Página 1 dos resultados de 440 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

‣ Teoria da Ação Comunicativa (Habermas) : estrutura, fundamentos e implicações do modelo; Theory of Communicative Action (Habermas) consensus, utopia, paradigm

Gutierrez, Gustavo Luis; Almeida, Marco Antonio Bettine de
Fonte: Editoria da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande de Sul - PUCRS; Porto Alegre Publicador: Editoria da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande de Sul - PUCRS; Porto Alegre
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
68.23697%
Este artigo não pretende analisar o conjunto da obra de Habermas. Trata-se de pensar exclusivamente a Teoria da Ação Comunicativa (TAC), primeiro, em relação aos teóricos em que afirma fundamentar-se, depois, no sentido da sua própria articulação lógica interna e, finalmente, em relação ao seu objeto de pesquisa, a realidade social. Procura demonstrar que a TAC executa dois giros conceituais essenciais: (a) um ao limitar o agir estratégico ao espaço da economia e da política e (b) outro ao definir cultura, sociabilidade e subjetividade como dimensões constituídas no mundo da vida.; This article does not intend to analyze the Habermas’ bodywork. But thinking exclusively the Theory of Communicative Action (TAC) first in relation to the theoretical ones that affirms to be based, later in the sense of his own logical articulation interns and finally in relation to his object of researches, the social reality. Its tries to demonstrate that TAC executes two conceptual turns essential: (a) one when limiting acting strategic to the space of the economy and the politics and (b) when defining culture, sociability and subjectivity as dimensions constituted in the world of the life.

‣ Ação comunicativa com mulheres de alcoolistas: uma aproximação ao seu mundo da vida; Communicative action with wives of alcoholics: an approach to their life world.

Hernández Castañón, Ma Alejandra
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/12/2007 Português
Relevância na Pesquisa
68.15951%
O uso e abuso de drogas constituem fenômeno complexo com conseqüências adversas na saúde individual, familiar e na comunidade. A literatura científica ressalta que, para cada alcoolista, existe uma família disfuncional e, pelos menos, uma mulher com problemas físicos e psicológicos relacionados com o adicto. O objetivo do estudo foi explorar o mundo da vida de mulheres, de uma comunidade suburbana no Estado de Querétaro, México, cujos companheiros são dependentes de álcool. Foi realizado estudo qualitativo à luz da Teoria da Ação Comunicativa de Habermas. Para a coleta de dados, utilizou-se a técnica de entrevista semiestruturada temática e de observação participante e a análise dos dados seguiram os pressupostos do método da hermenêutica dialética. Foram entrevistadas 14 mulheres. Os resultados são apresentados considerando os três âmbitos do mundo da vida. Mundo social: o consumo de álcool é identificado como um comportamento não desejado, porém, esperado entre os homens e, atualmente, inclui jovens do sexo feminino, e é visto como um ato normal já que todo mundo faz. Mundo subjetivo: identificaram-se estados de ânimo negativos como depressão, baixa autoestima, culpa e medo, o que as leva a se sentirem como objetos. Mundo objetivo: identificou-se violência intrafamiliar...

‣ Constrangimentos e consensos necessários: princípios para a ação comunicativa na Geografia; Necessary constraints and consensus. Principles for the Communicative Action in Geography

Bezerra, Job Carvalho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/03/2009 Português
Relevância na Pesquisa
68.00575%
Atualmente não podemos deixar de reconhecer a complexidade da realidade que se apresenta. Complexidade em termos de existências e de teorias de abordagens. A prática geográfica (técnica, acadêmica e educacional) se baseia em conceitos que nos auxiliam na leitura e interpretação do espaço. No entanto, se percebe que nessa prática existem certos equívocos na utilização de conceitos e categorias de análise. Nossa hipótese é que tais confusões conceituais podem produzir efeitos danosos na produção e reprodução do espaço, com resultados incompatíveis com as necessidades reais da sociedade e do meio ambiente. Nesse sentido, a clarificação dos conceitos geográficos, e daqueles transpostos de outras disciplinas científicas, são necessários para permitir uma atuação mais efetiva do geógrafo dentro de uma proposta de emancipação social. Entre outras referências teórico-metodológicas para nossas investigações está a Teoria da Ação Comunicativa de Habermas, incluindo os conceitos de adequação, verdade, retitude e legitimidade sobre os quais verificamos o potencial de suas aplicações dentro da Geografia. A base prática de verificação dos nossos pressupostos foi o Plano Diretor Estratégico do Município de São Paulo...

‣ Ação comunicativa e estudos organizacionais

Vizeu,Fábio
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de S.Paulo Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de S.Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 Português
Relevância na Pesquisa
68.097417%
A teoria da ação comunicativa (TAC) tem sido uma importante referência para os estudos sociais, especialmente por permitir um melhor entendimento dos processos de socialização e individuação na modernidade. Tem sido crescente a adoção da TAC também na área de estudos organizacionais. Todavia, seu entendimento é dificultado pela complexidade e abstração que envolve essa teoria. Assim, o presente artigo empreende a análise dos principais elementos da teoria de ação de Habermas que se aplicam aos estudos organizacionais, de maneira a permitir a compreensão das contribuições que oferecem à pesquisa nessa área. Nesse sentido, destacamos a crítica à racionalidade instrumental, a questão da reconstrução racional do ato de fala e a idéia de comunicação sistematicamente distorcida. Por fim, novas diretrizes e perspectivas foram propostas.

‣ Ação comunicativa e relações internacionais

Miniuci,Geraldo
Fonte: Centro Brasileiro de Análise e Planejamento Publicador: Centro Brasileiro de Análise e Planejamento
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2005 Português
Relevância na Pesquisa
68.00575%
Este artigo discute a proposta do cientista político alemão Harald Müller acerca da aplicação da teoria da ação comunicativa de Jürgen Habermas nas análises das relações políticas internacionais. Apontam-se as principais dificuldades dessa proposta e discute-se a possibilidade de examinar tais relações sob a ótica do processo comunicativo sem recorrer à teoria habermasiana.

‣ Teoria da ação comunicativa de Habermas: possibilidades de uma ação educativa de cunho interdisciplinar na escola

Gonçalves,Maria Augusta Salin
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/1999 Português
Relevância na Pesquisa
68.204355%
O objetivo deste artigo é apresentar e discutir condições teórico-práticas da execução de um projeto de ação educativa de cunho interdisciplinar na escola, tendo como base a teoria da ação comunicativa de Jürgen Habermas. Inicialmente, apresentamos aspectos significativos dessa teoria. A seguir, apresentamos linhas norteadoras que adotamos como ponto de partida e suporte da pesquisa-ação, e que fornecem também as categorias para análise e interpretação da experiência.

‣ Desequilíbrio e co-regulação em situação de ensino-aprendizagem: análise segundo o conceito de ação comunicativa (Habermas)

Simão,Lívia Mathias
Fonte: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2000 Português
Relevância na Pesquisa
68.299062%
As situações de ensino-aprendizagem, tomadas da perspectiva de desenvolvimento implicam um entrejogo de ações verbais dos atores, dirigidas tanto às ações do outro ator como ao objeto de conhecimento. Nesta perspectiva são fundamentais o desequilíbrio e a co-regulação da interação, bem como a emergência de novos conhecimentos. O objetivo deste trabalho é explorar o conceito de ação comunicativa (Habermas) para descrever o desequilíbrio e a co-regulação cognitivas em uma situação de ensino-aprendizagem. Deste referencial, analisou-se um diálogo professora - aluna, buscando-se caracterizar cada ação verbal do diálogo de acordo com Habermas. A seguir, relacionou-se cada ação comunicativa com sua conseqüência para a interação, em termos de desequilíbrio ou co-regulação. Esta análise permitiu descrever a dinâmica das ações comunicativas que, através de sucessivos desequilíbrios e co-regulações, criaram condições para restruturação do campo semântico nos atores e para emergência de novos conhecimentos sobre o objeto.

‣ Uma pequena conversa sobre currículo, prática docente e teoria da ação comunicativa

Ribeiro,Victoria Maria Brandt
Fonte: IMS-UERJ Publicador: IMS-UERJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1999 Português
Relevância na Pesquisa
68.23697%
O artigo aponta as razões da escolha da teoria da ação comunicativa de Habermas como referência para um trabalho sobre currículo. Aborda as principais tendências que têm caracterizado o significado de currículo, fixando-se nas categorias da teoria da ação comunicativa, as quais permitem compreendê-lo para além da tendência cótica. Oferece como resultado indicadores metodológicos que permitem transformar a prática docente em um processo permanente de construção do conhecimento, para formar competências argumentativas, em contextos ideais de comunicação e de ações orientadas ao entendimento.

‣ A teoria da ação comunicativa de Jürgen Habermas: conceitos básicos e possibilidades de aplicação à administração escolar

Pinto,José Marcelino de Rezende
Fonte: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/1995 Português
Relevância na Pesquisa
68.23697%
Neste trabalho buscaremos apresentar uma síntese dos principais conceitos da teoria da ação comunicativa de Jürgen Habermas assim como deduzir algumas de suas implicações para o estudo das organizações. Em particular, buscaremos mostrar que esta teoria se constitui em poderoso instrumento analítico no estudo da estrutura e funcionamento dos conselhos com participação popular que são uma marca característica das sociedades capitalistas contemporâneas. Este estudo tem por base a tese de doutorado Administração e Liberdade: Um estudo do Conselho de Escola à luz da teoria da ação comunicativa de Jürgen Habermas (Pinto, 1994).

‣ Ação comunicativa, democracia e saúde

Melo,Elza Machado de
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 Português
Relevância na Pesquisa
68.393594%
Procuramos fundamentar com a Teoria da Ação Comunicativa de Habermas a afirmação de que saúde como direito só é possível se for um produto da autonomia de todos os envolvidos, exigindo, portanto, o estabelecimento de uma relação indissociável com a democracia. Inicialmente são apresentados os conceitos de entendimento lingüístico, ação comunicativa, discurso e mundo da vida e como eles se articulam para dar origem a uma teoria social. A seguir, é mostrado como Habermas se utiliza dessa teoria para a formulação de uma Teoria do Direito e da Democracia. Transpondo a Teoria de Habermas para a saúde, chegamos à proposição de que saúde como direito pode ser entendida como resultante do confronto entre, de um lado, os imperativos sistêmicos, mediados pelo dinheiro e pelo poder e, de outro, os processos comunicativos de formação política da opinião e da vontade, próprios do mundo da vida e mediados pela solidariedade. Finalmente, retomando as análises de Illich, Foucault, Pollack, Arouca e outros, procuramos identificar como esses autores tratam aqueles elementos - poder, dinheiro e solidariedade - chegando à conclusão de que a adoção da Teoria da Ação Comunicativa é útil, pois permite incorporar as críticas às práticas de saúde...

‣ Política, gestão e participação em Saúde: reflexão ancorada na teoria da ação comunicativa de Habermas

Müller Neto,Júlio Strubing; Artmann,Elizabeth
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
68.23697%
O artigo discute a apropriação da teoria desenvolvida por Habermas para analisar políticas e gestão da saúde. São analisados conceitos fundamentais da teoria discursiva da democracia como política deliberativa, procedimentalismo democrático, esfera pública e sociedade civil. Procura-se demonstrar que os conceitos da política deliberativa estão ancorados nas categorias teóricas básicas da concepção habermasiana da linguagem, a teoria da ação comunicativa (TAC): mundo da vida e sistema; ação comunicativa e discurso; situação ideal de fala. Discute-se a possibilidade de traduzir as categorias apresentadas em categorias analíticas para as políticas e gestão de saúde, como por exemplo, nas experiências de participação social em fóruns deliberativos e seus resultados para a formulação e a implementação de políticas e gestão. Conclui-se que as categorias teóricas mostram grande potencial explicativo e constituem categorias analíticas importantes desde que mediadas e contextualizadas.

‣ Uma aproximação entre liderança transformacional e Teoria da Ação Comunicativa

Vizeu,Fabio
Fonte: Universidade Presbiteriana Mackenzie Publicador: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2011 Português
Relevância na Pesquisa
68.59224%
Desde o trabalho seminal de Burns (1978) sobre liderança transformacional, muitos autores defendem que líderes são bem-sucedidos se não se comportam como gerentes. Longe de representar um argumento sem base teórica, defende-se que o modelo de liderança transformacional pode ser considerado a partir do ponto de vista de teorias sociais mais complexas como a Teoria da Ação Comunicativa, de Habermas. Essa é a proposta deste trabalho, que, considerando a dicotomia entre a ação estratégica e a ação comunicativa, observou os fundamentos ontológicos para a diferenciação entre gerentes e líderes transformacionais. Nesse sentido, reconhecemos que a Teoria da Ação Comunicativa provê análise crítica da liderança transformacional, pois permite uma melhor compreensão de alguns de seus elementos, ao mesmo tempo que questiona outros, provendo um entendimento menos ingênuo sobre o fenômeno da liderança, tal qual aquele apresentado pela visão gerencialista nos estudos da liderança. Uma dessas contribuições é a concepção da liderança transformacional como um fenômeno contextualizado pela liberdade do discurso, propiciando a ação comunicativa a partir de mecanismos organizacionais que são livres de constrangimentos à interação comunicativa...

‣ A Teoria da Ação Comunicativa de Habermas e suas aplicações nas organizações: contribuições para uma agenda de pesquisa

Vasconcelos,Isabella Francisca Freitas Gouveia de; Pesqueux,Yvon; Cyrino,Alvaro Bruno
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2014 Português
Relevância na Pesquisa
68.00575%
Neste ensaio teórico apresentamos elementos da Teoria da Ação Comunicativa de Habermas e a comparamos com a abordagem do poder de Michel Crozier. Discutimos uma possível agenda de pesquisa e apresentamos os artigos selecionados para este número especial da revista.

‣ Valores relativos à competição organizacional e ação comunicativa: um novo olhar sobre o fazer organizacional

Domenico,Silvia Marcia Russi De; Teixeira,Maria Luisa Mendes
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2014 Português
Relevância na Pesquisa
68.145303%
As organizações agem em seu cotidiano por meio de seus stakeholders, que se relacionam em interações mediadas por linguagem de forma estratégica ou comunicativa. Um dos aspectos que subjazem às ações de entidades sociais são valores. Definimos valores relativos à competição organizacional (VRCOs) como crenças socialmente construídas, com significado para um indivíduo ou grupo, que orientam as ações sociais entre stakeholders. Este estudo visou a compreender como os VRCOs se reproduzem nas interações entre pessoas que agem como stakeholders em organizações atuantes em economia de mercado. O estudo foi desenvolvido segundo a abordagem de comensurabilidade paradigmática parcial entre o interacionismo simbólico e a teoria da ação comunicativa. Configurando-se como um estudo de caso, de natureza exploratório-descritivo-explicativa, foi realizado em uma das maiores empresas coligadas ao projeto Economia de Comunhão na liberdade (EdC), no Brasil. Os dados foram coletados mediante entrevistas, observação participante, conversas espontâneas, por meio de documentos e pela análise e interpretação dos resultados, inspiradas na pragmática e na hermenêutica. Vis-à-vis o recorte teórico, os resultados sugerem os valores relativos à competição organizacional como fruto da busca de equilíbrio dinâmico entre as visões de mundo do fundador - do mundo "como deveria ser" e "como ele é" - e as necessidades da organização...

‣ Educação e emancipação: a fundamentação do projeto empreendido por Jürgen Habermas a partir da ação comunicativa

De Lira Santana, José; Henrique Albert Brayner, Flávio (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
68.506714%
Esta tese busca examinar e explicitar, no âmbito da educação, os pressupostos fulcrais da fundamentação do projeto empreendido por Jürgen Habermas a partir da Teoria da Ação comunicativa e as implicações desse empreendimento para a educação. Para tanto, este trabalho discute as categorias, conceitos e argumentos que alicerçam os fundamentos teórico-metodológicos do pensamento de Habermas, assim como sistematiza e avalia o potencial pedagógico da teoria da racionalidade comunicativa, enquanto reconstrução da Teoria Crítica. Desenvolve uma análise do diagnóstico que Habermas realiza sobre a sociedade contemporânea, especialmente sobre as patologias do capitalismo tardio. Descreve a reconstrução desenvolvida por Habermas do discurso filosófico da modernidade. Explicita a produtividade da abordagem habermasiana na efetivação de um processo pedagógico criativo, crítico, emancipatório e libertador. Analisa aspectos da ação educativa a partir dos princípios da Teoria da Ação Comunicativa. A nossa hipótese sobre a validade da teoria de Habermas está centrada na sua visão reconstrutiva da racionalidade e, em conseqüência, dos conhecimentos, nesse caráter, manifesta-se, no nosso entender, a produtividade da teoria habermasiana para a educação; Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

‣ A teoria da ação comunicativa de Jürgen Habermas: conceitos básicos e possibilidades de aplicação à administração escolar

Pinto, José Marcelino de Rezende
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/1995 Português
Relevância na Pesquisa
68.23697%
Neste trabalho buscaremos apresentar uma síntese dos principais conceitos da teoria da ação comunicativa de Jürgen Habermas assim como deduzir algumas de suas implicações para o estudo das organizações. Em particular, buscaremos mostrar que esta teoria se constitui em poderoso instrumento analítico no estudo da estrutura e funcionamento dos conselhos com participação popular que são uma marca característica das sociedades capitalistas contemporâneas. Este estudo tem por base a tese de doutorado Administração e Liberdade: Um estudo do Conselho de Escola à luz da teoria da ação comunicativa de Jürgen Habermas (Pinto, 1994).; It's our aim to present in this paper, the basic concepts from Jürgen Habermas' theory of communicative actions, as well to develop some inferences of this theory for the administration study, specialy the school one.

‣ A teoria da ação comunicativa de Jürgen Habermas: conceitos básicos e possibilidades de aplicação à administração escolar

Pinto, José Marcelino de Rezende
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/1995 Português
Relevância na Pesquisa
68.23697%
It's our aim to present in this paper, the basic concepts from Jürgen Habermas' theory of communicative actions, as well to develop some inferences of this theory for the administration study, specialy the school one.; Neste trabalho buscaremos apresentar uma síntese dos principais conceitos da teoria da ação comunicativa de Jürgen Habermas assim como deduzir algumas de suas implicações para o estudo das organizações. Em particular, buscaremos mostrar que esta teoria se constitui em poderoso instrumento analítico no estudo da estrutura e funcionamento dos conselhos com participação popular que são uma marca característica das sociedades capitalistas contemporâneas. Este estudo tem por base a tese de doutorado Administração e Liberdade: Um estudo do Conselho de Escola à luz da teoria da ação comunicativa de Jürgen Habermas (Pinto, 1994).

‣ UNA COMPRENSIÓN DEL OCIO DESDE LA TEORÍA DE LA ACCIÓN COMUNICATIVA; UMA COMPREENSÃO DO LAZER PELA TEORIA DA AÇÃO COMUNICATIVA; An understanding of leisure via The Theory of Communicative Action

Almeida, Marco Bettine; Universidade de São Paulo; Gutierrez, Gustavo
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/2015 Português
Relevância na Pesquisa
68.30811%
Ese estudio busca contribuir para la comprensión del ocio. Para este análisis, nosotros interpretamos el ocio por la Teoría de la Acción Comunicativa (TAC) de Jürgen Habermas (1987a; 1987b). Primero, procuramos comprender las categorías más importantes de la TAC, especialmente los conceptos de Mundo de la Vida (MV), Sistema Dinero (SD) y Sistema Poder (SP) y, posteriormente, interpretamos el ocio por la TAC. En una segunda etapa, intentamos fortalecer ese referencial al traer otras interpretaciones para el objeto ocio como: ocio y trabajo, ocio y pos-modernismo, ocio y placer; demostrando como el referencial habermasiano puede contribuir para la interpretación del ocio contemporáneo. Para concluir, formulamos una definición de ocio, basada en toda la construcción teórica presentada en el estudio. Este estudio es teórico exploratorio, basado en la comprensión de teorías del ocio, en la referencia habermasiana (TAC) y en la comprensión del ocio por esa referencia. ; Este estudo visa contribuir para a compreensão do lazer. Para isso, nós interpretamos o lazer pela Teoria da Ação Comunicativa (TAC) de Jürgen Habermas (1987a;1987b). Primeiro, objetivamos compreender as categorias mais importantes da TAC, especialmente os conceitos de Mundo da Vida (MV)...

‣ Ação comunicativa, democracia e saúde

Melo,Elza Machado de
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 Português
Relevância na Pesquisa
68.393594%
Procuramos fundamentar com a Teoria da Ação Comunicativa de Habermas a afirmação de que saúde como direito só é possível se for um produto da autonomia de todos os envolvidos, exigindo, portanto, o estabelecimento de uma relação indissociável com a democracia. Inicialmente são apresentados os conceitos de entendimento lingüístico, ação comunicativa, discurso e mundo da vida e como eles se articulam para dar origem a uma teoria social. A seguir, é mostrado como Habermas se utiliza dessa teoria para a formulação de uma Teoria do Direito e da Democracia. Transpondo a Teoria de Habermas para a saúde, chegamos à proposição de que saúde como direito pode ser entendida como resultante do confronto entre, de um lado, os imperativos sistêmicos, mediados pelo dinheiro e pelo poder e, de outro, os processos comunicativos de formação política da opinião e da vontade, próprios do mundo da vida e mediados pela solidariedade. Finalmente, retomando as análises de Illich, Foucault, Pollack, Arouca e outros, procuramos identificar como esses autores tratam aqueles elementos - poder, dinheiro e solidariedade - chegando à conclusão de que a adoção da Teoria da Ação Comunicativa é útil, pois permite incorporar as críticas às práticas de saúde...

‣ Política, gestão e participação em Saúde: reflexão ancorada na teoria da ação comunicativa de Habermas

Müller Neto,Júlio Strubing; Artmann,Elizabeth
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
68.23697%
O artigo discute a apropriação da teoria desenvolvida por Habermas para analisar políticas e gestão da saúde. São analisados conceitos fundamentais da teoria discursiva da democracia como política deliberativa, procedimentalismo democrático, esfera pública e sociedade civil. Procura-se demonstrar que os conceitos da política deliberativa estão ancorados nas categorias teóricas básicas da concepção habermasiana da linguagem, a teoria da ação comunicativa (TAC): mundo da vida e sistema; ação comunicativa e discurso; situação ideal de fala. Discute-se a possibilidade de traduzir as categorias apresentadas em categorias analíticas para as políticas e gestão de saúde, como por exemplo, nas experiências de participação social em fóruns deliberativos e seus resultados para a formulação e a implementação de políticas e gestão. Conclui-se que as categorias teóricas mostram grande potencial explicativo e constituem categorias analíticas importantes desde que mediadas e contextualizadas.