Página 1 dos resultados de 31 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

‣ Auto-regulação e aprendizagem cooperativa na leitura extensiva : um estudo de caso no ensino de inglês

Araújo, Sofia Alexandra Padrão de Morais Vieira de
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 21/11/2006 Português
Relevância na Pesquisa
49.84632%
Dissertação mestrado educação; O presente estudo de caso enquadra-se no campo da didáctica da Língua Estrangeira – Inglês e reflecte um percurso profissional no qual se exploraram práticas de leitura extensiva, numa turma de 6º ano de escolaridade na Escola EB 2.3 de António Feijó, em Ponte de Lima, no ano lectivo de 2003/2004. O estudo representa ainda uma experiência de auto-supervisão, na qual a investigação-acção surge como estratégia de articulação de uma auto-formação reflexiva da professora-investigadora com uma pedagogia para a autonomia centrada no aluno. Os seus objectivos foram os seguintes: (1) Motivar os alunos para a leitura como prática comunicativa; (2) Promover mecanismos de auto-regulação dos processos de compreensão textual; (3) Promover mecanismos de auto-regulação da aprendizagem cooperativa, no âmbito da leitura extensiva; (4) Promover processos de auto-supervisão pedagógica. A primeira fase da experiência correspondeu ao diagnóstico e consciencialização de representações e práticas dos alunos relativas à leitura e trabalho cooperativo, após a qual se seguiu uma intervenção didáctica no âmbito da leitura extensiva, com ênfase na auto-regulação da leitura e do trabalho cooperativo...

‣ Desenvolvimento de um learning object para o ensino-aprendizagem da língua inglesa : regra de formação do present simple

Tavares, Sandra Cristina Samico de Pinho
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 18/12/2006 Português
Relevância na Pesquisa
49.84632%
Dissertação de Mestrado em Educação, área de Especialização em Tecnologia Educativa.; A presente investigação visa a concepção e validação de um protótipo de uma pequena unidade didáctica concebida como um Objecto de Aprendizagem “Learning Object” no formato digital, destinado a alunos do 7º ano de escolaridade, com Inglês nível III. Pretende-se avaliar a possibilidade de integração, nas aulas de Inglês como língua estrangeira, de Objectos de Aprendizagem como veículos de conteúdos e promotores da aprendizagem e aplicação da língua inglesa. O estudo visa também aferir a motivação dos colegas/professores para a prática de construção e de aplicação de conhecimentos e conteúdos em formato de Objectos de Aprendizagem. Tendo em conta a utilização das TIC em muitos dos cenários de ensino/aprendizagem e a fluidez com que muitos alunos as utilizam, parece-nos urgente elaborar materiais em formato digital que possam não só corresponder às expectativas dos discentes mas, também, contribuir para uma diversificação das estratégias de ensino e promover a produção de materiais apelativos, de fácil navegação e fácil aplicação em diferentes contextos de ensino/aprendizagem. Num primeiro momento o presente trabalho procura ilustrar as várias definições existentes na literatura para Objectos de Aprendizagem...

‣ Etapas processuais do trabalho de casa e efeitos auto-regulatórios na aprendizagem do inglês : um estudo com diários de TPC no 2.º ciclo do ensino básico; Homework process phases and self-regulatory effects on learning english as foreign language (EFL) : a study based on elementary school students’ homework diaries

Silva, Rosa Maria Ferreira Mourão da
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 09/09/2009 Português
Relevância na Pesquisa
49.84632%
Tese de doutoramento em Educação (área de especialização de Psicologia da Educação); A presente dissertação centra-se no estudo do Trabalho de Casa (TPC), entendido com um processo temporal tripartido (Cooper, 2001), integrando três diferentes etapas - preparação/prescrição na escola, realização em casa, e controlo e feedback providenciado, de novo na escola. Ferramenta instrutiva universal e intemporal, influenciada por um largo espectro de factores e variáveis de ordem pessoal, comportamental e ambiental, afectos aos diferentes actores intervenientes no seu processo (professores, alunos e pais), o TPC transborda complexidades. Historicamente o TPC tem marcado presença na literatura internacional com estudos fortemente focalizados na avaliação dos seus efeitos através da variável tempo gasto no TPC e demasiado centrados na óptica de professores e pais, conhecendo-se muito pouco ainda das emoções e motivações experienciadas pelos alunos durante a realização do TPC, do impacto do completamento das tarefas prescritas na qualidade das suas aprendizagens e no seu aproveitamento académico. Com revigorada presença na literatura internacional em anos bem recentes, o TPC desvenda-se agora como estratégia educativa com assumido potencial de auto-regulador das aprendizagens. Respaldados na teoria sociocognitiva da aprendizagem auto-regulada e indicadores de modelos de TPC de forte matiz auto-regulatório (e.g....

‣ O portefólio no desenvolvimento de uma aprendizagem auto-regulada : um estudo de caso no 5º ano de escolaridade, na disciplina de Inglês

Guedes, Paula Alexandra Faria Rente
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 25/06/2009 Português
Relevância na Pesquisa
49.84632%
Dissertação de mestrado em Educação (área de especialização em Supervisão Pedagógica em Ensino da Línguas Estrangeiras); O reconhecimento da existência de uma relação positiva entre o desenvolvimento de portefólios e uma aprendizagem para a autonomia torna pertinente que nos interroguemos sobre como pode aquela estratégia ser desenvolvida em contexto escolar. Em Portugal, é escassa a investigação sobre portefólios de aprendizagem no ensino das línguas estrangeiras, sendo o presente estudo um contributo nesse sentido. Os seus objectivos gerais foram: (1) motivar o aluno para o desenvolvimento do portefólio; (2) promover a aprendizagem auto-regulada do aluno na construção do seu próprio processo de aprendizagem; (3) identificar potencialidades e constrangimentos da implementação do portefólio. O estudo, de natureza interpretativa e próximo da investigação-acção, envolveu a professora-investigadora e uma turma de Inglês do 5º ano de escolaridade no desenvolvimento e avaliação de uma experiência de implementação do portefólio de aprendizagem, conduzida em 2006/2007. Aliando finalidades pedagógicas e investigativas, esta experiência implicou o recurso a questionários, instrumentos de regulação da aprendizagem e entrevistas em grupo...

‣ Recursos online para aprendizagem da Língua Inglesa no Primeiro Ciclo do Ensino Básico : identificação e análise

Amaro, Sandra Cristina Curado
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 21/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
49.84632%
Dissertação de mestrado em Estudos da Criança (área de especialização em Tecnologias da Informação e Comunicação); As gerações que frequentam actualmente a escolaridade obrigatória em Portugal são chamadas digital natives (Prensky) ou net genners (Tapscott) que aprendem de forma substancialmente diferente das gerações anteriores. As novas gerações aprendem através de jogos e não se querem repositórios de informação amorfa. Pelo contrário, são mentalmente activos e problematizadores e é provável que muitos deles venham a ter profissões que ainda não existem. Por outro lado, vivemos numa Europa pluricultural e plurilinguística em que a aprendizagem precoce de uma língua estrangeira é urgente na sociedade do conhecimento com uma forte componente virtual em que a língua mais utilizada é a língua inglesa. Em Portugal, há alguns anos que a língua Inglesa se aprende no Primeiro Ciclo do Ensino Básico (1.º CEB) como actividade extra-curricular. No entanto, os materiais utilizados na sua dinamização são dispersos. Neste sentido, e tendo em conta que, à luz dos actuais paradigmas de aprendizagem, a utilização educativa das TIC é primordial na formação das novas gerações, faz todo o sentido integrar dois pilares basilares dos cidadãos e profissionais: aprender a língua inglesa e fazê-lo com apoio das TIC...

‣ O ensino de inglês no 1.º ciclo do ensino básico : contextos e processos de integração curricular

Pereira, Isabel Cristina Nogueira de Sousa
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 21/10/2010 Português
Relevância na Pesquisa
50.078813%
Tese de doutoramento em Estudos da Criança (área de especialização em Currículo e Supervisão em Educação Básica); Este estudo situado nas áreas científicas do Desenvolvimento Curricular e do Ensino de Línguas Estrangeiras (Inglês), centrou-se no desenvolvimento de um Projecto Curricular Integrado para o Ensino de Inglês no 1º Ciclo do Ensino Básico, com recurso à metodologia de investigação-acção colaborativa, percepcionada como estratégia de inovação de práticas educativas e de formação de professores. Este Projecto Curricular desenvolveu-se num processo de pesquisa, segundo um percurso organizado em 5 espirais de investigação-acção, que corporizam 5 unidades didácticas, estruturadas segundo o Quadro de Organização Curricular designado por “A story (for you) to learn”. A abordagem metodológica criada caracterizou-se pelo seu carácter manifestamente construtivista, integrador e comunicativo, evidenciado nas dimensões fundadoras que integram o Referencial de Construção do Projecto. Tomando como ponto de partida histórias que, ao longo de 5 unidades didácticas, servem à organização de núcleos globalizadores, à enunciação das questões geradoras da aprendizagem e ao estabelecimento de relações entre as diferentes aprendizagens a realizar...

‣ A oralidade no processo de ensino aprendizagem das línguas-culturas estrangeiras : um estudo de caso na disciplina de Inglês no contexto escolar português

Costa, Maria Isabel Almeida
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 18/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
49.84632%
Tese mestrado em Educação (área de especialização em Supervisão Pedagógica em Ensino das línguas estrangeiras); The present study is part of an investigation to obtain of the degree of Master in Education, in the specialization area of Pedagogical Supervision in Foreign Language Teaching, granted by the University of Minho, and which main issue is the educational approach of the spoken language problematic in the teaching and learning process of foreign language and culture, more specifically the English language and culture as a subject in the Portuguese school system context. The study titled THE SPOKEN LANGUAGE IN THE TEACHING AND LEARNING PROCESS OF FOREIGN LANGUAGE AND CULTURE: A CASE STUDY IN THE ENGLISH SUBJECT IN THE PORTUGUESE SCHOOL SYSTEM CONTEXT., aims at contributing to optimize and maximize the teaching and learning, both as process and as a product, of the spoken language in foreign language and culture, using as a reference the Common European Framework of References for Languages (CEFR), and to develop and implement an experimental (self) training of reflexive, scientific and technically supported nature, in a continued perspective, of the teaching professionals that have the responsibility to teach foreign language and culture in a school context...

‣ Desenvolver a autonomia na leitura em Inglês : um estudo de caso com recurso à hiperficção

Vaz, Maria Gabriela da Silva Pereira Ferraro
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 05/11/2009 Português
Relevância na Pesquisa
49.84632%
Dissertação de mestrado em Educação (área de especialização em Supervisão Pedagógica em Ensino das Línguas Estrangeiras); O presente estudo de caso baseia-se numa experiência de auto-supervisão pedagógica no campo da didáctica do Inglês como língua estrangeira e reflecte um trajecto de investigação-acção da professora investigadora, no qual foram exploradas práticas de leitura extensiva com recurso à hiperficção, numa turma de 11º ano de escolaridade na Escola Secundária de Alberto Sampaio, em Braga, no ano lectivo de 2006/2007. Pretendeu-se avaliar potencialidades da hiperficção como recurso tecnológico ao serviço do desenvolvimento da autonomia na leitura extensiva, nomeadamente aos níveis da motivação, auto-avaliação e capacidade estratégica. Adoptou-se uma metodologia interpretativa, procurando-se avaliar a experiência de forma contextualizada e com base nas percepções dos participantes. Após um diagnóstico de representações e práticas de leitura dos alunos através de um questionário inicial, foram desenvolvidas actividades de leitura de um hipertexto que visavam promover competências de leitura e de auto-avaliação da leitura, tendo os alunos avaliado a experiência num questionário final. A recolha de informação para a avaliação do impacto da experiência foi feita através dos questionários inicial e final...

‣ A supervisão colaborativa no ensino do inglês no 1.º CEB

Vasconcelos, Ângela Sofia de Lacerda e
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 04/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
49.84632%
Dissertação de mestrado em Educação (área de especialização em Supervisão Pedagógica em Ensino das Línguas Estrangeiras); O estudo de caso que aqui se apresenta teve como objectivo investigar o impacto da supervisão colaborativa no desenvolvimento do conhecimento profissional das participantes e de uma pedagogia centrada no aluno no ensino do Inglês, enquanto actividade de enriquecimento curricular, numa Escola Básica do 1º ciclo. O estudo envolveu a investigadora, enquanto coordenadora/ supervisora destas actividades e uma professora de Inglês com experiência num programa formativo e pedagógico com uma turma do 4º ano de escolaridade no ano lectivo de 2008/2009. Pretendeu promover processos de supervisão colaborativa assentes numa abordagem críticoreflexiva do ensino-aprendizagem e identificar potencialidades e constrangimentos deste processo, bem como contribuir para a construção do conhecimento profissional. Através de um processo formativo foi possível enfatizar a colegialidade, o feedback e a supervisão interpares, bem como desenvolver uma relação que criou espaço para a construção do conhecimento no ensino precoce de uma língua estrangeira e para a transformação pessoal e profissional das participantes. As fontes de evidência incluíram um diário colaborativo...

‣ O papel do manual e do professor na auto-regulação em língua estrangeira : um estudo de investigação-acção

Rocha, Ana Isabel Ribeiro
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
49.84632%
Dissertação de mestrado em Ciências da Educação (área de especialização em Supervisão Pedagógica em Educação em Línguas Estrangeiras); O presente estudo de caso pretende contribuir para alargar o conhecimento das relações existentes entre a autoregulação da aprendizagem e o uso do manual escolar e instrumentos didácticos complementares. Procura-se compreender até que ponto o manual escolar de língua estrangeira, no quadro das competências definidas no Currículo Nacional do Ensino Básico, propõe de facto tarefas no sentido de promover as competências que o referido currículo prevê, com enfoque na auto-regulação. Os seus objectivos foram os seguintes: analisar tarefas de auto-regulação da aprendizagem num manual de iniciação à aprendizagem da LE - Inglês; identificar potencialidades e limitações do manual por referência a pressupostos e princípios da auto-regulação da aprendizagem; preparar, experimentar e avaliar, em colaboração com uma professora, estratégias didácticas para a promoção da auto-regulação da aprendizagem da língua estrangeira (através do uso do manual e/ou com tarefas complementares); desenvolver uma postura críticoreflexiva, por parte da professora, da investigadora e dos alunos face ao ensino-aprendizagem da língua estrangeira. A primeira fase deste estudo consistiu na análise das percepções dos alunos relativamente à auto-regulação...

‣ Implicações do processo na resolução da WebQuest : um estudo com alunos do ensino profissional

Carneiro, Anabela Gonçalves
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
60.007397%
Dissertação de mestrado em Ciências da Educação (área de especialização em Tecnologia Educativa); Com o surgimento e rápida evolução das novas tecnologias, a escola assume um papel fundamental na inclusão digital de todos os alunos. Os professores deixam de ser meros transmissores de conhecimento e passam a guiar os alunos na descoberta e construção da sua aprendizagem. É na escola que se deve aprender a dominar estas tecnologias e a ser autónomo na procura colaborativa do seu conhecimento. Muitas são as ferramentas e metodologias que têm vindo a ser adoptadas com este objectivo. A WebQuest surge neste contexto educativo, como uma metodologia que visa utilizar a informação disponível na Web, orientado os alunos na selecção e organização do conhecimento. Com base no modelo de WebQuest proposto por Bernie Dodge e Tom March, desenvolveu-se um estudo de tipo quasi-experimental, com duas turmas do segundo ano do ensino profissional, cujo objectivo foi o de perceber a importância que a estruturação do processo tem durante a resolução da WebQuest e quais as consequências disso na aprendizagem dos alunos e na realização da tarefa. A presente investigação implicou a concepção e implementação de duas WebQuests...

‣ Narrativa digital : uma abordagem multimodal na aprendizagem de inglês

Jesus, Anabela Gomes de
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
49.84632%
Dissertação de mestrado em Ciências da Educação (área de especialização em Tecnologia Educativa); A crescente importância da comunicação multimodal no contexto sócio-cultural e económico da nossa actualidade, representando novas formas de produção de significado que estão associadas a novas formas de interagir e comunicar, gera dinâmicas que suscitam grandes desafios ao sistema educativo. A narrativa digital tem surgido como uma mais-valia para o processo de ensino/aprendizagem. Com o propósito de compreender as potencialidades reais da narrativa digital, nomeadamente o seu impacte na aprendizagem e na satisfação e envolvimento dos alunos no processo, foi realizado um estudo de caso, ao longo do ano lectivo de 2009/ 2010, no qual os alunos de uma turma do 6º ano de escolaridade, no âmbito da disciplina de Língua Estrangeira (Inglês), construíram as suas próprias narrativas digitais. O estudo teve como instrumentos de recolha de dados: uma ficha de identificação que caracteriza os participantes; um questionário que compila as percepções dos intervenientes relativamente à experiência de aprendizagem; uma entrevista de grupo que recolhe a opinião dos diferentes grupos sobre preferências na aprendizagem; uma grelha de avaliação das produções escritas realizadas; uma grelha de avaliação das diversas narrativas digitais elaboradas e as observações feitas e registadas no diário do investigador. Constatou-se...

‣ O YouTube e o pensamento de ordem superior em inglês (LE) : um estudo com alunos do ensino secundário

Bastos, Maria da Ascensão Afonso
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
49.84632%
Dissertação de mestrado em Estudos da Criança (área de especialização em Tecnologias de Informação e Comunicação); A crescente complexidade do mundo actual acentua a importância da construção activa do conhecimento por parte do aluno e da colaboração na aprendizagem, em contraste com o ensino de natureza mais tradicional, baseado na assunção de que o conhecimento se transfere de professor para aluno. Nesta óptica, o YouTube, e paralelamente o fórum de discussão online, surgem como novos ambientes de aprendizagem que favorecem um processo integrado e multifacetado da mesma, em conformidade com o perfil dos jovens nativos digitais e com os desafios que lhes são colocados pela Sociedade do Conhecimento. Com base no modelo de pensamento integrado proposto por Jonassen (1996), desenvolveu-se um estudo de caso no domínio da disciplina de Inglês (LE), com duas turmas do décimo primeiro ano do Ensino Secundário em ambiente curricular formal e não formal, offline e online. Esta investigação focou-se no interesse educativo das ferramentas cognitivas (o YouTube e o fórum - Moodle) e na sua efectiva contribuição para uma aprendizagem profunda e significativa, orientada para processos de pensamento complexo...

‣ "Pela Boca Vive o Feixe" : potenciar a oralidade no processo de ensino e aprendizagem das línguas inglesa e espanhola

Conceição, Bruno Miguel Ferreira da
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
50.590264%
Relatório de estágio de mestrado em Ensino de Inglês e de Espanhol no 3º Ciclo do Ensino Básico e no Ensino Secundário; O presente relatório inscreve-se no âmbito da realização do estágio profissional do Mestrado em Ensino de Inglês e Espanhol no 3º Ciclo do Ensino Básico e no Ensino Secundário e pretende documentar o trabalho realizado num projecto de intervenção pedagógica supervisionada, o qual teve como objectivo principal o desenvolvimento da competência de oralidade de duas turmas de alunos que estudavam Inglês (9º ano) e Espanhol (11º ano). Apesar da oralidade ocupar um papel de relevo no desenvolvimento das competências de comunicação na educação em línguas, nem sempre é explorada de modo sistemático e coloca dificuldades de aprendizagem que importa ultrapassar. Os objectivos do projecto foram os seguintes: (1) Observar as competências de comunicação oral evidenciadas pelos alunos das duas turmas; (2) Aferir representações dos alunos sobre a comunicação oral, incluindo a percepção das suas próprias capacidades e dificuldades; (3) Desenvolver propostas de intervenção que promovam competências de comunicação oral em contexto de sala de aula, passíveis de serem transferidas para contextos reais; (4) Desenvolver a auto-regulação da aprendizagem...

‣ O desenvolvimento da interacção oral na aula de LE : projecto de intervenção em duas turmas do 10º ano de Inglês e Espanhol

Antunes, Ana Margarida Timóteo
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
50.590264%
Relatório de estágio de mestrado em Ensino de Inglês e Espanhol no 3º ciclo do Ensino Básico e no Ensino Secundário; A Interacção Oral envolve vários processos, não só ao nível de competências de recepção e produção, mas também no que concerne a transmissão eficaz de mensagens orais. Saber comunicar é um aspecto muito importante na aprendizagem de uma língua estrangeira, saber interagir é, por sua vez, crucial para haver comunicação eficaz. Promover actividades que desenvolvam esta competência é uma forma bastante funcional de ensino-aprendizagem, pois prepara os alunos para utilizar a língua em diversificados contextos sociais. Para além disso, procurei consciencializar os alunos de algumas estratégias de comunicação utilizadas durante a interacção oral, permitindo-lhes desenvolver a competência estratégica, facilitadora dos processos de aprendizagem dos alunos. No seguinte relatório, desenvolvido durante o ano de estágio pedagógico, faz-se um trabalho de investigação teórico-prático sobre o tema, tendo em conta uma intervenção pedagógica incidida em duas turmas, uma de Espanhol nível A1 e outra de Inglês nível B2. Como instrumentos de recolha de dados, recorri a uma grelha de observação de aulas focalizada...

‣ Google Docs e a escrita criativa no ensino da língua inglesa

Melo, Paula Cristina Araújo de
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
59.98661%
Dissertação de mestrado em Ciências da Educação (área de especialização em Tecnologia Educativa); A escola tem de preparar os alunos para enfrentar os desafios do dia-a-dia com imaginação e criatividade. É neste âmbito que surge este estudo que nos permitiu refletir sobre o uso da ferramenta Web 2.0, Google Docs, na promoção da escrita criativa de forma colaborativa, em contexto sala de aula, na aprendizagem da língua inglesa. Neste estudo participaram dezoito alunos que constituíam uma turma do 8º ano de escolaridade, de nível 4 de inglês, e foi aplicado na disciplina de inglês, em cinco blocos de noventa minutos, pela professora da disciplina. A metodologia adotada foi alvo de estudo de caso e os dados foram recolhidos através de um questionário de opinião aplicado aos alunos, da análise da entrevista feita à professora colaborante, dos registos no diário de bordo resultantes da observação direta da professora, da análise do artefacto criado pelos alunos e da análise das interações no Google Docs. A experiência produziu um efeito positivo a nível da autonomia dos alunos, da responsabilidade e da interação. A utilização da ferramenta Google Docs, na sala da aula, tornou os alunos mais participativos e empenhados na criação de uma estória em inglês. Os resultados mostram que o uso da ferramenta Google Docs...

‣ No palco da comunicação : trabalhar a oralidade com atividades de representação

Sousa, Hugo Alexandre da Costa e
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
50.590264%
Relatório de estágio de mestrado em Ensino de Inglês e de Espanhol no 3º Ciclo do Ensino Básico e no Ensino Secundário; O presente relatório insere-se no âmbito da realização do estágio profissional do Mestrado em Ensino de Inglês e Espanhol no 3º Ciclo do Ensino Básico e no Ensino Secundário e pretende descrever e analisar um projeto de intervenção pedagógica supervisionada, o qual teve como objetivo principal o desenvolvimento da competência de oralidade utilizando, de uma forma sistemática, atividades de dramatização numa turma de Inglês (9º ano) e numa turma de Espanhol (8º ano). Nem sempre se atribui o tempo e a dedicação necessárias ao desenvolvimento da oralidade na sala de aula ainda que a sua importância na aquisição da competência de comunicação seja um dado adquirido. O projeto que aqui se relata apresenta-se como um exemplo para contrariar esta falta de investimento. Os objetivos do projeto foram os seguintes: 1) Conhecer as representações e práticas iniciais dos alunos no âmbito da competência de interação oral (capacidades, dificuldades, atitudes); 2) Criar espaços de representação como forma de desenvolvimento da competência de interação oral e de aproximação da língua usada em sala de aula àquela que se usa fora dela em contextos comunicativos; 3) Desenvolver nos alunos a capacidade de refletir sobre a sua aprendizagem de forma a promover a sua capacidade de autorregulação...

‣ Envolvimento na aprendizagem da língua estrangeira : o valor pedagógico do "livro de recortes"

Fernandes, Maria Helena
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
50.590264%
Relatório de estágio de mestrado em Ensino de Inglês e de Espanhol no 3.º Ciclo do Ensino Básico e no Ensino Secundário; Este relatório de estágio pretende documentar o projeto de investigação-ação intitulado ”Envolvimento na aprendizagem da língua estrangeira: o valor pedagógico do ‘livro de recortes’” desenvolvido no âmbito do Mestrado em Ensino de Inglês e Espanhol no 3.º Ciclo do Ensino Básico e no Ensino Secundário da Universidade do Minho. O projeto de investigação-ação foi desenvolvido em duas turmas, uma de língua inglesa e uma de língua espanhola, do 7.º ano de escolaridade do ensino básico. Estabeleceram-se como objetivos pedagógicos e de investigação: conhecer as representações iniciais dos alunos sobre a aprendizagem da língua estrangeira; desenvolver a escrita pessoal/criativa através do “livro de recortes” e avaliar o seu impacto na motivação e desempenho linguístico dos alunos; desenvolver e observar capacidades de autorregulação da aprendizagem na construção do “livro de recortes”; e avaliar as implicações do uso do “livro de recortes” no papel da professora enquanto facilitadora da aprendizagem (conhecimento do aluno, individualização do ensino...

‣ Aprender línguas no jardim de infância: um estudo de caso sobre a iniciação à língua inglesa

Sá, Beatriz Dolores Carmelita e Costa Alves de
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
50.078813%
Dissertação de mestrado em Ciências da Educação (área de especialização em Supervisão Pedagógica na Educação em Línguas); Muitos trabalhos de investigação realizados por professores nascem da sua experiência educativa, procurando compreendê-la e melhorá-la. É o caso do presente estudo, onde se pretendeu investigar a aprendizagem precoce de uma língua não materna, a partir de representações e perceções de vários atores educativos e da análise das minhas próprias práticas. Trata-se de um estudo de caso de autossupervisão, de natureza descritiva, desenvolvido num Jardim de Infância com um grupo de crianças entre os 3 e os 5 anos e focado na iniciação à aprendizagem da língua inglesa como atividade extracurricular. Para além de mim, na posição de professora-investigadora, e das crianças, foram também participantes do estudo os seus Encarregados de Educação e as suas Educadoras. Os objetivos do estudo foram: conhecer representações e perceções sobre a aprendizagem de línguas no Jardim de Infância; compreender o papel das crianças e da professora na construção de práticas pedagógicas de iniciação à língua inglesa no Jardim de Infância; identificar potencialidades e constrangimentos da iniciação à língua inglesa no Jardim de Infância. Foram utilizados métodos de recolha de informação diversificados: uma entrevista estruturada inicial às crianças; um questionário às Educadoras; um questionário aos Encarregados Educação; um diário de ensino com os planos de aulas e registos da prática; vídeogravações de algumas atividades...

‣ A língua inglesa como atividade de enriquecimento curricular no 1º ciclo do ensino básico: impacto(s) no(s) (in)sucesso(s) dos alunos

Macedo, Alexandra Maria Soares da Rocha Antunes de
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
50.078813%
Dissertação de mestrado em Ciências da Educação (área de especialização em Desenvolvimento Curricular e Inovação Educativa); O presente estudo que incide sobre a língua inglesa como atividade de enriquecimento curricular no 1.ºciclo do ensino básico tem como objetivo analisar, descrever e interpretar o impacto da língua inglesa nas AEC e no (in)sucesso dos alunos, caraterizando as expetativas dos docentes acerca deste impacto, analisar articulação entre as áreas curriculares disciplinares e a disciplina da língua inglesa, analisar o papel da língua inglesa na formação global do aluno, entre outros. Trata-se de um trabalho inicialmente desenvolvido sob a orientação do Doutor João Menelau Paraskeva tendo sido substancialmente alterado, sendo uma abordagem qualitativa e conta com a realização de onze entrevistas a docentes de AEC de quatro escolas, designadamente EB2/3 de Fermentões, de Ferreiros, de Celeirós e Lamaçães. Os dados obtidos através da realização destas entrevistas foram objeto de análise de conteúdo. Através desta análise foi possível concluir que o ensino do inglês como AEC apresenta-se como uma ferramenta poderosa no processo de aquisição de competências, permitindo trabalhar de forma lúdica...