Página 3 dos resultados de 8530 itens digitais encontrados em 0.019 segundos

‣ Um projeto para o Serviço Social crítico

Montaño,Carlos
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social e Curso de Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social e Curso de Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 Português
Relevância na Pesquisa
87.33118%
As transformações sociais contemporâneas, operadas pela programática neoliberal sob o comando do capital financeiro, trazem novos desafios ao conjunto de cidadãos e de homens e mulheres que vivem da venda de sua força de trabalho. Os assistentes sociais, individual e coletivamente, não são alheios a esta realidade. A profissão já se caracterizou por enfrentar estes desafios, questionando e problematizando seu papel na sociedade, tentando assumir perfis mais críticos e comprometidos com os interesses dos trabalhadores e dos setores subalternos. Exemplo disso são o "Movimento de Reconceptualização" e a posterior tentativa de definir um "Serviço Social Alternativo" preocupado com o sentido de sua prática, com o processo de conhecimento crítico, com a crítica ao capitalismo e às situações de injustiça social. Os desafios atuais levam a, superando anteriores debilidades, construir coletivamente um projeto ético-político profissional que possa enfrentar com competência e compromisso, no interior das forças sociais progressistas, as condições nas quais vivem os trabalhadores (com e sem emprego) e os demais setores subalternos.

‣ As demandas de pesquisas sobre proteção social no Mercosul: exigências para o Serviço Social

Simionatto,Ivete; Nogueira,Vera Maria Ribeiro
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social e Curso de Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social e Curso de Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 Português
Relevância na Pesquisa
87.32754%
Este artigo aponta elementos sobre o debate a respeito das propostas relativas à proteção social que vêm sendo delineadas no contexto dos blocos econômicos e das contradições da globalização neoliberal. Destacam-se as proposições articuladas na União Européia para a organização do modelo social europeu, incluindo seus problemas e perspectivas. Aborda-se também a discussão sobre a proteção social nos países do Mercosul que, embora não tendo ainda a densidade analítica do debate europeu, permite identificar pontos comuns no desenho das políticas sociais públicas e direitos sociais no cenário contemporâneo. Concluindo, apresentam-se alguns desafios que esta realidade coloca para o campo da pesquisa no Serviço Social.

‣ O Serviço Social crítico no atual contexto de redemocratização da América Latina

Barboza,Douglas Ribeiro; Freire,Silene de Moraes
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social e Curso de Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social e Curso de Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 Português
Relevância na Pesquisa
87.30938%
O artigo busca analisar as particularidades do processo de redemocratização dos regimes políticos latino-americanos, tentando contribuir para o esclarecimento de fenômenos hoje centrais na compreensão destas sociedades e, conseqüentemente, do solo onde se desenvolvem as práticas do Serviço Social. Desde os anos 1980, a tentativa da América Latina em reorganizar sua vida pública em conformidade com os preceitos democráticos liberais demonstrou uma desigualdade de forças políticas na negociação desta transição, onde avanços políticos foram acompanhados pelo agravamento das condições de vida das maiorias nacionais. Como o Serviço Social crítico surge - historicamente - no marco de ordenamentos democráticos, a conformação da profissão relaciona-se intrinsecamente com as debilidades deste processo, onde emergem novos desafios para construção da identidade dos assistentes sociais, principalmente no debate do sentido da sua prática, do processo de conhecimento crítico e no redimensionamento de propostas relevantes na defesa de um projeto socialmente necessário no contexto latino-americano atual.

‣ Gênero, feminismo e Serviço Social: encontros e desencontros ao longo da história da profissão

Lisboa,Teresa Kleba
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social e Curso de Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social e Curso de Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 Português
Relevância na Pesquisa
87.30938%
Este artigo aponta a crescente demanda de situações que perpassam a questão de gênero no cotidiano de intervenção dos assistentes sociais; discute o descompasso entre o Serviço Social e os estudos feministas traçando um paralelo entre as trajetórias dos dois enfoques ao longo da história. Faz uma crítica ao submetimento da profissão às teorias androcêntricas que exerceram poder e dominação na produção de conhecimento. Sugere que as teorias feministas e os estudos de gênero constituem-se um aporte teórico-metodológico significativo para o Serviço Social. Polemiza "como garantir igualdade com respeito às diferenças", aponta as principais áreas críticas que impedem o desenvolvimento das mulheres e demarcam a desigualdade de gênero, e conclui que a adoção da perspectiva de gênero nas mediações teóricas lança um novo olhar sobre a realidade, a partir das mulheres e com as mulheres, revolucionando a ordem dos poderes e dos submetimentos.

‣ Sistema de protecção à infância em Portugal: uma área de intervenção e estudo do Serviço Social

Ferreira,Jorge Manuel L.
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social e Curso de Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social e Curso de Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 Português
Relevância na Pesquisa
87.33118%
Este artigo procura sistematizar elementos de análise e de reflexão sobre o sistema de protecção à infância em Portugal, como área de intervenção e estudo do Serviço Social. Analisa o problema da criança integrada em contextos sociais, familiares e culturais desfavorecidos que limitam a concretização dos seus direitos e do seu bem-estar. Questiona algumas dimensões do problema que constitui objecto de estudo do Serviço Social no quadro do modelo social europeu, bem como do modelo de coordenação aberta das políticas sociais de protecção à infância e à família.

‣ Ética, Serviço Social e "responsabilidade social": o caso das pessoas idosas

Carvalho,Maria Irene Lopes B. de
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social e Curso de Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social e Curso de Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
87.36195%
Este texto analisa a relação da ética com o Serviço Social considerando o princípio da responsabilidade social na intervenção com pessoas idosas. Problematiza esse princípio segundo vários autores, que o colocam em posições distintas e reporta-se a um caso como exemplo de uma intervenção profissional com uma pessoa idosa. A reflexão sobre o caso leva em conta essas duas dimensões de análise (uma mais normativa e outra mais hipotética e prospectiva). Por último, debate as decisões técnicas e os seus efeitos nas pessoas idosas e na profissão do Serviço Social.

‣ Expressões do pragmatismo no Serviço Social: reflexões preliminares

Guerra,Yolanda Aparecida Demetrio
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social e Curso de Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social e Curso de Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 Português
Relevância na Pesquisa
87.33118%
A premissa da qual parte este artigo é a necessária revisão crítica dos fundamentos que atravessam a trajetória histórica do Serviço Social e estabelecem uma linha de continuidade entre sua base conservadora e a vertente da intenção de ruptura, inclusive interferindo nela. Realiza-se uma análise crítica sobre a influência do pragmatismo no Serviço Social que, como representação ideal da imediaticidade do mundo burguês, influencia a profissão do ponto de vista prático-profissional, teórico e ideopolítico, constituindo-se em um desafio a ser enfrentado por todos os segmentos da categoria. Conclui-se que sem a leitura crítica dos fundamentos do pragmatismo não será possível avançar na apropriação adequada da teoria social de Marx, já que tem havido uma "invasão pragmatista no marxismo".

‣ Política Social e Serviço Social: os desafios da intervenção profissional

Mioto,Regina Celia Tamaso; Nogueira,Vera Maria Ribeiro
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social e Curso de Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social e Curso de Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 Português
Relevância na Pesquisa
87.32754%
Este artigo discute política social e Serviço Social e os desafios que esta relação apresenta para a intervenção profissional. Enfatiza o florescimento e o aprofundamento desse debate ao longo das duas últimas décadas do século 20, e a sua consolidação no início do século 21, que se expressam através da consistente produção de conhecimento e da inserção peculiar dos órgãos representativos da categoria profissional no processo de luta pela institucionalização das políticas públicas compatíveis com os valores contidos no Código de Ética Profissional dos assistentes sociais. O enfoque maior recai sobre a questão da intervenção dos assistentes sociais, no campo da política social, ao implementar o projeto profissional, comprometido com a defesa dos direitos sociais de caráter universal. Nessa perspectiva, trata a política social como um campo contraditório, permeado por interesses e projetos societários antagônicos, no qual se reatualizam questões diretamente articuladas à especificidade e à autonomia profissional.

‣ Democracia e Serviço Social: uma análise preliminar sobre as implicações das concepções marxistas e marxiana de democracia para a profissão

Ortiz, Fátima da Silva Grave; Escola de Serviço Social/Universidade Federal do Rio de Janeiro
Fonte: UnB-BCE Publicador: UnB-BCE
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado por pares; Formato: application/pdf
Publicado em 07/11/2015 Português
Relevância na Pesquisa
87.36571%
Este texto objetiva analisar a temática da democracia a partir da concepção marxista e marxiana e sua relação com o Serviço Social. Parte do debate realizado pela esquerda marxista e brasileira sobre o tema e da possibilidade de afirmação da democracia como caminho para o socialismo, contrapondo-o as concepções marxianas. Por último, busca-se refletir sobre princípio ético-político do Serviço Social que defende o aprofundamento da democracia.

‣ Serviço social em Portugal: percurso cruzado entre a assistência e os direitos

Carvalho, Maria Irene Lopes Bogalho de
Fonte: Serviço Social & Saúde Publicador: Serviço Social & Saúde
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 07/05/2015 Português
Relevância na Pesquisa
87.36571%
Este ensaio analisa o desenvolvimento da formação e da profissão do Serviço Social em Portugal a partir de tempos e espaços determinados. Para o efetuar realizamos uma pesquisa bibliográfica centrada em textos de referência, publicados nestes últimos anos e também na experiência da autora enquanto docente no Sistema de Ensino Superior em Portugal. Situamos a emergência, a construção e os desenvolvimentos recentes nas duas dimensões em estudo, a formação e a profissão e refletimos sobre os desafios na atualidade. Consideramos que, quer a formação quer a profissão do Serviço Social sofreram mudanças substantivas desde o seu surgimento até à atualidade, decorrente das transformações sociais associadas à mudança do sistema político, da evolução do conhecimento das Ciências Sociais e Humanas e da complexidade dos problemas sociais constituindo-se enquanto percurso cruzado entre a assistência e os direitos.

‣ Serviço social e interdisciplinaridade na atenção básica à saúde

Silva, Marta Maria da; Lima, Telma Cristiane Sasso de
Fonte: Serviço Social & Saúde Publicador: Serviço Social & Saúde
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 18/05/2015 Português
Relevância na Pesquisa
87.34823%
Trata-se do relato de experiência sobre o Serviço Social e a intervenção em equipe multiprofissional na Atenção Básica à Saúde. Apresentam-se o estudo empreendido e as aproximações crítico reflexivas realizadas a partir da participação no grupo tutorial PET Saúde da Família 2010-2011 que levaram à apreensão teórico-prática da interdisciplinaridade e da sua importância para a formação do assistente social. Assume-se como pressuposto que o exercício interdisciplinar está inscrito na Política de Saúde brasileira desde 1988, exigindo um perfil profissional de caráter generalista, envolvido com a prevenção e promoção da saúde, no contexto do SUS. Os resultados obtidos permitem pensar a interdisciplinaridade como categoria determinada pela dinâmica da realidade social, exigindo das equipes profissionais monitoramento constante de suas ações e atitude propositiva e inovadora na organização dos serviços públicos de saúde. A interdisciplinaridade tende a impulsionar a apreensão da realidade como totalidade, no conhecimento do processo saúde-doença e das demandas/necessidades dos usuários, considerados como copartícipes do processo que constrói as ações profissionais e institucionais direcionadas à concretização de uma atenção integral...

‣ Serviço Social do Hospital das Clinicas da Unicamp: uma trajetória histórica de legitimidade

Camilo, Maria Virgínia Righetti Fernandes; Terra, Sandra Regina de Angelis Monteiro
Fonte: Serviço Social & Saúde Publicador: Serviço Social & Saúde
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 04/05/2015 Português
Relevância na Pesquisa
87.36571%
Este artigo discute a trajetória histórica do Serviço Social do Hospital de Clínicas da UNICAMP pontuando os grupos e sujeitos que articularam, nos diferentes momentos, respostas frente às questões sociais que permeiam a instituição e a sociedade. Neste sentido, faz um resgate articulando as diretrizes da Política Nacional de Saúde e os momentos de inflexão que marcam o espaço institucional, onde se insere o Serviço Social no decorrer dos 35 anos: Das origens; Transição Democrática; Período Pós Constitucional e Perspectivas para o Novo Milênio. 

‣ Anotações cronológicas sobre a trajetória do serviço social no sistema de saúde em Portugal

Guadalupe, Sónia
Fonte: Serviço Social & Saúde Publicador: Serviço Social & Saúde
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 06/05/2015 Português
Relevância na Pesquisa
87.36571%
O presente artigo sistematiza em breves notas cronológicas alguns passos do caminho de alargamento e consolidação do espaço profissional do Serviço Social no sistema de saúde em Portugal. As anotações aqui apresentadas pretendem contribuir para organizar os principais marcos históricos e legislativos, do período que decorre entre 1924 e 2010, atravessando um percurso que centramos no Serviço Social em articulação com o contexto sociopolítico nacional e global em que se insere.

‣ O serviço social na residência multiprofissional em oncologia no Instituto Nacional de Câncer – INCA

Silva, Letícia Batista; Monteiro, Márcia Valéria de Carvalho; Santos, Maria Conceição Barbosa dos; Melo, Fernanda dos Reis; Estalino, Eliane da Silva
Fonte: Serviço Social & Saúde Publicador: Serviço Social & Saúde
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 18/05/2015 Português
Relevância na Pesquisa
87.37094%
O presente artigo tem como objetivo apresentar a contribuição do Serviço Social na implantação do Programa de Residência Multiprofissional em Oncologia do Instituto Nacional de Câncer. Toma a questão do câncer como problema de saúde pública e entende como estratégico o ensino em serviço na modalidade residência multiprofissional. O texto reafirma os princípios basilares o Sistema Único de Saúde e busca discutir a importância da reflexão crítica acerca dos determinantes sociais no processo saúde/doença, apresentando essa como uma contribuição do Serviço Social.

‣ Precarização da educação e os rebatimentos no serviço social

Caputi, Lesliane; Oliveira, Cirlene Aparecida Hilário da Silva
Fonte: Serviço Social & Saúde Publicador: Serviço Social & Saúde
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 23/07/2015 Português
Relevância na Pesquisa
87.36571%
A defesa da formação profissional é uma das principais frentes de luta do Serviço Social brasileiro nesse momento histórico de expansão desenfreada e desmesurada da educação superior sem qualidade, com fins lucrativos e a distância, ainda que não exclusivamente. É neste interregno, marcado pela precarização da educação superior que rebate também no Serviço Social, que debruçamos as reflexões neste ensaio, considerando que a história da sociedade é até nos dias atuais (e porque não dizer de modo até mais acirrado nos dias atuais!) história da luta de classes (Marx e Engels).

‣ Os números do serviço social nos cuidados de saúde primários: o caso da região centro de Portugal

Guadalupe, Sónia; Gonçalves, Ana Margarida
Fonte: Serviço Social & Saúde Publicador: Serviço Social & Saúde
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 12/05/2015 Português
Relevância na Pesquisa
87.33118%
O presente artigo reflecte um trabalho de sistematização de informação sobre o Serviço Social no contexto da história dos cuidados de saúde primários em Portugal. Contempla um estudo descritivo que nos revela a cobertura por parte de Assistentes Sociais, assim como os rácios profissional/população no âmbito dos centros de saúde das Sub-Regiões sob a responsabilidade da Administração Regional de Saúde do Centro. Apurámos que 65% da população da região está coberta por um Assistente Social, num total de 47 Centros de Saúde, sendo que em Coimbra, Guarda e Viseu o rácio de assistentes sociais por população inscrita é de 1 para cerca de 24 000, quase duplicando esta relação nos distritos de Aveiro, Leiria e Castelo Branco. Na Região Centro 62 Centros de Saúde não apresentam assistentes sociais nos seus quadros, abrangendo cerca de 900 mil utentes inscritos, ou seja, 35% da população desta zona geográfica do país.

‣ A política nacional de humanização e o serviço social: elementos para o debate

Alves, Francielle Lopes; Mioto, Regina Célia Tamaso; Gerber, Luiza Maria Lorenzini
Fonte: Serviço Social & Saúde Publicador: Serviço Social & Saúde
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 13/05/2015 Português
Relevância na Pesquisa
87.36571%
O presente artigo tem como objetivo discutir a temática da humanização em saúde a partir da constituição da Política Nacional de Humanização (PNH) e de suas relações com o Serviço Social, com base no seu projeto ético político. Considera que o processo de consolidação da PNH acontece num contexto de disputas teóricas, ideológicas e políticas e por isso exige dos assistentes sociais clareza quanto ao encaminhamento de seu trabalho. Nesse contexto, enfatiza-se o diálogo com as correntes contemporâneas de Saúde Coletiva e pontua-se algumas questões em relação ao Serviço Social.

‣ Serviço social e o cuidado em saúde

Silva, Alaide Maria Morita Fernandes da; Rodrigues, Maria Lucia
Fonte: Serviço Social & Saúde Publicador: Serviço Social & Saúde
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 23/07/2015 Português
Relevância na Pesquisa
87.36571%
Este artigo tem como objetivo refletir sobre a relação do serviço social com o cuidado em saúde tendo como pressuposto que sua atuação se vincula aos eixos teórico-práticos da política de saúde do SUS/Sistema Único de Saúde. A reflexão articula o trabalho do assistente social com o cuidado em saúde na perspectiva de elevar a qualidade do serviço prestado, assim como seu papel mediador diante dos fatores que produzem sofrimentos aos usuários.

‣ A RELAÇÃO COMPLEXA ENTRE O SERVIÇO SOCIAL NO CONTEXTO DA SAÚDE E O USO DA INTERSETORIALIDADE

Cavalcanti, Patricia Barreto; Macedo, Erica Fernanda Torres
Fonte: Serviço Social & Saúde Publicador: Serviço Social & Saúde
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 06/01/2016 Português
Relevância na Pesquisa
87.35182%
Este artigo objetiva contribuir para a construção do conhecimento acerca da estratégia da intersetorialidade, particularmente em relação à produção científica em desenvolvimento na área do Serviço Social. Partimos do pressuposto de que este dispositivo de gestão vem frequentemente sendo tomado como principal mecanismo de gestão das políticas públicas, nomeadamente as políticas de proteção social no Brasil. Contrariamente, os estudos sobre este entorno ainda se mostram incipientes em relação aos mais variados processos de implementação de planos, programas e projetos vinculados ao sistema protetivo nacional com tímida alteração no que concerne a operacionalização do Sistema Único de Saúde. Por conseguinte, quando nos reportamos para as reflexões teóricas sobre o uso dos arranjos intersetoriais no interior das ações profissionais dos Assistentes Sociais do campo da assistência pública à saúde, a escassez de referenciais teóricos sugere que a categoria precisa se debruçar sobre os vieses desta questão, sobretudo por se constituir num dos núcleos profissionais que mais possui potência em disparar ações intersetoriais, fundamentalmente pela formação generalista que recebe. Assim, este estudo procurou refletir quais os limites que se interpõe a prática do Assistente Social do campo da saúde na tessitura de arranjos intersetoriais a luz da produção teórica constante nos principais canais de circulação da produção científica do Serviço Social Brasileiro.ABSTRACTThis objective work to contribute for the construction of the knowledge concerning the strategy of the intersectoral...

‣ Acolhimento e serviço social: contribuição para a discussão das ações profissionais no campo da saúde

Chupel, Cláudia Priscila; Mioto, Regina Célia Tamaso
Fonte: Serviço Social & Saúde Publicador: Serviço Social & Saúde
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 07/05/2015 Português
Relevância na Pesquisa
87.33118%
O acolhimento tem sido estudado no âmbito da saúde por autores que o definem como sendo responsável pela reorganização dos serviços de saúde, pela garantia de acesso e pela criação de vínculos. É tratado em meio à discussão da integralidade da atenção e da humanização das relações entre profissionais de saúde e usuários. O objetivo do presente estudo é oferecer algumas contribuições acerca da discussão do acolhimento em saúde, para os assistentes sociais, que atuam em diferentes espaços sócioocupacionais da profissão. Os dados aqui apresentados têm como base pesquisa exploratória, de natureza qualitativa, com universo formado assistentes sociais que atuam em Hospitais Estaduais situados na grande Florianópolis. Pode-se dizer que, para o Serviço Social, o acolhimento é parte integrante do processo interventivo dos assistentes sociais. Ele congrega três elementos que agem em concomitância: a escuta, a troca de informações e o conhecimento da situação em que se encontra o usuário. Objetiva o acesso a direitos das mais diversas naturezas, bem como a criação de vínculo e a compreensão de elementos para fundamentar uma futura intervenção. É o momento de aproximação com o usuário, que demanda exigências quanto ao conhecimento...