Página 16 dos resultados de 47045 itens digitais encontrados em 0.033 segundos

‣ A gestão de políticas públicas em saúde da divisão de vigilância em saúde da secretaria de estado de saúde pública - SESPA no combate do HIV/AIDS no estado do Pará - um estudo de caso

Pianchão, Marcela Maria de Sousa
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
67.361875%
A presente dissertação teve como objetivo compreender como se promove a Gestão da Divisão de Vigilância Sanitária pela Secretaria de Estado de Saúde Pública/SESPA no combate do HIV/AIDS no Estado do Pará. A pesquisa contemplou o processo de Gestão de Políticas Públicas em Saúde da Divisão de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde Pública – SESPA no combate do HIV/AIDS no Estado do Pará, destacando os resultados dessa gestão nos casos notificados. Tratou-se de um estudo descritivo, cujos dados foram coletados a partir de levantamento bibliográfico e documental com aplicação de questionário na Divisão de Vigilância em Saúde da Secretaria do Estado de Saúde Pública/SESPA. O referencial teórico enfocou aspectos da contextualização da Gestão Pública e Privada, assim como fez referencia a Gestão de Políticas Públicas em Saúde em Portugal e no Brasil. Os resultados mostraram que a Gestão da Divisão de Vigilância Sanitária /SESPA consiste em uma Gestão Pública que realiza suas atividades sobre uma estrutura burocrata e centralizada impedindo que a mesma supra adequadamente, enquanto organização, às demandas do Estado do Pará e aos desafios impostos pelo HIV/AIDS, que se reafirma como assunto de saúde pública. Como conclusão...

‣ Competências da enfermeira na atenção básica: contribuição à construção das funções essenciais de saúde pública; Nurse’s competencies in primary health care: contribution to the construction of the essential public health functions; Competencias de la enfermera en la atención básica: contribuición a la construcción de las funciones esenciales de salud publica

Witt, Regina Rigatto
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
67.383447%
Esta investigação sobre o trabalho da enfermeira, na atenção básica em saúde, tem como questão central a especificidade desse trabalho e, como objeto de estudo, as competências gerais e específicas da enfermeira e sua contribuição para a construção do Sistema Único de Saúde (SUS) e para a constituição das Funções Essenciais de Saúde Pública (FESP), com os objetivos: 1) identificar e analisar as competências gerais e específicas requeridas da enfermeira para atuação na saúde pública, a partir do trabalho realizado na rede básica de saúde; 2) compreender como essas competências estão contribuindo para o desempenho das FESP, considerando-se a forma como estão sendo construídas no atual estágio de implementação do SUS. A determinação dos locais do estudo e da escolha dos sujeitos deu-se em função da utilização da Técnica Delphi como método de investigação. Foram selecionados dois grupos de participantes: um de 131 enfermeiras que atuam na rede básica do Município de Porto Alegre, e, outro, de 144 especialistas, enfermeiras que ocupam cargos na Secretaria de Saúde do Município de Porto Alegre e docentes de enfermagem em saúde publica/ comunitária/coletiva das escolas de enfermagem do estado do Rio Grande do Sul. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto/USP. Aceitaram participar da pesquisa...

‣ A formação em Saúde Pública nos cursos de graduação de Nutrição no Brasil; Public Health training in undergraduate Nutrition courses in Brazil

Recine, Elisabetta; Gomes, Renata Couto Falcão; Romeiro, Andhressa Araújo Fagundes; Pinheiro, Anelise Rizzolo de Oliveira; Teixeira, Bárbara de Alencar; Sousa, Jussara Santos de; Bertolin, Maria Natacha Toral; Monteiro, Renata Alves
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
67.394365%
OBJETIVO: Caracterizar a formação em saúde pública nos cursos de graduação em Nutrição, considerando o perfil dos professores e disciplinas oferecidas na área de Nutrição em Saúde Pública. MÉTODOS: Estudo transversal tendo sido enviados questionários a todas as instituições públicas e particulares brasileiras com graduação em Nutrição e com ao menos uma turma formada até o primeiro semestre de 2010 (n=296). Avaliou-se, o tempo de funcionamento dos cursos; número de vagas, oferta de cursos de pós-graduação; disciplinas que compõem a área de Nutrição em Saúde Pública, carga horária, distribuição de horas entre aulas teóricas e práticas e formação dos professores por elas responsáveis. RESULTADOS: Foram recebidos 65 questionários (22,0%). A maioria dos cursos destinou no máximo 30% da carga horária total para as disciplinas de Nutrição em Saúde Pública. Em média, 82,2% das disciplinas de Nutrição em Saúde Pública eram obrigatórias. Quase um quarto da carga horária das disciplinas de Nutrição em Saúde Pública é destinado a atividades práticas. Nas instituições públicas, 48,0% dos cursos apresentavam mais da metade do total de professores nutricionistas, contra 17,5% nas particulares. CONCLUSÃO: A área de Nutrição em Saúde Pública caracteriza-se pelas disciplinas de Avaliação Nutricional...

‣ Inteligência emocional como competência na formação do futuro gestor de saúde de instituições de saúde : proposta de uma unidade curricular

Sousa, Ana Sofia Marques de
Fonte: Universidade Nova de Lisboa. Escola Nacional de Saúde Pública Publicador: Universidade Nova de Lisboa. Escola Nacional de Saúde Pública
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
67.359443%
RESUMO - Introdução: A formação de um gestor neste século é um verdadeiro desafio, pois apesar das instituições de ensino superior formarem profissionais com capacidade para actuar na área da Gestão da Saúde, é difícil afirmar que tal formação seja suficiente para produzir os grandes gestores exigidos actualmente para orientarem Instituições de Saúde modernas. Assim, muitos são os estudos que têm mostrado que os gestores de saúde mais eficazes se assemelham num requisito crucial: a Inteligência Emocional (IE). Objectivos: Perceber a importância do ensino das competências emocionais nos Cursos de Mestrado em Gestão da Saúde; analisar de forma descritiva/analítica e crítica o módulo opcional de Emoção, Liderança e Coaching na Gestão da Saúde leccionado no Mestrado em Gestão da Saúde na Escola Nacional de Saúde Pública; e por fim construir uma proposta de Unidade Curricular de Inteligência Emocional. Metodologia: Realizou-se uma revisão da literatura que permitiu desenvolver e adquirir conhecimentos, conceitos e teorias na área da IE. De seguida, procedeu-se a uma análise descritiva/analítica e crítica do módulo opcional de Emoção, Liderança e Coaching na Gestão em Saúde leccionado no Mestrado em Gestão da Saúde na Escola Nacional de Saúde Pública...

‣ O papel do enfermeiro de saúde publica: projeções no ensino

Enders,Bertha Cruz
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/1995 Português
Relevância na Pesquisa
67.404556%
Analisa-se o papel do enfermeiro em saúde pública no contexto do ensino, como ponto de partida para uma avaliação da prática. Objetivou-se 1) Identificar o papel do enfermeiro em saúde pública projetado nos conteúdos programáticos das disciplinas de saúde pública do Curso de Enfermagem na Universidade Federal do Rio Grande do Norte desde sua implantação em 1974 até 1990 e, 2) Avaliar as concepções projetadas no ensino frente a realidade das práticas dos egressos. Conceptualizações da teoria de papeis nortearam o entendimento do termo "papel" e do processo de internalização do conceito. Utilizou-se uma abordagem qualitativa com triangulação na coleta de dados. Dados foram obtidos em duas fontes: nos conteúdos programáticos do Curso e nas opiniões dos enfermeiros egressos do Curso. Técnicas de análise documental foram aplicadas a 70 programas de disciplinas de Saúde Pública e uma amostra aleatória estratificada de 60 enfermeiros foi entrevistada utilizando um questionário específico. Os dados foram analisados à luz da teoria de papeis para a identificação do conceito. Em seguida, se analisou o conceito com base nas políticas de saúde vigentes da época em estudo. Os resultados demonstram que o papel do enfermeiro em saúde pública projetado nos conteúdos focaliza funções múltiplas...

‣ SciELO Saúde Pública: o desempenho dos Cadernos de Saúde Pública e da Revista de Saúde Pública

Barata,Rita Barradas
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 Português
Relevância na Pesquisa
67.33741%
O objetivo deste artigo é analisar dois periódicos brasileiros incluídos na biblioteca SciELO Saúde Pública, por meio de um conjunto de indicadores e análise dos artigos mais acessados. Cadernos de Saúde Pública: 3.743,59 acessos/mês, média de 30,31 citações por artigo. Os 50 mais acessados (6,72 a 524,50 acessos) foram publicados em português (92%), 42% eram ensaios teóricos, 20% inquéritos transversais, 16% estudos descritivos. 42% usaram técnicas argumentativas, 34% quantitativas, 18% técnicas qualitativas e 6% modelagem matemática. As áreas temáticas mais contempladas foram: saúde e trabalho (50%), epidemiologia (22%) e saúde ambiental (8%). Revista de Saúde Pública: 1.590,97 acessos/mês, com média de 26,27 citações por artigo. Os 50 mais acessados (7,33 e 56,50 acessos) foram todos publicados em português, 46% eram inquéritos transversais, 14% levantamentos em bases de dados e 12% revisões bibliográficas. As técnicas quantitativas foram utilizadas em 66% desses artigos, modelagem matemática foi semelhante ao observado entre os artigos dos Cadernos de Saúde Pública, assim como as técnicas qualitativas. Os temas predominantes foram: organização de serviços de saúde (22%), nutrição (22%)...

‣ A formação em saúde pública nos cursos de graduação de nutrição no Brasil

Recine,Elisabetta; Gomes,Renata Couto Falcão; Fagundes,Andhressa Araújo; Pinheiro,Anelise Rizzolo de Oliveira; Teixeira,Bárbara de Alencar; Sousa,Jussara Santos de; Toral,Natacha; Monteiro,Renata Alves
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2012 Português
Relevância na Pesquisa
67.36124%
OBJETIVO: Caracterizar a formação em saúde pública nos cursos de graduação em Nutrição, considerando o perfil dos professores e disciplinas oferecidas na área de Nutrição em Saúde Pública. MÉTODOS: Estudo transversal tendo sido enviados questionários a todas as instituições públicas e particulares brasileiras com graduação em Nutrição e com ao menos uma turma formada até o primeiro semestre de 2010 (n=296). Avaliou-se, o tempo de funcionamento dos cursos; número de vagas, oferta de cursos de pós-graduação; disciplinas que compõem a área de Nutrição em Saúde Pública, carga horária, distribuição de horas entre aulas teóricas e práticas e formação dos professores por elas responsáveis. RESULTADOS: Foram recebidos 65 questionários (22,0%). A maioria dos cursos destinou no máximo 30% da carga horária total para as disciplinas de Nutrição em Saúde Pública. Em média, 82,2% das disciplinas de Nutrição em Saúde Pública eram obrigatórias. Quase um quarto da carga horária das disciplinas de Nutrição em Saúde Pública é destinado a atividades práticas. Nas instituições públicas, 48,0% dos cursos apresentavam mais da metade do total de professores nutricionistas, contra 17,5% nas particulares. CONCLUSÃO: A área de Nutrição em Saúde Pública caracteriza-se pelas disciplinas de Avaliação Nutricional...

‣ A influência das políticas públicas de saúde e sua dimensão e perspectiva educativa para a sobrevivência infantil no Rio Grande do Sul: uma visão a partir de depoimentos de profissionais técnicos de saúde pública de nível superior

Faustini, Érico José
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
67.412646%
A presente Tese de Doutorado objetivou estudar a influência das políticas públicas de saúde e sua dimensão e perspectiva educativa para a sobrevivência infantil no Rio Grande do Sul, através de uma pesquisa quanti-qualitativa, levantando depoimentos de técnicos de nível superior da Secretaria da Saúde do Estado do Rio Grande do Sul, que trabalham com as ações de saúde voltadas à infância, por meio de um questionário respondido por trinta técnicos e de entrevistas realizadas com nove técnicos selecionados entre os que trabalham nessas ações. A análise de conteúdo dos dados coletados gerou quatro categorias: reflexões sobre trajetórias profissionais na Secretaria da Saúde e a importância da Educação Continuada e da formação universitária contextualizadas; avanço nas questões da saúde pública infantil no Rio Grande do Sul nas últimas décadas através do resgate histórico dos profissionais em Saúde Pública da Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul, em uma perspectiva de Educação para a Saúde; olhar reflexivo de técnicos da Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul sobre as ações de Saúde e de Educação para a Saúde no passado, propiciando críticas sobre aquilo em que poderíamos ter avançado mais; visão dos técnicos da Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul repensando as políticas públicas em Saúde e em Educação para a infância no estado como estratégia fundamental para o sucesso das ações de Saúde Pública.As conclusões foram as seguintes: priorizou-se no Rio Grande do Sul...

‣ Pandemia influenza A/H1N1 2009 em Portugal : estratégias de intervenção e saúde pública

Pinto, Carla Cristina Clemente Rodrigues
Fonte: Universidade Nova de Lisboa. Escola Nacional de Saúde Pública Publicador: Universidade Nova de Lisboa. Escola Nacional de Saúde Pública
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
67.346875%
RESUMO - Introdução: A necessidade de gestão da ameaça de uma pandemia obriga à gestão da incerteza absoluta. O desconhecimento científico quanto a uma série de factores tais como, as características dos vírus causadores de infecções, a efectividade das medidas de prevenção e de tratamento, contribuiu para a dificuldade de actuação a vários níveis. Face à evolução da situação epidemiológica mundial no campo da gripe, Portugal reviu e adaptou o seu plano de contingência para a gripe tendo sido homologado, em Janeiro de 2006, um novo plano – Plano de Contingência Nacional do Sector da Saúde para a Pandemia. Objectivos: O presente estudo apresenta como principais objectivos (1) a avaliação das estratégias de intervenção e respectiva implementação das medidas de saúde pública não farmacológicas, durante a pandemia da gripe de 2009; (2) a identificação dos pontos críticos na gestão das medidas de saúde pública não farmacológicas, para preparação e resposta a futuras pandemias da gripe e, por último, (3) a definição de um modelo de acompanhamento, de monitorização e de avaliação das medidas de saúde pública não farmacológicas, que permita identificar os pontos importantes a ter em conta na implementação de boas práticas de saúde pública...

‣ Representações sociais de emergências de saúde pública entre gestores em um hospital universitário

Souza, Dirciara Barañano
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
67.44188%
As emergências de saúde pública, provocadas por doenças infecciosas, têm impulsionado uma intensa reflexão no campo da saúde pública sobre possíveis caminhos para lidar com a complexidade do problema. Entre as estratégias para melhorar a capacidade de resposta dos países a essas emergências, a OMS enfatiza a necessidade de organização dos serviços hospitalares e a formação de profissionais de saúde. Pelo espaço de um Hospital Universitário, o objetivo consistiu em compreender as representações sociais de emergências de saúde pública entre gestores, que experienciaram a Pandemia de Influenza A (H1N1) de 2009. A pesquisa é de natureza qualitativa, do tipo estudo de caso, encontrando-se na Teoria das Representações Sociais a fundamentação teórico-metodológica. A coleta de informações ocorreu mediante as técnicas de associação livre e de entrevistas semiestruturadas, aplicadas a 30 participantes. As informações foram submetidas à análise de conteúdo categorial temática, resultando nas categorias: vulnerabilidade, proteção da saúde, descaso – zonas nebulosas da esfera pública, e, por fim, integralidade. A emergência de saúde pública é representada a uma distância segura do compreensível. O medo e a insegurança que transitam pelo espaço do obscuro...

‣ As ouvidorias de saúde pública no Estado do Pará : uma relação dialógica entre o governo, medicina e sociedade?

Moraes, Diana Coeli Paes de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
67.382354%
Esta Dissertação tematiza sobre as ouvidorias de saúde pública como um espaço de participação cidadã na gestão administrativa, indagando se acontece uma relação dialógica entre governo, medicina e sociedade, na perspectiva de aproximação da gestão e serviços prestados pela saúde pública, de acordo com a Política de Humanização do SUS. A hipótese norteadora do estudo é a de que com a participação popular, através das ouvidorias, são produzidas transformações nas práticas desempenhadas pelos diferentes atores na configuração das práticas no cuidado em saúde, em aproximação com os princípios e estratégias de Humanização do Sistema Único de Saúde, com capacidade de tensionar os papéis constituídos no contexto biomédico que se constituiu como predominante, a partir dos fins do século XVII. Objetiva identificar as contribuições efetivas da atuação das ouvidorias de saúde pública, na construção e execução de novas práticas da saúde, de acordo com a PNH. Foi desenvolvida em quatro capítulos, que tratam da participação social e da história das ouvidorias de saúde pública, no Brasil, do SUS e da Política de Humanização na Saúde,da pesquisa propriamente dita e as considerações finais. A investigação...

‣ UM ESTUDO SÔBRE A MELHOR MANEIRA DE INTEGRAR A ENFERMAGEM DE SAÚDE PÚBLICA NOS OUTROS CURSOS DE UMA ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA; UM ESTUDO SÔBRE A MELHOR MANEIRA DE INTEGRAR A ENFERMAGEM DE SAÚDE PÚBLICA NOS OUTROS CURSOS DE UMA ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA

Teixeira, Maria Silvana
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/1958 Português
Relevância na Pesquisa
67.448926%
O presente estudo foi planejado com o objetivo de procurar qual a melhor maneira de integrar a enfermagem de Saúde Pública nos outros grupos profissionais numa Escola de Saúde Pública, a fim de desenvolver o espírito de equipe. O motivo da escolha dêsse tema é que a pessoa que escreve encontrará essa situação em realidade, ao voltar à Escola de Saúde Pública de São Paulo - Brasil, onde, pela primeira vez, enfermeiras de Saúde Pública passarão a fazer parte do corpo discente em futuro próximo. Um questionário foi preparado e enviado a tildas as Escolas de Saúde Pública elos Estados Unidos, Pôrto Rico e Canadá. Alguma resposta foi recebida de til das elas. Apenas uma devolveu o questionário em branco, com a explicação ele que a Escola de Enfermagem e não a Escola de Higiene clava os cursos ele Saúde Pública para enfermeiras. Achou-se que a maioria das escolas têm pelo menos quatro cursos exigidos para todos os estudantes, que são: Adminitração Sanitária, Bioestatística, Epidemiologia e Saneamento. Nove cursos mais são indicados por duas ou mais escolas como exigidos para todo o corpo discente da Escola de Saúde Pública. A maioria elas escolas conta com algum outro tipo de agrupamento regular ele todos os estudantes...

‣ CONTRIBUIÇÃO PARA O ESTUDO DAS DESPESAS DO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO COM OS SEUS SERVIÇOS DE SAÚDE PÚBLICA (1890-1948); CONTRIBUIÇÃO PARA O ESTUDO DAS DESPESAS DO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO COM OS SEUS SERVIÇOS DE SAÚDE PÚBLICA (1890-1948)

Mascarenhas, Rodolfo
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/1948 Português
Relevância na Pesquisa
67.451865%
O autor faz um levantamento das despesas do Govêrno do Estado de São Paulo com os seus serviços estaduais· de saúde pública, no período de 1892-1948. A única fonte de dados que pôde utilizar, foi o estudo das despesas orçadas, contidas nos orçamentos do Estado de São Paulo. Estão classificados. os serviços estaduais de saúde pública, em dois grupos: serviços estaduais de saúde pública, nos quais foram incluídos todos os órgãos com atividades preventivo-curativas, incluindo-se entre êstes os hospitais destinados ao tratamento de pessoas com doenças infecto-contagiosas, e serviços de saúde, abrangendo os hospitais gerais, os destinados ao tratamento de psicopatas e as subvenções do Govêrno do Estado para hospitais e demais serviços médico-curativos privados. Apresenta o autor todos os orçamentos anuais para os diversos serviços de saúde pública e de saúde, no Estado de São Paulo. no período de 1892·1918. Os dados globais, de cada ano, são resumidos, no final da apresentação. em duas tabelas: urna demonstrando as despesas "per capita" com os serviços estaduais de saúde pública, de saúde e com a Fôrça Püblica. e outra com a percentagem sôbre o total do orçamento anual das despesas orçadas para cada uma dessa; classes de atividades. Dois grúficos demonstram...

‣ CONTRIBUIÇÃO AO ESTUDO DA HISTÓRIA DO ENSINO DE EDUCAÇÃO SANITÁRIA NA FACULDADE DE HIGIENE E SAÚDE PÚBLICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO; CONTRIBUIÇÃO AO ESTUDO DA HISTÓRIA DO ENSINO DE EDUCAÇÃO SANITÁRIA NA FACULDADE DE HIGIENE E SAÚDE PÚBLICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

Mascarenhas, Rodolfo dos Santos; Freitas, Adélia Vieira de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/1959 Português
Relevância na Pesquisa
67.36124%
Os AA. estudaram a evolução do ensino da educação sanitária na atual Faculdade de Higiene e Saúde Pública, desde 1925, dividindo-a nas seguintes etapas: I - Fase de 1925 a 1939: Em 1925, existindo sómente uma escola de enfermagem no país, o Prof. Geraldo H. de Paula Souza, então Diretor do Serviço Sanitário do Estado e Professor de Higiene da Faculdade de Medicina, criou um Curso de Educadores Sanitários selecionando para o mesmo professôres primários. Êstes, após um ano de curso, exerciam atividades nos centros de saúde criados na mesma data. Apesar de existir uma disciplina denominada Ética, Educação c Administração Sanitárias, não foram ministradas aulas específicas de educação sanitária. II - Fase de 1940 a 1945 - A disciplina Educação Sanitária foi criada para êssc curso em 1939 c durante êsse período foi ministrada por profissionais que exerciam atividades em outros setores do Centro de Aprendizado, do então Instituto de Higiene. Alguns dêsses profissionais ocasionais eram diplomados pelo Curso de Educadores Sanitários, outros tinham curso de enfermagem nos Estados Unidos ou Canadá.III - Fase de 1946 a 1950 - Foi permitido o ingresso no Curso de Educadores Sanitários aos alunos com diploma de curso colegial...

‣ AS CIÊNCIAS SOCIAIS NAS ESCOLAS DE SAÚDE PÚBLICA; AS CIÊNCIAS SOCIAIS NAS ESCOLAS DE SAÚDE PÚBLICA

Mascarenhas, Rodolfo dos Santos
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/1962 Português
Relevância na Pesquisa
67.40023%
A Faculdade de Higiene e Saúde Pública da Universidade de São Paulo, Brasil, foi, se não a primeira, uma das primeiras escolas de saúde pública a introduzir em seu currículo uma disciplina de Ciências Sociais. Criou, em 1945, junto à cadeira de Técnica de Saúde Pública, a disciplina Problemas de Sociologia Aplicada, para alunos do Curso de Higiene e Saúde Pública para médicos. Atualmente, sob a denominação de Ciências Sociais Aplicadas, ministram-se aulas de Sociologia, Antropologia Cultural e noções de Psicologia Social, Política e Economia, a alunos de todos os cursos, nesse instituto universitário. O autor, considerando a importância das ciências sociais para a formação de qualquer técnico em saúde pública, propõe, nas escolas de saúde pública, a criação de uma cátedra especializada nesse setor do conhecimento humano. Tendo verificado que a maior parte das escolas onde se introduziu o ensino de Ciências Sociais, ou vêm dando solução parcial ao problema - com o ensino de uma só disciplina -, ou vêm criando mais de uma cátedra, considera que ambas as orientações não são convenientes, sendo preferível que se estabeleça a unidade de cátedra para as Ciências Sociais Aplicadas. Esta seria integrada pelas seguintes matérias básicas: Antropologia Cultural...

‣ PROBLEMAS DE SAÚDE PÚBLICA NO ESTADO DE SÃO PAULO; PROBLEMAS DE SAÚDE PÚBLICA NO ESTADO DE SÃO PAULO

Mascarenhas, Rodolfo dos Santos
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/1954 Português
Relevância na Pesquisa
67.391475%
Neste artigo são estudados os principais problemas de Saúde Pública do Estado de São Paulo. Tece, o autcr, inicialmente, considerações sôbre um problema não ligado diretamente as atividades de saúde pública, mas que é de importância vital, o baixo padrão de vida de alguns grupos da população. Desenvolve considerações sôbre o saneamento do meio físico, apontando as nossas falhas nos serviços municipais de abastecimento de água, remoção de resíduos domiciliares e industriais. Estuda os nossos problemas relativos à medicina curativa, e seu entrosamento com os serviços de saúde pública. Propõe a reorganização dos serviços estaduais de saúde pública como medida urgente, devendo ter como base de ação local a unidade sanitária centro ou sub-centro de saúde. Existe atualmente uma dissociação das atividades locais em inumeras unidades especializadas, que, associada à falta de coordenação dos órgãos contribue para o encarecimento dos serviços estaduais de saúde pública. Sugere a criação da Cadeira de Higiene nas Escolas Normais, o ensino de Medicina Preventiva elo 1." ao 6." ano das escolas de medicina e o aumento da verba da Faculdade de Higiene e Saúde Pública da Universidade de São Paulo...

‣ A imagem do cuidado prestado pelas enfermeiras de saúde pública veiculada na Revista da Semana (1929); La imagen del cuidado prestado por las Enfermeras de Salud Pública publicada en la Revista de la Semana (1929); The image of care delivery by Public Health Nurses as disseminated in Revista da Semana (1929)

Deslandes, Anna Karina de Matos; Aguiar, Simone; Neto, Mercedes; Porto, Fernando Rocha
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/02/2013 Português
Relevância na Pesquisa
67.362793%
OBJETIVO: analisar as imagens das enfermeiras de saúde pública na prestação dos cuidados à sociedade, no ano 1929, veiculadas pela Revista da Semana. MÉTODO: estudo histórico-semiótico. Os documentos utilizados foram imagéticos, aos quais foi aplicada uma matriz de análise e escritos, incluindo literatura da moda, linguagem corporal e outras de aproximação com o objeto de estudo. Os dados foram interpretados à luz das noções de representações objetais e hexis corporal do sociólogo Pierre Bourdieu. RESULTADOS: constatou-se que a distinção no uso dos uniformes, para as atividades executadas pelas enfermeiras de saúde pública, era uma estratégia de comunicação não verbal para se fazer ver e fazer crer nas visitas domiciliares. CONCLUSÃO: cabia à enfermeira de saúde pública, em especial, prestar cuidados aos doentes e orientá-los no sentido de se prevenir doenças, em prol do desenvolvimento da qualidade da saúde pública. O estudo teve a intenção de produzir conhecimento sobre registros imagéticos da prática do cuidado realizado pela enfermeira da Escola de Enfermeiras do Departamento Nacional de Saúde Pública, e fortalecer as pesquisas de história da enfermagem em saúde pública, no Brasil, contribuindo para um melhor entendimento do processo de construção da imagem da enfermeira.; OBJETIVO: fue analizar las imágenes de las Enfermeras de Salud Pública en la prestación de los cuidados a la sociedad...

‣ Impactos das atividades humanas sobre a dinâmica do fósforo no meio ambiente e seus reflexos na saúde pública

Quevedo,Claudia Maria Gomes de; Paganini,Wanderley da Silva
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2011 Português
Relevância na Pesquisa
76.94161%
O fósforo é um nutriente com fontes finitas e não renováveis, cuja velocidade de exploração é atualmente muito superior às suas taxas de retorno ao seu ciclo natural, sendo que já existem previsões a respeito de um provável colapso nas suas fontes disponíveis e conhecidas, com impactos econômicos, sociais e ambientais graves e irreversíveis. Diante desse cenário, o presente trabalho busca apresentar informações sobre a dinâmica do fósforo no meio ambiente, avaliando os impactos causados pelas atividades humanas e verificando as ações que podem auxiliar na preservação do ciclo do nutriente. Visando contribuir para uma melhor visualização do assunto, foi analisada a evolução dos dados relativos à concentração populacional, número de industriais e extensão das áreas cultivadas em uma bacia hidrográfica, em relação às concentrações de fósforo nos compartimentos água e sedimento, ao longo de 22 anos. Para tanto, utilizou-se o rio Tietê como estudo de caso. Os resultados obtidos indicam que o controle das fontes domésticas, principalmente da quantidade de tripolifosfato de sódio (STPP) utilizada nos detergentes, é de grande importância para a melhoria da qualidade das águas, proteção ao meio ambiente e garantia da saúde pública.

‣ Medicamentos e saúde pública em tempos de AIDS: metamorfoses de uma política dependente

Loyola,Maria Andréa
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2008 Português
Relevância na Pesquisa
76.94161%
Desde os anos 1970, o Brasil vem tentando pôr em prática uma política de medicamentos que, apesar do mercado predominantemente oligopolizado e dominado pelas empresas farmacêuticas multinacionais, garanta à população o acesso a medicamentos essenciais. Foi nesse contexto que se deu a aprovação da lei de medicamentos genéricos, em 1999. O objetivo deste trabalho é analisar os elementos que interferiram no processo de implantação dessa lei. Com base na bibliografia especializada, na análise dos debates publicados em jornais brasileiros (1990 a 2002) e em entrevistas realizadas com membros da indústria, bem como com médicos, políticos, ativistas e funcionários públicos, procura-se mostrar que a efetiva implantação dos genéricos no Brasil está fortemente relacionada ao advento da AIDS. Mais precisamente, à implantação de uma política bem-sucedida de saúde pública no combate a essa doença, envolvendo a ação de diferentes atores e a combinação de diversos elementos também analisados neste artigo, tais como a política de cópia industrial de medicamentos, a lei de acesso universal aos medicamentos anti-AIDS, o movimento de luta contra a AIDS, a burocracia governamental constituída na luta contra essa epidemia e a forte mobilização da mídia.

‣ Sequelas invisíveis dos acidentes de trânsito: o transtorno de estresse pós-traumático como problema de saúde pública

Cavalcante,Fátima Gonçalves; Morita,Patrícia Alessandra; Haddad,Sonia Rodrigues
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
76.94161%
Este documento consolida os resultados obtidos no Seminário "Sequelas invisíveis dos acidentes de trânsito", realizado no contexto do projeto "Impactos sociais e econômicos dos acidentes de trânsito nas rodovias brasileiras". São identificadas características do transtorno de estresse pós-traumático decorrente de acidentes de trânsito, vítimas potenciais, sintomas, diagnóstico e fatores de risco e de proteção para o desenvolvimento do transtorno. Em seguida, são apresentados projetos e pesquisas realizadas no Brasil e no exterior sobre o tema. Finalmente, aborda-se o problema do transtorno de estresse pós-traumático sob a ótica da saúde pública e apresentam-se recomendações para políticas públicas voltadas para a redução dos impactos psicossociais da violência dos acidentes de trânsito.