Página 5 dos resultados de 67836 itens digitais encontrados em 0.072 segundos

‣ Adaptação cultural e validação do instrumento diabetes - 39 (D-39): versão para brasileiros com diabetes mellitus tipo 2 - fase 1; Cultural adaptation and validation of the instrument "Diabetes - 39 (D- 39)": version for brazilian with diabetes mellitus type 2 - step 1

Queiroz, Flávia Alline de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/05/2008 Português
Relevância na Pesquisa
36.425254%
Diabetes mellitus é considerado um importante problema de saúde pública, que, pelas conseqüências decorrentes de suas complicações e tratamento, poderá afetar a qualidade de vida das pessoas acometidas. Os conceitos trazidos pela literatura sobre Qualidade de Vida têm enfocado a percepção das pessoas sobre suas experiências e satisfação em relação a determinadas áreas que compõem a natureza humana. Nas últimas décadas tem crescido o interesse de obter indicadores para avaliar os resultados de intervenções clínicas, de modo a garantir maior resolutividade dos problemas de saúde. Neste contexto surgem os estudos de Qualidade de Vida Relacionada à Saúde, que se constituem em um modelo multidimensional para incluir os vários aspectos da vida humana, no qual a pessoa é fonte primária de informação, para expressar as conseqüências da enfermidade e do tratamento, na sua vida diária. A literatura traz instrumentos gerais e específicos para avaliar a qualidade de vida em relação à saúde. Entendemos que os instrumentos específicos poderão trazer informações direcionadas a realidade que se pretende atuar. Entre os instrumentos específicos de qualidade de vida das pessoas com diabetes, identificou-se o instrumento D-39 para avaliar a qualidade de vida das pessoas com diabetes mellitus. Desta forma...

‣ Representações sociais dos alimentos para pessoas com diabetes mellitus tipo 2; Social representations of food for type 2 diabetes mellitus patients.

Ribas, Camila Rezende Pimentel
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/07/2009 Português
Relevância na Pesquisa
36.438958%
Este estudo teve como objetivo identificar as representações sociais dos alimentos sob a ótica de pessoas com diabetes mellitus tipo 2. Trata-se de uma pesquisa descritiva, exploratória, de abordagem qualitativa, cujo referencial teórico adotado foi a teoria das representações sociais. Optou-se por esse referencial teórico, em virtude de ser o mais adequado para investigar como as representações sociais dos alimentos são percebidas pelas pessoas com diabetes mellitus tipo 2. O enfoque teórico fundamenta-se na psicologia social, na vertente de Moscovici, aprofundada por Denise Jodelet. Os participantes foram selecionados a partir da lista de espera do Centro de Pesquisa e Extensão Universitária do interior paulista, em 2008. A amostra foi constituída por 14 participantes com diabetes mellitus tipo 2, de ambos os sexos, cuja idade variou de 43 a 83 anos, sendo atendidos os critérios de seleção. Para a coleta de dados, utilizou-se um roteiro de entrevista estruturada e um roteiro de entrevista semi-estruturada construído a partir da literatura, com a seguinte questão norteadora: Gostaria que falasse a respeito do que os alimentos significam para o(a) Sr(a) em seu dia-a-dia. Para a finalização das entrevistas, utilizou-se o critério de saturação dos dados. Os dados foram submetidos à técnica de análise de conteúdo...

‣ Direitos dos usuários com Diabetes Mellitus: do conhecimento à utilização dos benefícios na saúde; Rights of users with diabetes mellitus: the use of the knowledge on health benefits.

Santos, Ellen Cristina Barbosa dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/07/2009 Português
Relevância na Pesquisa
36.425254%
Trata-se de um estudo exploratório-descritivo de abordagem qualitativa, com o objetivo de analisar o conhecimento do usuário com diabetes mellitus acerca dos direitos e benefícios em saúde advindos da legislação vigente. O estudo foi realizado no Centro de Pesquisa e Extensão Universitária do interior paulista com 12 usuários com diabetes mellitus, vinculados ao Grupo de Educação em Diabetes. A coleta de dados ocorreu no período de setembro a dezembro de 2008, através de entrevista semi-estruturada, norteada pela questão relacionada ao conhecimento do usuário com diabetes mellitus e percepção dos benefícios em saúde advindos da legislação vigente. Utilizou-se também, um questionário contendo variáveis sóciodemográficas, variáveis clínicas e variáveis relacionadas ao monitorização da glicemia capilar para caracterização dos participantes da pesquisa. A análise dos temas foi fundamentada nos documentos oficiais identificados através do levantamento acerca dos direitos do usuário em diabetes e dos princípios da Bioética. Os dados obtidos foram agrupados em três temas: a não-consciência dos usuários com diabetes mellitus acerca dos seus direitos; a co-responsabilidade em saúde no que diz respeito ao fornecimento de informações e à efetivação dos direitos dos usuários e...

‣ Avaliação da atenção em diabetes mellitus em uma unidade básica distrital de saúde de Ribeirão Preto-SP; Evaluation of diabetes mellitus care service at a District Basic Health Unit in Ribeirão Preto-SP,

Silva, Adriana Serafim Bispo e
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/09/2009 Português
Relevância na Pesquisa
36.435015%
Este estudo de caso teve como objetivo avaliar a estrutura, o processo e o resultado da atenção em diabetes mellitus em uma Unidade Básica Distrital de Saúde, do município de Ribeirão Preto-SP. Foram analisados 138 prontuários de saúde de usuários com diabetes mellitus, de janeiro de 2007 a julho de 2008. Para a coleta de dados, foram utilizados o prontuário de saúde dos usuários, a observação participante e a Relação Municipal de Medicamentos. Para análise, utilizou-se a Avaliação de Cuidados em Saúde proposta por Donabedian (1980). Quanto ao componente estrutura: a organização dos espaços que tiveram relação com o atendimento prejudicou a ambiência na atenção em saúde ao usuário com diabetes mellitus. Os profissionais envolvidos no atendimento do usuário com diabetes mellitus foram os médicos e auxiliares de enfermagem. Os registros de enfermeiros corresponderam a 9,4% dos atendimentos e dos farmacêuticos, 8,6%. Registros de atendimentos dos profissionais, assistente social, nutricionista e cirurgião-dentista, não foram identificados nos prontuários de saúde. Havia disponível, na Unidade de recursos materiais, medicamentos e insumos para o tratamento e seguimento do usuário com diabetes mellitus. Quanto ao componente processo: a análise das atividades técnicas mostrou que o peso corporal foi verificado em 98...

‣ Associação entre TCF7L2 e outras variantes genéticas de risco para Diabetes Mellitus Tipo 2 e doença cardiovascular; Association between both TCF7L2 and genetic risk variants for type 2 diabetes mellitus and cardiovascular disease

Sousa, André Gustavo Pires de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/02/2011 Português
Relevância na Pesquisa
36.42231%
Introdução: Estudos prévios têm confirmado genes de susceptibilidade para Diabetes Mellitus tipo 2 em diferentes populações. Nesse contexto, os polimorfismos do gene TCF7L2 são considerados as mais importantes variantes genéticas de risco para o diabetes tipo 2, que, por sua vez, é um dos principais fatores de risco cardiovascular conhecidos, especialmente para doença arterial coronariana. Contudo, a hipótese de que variantes de risco do TCF7L2 ou a informação combinada de marcadores genéticos associados ao diabetes também podem predizer eventos cardiovasculares ainda não foi testada. Objetivos: este estudo objetivou avaliar a associação entre o polimorfismo rs7903146 do gene TCF7L2 e doença arterial coronariana em indivíduos diabéticos e não-diabéticos e determinar se a informação combinada de variantes genéticas de risco para diabetes também está associada com eventos cardiovasculares incidentes e diabetes. Métodos: Oitocentos e oitenta e nove indivíduos, que foram referenciados para cateterismo cardíaco, foram avaliados em um formato transversal para lesões coronárias (carga aterosclerótica) e 559 indivíduos do estudo MASS II, um estudo randomizado em pacientes portadores de doença coronariana multiarterial...

‣ Sempre foi velado: um modelo teórico sobre os significados de ser trabalhador com diabetes na perspectiva do adoecido e dos profissionais de saúde; It was always veiled: a theoretical model about the meanings of being a worker with diabetes and the perspective of illness and health professionals

Lobato, Beatriz Cardoso
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/07/2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.438958%
O diabetes mellitus em pessoas em idade produtiva pode acarretar a perda de habilidades para o trabalho, redução da produtividade e aposentadoria precoce. Este estudo objetivou construir um modelo teórico sobre os significados atribuídos à experiência de ser trabalhador com diabetes na perspectiva das pessoas com diabetes e dos profissionais de saúde. Utilizou-se a abordagem qualitativa na perspectiva do Interacionismo Simbólico, como referencial teórico e a Teoria Fundamentada nos Dados, como referencial metodológico. A coleta dos dados foi orientada pelo processo de amostragem teórica, sendo a entrevista o principal recurso utilizado. Foram entrevistadas 11 pessoas com diabetes mellitus tipo 2 e 8 profissionais de saúde. As entrevistas foram realizadas no período de março de 2012 a maio de 2013 e transcritas na íntegra. A análise dos dados foi realizada em três etapas: codificação aberta, axial e seletiva, que permitiram a identificação das categorias e do fenômeno central. Verificou-se que para pessoa com diabetes a experiência do adoecer é compreendida como uma condição velada em diferentes interações sociais e contextos de vida e que precisa ser por ela administrada. Experiência cotidiana com uma condição crônica suscita o medo da morte e a experiência de limitações nas atividades diárias...

‣ Análise dos gastos familiares com medicamentos e correlatos para o tratamento do diabetes na população brasileira

Zaccolo, Anamaria Vargas
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
36.430493%
Introdução: O diabetes atinge um número cada vez maior de pessoas ao redor do mundo, sendo considerado um problema de saúde pública. Custos diretos para o atendimento ao diabetes representam de 2,5% a 15% dos gastos nacionais em saúde em todo o mundo, taxa que varia de acordo com a prevalência local de diabetes e a complexidade do tratamento disponível. Aspectos econômicos do diabetes foram amplamente estudados nos Estados Unidos e em países da Europa, mas informações desse tipo ainda são escassas no Brasil. Uma fonte potencial de dados para estudos com gastos em saúde no Brasil é a Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Objetivos: Avaliar os gastos individuais com medicamentos para o tratamento do diabetes e correlatos entre diabéticos e estimar os custos do tratamento do diabetes e seu impacto no orçamento familiar das famílias que têm, pelo menos, um membro com a doença, a partir de dados contidos na POF 2002-2003. Materiais e métodos: Esta análise é conduzida com os dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF), de 2002-2003, a qual foi realizada entre julho de 2002 e junho de 2003, e envolveu entrevistas realizadas numa amostra de 48.470 domicílios. Resultados: 1...

‣ Efeitos da resistencia periferica a insulina e do diabetes na prostata ventral de ratos; Effects of peripheral insulin resistance and diabetes in the rat ventral prostate

Daniele Lisboa Ribeiro
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/05/2008 Português
Relevância na Pesquisa
36.430493%
O diabetes mellitus leva a complicações em diversos órgãos, incluindo as glândulas acessórias do sistema genital masculino. Na próstata, é bem estabelecido que essa doença acarreta atrofia epitelial, mas ainda não é claro o seu efeito sobre os componentes estromais e sua associação com alterações patológicas. Esse estudo visa esclarecer três aspectos controversos referentes ao impacto do diabetes sobre a próstata: 1) como as condições metabólicas do diabetes crônico não tratado afeta o compartimento estromal, em especial os componentes da matriz extracelular; 2) as possíveis associações entre essa doença e a incidência de alterações neoplásicas e 3) examinar as alterações prostáticas causadas pela resistência à insulina em comparação com o diabetes. A resistência à insulina, induzida pela administração do glicocorticóide dexametasona (1mg mg/Kg pc, durante 5 dias) causa, em curto prazo, efeitos semelhantes aos do diabetes, tais como a atrofia epitelial e alteração fenotípica das células musculares lisas (cml). Contudo, esta situação difere do diabetes pela atrofia das cml e ativação dos fibroblastos. Os efeitos do diabetes (90 dias), induzido experimentalmente pela administração de aloxana (45 mg/Kg pc)...

‣ Resiliência e adesão ao tratamento do diabetes mellitus em mulheres

Reckziegel, Juliana Cristina Lessmann
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 200 p.| il., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
36.442424%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Florianópolis, 2014.; Introdução: O Diabetes Mellitus é uma doença crônica caracterizada por alterações metabólicas e endócrinas, que acometem grande número de mulheres em todo o mundo. Traz necessidades de adaptação no estilo de vida, incluindo: a realização de atividade física, do controle da glicemia, o uso de medicamentos, o seguimento de um plano alimentar e a inclusão de novas práticas em saúde, que, nem sempre são incorporadas com facilidade ao cotidiano das mulheres. Porém, vivenciar situações difíceis também pode conduzir ao surgimento do desejo de superação de problemas, passando a reconhecer as potencialidades e os fatores de proteção em seus contextos sócio-histórico-culturais e ambientais. Assim, toma-se a resiliência, reconhecida como a capacidade de suportar, de adaptar-se e conviver de forma harmônica desenvolvida frente às situações de adversidade e/ou estresse, como uma possibilidade para o viver melhor de mulheres com diabetes mellitus. Objetivo: O estudo teve como objetivo geral: Compreender a resiliência como constructo teórico para a qualificação do cuidado em enfermagem e saúde e para a ampliação da adesão ao tratamento do diabetes mellitus em mulheres atendidas na atenção básica de Florianópolis. Método: Trata-se de um estudo elaborado utilizando método misto de investigação...

‣ Diferenças de género na adesão terapêutica na diabetes Mellitus tipo 2

Cunha, Andreia Alves da
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
36.432834%
Dissertação de mestrado integrado em Psicologia (área de especialização em Psicologia da Saúde); O impacto da Diabetes Mellitus no estilo de vida do doente pode ser dramático, uma vez que o tratamento torna-se extremamente exigente e complexo do ponto de vista físico e psicológico, implicando um envolvimento activo por parte do paciente, na gestão da sua doença (Silva, 2006). É sabido que o género é um dos factores sociais directamente implicados nas desigualdades de saúde, tanto por determinantes sociais de género, como por determinantes subjectivos e identidades de género (Arias, 2009; Marques, 2010). Contudo, a literatura acerca da Diabetes, tem-se focado, essencialmente, nas diferenças de sexo na adesão terapêutica, negligenciando o género, como um factor determinante na compreensão das diferenças entre homens e mulheres na diabetes. O presente estudo tem por objectivos centrais compreender como os determinantes psicossociais de género influenciam as diferenças entre homens e mulheres ao nível da adesão terapêutica na diabetes tipo 2; e compreender como os determinantes sociais de género condicionam a actuação dos profissionais de saúde junto dos doentes diabéticos e conduzem a diferenças de género na adesão terapêutica na diabetes tipo 2. A presente investigação qualitativa compreendeu a realização de três estudos empíricos...

‣ Estados depressivos em diabetes tipo 2

Góis, Carlos José Fernandes da Conceição, 1957-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.435015%
Tese de doutoramento, Medicina (Psiquiatria e Saúde Mental), Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina, 2013; A diabetes tipo 2 e a depressão são duas patologias com incidência crescente. A comorbilidade diabetes tipo 2 e depressão tem sido amplamente investigada, nomeadamente num óptica de influência recíproca e de impacto da depressão sobre a evolução da diabetes. O presente trabalho sobre estados depressivos em diabetes tipo 2 respondeu a perguntas em áreas carenciadas de estudos, nomeadamente na população portuguesa, ou contribuiu com perspetivas inovadoras com interesse clínico. Os principais objetivos foram: a) determinar a prevalência da depressão numa amostra clínica portuguesa de 997 doentes com diabetes tipo 2; b) avaliar a associação dos estados depressivos com a adaptação psicológica à diabetes, nomeadamente a restruturação cognitiva positiva em 121 doentes, maioritariamente com diabetes tipo 2; c) detetar a relação entre condições psicológicas de risco para incidência de estados depressivos e a deterioração do controlo glicémico em duas populações de doentes com diabetes tipo 2, numa de 90 doentes, e predominantemente deprimida, onde a condição de risco avaliada foi o temperamento afetivo...

‣ Family history of diabetes: a risk analysis

Mataloto, Pedro André Mendes, 1990-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.444006%
Tese de mestrado. Biologia (Biologia Humana e Ambiente). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2014; Family history of diabetes (FHD) has been recognized over the years as an important risk factor of the disease. Thus herein we evaluate the importance of FHD in the development of the three more prevalent types of diabetes, namely type 1 diabetes (T1D), Latent autoimmune diabetes of adults (LADA) and type 2 diabetes. Our research study can be divided in two different parts: study 1, a clinico-epidemiological study with a sample of 16.874 clinic files of people with diabetes (T1D, LADA and T2D); study 2, a preliminary clinic study with 23 siblings of type 2 diabetic patients. The metabolic profile of siblings was assessed with the performance of a modified OGTT with blood collections (0, 30, 90 and 120 mins). The results of study 1 indicated that the presence of a sibling with T1D or a sibling with T2D is the high risk factor among FHD to develop T1D (14-fold) or T2D (6-fold), respectively. The high risk factor to develop LADA is the presence of different types of diabetes in parents (11-fold). The study 1 also indicated that type 2 diabetes was the prevalent type of diabetes among the siblings of each type of people with diabetes evaluated. Thus...

‣ Diabetes em Movimento®-programa comunitário de exercício para pessoas com diabetes tipo 2: efeitos no controlo glicémico, fatores de risco cardiovascular e aptidão física

Mendes, Romeu Duarte Carneiro
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
36.427974%
Tese de Doutoramento em Ciências do Desporto; A atividade física é reconhecida como uma estratégia terapêutica não farmacológica fundamental para o controlo da diabetes tipo 2 e do risco cardiovascular associado. No entanto, a maioria dos diabéticos tipo 2 não pratica exercício de forma regular, quer por uma consciência insuficiente sobre os potenciais benefícios do exercício, quer pela falta de conhecimentos específicos sobre as suas recomendações atuais. Quais são então as recomendações de prescrição de exercício para pessoas com diabetes tipo 2? De que forma se podem prevenir as lesões e eventos adversos agudos associados à prática de exercício nesta população? Será o treino intervalado de alta intensidade (TIAI) um método seguro e eficaz no controlo glicémico agudo? Será um programa comunitário de exercício combinado, de elevada aplicabilidade, e desenvolvido com recursos materiais mínimos e de baixo custo, capaz de induzir benefícios no controlo glicémico, nos principais fatores de risco cardiovascular, e na aptidão física em pessoas com diabetes tipo 2? Para responder a estas questões foram realizados vários estudos: uma revisão sistemática das recomendações internacionais de prescrição de exercício para pessoas com diabetes tipo 2; uma revisão crítica sobre as principais medidas preventivas de lesões e eventos adversos agudos associados ao exercício nesta população; um estudo cruzado...

‣ Participa??o e homeostase do ferro no diabetes tipo 1 em modelos animais

Silva, Maisa
Fonte: Programa de P?s-Gradua??o em Ci?ncias Biol?gicas. N?cleo de Pesquisas em Ci?ncias Biol?gicas, Pr?-Reitoria de Pesquisa e P?s Gradua??o, Universidade Federal de Ouro Preto. Publicador: Programa de P?s-Gradua??o em Ci?ncias Biol?gicas. N?cleo de Pesquisas em Ci?ncias Biol?gicas, Pr?-Reitoria de Pesquisa e P?s Gradua??o, Universidade Federal de Ouro Preto.
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
36.435015%
O ferro est? envolvido na forma??o de esp?cies reativas de oxig?nio e tem sido postulado que o estresse oxidativo decorrente de uma sobrecarga de ferro est? relacionado ?s complica??es observadas no diabetes. O papel do ferro nesta patog?nese tem sido sugerido principalmente pelo aumento da incid?ncia de diabetes tipo 2 em diversas causas heredit?rias de sobrecarga de ferro, como na hemocromatose. H? uma rela??o bidirecional entre os metabolismos de glicose e ferro, dessa forma a hiperglicemia pode contribuir para intensificar o estresse oxidativo desencadeado pelo ferro. Em alguns trabalhos, mas n?o em todos, par?metros do status de ferro, como ferritina e satura??o de transferrina, apresentam- se alterados em pacientes com diabetes tipo 2. N?o est? claro se esta rela??o tamb?m ocorre em pacientes com diabetes tipo 1 ou em indiv?duos com uma sobrecarga de ferro adquirida, como por exemplo suplementa??o indiscriminada de ferro. Este estudo avaliou altera??es na homeostase de ferro, carboidratos e lip?dios e relacionou mecanismos moleculares envolvidos na inter-rela??o entre diabetes e ferro em modelos animais distintos. Os resultados mostraram que o hamster foi um melhor modelo experimental. Verificamos neste modelo uma potencializa??o dos n?veis glic?micos no diabetes causado pela suplementa??o com ferro...

‣ Exploring the feasibility of implementing self-management and patient empowerment through a structured diabetes education programme in Yogyakarta City Indonesia: a pilot cluster randomised controlled trial.

Agrimon, Oryzati Hilman
Fonte: Universidade de Adelaide Publicador: Universidade de Adelaide
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.446907%
BACKGROUND Diabetes is a global public health problem which can cause serious disabling complications. Indonesia is among the top four countries with the highest numbers of diabetes. Diabetes self-management education (DSME) is widely recognized as an essential element of diabetes care. Patient empowerment has long served as the philosophical foundation for DSME. However, self-management and patient empowerment are largely unknown in diabetes education and care in Indonesia. The current traditional diabetes education found in hospitals and publicly funded community health centres (CHCs) does not incorporate these two concepts. Therefore, there is a particular need for research on DSME and patient empowerment for people with type 2 diabetes (T2D) in Indonesia. AIMS The main aims of this research project were to develop a pilot model of a structured diabetes education programme promoting diabetes self-management and patient empowerment for people with T2D in the primary care setting in Indonesia, and to evaluate its effectiveness on clinical outcomes and diabetes-related scores of knowledge, health beliefs, self-care behaviours, and self-efficacy. The research project also aimed to cross-culturally adapt the 24-item Diabetes Knowledge Questionnaire (DKQ-24)...

‣ Prevalencia de alteraciones del sue??o y diabetes gestacionales en el ??ltimo trimestre del embarazo

Ruiz Gonz??lez, Isabel; Valenza, M. C.; Molina, Carmen M.; Torres-S??nchez, Irene; Cabrera Martos, Irene; Gonz??lez Jim??nez, Emilio
Fonte: Aula M??dica; Sociedad Espa??ola de Nutrici??n Parenteral y Enteral (SENPE) Publicador: Aula M??dica; Sociedad Espa??ola de Nutrici??n Parenteral y Enteral (SENPE)
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.432834%
Introducci??n: estudios recientes sugieren que las mujeres con diagn??stico de diabetes gestacional tienen m??s probabilidad de padecer trastornos del sue??o en comparaci??n con el resto de las mujeres embarazadas. Los objetivos de este estudio fueron analizar los factores de riesgo asociados a diabetes gestacional y verificar una asociaci??n entre padecer o no diabetes gestacional y la calidad del sue??o y/o somnolencia. Material y m??todos: estudio observacional de casos y controles a partir de una muestra de 130 gestantes, 46 con diabetes gestacional y 84 controles. Se realiz?? una valoraci??n antropom??trica, evaluando peso, estatura, ??ndice de masa corporal (IMC) y per??metro abdominal. Se realiz?? una valoraci??n sociodemogr??fica, evaluando edad y situaci??n familiar y laboral, as?? como un estudio ginecol??gico, evaluando n??mero de partos simples y m??ltiples, n??mero de abortos y patolog??a ginecol??gica durante los ??ltimos tres a??os. Para el diagn??stico de diabetes gestacional se realiz?? el test de O???Sullivan. Se midi?? la calidad del sue??o y la somnolencia diurna. Resultados: del total de gestantes estudiadas, 46 fueron diagnosticadas de diabetes gestacional. Existen diferencias significativas (p < 0,001) en las puntuaciones del IMC entre gestantes diab??ticas y no diab??ticas...

‣ Auto-eficácia em pessoas com diabetes mellitus tipo 2 insulinotratadas

Patrão, Maria Célia Lourenço
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
36.438958%
A Diabetes Mellitus é uma das primeiras causas de morbilidade e mortalidade no mundo. A rápida evolução epidemiológica global registada nos últimos anos - aumento da prevalência e da incidência - leva a que a Diabetes seja considerada uma das pandemias do século XXI.De acordo com dados do Atlas da International Diabetes Federation (IDF),5ª edição 2011, existiu uma prevalência global de 8,3% e estima-se para 2030 um valor de 9,9%. No entanto, de acordo com o Estudo de Prevalência da Diabetes em Portugal (PREVADIAB 2011; Relatório Anual do Observatório da Diabetes), a prevalência total ajustada à população em 2010 foi de 12,4%, ou seja, superior à estimativa IDF para 2030 e uma das mais elevadas da UE. Cerca de 1/3 da população Portuguesa (20-79 anos) ou tem Diabetes ou uma maior predisposição para o desenvolvimento desta doença (Pré-Diabetes):7,0% prevalência diabetes diagnosticada e 5,4% não diagnosticada. Constata-se assim que esta patologia está a evoluir de forma inesperada, atingindo um número não previsível de pessoas. Além disso, trata-se duma doença crónica com elevados custos sociais e económicos. Viver com uma doença como a Diabetes Mellitus atinge todos os aspectos do quotidiano devido às exigências que impõe no estilo de vida dos indivíduos. O trabalho que se apresenta...

‣ Esquistossomose mansonica em camundongo NOD/Uni (non-obese diabetic), modelo do diabetes Mellitus tipo 1

Lenira Aparecida Guaraldo de Andrade
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/02/2003 Português
Relevância na Pesquisa
36.430493%
A associação da esquistossomose com diabetes foi estudada em camundongo da linhagem NOD/Uni (non-obese diabetic), modelo para diabetes mellitus tipo 1. Há evidências recentes de que a resposta do tipo Th1 é prejudicial para o hospedeiro e Th2 protege contra o diabetes. A infecção pelo Schistosoma mansoni induz resposta celular do tipo Th2 no fígado humano e de camundongos. A evolução da esquistossomose em hospedeiro onde existe predomínio da resposta Th 1, vigente no diabetes, pode resultar em alteração da expressão das duas doenças. Grupos de camundongos machos e fêmeas NOD/Uni não diabéticos e diabéticos, em vários estágios do desenvolvimento do diabetes foram infectados por 10, 25 ou 50 cercárias da linhagem BH do S. mansoni. Foi constituído também um grupo de camundongas prenhes infectadas e o respectivo controle não infectadas. O grau de glicosúria foi determinado para cada animal ao final da sétima semana de infecção e expresso em mg de glicose/dL de urina. Todos os animais NOD/Uni livres de patógenos específicos foram mantidos em isoladores de PVC flexível, com pressão positiva. A mortalidade de cada grupo experimental foi registrada durante sete semanas da infecção. O sistema porta-hepático foi perfundido para coleta dos vermes adultos que foram fixados para determinação de comprimento. Foi observada a histopatologia pancreática e hepática. As medidas de áreas de granulomas hepáticos foram registradas mediante o uso de um sistema informatizado acoplado à câmara clara no microscópio óptico...

‣ Diabetes como causa básica ou associada de morte no Estado de São Paulo, Brazil, 1992; Diabetes as underlying or associated cause of death in the State of S. Paulo, 1992

Franco, Laercio J.; Mameri, Cecília; Pagliaro, Heloisa; Iochida, Lúcia C.; Goldenberg, Paulete
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/1998 Português
Relevância na Pesquisa
36.425254%
INTRODUÇÃO: As estatísticas de mortalidade, em geral, baseiam-se na análise das causas básicas de óbito. No caso do diabetes, sua importância é sempre subestimada, pois os diabéticos geralmente morrem devido às complicações crônicas da doença, sendo estas que figuram como a causa básica do óbito. Para atenuar esse problema, deveriam ser analisadas todas as causas mencionadas no atestado de óbito. Como contribuição ao problema foi analisada a freqüência das menções do diabetes nas declarações de óbito e as principais causas associadas. METODOLOGIA: Os coeficientes específicos e a mortalidade proporcional por diabetes, como causa básica ou associada, foram calculados com base nas informações extraídas dos atestados de óbito, através do sistema ACME (Automated Classification of Medical Entities), para o Estado de São Paulo, em1992. RESULTADOS E CONCLUSÕES: De um total de 202.141 óbitos, o diabetes foi mencionado em 13.786 (6,8%), sendo a causa básica em 5.305 (2,6%). A proporção foi maior para mulheres do que para homens (10,1 vs 4,6% como causa mencionada e 6,1 vs 2,9% como causa básica). Entre os óbitos com menção de diabetes no atestado, as principais causas básicas foram: diabetes (38,5%)...

‣ Conhecimento e atitudes: componentes para a educação em diabetes; Conocimiento y actitudes: componentes para la educación en diabetes; Knowledge and attitude: important components in diabetes education

Rodrigues, Flávia Fernanda Luchetti; Zanetti, Maria Lúcia; Santos, Manoel Antônio dos; Martins, Tatiane Aparecida; Sousa, Valmi D.; Teixeira, Carla Regina de Sousa
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/08/2009 Português
Relevância na Pesquisa
36.425254%
Estudo transversal, realizado em um centro de pesquisa e extensão universitária brasileiro, no período de março a novembro de 2007. O objetivo foi verificar conhecimentos e atitudes de pessoas com diabetes mellitus que participavam de um programa de educação para o autocuidado em diabetes. Como método usou-se amostra constituída por 82 adultos com diabetes mellitus. Para coleta de dados foram utilizadas versões portuguesas dos questionários Diabetes Knowledge Questionnaire (DKN-A) e Diabetes Attitude Questionnaire (ATT-19). Os resultados mostraram que 78,05% tiveram escores superiores a 8 em relação ao conhecimento em diabetes, indicando conhecimento e compreensão acerca da doença. Quanto à atitude, os escores variaram entre 25 e 71 pontos, sugerindo dificuldade no enfrentamento da doença. Conclui-se que, apesar de os participantes terem obtido bom escore para o conhecimento, ainda assim não modificaram a atitude para o enfrentamento mais adequado da doença.; Estudio transversal, realizado en un centro de investigación y extensión universitaria brasileño, en el período de marzo a noviembre de 2007. El objetivo fue verificar conocimientos y actitudes de personas con diabetes mellitus que participaban de un programa de educación en el auto cuidado en diabetes. Como método se usó una muestra constituida por 82 adultos con diabetes mellitus. Para recolección de los datos fueron utilizadas versiones portuguesas de los cuestionarios Diabetes Knowledge Questionnaire (DKN-A) y Diabetes Attitude Questionnaire (ATT-19). Los resultados mostraron que 78...