Página 2 dos resultados de 34243 itens digitais encontrados em 0.010 segundos

‣ A Influência do Digital na Criação de Espaços de Aprendizagem de Alta Qualidade

Silva, Pedro Nuno Moreira da
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
36.592285%
Tese apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do Grau de Doutor em Ciências da Informação, especialização em Sistemas e Tecnologias da Informação.; O uso generalizado de Redes de Comunicação e das Tecnologias de Informação é hoje um fenómeno mundial, com múltiplos impactos na forma como se ensina/aprende e nos contextos em que esse processo decorre – Espaços de Aprendizagem. Estes espaços incluem Espaços Físicos de Aprendizagem, Espaços Virtuais de Aprendizagem, Espaços Colaborativos de Aprendizagem, entre outros. Estas propostas estão a proporcionar novos cenários no processo ensino/aprendizagem, com contornos ainda não muito bem definidos. Um Espaço de Aprendizagem necessita de um conjunto complexo de recursos materiais e humanos. Justifica-se um estudo mais aprofundado e continuado, dada a relevância que este tem nas Instituições de Ensino Superior. Nesse sentido, o objectivo geral da presente investigação é conhecer as percepções dos Docentes do Ensino Superior, sobre os Espaços de Aprendizagem, das instituições onde leccionam. São descritos os tipos de espaços existentes, a sua importância, as necessidades sentidas pelos docentes e o tipo de equipamentos sugeridos para esses Espaços. Neste contexto...

‣ Aprendizagem cooperativa como prática pedagógica inclusiva: aplicação do modelo Jigsaw numa turma do 2º ciclo

Alves, Isaura Maria dos Santos
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
36.592285%
Inúmeros estudos na área da educação têm apresentado a aprendizagem cooperativa como uma metodologia capaz de desenvolver nos alunos competências cognitivas e sociais. A aprendizagem processa-se em contexto de grupos de trabalho de constituição heterogénea onde os alunos aprendem uns com os outros, assumem a responsabilidade pela sua aprendizagem e pela dos outros, e contribuem para um objetivo comum, o sucesso do grupo. Os alunos vivem experiências de aprendizagem no seio da diversidade cognitiva, social, cultural, étnica, e aprendem a aceitar a diferença. Ao depararmo-nos com um grupo turma com diferentes níveis de aprendizagem, problemáticas diversas e diferentes atitudes face à aprendizagem, implementámos a metodologia da aprendizagem cooperativa, como uma das formas de concretização de práticas de diferenciação pedagógica inclusiva. A intervenção decorreu durante os segundo e terceiro períodos do ano letivo de 2011/12, numa turma do 2º ciclo, onde se encontrava inserido um aluno com dificuldades de aprendizagem específicas - dislexia. Com o presente trabalho de projeto tivemos como objetivo principal alcançar o sucesso de todos os alunos, envolvendo-os e responsabilizando todos no processo de aprendizagem individual e dos pares. Proporcionámos situações de aprendizagem em ambiente de trabalho cooperativo...

‣ Modelagem e arquitetura de sistemas para monitoração e acompanhamento da aprendizagem eletrônica.; Modeling and system architecture for eletronic learning monitoring and tracking.

Vaz, Maria Fernanda Rodrigues
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/05/2007 Português
Relevância na Pesquisa
36.592285%
Esta tese propõe conceitos, processos e uma arquitetura de sistemas para Monitoração e Acompanhamento da Aprendizagem Eletrônica (MAAE). A arquitetura é definida pelo seu modelo conceitual, pela interação com os serviços externos e pela representação XML dos conceitos e dos serviços. Ela independe de abordagem pedagógica específica. O Ponto de Observação é inserido em vários locais do Conteúdo da Aprendizagem Eletrônica. Um Elemento de Observação é associado ao Ponto de Observação, e é o responsável pela captura das interações do Processo de Aprendizagem Eletrônica. O Agenciador de Observação (Agenciador de Monitoração e Acompanhamento da Aprendizagem Eletrônica) recebe os eventos e solicitações dos Elementos de Observação e interage com os serviços externos. Os eventos são gravados no Repositório de Observação. A definição dos Processos de Aprendizagem Eletrônica é útil para a definição da estratégia de monitoração (Modelagem do Processo da Aprendizagem Eletrônica). Através da inserção dos mecanismos de observação nas Atividades de Aprendizagem (Processo da Produção do Conteúdo de Aprendizagem Eletrônica) é feita a monitoração do aprendiz (Processo da Aprendizagem Eletrônica) e se obtém as informações para análise (Avaliação e Análise da Aprendizagem Eletrônica).; This thesis proposes concepts...

‣ As estrategias de aprendizagem e a ansiedade de alunos do ensino fundamental

Elis Regina da Costa
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/09/2000 Português
Relevância na Pesquisa
36.592285%
Estudos demonstram que as estratégias de aprendizagem desempenham um papel importante para o rendimento escolar. Pesquisas sobre estratégias de aprendizagem no Brasil são escassas. O objetivo desta pesquisa foi investigar o uso de estratégias de aprendizagem de alunos brasileiros do ensino fundamental, bem como verificar possíveis relações entre o uso de estratégias de aprendizagem e o nível de ansiedade por parte dos alunos de 2a, 4a , 6a e 8a séries do ensino fundamental. Os instrumentos utilizados foram : uma entrevista estruturada com questões abertas e fechadas sobre estratégias de aprendizagem e uma escala de ansiedade. Os resultados indicam que uma quantidade expressiva de alunos brasileiros desconhecem ou não sabem usar estratégias de maneira apropriada. Apesar dos estudantes terem relatado uma diversidade de estratégias de aprendizagem, mencionaram utilizá-las pouco freqüentemente. Fatores como série escolar, idade, gênero e repetência afetam o uso e o conhecimento de certas estratégias de aprendizagem. As estratégias de aprendizagem utilizadas por alunos brasileiros do ensino fundamental são similares às de outros países. Encontrou-se relações significativas entre ansiedade e o uso de algumas estratégias de aprendizagem. No presente estudo...

‣ Processos de auto-regulação da aprendizagem : impacto de váriáveis académicas e sociais

Castro, Marta Alexandra dos Santos Neves de
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 16/07/2007 Português
Relevância na Pesquisa
36.592285%
Dissertação de Mestrado em Psicologia - Área de Especialização em Psicologia Escolar; Com esta dissertação pretende-se contribuir para alargar o conhecimento das relações existentes entre a auto-regulação da aprendizagem, a percepção de auto-eficácia para auto-regular a aprendizagem, a percepção de instrumentalidade dos processos de autoregulação da aprendizagem, a sua influência no sucesso académico e analisar a influência de variáveis relacionadas, como o sexo, o ano de escolaridade e as habilitações escolares dos pais, em alunos e alunas do 3.º Ciclo do Ensino Básico. Após a revisão da literatura assumimos a teoria sociocognitiva como marco teórico subjacente a este trabalho (Bandura, 1997; Rosário, 2004; Schunk, 2001; Zimmerman, 2000a). Na avaliação foram utilizados os instrumentos: FDPA (Ficha de dados pessoais e sócio-demográficos dos alunos e alunas); IPAA (Inventário de Processos de Autoregulação da Aprendizagem); Questionário da Percepção de Auto-eficácia para Autoregular; Questionário da Percepção de Instrumentalidade da Auto-regulação da Aprendizagem. O estudo empírico realizado contemplou 1310 participantes de escolas dos distritos de Braga e Porto. Os resultados obtidos confirmam que o terceiro e o quarto intrumentos nomeados mostram ser adequados para avaliarem...

‣ A compreensão evolutiva do ensino e da aprendizagem como promoção da melhoria da prática docente

Estrada, Célia Maria da Costa
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 14/02/2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.592285%
O presente relatório incide sobre o processo de ensino-aprendizagem, bem como sobre conceitos, abordagens e metodologias no ensino e na aprendizagem, contextualizando a minha experiência prática. Assim, numa primeira fase explano sobre o meu percurso educacional e profissional. São realçadas as dificuldades com que o professor estagiário se depara, como a ausência de experiência prática, a adequação do discurso e das metodologias. Todavia, o experienciar destas dificuldades permite adquirir competências necessárias ao exercício da atividade docente. É também descrita a condição de professora contratada que me permitiu conhecer realidades escolares distintas, ou seja, professores e alunos com caraterísticas e aspirações específicas, contextos sociais, culturais, familiares diversificados, que, de algum modo, se refletiam no ambiente escolar e nas condições de ensinar e de aprender. Seguidamente, é feita uma reflexão sobre o que é ensinar e diferentes abordagens no ensino: tradicional, comportamentalista, humanista, cognitivista, sociocultural e construtivista. O ato de ensinar não deve ser confundido com a mera transmissão de conhecimentos, reservando para o aluno apenas a condição de recetor. Trata-se...

‣ Perguntas na aprendizagem de química no ensino superior

Souza, Francislê Neri de
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
36.592285%
A investigação em educação em ciência tem vindo a sustentar a necessidade de se considerarem novas ênfases no ensino e aprendizagem, em particular no ensino universitário. Diversos investigadores consideram que existem capacidades e competências chave que devem ser desenvolvidas nos estudantes, para além dos conteúdos académicos. Entre estas, salientam-se as seguintes: a competência de questionamento e de comunicação, a capacidade de trabalhar em grupo, de resolução de problemas e do uso das novas tecnologias e, ainda, a capacidade para continuar a adquirir, ao longo da vida, novos conhecimentos e práticas. Todas estas capacidades e competências pressupõem uma aprendizagem muito mais activa, em oposição aos processos tradicionais. Este trabalho assenta na convicção de que é possível promover a aprendizagem activa de Química, através do incentivo às perguntas na interacção didáctica entre professores e estudantes. Reflecte ainda a ênfase que um número crescente de educadores tem vindo a colocar na importância da formulação de perguntas de qualidade nos processos de ensino e de aprendizagem, bem como na necessidade de as estimular positivamente. Assim, as perguntas dos estudantes tornaram-se centrais e foram o fio condutor nesta investigação. Foram criados instrumentos e desenvolvidas diversas estratégias visando estimular a formulação de perguntas pelos estudantes...

‣ Concepções de dificuldades de aprendizagem no corpo docente de uma escola de 1º ciclo

Gil, Cristina Pinto Coelho
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
36.592285%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia da Educação e da Orientação), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2011; A forma como os professores perspectivam as dificuldades de aprendizagem pode influenciar de forma determinante o modo como avaliam, reagem e actuam nessas situações. No âmbito do estudo das concepções pessoais de professores, o principal objectivo do presente trabalho foi a identificação e a descrição das concepções pessoais sobre dificuldades de aprendizagem do corpo docente de uma Escola EB1/JI do Concelho de Almada, constituído por 14 professores. Para a recolha de dados foi utilizado o questionário “Perspectivas Pessoais dos Professores sobre Dificuldades de Aprendizagem”, de formato digital e de preenchimento online (Google Docs). A análise dos dados foi feita com base em classificações já pré-existentes de concepções de aprendizagem (Marton, Dall’Alba & Beaty, 1993), concepções de dificuldade de aprendizagem (Gonçalves, 2002) e classificações de dificuldade de aprendizagem (Cruz, 1999). Os resultados vieram demonstrar que num pequeno grupo de professores de uma mesma escola é possível observar uma grande variabilidade ao nível das concepções...

‣ Conceções de aprendizagem da dança em estudantes de dança clássica e contemporânea

Basto, Madalena Salema Ferreira Pinto
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.592285%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia da Educação e da Orientação), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2013; Enquadrado na perspetiva Fenomenográfica, este estudo apresenta como principal objetivo o mapeamento das conceções que alunos de dança clássica e contemporânea, no 11.º e 12.º anos de escolaridade, têm sobre a aprendizagem da dança. A recolha de dados foi efetuada segundo um modelo de entrevista semiestruturada, questionando-se os alunos sobre seis dimensões da conceção de aprendizagem da dança: 1) dimensão referencial ("O que é a aprendizagem da dança?"), 2) dimensão processual ("Como se aprende a dançar?"), 3) dimensão contextual ("Onde/quando/com quem se aprende a dançar?"), 4) dimensão fatorial ("Que fatores influenciam a aprendizagem da dança?"), 5) dimensão funcional ("Quais as funções da aprendizagem da dança?") e 6) dimensão problemas ("Que problema há na aprendizagem da dança?"). Contudo, este estudo reporta-se apenas à descrição e interpretação dos resultados obtidos nas três primeiras dimensões da conceção de aprendizagem da dança. Os dados foram sujeitos a uma análise de conteúdo de tipo “indutivo” que permitiu identificar certas conceções básicas de aprendizagem da dança comparáveis a conceções de aprendizagem normalmente identificadas pela investigação fenomenográfica: a aprendizagem da dança tida como aquisição de conhecimento...

‣ A colaboração em ambientes virtuais de aprendizagem

Torre, Sandra Castro da
Fonte: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universiadade Nova de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universiadade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /03/2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.592285%
Trabalho de Projecto de Mestrado em Gestão de Sistemas de e-Learning; Este estudo deriva da necessidade de superar um hiato que progressivamente se expande entre dois universos que se deveriam complementar devendo ser um, condição sine qua non do outro: os interesses/necessidades que movem a nova geração de estudantes atraída pelo desenvolvimento tecnológico e a oferta educativa. O envolvimento dos alunos na aprendizagem, a sua pró-actividade, o trabalho exploratório indubitavelmente assumem-se como grandes finalidades educativas a perseguir. No entanto, é fundamental conciliar as necessidades ditadas pela nova economia mundial – a do conhecimento e as que inspiram verdadeiramente os nossos jovens e que, na sua essência, convergem sensivelmente para as actuais exigências do mercado de trabalho: as comunidades virtuais, o trabalho colaborativo, a produção e partilha imediata de informação, a navegação sem fronteiras, o acesso imediato à informação, tudo assente no incessante desenvolvimento tecnológico. Urge deste modo uma rápida reviravolta no seio educativo. Impõe-se novas competências aos nossos jovens e cabe à escola o seu desenvolvimento: promover a criatividade, a capacidade de inovar, o desenvolvimento de competências sociais essenciais no desenvolvimento do trabalho em equipa assente em metodologias colaborativas...

‣ Suporte à aprendizagem informal no trabalho: uma proposta de articulação conceitual

Coelho Junior,Francisco Antonio; Mourão,Luciana
Fonte: Universidade Presbiteriana Mackenzie Publicador: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
36.592285%
Quando se analisou o estado da arte em comportamento organizacional, verificou-se a falta de distinção entre os tipos de ação esperados nas distintas etapas do ato de apoiar a ocorrência da aprendizagem, além da necessidade de uma proposição teórica sistemática sobre o suporte à aprendizagem informal em suas diferentes fases. O presente artigo objetiva propor um modelo teórico baseado no ordenamento das etapas de suporte psicossocial à aprendizagem informal, segundo as características e as qualidades das distintas etapas do conceito de aprendizagem informal do trabalho. Com ênfase teórica para a aprendizagem social, a teoria cognitiva social e a hierarquia das formas de aprender, este trabalho enfatiza a importância do suporte psicossocial, com base na teoria da reciprocidade nas relações sociais. Com base em extensa revisão de literatura, propõe-se uma classificação do conceito de suporte, considerando as fases distintas pelas quais o conceito de aprendizagem ocorre, desde a aquisição pelo indivíduo até sua aplicação no trabalho. O suporte à aprendizagem é discutido considerando as etapas processuais de aquisição, retenção, manutenção, generalização e transferência de conhecimentos, habilidades e competências que devem ser expressos nas rotinas de trabalho...

‣ Processos de aprendizagem em uma organização pública

Camuña, Bárbara Amorim Sousa
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Português
Relevância na Pesquisa
36.59969%
Monografia apresentada no curso de Gestão Judiciária do Programa de Pós-Graduação em Administração da Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação (FACE), da Universidade de Brasília, como requisito parcial à obtenção do grau de especialista em Gestão Judiciária.; Discorre sobre os processos de aprendizagem em uma organização pública, mediante a investigação da percepção dos indivíduos de uma de suas unidades acerca dos conteúdos aprendidos, da forma como se deu a aprendizagem, com quem os conteúdos foram aprendidos e para quem foram repassados. Apresenta revisão da literatura, onde se discute conceitos e teorias de aprendizagem em organizações, enfatizando os processos de aprendizagem e os níveis onde a aprendizagem pode ocorrer, privilegiando o aprendizado individual. Declara que a pesquisa realizada buscou conhecer o processo de aprendizagem da unidade. Ressalta que os resultados obtidos permitiram a definição de cinco categorias de análise: conteúdos aprendidos; forma de aprendizagem; sujeitos da aprendizagem; transferência de aprendizagem; e fatores que interferem na aprendizagem, que contribuíram para a descrição do processo de aprendizagem investigado...

‣ Avaliação da aprendizagem de inglês como língua estrangeira: um estudo sobre as concepções de professores de escolas de referência em ensino médio integral em Pernambuco

Leimig, Eveline Silva de Freitas; Silva, Janssen Felipe da (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
36.592285%
A avaliação da aprendizagem se encontra entre os vários fatores que contribuem para a aprendizagem escolar. Contudo, pouco se conhece sobre as concepções de professores de Língua Inglesa a esse respeito. Dessa forma, a pesquisa trata de como professores de Escolas de Referência em Ensino Médio Integral concebem a Avaliação da Aprendizagem de Inglês como Língua Estrangeira. Buscamos compreender tais concepções a partir dos estudos em Avaliação da Aprendizagem, os quais partem do princípio de que avaliar perpassa pela certificação da aprendizagem e, mais além, funciona como ponte para a regulação da mesma e para a reorganização do ensino (PERRENOUD, 1999; STUFFLEBEAM; SHINKFIELD, 1995; ZABALA, 1998). Por entendermos que a forma como se pensa e se faz avaliação está relacionada com uma concepção inicial de aprendizagem (FERNANDES, 2009), complementarmente, utilizamo-nos dos estudos em Aprendizagem de Língua Estrangeira que partem do princípio de que a Língua Inglesa pode ser aprendida de forma Significativa (AUSUBEL et al., 1968), onde seu ensino é focado na aprendizagem dos alunos (SILVA, 2003). Especificamente, a pesquisa objetivou caracterizar as concepções de Avaliação da Aprendizagem dos professores...

‣ Aprendizagem intergeracional com tecnologias de informação e comunicação; Intergenerational learning with information and communication technologies

Patrício, Maria Raquel
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança Publicador: Instituto Politécnico de Bragança
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
36.592285%
Num contexto de aceleradas mudanças demográficas, aliadas a tempos de crise económica e social, verificam-se consequências significativas para a sociedade, incluindo desafios e oportunidades. São necessárias abordagens inovadoras para uma melhor adaptação às transições que ocorrem ao longo da vida. A educação pode trazer benefícios para a inclusão digital e social, o envelhecimento ativo e a solidariedade intergeracional. Numa sociedade, cada vez mais envelhecida, a educação e a aprendizagem para as pessoas mais velhas tem um papel fundamental a desempenhar na realização de uma vasta gama de objetivos sociais e económicos. Neste sentido, o presente trabalho de investigação centra-se na problemática da aprendizagem intergeracional com Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) e visa compreender de que forma é que a mesma pode contribuir para a aprendizagem de competências digitais pelos adultos e idosos, a promoção da aprendizagem ao longo da vida, do envelhecimento ativo e da solidariedade e compreensão entre gerações. Para este efeito, dinamizamos oficinas TIC intergeracionais e escolhemos a metodologia de estudo de caso para estudar três casos distintos de aprendizagem intergeracional com TIC...

‣ A ênfase na aprendizagem e a educação contemporânea; The emphasis on learning and contemporary education

BASTOS, Rachel Benta Messias
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Educação; Ciências Humanas Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Educação; Ciências Humanas
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
36.592285%
This study, tied to line of research of Culture and Educational Processes, aims to discuss the learning and some of its appropriations in contemporary education. Understanding learning as a universal category subject to historical particularities, this literature and exploratory study was proposed to seize ownership of education nowadays, by reference (1) the guidelines that govern macropolitical education and (2) Master's dissertations in education (1990 - 2000). The emphasis on learning has been identified in the documents studied, in particular the reports to Learn to be Aprender a ser (1970) and Education: The Treasure Within Educação: um tesouro a descobrir (1990), which were proposed as a new education, geared towards the action of the individual student and individualization of the educational processes , focusing on the subject, and also in the discourse sought to justify the need for change, referring to new paradigms of learning, learning to learn. Learning was cited as an important category in 71.2% of the dissertations studied. These essays showed that learning is a category that articulates the new directions of education conducted in the light of psychological benchmarks, especially Piaget and Vygotsky. The two sources relate the idea of a learning innovation in educational practice. It was concluded that the emphasis on innovations in educational practices under the guidance of a possible "revival of learning" meets new forms of organization of productive forces and social relations produced in this historical particularity. Teaching and learning are split and included in their externality corroborate functional educational concept on effective society. It reaffirms the assumption of a learning rule on education in contemporary education...

‣ Aprendizagem autorregulada de estudantes de pedagogia : suas estratégias de aprendizagem, teorias implícitas de intelegência e variáveis motivacionais; Learning self-regulation of pedagogy students : learning strategies, implicit theories of intelligence and motivational variables

Janete Aparecida da Silva Marini
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.592285%
A autorregulação é todo ato intencional que, agindo sobre os mecanismos de aprendizagem, favorece sua progressão e/ou redirecionamento. É um aspecto importante no processo de ensino que contribui para a organização do ato de aprender. Estudantes autorregulados utilizam uma série de estratégias cognitivas, metacognitivas e motivacionais que permitem a construção de conhecimentos relevantes. O presente estudo teve por objetivo conhecer as variáveis associadas à autorregulação da aprendizagem em estudantes de Pedagogia. Mais precisamente, investigou suas Teorias Implícitas de Inteligência, suas motivações e uso de estratégias de aprendizagem e autoprejudiciais. Na coleta de dados foram utilizados: Escala de Avaliação das Estratégias de Aprendizagem, Escala de Avaliação da Motivação para Aprender de Estudantes Universitários, Escala de Teorias Implícitas de Inteligência e Escala de Uso de Estratégias Autoprejudiciais. Foram aplicadas, também, três atividades autorreflexivas: duas referentes ao uso de Estratégias de Aprendizagem e uma relativa às Estratégias Autoprejudiciais. A amostra foi composta por 107 estudantes do curso de Pedagogia, com faixa etária entre 18 e 46 anos, provenientes de duas Instituições de Ensino Superior do Estado de São Paulo. As respostas dos participantes para as atividades autorreflexivas foram examinadas qualitativamente pela análise de conteúdo. Os resultados das escalas e de questões fechadas...

‣ A aprendizagem de professores na pós-graduação : três estudos de caso

Egler, Valdívia de Lima Pires
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
36.59969%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2013.; A aprendizagem de professores revelou-se, através de revisão de literatura, um tema pouco debatido e estudado, tanto no campo da Psicologia quanto no campo da Educação. Consideramos a importância da articulação entre estes dois campos, no sentido da compreensão de como ocorre esse processo em adultos professores em contextos escolares de formação continuada em nível avançado, no sentido de contribuir ao desenvolvimento de processos de ensino-aprendizagem que favoreçam formas mais produtivas de relação desses aprendizes com o conhecimento. Nessa perspectiva, o objetivo da pesquisa é compreender a aprendizagem de professores na pós-graduação, com foco na aprendizagem criativa. Como fundamentação teórica à compreensão da aprendizagem escolar utilizamos a concepção da aprendizagem como processo da subjetividade humana, conforme vem sendo desenvolvida por González Rey (1999a, 2003, 2005, 2009a, 2011), a partir da Teoria da Subjetividade, na perspectiva histórico-cultural. Assumimos a concepção da aprendizagem criativa, de acordo com a conceituação desenvolvida por Mitjáns Martínez (2008a; 2008c; 2009a; 2012) que considera este tipo de aprendizagem um processo complexo da subjetividade humana em que se envolve a geração de ideias próprias e novas pelo aprendiz; o processo de confrontação com a informação e o exercício...

‣ É assim que eu escrevo : estratégias de aprendizagem de Kanji e crenças de professores de língua japonesa em formação

Oliveira, André Willian Marques
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
36.59969%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Línguas Estrangeiras e Tradução, Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada, 2013.; Esta pesquisa trata das estratégias de aprendizagem de línguas e crenças de professores de língua japonesa em formação de uma turma do curso de licenciatura em Letras-Japonês de uma universidade pública do Distrito Federal a respeito da escrita japonesa. O objetivo é identificar as estratégias de aprendizagem que os aprendizes utilizam, bem como suas crenças no processo de aprendizagem da escrita japonesa, em especial a aprendizagem dos kanji (ideogramas). E ainda, compreender as implicações decorrentes das ações dos aprendizes e de suas reflexões na aprendizagem. Esse tema é justificado pela dificuldade de aprender os kanji frequentemente relatada pelos aprendizes de língua japonesa, por se tratar de um sistema de escrita (SE) misto de fonogramas e ideogramas, distinto do SE alfabético da língua portuguesa. Outra motivação para investigar esse tema está na falta de estudos envolvendo a língua japonesa no Brasil. Este trabalho parte de duas bases teóricas na Linguística Aplicada: as estratégias de aprendizagem de línguas...

‣ Avalia????o da aprendizagem: processo construtivo de um novo saber/fazer

Joseneide Ribeiro Montenegro G. Matos; Maria Terezinha Barbosa; Rosimar Nascimento Lopes; Shirley Cristiane S. Oliveira; Vilma Alves dos Santos
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Português
Relevância na Pesquisa
36.59969%
A educa????o consiste no desenvolvimento do ser humano em todas suas dimens??es. No mundo globalizado que vivemos e diante dos constantes avan??os tecnol??gicos e cient??ficos, educa????o ?? palavra chave, possibilitando an??lise, cr??tica, constru????o do conhecimento. Para tanto o ensino e aprendizagem precisa ser visto como elemento provocativo, desafiador, proporcionando momentos reflexivos que auxiliem na constru????o do conhecimento. A avalia????o da aprendizagem ?? tema de profunda reflex??o, os profissionais, envolvidos nesse processo, dever??o conscientizar-se que o mais importante s??o os alunos conseguirem aplicar os conhecimentos adquiridos diariamente, de forma que possibilitem o pleno exerc??cio da cidadania. Essa ?? mais uma raz??o que justifica o uso, pelo professor, de t??cnicas variadas e instrumentos diversos de avalia????o. Pois quanto mais dados ele puder colher sobre resultados da aprendizagem, utilizando instrumentos variados e adequados aos objetivos propostos, mais v??lida ser?? considerada a avalia????o (HAYDT, 1997, p. 55). Est?? pesquisa ?? uma proposta para aprofundarmos no processo de avalia????o da aprendizagem, pois este ?? elemento integrante do processo pedag??gico, assumindo um papel importante na abordagem da educa????o. A presente pesquisa tem como objetivo geral refletir sobre a aplicabilidade e fun????o da avalia????o da aprendizagem...

‣ UM OLHAR TEÓRICO SOBRE OS PROCESSOS DE APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL E A POSSIBILIDADE DE SUA RELAÇÃO COM A MUDANÇA ESTRATÉGICA NAS ORGANIZAÇÕES

Vieira do Nascimento, Daniele Maria; Cavalcanti de Moraes, Ionete
Fonte: Universidade Federal da Paraíba Publicador: Universidade Federal da Paraíba
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; "Avaliado por Pares"; Revisão de Literatura Formato: application/pdf
Publicado em 22/09/2011 Português
Relevância na Pesquisa
36.59969%
O objetivo deste artigo é colaborar com o tema da aprendizagem organizacional, mais especificamente com a temática dos processos de aprendizagem existentes nas organizações e a mudança estratégica das mesmas. A pesquisa se propôs a entender qual a relação entre os processos de aprendizagem organizacional e a mudança estratégica, de acordo com os conceitos da teoria da aprendizagem situada e da teoria da aprendizagem pela experiência e reflexiva. A teoria da aprendizagem situada entende a aprendizagem como uma atividade situada em um dado contexto sociocultural. Os principais conceitos relacionados a essa teoria são o de participação periférica legítima e de comunidades de prática. A teoria da aprendizagem pela experiência é descrita como um processo contínuo de reorganização e reconstrução da experiência. Enquanto que a aprendizagem reflexiva envolve o acesso e o reacesso a suposições, e é tida como um processo ativo de reconhecimento e (re)interpretação de uma experiência, previamente apreendida, em um novo contexto. A maioria das definições de aprendizagem inclui conceitos de mudança e a relação com a aprendizagem existe porque a mudança estratégica é direcionada para criar um novo tipo de alinhamento entre as práticas básicas da empresa e as (novas) características do ambiente. Contudo...