Página 1 dos resultados de 15 itens digitais encontrados em 0.012 segundos

‣ Modelação da rede de fracturação para o planeamento da exploração de rochas ornamentais

Aguiar, José
Fonte: Instituto Superior Técnico Publicador: Instituto Superior Técnico
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
59.130225%
Este trabalho apresenta um sistema informático de apoio ao planeamento de explorações de Rochas Ornamentais que tem por base a modelação e a simulação das redes de fracturação a partir de atributos geométrico-espaciais das fracturas observadas nas explorações. O sistema tira proveito das potencialidades gráficas oferecidas pelo ambiente Windows, proporcionando a qualquer utilizador uma rápida integração. Dividido em seis módulos com funções distintas, o sistema revela-se completamente autónomo em relação a outros softwares comerciais actualmente existentes no mercado. Como exemplo de aplicação do Sistema escolheu-se uma pedreira de mármore localizada no anticlinal de Estremoz (Alentejo-Portugal), actualmente em exploração e que permitirá a curto prazo validar com precisão a aplicabilidade das metodologias de simulação adoptadas, através da comparação dos histogramas blocométricos reais com os histogramas resultantes das simulações.

‣ Rota do mármore do anticlinal de Estremoz (Projecto)

Tinoco, Alfredo; Filipe, Carlos; Hipolito, Ricardo
Fonte: Edições Universitárias Lusófonas Publicador: Edições Universitárias Lusófonas
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
80.76957%
A região de Estremoz, Borba, Vila Viçosa (o Anticlinal de Estremoz) é uma das mais antigas e mais produtivas superfícies de extracção de mármores do nosso país. A importância sócio-económica desta actividade é bem conhecida. As memórias pessoais e sociais que ela gerou ao longo dos tempos serão hoje impossíveis de reconstituir. Mas estamos ainda a tempo de resgatar as vivências das últimas gerações que trabalharam nas pedreiras – empresários, técnicos e operários. Será igualmente possível reconstituir os saberes técnicos e científicos que a extracção dos mármores foi gerando ao longo dos séculos de actividade.O trabalho humano transformou o mármore em bens patrimoniais históricos e artísticos, esses sim, visíveis não apenas na região, e em grande abundância, mas um pouco por todo o país e nos quatro cantos do mundo.Este conjunto de bens patrimoniais (materiais e imateriais) é um recurso inestimável que temos à nossa disposição para o desenvolvimento económico e social da região e para o desenvolvimento cultural de todos os que intencionadamente dele quiserem usufruir.

‣ Application in Pottery of the Residual Soils Associated to Marbles from

Ruben, Martins; Lopes, Luís; Gomes, Celso; Arroz, Maria Helena; Santos, Dulce; Rosado, Francisco; Cunha, Ana Marta
Fonte: Trans Tech Publications Publicador: Trans Tech Publications
Tipo: Livro
Português
Relevância na Pesquisa
19.076006%
Terra rossa is a residual soil that is derived from the chemical dissolution of carbonate rocks. This type of soil occurs in the region of the so-called Estremoz anticlinal, being the result of the weathering of extensive marble occurrences which are exploited for ornamental stone. The research work performed and disclosed in the present paper shows that terra rossa possesses appropriate compositional and technological properties for its use on ceramic applications, particularly for the local traditional pottery. In potential marble quarry sites several thick soil horizons can be found, and whenever the soil is removed marble is shown up. As a rule, the removed soil is deposited around the quarry, and so far no use has been given to it. Pottery has a long tradition in the Alentejo region, and Vila de Redondo and Aldeia de S. Pedro do Corval are known as emblematic centers of this activity. However, time has shown that the scarcity of high quality clay deposits has become an important issue. Therefore, potters are buying clay from other regions of Portugal, in particular in the area of Caldas da Rainha, located in the central west of the country and far from Alentejo, or even importing it from Spain. The cooperative research work carried out in the Laboratories of DGUE...

‣ Estratégias de Desenvolvimento Regional: Geoturismo e Património Industrial na Região dos Mármores em Portugal.

Lopes, Luís; Martins, Ruben
Fonte: LusoImpress S.A. Publicador: LusoImpress S.A.
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
50.483843%
Um passado superior a dois mil anos de atividade extrativa na Região dos Mármores, Alentejo - Portugal (RM - correspondente à estrutura geológica conhecida por anticlinal de Estremoz, entre Sousel, a noroeste, e Alandroal, a sudeste, com destaque para triângulo geográfico entre as localidades de Estremoz - Borba - Vila Viçosa), constituí um legado mineiro demasiado enraizado para que possa ser esquecido. Nos últimos 50 anos o incremento desta atividade modificou de tal modo a paisagem tornando-a irreconhecível até para quem coabita nesse espaço. As pedreiras só por si constituem um pólo interesse onde a geologia, a indústria e o património industrial e intangível, se cruzam num misto de emoções e vertigens (Figura 1). Entre pedreiras ativas, com lavra suspensa, abandonadas, sanjas, valas e poços de prospeção, existem na RM mais de quinhentas cavidades. Apesar disso e graças ao sentido de responsabilidades de algumas empresas ainda é possível encontrar in situ vestígios mineiros que remontam ao Período Romano. São inúmeras as referências à utilização dos «mármores de Estremoz» em monumentos, obras de arte, peças utilitárias e ornamentais assim como elemento estrutural, em antigas cidades romanas por todos os países circum-mediterrâneos. Também os estudos de proveniência de materiais utilizados nessas cidades se têm multiplicado demonstrando o carácter único e excecional dos mármores (rosados) de Estremoz [e.g. Antonelli et al....

‣ O reordenamento da actividade extractiva como instrumento para o planeamento regional : Vila Viçosa, Portugal

Falé, Patrícia; Henriques, Paulo; Carvalho, Jorge M. F.
Fonte: Laboratório Nacional de Energia e Geologia Publicador: Laboratório Nacional de Energia e Geologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2006 Português
Relevância na Pesquisa
69.525757%
O Anticlinal de Estremoz-Borba-Vila Viçosa, situado em Portugal na região do Alentejo, está integrado na denominada Zona dos Mármores e é o grande centro da actividade extractiva dos mármores. Esta zona tem características excepcionais de exploração mineral. No entanto, existem alguns condicionalismos geológicos, uma desorganização do espaço devido ao material não comercializado e acumulado em escombreiras, e a preocupação cada vez maior na exploração sustentada deste tipo de recurso mineral, fazendo desta zona uma área preferencial para o estudo de metodologias que auxiliem o reordenamento do sector extractivo. Tendo em mente a necessidade de compatibilização da actividade mineira com a preservação ambiental nas políticas de ordenamento territorial, este trabalho visa apresentar alguns indicadores geológicos e ambientais, imprescindíveis a um reordenamento das explorações de mármore permitindo a melhoria do uso e organização do espaço, a protecção do ambiente e o aumento da qualidade de vida.

‣ Proposta para o reordenamento da indústria extractiva no Anticlinal de Estremoz : Núcleo de Pardais = Re-planning of the marble extraction industry in the Estremoz Anticline : Pardais nucleus : a proposal

Falé, Patrícia; Henriques, Paulo; Midões, Carla; Carvalho, Jorge M. F.
Fonte: Laboratório Nacional de Energia e Geologia Publicador: Laboratório Nacional de Energia e Geologia
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2006 Português
Relevância na Pesquisa
121.06141%
O presente estudo pretende contribuir para o Planeamento e Reordenamento do Território, numa das unidades de ordenamento do anticlinal de Estremoz-Borba-Vila Viçosa, o núcleo de Pardais - UNOR 5, envolvendo a indústria extractiva dos mármores. Caracterizaram-se o conjunto de parâmetros geológicos e ambientais que melhor caracterizam o espaço a estudar. Toda a informação obtida foi cruzada num SIG, de modo a definir áreas favoráveis ou desfavoráveis à exploração, tendo em atenção os condicionalismos encontrados.

‣ Alguns indicadores geológicos e ambientais indispensáveis ao reordenamento da actividade extractiva : o caso do Anticlinal de Estremoz

Midões, Carla; Falé, Patrícia; Henriques, Paulo; Vintém, Carlos
Fonte: Laboratório Nacional de Energia e Geologia Publicador: Laboratório Nacional de Energia e Geologia
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2006 Português
Relevância na Pesquisa
121.34467%
O Anticlinal de Estremoz situa-se, em Portugal, na região do Alentejo, encerra um grande centro da actividade extractiva de mármores denominado Zona dos Mármores e faz parte de um importante sistema aquífero, o sistema aquífero de Estremoz-Cano. Esta zona apresenta portanto alguns condicionalismos geológicos e ambientais e uma desorganização do espaço devido ao material não comercializado e acumulado em escombreiras, que a tornam uma área preferencial para o estudo de metodologias que auxiliem o reordenamento do sector extractivo. Tendo em mente a necessidade de compatibilização da actividade mineira com a preservação ambiental nas políticas de ordenamento territorial, surge um projecto desenvolvido pelo Ex-IGM e o Cevalor em 4 unidades de ordenamento, integradas na Área Cativa da Zona dos Mármores definida no PROZOM. Este projecto pretendeu criar uma ferramenta de apoio à gestão que tenha em atenção a compatibilização da actividade mineira com a preservação ambiental nas políticas de ordenamento territorial. Nesta comunicação serão apresentados alguns indicadores geológicos e hidrogeológicos, (obtidos na UNOR2 - Borba), imprescindíveis ao reordenamento das explorações de mármore permitindo a melhoria do uso e organização do espaço...

‣ Reordenamento da indústria extractiva : proposta para o Núcleo de Pardais, Anticlinal de Estremoz

Falé, Patrícia; Henriques, Paulo; Midões, Carla; Fernandes, J.; Carvalho, Jorge M. F.
Fonte: Laboratório Nacional de Energia e Geologia Publicador: Laboratório Nacional de Energia e Geologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2006 Português
Relevância na Pesquisa
121.14314%
O presente estudo pretende contribuir para o planeamento e reordenamento do território, numa das unidades de ordenamento do anticlinal de Estremoz-Borba-Vila Viçosa, o Núcleo de Pardais - UNOR 5, envolvendo a indústria extractiva dos mármores. Foi estudado o conjunto de descritores geológicos e ambientais que melhor caracterizam o espaço analisado. Toda a informação obtida foi cruzada num SIG, de modo a definir áreas favoráveis ou desfavoráveis à exploração, tendo em atenção os condicionalismos encontrados

‣ Estudos geológicos aplicados à indústria extractiva de mármores no Anticlinal de Estremoz : o caso do Núcleo de Pardais

Henriques, Paulo; Carvalho, Jorge M. F.; Falé, Patrícia; Luís, Gabriel
Fonte: Laboratório Nacional de Energia e Geologia Publicador: Laboratório Nacional de Energia e Geologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2006 Português
Relevância na Pesquisa
121.15764%
O Anticlinal de Estremoz é um dos principais centros mundiais produtores de mármores para fins ornamentais, no qual estão legalmente definidas unidades de ordenamento afectas a esta actividade. Para poder continuar nesta posição privilegiada, tem sido objecto de estudos que visam melhorar a sua caracterização e permitir adaptar a sua exploração às crescentes exigências de eficácia ambiental e económica. Neste trabalho, apresentam-se alguns estudos de carácter geológico que envolveram cartografia litoestrutural, levantamentos de fracturação e realização de sondagens que tiveram como objectivo contribuir para o ordenamento da actividade extractiva da unidade UNOR 5 - Pardais. Foi elaborada uma Carta de Risco Geoeconómico para esta UNOR que pretende classificá-la em função da sua maior ou menor aptidão para a produção de mármore ornamental.

‣ Caracterização da densidade linear de fracturação de núcleos de exploração de mármores no Anticlinal de Estremoz

Luís, Gabriel; Henriques, Paulo; Falé, Patrícia; Sobreiro, Sofia; Saúde, João Gabriel; Vintém, Carlos
Fonte: Laboratório Nacional de Energia e Geologia Publicador: Laboratório Nacional de Energia e Geologia
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /06/2003 Português
Relevância na Pesquisa
90.25904%

‣ Iberian paleogeography traced by U-Pb zircon ages of Ediacaran Cambrian rocks

Solá, Ana Rita; Pereira, Francisco; Chichorro, Martim; Lopes, Luís; Gerdes, Axel; Silva, J. Brandão
Fonte: Laboratório Nacional de Energia e Geologia Publicador: Laboratório Nacional de Energia e Geologia
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /06/2012 Português
Relevância na Pesquisa
59.32108%

‣ Conectividade de padrões de fracturas e sua influência na circulação de fluidos. O exemplo do anticlinal de Estremoz

Silva, Fernanda Maria dos Santos
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
111.68531%
Este trabalho incidiu sobre o estudo da conectividade de padrões de fracturas e a influência que esta exerce na circulação de fluidos. Todas as situações estudadas foram aplicadas ao exemplo do Maciço Carbonatado do Anticlinal de Estremoz. Para o efeito, foram definidas quais as principais famílias de fractura existentes no Anticlinal de Estremoz, sendo esta identificação baseada na carta geológica 1:25 000 (IGM, 1997) da região. Este estudo foi complementado com a observação pormenorizada de oito sondagens verticais, tendo-se ainda efectuado o levantamento geométrico de superfícies de fractura nas zonas envolventes aos locais onde as sondagens tinham sido realizadas. Pretendeu-se também, avaliar a variação da conectividade em função da variação da fitologia e da escala de observação. Todos os dados obtidos foram integrados numa base de dados, tendo sido efectuado um projecto de Sistemas de Informação Geográfica (SIG's), em GEOMEDIA, o que nos permitiu efectuar de uma forma eficiente, a correlação de todos os dados adquiridos ao longo deste trabalho. Deste modo, definiram-se para o Anticlinal de Estremoz três famílias de fracturas principais, uma com direcção NW-SE, outra com direcção NE-SW e por fim uma família sub-horizontal (inclinações inferiores a 30°). A interação das famílias consideradas...

‣ Estudo Estratigráfico do Sector de Estremoz-Barrancos, Zona de Ossa Morena, Portugal

d'Almeida, José Manuel Piçarra
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
72.476255%
"Sem resumo feito pelo autor"; - O objectivo do presente trabalho visou o estudo da sequência estratigráfica do Paleozóico do sector de Estremoz-Barrancos da Zona de Ossa Morena (Oliveira et al., 1991), de um ponto de vista lito e bioestratigrafico, este fundamentalmente com base nos graptálitos do Silúrico e Devónico Inferior. Neste sector diferenciam-se duas estruturas tectónicas principais: o Anticlinal de Estremoz e o Sinclinal de Terena. O Anticlinal de Estremoz apresente no núcleo uma sucessão considerada do Proterozóico Superior, sobre a qual assenta uma sucessão dolomítica atribuída ao Câmbrico Inferior (Formação Dolomítica), a que se segue um complexo vulcânico bimodal, com intercalações de mármores e raras passagens xistentes, de idade incerta (Ordovícico a Devónico ?). Envolvendo o anticlinal ocorre uma sequência terrígena, fortemente imbricada tectónicamente, que compreende: xistos e grauvaques da Formação de Fatuquedo, do Câmbrico Médio?, xistos roxos e esverdeados da Formação de Barrancos, do Ordovícico Inferior?, psamitos e quartzitos da Formação de Colorada, do Ordovícico Superior? a Silúrico basal; liditos e xistos negros da Formação dos "Xistos com Nódulos" do Silúrico; xistos e quartzitos da Formação dos "Xistos Raiados"...

‣ Avaliação da suscetibilidade de ocorrência de movimentos de terrenos nas pedreiras da Região da Vigaria - Monte D’el Rei, Vila Viçosa (Portugal).

Leite, Tiago; Lopes, Luís; Pinho, António
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
71.093%
A ocorrência de movimentos de terrenos é um fenómeno que causa avultados danos materiais com enormes prejuízos económicos e perdas de vidas humanas. A falta de um conhecimento adequado sobre a suscetibilidade e a perigosidade associadas aos movimentos de terrenos conduz com frequência a um deficiente ordenamento do território como, por exemplo, na localização e planeamento das áreas de atividade extrativa, com lacunas no dimensionamento e organização do processo produtivo. O principal critério para a localização das pedreiras é, evidentemente, a existência do recurso mas, também é importante avaliar todos os riscos inerentes, não só para a rentabilidade da pedreira, como também para as comunidades locais e para as edificações circundantes [Chowdhury et al., 2010]. A zona extrativa do Anticlinal de Estremoz abrange um conjunto de núcleos de exploração de mármores de excelente qualidade. O método de extração mais frequente, consiste na abertura de cavidades no maciço rochoso, a céu aberto em forma de poço, com taludes escavação verticais, originando áreas muito profundas e grandes (às vezes atingindo profundidades superiores a 100 metros), e, além disso, grandes escombreiras [Pinho et al., 2010]. Os Mármores do Anticlinal de Estremoz pertencem ao Complexo Vulcano-Sedimentar com idade atribuída ao Câmbrico. Nesta formação geológica...

‣ Indicadores geológicos e ambientais para o ordenamento da actividade extractiva : o caso do Anticlinal de Estremoz, Portugal

Carvalho, Jorge M. F.; Falé, Patrícia
Fonte: Laboratório Nacional de Energia e Geologia Publicador: Laboratório Nacional de Energia e Geologia
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /09/2008 Português
Relevância na Pesquisa
100.47139%