Página 1 dos resultados de 1361 itens digitais encontrados em 0.050 segundos

‣ Conhecimento de acesso livre na Internet para apoiar a inovação e o desenvolvimento de produtos: critérios de análise e sua aplicação; Knowledge of free access avaliable in Internet to support the innovation and product development: criteria for analysis and its application

Coletta, Teresinha das Graças
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/12/2007 Português
Relevância na Pesquisa
68.087295%
Definição de critérios de análise de sites e avaliação da disponibilidade de conhecimento de acesso livre como ferramenta de apoio à inovação e ao desenvolvimento de produto. O conhecimento encontra-se, entre outras formas, disponível em páginas web. Para a criação compartilhada de conhecimento de qualidade e de acesso livre, que atendam aos interesses específicos de pessoas e organizações, assim como sua recuperação, são fundamentais os recursos de Internet. Esse contexto justifica a definição de critérios de análise de sites para identificação da disponibilidade desses recursos. O objetivo desse trabalho é a identificacão e avaliação de sites na Internet, com características de compartilhamento, divulgação e produção de conhecimento de acesso livre, para apoiar a inovação e desenvolvimento de produto. Para atingir o objetivo, inicialmente sistematiza o conhecimento por meio de pesquisa exploratória e procedimentos de pesquisa bibliográfica e documental. Fundamentando-se nas pesquisas, lista portais que possam contemplar o objetivo. Define critérios para análise desses sites com base nas dimensões conteúdo, usabilidade e funcionalidade. Analisa, então, cada uma das dimensões por meio de características e atributos que geram indicadores parciais e um indicador geral por site e permite a análise comparativa entre eles. Dos vinte portais analisados; nenhum contempla todos os atributos; a dimensão conteúdo recebe a melhor pontuação enquanto a dimensão funcionalidade apresenta o desempenho mais negativo; os atributos menos contemplados são acessibilidade...

‣ Características das revistas brasileiras de acesso livre recorte do doaj : directory of open access journals

Duarte, Maria Tereza Ribeiro
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
68.087295%
Estudo descritivo que analisa as revistas brasileiras de acesso livre indexadas no Directory of Open Access Journals (DOAJ). Através da utilização da técnica de pesquisa mista, que congrega métodos quantitativos e qualitativos, analisa as 360 revistas brasileiras de acesso livre indexadas no DOAJ no período de junho de 2003 à março de 2009. Identifica, como parte da pesquisa quantitativa, as características referentes à área do conhecimento, órgão responsável pela publicação, idioma de publicação, utilização de ferramentas de editoração eletrônica e classificação Qualis dos periódicos analisados. Foram identificadas também em quais outras bases de dados multidisciplinares os periódicos analisados estão indexados. As bases identificadas foram: WoS, Scopus, SciELO e Latindex. Investiga como parte da pesquisa qualitativa os motivos que levaram os editores dos periódicos estudados a indexarem suas revistas na base de dados DOAJ, com o intuito de compreender a considerável e crescente participação do Brasil no DOAJ e ao movimento de acesso livre. Como instrumento de coleta de dados para a análise qualitativa foi utilizado o questionário. Os dados quantitativos coletados foram organizados em software de planilha eletrônica e apresentados em forma de gráficos e tabelas ao passo que os dados qualitativos foram analisados e descritos os mais significativos. Os resultados mostraram que 26% do total de revistas analisadas pertencem à área das Ciências Humanas...

‣ Acesso livre ao conhecimento : a mudança do sistema de comunicação da ciência e os profissionais de informação

Rodrigues, Eloy
Fonte: Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas Publicador: Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2004 Português
Relevância na Pesquisa
68.19044%
A aspiração de acesso livre à literatura científica tem crescido nos ùltimos anos, impulsionando o debate em torno do sistema de comunicação da ciência. Neste artigo apresentam-se os objectivos, origens e evolução do movimento do Acesso Livre ao Conhecimento. Referem-se e discutem-se as potencialidades, problemas e limitações de cada uma das vias para a sua efectivação: as revistas de acesso livre e o auto-arquivo em repositórios ou outros sistemas de acesso livre. Conclui-se abordando o papel dos profissionais de informação portugueses face à problemática do acesso à  informação de ciência e tecnologia.; The demand of open access to the scientific literature has grown in the last years, leading the debate about the scholarly communication system. In this paper the objectives, origins and evolution of the Open Access movement are presented. The potential, problems and limitations of each of the strategies of Open Access are discussed: open access journals and self-archiving in repositories and other open archives. In conclusion, the role of the Portuguese information professionals in face of the issues of access to scientific and technical information is analyzed.

‣ Comunicação científica : o papel da Open Archives Initiative no contexto do Acesso Livre; Scholarly communication : the role of OAI in the context of Open Access

Baptista, Ana Alice; Costa, Sely Maria de Souza; Kuramoto, Hélio; Rodrigues, Eloy
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2007 Português
Relevância na Pesquisa
68.2689%
Discute a questão do Acesso Livre ao conhecimento científico, abordando, de maneira sucinta, seus impactos na pesquisa. Discorre sobre algumas das principais questões relacionadas ao uso de tecnologias da informação na comunicação científica, com ênfase em questões recentes, como o auto-arquivamento de trabalhos científicos em repositórios (via verde) e os periódicos científicos eletrônicos de Acesso Livre (via dourada). Tais questões são focadas simultaneamente como uma reação dos pesquisadores ao modelo de negócios vigente nas editoras científicas comerciais e uma conscientização do grande aumento de impacto dos documentos disponibilizados em Acesso Livre. Acrescenta a essa discussão informação sobre as políticas institucionais necessárias à implementação plena do Acesso Livre. Trata das principais tecnologias que suportam o Acesso Livre, tais como sistemas de gestão de repositórios e de revistas científicas que obedecem às especificações OAI. Além disso, discute perspectivas futuras que deverão nortear as políticas, a tomada de decisões e as ações por parte das instituições acadêmicas e governamentais que garantam o Acesso Livre, particularmente nos países lusófonos.; This paper discusses Open Access to scientific knowledge and its impacts on research. It overviews some of the major issues regarding the use of information technologies in scholarly communication activities...

‣ Política de acesso livre para a UFBA : partilhando experiências do RepositóriUM

Rosa, Flávia; Gomes, Maria João; Palácios, Marcos
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
67.914966%
O objetivo deste trabalho é analisar a experiência da Universidade do Minho (UM) com a implantação do seu repositório institucional (RI) que serve de base para a implantação do RI da UFBA, em andamento, e de sua política de acesso livre. Para este estudo, procedeu-se a uma análise de diferentes tipos de documentos, entrevista semi-estrutrada e análise de dados referentes ao acesso ao RepositóriUM, registrados automaticamente pelo software de suporte. Quanto a implantação do RI da UFBA, além da verificação de documentos - portarias procedentes da administração central da universidade - utilizou-se o diário de campo onde estão registradas todas as ações. Por fim apresentam-se os aspectos peculiares adotados pelo RI da UFBA e os elementos inspiradores a partir da experiência da UM.; Universidade do Minho. Centro de Investigação em Educação (CIEd); Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES-Brasil)

‣ A Comunicação Científica e o Acesso Livre ao Conhecimento. Editorial

Gomes, Maria João; Costa, Fernando Albuquerque
Fonte: EDUCOM Publicador: EDUCOM
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /11/2010 Português
Relevância na Pesquisa
68.120566%
Comemorou-se, entre os dias 18 e 24 de Outubro, a Semana Internacional do Acesso Livre, evento que vai já no quarto ano de realização, e ao qual não poderíamos deixar de nos associarmos pelo reconhecimento da importância deste movimento na disseminação, visibilidade e acesso à produção académica e científica. Num tempo em que o conhecimento e a ciência constituem valores essenciais no desenvolvimento das sociedades e em que as profundas crises económicas e financeiras exigem uma crescente justificação dos fundos públicos destinados à investigação, o Movimento do Acesso Livre assume crescente importância, possibilitando não só um acesso gratuito, online, frequentemente acessível a nível mundial, aos resultados da investigação científica, mas também reforçando a intervenção dos investigadores e das instituições na disseminação desse conhecimento, por vezes refém das políticas editoriais de publicações científicas com carácter comercial. O Acesso Livre tem o potencial de democratizar o acesso ao conhecimento, permitindo maximizar os investimentos públicos em investigação científica e contribuir para o próprio desenvolvimento da ciência ao facilitar o acesso aos resultados da investigação e promovendo a visibilidade dos investigadores/autores...

‣ A comunicação científica e o movimento de acesso livre ao conhecimento

Mueller,Suzana Pinheiro Machado
Fonte: IBICT Publicador: IBICT
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2006 Português
Relevância na Pesquisa
67.96202%
Trata do problema da aceitação, pela comunidade científica, dos periódicos eletrônicos de acesso aberto. Propõe a questão da legitimação e legitimidade dessas publicações como elemento essencial para sua plena aceitação. Define legitimação e legitimidade com base em alguns autores. Mostra como a crise dos periódicos da década de 1980 detonou o início do processo de aceitação dos periódicos eletrônicos e como agora o movimento pelo acesso aberto vem crescendo e, ao mesmo tempo, enfrentando barreiras do preconceito e interesses. Nota, como grandes empecilhos ao pleno reconhecimento, o processo de avaliação pelos pares, interesses de segmentos da comunidade científica e interesses das editoras comerciais. Conclui notando o fortalecimento do conceito da necessidade da avaliação prévia e amadurecimento nas idéias pioneiras de democratização na publicação do conhecimento científico e avanço na aceitação das idéias. Mas reconhece também o papel das editoras e das elites de cada área como os poderes com maior influência na direção e velocidade do percurso das publicações eletrônicas de acesso livre e sua incorporação ao sistema de comunicação científica como canais legítimos.

‣ Acesso livre à informação científica digital: dificuldades e tendências

Bomfá,Claudia Regina Ziliotto; Mocellin,Elis Regina; Trzeciak,Dorzeli Salete; Freitas,Maria do Carmo Duarte
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
68.2689%
O artigo discute a questão do acesso livre à informação científica digital. São discutidos aspectos conceituais do acesso livre e apresentados os principais movimentos nacionais e internacionais em favor do acesso livre. Identificam-se repositórios de pesquisas científicas baseados no movimento de acesso livre e apresentam-se dificuldades e tendências. Conclui-se sinalizando mudanças no processo de comunicação científica, com ênfase na amplitude, rapidez e transparência no acesso livre à informação científica.

‣ Repositório Alice: Acesso Livre à Informação Científica da Embrapa.

PONTES, S. D. de C. L. D.; ARRUDA, R. G.; DANTAS, J. de O.; OKAWACHI, M. F.; VACARI, I.; VISOLI, M. C.; SIMAO, V. P.
Fonte: In: CONFERÊNCIA LUSO-BRASILEIRA SOBRE ACESSO ABERTO, 2., 2011, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: IBICT, 2011. Publicador: In: CONFERÊNCIA LUSO-BRASILEIRA SOBRE ACESSO ABERTO, 2., 2011, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: IBICT, 2011.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Formato: não paginado
Português
Relevância na Pesquisa
77.74243%
Discorre sobre a criação do Repositório Alice: Acesso Livre à Informação Científica da Embrapa.; 2011; CONFOA 2011.

‣ Acesso livre: um olhar sobre a preservação digital no Brasil

Vila Nova, Susimery; Galindo Lima, Marcos (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
67.914966%
Estudo sobre o fenômeno do acesso livre à informação científica no Brasil. Constitui por investigar na literatura por indicadores de avaliação de desempenho da preservação digital para Repositórios Institucionais no período de 2000-2010. Tomou como corpus, as informações coletadas por um questionário enviado por e-mail aos dirigentes dos repositórios de 15 Instituições de Ensino Superior brasileiras e por entrevista presencial com dois especialistas do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia. Foram abordados aspectos relacionados ao status quo da preservação digital nos repositórios institucionais analisados, tais como a falta de políticas institucionais de preservação digital e o pouco incentivo do tema no ambiente organizacional dessas instituições. Verificou-se, o desenvolvimento desses repositórios sem os instrumentos necessários para a guarda da memória intelectual e sem garantia de acesso a longo prazo. Almeja-se com os resultados deste estudo, oferecer subsídios aos dirigentes desses repositórios para contribuir no auxílio à avaliação da qualidade e segurança dos serviços prestados pelos repositórios institucionais de acesso livre no Brasil. Conclui-se sugerindo a continuidade do estudo para a construção de um sistema de avaliação meritocrática para o desempenho de Repositórios Institucionais confiáveis; Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

‣ Publicações de acesso livre: tendências entre pesquisadores de universidades públicas do estado do Rio de Janeiro

Chalhub, Tania; Pinheiro, Lena Vania Ribeiro
Fonte: ANCIB : Unb.PPGCI Publicador: ANCIB : Unb.PPGCI
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
68.2689%
GT 7: Produção e Comunicação da Informação em CT&I; Pesquisa descritiva qualitativa sobre os fatores intervenientes nas publicações brasileiras de acesso livre, segundo pesquisadores de universidades públicas do Estado do Rio de Janeiro. Tem como objetivos identificar os principais canais de comunicação científica de acesso livre, utilizados por pesquisadores e analisar os fatores intervenientes na adesão ao auto-arquivamento da sua produção científica. Foram identificados os vinculados a essas universidades com programas de mestrado e doutorado. Foi enviado, via eletrônica, formulário a 62 pesquisadores com Bolsa Produtividade de Pesquisa do CNPq em 2010, atuantes em todas as áreas do conhecimento. O formulário é composto de questões reunidas por conjuntos: comportamento informacional, publicações de acesso livre e adesão a repositórios institucionais. Dos 28 pesquisadores que participaram da pesquisa, a maioria (24) afirmou que já publicou em mais de um canal de comunicação de acesso livre, sendo as revistas científicas e os repositórios (institucionais ou temáticos), os mais presentes, geralmente conjugados. Os resultados apontam, como principal vantagem do acesso livre, a democratização do conhecimento...

‣ O movimento de acesso livre à informação e repercussões nas revistas científicas Ibero-americanas

Oliveira, Eloísa da Conceição Príncipe de; Chalhub, Tania
Fonte: Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia Publicador: Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
67.987705%
A revista científica é parte integrante do sistema de Ciência e Tecnologia e desempenha papel fundamental no processo de comunicação entre cientistas. O acesso livre, sem custos e restrições tem socializado este canal de comunicação científica. Este trabalho tem por objetivo analisar as revistas científicas ibero-americanas que aderiram a esse movimento, integrantes do Directory of Open Access Journals (DOAJ). Especificamente, visa a: (a) identificar as revistas da região ibero-americana incluídas no repositório e suas instituições editoras; (b) identificar a periodicidade das revistas e áreas de cobertura; e (c) verificar a inserção das revistas ao movimento de acesso livre, através de participação em outros espaços virtuais. Os resultados apontam crescente adesão das revistas científicas da região. Em âmbito internacional o Brasil e a Espanha ocupam as segunda e quarta posições. No cenário da região representado no DOAJ por 18 países, Brasil, Espanha e Chile, ocupam da primeira à terceira posição no ranking. Contudo, há variações por país quanto ao momendo de inserção de títulos. As unidades de ensino e pesquisa representam a maioria das instituições editoras. É significante a diversidade das áreas das revistas...

‣ Comunicação científica: o papel da Open Archives Initiative no contexto do Acesso Livre; Schorlarly communication : the role of OAI in the context of Open Access

Baptista, Ana Alice; Costa, Sely Maria de Souza; Kuramoto, Hélio
Fonte: UFSC Publicador: UFSC
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
68.243906%
DOI 10.5007/1518-2924.2007v12nesp1p1; Discute a questão do Acesso Livre1 ao conhecimento científico, abordando, de maneira sucinta, seus impactos na pesquisa. Discorre sobre algumas das principais questões relacionadas ao uso de tecnologias da informação na comunicação científica, com ênfase em questões recentes, como o auto-arquivamento de trabalhos científicos em repositórios (via verde) e os periódicos científicos eletrônicos de Acesso Livre (via dourada). Tais questões são focadas simultaneamente como uma reação dos pesquisadores ao modelo de negócios vigente nas editoras científicas comerciais e uma conscientização do grande aumento de impacto dos documentos disponibilizados em Acesso Livre. Acrescenta a essa discussão informação sobre as políticas institucionais necessárias à implementação plena do Acesso Livre. Trata das principais tecnologias que suportam o Acesso Livre, tais como sistemas de gestão de repositórios e de revistas científicas que obedecem às especificações OAI. Além disso, discute perspectivas futuras que deverão nortear as políticas, a tomada de decisões e as ações por parte das instituições acadêmicas e governamentais que garantam o Acesso Livre, particularmente nos países lusófonos.; [en]This paper discusses Open Access to scientific knowledge and its impacts on research. It overviews some of the major issues regarding the use of information technologies in scholarly communication activities...

‣ Scholarly communication : the role of oai in the context of open access; Comunicação científica: o papel da open archives initiative no contexto do acesso livre 10.5007/1518-2924.2007v12nesp1p1

Baptista, Ana Alice; Universidade do Minho - Portugal; Costa, Sely Maria de Souza; UNB - Brasília - DF; Kuramoto, Hélio; IBICT - Brasília - DF; Rodrigues, Eloy; Universidade do Minho - Portugal
Fonte: Departamento de Ciência da Informação – UFSC Publicador: Departamento de Ciência da Informação – UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 13/12/2007 Português
Relevância na Pesquisa
68.2689%
This paper discusses Open Access to scientific knowledge and its impacts on research. It overviews some of the major issues regarding the use of information technologies in scholarly communication activities, highlighting recent issues such as repository selfarchiving (green road) and Open Access journals (golden road). Such issues are focused both as a reaction of researchers to the current business models of commercial scholarly publishers and as an awareness of the increasingly impact of documents available in Open Access. It adds to this discussion information about the necessary policies to fully implement Open Access. Authors describe the main technology facilities that support Open Access, such as OAI compliant Repositories and Journal Management systems. Moreover, future perspectives that should guide academic and government policies, decisions and actions that can assure Open Access, particularly in Portuguese Speaking Countries, are discussed.; Discute a questão do Acesso Livre ao conhecimento científico, abordando, de maneira sucinta, seus impactos na pesquisa. Discorre sobre algumas das principais questões relacionadas ao uso de tecnologias da informação na comunicação científica, com ênfase em questões recentes...

‣ Acesso livre à informação científica em países em desenvolvimento: o caso dos repositórios “SABER” (Moçambique) e digital da UFMG (Brasil)

Waete, Ranito Zambo; Universidade Federal de Minas Gerais; Moura, Maria Aparecida; Universidade Federal de Minas Gerais; Mangue, Manuel Valente; Universidade Eduardo Mondlane (Moçambique)
Fonte: Departamento de Ciência da Informação – UFSC Publicador: Departamento de Ciência da Informação – UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 12/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
68.087295%
http://dx.doi.org/10.5007/1518-2924.2012v17nesp2p195 Os repositórios institucionais digitais de acesso livre têm proporcionado um forte debate na literatura especializada em publicações eletrônicas; mais focados nas questões sobre o movimento de acesso livre à informação científica. É tema, portanto, da preocupação de todos os atores da comunidade científica, nomeadamente docentes e pesquisadores, editores científicos, comunidades científicas, bibliotecas universitárias e provedores de acesso e de serviços. Descreve-se os repositórios institucionais de acesso livre à informação científica “Saber” (Moçambique) e Digital da UFMG (Brasil) que têm como principal objetivo preservar, organizar, divulgar e disseminar a produção científica das instituições de ensino superior e de pesquisa, utilizando o software livre DSpace.

‣ Repositórios institucionais de acesso livre no Brasil: estudo Delfos

Santos Junior, Ernani Rufino dos; Universidade de Brasília - UnB
Fonte: Revista Ibero-Americana de Ciência da Informação Publicador: Revista Ibero-Americana de Ciência da Informação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 02/06/2015 Português
Relevância na Pesquisa
67.987705%
A filosofia do acesso livre ao conhecimento científico surgiu da dificuldade das bibliotecas universitárias de todo mundo em manter atualizadas as assinaturas das coleções de periódicos científicos. Os repositórios institucionais são uma das ferramentas que se mostram como alternativa para a comunicação da Ciência livre de barreiras de acesso. A pesquisa tem por objetivo verificar quais são as perspectivas futuras das atuais políticas de implementação de repositórios institucionais de acesso livre no Brasil na opinião de especialistas na área, tendo como base a análise do estado da arte das implementações de Repositórios Institucionais no Brasil. Neste trabalho, a pesquisa é dividida em três etapas: a primeira consiste na coleta de dados descritivos dos repositórios institucionais da Universidade de Brasília (RIUnB) e do Superior Tribunal de Justiça (BDJur-STJ); já na segunda etapa de pesquisa, procede-se à consulta aos especialistas indagando-os acerca da situação atual das implementações de repositórios institucionais no Brasil; e, por fim, na terceira etapa de pesquisa consultamos estes mesmos especialistas sobre os desdobramentos futuros destas políticas no País. Utilizamos da técnica Delfos de pesquisa...

‣ Why Open Access for Brazil? | Por que acesso livre no Brazil?

Swan, Alma
Fonte: Ibict Publicador: Ibict
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 19/09/2008 Português
Relevância na Pesquisa
68.087295%
Abstract This paper defines Open Access and describes how it works. It reviews the reasons why Brazilian researchers should adopt it for their work, what benefits it brings , and why Brazilian research institutions and funders should require that work carried out by their researchers is made Open Access. The contrast is made between the ‘traditional’ system for publishing research findings and an Open Access research corpus for Brazil in terms of visibility and impact for Brazilian research.Keywords Open Access, research publication, science in Brazil, science communicationResumo Este artigo define Acesso Livre e descreve seu funcionamento. Faz-se uma revisão dos motivos pelos quais os pesquisadores brasileiros devem adotá-lo no seu trabalho, os benefícios que traz, e por que as instituições de pesquisa e agências de fomento no Brasil deveriam requere que o trabalho de seus pesquisadores seja posto em Acesso Livre. Destaca-se o contraste entre osistema ‘tradicional’ de publicação de resultados de pesquisa e um corpo de trabalho em Acesso Livre em termos de visibilidade e impacto na pesquisa brasileira.Palavras-chave Acesso Livre, publicação de pesquisa, ciência no Brasil, comunicação científica

‣ El paradigma del acceso libre a la gestión de la información científica en ciencias marinas|The paradigm of open access to scientific information management in the marine sciences |O paradigma do acesso livre à informação científica nas ciências marinhas

Wulff, Enrique; Instituto de Ciencias Marinas de Andalucía (CSIC)
Fonte: Ibict Publicador: Ibict
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 22/09/2008 Português
Relevância na Pesquisa
67.914966%
Resúmen El concepto de acceso abierto a las publicaciones juega un papel clave en la economía de la información. La conciencia de muchos de sus beneficios se realiza a expensas del precio y del número de las fuentes de información. A través de un análisis de los diferentes casos de estudio, se presentan las “lecciones aprendidas” y se deducen diversas conclusiones acerca de las características fundamentales de la política de apoyo y del marco legislativo en que se basan diferentes ideas tributarias de la imagen de mejor práctica que tiene el acceso abierto en ciencias marinas.Palabras clave ciencias marinas, acceso abierto, repositoriosAbstract The open access concept to the publications shows a key role in the information economy. The conscience of much of its profits is attained in spite of its price and the number of information sources. Throughout the analysis of different cases of study, the “learned lessons” are presented and diverse conclusions are deduced on the fundamental characteristics of the support policies and law frames which base the tributary ideas of the best practice image that open access offers in marine sciences.Keywords marine sciences, open access, repositoriesResumo O conceito de acesso livre às publicações desempenha um papel chave na economia da informação. A consciência de muitos dos seus benefícios é alcançada apesar do preço e do número das fontes de informação. Através de uma análise de diversos estudos de caso...

‣ Comunicação científica: o papel da Open Archives Initiative no contexto do Acesso Livre

Baptista, Ana Alice; Costa, Sely Maria de Souza; Kuramoto, Hélio; Rodrigues, Eloy
Fonte: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia Publicador: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion;
Publicado em 18/01/2008 Português
Relevância na Pesquisa
68.21282%
Discute a questão do Acesso Livre1 ao conhecimento científico, abordando, de maneira sucinta, seus impactos na pesquisa. Discorre sobre algumas das principais questões relacionadas ao uso de tecnologias da informação na comunicação científica, com ênfase em questões recentes, como o auto-arquivamento de trabalhos científicos em repositórios (via verde) e os periódicos científicos eletrônicos de Acesso Livre (via dourada). Tais questões são focadas simultaneamente como uma reação dos pesquisadores ao modelo de negócios vigente nas editoras científicas comerciais e uma conscientização do grande aumento de impacto dos documentos disponibilizados em Acesso Livre. Acrescenta a essa discussão informação sobre as políticas institucionais necessárias à implementação plena do Acesso Livre. Trata das principais tecnologias que suportam o Acesso Livre, tais como sistemas de gestão de repositórios e de revistas científicas que obedecem às especificações OAI. Além disso, discute perspectivas futuras que deverão nortear as políticas, a tomada de decisões e as ações por parte das instituições acadêmicas e governamentais que garantam o Acesso Livre, particularmente nos países lusófonos. Acesso ao texto completo (PDF)

‣ A comunicação científica e o movimento de acesso livre ao conhecimento

Mueller, Suzana Pinheiro Machado
Fonte: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia Publicador: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion;
Publicado em 08/07/2007 Português
Relevância na Pesquisa
67.9976%
Trata do problema da aceitação, pela comunidade científica, dos periódicos eletrônicos de acesso aberto. Propõe a questão da legitimação e legitimidade dessas publicações como elemento essencial para sua plena aceitação. Define legitimação e legitimidade com base em alguns autores. Mostra como a crise dos periódicos da década de 1980 detonou o início do processo de aceitação dos periódicos eletrônicos e como agora o movimento pelo acesso aberto vem crescendo e, ao mesmo tempo, enfrentando barreiras do preconceito e interesses. Nota, como grandes empecilhos ao pleno reconhecimento, o processo de avaliação pelos pares, interesses de segmentos da comunidade científica e interesses das editoras comerciais. Conclui notando o fortalecimento do conceito da necessidade da avaliação prévia e amadurecimento nas idéias pioneiras de democratização na publicação do conhecimento científico e avanço na aceitação das idéias. Mas reconhece também o papel das editoras e das elites de cada área como os poderes com maior influência na direção e velocidade do percurso das publicações eletrônicas de acesso livre e sua incorporação ao sistema de comunicação científica como canais legítimos. Acesso ao texto completo (PDF)