Página 8 dos resultados de 47045 itens digitais encontrados em 0.041 segundos

‣ Comissão de saúde da assembléia legislativa de Goiás : espaço de controle social na definição de políticas estaduais de saúde?; Health commission of the legislative assembly of Goiás : is it an a space of social control in the definition of state health policy?; Comisión de salud de la asamblea legislativa de Goiás : espacio de control social en ladefinición de políticas estatales de salud?

França, Mary Anne de Souza Alves; Andrade, Flávia Reis de; Chaves, Maria Edwiges Pinheiro de; Queiroz, Maria Goretti; Pereira, Edsaura Maria
Fonte: Núcleo de Estudos em Saúde Pública (NESP) do Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares (CEAM) e Departamento de Saúde Coletiva (DSC), da Faculdade de Ciências da Saúde - Universidade Brasília Publicador: Núcleo de Estudos em Saúde Pública (NESP) do Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares (CEAM) e Departamento de Saúde Coletiva (DSC), da Faculdade de Ciências da Saúde - Universidade Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
77.21326%
Colaboração editorial da Faculdade de Ciência da Informação (FCI) da Universidade de Brasília.; As políticas públicas de saúde integram os mecanismos de proteção social do Estado e consistem em um conjunto de diretrizes que orientam e regulam as atividades do governo visando à melhoria da qualidade de vida dos cidadãos. A Constituição Federal, em 1988, estabeleceu preceitos técnicos e jurídicos que legitimaram uma nova relação de poder entre cidadão e governante, instituindo duas formas de democracia: representativa e participativa, destacando-se nesta última, os conselhos de saúde. Pretendeu-se neste estudo, analisar a Comissão de Saúde da Assembléia Legislativa do Estado de Goiás como espaço de controle social na definição das políticas estaduais de saúde no período de 2003 a 2006, considerando-se as suas atribuições. Tratou-se de uma pesquisa qualitativa do tipo estudo de caso. Os dados foram coletados por meio de informações documentais e de entrevistas semi-estruturadas com informantes-chave da Assembléia Legislativa. Identificou-se que, apesar da Comissão de Saúde ter como principal atribuição tratar de questões de saúde pública...

‣ A convergência de referências na promoção da saúde

Marcondes,Willer Baumgarten
Fonte: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública. Publicador: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2004 Português
Relevância na Pesquisa
77.274375%
A constituição de um campo para a saúde pública de conhecimentos e práticas de promoção da saúde pode ser entendido pelo acúmulo histórico de contribuições da saúde comunitária, da medicina preventiva e da epidemiologia social, entre outros, que colaboraram para a conformação de uma abordagem da saúde de forma ampliada. Nesta confluência de referenciais variados, abordo neste artigo uma proposta de síntese entre algumas das principais questões que, radicalmente interligadas, conformariam os contornos da promoção da saúde. Postulo, desta forma, que o interesse na promoção da saúde seja justamente a construção desta interface entre a incorporação de boas práticas e questões para a saúde pública, fazendo, ao mesmo tempo, proposições articuladas e coerentes com o nosso momento histórico, marcado por um modelo neoliberal de globalização e pela hegemonia das tecnologias biomédicas. Este artigo está apoiado em três questões que considero fundamentais para abordar a promoção da saúde: as limitações do modelo biomédico, a ampliação do conceito de saúde e a diferença entre prevenção e promoção. Para tanto, recorro aos principais documentos históricos de referência à promoção da saúde para problematizar o que estamos discutindo como qualidade de vida...

‣ O lugar das ciências sociais na saúde coletiva

Loyola,Maria Andréa
Fonte: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública. Publicador: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2012 Português
Relevância na Pesquisa
77.223467%
Este texto retoma, em forma de questão, o tema do V Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas da ABRASCO, realizado em abril de 2011 em São Paulo, e indica que o lugar das Ciências Sociais na Saúde Coletiva é - e não poderia deixar de ser - central. Diferentemente do que ocorreu na Saúde Pública, a saúde coletiva nasceu na academia, em um momento em que não mais se tratava de organizar um sistema publico de saúde, mas de ampliá-lo e estendê-lo a toda a população do país. O próprio termo "saúde coletiva" evoca o estudo da saúde de uma coletividade enquanto sistema social. Assim, a presença das ciências sociais e das ciências humanas na saúde coletiva, mais do que importante, é a base mesma, o cimento que constitui e alicerça a área. Em que pese a especificidade do campo, dada pela perspectiva social contida na palavra coletiva, é a palavra saúde que vem sendo sempre retida e utilizada nas classificações internas e externas à área, como no caso das agências de fomento; nestas, a saúde coletiva é classificada como pertencente à grande área da saúde, com todas as conseqüências que isso implica, notadamente a submissão à lógica biomédica. Como toda classificação e hierarquização...

‣ Produção científica das ciências sociais e humanas em saúde e alguns significados

Canesqui,Ana Maria
Fonte: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública. Publicador: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2012 Português
Relevância na Pesquisa
77.21866%
Este artigo aborda, primeiramente, a produção científica das ciências sociais e humanas em saúde publicada em periódicos de sete revistas da área de Saúde Coletiva/Saúde Pública no Brasil, no período de 1997 a 2007, registrada na base eletrônica de dados SciElo e identificada mediante uma extensa lista de palavras-chave. Dos 1926 artigos e resenhas de livros identificados, 489 foram selecionados por autorreferir à pesquisa qualitativa. Da leitura dos resumos, selecionaram-se os temas pesquisados e suas proporções foram as seguintes: políticas e instituições de saúde (32,5%), saúde e doença (18,5%), gênero e saúde (16,5%), violência e saúde (9,0%), velhice e envelhecimento (7,0%), recursos humanos, profissões e formação (7,5%), estudos sociais das ciências e das técnicas (5,0%) e educação e comunicação em saúde (4,0%). A leitura dos conteúdos dos textos completos permitiu identificar as abordagens teórico-metodológicas utilizadas e alguns significados típicos dessa prática científica. Concluiu-se que a produção acadêmica expandiu-se, concentrando-se 50% nos dois primeiros temas, com baixo grau de interdisciplinaridade; usou de teorias de médio alcance, combinando metodologias e teorias, abordagens disciplinares...

‣ Divórcio entre teoria e prática: o sistema de treinamento em saúde pública nos Estados Unidos

Fee,Elizabeth
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 Português
Relevância na Pesquisa
77.351895%
Muitos analistas têm criticado a profunda separação entre saúde pública como é ensinada nas escolas de saúde pública e a praticada nos órgãos governamentais. Nos Estados Unidos, muitos membros do corpo docente de escolas de saúde pública jamais trabalharam em órgãos de saúde pública, poucos dos que trabalham em órgãos públicos têm certificados de escolas de saúde pública e a maioria recebe treinamento no local de trabalho. Este artigo busca identificar as raízes desta separação ou "divórcio entre teoria e prática". Mostra que a década de 1930 foi o principal período da educação em saúde pública voltada à comunidade, quando o peso da Grande Depressão e a verba disponibilizada pelo governo federal através da legislação do New Deal incentivaram programas de treinamento prático vinculados a comunidades locais e órgãos públicos. O "divórcio" teve início no período do pós-guerra como uma conseqüência não intencional do sistema de alocação de verbas para a educação médica e a pesquisa, em um momento de impopularidade generalizada da saúde pública durante a era McCarthy. As escolas de saúde pública eram, de modo geral, ignoradas na década de 1950 e começaram a adaptar a estratégia ainda vigente de usar verbas federais de pesquisa para ampliar seu corpo docente e instalações.

‣ O ensino da saúde pública no Brasil: os primeiros tempos no Rio de Janeiro

Santos,Luiz Antonio de Castro; Faria,Lina
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio Publicador: Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2006 Português
Relevância na Pesquisa
77.23026%
Busca-se neste artigo recuperar as primeiras décadas do ensino da saúde pública no Rio de Janeiro, uma vez que a antiga capital federal revelou-se importante centro formador de profissionais sanitaristas. No Rio de Janeiro, o governo federal implantou centros de saúde pioneiros e contou com o auxílio técnico e os recursos humanos da Fundação Rockefeller. Partindo do contexto socioeconômico e político da década de 1920, o trabalho abrange o ensino da saúde pública durante a Primeira República, estende-se aos tempos de Vargas e Capanema e se encerra, aproximadamente, no início da década de 1960. Analisa-se a trajetória dos cursos de saúde pública e higiene no Rio de Janeiro, desde os tempos de médicos empreendedores de renome — como Carlos Chagas, Afrânio Peixoto, João de Barros Barreto e José Paranhos Fontenelle ainda no primeiro quartel do século XX. Esses nomes ligaram-se intimamente à história dos primeiros cursos para formação de profissionais na área de saúde pública, na capital da República e em todo o Brasil.

‣ Educação física e saúde pública : a inserção do profissional de educação física em um núcleo de apoio à saúde da família (Goiânia/GO); Physical education and public health: the introduction of physical education professionals on the familiy health support center (Goiânia/GO)

Martinez, Jéssica Félix Nicácio
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde (FM); Faculdade de Medicina - FM (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde (FM); Faculdade de Medicina - FM (RG)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
77.28608%
Since the late 1980’s, we have seen a growing number of academic articles, research groups and events that have critically discussed the relationship between Physical Education and health, especially from the involvement with the field of Public Health. With the intention to contribute with this debate, this research sought to analyze the guidelines, legal framework and academic articles regarding Physical Education on Public Health and also to analyze perceptions of the managers and the multi-professional teams regarding the contribution of Physical Education to the work developed by Family health Support Center (NASF) in Goiânia/GO. To do so, we sought to base our analyses and reflections on the thoughts of Latin American social medicine and on the polytechnic education. The object of study was delimited through the analysis of the Brazilian Ministry of Health documents and academic production on Physical Education and its relationships with Public Health found in CAPES thesis bank. We adopted participant research approach, while for data collection we used questionnaires, participant observation and semi-structured interviews with 21 NASF professionals in Goiania/GO. All collected data were analyzed according to Thematic Analysis supported by WebMD software. The results indicate that management stood out as one of the main problems at NASF...

‣ Especialização em Saúde Pública: Os Alunos da Universidade de São Paulo no Período 1985-1994

Vasconcellos,Maria da Penha Costa; Narvai,Paulo Capel
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1997 Português
Relevância na Pesquisa
77.2463%
Este artigo aborda algumas características dos profissionais de saúde, alunos do Curso de Especialização em Saúde Pública mantido pela Universidade de São Paulo (USP). O período do estudo abrange os anos de 1985 a 1994. Foram analisadas as variáveis: ano de realização do curso, período de aulas, vínculo institucional, categoria profissional, sexo, idade, cidade de origem, macrorregião brasileira de origem e país de origem. Os dados foram colhidos junto à Seção de Alunos da Faculdade de Saúde Pública da USP, através de instrumento concebido para essa finalidade. Foi montado banco de dados e utilizado programa específico para os procedimentos estatísticos. Os resultados mostraram significativas alterações nas características dos alunos ao longo do período considerado, destacando-se o progressivo afastamento da categoria profissional de médicos e o crescente interesse dos assistentes sociais. A pesquisa evidenciou também que a USP, outrora formadora de especialistas em Saúde Pública vindos das mais diferentes macrorregiões brasileiras e mesmo do exterior, não tem conseguido manter tal abrangência.

‣ Manual de normas e procedimentos do serviço de enfermagem de saúde pública; A Manual of norms and procedures of Public Health Nursing services

Andrade, Odete Barros de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/1975 Português
Relevância na Pesquisa
87.01676%
São apresentadas sugestões para elaboração de um manual de normas e procedimentos para serviços de enfermagem de saúde pública a nível local. A metodologia proposta descreve os procedimentos para cada fase, incluindo: análise da situação através da coleta, análise e interpretação de informações para determinar o conteúdo do manual; determinação das categorias de informações incluindo detalhamento e correção; organização com detalhes quanto à estruturação do conteúdo informativo e ordenação, seleção dos recursos materiais requeridos e montagem; considerações sobre utilização, avaliação e atualização do manual.; Sugestions are presented on the organization of a manual for Public Health Nursing services at the local level. The methodology describes the procedures envolved in each stage including: analysis of the situation through data collection and their interpretation in order to determine the content of the manual; determination of categories of information needed, including specification and correction; organization giving details concerning the struture of the total content, the ordering of information according to each category, selection of required material resources and mounting of the manual; considerations on the utilisation...

‣ Pesquisa exploratória: procedimento metodológico para o estudo de fatores humanos no campo da saúde pública; Exploratory research: a methodological procedure applied to the study of human factors in the field of public health

Piovesan, Armando; Temporini, Edméa Rita
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/1995 Português
Relevância na Pesquisa
87.01676%
Propõe-se procedimento metodológico de abordagem qualitativa denominado pesquisa exploratória, cuja aplicação tem por finalidade a elaboração de instrumento de pesquisa adequado à realidade. Discute-se o emprego da expressão "pesquisa exploratória", de um ponto de vista tradicional e nessa nova concepção. Fundamenta-se a utilização desse procedimento metodológico para o estudo de fatores humanos e apresentam-se as etapas da sua execução. Sugerem-se indicações para aplicação desse recurso em pesquisas no campo da saúde pública.; Exploratory research is proposed as a methodological procedure for a qualitative approach. The main purpose of this procedure is that of helping the researcher to develop a measurement tool which reflects reality. Both exploratory research conceptions, the traditional and the new one are discussed. The application of this methodological procedure to the study of human factors is recommended and the implementation stages are presented. Some applications for research in public health are suggested.

‣ A Técnica Q - como instrumento de medida na área da educação em saúde; The Q - technique as a measuring tool in the public health education field

Balduino, Maria Aparecida; Lessa, Zenaide Lázara
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/02/1986 Português
Relevância na Pesquisa
77.23026%
Foi elaborado um instrumento de medida baseado na Técnica Q de W. Stephenson, cujas operações exigidas são semelhantes às primeiras etapas de construção de uma Escala Thurstone, pelo método de intervalos aparentemente iguais. Utilizando-se desse instrumento, foi realizado estudo sobre a "Percepção da Função do Educador de Saúde Pública, na Equipe de Saúde", desenvolvido em duas fases: a primeira, compreendendo a construção do Instrumento, propriamente dito, e a segunda, a execução de uma pesquisa exploratória fazendo uso do referido instrumento. São descritos todos os passos da primeira fase, que compreende: a coleta de informações sobre as atribuições da função do educador de saúde pública; listagem das mesmas, convertendo-as em afirmações transcritas em cartões: seleção de uma amostra de 70 cartões, por um corpo de juizes altamente especializado; tabulação dos dados obtidos e a definição do instrumento definitivo. Para preencher os requisitos de validade, a distribuição escalar deveria apresentar um certo equilíbrio entre as afirmações não pertinentes, intermediárias e pertinentes. Para a conveniência estatística e para garantir este equilíbrio, cada juiz foi instruído a colocar números variados de cartões em várias pilhas...

‣ A geração de maus odores na rede coletora de esgotos do município de Pereira Barreto: um problema de saúde pública; The creation of bad odors in the sewer system in the city of Pereira Barreto: a public health problem

Liliamtis, Teodosia Basile; Mancuso, Pedro Caetano Sanches
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2003 Português
Relevância na Pesquisa
87.01676%
A presença de sulfetos, principalmente o de hidrogênio, é responsável pela geração de odores e pelo processo de corrosão nas instalações de coleta e tratamento de esgotos. O presente trabalho foi desenvolvido com base em uma pesquisa com a população do município de Pereira Barreto. O resultado desse estudo foi utilizado para identificar e analisar os problemas causados pela geração de maus odores na rede coletora de esgotos local, devido a formação do sulfeto de hidrogênio, focalizando a questão como problema de saúde pública e também avaliar o método de controle de qualidade implantado, para minimizar os intensos odores exalados. Dessa pesquisa, concluiu-se que o método da aplicação do nitrato de amônia mostrou-se eficaz em inibir a produção de concentrações de gás sulfídrico (H2S) superiores a 1,0 mg/L. Entretanto, para a região onde se encontra a lagoa de estabilização, a dosagem desse sal apresentou-se inadequada, sendo necessário reavalia-la. Os sintomas apresentados pelos entrevistados decorrentes da exposição ao odor freqüente e ofensivo, como dor de cabeça, náuseas, ardor nasal, tontura e alterações no estado de humor, desapareceram quando o odor passou a ser controlado e sua intensidade diminuída.; The presence of sulfides...

‣ A convergência de referências na promoção da saúde; The convergence of references in health promotion

Marcondes, Willer Baumgarten
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2004 Português
Relevância na Pesquisa
77.21866%
A constituição de um campo para a saúde pública de conhecimentos e práticas de promoção da saúde pode ser entendido pelo acúmulo histórico de contribuições da saúde comunitária, da medicina preventiva e da epidemiologia social, entre outros, que colaboraram para a conformação de uma abordagem da saúde de forma ampliada. Nesta confluência de referenciais variados, abordo neste artigo uma proposta de síntese entre algumas das principais questões que, radicalmente interligadas, conformariam os contornos da promoção da saúde. Postulo, desta forma, que o interesse na promoção da saúde seja justamente a construção desta interface entre a incorporação de boas práticas e questões para a saúde pública, fazendo, ao mesmo tempo, proposições articuladas e coerentes com o nosso momento histórico, marcado por um modelo neoliberal de globalização e pela hegemonia das tecnologias biomédicas. Este artigo está apoiado em três questões que considero fundamentais para abordar a promoção da saúde: as limitações do modelo biomédico, a ampliação do conceito de saúde e a diferença entre prevenção e promoção. Para tanto, recorro aos principais documentos históricos de referência à promoção da saúde para problematizar o que estamos discutindo como qualidade de vida...

‣ Especialização em Saúde Pública: Os Alunos da Universidade de São Paulo no Período 1985-1994

Vasconcellos,Maria da Penha Costa; Narvai,Paulo Capel
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1997 Português
Relevância na Pesquisa
77.2463%
Este artigo aborda algumas características dos profissionais de saúde, alunos do Curso de Especialização em Saúde Pública mantido pela Universidade de São Paulo (USP). O período do estudo abrange os anos de 1985 a 1994. Foram analisadas as variáveis: ano de realização do curso, período de aulas, vínculo institucional, categoria profissional, sexo, idade, cidade de origem, macrorregião brasileira de origem e país de origem. Os dados foram colhidos junto à Seção de Alunos da Faculdade de Saúde Pública da USP, através de instrumento concebido para essa finalidade. Foi montado banco de dados e utilizado programa específico para os procedimentos estatísticos. Os resultados mostraram significativas alterações nas características dos alunos ao longo do período considerado, destacando-se o progressivo afastamento da categoria profissional de médicos e o crescente interesse dos assistentes sociais. A pesquisa evidenciou também que a USP, outrora formadora de especialistas em Saúde Pública vindos das mais diferentes macrorregiões brasileiras e mesmo do exterior, não tem conseguido manter tal abrangência.

‣ Manual de normas e procedimentos do serviço de enfermagem de saúde pública

Andrade,Odete Barros de
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1975 Português
Relevância na Pesquisa
87.01676%
São apresentadas sugestões para elaboração de um manual de normas e procedimentos para serviços de enfermagem de saúde pública a nível local. A metodologia proposta descreve os procedimentos para cada fase, incluindo: análise da situação através da coleta, análise e interpretação de informações para determinar o conteúdo do manual; determinação das categorias de informações incluindo detalhamento e correção; organização com detalhes quanto à estruturação do conteúdo informativo e ordenação, seleção dos recursos materiais requeridos e montagem; considerações sobre utilização, avaliação e atualização do manual.

‣ Divórcio entre teoria e prática: o sistema de treinamento em saúde pública nos Estados Unidos

Fee,Elizabeth
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 Português
Relevância na Pesquisa
77.351895%
Muitos analistas têm criticado a profunda separação entre saúde pública como é ensinada nas escolas de saúde pública e a praticada nos órgãos governamentais. Nos Estados Unidos, muitos membros do corpo docente de escolas de saúde pública jamais trabalharam em órgãos de saúde pública, poucos dos que trabalham em órgãos públicos têm certificados de escolas de saúde pública e a maioria recebe treinamento no local de trabalho. Este artigo busca identificar as raízes desta separação ou "divórcio entre teoria e prática". Mostra que a década de 1930 foi o principal período da educação em saúde pública voltada à comunidade, quando o peso da Grande Depressão e a verba disponibilizada pelo governo federal através da legislação do New Deal incentivaram programas de treinamento prático vinculados a comunidades locais e órgãos públicos. O "divórcio" teve início no período do pós-guerra como uma conseqüência não intencional do sistema de alocação de verbas para a educação médica e a pesquisa, em um momento de impopularidade generalizada da saúde pública durante a era McCarthy. As escolas de saúde pública eram, de modo geral, ignoradas na década de 1950 e começaram a adaptar a estratégia ainda vigente de usar verbas federais de pesquisa para ampliar seu corpo docente e instalações.

‣ Ciberespaço e negociações de sentido: aspectos sociais da implementação de redes digitais de comunicação em instituições acadêmicas de saúde pública

Iturri,José
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/1998 Português
Relevância na Pesquisa
87.01676%
Analisam-se aspectos sociais da incorporação de novas tecnologias de informação e comunicação em instituições de ensino e pesquisa da saúde pública. Usando elementos da noção de tecnologias da inteligência e da teoria crítica da tecnologia para enquadrar o estudo dos processos de implementação de redes eletrônicas de comunicação (em especial Internet e intranets), aponta-se a íntima relação entre os aspectos sociais e técnicos desses processos. Traçam-se alguns elementos teórico-metodológicos para aproximar-se das dinâmicas de implementação de redes eletrônicas em instituições acadêmicas, mediante a análise do discurso dos seus atores sociais e dos diversos sentidos que eles atribuem à implementação. Considerando o discurso como uma expressão das relações que os atores produzem durante a implementação, procura-se delinear uma aproximação às formas como essas relações influenciariam dimensões sociais e técnicas das redes digitais.

‣ A autoviolência, objeto da sociologia e problema de saúde pública: a sociological concern and a public health problem

Minayo,Maria Cecília de Souza
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/1998 Português
Relevância na Pesquisa
87.01676%
Este artigo tem dois objetivos: o primeiro é refletir sobre o significado do suicídio enquanto questão sociológica, comentando um artigo produzido por E. D. Nunes (1998) sobre a célebre obra de Durkheim. O segundo é discutir a mesma problemática no campo da saúde pública, analisando as contribuições do pai da sociologia, as abordagens epidemiológicas e das áreas da psicologia, psiquiatria e psicanálise, ressaltando as contribuições de autores nacionais. O texto apresenta informações sobre o quadro epidemiológico brasileiro e conclui, mostrando as causas violentas, apenas do ponto de vista analítico, podem ser estudadas separadamente, necessitando sempre de uma vigilância epistemológica e epidemiologica para a construção de indicadores que possam contribuir para transformações. Sim, porque os dados de violência hoje necessitam ser vistos no quadro de crise social e de mudanças pelas quais o país está passando.

‣ Ensino de saneamento do meio nas escolas de saúde pública

Oliveira,Walter Engracia de
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1975 Português
Relevância na Pesquisa
87.01676%
Após a última guerra mundial, e especialmente nesta década, em decorrência do crescimento demográfico e do desenvolvimento industrial, a par de migração da população rural em direção aos conglomerados urbanos, aumentaram os problemas relacionados ao saneamento do meio, devido a poluição ambiental. Aumentou assim a necessidade de maior incremento ao ensino e à pesquisa no campo do saneamento do meio, como também uma revisão dos programas. É evidenciado que o ensino do saneamento do meio deveria ser oferecido em todos os níveis do ensino, desde o primário ao superior. Nas escolas de saúde pública, este ensino, tradicionalmente, é oferecido nos cursos de graduação, para graduados e pós-graduação (mestrado e doutorado), e em cursos de nível médio. Algumas matérias do programa deveriam ser oferecidas em cursos curtos ou de especialização. O programa de saneamento do meio, além de procurar dar uma formação geral no campo do saneamento ambiental, deve ser estabelecido em função das necessidades do país, região ou Estado, o profissional que queremos preparar, e o papel da escola, isto é, o nível de preparação de pessoal - internacional, nacional, para um ou vários estados, deve influenciar o programa de saneamento do meio. Ponderou-se que as pesquisas sobre essa matéria devem ser intensificadas...

‣ Pesquisa exploratória: procedimento metodológico para o estudo de fatores humanos no campo da saúde pública

Piovesan,Armando; Temporini,Edméa Rita
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/1995 Português
Relevância na Pesquisa
87.01676%
Propõe-se procedimento metodológico de abordagem qualitativa denominado pesquisa exploratória, cuja aplicação tem por finalidade a elaboração de instrumento de pesquisa adequado à realidade. Discute-se o emprego da expressão "pesquisa exploratória", de um ponto de vista tradicional e nessa nova concepção. Fundamenta-se a utilização desse procedimento metodológico para o estudo de fatores humanos e apresentam-se as etapas da sua execução. Sugerem-se indicações para aplicação desse recurso em pesquisas no campo da saúde pública.