Página 9 dos resultados de 2874 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

‣ Impactos do desemprego e da precarização sobre famílias metropolitanas

Borges,Ângela
Fonte: Associação Brasileira de Estudos Populacionais Publicador: Associação Brasileira de Estudos Populacionais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 Português
Relevância na Pesquisa
36.921626%
Este texto discute as conseqüências da crise no mercado de trabalho sobre as famílias das Regiões Metropolitanas de Salvador, Belo Horizonte e Porto Alegre. Com base nos dados da PNAD, para o período 1995-2004, é feito um breve diagnóstico das estruturas familiares dessas regiões e dos respectivos mercados de trabalho, analisando o comportamento do desemprego e do processo de precarização. Em seguida, identificam-se os tipos de família que vêm sendo mais afetados por esses processos e os principais riscos do mercado de trabalho, segundo a posição do indivíduo na família, observando as diferenças entre as três regiões selecionadas. Finalmente, discute-se em que medida o patamar alcançado pelo desemprego e pela precarização, em cada região, pode ser explicado pelas particularidades da sua estrutura familiar ou se, pelo contrário, as características da sua economia e os impactos nela provocados pela reestruturação produtiva são os fatores determinantes da precarização e das próprias mudanças nas famílias.

‣ Desemprego - mercados, instituições e percepções: Brasil e Japão numa perspectiva comparada

Guimarães,Nadya Araujo; Hirata,Helena Sumiko; Montagner,Paula; Sugita,Kurumi
Fonte: Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo Publicador: Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2004 Português
Relevância na Pesquisa
36.921626%
As características (formas, duração e seletividade) do desemprego e sua percepção pelos atores são dotadas de diferentes configurações nacionais, em função tanto de dimensões históricas como socioculturais. Neste texto apresentamos resultados relativos à situação de desemprego em dois contextos sociais distintos, representados pelas regiões metropolitanas de São Paulo e de Tóquio. Tais resultados foram obtidos a partir de dois surveys amostrais, realizados em 2001 nas duas metrópoles, a partir de um desenho de pesquisa de tipo comparativo.

‣ Pesquisa de Emprego e Desemprego: trinta anos de acompanhamento do mercado de trabalho na Região Metropolitana de São Paulo

Garcia,Lucia; Gonzaga,Leila Luiza
Fonte: Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo Publicador: Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.921626%
A Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED) foi implantada na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) em outubro de 1984, pela Fundação Seade e pelo Dieese, como uma tentativa de retratar um mercado de trabalho complexo e heterogêneo e, ao mesmo tempo, que fosse comparável às estatísticas internacionais. Seu êxito é percebido pela sua longevidade, bem como pela produção de dados coerentes com a realidade socioeconômica regional. As novas orientações da OIT, consolidadas na Ciet de 2013, que tentam incorporar conceitos de um mundo laboral convergentes aos já utilizados pela PED, reafirmam sua atualidade e capacidade de investigação. Nesses trinta anos de PED, as principais mudanças no mercado de trabalho da RMSP foram: menor patamar da taxa de desemprego total e de suas componentes; aumento da taxa de participação feminina e redução da taxa de participação dos jovens; maior formalização das ocupações; maiores oscilações da PEA; e a redução da distância entre os rendimentos do trabalho dos mais ricos e dos mais pobres. A pesquisa também permite análises a partir de outros indicadores e variáveis.

‣ O custo salarial da duração do desemprego para o trabalhador

Monte,Paulo Aguiar do; Araújo Júnior,Ignácio Tavares de; Pereira,Márcia de Lima
Fonte: Nova Economia Publicador: Nova Economia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
36.921626%
Este trabalho tem como objetivo analisar a influência do tempo de desemprego na reinserção ocupacional; mais especificamente, no salário auferido pelo trabalhador que conseguiu transitar da situação de desempregado para a de ocupado no segmento formal da economia. Tendo como amostra os microdados da Pesquisa Mensal de Emprego (2000) e utilizando a técnica de regressões quantílicas, o trabalho fornece evidências sobre a perda salarial provocada pela duração do período em que esteve desempregado. Os resultados indicaram chances heterogêneas de permanência no estado de desemprego, quase sempre em favor dos indivíduos menos qualificados, assim como foram constatadas perdas salariais quando do reingresso ocupacional. Ademais, de forma geral, os indivíduos com segundo grau ou nível superior de escolaridade são os mais penalizados, não importando o quantil onde estejam na distribuição condicional dos salários, indicando, portanto, maior perda para os empregados nos postos de trabalho que exigem maior qualificação.

‣ Desemprego, informalidade e precariedade: a situação do mercado de trabalho no Brasil pós-1990

Santos,Geórgia Patrícia Guimarães dos
Fonte: UNICAMP - Faculdade de Educação Publicador: UNICAMP - Faculdade de Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2008 Português
Relevância na Pesquisa
36.921626%
Considerando o desemprego tanto um fenômeno inerente ao processo de acumulação capitalista como uma das conseqüências das opções políticas governamentais, este artigo pretende discorrer sobre o papel do desemprego na definição das atuais estratégias de avanço do capitalismo, bem como refletir sobre o processo de desestruturação do mercado de trabalho e sua pequena inflexão nos anos mais recentes.

‣ A vivência do desemprego: um estudo crítico do significado do desemprego no capitalismo

Tumolo,Ligia Maria Soufen; Tumolo,Paulo Sergio
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio Publicador: Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2004 Português
Relevância na Pesquisa
36.921626%
O artigo examina, primeiramente, os resultados de uma pesquisa com indivíduos que procuravam emprego por meio de encaminhamento do Sine - Sistema Nacional de Emprego - de Florianópolis (Santa Catarina), com o propósito de apreender as características mais marcantes de sua vivência como desempregados. Em seguida, ao analisar o significado do desemprego no interior da lógica societal capitalista, conclui que os desempregados se encontram numa situação de dificuldade e, no limite, na impossibilidade de vender não somente a força de trabalho, mas qualquer mercadoria, e, dessa forma, também na impossibilidade de comprar os meios de subsistência para poderem produzir suas vidas como seres humanos. Daí se pode entender que as características de suas vivências são expressão, no seu cotidiano, da produção de sua degradação como seres humanos e, ao mesmo tempo, de suas tentativas de reação a este processo.

‣ Os indicadores de desemprego e a realidade do mercado de trabalho no Brasil : uma análise da metodologia de cálculo

Ozanit, Veruska, 1988-
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Monografia Graduação Formato: 32 f.; application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
36.921626%
Orientador: Angela Welters; Monografia(Graduação) - Universidade Federal do Paraná,Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Curso de Ciências Econômicas; Resumo: O Brasil vem demonstrando ao longo dos anos, taxas de desemprego cada vez menores, o que induz a sociedade brasileira, bem como a sociedade internacional, a pensar que o país está muito próximo de uma situação de pleno emprego. O objetivo deste trabalho é demonstrar a qualidade dos modelos de apuração deste indicador adotados no Brasil, ou seja, o quão acurada estão as premissas de cálculo para avaliar adequadamente a realidade do mercado de trabalho brasileiro e qual o impacto do uso de um modelo inconsistente para os números oficiais apresentados. Quando adentra-se na metodologia de cálculo deste indicador, é perceptível como este está suscetível à manipulações políticas, nas busca de indicadores menores, em detrimento de um indicador qualitativo que possa pautar adequadamente as políticas públicas de emprego e renda no Brasil; Abstract: The Brazil has demonstrated over the years, unemployment rates dwindling, which induces the Brazilian society and international society, to think that the country is very close to a situation of full employment. The objective of this work is to demonstrate the quality of the models for calculating this indicator adopted in Brazil...

‣ Desemprego pode ser revertido no segundo semestre, diz Manoel Dias

Vieira, Isabela
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Relatório
Português
Relevância na Pesquisa
36.921626%
O ministro do Trabalho, Manoel Dias, disse hoje (26), em evento no Rio de Janeiro, que dois setores devem reverter o crescimento da taxa de desemprego nos próximos meses, o automobilístico e o da construção civil.; Empresa Brasil de Comunicação

‣ Desemprego e sofrimento psíquico em enfermeiras

Silva,Daniel Augusto da; Marcolan,João Fernando
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2015 Português
Relevância na Pesquisa
36.921626%
RESUMOObjetivo:verificar sofrimento psíquico em enfermeiros na busca do primeiro emprego, em especial de sintomatologia depressiva; identificar os fatores que levaram esses enfermeiros à situação de sofrimento e a forma de enfrentamento do problema.Método:pesquisa qualitativa, realizada com enfermeiros desempregados, formados há menos de dois anos, moradores da região de Assis (São Paulo), por meio de entrevista semiestruturada, análise de conteúdo e aplicação de escala psicométrica - Inventário de Depressão de Beck.Resultados:Participaram quatorze enfermeiras; três apresentaram pontuação indicativa para depressão com aplicação da escala psicométrica; participantes relataram sofrimento psíquico relacionado ao desemprego como enfermeira, formação universitária deficiente e excedentes de profissionais devido ao grande número de graduados e ausência de postos de trabalho, além da cultura de empregabilidade centrada na indicação política dos profissionais. Não apresentaram formas efi cazes de enfrentamento.Conclusão:o desemprego promoveu sofrimento psíquico, principalmente sintomatologia depressiva, sem enfrentamento eficaz para a situação.

‣ Impacto do Desemprego na Qualidade de Vida da População do Concelho de Felgueiras

Lopes, Sandra Cristina Costa
Fonte: ISMT Publicador: ISMT
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Português
Relevância na Pesquisa
36.921626%
O concelho de Felgueiras era considerado um dos mais ricos de Portugal. A indústria de calçado era predominante. No entanto, a crise económica actual também chegou a este concelho, e inúmeros desempregados vivem na incerteza e com uma baixa qualidade de vida. Assim, a presente dissertação pretende, a partir da aplicação de um questionário construido na base do EQLS (European Quality of Life Survey), saber se o desemprego afectou ou não a qualidade de vida dos desempregados neste concelho, e se realmente afectou, qual o grupo mais prejudicado, isto é, os homens ou as mulheres, os jovens ou os mais velhos, bem como, os desempregados a curto prazo ou os desempregados a longo prazo. Para isso aborda autores como Robert Castel, no que se refere ao desemprego, trabalho precário e Robert Anderson et al, em termos de qualidade de vida na estrutura e análise desta dissertação. Sendo a qualidade de vida, um conceito complexo e subjectivo, torna-se fulcral abordar-lo numa perspectiva subjectiva, económica, social e de saúde.

‣ Implicações psicológicas do desemprego para a saúde mental dos trabalhadores.

Ferreira, Vívian da Cruz
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
Português
Relevância na Pesquisa
36.921626%
O presente estudo teve como objetivo investigar os possíveis impactos psicológicos do desemprego para a saúde mental do trabalhador do setor de telecomunicações, identificando de que forma este fenômeno afeta sua saúde mental, através da perspectiva de uma análise de autores que abordam o tema saúde e trabalho. Sua metodologia é de cunho qualitativo e exploratório e utilizou a análise de conteúdo para análise dos dados. A pesquisa foi realizada com 5 ex-funcionários, recém desligados, de uma empresa do ramo de telecomunicações, em uma de suas filiais que fica localizada no Distrito Federal. A partir das análises realizadas concluiu-se que os participantes vêem o trabalho como algo fundamental e construtor de identidade, pois consideram que é a partir dele que adquirem crescimento, experiências e independência financeira. O desemprego aparentemente não afetou a saúde mental desses trabalhadores, pois a partir dos dados coletados percebe-se que a maior parte deles não atribuiu um sentido negativo para o fato de terem sido desligados ou estarem desempregados.; Psicologia

‣ Os Reflexos das Medidas Provisórias 664 e 665 sobre as pensões, o abono salarial e o seguro-desemprego em suas modalidades defeso e formal; Texto para Discussão (TD) 2067 : Os Reflexos das Medidas Provisórias 664 e 665 sobre as pensões, o abono salarial e o seguro-desemprego em suas modalidades defeso e formal

Caetano, Marcelo Abi-Ramia; Campos, André Gambier; Chaves, José Valente; Corseuil, Carlos Henrique; Tomelin, Leon Faceira
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
36.921626%
Este texto busca consolidar em uma única publicação análises de programas com regras modificadas pela Medida Provisória (MP) nº 664 e pela MP nº 665, ambas de 30 de dezembro de 2014. São analisados aqui as pensões por morte, o abono salarial, o seguro defeso e a modalidade formal do seguro-desemprego. A motivação do trabalho é contribuir para o debate que será travado no Congresso Nacional, provendo embasamento empírico da forma mais rigorosa possível.; 42 p. : il.

‣ Um Retrato do desemprego juvenil no Brasil

Quadros, Waldir
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Mercado de trabalho: conjuntura e análise - Artigos
Português
Relevância na Pesquisa
36.921626%
O desemprego tornou-se um fenômeno generalizado, atingindo o conjunto das classes sociais, ele revela um forte viés social e etário, afetando com maior intensidade as famílias da massa trabalhadora urbana e os segmentos juvenis. o problema do desemprego não esgota a verdadeira crise de reprodução social que se instalou entre os jovens, que enfrentam dificuldades cada vez maiores para, ao menos, conseguir reproduzir o padrão de vida de suas famílias de origem. Para captar a questão em seu conjunto, é necessário que também se leve em consideração a parcela significativa de jovens que apenas conseguem se inserir no mercado de trabalho por meio da subocupação ou de ocupações precárias, mal remuneradas etc.; p. 5-8

‣ Combate ao desemprego juvenil no Brasil : a proposta do Ministério do Trabalho e Emprego

Todeschini, Remígio
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Mercado de trabalho: conjuntura e análise - Artigos
Português
Relevância na Pesquisa
36.921626%
Na última década, as transformações por que passou a economia provocaram significativas mudanças na dinâmica do mercado de trabalho brasileiro. A taxa de desemprego geral cresceu acentuadamente e aumentou o trabalho precário.; p. 21-23

‣ Clinical psychology, work, and unemployment: theoretical concerns; Clínica psicológica, trabalho e desemprego: considerações teóricas

Schmidt, Maria Luísa Sandoval
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2004 Português
Relevância na Pesquisa
36.921626%
This article concerns the separation between work psychology and clinic psychology, pointing out the necessity of articulation of this two areas to deal with the psychological suffering wich cames from the dificulties in work and unemployment. Explores concepts of Winnicott's theory to creat an pshychological practice in syntony with the loneliness, abandonment and desillusionment originated by work and unemployment.; Este artigo faz uma abordagem crítica da separação entre psicologia do trabalho e psicologia clínica, apontando a necessidade de uma articulação, em rede, de fenômenos e conceitos usualmente separados pelas duas áreas como exigência para a constituição de um pensamento e de uma prática clínicos na esfera do trabalho e do desemprego. Explora conceitos da clínica winnicottiana, delineando uma prática de acolhimento às experiências de solidão, desenraizamento, desalojamento e desesperança decorrentes das dificuldades no trabalho e do desemprego. Esta proposição apoia-se, sobretudo, no trabalho de situar-se empreendido pelo cuidador e pelo cliente e na idéia de um setting psicoterápico construído como morada.

‣ Desemprego e empreendedorismo: da ambiguidade da relação conceitual à eficácia das práticas de intervenção social

Almeida, Joana Gomes de; Santos, Eduardo J. R.; Ferreira, Joaquim Armando; Albuquerque, Cristina Pinto
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; "Originais" Formato: application/pdf
Publicado em 05/06/2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.921626%
Perante a atual dificuldade dos sistemas políticos e financeiros dos países europeus, em especial os do sul da Europa, em fazer face às maiores taxas de desemprego, desde que há registro na história, a via do empreendedorismo tem assumido crescente importância no quadro das políticas de incentivo ao emprego. Face à ausência de respostas no mercado assalariado, o empreendedorismo tem sido apresentado como uma das soluções mais populares na reconquista do direito ao trabalho: realidade complexa que merece uma discussão conceitual e um renovado questionamento das atuais práticas de intervenção social. Apesar de ser evidente a existência de uma relação entre desemprego e empreendedorismo, esta é fonte de grande ambiguidade entre os especialistas. Ao longo do artigo é discutido, e assumido, o caráter heurístico de um projeto tão pessoal quanto social, como a criação do próprio emprego, contextualizado na discussão crítica sobre a eficácia das práticas de intervenção social.

‣ Desemprego - mercados, instituições e percepções: Brasil e Japão numa perspectiva comparada; Unemployment - markets, institutions and perceptions: comparing Brazil and Japan

Guimarães, Nadya Araujo; Hirata, Helena Sumiko; Montagner, Paula; Sugita, Kurumi
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/11/2004 Português
Relevância na Pesquisa
36.921626%
As características (formas, duração e seletividade) do desemprego e sua percepção pelos atores são dotadas de diferentes configurações nacionais, em função tanto de dimensões históricas como socioculturais. Neste texto apresentamos resultados relativos à situação de desemprego em dois contextos sociais distintos, representados pelas regiões metropolitanas de São Paulo e de Tóquio. Tais resultados foram obtidos a partir de dois surveys amostrais, realizados em 2001 nas duas metrópoles, a partir de um desenho de pesquisa de tipo comparativo.; The characteristics (form, duration and selectivity) of unemployment and its perception by social actors, are made up of different national configurations, due not only to historical but also to social and cultural dimensions. This paper deals with unemployment situation in two distinct social contexts, the metropolitan regions of São Paulo and Tokyo. Empirical data come from two sample surveys, conducted in both metropolis, and based upon a comparative research design.

‣ O custo salarial da duração do desemprego para o trabalhador

do Monte, Paulo Aguiar; de Araújo Júnior, Ignácio Tavares; Pereira, Márcia de Lima
Fonte: Nova Economia; Nova Economia Publicador: Nova Economia; Nova Economia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 26/01/2011 Português
Relevância na Pesquisa
36.921626%
Este trabalho tem como objetivo analisar a influência do tempo de desemprego na reinserção ocupacional; mais especificamente, no salário auferido pelo trabalhador que conseguiu transitar da situação de desempregado para a de ocupado no segmento formal da economia. Tendo como amostra os microdados da Pesquisa Mensal de Emprego (2000) e utilizando a técnica de regressões quantílicas, o trabalho fornece evidências sobre a perda salarial provocada pela duração do período em que esteve desempregado. Os resultados indicaram chances heterogêneas de permanência no estado de desemprego, quase sempre em favor dos indivíduos menos qualificados, assim como foram constatadas perdas salariais quando do reingresso ocupacional. Ademais, de forma geral, os indivíduos com segundo grau ou nível superior de escolaridade são os mais penalizados, não importando o quantil onde estejam na distribuição condicional dos salários, indicando, portanto, maior perda para os empregados nos postos de trabalho que exigem maior qualificação.

‣ EMPREENDEDORISMO, DESEMPREGO E FORMALIZAÇÃO DO MERCADO DE TRABALHO NO BRASIL

Filho, Dalson Britto Figueiredo; Jr., José Alexandre da Silva; Paranhos, Ranulfo; da Rocha, Enivaldo Carvalho; Professor do Departamento de Ciência Política da Universidade Federal de Pernambuco (DCP/UFPE), Doutor em Engenharia de Produção pela Univ
Fonte: RP3 - Revista de Pesquisa em Políticas Públicas Publicador: RP3 - Revista de Pesquisa em Políticas Públicas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 20/12/2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.921626%
Qual é a relação entre empreendedorismo, desemprego e formalização do mercado de trabalho? O principal objetivo deste artigo é responder essa questão a partir de um estudo de caso do sistema Simples Nacional. Metodologicamente, examinamos os dados do relatório As Pequenas Empresas do Simples Nacional, produzido pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE, 2011). O desenho de pesquisa combina estatística descritiva e multivariada com análise documental. Além disso, estimamos um indicador de empreendedorismo a partir do número de Empresas de Pequeno Porte ponderado pela população. Os resultados sugerem que: (1) em média a elevação de uma unidade na taxa de empreendedorismo reduz em 15,30% o nível de desemprego; e (2) o incremento de uma unidade na taxa de empreendedorismo eleva, em média, em 20,64% o grau de formalização do mercado de trabalho.  

‣ Automatização da produção humana e desemprego estrutural

Santos, Marcus Tullius Leite Fernandes dos
Fonte: Prim@ Facie - Law, History and Politics; Prima Facie - Direito, História e Política Publicador: Prim@ Facie - Law, History and Politics; Prima Facie - Direito, História e Política
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 18/04/2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.921626%
Este trabalho aborda a automatização da produção humana como fator desencadeador do desemprego estrutural, procurando demonstrar como o avanço tecnológico está umbilicalmente ligado à globalização da economia. Ao contrário do esperado aumento de emprego, acabou engendrando o seu contrário, ou seja, gerou mais desemprego.