Página 1 dos resultados de 61 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

‣ Activos Intangíveis no Contexto da Avaliação de Empresas

Azevedo, Anabela Palmira Fontes
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
742.41586%
Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Ciências Empresariais; Já lá vai o tempo em que saber quanto vale uma empresa era apenas necessário quando se pretendia efectuar uma aquisição ou fusão, que ocorria com uma frequência relativa. Na última década, e um pouco por todo o mundo, tem-se assistido a movimentos de concentração de empresas. Paralelamente, os grandes grupos económicos desenvolvem estratégias de diversificação sectorial e geográfica. Deste modo processo de avaliação de uma empresa é de vital importância neste contexto. Para um conhecimento mais aprofundado desta matéria, é sempre necessário ter presente que as empresas são constituídas por diversos tipos de activos. Em consonância com as actividades que desenvolvem estes activos são divididos e classificados em dois grandes grupos: tangíveis e intangíveis. Este trabalho tem como objectivo o conhecimento de metodologias para mensuração dos activos intangíveis, no âmbito da avaliação da empresa. Demonstra-se nesta investigação que múltiplos intangíveis contribuem e têm um impacto nos resultados das empresas. Foi também concluído que não existe consenso quanto ao método de valorização de activos intangíveis a utilizar.; It’s has been a long time since companies only wanted to know its value when one acquisitions or mergers were considered which occurred with relative frequency in the past. In the last decade...

‣ O valor dos activos intangíveis e o capital intelectual

Martins, Catarina
Fonte: EDICONTA Publicador: EDICONTA
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
744.3295%
Vivemos numa era onde o domínio do conhecimento e a informação constituem a base de sucesso das empresas. As pessoas são, hoje em dia, o activo mais importante de uma empresa, assim como o é, o trabalho e os processos que desenvolvem, o que em última análise constitui o conhecimento da empresa, representado pelas suas patentes, bases de dados, processos práticos, sistemas de informação, etc. Como denominar, quantificar e contabilizar estes elementos? Como explicar, que no final de 1997 os activos da Microsoft fossem apenas 6% do seu valor de mercado e que os da Coca-Cola fossem ainda menos - 4%? O que é, e como se gera esse enorme “valor escondido”? Surge a noção de Capital Intelectual como sendo tudo aquilo que existe na empresa e lhe confere vantagem competitiva. Este é progressivamente o activo mais importante e o recurso produtivo mais valioso das empresas. No entanto, a contabilidade continua a centrar-se exclusivamente no capital físico e financeiro quantificável. Nos últimos anos têm surgido inúmeros estudos relativos ao capital intelectual gerado pelas empresas, as quais desenvolvem as suas actividades num meio onde são os valores de caracter imaterial aqueles que produzem fontes de vantagens competitivas e o que diferencia as empresas umas das outras. É fundamental que a Contabilidade reconheça esta informação e a possa disponibilizar aos accionistas...

‣ Capital intelectual : uma análise exploratória

Martins, José Luís
Fonte: Instituto Politécnico de Leiria Publicador: Instituto Politécnico de Leiria
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2005 Português
Relevância na Pesquisa
527.2439%
Dissertação apresentada à Faculdade de Economia da Universidade do Porto no âmbito do Mestrado em Ciências Empresariais, Especialização em Contabilidade.; Partindo da premissa de que o principal objectivo da empresa e de seus gestores consiste na maximização do capital nela investido, observa-se que os gestores deverão preocupar-se com a criação de riqueza dentro da empresa, procurando continuamente incrementar e optimizar a criação de valor pela organização e também mensurá-la. Acresce que, a importância e a participação dos activos intangíveis dentro deste processo de criação de valor tem crescido ao longo dos anos. Neste contexto, e considerando a importância dos intangíveis, este trabalho apresenta um estudo exploratório realizado no âmbito de empresas portuguesas, com o objectivo de investigar a presença, os inter-relacionamentos e a importância dos activos intangíveis, agrupados e estruturados sob o conceito de capital intelectual, assim como algumas das decisões e atitudes dos gestores acerca destes elementos que constituem o capital intelectual da organização. Primeiramente, procuramos, dentro da vasta literatura sobre capital intelectual, efectuar uma revisão da mais significativa. Daremos ênfase aos contributos teóricos e empíricos relativos à mensuração e divulgação do capital intelectual. Na segunda parte...

‣ Activos intangíveis: impacto da adopção das IAS ao nível das despesas de I&D

Sá, Carla Solange Valente França de
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
537.8218%
A partir de 2005, as entidades com valores admitidos à negociação nos mercados regulamentados da União Europeia (UE) passaram a apresentar as suas demonstrações financeiras consolidadas segundo as IAS/IFRS adoptadas pela UE. A presente dissertação de Mestrado tem por objectivo analisar o tratamento contabilístico em matéria de Activos Intangíveis nas contas consolidadas das entidades com valores admitidos à negociação na Euronext Lisbon, nomeadamente, as Despesas de Investigação e Desenvolvimento, no período de transição do antigo normativo nacional (PCGA) para as IAS/IFRS, designadamente, a IAS 38 – Activos Intangíveis. Por outro lado, investiga-se o comportamento das entidades ao nível dos impactos sentidos no período da adopção nos Activos Intangíveis no que diz respeito às Despesas de Investigação e Desenvolvimento e, analisa-se o seu Reconhecimento e Divulgação em anos subsequentes. Deste modo, além da identificação do tipo de informação divulgada nas notas anexas, afere-se o grau de cumprimento com o disposto na IAS 38. Da análise efectuada verificou-se alterações significativas ao nível dos activos intangíveis, nomeadamente no que concerne às despesas de investigação e desenvolvimento...

‣ Efeito da aplicação da Norma Internacional de Contabilidade Nº 38: activos intangíveis - na Península Ibérica

Silva, Paulo Jorge Ferreira da
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
745.8271%
A importância do tema activos intangíveis, levaram-nos a efectuar este estudo com os seguintes objectivos:analisar o impacte ocorrido nas Demonstrações Financeiras elaboradas de acordo com o normativo nacional dos países da Península Ibérica e o normativo internacional, para uma mesma data, ao nível dos intangíveis: Goodwill, Despesas de Investigação e Desenvolvimento, Marcas, Patentes e analisar o tipo de divulgação que as empresas relatam relativamente a estes activos intangíveis. A especificidade do assunto e a raridade, ou mesmo inexistência, de estudos que tenham por base dados de empresas Portuguesas e Espanholas obrigadas a adoptar a NIC 38, levou-nos ao desenvolvimento de uma análise comparativa dos efeitos antes e pós aplicação do referido normativo. Este trabalho de investigação focaliza o seu estudo para o processo de transição na aplicação do novo normativo por parte das empresas não financeiras com valores admitidos à negociação pertencentes ao PSI – 20 e IBEX-35 . Do estudo efectuado, concluímos que, no caso da Península Ibérica, os activos intangíveis Goodwill e Investigação e Desenvolvimento diminuíram essencialmente devido às restrições no reconhecimento dos mesmos. No que diz respeito aos activos intangíveis Marcas e Patentes o estudo revelou-se pouco relevante devido à escassez de informação relatada pelas empresas. Contudo ambos os normativos de Portugal e Espanha...

‣ Impacto da adoção da NCRF 6 "Ativos Intangíveis" do SNC

Ferreira, Helena Maria dos Santos
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
515.25836%
Na linha do processo de harmonização contabilística europeia, a 1 de janeiro de 2010 entrou em vigor em Portugal o Sistema de Normalização Contabilística (SNC), revogando o Plano Oficial de Contabilidade (POC) e legislação complementar. A presente dissertação tem como objetivo analisar o impacto da transição do POC para o SNC no que se refere aos ativos intangíveis, através de um estudo de caso múltiplo, tendo por base as demonstrações financeiras (DF) de um conjunto de seis empresas que até ao exercício de 2009 elaboraram e apresentaram as suas DF individuais de acordo com o POC e que, por força da transição de normativos, a partir de janeiro de 2010 viram-se obrigadas a apresentar as mesmas em conformidade com o SNC. Com esta investigação pretende-se averiguar o efeito da aplicação da NCRF 6 – Ativos intangíveis (NCRF 6) do SNC no valor dos ativos intangíveis, na posição financeira e no desempenho destas empresas, bem como nos seus indicadores económico financeiros. Da análise efetuada à informação do período de 2009 preparada segundo os dois normativos, verificou-se que a aplicação da NCRF 6 originou valores distintos em determinadas componentes do balanço e da demonstração dos resultados e...

‣ Cumprimento dos requisitos de divulgação dos ativos intangíveis

Couto, Maria Armanda de Freitas
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
515.25836%
O presente estudo tem como desiderato identificar o grau de cumprimento dos requisitos de divulgação dos ativos intangíveis descritos na NCRF 6 e analisar quais são os fatores que mais influenciam o cumprimento das divulgações obrigatórias exigidas pela Norma Contabilística e de Relato Financeiro 6 – Ativos Intangíveis, através da análise das Demonstrações Financeiras e Anexo das 500 maiores empresas do Ranking da Revista Exame de 2010, sujeitas ao regime geral do Sistema de Normalização Contabilística e com relatórios disponíveis na Internet, dos anos de 2010 (ano de transição) e 2011. A metodologia utilizada para obter as respostas às questões formuladas e alcançar os objetivos propostos foi a análise de conteúdo das Demonstrações Financeiras e Anexo de uma amostra de 37 empresas portuguesas com valores não cotados. Os dados recolhidos em 2010 e 2011 permitiram a construção de um índice de divulgação dos Ativos Intangíveis e a identificação dos fatores explicativos da divulgação. Foram testadas seis hipóteses de associação entre o índice e seis variáveis explicativas através do uso das análises, estatística descritiva, normalidade, diferenças nas médias, correlação e regressão. Os resultados dos testes mostram que a média do índice de divulgação dos Ativos Intangíveis é de 30% e...

‣ O capital intelectual no sector público

Marques, Maria da Conceição da Costa
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /11/2004 Português
Relevância na Pesquisa
522.07074%
Com a denominação de Capital Intelectual pretende-se reconhecer o conjunto de activos intangíveis de que dispõe uma organização. Os administradores das entidades públicas gerem activos intangíveis, tanto ou mais que os seus colegas das empresas privadas, o que justifica o seu crescente interesse nos progressos do Capital Intelectual. É, de qualquer modo, um tanto difícil aplicar ao sector público modelos desenhados para as empresas, tanto mais que os objectivos das administrações públicas diferem das empresas privadas, como a maximização do resultado ou a criação de valor para o accionista. Os recursos humanos, com os seus conhecimentos, habilidades e atitudes são fundamentais para que a entidade atinja os seus objectivos. A determinação do Capital Intelectual permite o estabelecimento de objectivos realistas assim como a pronta resolução dos problemas. Este trabalho é de duplo objectivo: analisar os distintos critérios propostos na literatura para diferenciar entre tipos de Capital Intelectual e propor um modelo de Capital Intelectual adaptado às características especiais do sector público. Apresentam-se também alguns indicadores de gestão do Capital Intelectual destinados ao sector público, agrupados em várias categorias.

‣ O Balanced Scorecard no sector de controlo contabilístico

Madeira, Carla Sofia da Silva
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /07/2011 Português
Relevância na Pesquisa
515.2183%
Mestrado em Contabilidade e Gestão das Instituições Financeiras; A gestão das organizações é por si só um grande desafio! Os sistemas tradicionais de informação para a gestão, no geral, não respondem eficazmente a este desafio, pois apresentam numerosas debilidades e insuficiências, por se basearem em indicadores económicos e financeiros de aferição do desempenho passado. Com o desenvolvimento das tecnologias de informação e comunicações, tornou-se necessário dar especial atenção á valorização dos intangíveis nas organizações. Estes traduzem-se em factores críticos de sucesso para a competitividade das organizações. O Balanced Scorecard complementa os indicadores financeiros de desempenho passado com medidas sobre os chamados activos intangíveis que impulsionam o desempenho futuro. Incorpora deste modo medidas financeiras e não financeiras. É necessário que a organização tenha uma visão e uma missão, constituindo o ponto de partida para a estratégia. Os seus valores deverão estar perfeitamente interligados com a sua missão. A definição da visão da organização constitui um passo crucial para a implementação do Balanced Scorecard. As quatro perspectivas principais do Balanced Scorecard traduzem-se na perspectiva financeira...

‣ A relação dos activos intangíveis com a estrutura financeira das empresas

Leote, Francisco José Mendes; Rita, Rui Manuel Sobral
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2007 Português
Relevância na Pesquisa
527.2439%
Comunicação apresentada em XVII Jornadas Luso Espanholas de Gestão Científica, Logrono; O investimento em intangíveis constitui um factor relevante nas empresas, nomeadamente ao nível do seu impacto sobre a estrutura financeira da empresa. Este impacto surge da relação destes com o valor da empresa e com a decisão de financiamento. A literatura financeira aponta uma relação positiva com o valor, especificamente, ao nível I&D mas também é apontado o constrangimento em termos de financiamento deste tipo de activos. Sendo apontado uma relação negativa com o endividamento em virtude dos problemas de agência, assimetria de informação e insolvência (valor colateral) associado a estes activos. Estes factos levam a que o autofinanciamento surja como principal fonte de financiamento deste tipo de investimento. Os resultados empíricos evidenciam os argumentos da relação positiva com o valor e os constrangimentos no financiamento externo mas também parecem evidenciar que o I&D sofre menos destes problemas que os outros tipos de intangíveis.

‣ Divulgação de informação sobre capital intelectual em Portugal: factores determinantes da divulgação de informação sobre capital intelectual: estudo empírico de empresas do sector financeiro e de sectores não financeiros

Cruz, Juliana Catarina Santos
Fonte: Escola Superior de Ciências Empresariais Publicador: Escola Superior de Ciências Empresariais
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
515.2183%
Dissertação de Mestrado em Contabilidade e Finanças; Esta dissertação tem como objectivo principal a análise do nível de divulgação de informação sobre capital intelectual por parte das organizações da amostra. Ao longo do tempo, tem-se verificado que o valor contabilístico de uma organização difere do seu valor de mercado e que este gap resulta em parte da dificuldade de reconhecimento e mensuração dos activos intangíveis. O capital intelectual engloba, também, os intangíveis que não são reconhecidos, por não cumprirem os requisitos da definição de activo, mas que criam valor. Daí a relevância da sua divulgação. Da literatura analisada, encontramos um consenso quanto ao facto de o capital intelectual ser caracterizado como um modelo constituído por três componentes: Capital Humano, Capital Relacional e Capital Estrutural. Destacamos, ainda, o papel da teoria na tentativa de explicação da divulgação voluntária de informação, neste caso, sobre capital intelectual. Utilizamos a análise de conteúdo para proceder à recolha de informação sobre capital intelectual e à análise descritiva e estatística. Testamos a relação entre a dimensão, o sector de actividade, a idade e o coeficiente de endividamento de cada organização e o nível de divulgação de informação relativa ao capital intelectual e os seus componentes. Aplicamos a regressão logística para validar as hipóteses. Verificamos...

‣ Activos intangíveis numa empresa de prestação de serviços - transição do POC para SNS

Correia, Ana Isabel Franco
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
737.8218%
Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais; O Sistema de Normalização Contabilística (SNC) enquadra-se na estratégia da União Europeia e na necessidade de procurar a harmonização contabilística que promova uma maior integração no mercado único europeu. Neste trabalho de projecto pretende-se analisar as principais diferenças qualitativas e quantitativas entre o novo sistema de normalização contabilística e o plano oficial de contabilidade (POC) no tocante aos activos intangíveis de uma empresa de serviços. Em termos qualitativos, a transição para o novo sistema contabilístico reflectiu-se em mudanças significativas na definição, reconhecimento, mensuração e divulgação dos activos intangíveis. O impacto de adopção do novo sistema contabilístico aos activos intangíveis da empresa estudada, concretamente nas carteiras de clientes adquiridas, foi sobretudo no cálculo da vida útil estimada, que deverá passar de 5 para 12 anos. Este ajustamento, conjuntamente com o desreconhecimento de cerca de 38 % dos contratos de manutenção em elevadores, teve um impacto de 2.790.307,92 euros no valor total do activo intangível e cerca de 741.410,65 euros no capital próprio.

‣ Divulgação de informação e direitos de inscrição desportiva sobre jogadores: Estudo da IAS 38 em clubes de futebol europeus

Cunha, Ricardo Gil Dias Lopes da
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 05/08/2010 Português
Relevância na Pesquisa
529.1443%
Mestrado em Contabilidade; A divulgação de informação sobre activos intangíveis é uma das questões que actualmente centra o interesse de investigadores e profissionais da contabilidade. O interesse por este tema deve-se à necessidade de divulgar informação sobre um conjunto de activos que, embora não apareçam reflectidos explicitamente nas demonstrações financeiras, produzem valor competitivo para as empresas. A dimensão económica do futebol, como espectáculo desportivo à escala mundial tornou premente a criação de regulamentação específica, no sentido de oferecer melhores instrumentos de gestão aos clubes desportivos profissionais. Os direitos desportivos sobre jogadores de futebol constituem um dos activos essenciais, exigindo adequado reconhecimento e mensuração dos mesmos nas demonstrações financeiras. Nesta medida, investigam-se os pressupostos teóricos enquadrados na norma do IASB que prescreve o tratamento contabilístico dos activos intangíveis e procede-se a uma revisão crítica da literatura sobre as matérias mais controversas da actualidade. O estudo apresentado tem como objectivo apurar o grau de cumprimento dos clubes de futebol europeus face aos normativos contabilísticos observados...

‣ Os activos intangíveis nas sociedades anónimas desportivas portuguesas e sua influência na cotação das suas acções

Feliciano, Pedro Miguel Barata
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 09/08/2011 Português
Relevância na Pesquisa
734.3174%
Mestrado em Gestão; Em Portugal e em praticamente todo o Mundo, com especial relevo para a Europa e a América do Sul, o futebol é considerado como o desporto rei. É um desporto que move massas todos os fins-de-semana, com as visitas ao estádio dos sócios e adeptos para assistirem aos jogos da liga e durante a semana, através da compra de jornais desportivos. Os principais actores deste espectáculo desportivo de massas são os jogadores de futebol. Desta forma, e uma vez que os mesmos podem ser transaccionados através de transferência entre clubes, os jogadores de futebol estão incluídos nas demonstrações financeiras das Sociedades Anónimas Desportivas portuguesas. No entanto, a sua contabilização está longe de ser homogénea. Destaca-se sobretudo a diferença entre a contabilização de direitos sobre jogadores formados pelos clubes e a contabilização de direitos sobre jogadores adquiridos externamente. Ainda assim, a contabilização destes direitos revela-se de grande importância para os investidores, pelo facto de os mesmos serem considerados activos intangíveis. Activos esses que consubstanciam uma grande e importante parte do activo das demonstrações financeiras das Sociedades Anónimas Desportivas. Por esse facto...

‣ A problemática dos intangíveis : análise do sector da aviação civil em Portugal

Lopes, Ilídio Tomás
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
641.53812%
O conhecimento emergiu nas últimas décadas, como a nova fonte do valor empresarial, substituindo alguns dos factores de produção tradicionais. Várias foram as teorias e conceptualizações desenvolvidas em torno desta nova matéria-prima, traduzida pelas mais diversas designações: activos do conhecimento à luz da teoria económica, capital intelectual à luz das teorias de gestão ou simplesmente activos intangíveis numa abordagem contabilística. A agregação das suas múltiplas componentes tem determinado o surgir de diversos modelos que procuram identificar os recursos intangíveis que mais contribuem para o posicionamento estratégico e financeiro de uma organização. A transformação dinâmica daquela nova matéria prima parece constituir a base de vantagens competitivas sólidas, consistentes e sustentáveis. O nosso estudo teve como base o sector da Aviação Civil em Portugal, na actividade específica de transporte aéreo. Através de uma análise exploratória, procurámos identificar a importância atribuída aos intangíveis, os critérios subjacentes ao seu reconhecimento e mensuração e o volume de investimento a eles afecto. A implementação de uma gestão alicerçada no conhecimento, ou seja baseada nos intangíveis...

‣ Valoração de activos intangíveis: o caso dos jogadores de futebol

Borges, Sérgio Filipe Almeida
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
722.0708%
O futebol que no inicio do século XX era praticado a título amador desenvolveu-se de tal forma que hoje representa uma industria que movimenta milhões de euros à escala mundial e onde os jogadores são o elemento chave, o elemento de maior valor. Devido a essa importância dos jogadores de futebol, o objectivo desta dissertação passa por avaliar os jogadores de futebol (suas habilidades) que são reconhecidos como activos intangíveis. O valor do jogador é estimado, através do método de preços hedônicos, recorrendo as características ex ante do jogador, do clube comprador, do clube vendedor, dos países envolvidos e do “timing” da transferência.; Football in the early 20th century was very amateur but since then has developed so much that today represents a worldwide industry that moves millions of Euros and which players are the key elements, since they are the element of highest value. Due to the importance football now has, the goal of this project is to evaluate football players (more specifically their talent) which are intangible assets. The player's value is estimated, by the method of hedonic prices, using the ex ante characteristics of the player, the buyer club, the seller club, the countries involved and the timing of the transfer.; Mestrado em Economia

‣ Activos intangíveis nas sociedades anónimas desportivas: o caso dos jogadores de futebol

Barroso, José
Fonte: Escola Superior de Ciências Empresariais Publicador: Escola Superior de Ciências Empresariais
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /02/2011 Português
Relevância na Pesquisa
732.76734%
Dissertação de Mestrado em Contabilidade e Finanças; Este trabalho aborda a problemática dos Activos Intangíveis nas Sociedades Anónimas Desportivas, mais propriamente, a contabilização dos jogadores de futebol, bem como a importância destes nos seus activos. O futebol deixou de ser uma actividade de mero entretenimento, onde os clubes eram geridos pelos associados, passando a ser uma actividade com finalidades económicas, onde se exige organização, suportes jurídico e contabilístico próprios, passando a gestão destes a ser feita por profissionais especializados. Durante essa transição é criada a figura jurídica da Sociedade Anónima Desportiva. Os jogadores de futebol são cada vez mais importantes para o património dos clubes, pelo que a forma de contabilização dos mesmos torna-se um aspecto relevante nas demonstrações financeiras das Sociedades Anónimas Desportivas. A compra e venda dos jogadores envolvendo, por vezes, milhões de euros, bem como a formação interna destes, contribuem, de uma forma relevante, para o valor dos activos das Sociedades Anónimas Desportivas. O objectivo deste trabalho, é aprofundar o estudo sobre a contabilização dos direitos dos jogadores, bem como indagar o peso destes nos activos das SADs. Para a concretização deste objectivo foram analisados os relatórios e contas dos três maiores clubes portugueses...

‣ Proposta de balanced scorecard para a gestão estratégica de uma empresa de correio expresso

Fernandes, Carla Sofia de Jesus Mósca
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2008 Português
Relevância na Pesquisa
522.07074%
Com a transição da Era Industrial para a Era do Conhecimento, o paradigma de valor foi alterado. A criação de valor, diferenciação e vantagem competitiva passam a advir de activos intangíveis como know-how e conhecimento, oferta de produtos e serviços inovadores e relacionamento com clientes e fornecedores. Os sistemas de gestão tradicionais baseados apenas em dados financeiros (tangíveis) deixam de ter condições para orientar as organizações nos desafios complexos deste novo ambiente, sendo necessário encontrar novas soluções. Neste contexto, esta dissertação tem como objectivo desenvolver uma proposta de mapa estratégico para uma empresa privada prestadora de serviços de correio expresso ‘ECE’, relacionando os seus objectivos estratégicos globais sob as quatro perspectivas do Balanced Scorecard. Esta ferramenta irá ajudar a esclarecer a estratégia, mostrando com clareza a criação de valor para os clientes e accionistas, os processos internos necessários para essa criação de valor e os activos intangíveis que permitem executar esses processos de forma excelente. Adicionalmente, proporciona à gestão e a todos os colaboradores uma percepção clara de como as suas funções estão ligadas aos objectivos estratégicos globais da empresa...

‣ Determinantes do crescimento das PME's portuguesas

Almeida, Alcina Fátima Fontes de
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2008 Português
Relevância na Pesquisa
522.07074%
Na presente dissertação estudamos empiricamente os factores determinantes do crescimento das PME`s Portuguesas. Para o efeito utilizamos uma amostra de 1383 PME`s Portuguesas para o período entre 1999 e 2005. Consideramos duas medidas de crescimento: 1) crescimento do activo; e 2) crescimento das vendas. Como factores determinantes do crescimento das PME`s Portuguesas, os determinantes usualmente utilizados na literatura: 1) dimensão; 2) idade; 3) activos intangíveis; 4) financiamento interno (cash flows) e; 5) financiamento externo (endividamento total, e a sua posterior sub divisão em endividamento de curto e de longo prazo). Metodologicamente usamos regressões OLS com o objectivo de estimar as relações entre determinantes e crescimento. Os resultados indicam-nos que: 1) se rejeita a “Lei” de Gibrat´s, sendo o crescimento das PME`s Portuguesas dependente da prévia dimensão; 2) a maior idade das PME`s Portuguesas traduz-se num menor crescimento; 3) os activos intangíveis só contribuem para o acrescimento do crescimento das PME`s Portuguesas a partir de um nível mínimo de crescimento das PME`s Portuguesas; 4) o financiamento interno é relevante para o crescimento das PME`s Portuguesas; e 5) o efeito do financiamento externo sobre o crescimento das PME`s Portuguesas depende das medidas de financiamento externo e dimensão consideradas.

‣ A utilização dos activos intangíveis como agentes de melhoria do desempenho organizacional

Dias Jr.,Claudelino; Possamai,Osmar; Gonçalves,Ricardo Jardim
Fonte: INDEG-IUL - ISCTE Executive Education Publicador: INDEG-IUL - ISCTE Executive Education
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 Português
Relevância na Pesquisa
739.8849%
O presente artigo tem por objectivo demonstrar a possibilidade de utilização dos activos intangíveis organizacionais para a obtenção de melhores graus de eficiência organizacional como um diferencial de competitividade. Para tanto, propõe-se uma caracterização dos activos intangíveis considerados internos às organizações através de pesquisa exploratória do tema, enumerando elementos que possam servir de base para a gestão desses activos. Pressupondo que, da efectiva identificação da contribuição dos activos intangíveis no contexto de manufactura, se possa obter o cálculo dos reais índices de eficiência operacional utilizando-os de forma a racionalizar o desempenho das actividades de transformação de bens e serviços.