Página 6 dos resultados de 741 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

‣ Basiléia II no Brasil: uma reflexão com foco na regulação bancária para risco de crédito - resolução CMN 2.682/99; Basel II in Brazil: a reflexion focused on bank regulation for credit risk - cmn resolution 2682/99

Verrone, Marco Antonio Guimarães
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/12/2007 Português
Relevância na Pesquisa
48.07831%
O objetivo desta dissertação consiste em analisar, sob a ótica do risco de crédito, as principais questões relativas à implantação de Basiléia II no Brasil. O foco principal de pesquisa concentra-se na análise do quadro regulamentar proposto por Basiléia II comparativamente à Resolução CMN 2.682/99, principal norma que regula a mensuração do risco de crédito no Sistema Financeiro Nacional. Tal comparação tem por objetivo compreender e qualificar as diferenças, em termos dos conceitos adotados e de sua abrangência e operacionalização, entre o quadro normativo atual e o desenhado por Basiléia II. Estender essa comparação até a regulamentação anterior, a Resolução CMN 1748/90, permite caracterizar a natureza evolutiva do processo que levará à adoção de Basiléia II, evidenciando que uma ampla revisão nos conceitos relativos à mensuração do risco de crédito ocorreu no Brasil com a edição da Resolução CMN 2682/99. O presente trabalho é justificado por seu direcionamento a uma questão até o momento pouco explorada: a análise da implantação de Basiléia II no Brasil considerando o ambiente de regulação para crédito existente no país. Sem minimizar a complexidade de Basiléia II, explora-se a hipótese de que as maiores dificuldades para sua implementação no Brasil referem-se à complexidade de seus aspectos operacionais...

‣ A estrutura de capital do setor bancário em mercados com contratos incompletos; The capital structure of the banking sector in markets with incomplete contracts

Schenberg, Andre Ekman
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/03/2006 Português
Relevância na Pesquisa
48.10824%
O Acordo da Basiléia, originalmente criado em 1988 e posteriormente reformulado em 2004, estabelece critérios para a regulação do setor bancário com o intuito de garantir a estabilidade do sistema financeiro internacional. Para atingir estes objetivos, o seu principal instrumento é a requisição .de que os bancos internacionalmente ativos devem manter níveis mínimos de capital e relação aos seus ativos ajustados pelo risco. O objetivo do presente trabalho é analisar as motivações econômicas para esta requisição de capital do setor bancário, assim como analisar suas principais implicações. Iniciamos este trabalho com uma breve descrição histórica do Acordo da Basiléia e do papel da estrutura de capital do setor bancário neste Acordo. Em seguida, apresentamos uma descrição da teoria econômica dos contratos e as principais aplicações desta teoria para o estudo da estrutura de capital de uma firma em geral e do setor bancário em particular. Por fim, mostramos como os resultados obtidos pela teoria econômica justificam a estrutura geral do Acordo da Basiléia, e ressaltamos os principais desafios que serão enfrentados na pratica por seus formuladores.; The Basel Capital Accord, created in 1988 and reformulated in 2004...

‣ Decisões de crédito para grandes corporações; Credit decisions for large corporations

Perera, Luiz Carlos Jacob
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/12/1998 Português
Relevância na Pesquisa
48.16267%
Esta tese trata de crédito, não da análise dos demonstrativos financeiros, e sim a partir do momento em que o resultado de uma análise criteriosa e competente é colocada à disposição do comitê para decidir pela concessão ou não do crédito. A decisão de crédito é nosso enfoque principal. A tese está dividida em quatro partes. Na primeira parte fazemos uma revisão bibliográfica sobre crédito, dos fundamentos históricos à aplicação de modelos sofisticados de administração de carteiras (o Creditmetrics), passando pelo Estado da Arte das técnicas de credit scoring. A segunda parte trata dos fundamentos da teoria da análise da decisão, onde discutimos e analisamos o comportamento político e racional nas organizações, e os principais problemas decorrentes de atitudes indesejáveis como escalation, groupthink e bandwagon. A terceira parte discorre, inicialmente, sobre a pesquisa e sua metodologia, apresentando as hipóteses a serem testadas. Na seqüência, com base em dezoito entrevistas com diretores das principais entidades bancárias do país, descrevemos o processo geral para a concessão de crédito para grandes corporações e analisamos sete casos de concessões de crédito malsucedidas. Finalmente, com uma amostra de 54 bancos...

‣ Desenvolvimento de modelo para administração de carteiras de crédito a pessoas jurídicas em um banco comercial com base na teoria de diversificação de riscos

Douat, João Carlos
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
48.14507%
Este trabalho, com característica de análise teórica, focaliza o tratamento geral dos riscos da atividade bancária, para, posteriormente, concentrar-se no risco de crédito.

‣ Metodologia multivariada para avaliação do risco de crédito de operações bancárias

Moura, Heber José de
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
48.14507%
Apresenta iane metodologia para etribuir texas de risco em empréstimos bancários, a partir do perfil ele risco pela operação solicitada. Baseia-se na existência de relações conjuntas entre os atributos associados às entidades Cliente, Operação e Conjuntura para a formação do risco de crédito do empréstimo.

‣ As exigências do novo acordo de capital da Basiléia quanto ao risco de crédito : estudo de caso de uma carteira de crédito imobiliário (pessoa física) em um banco múltiplo do Brasil

Imasava, Amilcar Juliani
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
48.07831%
O presente trabalho visa descrever e analisar um processo de adequação às exigências do Novo Acordo de Capital da Basiléia quanto ao risco de crédito para a carteira de crédito imobiliário (pessoa física) de uma instituição financeira brasileira e identificar aspectos de melhoria na eficiência da gestão de riscos. A partir da revisão bibliográfica foram destacados os aspectos teóricos do Acordo de Basiléia de 1988 e de Basiléia II, com ênfase para aqueles relacionados com a problemática do risco de crédito. Em seguida, foram descritas as principais características do setor de crédito imobiliário no Brasil, bem como sua evolução nos últimos anos. A questão do risco de crédito imobiliário no contexto de Basiléia II foi discutida e considerações relevantes foram relacionadas. Por meio do estudo de caso, realizado em uma carteira de crédito imobiliário de uma instituição financeira brasileira, tais considerações foram aplicadas na prática e, logo depois, foram analisados os resultados e expostas as conclusões.

‣ O impacto das políticas de direcionamento de crédito e de depósitos compulsórios no mercado bancário

Cestare, André Balestrim
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
48.14507%
Esta dissertação tem por objetivo demonstrar que a adoção, pelo Governo Brasileiro, de políticas de direcionamento de crédito para setores considerados prioritários e de depósitos compulsórios sobre o volume de depósitos, ambos com taxas de remuneração subsidiadas em relação às taxas de juros interbancários, gera impactos para uma ampla parcela da sociedade, tanto através das taxas de juros dos empréstimos concedidos a setores não prioritários quanto através das taxas pagas pelos bancos comerciais no mercado de depósitos. Esses efeitos ajudam a explicar por que os spreads bancários no Brasil são maiores do que os da maioria dos países. No primeiro capitulo são discutidos os principais argumentos a favor e contra a adoção dessas políticas. No segundo capítulo é efetuada a modelagem teórica do comportamento dos bancos, através de uma adaptação do modelo Monti-Klein, para se chegar aos impactos da adoção dessas políticas no comportamento dos bancos comerciais. A seguir, são realizadas regressões para encontrar evidências empíricas que comprovem os resultados obtidos na modelagem teórica. Por fim, foram consolidados os resultados obtidos, indicando alternativas de política para a redução dos impactos nocivos na sociedade e indica-se linhas de pesquisa a serem desenvolvidas para aprofundar o entendimento desses impactos.

‣ Cooperativas de crédito e formação da taxa de juros nas operações bancárias: teoria e evidências empíricas para o Brasil.

Lhacer, Priscilla Maria Villa
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
48.17329%
O presente trabalho tem como objetivo estudar se as cooperativas de crédito influenciam as taxas de juros praticadas pelos bancos comerciais e múltiplos com carteira comercial em suas operações de crédito e de depósitos a prazo. A pesquisa baseou-se no modelo de oligopólio de Monti-Klein (para os bancos), no modelo de Smith (para as cooperativas de crédito) e na teoria de Fama e Jensen sobre problemas de agência para criar uma estrutura teórica que permite entender a interação entre bancos e cooperativas de crédito nos mercados de crédito e de depósitos a prazo. A validade desta estrutura teórica foi testada empiricamente e os resultados evidenciaram que as cooperativas de crédito brasileiras influenciam as taxas de juros de crédito praticadas pelos bancos por meio de sua participação de mercado (market share). Uma maior participação de mercado das cooperativas de crédito está associada a maiores taxas de juros cobradas pelos bancos nas operações de crédito. Os resultados empíricos também evidenciaram que a participação de mercado das cooperativas de crédito não impacta as taxas de juros dos bancos para os depósitos a prazo.

‣ Considerações analíticas sobre a competição no sistema bancário brasileiro

Caetano, Thovan Tucakov
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
48.10824%
O mercado bancário brasileiro aparenta se organizar sob a forma de oligopólio, sobretudo por conta da presença de um número reduzido de grandes instituições. A teoria microeconômica nos sugere, no entanto, que mercado oligopolizado não é sinônimo de ausência de competição. A partir disso, conclui-se que não é evidente que os bancos privados domésticos não compitam entre si (claro, tampouco o contrário é evidente). Neste trabalho analisamos a evolução do grau de competitividade da indústria bancária brasileira, entre janeiro de 2001 e dezembro de 2012, utilizando a estatística-H de Panzar & Rosse. A mensuração da competição para a amostra completa continuou a indicar que os bancos brasileiros operam em regime de concorrência monopolística. Não obstante, a evolução trimestral da estatística-H aponta para períodos de significativa redução da competitividade na indústria bancária brasileira, que coincidem com momentos importantes em termos de fusões e aquisições dentro deste setor. Como complemento às conclusões obtidas através do cálculo da estatística-H, e à luz da recente intensiva do governo de “forçar” uma queda do spread bancário via instituições públicas, foram executados testes de causalidade (de Granger) entre as taxas de juros cobradas pelos bancos públicos e privados. Os resultados indicam que as instituições bancárias aparentemente levam em conta...

‣ Os determinantes macroeconômicos do spread bancário para pessoas físicas e jurídicas no Brasil: uma análise do período pós plano real

Matulovic, Marcio Oliveira
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
48.17731%
Este trabalho tem por objetivo a análise empírica dos fatores macroeconômicos que determinaram os níveis de spread bancário para pessoas físicas e pessoas jurídicas no Brasil no período pós-adoção do Plano Real até dezembro de 2012. Para isso foi utilizado um modelo de auto regressão vetorial com variáveis representativas de fatores macroeconômicos. O Trabalho expõe ainda algumas características da indústria bancária no Brasil e as particularidades do mercado de crédito praticado para pessoas físicas e pessoas jurídicas. Os resultados deste trabalho evidenciaram que: (i) a taxa básica de juros foi o principal fator macroeconômico de influência do spread praticado tanto para pessoas físicas quanto para pessoas jurídicas; (ii) Enquanto um impacto no nível de inflação ocasionou maior influência no spread para pessoas físicas, um impacto na volatilidade da taxa básica de juros influenciou positivamente o spread para pessoas jurídicas.

‣ Um modelo de análise estratégica na concessão de crédito para micro e pequena empresa

Borges, Ricardo William
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: [119] f.| il., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
48.07831%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; O presente trabalho trata da formulação de um modelo de análise da posição estratégica de uma micro e pequena empresa para a linha de crédito do Programa de Geração de Emprego e Renda (PROGER), que inclui indicadores de sua capacidade competitiva, segundo as cinco forças preconizadas por Michael Porter. Inicialmente são analisadas o termos micro e pequena empresa, o ressurgimento, a importância e a dimensão competitiva na economia moderna. Procura-se ainda posicioná-las em termos de alguns países e a importância no Brasil e, ainda, a conceituação e o histórico do PROGER, linha de crédito dos bancos oficiais. Como é um modelo proposto para auxiliar a instituição financeira na tomada de decisão sobre a concessão de crédito, dá-se ênfase a uma pesquisa bibliográfica sobre a análise de crédito e o estudo das estratégias empresariais, dando maior destaque aos elementos que determinam a postura competitiva da empresa, conforme as cinco forças propostas por Porter, ou seja: barreiras de entrada, rivalidade entre os concorrentes existentes, ameaça de produtos substitutos...

‣ A concessão de crédito comercial e o financiamento dos clientes: evidência nas empresas Portuguesas; The trade credit as a form of financing costumers: evidence in portuguese companies; La concesión de crédito comercial y el financiamiento de los clientes: evidencia en las empresas portuguesas

Vieira, Elisabete; Pinho, Carlos; Oliveira, Diana
Fonte: Universidade Regional de Blumenau Publicador: Universidade Regional de Blumenau
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
48.136597%
Este estudo pretende analisar a concessão de crédito comercial das empresas portuguesas como meio de financiamento dos seus clientes, recorrendo à metodologia de dados em painel,contribuindo assim para a escassa evidência empírica sobre os motivos da concessão de crédito comercial e a sua utilidade no financiamento dos respetivos clientes, assunto que se torna particularmente interessante no contexto atual, de dificuldades de obtenção de crédito bancário. De um modo geral, as empresas de grande dimensão e com maior acesso ao mercado de capitais funcionam como financiadoras dos clientes que apresentam maiores dificuldades no acesso ao financiamento institucional, corroborando a hipótese da vantagem das empresas não financeiras. Adicionalmente, estas empresas utilizam o crédito comercial como um meio legal de discriminação de preços. Finalmente, encontrámos evidência de que as empresas, independentemente da sua dimensão, podem reduzir os custos de transação através da utilização do crédito comercial.; This study examines the trade credit of Portuguese firms as a means of financing their customers, using a panel data sample. It contributes to the scarce of empirical studies on the reasons for the granting of trade credit...

‣ Direito e crédito bancário no Brasil

Fabiani, Emerson Ribeiro
Fonte: Saraiva Publicador: Saraiva
Tipo: Livro
Português
Relevância na Pesquisa
48.17731%
Divulgação dos SUMÁRIOS das obras recentemente incorporadas ao acervo da Biblioteca Ministro Oscar Saraiva do STJ. Em respeito à lei de Direitos Autorais, não disponibilizamos a obra na íntegra. STJ00087581 347.734(81) F118d (2011)

‣ Reflexões sobre a possibilidade de instrução de processo de execução com cópia de cédula de crédito bancário

Barbosa, Rodrigo Gago Freitas Vale; Salata, Vanessa Bossoni de Souza
Fonte: Revista dos Tribunais Publicador: Revista dos Tribunais
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
48.14507%

‣ Impacto das cooperativas de crédito sobre o PIB per capita dos municípios brasileiros

Jacques, Elidecir Rodrigues
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
48.136597%
Resumo: As evidências empíricas indicam uma relação forte entre desenvolvimento financeiro e crescimento econômico, sendo que a maioria dos trabalhos demonstra que esta relação é direta, ou seja, que o desenvolvimento financeiro se constitui em uma alavanca para o crescimento econômico. Nesse sentido, o crédito aparece como uma das principais variáveis a ser considerada, sendo natural pensar no crédito fornecido pelos bancos. Entretanto, num país de grandes dimensões como o Brasil, ainda existem municípios desprovidos de agências bancárias e, portanto, sem acesso ao crédito bancário. As cooperativas de crédito aparecem como instituições alternativas no fornecimento de crédito, com características distintas dos bancos, por sua importância para o desenvolvimento local. Isso porque as cooperativas assumem os riscos de suas aplicações em prol da comunidade em que se localizam, promovendo o desenvolvimento local através da formação de poupança e do microcrédito direcionado a iniciativas empresariais locais. Este trabalho mensura o impacto das cooperativas de crédito nos municípios brasileiros usando dois métodos distintos de avaliação de tratamento: o propensity score matching (PSM), para avaliar o impacto da existência de cooperativas sobre o PIB per capita e o propensity score generalizado (GPS)...

‣ Fatores considerados pelas instituições financeiras para a determinação do risco do cliente e do limite de crédito para capital de giro das micro e pequenas empresas

Raymundo, Pedro José
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 107 f.| tabs., grafs.
Português
Relevância na Pesquisa
48.10121%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; A análise do crédito para as micro e pequenas empresas realizada pelas instituições financeiras é um processo que envolve muitas variáveis. Para se determinar o volume do crédito mais próximo do ideal tanto para o tomador quanto para o credor é necessário um estudo aprofundado da realidade que envolve o pretendente ao crédito. Fatores como os cinco C's do crédito e outros referentes à política de crédito das instituições financeiras são relevantes para se chegar ao bom termo dos negócios relacionados ao crédito financeiro. Um estudo desses fatores que influenciam na determinação do volume de crédito a ser concedido pelos bancos foi elaborado através de uma pesquisa de campo com o objetivo de comparar a política de crédito do Banco do Brasil com as dos demais bancos que atuam na cidade de Maringá.

‣ Os determinantes do crédito comercial: um estudo sobre as empresas industriais portuguesas

Santos, Juliana Marisa Ferreira de Araújo da Silva
Fonte: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Estudos Industriais e de Gestão Publicador: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Estudos Industriais e de Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
48.12035%
Dissertação de Mestrado em Finanças Empresariais; O presente trabalho procura testar empiricamente algumas teorias sobre os motivos pelos quais as empresas concedem e recebem crédito comercial. Para este efeito usa- se um painel de 11040 empresas portuguesas, das quais 360 são grandes empresas e 10680 são PME, para o período compreendido entre 2003 e 2009. Apesar da relevância do crédito comercial como fonte de financiamento empresarial, o tema está longe de se considerar esgotado, sobretudo porque não existe uma teoria geral sobre este assunto. Assim, o nosso trabalho procura contribuir para a literatura que estuda os determinantes para a concessão e recebimento de crédito comercial. Adicionalmente, e porque esta temática não têm sido muito estudada em Portugal, pretendemos analisar o papel do crédito comercial como fonte de financiamento das empresas portuguesas. No presente trabalho conclui-se que as grandes empresas (com maior acesso ao mercado de crédito) servem como intermediários financeiros para os seus clientes com menor acesso ao financiamento. Para além disso, observou-se que as empresas fornecedoras utilizam o crédito comercial como um meio legal de discriminação de preços. Por fim...

‣ Diferenças sectoriais no acesso ao crédito bancário em Portugal: uma análise de dados em painel usando o inquérito de conjuntura ao investimento

Lagoa, Sérgio
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
48.10121%
JEL Classification System: E22, E41; Com a crise de dívida que assola Portugal, o racionamento de crédito tem sido apontado como prática corrente por parte dos bancos. As empresas indicam que não recebem o crédito que pretendem. O racionamento de crédito ocorre por haver um desequilíbrio no mercado, entre a procura e oferta de crédito, havendo excesso de procura quem oferece tende a analisar de forma mais pormenorizada e criteriosamente o crédito concedido para assim reduzir o risco o mais possível. A assimetria de informação por partedas empresas é um dos maiores obstáculos na concessão de crédito. A falta de total transparência da empresa leva a que a banca tenda a recusar financiamento como forma de reduzir o risco a que está sujeita, muitas vezes a empresas com capacidade de fazer face ao serviço de dívida. Este estudo possibilita averiguar se em Portugal asempresas dos principais sectores de actividade têm tido o seu crédito racionado e quaisas variáveis que influenciam o racionamento de crédito. De acordo com as conclusões do estudo, em média entre 2002 e 2009 apenas o sector da construção e do imobiliário é que não foram alvode racionamento, os restantes foram alvo de racionamento em diversos períodos da análise.; With the debt crisis plaguing Portugal...

‣ A evolução do crédito no Brasil entre 2003 e 2010; Texto para Discussão (TD) 2022 : A evolução do crédito no Brasil entre 2003 e 2010; Credit increase in Brazil between 2003 and 2010

Mora, Mônica
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
48.10121%
O crédito aumentou expressiva e continuamente durante o governo Lula, inclusive após a crise de 2008. Propõe-se, neste texto, discutir como se deu esse processo e o que motivou a diversificação do portfólio do sistema financeiro nacional. Examinou-se o aumento do crédito à pessoa física e à pessoa jurídica e, posteriormente, foi abordada a resposta do governo brasileiro à crise econômica internacional no âmbito do crédito. Concluiu-se que, em um contexto macroeconômico favorável, mudanças na legislação, com repercussões sobre o crédito pessoal, a aquisição de bens e sobre o financiamento de empresas, assim como inovações financeiras introduzidas nos contratos de financiamento à pessoa jurídica, contribuíram para explicar o aumento da oferta de crédito com recursos livres entre 2004 e 2008. Em 2009 e 2010, a decisão deliberada do governo de aumentar os financiamentos com recursos direcionados e com recursos livres, com a finalidade de sustentar a oferta de crédito (ou ao menos atenuar a sua queda), possibilitou compreender o comportamento do crédito após eclosão da crise financeira em 2008.; 59 p. : il.

‣ Restricción de crédito bancario en economías emergentes : el caso de la PYME en México

Hemmen Almazor, Esteban van
Fonte: Universitat Autònoma de Barcelona. Departament d'Economia de l'Empresa Publicador: Universitat Autònoma de Barcelona. Departament d'Economia de l'Empresa
Tipo: Trabalho em Andamento Formato: application/pdf
Publicado em //2002 Português
Relevância na Pesquisa
48.14507%
Los mercados financieros en economías emergentes como la mexicana se caracterizan por importantes asimetrías de información que dificultan el acceso de las PYMEs al crédito bancario. En este artículo se analiza el problema de la restricción de crédito a partir de una muestra de empresas industriales obtenida en el entorno industrial de Guadalajara (México). Nuestro propósito se centra en identificar qué elementos caracterizan a las empresas que sufren esta restricción, cuestión de gran interés desde la perspectiva de política económica, en el sentido de orientar los esfuerzos de las instituciones gubernamentales(banca de desarrollo) hacia las empresas con mayores problemas de financiación.