Página 9 dos resultados de 398547 itens digitais encontrados em 0.155 segundos

‣ Perspectivas da investigação sobre determinantes sociais em câncer; Prospects of research on social determinants in cancer

WÜNSCH FILHO, Victor; ANTUNES, José Leopoldo Ferreira; BOING, Antonio Fernando; LORENZI, Ricardo Luiz
Fonte: IMS-UERJ Publicador: IMS-UERJ
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
35.889297%
As diferenças socioeconômicas têm reflexos no perfil epidemiológico de câncer, no que diz respeito a incidência, mortalidade, sobrevida e qualidade de vida após o diagnóstico. Neste artigo examinam-se as disparidades da ocorrência de câncer na população brasileira e sintetizam-se evidências das investigações sobre determinantes sociais em câncer. Foram considerados os principais fatores que modulam a influência das condições socioeconômicas na ocorrência do câncer, como tabagismo, consumo de álcool, hábitos alimentares e obesidade, ocupação e acesso aos serviços de saúde. Modificações nas condições sociais dependem de mudanças estruturais na sociedade, a exemplo de melhorias do nível educacional; no entanto, investigações epidemiológicas bem conduzidas podem contribuir para o planejamento de intervenções visando a reduzir o impacto dos determinantes sociais em câncer. Esses estudos devem prover estratégias para promoção da qualidade das informações de incidência e mortalidade; realização periódica de inquéritos populacionais sobre prevalência de fatores de risco para câncer; desenvolver desenhos epidemiológicos mais eficientes para avaliar o efeito de fatores etiológicos em câncer e suas relações com o status social; análise de programas de rastreamento para tumores passíveis de detecção precoce; e avaliações do acesso da população ao diagnóstico e tratamento. Essas pesquisas devem contemplar populações em distintas regiões do mundo...

‣ Body mass index and risk of head and neck cancer in a pooled analysis of case-control studies in the International Head and Neck Cancer Epidemiology (INHANCE) Consortium

GAUDET, Mia M.; OLSHAN, Andrew F.; CHUANG, Shu-Chun; BERTHILLER, Julien; ZHANG, Zuo-Feng; LISSOWSKA, Jolanta; ZARIDZE, David; WINN, Deborah M.; WEI, Qingyi; TALAMINI, Renato; SZESZENIA-DABROWSKA, Neolilia; STURGIS, Erich M.; SCHWARTZ, Stephen M.; RUDNAI,
Fonte: OXFORD UNIV PRESS Publicador: OXFORD UNIV PRESS
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
35.889297%
Methods We pooled data from 17 case-control studies including 12 716 cases and the 17 438 controls. Odds ratios (ORs) and 95% confidence intervals (CIs) were estimated for associations between body mass index (BMI) at different ages and HNC risk, adjusted for age, sex, centre, race, education, tobacco smoking and alcohol consumption. Results Adjusted ORs (95% CIs) were elevated for people with BMI at reference (date of diagnosis for cases and date of selection for controls) < 18.5 kg/m(2) (2.13, 1.75-2.58) and reduced for BMI > 25.0-30.0 kg/m(2) (0.52, 0.44-0.60) and BMI >= 30 kg/m(2) (0.43, 0.33-0.57), compared with BMI > 18.5-25.0 kg/m(2). These associations did not differ by age, sex, tumour site or control source. Although the increased risk among people with BMI < 18.5 kg/m(2) was not modified by tobacco smoking or alcohol drinking, the inverse association for people with BMI > 25 kg/m(2) was present only in smokers and drinkers. Conclusions In our large pooled analysis, leanness was associated with increased HNC risk regardless of smoking and drinking status, although reverse causality cannot be excluded. The reduced risk among overweight or obese people may indicate body size is a modifier of the risk associated with smoking and drinking. Further clarification may be provided by analyses of prospective cohort and mechanistic studies.; US National Institutes of Health (NIH); National Cancer Institute (NCI/NIH)[R03CA113157]; Italian Association for Research on Cancer (AIRC); Swiss League against Cancer[KFS1069-09-2000]; Fribourg League against Cancer[FOR381.88]; Swiss Cancer Research[AKT 617]; Gustave-Roussy Institute[88D28]; Swiss Research against Cancer/Oncosuisse[KFS-700]; Swiss Research against Cancer/Oncosuisse[OCS-1633]; World Cancer Research Fund; European Commission[IC15-CT98-0332]; European Commission[IC18-CT97-0222]; National Institutes of Health (NIH) US[P01CA068384]; National Institutes of Health (NIH) US[K07CA104231]; National Institutes of Health (NIH) US[R01CA048896]; National Institutes of Health (NIH) US[R01DE012609]; National Institutes of Health (NIH) US[R01CA078609]; National Institutes of Health (NIH) US[R01CA100679]; National Institutes of Health (NIH) US[NIDCR R01DE11979]; National Institutes of Health (NIH) US[NIDCR R01DE13110]; National Institutes of Health (NIH) US[NIH FIRCA TW01500]; National Institutes of Health (NIH) US[R01CA61188]; National Institutes of Health (NIH) US[R01DE13158]; National Institutes of Health (NIH) US[P50CA90388]; National Institutes of Health (NIH) US[R01DA11386]; National Institutes of Health (NIH) US[R03CA77954]; National Institutes of Health (NIH) US[T32CA09142]; National Institutes of Health (NIH) US[U01CA96134]; National Institutes of Health (NIH) US[R21ES011667]; National Institutes of Health (NIH) US[R01ES11740]; National Institutes of Health (NIH) US[R01CA100264]; National Institute of Environmental Health Sciences (NIH)[P30ES010126]; National Institutes of Health (NCI/NIH) US; Fondo para la Investigacion Cientifica y Tecnologica (FONCYT) Argentina; IMIM (Barcelona); Fundacao de Amparo a Pesquisa no Estado de Sao Paulo (FAPESP)[01/01768-2]; Fondo de Investigaciones Sanitarias (FIS) of the Spanish Government - Instituto de Salud Carlos III[FIS 97/0024]; Fondo de Investigaciones Sanitarias (FIS) of the Spanish Government - Instituto de Salud Carlos III[FIS 97/0662]; Fondo de Investigaciones Sanitarias (FIS) of the Spanish Government - Instituto de Salud Carlos III[BAE 01/5013]; International Union Against Cancer (UICC); YamagiwaYoshida Memorial International Cancer Study Grant; Italian League Against Cancer; Italian Ministry of Research; UCLA Jonsson Comprehensive Cancer Centre; NIDCR

‣ Marijuana Smoking and the Risk of Head and Neck Cancer: Pooled Analysis in the INHANCE Consortium

BERTHILLER, Julien; LEE, Yuan-Chin Amy; BOFFETTA, Paolo; WEI, Qingyi; STURGIS, Erich M.; GREENLAND, Sander; MORGENSTERN, Hal; ZHANG, Zuo-Feng; LAZARUS, Philip; MUSCAT, Joshua; CHEN, Chu; SCHWARTZ, Stephen M.; ELUF NETO, Jose; WUNSCH FILHO, Victor; KOIFMAN
Fonte: AMER ASSOC CANCER RESEARCH Publicador: AMER ASSOC CANCER RESEARCH
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
35.889297%
Background: Marijuana contains carcinogens similar to tobacco smoke and has been suggested by relatively small studies to increase the risk of head and neck cancer (HNC). Because tobacco is a major risk factor for HNC, large studies with substantial numbers of never tobacco users could help to clarify whether marijuana smoking is independently associated with HNC risk. Methods: We pooled self-reported interview data on marijuana smoking and known HNC risk factors on 4,029 HNC cases and 5,015 controls from five case-control studies within the INHANCE Consortium. Subanalyses were conducted among never tobacco users (493 cases and 1,813 controls) and among individuals who did not consume alcohol or smoke tobacco (237 cases and 887 controls). Results: The risk of HNC was not elevated by ever marijuana smoking [odds ratio (OR), 0.88; 95% confidence intervals (95% Cl), 0.67-1.16], and there was no increasing risk associated with increasing frequency, duration, or cumulative consumption of marijuana smoking. An increased risk of HNC associated with marijuana use was not detected among never tobacco users (OR, 0.93; 95% Cl, 0.63-1.37; three studies) nor among individuals who did not drink alcohol and smoke tobacco (OR, 1.06; 95% Cl, 0.47-2.38; two studies). Conclusion: Our results are consistent with the notion that infrequent marijuana smoking does not confer a risk of these malignancies. Nonetheless...

‣ "O impacto da revelação do diagnóstico de câncer na percepção do paciente" ; El impacto de la revelación del diagnóstico de cáncer en la percepción de los pacientes.

Silva, Valéria Costa Evangelista da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/03/2005 Português
Relevância na Pesquisa
35.889297%
Este estudo teve o propósito de identificar a experiência de um grupo de pacientes em relação à revelação do seu diagnóstico de câncer. A investigação foi desenvolvida segundo as propostas da antropologia interpretativa de Clifford Geertz e da antropologia médica de Arthur Kleinman. Trata-se de um estudo descritivo e exploratório pela abordagem do método etnográfico utilizando a estratégia do estudo de caso. Os informantes que participaram do estudo foram dez pacientes portadores de câncer da clínica hematológica, atendidos no ambulatório de oncologia de uma instituição hospitalar. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas e de observações participantes. Pela análise dos dados foi possível identificar quatro categorias: a trajetória antes da descoberta do câncer, a revelação do diagnóstico, os significados do câncer, e a trajetória da vida após a revelação. A primeira categoria aborda o trajeto vivenciado pelos pacientes partindo da suspeita da doença por meio de sinais e sintomas e as dificuldades vivenciadas na busca por assistência médica até realização de exames diagnósticos. Esta etapa foi vivida com inúmeras dúvidas, incertezas, medo e questionamentos e considerada estressante e de grande desgaste emocional. A segunda categoria aborda o contexto e as características da revelação. Esta etapa mostra que a revelação do diagnóstico vem ocorrendo em consultórios médicos...

‣ "Vivências de crianças com câncer no grupo de apoio psicológico: estudo fenomenológico". ; Experiences of children with cancer in the psychological support group: phenomenological study

Françoso, Luciana Pagano Castilho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/02/2002 Português
Relevância na Pesquisa
35.889297%
O trabalho tem como proposta entrar em contato com o câncer infantil e suas conseqüências do ponto de vista da própria criança com câncer, investigando o que significa para ela estar doente e buscando conhecer o sentido de sua vivência neste momento particular de sua vida. O trabalho fundamenta-se no método de pesquisa qualitativa de inspiração fenomenológica em Psicologia. Partindo de uma questão orientadora - Como é para a criança com câncer conviver com sua doença e seu tratamento? - a fonte de investigação utilizada foram as vivências de crianças com câncer no grupo de apoio psicológico, atividade que faz parte da rotina do Serviço de Psicologia do GACC-Grupo de Apoio à Criança com Câncer. O grupo reuniu-se semanalmente durante 01 hora, em local e horário fixos, no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto-USP. Foram utilizados materiais gráfico e lúdicos. As crianças participantes, em média 05 em cada sessão, tinham diferentes diagnósticos de câncer e encontravam-se em diferentes fases de seus tratamentos. Suas idades variaram de 03 a 16 anos. A construção dos resultados compreendeu duas etapas. Na primeira etapa, foram analisadas 30 sessões do grupo de apoio psicológico realizadas no período de abril a dezembro de 1999. Nesta etapa...

‣ "A experiência da família frente ao idoso com câncer" ; The experience of family fronts the elderly with cancer

Messias, Denise Xavier
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/10/2005 Português
Relevância na Pesquisa
35.889297%
A transição demográfica e epidemiológica trouxe consigo o aumento das condições crônicas no Brasil e no mundo e o câncer surge como um problema de grande impacto para a família, provocando sentimentos, dificuldades sócio-econômicas e acúmulo de tarefas aos familiares, particularmente aos cuidadores. Os objetivos desta pesquisa visaram compreender a percepção do grupo familiar de baixa renda em relação à sua experiência frente à presença do câncer no idoso e descrever a sua organização familiar no que se refere ao cuidado prestado a ele. Utilizou-se a abordagem qualitativa, com o uso da entrevista semi-estruturada como fonte de coleta de dados a três familiares de acordo com critérios de elegibilidade definidos nesta pesquisa. As informações foram analisadas pela Análise Temática, de onde emergiram quatro categorias: 1. sentimentos da família em relação ao diagnóstico do câncer; demonstrando o sofrimento, a dor, a revolta diante do impacto do câncer e a aceitação desta condição por alguns familiares; 2. o câncer e sua relação com a fé: as cuidadoras primárias expressaram sua religiosidade perante a doença de seu marido e de sua mãe. 3. dificuldades surgidas no contexto familiar em decorrência da doença...

‣ Homens com câncer de próstata: um estudo da sexualidade à luz da perspectiva heideggeriana; Men with prostate cancer: a study about sexuality through the Heidegger perspective

Santos, Rosita Barral
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/12/2006 Português
Relevância na Pesquisa
35.889297%
O acometimento por uma doença crônica como o câncer se constitui em uma ameaça à vida e tem repercussões físicas, psicológicas e sociais no decorrer da existência. No caso do câncer de próstata, sabe-se que seus tratamentos podem interferir na sexualidade masculina, causando perda do desejo sexual e disfunção erétil. Considerando esta realidade, o objetivo deste trabalho foi compreender o modo como homens com câncer de próstata vivenciam e atribuem significados à sua sexualidade. Optou-se pela metodologia da pesquisa qualitativa, na perspectiva da Fenomenologia Ontológico-Hermenêutica de Heidegger. E utilizou-se a história oral de vida como estratégia de acesso aos relatos dos colaboradores. Foram entrevistados 10 homens com câncer de próstata que foram submetidos a tratamentos, com idades entre 51 e 82 anos, pertencentes às classes econômicas D a B2. Os resultados dos relatos possibilitaram a construção de cinco categorias: 1) A temporalidade da infância e da adolescência; 2) A temporalidade da vida adulta: o casamento, a família e os relacionamentos afetivo-sexuais; 3) O adoecimento: as relações afetivo-sexuais após a vivência do câncer; 4) O horizonte do silêncio: o que vela e desvela o ser; e 5) Projeto de vida. A análise interpretativa desvelou a dor e o sofrimento desses homens ao apresentarem disfunção erétil e seqüelas no seu desempenho sexual...

‣ Qualidade de vida relacionada à saúde de mulheres com câncer de colo uterino submetidas à radioterapia; Quality of life the women with cervical câncer submitted to the radiotherapy

Fernandes, Wanessa Cassemiro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/04/2009 Português
Relevância na Pesquisa
35.889297%
Tanto o diagnóstico de câncer do colo do útero como os tratamentos propostos têm diferentes repercussões na vida da mulher. Fatores físicos e psicológicos proporcionam impacto que comprometem o bem estar e a qualidade de vida, o que justificam a necessidade de uma avaliação da Qualidade de Vida relacionada à Saúde, pois embora a cura seja de principal importância, a qualidade da sobrevivência não deve ser negligenciada. Estudos que permitem determinar e avaliar os resultados funcionais das diferentes modalidades terapêuticas sob a visão dos pacientes, como os estudos de Qualidade de Vida relacionada à Saúde, tornam-se essenciais. Podendo contribuir na melhor definição de estratégias de tratamento e nas decisões dos diferentes profissionais envolvidos no cuidar; nas ações dos programas de reabilitação e na comunicação entre as equipes de cuidado e os pacientes. Neste contexto, os objetivos deste estudo foram: avaliar a qualidade de vida relacionada à saúde de mulheres com câncer de colo do uterino submetidas à radioterapia, identificando os fatores sociodemográficos, clínicos e relacionados à vida sexual, preditores de qualidade de vida. Foram estudadas 149 mulheres na faixa etária de, no mínimo 18 anos...

‣ Análise das campanhas de comunicação sobre câncer de mama - um estudo comparativo entre as iniciativas do INCA e do IBCC; Análise das campanhas de comunicação sobre câncer de mama - um estudo comparativo entre as iniciativas do INCA e do IBCC

Feldmann, Anna Flávia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
35.889297%
A informação é uma grande aliada na vida da mulher com câncer de mama, não apenas para comentar sobre feminilidade, auto-estima e qualquer outra questão de ordem social e psicológica inerente à realidade da doença, mas também para promover a educação sobre o assunto e divulgar o acesso aos direitos relativos à saúde pública feminina. As peças de publicidade sobre câncer de mama ganharam amplo espaço na mídia em geral, o que constitui uma responsabilidade significativa assumida pelos veículos de comunicação e por profissionais da área. Todavia, importa analisar de que maneira as propagandas desenvolvidas incorporam elementos potenciais de transgressões comportamentais, informações que em máximo grau de entendimento poderiam prevenir, curar e diminuir a mortalidade por câncer de mama. A pesquisa analisa as iniciativas publicitárias de controle da doença câncer de mama no Brasil, verificando as suas ocorrências nas diferentes mídias existentes, bem como os discursos adotados no cenário da comunicação de massa, articulando tais assuntos às questões de gênero. Por meio da junção da linha de pesquisa semiótica e de teóricos críticos da comunicação de massa espera-se averiguar o processo de emissão publicitária. Sendo assim...

‣ Polimorfismos no gene da cobre, zinco - superóxido dismutase, estado nutricional relativo ao zinco e estresse oxidativo em pacientes com câncer da cavidade oral e orofaringe; Polimorfismos no gene da Cu, Zn-superóxido dismutase, estado nutricional relativo ao Zn e estresse oxidativo em pacientes com câncer da cavidade oral e orofaringe

Bressan, Suzana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/01/2011 Português
Relevância na Pesquisa
35.889297%
O zinco (Zn) é um mineral que participa de diversas funções biológicas no organismo. É necessário para cerca de 300 enzimas, dentre elas a enzima Cu, Zn - superóxido dismutase (SOD1) que desempenha ações importantes no controle do estresse oxidativo e no processo de carcinogênese. Polimorfismos de nucleotídeo único (SNP) no gene para a SOD1 poderiam favorecer o aumento do estresse oxidativo e o surgimento do câncer. Este trabalho tem como objetivo avaliar a influência dos SNPs A35C (rs 2234694) e G2809A (rs 4998557) no gene da SOD1 no risco do câncer da cavidade oral e orofaringe (Estudo I) e associação entre esses SNPs, estado nutricional relativo ao zinco e estresse oxidativo em pacientes com câncer da cavidade oral e orofaringe (Estudo II). No Estudo I incluíram-se 169 homens com câncer da cavidade oral e orofaringe (casos) e 181 homens sem a doença (controles). A distribuição da frequência dos genótipos para o SNP A35C, para o grupo caso, foi de 91% de AA, 8% de AC e 1% de CC. Em relação ao genótipo para o SNP G2809A, no grupo caso observaram-se 66% de GG, 29% de GA e 5% de AA, e no grupo controle observaram-se 62% de GG, 34% de GA e 4% de AA. No estudo II incluíram-se 29 homens com câncer da cavidade oral e orofaringe. O consumo alimentar de Zn foi de 10...

‣ Ser adulto sobrevivente de câncer infantil: uma compreensão fenomenológica; Be-adult-survivor-of-childhood-cancer: a fenomenologic comprehension

Rocha, Shirley Santos Teles
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/09/2009 Português
Relevância na Pesquisa
35.889297%
O presente estudo tem o objetivo de compreender o que é ser adulto sobrevivente de câncer infantil. O método utilizado foi o fenomenológico-existencial e foi desenvolvido no Ambulatório de Curados do Serviço de Oncologia Pediátrica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto Universidade de São Paulo e contou com a colaboração de sete adultos que tiveram câncer na infância. Foi realizada uma entrevista a partir da questão norteadora: Conte-me como está a sua vida. A análise das entrevistas foi construída à luz de algumas idéias de Martin Heidegger em Ser e Tempo (2005). Ser-adulto-sobrevivente-de- câncer-infantil se desvelou como um ser que se lança e que já está lançado e se projetando, resgata o vigor de ter sido, que se atualiza a cada instante. Assim, a vivência do adulto sobrevivente de câncer infantil desvela-se na temporalidade: vigor de ter sido, atualidade e porvir. Dessa forma, ter vivenciado câncer na infância constitui o existir do adulto, ainda que não se queira lembrar, podendo esta vivência ser impulsionadora do existir. Dessa forma, ser-sobrevivente-de-câncer-infantil-no-mundo-com-os-outros é ser projeto, é porvir, é lançar-se, é existir na fluidez da existência...

‣ Câncer de tireóide no município  de São Paulo: análises de tendência e espacial dos dados do Registro de Câncer de Base Populacional; Thyroid cancer in São Paulo: trend and spatial analysis from the population- based cancer registry data

Michels, Fernanda Alessandra Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/10/2013 Português
Relevância na Pesquisa
35.889297%
Introdução: A incidência de câncer de tireóide vem aumentando em todo o mundo e não há um consenso sobre as razões deste fato. O município de São Paulo apresenta altos coeficientes de incidência desta doença, mas ainda não foi analisada sua tendência e nem sua distribuição espacial. Objetivos: Descrever os coeficientes de incidência (1997-2010) e de mortalidade (1981-2010), analisar a tendência dos coeficientes de incidência e mortalidade, segundo sexo, faixa etária, tipo morfológico (incidência), bem como os efeitos da idade, período e coorte, e examinar a distribuição espacial. Métodos: Este é um estudo ecológico. Foram analisados os casos novos de câncer de tireóide diagnosticados no período de 1997 a 2010 fornecidos pelo Registro de Câncer de Base Populacional de São Paulo e os óbitos por câncer de tireóide ocorridos entre 1981 e 2010 fornecidos pelo Sistema de Mortalidade do Ministério da Saúde (SIM-MS) e pelo Programa de Aprimoramento das Informações de Mortalidade (PRO-AIM). Foram calculados os coeficientes bruto e padronizado de incidência e de mortalidade, foi analisada a tendência destes coeficientes através do modelo de regressão, da mudança percentual anual e do modelo idade-período-coorte. Para a análise espacial foram criados mapas temáticos...

‣ Caracterização de um grupo de pacientes em risco para câncer de mama e ovário hereditários quanto a presença e frequência de rearranjos gênicos em BRCA

Ewald, Ingrid Petroni
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
35.889297%
O câncer de mama é uma das neoplasias malignas mais comuns que afetam mulheres de todo o mundo. No Brasil, o Estado do Rio Grande do Sul tem índices de incidência e mortalidade por câncer de mama que situam-se entre os maiores do país. Aproximadamente 5-10% dos diagnósticos são causados por mutações germinativas em genes de predisposição entre os quais estão BRCA1 e BRCA2, associados à Síndrome de Câncer de mama e Ovário Hereditários (Hereditary Breast and Ovarian Cancer Syndrome ou HBOC, OMIM #114480).A identificação dos casos hereditários de câncer de mama é importante porque indivíduos afetados apresentam risco cumulativo vital muito superior ao da população para o desenvolvimento de câncer, porque familiares de um afetado podem estar igualmente em risco porque há medidas de rastreamento intensivo e intervenções preventivas que podem diminuir significativamente o risco de câncer em portadores de mutação. O diagnóstico molecular da síndrome HBOC é laborioso e caro devido à heterogeneidade molecular da doença. Famílias que apresentam características indicativas de uma síndrome de predisposição ao câncer de mama e ovário hereditários, mas que são negativas para mutações pontuais em BRCA1/2 vêm sendo testadas para grandes rearranjos visto que essas anormalidades têm sido consideradas como respondendo por...

‣ Cáncer gástrico en Colombia entre 2000 y 2009

Daza Duque, Doris Elena
Fonte: Facultad de medicina Publicador: Facultad de medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/bachelorThesis; info:eu-repo/semantics/acceptedVersion Formato: application/pdf
Publicado em 16/11/2012 Português
Relevância na Pesquisa
35.892231%
Introducción: De todos los casos de cáncer en el mundo el 80% se presentan en países en vía de desarrollo siendo el cáncer de estómago o cáncer gástrico la segunda causa de muerte por cáncer en el mundo con aproximadamente 700.000 muertes cada año. En Colombia, el cáncer gástrico es la primera causa de muerte por tumores malignos en ambos sexos, aún cuando no es la primera neoplasia en frecuencia. Metodología: Estudio observacional descriptivo, de registros de defunción del DANE, Colombia 2000 a 2009. Se analizaron tasas anuales crudas y por grupos de edad, género, procedencia geográfica, estado civil, nivel educativo y área de residencia habitual estableciendo diferencias estadísticas entre las variables y sus categorías. Resultados: En el período estudiado se registraron 43759 defunciones por cáncer gástrico, con mayor frecuencia en hombres 1,5:1. Las tasas de mortalidad por cáncer gástrico ajustadas por grupos etáreos aumentan después de la quinta década de la vida. Se encontraron diferencias estadísticamente significativas en todos los años estudiados y el departamento de residencia habitual del fallecido presentando Cauca (18,11- 19) y Boyacá (14,54-1742) las tasas más altas por 100.000 habitantes. Las tasas más altas se concentran en la zona de la Cordillera de los Andes...

‣ Avaliação prognóstica da cofilina em pacientes com câncer gástrico

Lissa, Fernando Cesar Toniazzi
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
35.892231%
Dissertação de Mestrado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde para obtenção do título de Mestre em Ciências da Saúde.; A estimativa de novos casos de câncer em todo o mundo para 2007 foi de 12 milhões, sendo 5,4 milhões dos casos diagnosticados nos países desenvolvidos, e 6,7 milhões nos países em desenvolvimento. O número de mortes relacionado ao câncer foi de 7,6 milhões, sendo 2,9 milhões nos países desenvolvidos e 4,7 milhões em países em desenvolvimento. As neoplasias malignas ocupam o segundo lugar (12,5%) em causas de morte em todo o mundo, sendo superada pelas causas cardiovasculares (19,6%). O Câncer Gástrico (CG) ocupa o quarto lugar como a causa mais frequente de câncer em todo mundo, com 1 milhão de novos casos em 2007, atrás do câncer de pulmão, mama e cólon e reto. 70% destes novos casos ocorrem em países em desenvolvimento. Atualmente, ainda é a segunda causa mais comum de morte por câncer, sendo responsável por 800.000 óbitos anualmente. No Brasil, as estimativas para 2010 apontam para a ocorrência de 489.270 casos novos de câncer, com o CG ocupando o quinto lugar em frequência com 21.500 novos casos. A aquisição do comportamento migratório pelas células cancerosas é um pré-requisito para romper estruturas teciduais organizadas...

‣ Interpersonal factors impacting the decision to (continue to) use complementary and alternative medicine (CAM) in men with cancer: a mixed-methods study.

Klafke, Nadja
Fonte: Universidade de Adelaide Publicador: Universidade de Adelaide
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
35.892231%
There has been an increase in the use of Complementary and Alternative Medicine (CAM) in cancer populations, with reported higher prevalence rates in women than in men. Men with a variety of cancers have been understudied in CAM research, as well as the contribution and involvement of their significant others, like close family members or/and close friends. The aim of this thesis was to investigate the use of CAM in men after a diagnosis of cancer. Specifically, the research aimed to explore how significant others impact on men’s decisions to (continue to) use CAM, how they negotiate, talk, and practice CAM in everyday life, and how this affects their interpersonal relationship. A mixed methodological approach with two independent but related studies addressed the research aims: one quantitative study (survey) and one qualitative study (semi-structured interviews). The results are presented in two published and three submitted papers that contribute to our understanding of CAM use in men affected with cancer and how their CAM uptake is shaped by their social networks. Paper one reports the results of an integrative review of the literature, and indicates that significant others of patients with cancer often act as information seekers...

‣ Caracterització oncològica i geriàtrica dels malalts grans amb càncer de pulmó de la consulta d'oncologia mèdica a l'àmbit d'un hospital comarcal

Gironés i Sarrió, Regina
Fonte: Bellaterra : Universitat Autònoma de Barcelona, Publicador: Bellaterra : Universitat Autònoma de Barcelona,
Tipo: Tesis i dissertacions electròniques; info:eu-repo/semantics/doctoralThesis Formato: application/pdf
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
35.892231%
Descripció del recurs: 25 gener 2011; A mesura que l'esperança de vida augmenta, augmenta la incidència i prevalença dels malalts grans amb càncer. El càncer de pulmó està associat amb l'edat(1). Malgrat que quasi la meitat dels nous casos es donen en gent gran, baix és el percentatge de malalts grans inclòs en assaig clínic(2). La principal característica de l'envelliment és la seva heterogeneïtat. Per identificar millor el malalt gran, la geriatria ha desenvolupat eines d'aproximació a la població gran. Aquestes s'anomenen avaluació geriàtrica global(CGA). La CGA contribueix amb l'oncologia aportant informació addicional, que permet estratificar els malalts en funció del seu risc de deteriorament funcional front a situacions d'estrès, com ara una neoplàsia(2). Detecta aquells malalts que es beneficiarien d'una intervenció geriàtrica prèvia a una intervenció/tractament oncològic(2-4). L'ús de la CGA en oncologia és molt limitat. Per tal de descriure la població gran amb càncer de pulmó de la nostra consulta, apliquem de manera prospectiva instruments d'avaluació geriàtrica. L'objectiu del treball va ser la implementació d'aquestes eines en la pràctica diària. Es tracta d'un estudi epidemiològic descriptiu del malalt gran amb càncer de pulmó del Departament 14.Resultats: de Gener de 2006 a Febrer del 2008...

‣ Radiosensibilidad y factores genéticos de riesgo en el cáncer de tiroides

García Quispes, Wilser Andrés
Fonte: [Barcelona] : Universitat Autònoma de Barcelona, Publicador: [Barcelona] : Universitat Autònoma de Barcelona,
Tipo: Tesis i dissertacions electròniques; info:eu-repo/semantics/doctoralThesis Formato: application/pdf
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
35.892231%
El cáncer es una patología compleja, con respecto a su génesis, donde participan factores tanto ambientales, como genéticos y epigenéticos; sin embargo, se conoce que los mecanismos de reparación tienen una gran influencia sobre su desarrollo debido a su implicación en el mantenimiento de la integridad del genoma, característica que se pierde en varios tipos de cánceres. Es por este motivo que nuestro grupo viene trabajando en la búsqueda de factores genéticos que puedan suponer un riesgo para el desarrollo de cáncer de tiroides. Existe un vínculo crítico entre la capacidad individual de reparar el daño en el DNA y el desarrollo y progresión de cáncer, así como con la respuesta frente a la terapia contra esta enfermedad. En este estudio se ha evaluado el posible riesgo que supone la presencia de cinco polimorfismos en genes de reparación [OGG1 (rs1052133) y XRCC1 (rs25487, rs25489), involucrados en la vía de reparación por escisión de bases; y de XRCC2 (rs3218536) y XRCC3 (rs1799796) involucrados en la vía de reparación por recombinación homóloga] sobre el desarrollo de cáncer de tiroides. También se ha evaluado la sensibilidad a la radiación ionizante en un grupo de pacientes que desarrollaron cáncer de tiroides...

‣ Women cancer prevention and pharmaceutical contribution

Lourenço, Andrezza Viviany
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2010 Português
Relevância na Pesquisa
35.892231%
No Brasil, muitos casos de câncer de mama e de colo uterino são diagnosticados em estádios avançados. Informações sobre prevenção de câncer na mulher são cada vez mais frequentes. No entanto, prevenção do câncer na mulher e diagnóstico precoce da doença muitas vezes não se realizam. Investigaram-se as causas que dificultam a prevenção de câncer na mulher por método qualitativo sob modalidade exploratória e descritiva. A amostra incluiu trinta e três mulheres em tratamento, selecionadas ao acaso atendidas no Instituto Sul Paranaense de Oncologia, Ponta Grossa - PR, em setembro de 2007, por meio de entrevista semi-estruturada individual com aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa do Colégio Brasileiro de Estudos Sistêmicos - CBES, Curitiba - PR, sob o protocolo 0462/07, cumprindo-se a Resolução CNS nº 196/96. Ausência de sintomas, vergonha, longa espera em filas de atendimento e indiferença às campanhas de prevenção foram alguns obstáculos encontrados. Carência de informação sobre câncer, suas causas e consequências, foi a maior questão encontrada quanto à aceitação da prevenção do câncer na mulher. O farmacêutico como educador na prevenção de câncer na mulher pode ressaltar a importância dessa prática feita de modo regular e apontar implicações de tratamentos tardios...

‣ Polymorphisms of CYP1A1 I462V and GSTM1 genotypes and lung cancer susceptibility in Mongolian

Fuhou Chang; Zhi-Xie Zhang; Jia Ma; Jun QI; Min-jie Wang; Qin Yin; Guang Wang
Fonte: Nature Preceedings Publicador: Nature Preceedings
Tipo: Manuscript
Português
Relevância na Pesquisa
35.892231%
Aim: To study the genotype of cytochrome P450 1A1(CYP1A1) I462V and glutathions S-transferase M1( GSTM1) and the relationship of the genetic polymorphism of them with the susceptibility of lung cancer in Mongolia of China. Methods: Allele-specific PCR and a multiplex PCR were employed to identify the genotypes of I462V of CYP1A1 and GSTM1 in a case-control study of 210 lung cancer patients with bronchoscopy diagnosis and 210 matched controls free of malignancy. Results: The frequencies of the variant CYP1A1(Val/Val) genotypes and GSTM1(-) in lung cancer groups were higher than that in control groups (15.24% vs 7.4% and 56.67% vs 40.95% ). The individuals who carried with CYP1A1(Val/Val) or GSTM1(-) genotype had a significantly higher risk of lung cancer, the OR is 2.56 and 1.89 respectively. Stratified histologically the relative risk increased to 2.6 - fold when the patients carried with two valine alleles than the ones carried one valine allele in cases of SCC. GSTM1(-) genotype is the risk factor of SCC (OR=2.39) and AC(OR=2.16). The presence of at least one Val allele of CYP1A1 and GSTM1(-), the risk of lung cancer was increased, the OR was 4.15 for one Val allele and GSTM1(-) and 2.67 for two Val alleles and GSTM1 Considering ages and smoking status...