da informalidade e da desigualdade social e econômica. Faz-se a crítica aos princípios do empreendedorismo...

‣ Desemprego regional no Brasil: uma abordagem empírica

Gonzaga, Gustavo; Issler, João Victor; Corseuil, Carlos Henrique Leite
Fonte: Fundação Getulio Vargas Publicador: Fundação Getulio Vargas
Português
Relevância na Pesquisa
26.784365%
Rio de Janeiro; None

‣ Desregulamentação dos Mercados de Trabalho e Desemprego nas Economias Capitalistas Avançadas

Lima, Luiz Antônio De Oliveira
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Português
Relevância na Pesquisa
26.784365%

‣ Modernização industrial e desemprego tecnológico: concepções teóricas e as perspectivas para o Brasil e o estado de São Paulo

Polla, Eduardo de Moraes
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
26.784365%

‣ Ganhos informacionais do ENEM : impactos sobre o desemprego

Castro, Marcelo Araújo
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
26.784365%
Este estudo analisa os impactos de um exame que indica a qualidade da educação de ensino médio no Brasil, o Exame Nacional do Ensino Médio, o ENEM, sobre a rotatividade no mercado de trabalho, a partir do início da divulgação pública das notas médias das escolas. A hipótese testada é se a divulgação das notas médias das escolas aumentou de forma significativa o conjunto de informações disponíveis ao público sobre a produtividade real dos trabalhadores, o que geraria um efeito, ceteris paribus, de reduzir a taxa de desligamento nos meses iniciais de trabalho. As principais conclusões são que uma maior variação das notas das escolas no ENEM em uma cidade parece estar correlacionada com mais desligamentos para trabalhadores de nível médio antes da divulgação, e esse efeito parece ter diminuído devido à divulgação. Foram encontradas evidências de impactos sobre a decisão de participação na força de trabalho.

‣ Os determinantes da duração do desemprego em São Paulo

Picchetti, Paulo; Menezes Filho, Naércio Aquino
Fonte: Escola de Pós-Graduação em Economia da FGV Publicador: Escola de Pós-Graduação em Economia da FGV
Tipo: Relatório
Português
Relevância na Pesquisa
26.784365%
This paper examines the determinants of unemployment duration in the metropolitan region of São Paulo in 1997. The descriptive statistics show that around 52% of the unemployment lived with their parents, that their average age was 27 and that 80% had between 4 and 11 years of schooling. Moreover, 85% of the 1997 unemployed left this status in the following three months, although on1y half of them effectively found a new job. The econometric results show that unemployment duration if lower for heads and for those that worked before. Moreover, duration is higher for the more educated, for those that lost their previous job, for the older and for those with longer tenure in the previous work. Finally, the hazard rate is increasing with the duration of unemployment up to the sixth month, dec1ining afterwards.

‣ Três ensaios sobre o mercado de trabalho no Brasil

Zylberstajn, Eduardo
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
26.784365%
Esta tese é composta por três artigos e uma nota, sendo um em cada capítulo. Todos os capítulos enquadram-se na área de Microeconomia Aplicada e Economia do Trabalho. O primeiro artigo estende o modelo tradicional de decomposição das flutuações na taxa de desemprego de Shimer (2012), separando o emprego formal do informal. Com essa modificação, os principais resultados da metodologia se alteram e conclui-se que os principais fatores para a queda do desemprego na última década foram (i) a queda na taxa de participação, principalmente pela menor entrada na força de trabalho; (ii) o aumento da formalização, atingido tanto pelo aumento da probabilidade de encontrar um trabalho formal quanto pela probabilidade de deixar a condição de empregado formal. O segundo capítulo apresenta estimativas para o retorno à educação no Brasil, utilizando uma nova metodologia que não necessita de variáveis de exclusão. A vantagem do método em relação a abordagens que utilizam variáveis instrumentais é a de permitir avaliar o retorno médio para todos os trabalhadores (e não somente os afetados pelos instrumentos) e em qualquer instante do tempo. Face aos resultados, concluímos as estimativas via MQO subestimam o retorno médio. Discute-se possíveis explicações para esse fenômeno. O terceiro artigo trata da terceirização da mão de obra no Brasil. Mais especificamente...

‣ O (des)emprego em duas perspectivas keynesianas; The (Un)employment under two keynesian perspectives

Levy, Maria Carolina Pinho; Universidade Federal de Itajubá; Ferreira, Adriana Nunes; Unicamp; Fracalanza, Paulo Sérgio; Unicamp
Fonte: UFSC Publicador: UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 11/11/2009 Português
Relevância na Pesquisa
26.921626%
http://dx.doi.org/10.5007/2175-8085.2009v12n1p58O presente artigo pretende explorar a nítida incompatibilidade existente entre as concepções novo-keynesiana e pós-keynesiana no que diz respeito ao fenômeno do desemprego. Tais formulações teóricas tão distintas estão aqui expostas de forma ordenada e seguidas da análise acerca das políticas públicas tidas por elas como adequadas para a mitigação do desemprego. Ao final, as escolas de pensamento apresentadas serão contrapostas buscando-se demonstrar que, por se tratarem de visões de mundo irreconciliáveis, nada há de semelhante entre elas à exceção da denominação.; The following article wishes to explore the clear incompatibility existing among new-keynesian and post-keynesian conceptions of unemployment. These two different theoretical formulations will be exposed in an organized way and followed by the analysis of their own prescriptions of public policies concerning unemployment. At the end, both theoretical frameworks will be put together in order to show that as they represent extremely different perceptions of the economic functioning they have nothing in common except their denomination.

‣ Emprego e Trabalho na América Latina: análise crítica sobre as informações da CEPAL (1995 – 2008)

Cabral, José Pedro Cabrera; Burginski, Vanda Michele
Fonte: UnB-BCE Publicador: UnB-BCE
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliados por Pares; Formato: application/pdf
Publicado em 10/10/2010 Português
Relevância na Pesquisa
26.921626%
O presente artigo tem por objetivo analisar as informações publicadas pela Cepal (1995-2008) acerca do emprego na América Latina. Segundo dados oficiais apresentados pela Cepal, entre 2002 e 2007 registrou-se na América Latina uma diminuição do desemprego de 11% para 8% afirmando uma tendência de crescimento econômico com a criação de novos postos de trabalho e, conseqüentemente, uma diminuição nos índices de pobreza. O que parece problemático nessas conclusões é que os índices de pobreza não acompanham os índices de diminuição de desemprego. Outro ponto importante da análise acerca desses indicadores está na forma como a Cepal interpreta a precarização do trabalho, separando trabalhadores que se encontram em setores vulneráveis dos trabalhadores de setores de baixa produtividade, fazendo diminuir os índices de desemprego. Os resultados do estudo apontam para a necessidade de uma releitura crítica dos dados apresentados por Organismos Internacionais.

‣ PRIMEIRO EMPREGO E REEMPREGO: ANÁLISE DE INSERÇÃO OCUPACIONAL E DURAÇÃO DO DESEMPREGO NO BRASIL METROPOLITANO

do Monte, Paulo Aguiar; de Araújo, Tarcisio Patrício; de Lima, Roberto Alves
Fonte: UFPB Publicador: UFPB
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 20/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
26.921626%
Este trabalho tem por objetivo analisar a inserção ocupacional e a duração no estado de desemprego no Brasil metropolitano de duas classes de desempregados: a dos indivíduos que procuram o reemprego e a dos indivíduos que procuram o primeiro emprego. No intuito de avaliar as características do indivíduo que interferem na sua inserção ocupacional, trabalhou-se com o modelo Logit bivariado; com respeito ao estudo da duração esperada do desemprego, utilizou-se o modelo não-paramétrico de Kaplan-Meier. Tendo como base os microdados da Pesquisa Mensal de Emprego – PME, 2000 e 2001 – os resultados indicaram chances heterogêneas de inserção ocupacional e de permanência no estado de desemprego, quase sempre em favor dos indivíduos que procuram o reemprego, indicando a necessidade que mecanismos sejam criados com o objetivo de minimizar as condições desfavoráveis para os indivíduos que disputam, pela primeira vez, uma vaga de emprego no mercado de trabalho.

‣ PRIMEIRO EMPREGO E REEMPREGO: ANÁLISE DE INSERÇÃO OCUPACIONAL E DURAÇÃO DO DESEMPREGO NO BRASIL METROPOLITANO

do Monte, Paulo Aguiar; de Araújo, Tarcisio Patrício; de Lima, Roberto Alves
Fonte: UFPB Publicador: UFPB
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2005 Português
Relevância na Pesquisa
26.921626%
Este trabalho tem por objetivo analisar a inserção ocupacional e a duração no estado de desemprego no Brasil metropolitano de duas classes de desempregados: a dos indivíduos que procuram o reemprego e a dos indivíduos que procuram o primeiro emprego. No intuito de avaliar as características do indivíduo que interferem na sua inserção ocupacional, trabalhou-se com o modelo Logit bivariado; com respeito ao estudo da duração esperada do desemprego, utilizou-se o modelo não-paramétrico de Kaplan-Meier. Tendo como base os microdados da Pesquisa Mensal de Emprego – PME, 2000 e 2001 – os resultados indicaram chances hetero êneas de inserção ocupacional e de permanência no estado de desemprego; quase sempre em favor dos indivíduos que procuram o reemprego, indicando a necessidade que mecanismos sejam criados com o objetivo de minimizar as condições desfavoráveis para os indivíduos que disputam, pela primeira vez, uma vaga de emprego no mercado de trabalho.

‣ O Desemprego em Situação: um Estudo Psicossocial; Unemployment in Situation: a Psychosocial Study

Mandelbaum, Belinda
Fonte: Revista da ABET Publicador: Revista da ABET
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 21/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
26.921626%
Este artigo realiza um estudo psicossocial sobre as repercussões do desemprego em trabalhadores pobres e suas famílias. Apresenta algumas ideias centrais de autores que participam do debate contemporâneo sobre o tema (JAHODA, 1987; CASTEL, 1997; DEJOURS, 1999; FEITOSA DOS SANTOS, 2000), para em seguida trazer alguns achados de sua pesquisa, realizada junto à população desempregada atendida em um Centro de Referência em Saúde do Trabalhador da cidade de São Paulo, entre 2000 e 2004. A discussão dos elementos encontrados sugere que, diante do trauma suscitado pela vivência do desemprego, a família acaba por ser o núcleo central de elaboração, o território que resta para uma reorganização pessoal da nova realidade situacional que o desemprego vem a gerar, embora não possa atender às demandas materiais e emocionais supridas anteriormente, ainda que de forma precária, pela inserção no mundo do trabalho.; That paper carries out a psychosocial study on the repercussions of unemployment in poor workers and their families. After a presentation of some ideas from authors who participate in the contemporary debate on the theme (JAHODA, 1987; CASTEL, 1997; DEJOURS, 1999; FEITOSA DOS SANTOS, 2000), she shows some findings of her own research...

‣ Apontamentos para o debate sobre o pleno emprego no Brasil

Mattos, Fernando Augusto Mansor; Lima, Sergiany da Silva
Fonte: Universidade Estadual de Campinas - Instituto de Economia - Setor de Publicações Publicador: Universidade Estadual de Campinas - Instituto de Economia - Setor de Publicações
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2015 Português
Relevância na Pesquisa
26.921626%
Este artigo analisa a evolução dos indicadores de emprego e de desemprego na economia brasileira desde o início dos anos 2000 até os dados referentes a 2012, tomando como referências teóricas a formulação de Keynes sobre o desemprego involuntário e também os estudos sobre a dinâmica das relações entre setor formal e setor informal dos mercados de trabalho formulados por autores ligados ao Prealc. O artigo apresenta um exercício econométrico (que teve por base a função emprego de Keynes explicada pelo Princípio da Demanda Efetiva) que revela que o crescimento do emprego é uma função positiva do crescimento econômico. Dados adicionais mostram que, a despeito do crescimento da ocupação e da formalização do emprego ocorrida no período, com consequente queda da taxa de desemprego para patamares historicamente baixos, a economia brasileira não conseguiu, segundo as referências teóricas adotadas, atingir o pleno emprego ao final do período analisado, devido à persistência de parcela expressiva de mão de obra subutilizada no mercado de trabalho. Abstract The article examines the evolution of employment and unemployment in Brazil, from 2000 to 2012. It uses, as theoretical references, the argument about involuntary unemployment made by Keynes...