Página 1 dos resultados de 776 itens digitais encontrados em 0.011 segundos

‣ Das competências em gestão da qualidade à aprendizagem organizacional em contexto de ensino superior politécnico

Pereira, Henrique Lopes; Carvalho, Luís
Fonte: Edições Universitárias Lusófonas Publicador: Edições Universitárias Lusófonas
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
47.71539%
Este artigo é sustentado numa investigação que teve como objetivo construir um modelo explicativo da relação das competências de gestão da qualidade. Estudaram-se as competências transversais, as coletivas, as essenciais e os conhecimentos fundamentais. Identificaram-se as dimensões subjacentes e sua diferenciação entre as características sociodemográficas, compreendendo o seu contributo para a aprendizagem organizacional. O estudo foi desenvolvido com sujeitos docentes e não docentes de instituições de Ensino Superior Politécnico, tendo por base uma metodologia de análise empírica das perceções dos sujeitos, seguida do estudo da validade dos instrumentos de medida e das relações entre os diferentes conceitos em análise. Através dos resultados, demonstra- se que o contexto organizacional é um campo de excelência de aprendizagem individual e coletiva e que as dimensões das competências se relacionam entre si, dando sentido ao conceito de aprendizagem organizacional. Com base nas relações estabelecidas entre os conceitos identificaram-se quatro novos conceitos: Gestão da Qualidade e Aprendizagem Organizacional; Gestão da Qualidade e Aprendizagem pela Gestão; Gestão da Qualidade e Aprendizagem Coletiva; Gestão da Qualidade e Aprendizagem Individual e o modo como se articulam os diferentes níveis de aprendizagem com o tipo de competências estudadas em contexto de gestão da qualidade.; This study aimed to produce an explicative model of the relationship between the competences of quality management. Transversal...

‣ A saúde bucal coletiva na visão do estudante de odontologia: análise de uma experiência; Public oral health through the perspective of a dentistry student: an experience analysis

GONTIJO, Liliane Parreira Tannús; ALMEIDA, Maria Cecília Puntel de; GOMIDE, Leila Regina Scalia; BARRA, Rubia Pereira
Fonte: Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
47.30421%
Este estudo analisa a contribuição de um projeto pedagógico de saúde bucal coletiva na formação do estudante do curso de graduação em odontologia, na perspectiva dos princípios do Sistema Único de Saúde da promoção em saúde bucal e da atenção em saúde da família, através da visão do aluno, utilizando o enfoque da pesquisa social em abordagem qualitativa. O projeto obteve um índice de aprovação na ordem de 92%. Os aspectos que ofereceram maiores contribuições foram atribuídos às ações desenvolvidas durante o ciclo clínico, seguido pelo ciclo básico. Constituiu-se nos primeiros contatos com aspectos da saúde coletiva e das ciências sociais, demonstrando novas tendências no agir do processo saúde/doença bucal, criando um espaço no processo de ensino-aprendizagem de reflexão crítica sobre a odontologia, na perspectiva preventiva em relação à sedução presente na tradicional atenção clínica curativa. Representa uma experiência simples que vem tentando obter respostas positivas a um dos problemas mais desafiadores para a efetiva implementação do Sistema Único de Saúde - a formação de um profissional preparado e sensibilizado para atender as necessidades de saúde da população e que incorpore a importância e o impacto das dimensões sociais...

‣ Curso em ambiente virtual de aprendizagem: canteiro para germinação de comunidade de aprendizagem on line; Course offered in a LMS: garden for the sprout of an on-line community.

Queiroz, Vera Cristina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/04/2005 Português
Relevância na Pesquisa
47.40868%
A presente pesquisa configura-se como um estudo de caso de natureza qualitativa que procurou analisar e tecer algumas considerações importantes a respeito de um curso livre experimental de inglês básico on-line - denominado Beginner Grammar Writing (BGW)-, com enfoque no desenvolvimento das habilidades de leitura e de escrita. Esse curso foi oferecido para alunos de diferentes países cuja língua materna não é o inglês, e ministrado, concomitantemente, por duas professoras da área, residentes em países distintos. Procurou-se verificar se o curso, que adotou uma metodologia de ensino-aprendizagem colaborativa/comunicacional, veio a se tornar uma comunidade de aprendizagem, a partir das características apontadas por vários teóricos, e das quais elegemos as seguintes: interesses comuns, empatia, sociabilidade colaborativa e tempo de exposição no grupo. Os dados obtidos foram coletados ao longo do curso em questão, no primeiro momento em que foi oferecido. Esses dados consistem em documentos digitais do curso (tais como e-mail dos alunos, e-mail trocados entre as professoras, registros de participação dos estudantes no fórum e em sessões de chat) e na observação participante da professora/pesquisadora ao longo de todo o curso. O estudo fundamentou-se nas teorias da comunicação escolar...

‣ Aprendizagem organizacional a partir do ensino da metodologia de análise e solução de problemas

Witt, Hana Cristina Vieira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
47.375513%
Este estudo pretende contribuir para o aprofundamento do tema Aprendizagem Organizacional, integrando a teoria com a prática, através da realização do curso Metodologia de Análise e Solução de Problemas (MASP 14 Passos), ministrado pela autora, na empresa MARCOPOLO. Propõe-se ainda, a fomentar um ambiente de aprendizagem na organização em estudo, alavancando a transformação da empresa para uma Learning Organizations (Organizações de Aprendizagem). O resultado deste estudo de caso foi obtido a partir do acompanhamento de trabalhos de MASP 14 Passos, realizados por diversas equipes da empresa MARCOPOLO durante o ano de 2000 e 2002. Utilizou-se como idéia norteadora a teoria de David Garvin (2000) e o modelo Learning Organizations preconizado por Peter Senge (1990) para possibilitar análises e comparações, avaliando o alcance do MASP 14 Passos para a promoção da Aprendizagem Organizacional e identificando práticas que aproximam e distanciam a organização em estudo do modelo sugerido por Peter Senge (1990). Nas conclusões desta pesquisa, identificou-se etapas do MASP 14 Passos que contribuem para os processos de mudanças necessários ao aprendizado. Observou-se a possibilidade de, através da aplicação do MASP 14 Passos promover uma aprendizagem coletiva...

‣ Interações em ambientes virtuais de aprendizagem envolvendo sujeitos com Síndrome de Down : constituição social das dimensões afetivas

Machado, Berenice Corrêa
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
47.291216%
O presente estudo teve como objetivo acompanhar e observar de que maneira ocorrem as interações dos jovens com Síndrome de Down (SD) no Ambiente Virtual de Aprendizagem Eduquito, considerando as dimensões afetivas como foco principal da pesquisa. Este estudo partiu de uma concepção sócio-histórica, a partir da teoria vygotskiana. Na qual a organização e a estruturação das funções psíquicas superiores se formam no processo do desenvolvimento social do sujeito a partir das interações e colaborações com o meio social. Atualmente podemos relacionar o enfoque teórico do desenvolvimento social do ser humano com propostas de aprendizagem coletiva. Alguns ambientes virtuais de aprendizagem valorizam a abordagem colaborativa, pautada nas teorias do desenvolvimento sócio-cognitivo e afetivo das pessoas. As ferramentas de comunicação síncronas e assíncronas, que suportam as interações privilegiam a colaboração entre os participantes, possibilitando trocas afetivas, discussão, compartilhamento e o acesso às informações. Para os jovens com Síndrome de Down, a possibilidade de trabalhar no ambiente de aprendizagem Eduquito, numa perspectiva colaborativa, fomentando a interação social com outros jovens, assume um caráter fundamental. Nestas pessoas o desafio da adolescência se intensifica e mesmo quando atinge a vida adulta...

‣ Gestão estratégica participativa e aprendizagem organizacional

Leal Filho, Jose Garcia
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 245 f.| tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
47.326167%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; O estudo teve como objetivo analisar a relação entre gestão estratégica participativa e aprendizagem organizacional. A literatura especializada e os processos de gestão de três organizações no período de 1990 a 2001 foram utilizados como referência. A Organização A é de natureza privada e do setor de alimentos; a Organização B é do terceiro setor e de prestação de serviços a micro empresas; e, a Organização C é de economia mista e do setor financeiro. O método de pesquisa foi o de estudo multicasos. Os dados primários foram coletados por meio de entrevistas semi-estruturadas e questionários e, os secundários, por documentos internos e publicações diversas. A análise dos dados foi de natureza qualitativa, muito embora tenham sido utilizadas variáveis estatísticas. A pesquisa revelou forte aderência das organizações aos indicadores de Perfil Estratégico Participativo de Gestão. A Organização A utiliza uma abordagem apreciativa para envolvimento dos funcionários nas decisões, voltada à horizontalidade e ao aprendizado contínuo. O ambiente é participativo, não há hierarquias...

‣ Percepções de empregados de uma organização não-governamental sobre a aprendizagem individual no contexto de trabalho

Riggenbach, Deborah
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xiv, 104 f.| tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
47.45785%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.; O fenômeno da aprendizagem quando investigado nas organizações torna-se fator diferencial em uma era do conhecimento em que o mercado de trabalho se configura de modo competitivo e com mudanças constantes. A busca de resultados almejados aliada à competitividade e a inovações tecnológicas faz com que algumas organizações públicas, privadas ou não-governamentais procurem meios de compreender e valorizar a aprendizagem individual de seus empregados, como garantia de sua sustentabilidade no mercado de trabalho. Nas organizações não-governamentais o fenômeno da aprendizagem carece de estudos científicos, e, geralmente costuma-se conferir caráter assistencialista às suas atividades. Com o objetivo de contribuir para compreensão do fenômeno da aprendizagem individual formal e informal no terceiro setor, configura-se a pergunta de pesquisa: "qual a percepção de empregados de uma Organização Não-Governamental sobre a aprendizagem individual no contexto de trabalho?". O universo de sujeitos de pesquisa foram todos os empregados da ATLAS e a amostra final foi constituída pelo critério de saturação...

‣ Análise da implantação de curso em saúde coletiva com foco nas estratégias de integração curricular; Analysis of the implementation of collective health with focus on curriculum integration strategies; Análisis de la implementación del curso en la salud pública con un enfoque en las estrategias de integración curricular

Cardoso, Antônio José Costa; Carneiro, Fernando Ferreira; Rocha, Dais Gonçalves; Pereira, Márcio Florentino; Urdaneta Gutiérrez, Maria Margarita
Fonte: Revista coordenada pelo Núcleo de Estudos de Saúde Pública (NESP) do Departamento de Saúde Coletiva (DSC) da Universidade de Brasília (UnB) Publicador: Revista coordenada pelo Núcleo de Estudos de Saúde Pública (NESP) do Departamento de Saúde Coletiva (DSC) da Universidade de Brasília (UnB)
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
47.75088%
Colaboração editorial da Faculdade de Ciência da Informação (FCI) da UnB; O objetivo deste trabalho é descrever o Projeto Político-Pedagógico do curso de Gestão em Saúde Coletiva da Universidade de Brasília e analisar sua implantação a partir de 2010, com foco nas estratégias de integração curricular.Construído coletivamente pelos professores do Departamento de Saúde Coletiva, o ponto de partida foi a definição do perfil dos egressos: sanitaristas com competências para participar da formulação e gestão de políticas públicas saudáveis de caráter intersetorial na prática dos serviços de saúde, mobilizados pelas condições de vida da população e pela determinação social da saúde-doença-cuidado, o que implica quebra das fronteiras entre as disciplinas e a articulação dos processos de ensino-aprendizagem ao mundo do trabalho e à pesquisa. Articulando conteúdos em grau crescente de complexidade por meio de estratégias de integração curricular, o curso está organizado em três unidades que funcionam como matrizes cognitivas que orientam a análise e intervenção sobre a realidade sanitária, mas também a organização curricular. Com base na Aprendizagem. Baseada em Problemas e Projetos, as unidades têm por missão analisar as condições de saúde da população...

‣ A região de aprendizagem como temática e ângulo de observação

Lins,Hoyêdo Nunes
Fonte: Nova Economia Publicador: Nova Economia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2007 Português
Relevância na Pesquisa
47.291216%
Os desafios associados às mudanças econômicas recentes ampliaram a importância da aprendizagem e da inovação para o desempenho industrial e o desenvolvimento econômico. De fato, em diferentes realidades, os problemas relacionados a esses processos, considerados coletivos e interativos, passaram a figurar no centro das atenções das políticas. Noção de destaque no debate atual sobre inovação e competitividade é a de região de aprendizagem, que remete ao problema do enraizamento territorial dos processos de aprendizagem coletiva organizados institucionalmente. Este artigo focaliza a idéia de região de aprendizagem, apreendida conforme o esboço trazido pela literatura que se baseia em casos de sucesso no capitalismo central, utilizando-a como "chave de leitura" sobre experiências de aglomerações industriais de Santa Catarina: o Médio Vale do Itajaí, importante área de produção têxtil e vestuarista, e o Sul catarinense, envolvido na fabricação de cerâmica de revestimento, um dos principais aglomerados dessa indústria no País.

‣ A saúde bucal coletiva na visão do estudante de odontologia: análise de uma experiência

Gontijo,Liliane Parreira Tannús; Almeida,Maria Cecília Puntel de; Gomide,Leila Regina Scalia; Barra,Rubia Pereira
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2009 Português
Relevância na Pesquisa
47.30421%
Este estudo analisa a contribuição de um projeto pedagógico de saúde bucal coletiva na formação do estudante do curso de graduação em odontologia, na perspectiva dos princípios do Sistema Único de Saúde da promoção em saúde bucal e da atenção em saúde da família, através da visão do aluno, utilizando o enfoque da pesquisa social em abordagem qualitativa. O projeto obteve um índice de aprovação na ordem de 92%. Os aspectos que ofereceram maiores contribuições foram atribuídos às ações desenvolvidas durante o ciclo clínico, seguido pelo ciclo básico. Constituiu-se nos primeiros contatos com aspectos da saúde coletiva e das ciências sociais, demonstrando novas tendências no agir do processo saúde/doença bucal, criando um espaço no processo de ensino-aprendizagem de reflexão crítica sobre a odontologia, na perspectiva preventiva em relação à sedução presente na tradicional atenção clínica curativa. Representa uma experiência simples que vem tentando obter respostas positivas a um dos problemas mais desafiadores para a efetiva implementação do Sistema Único de Saúde - a formação de um profissional preparado e sensibilizado para atender as necessidades de saúde da população e que incorpore a importância e o impacto das dimensões sociais...

‣ Aprendizagem em grupo operativo de diabetes: uma abordagem etnográfica

Almeida,Shirley Pereira de; Soares,Sônia Maria
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 Português
Relevância na Pesquisa
47.291216%
O presente trabalho, elaborado a partir da dissertação, aborda um dos núcleos temáticos que emergiu da pesquisa durante o curso de mestrado na Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais. Para a compreensão da aprendizagem em grupo, utilizamos como referencial teórico Pichon-Riviére. Para esse autor, aprendizagem é um dos indicadores de fundamental importância no processo grupal. A partir do processo interacional, estabelece-se uma situação de aprendizagem, que permite aos integrantes apropriarem-se da realidade, mutuamente, e compartilhar pensamentos e conhecimentos. A concepção dos entrevistados de que o grupo proporciona o aprendizado no manejo do diabetes pode ser observado na maioria dos depoimentos. O núcleo temático "Grupo como espaço de aprendizagem e transformação" desvela concepções e significados que traduziram a experiência que as pessoas vivenciaram no grupo. Trata-se de um estudo etnográfico desenvolvido junto a treze pessoas diabéticas participantes de grupo de uma Unidade Básica de Saúde da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, Minas Gerais. Os dados foram coletados por meio de entrevista semi-estruturada, observação participante e análise documental. A análise dos dados foi orientada pela análise de conteúdo de Bardin.

‣ A etnometodologia enquanto caminho teórico-metodológico para investigação da aprendizagem nas organizações

Bispo,Marcelo de Souza; Godoy,Arilda Schmidt
Fonte: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração Publicador: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
47.353525%
Pensar as organizações enquanto campos simbólicos nos quais as pessoas convivem em constante interação mediada pela linguagem e, assim, constroem significado e sentido para suas atividades cotidianas, faz delas um espaço de aprendizagem e geração de conhecimento, envolvendo negociação e troca contínuas. As demandas sobre as organizações por inovação e mudança em razão do ambiente competitivo em que vivem sugerem novas formas de pensar o que é aprender e conhecer, que parece ir além do que está disponível nos meios formais de aprendizagem em que o conhecimento tácito e a aprendizagem coletiva resultando das interações sociais cotidianas ganham espaço. A partir dessa perspectiva, este ensaio tem como objetivo apresentar e analisar a possibilidade de investigação dos processos de aprendizagem nas organizações a partir do conceito de prática e à luz da etnometodologia, examinando como se articulam tais ideias e em que medida elas trazem novas maneiras de ver e compreender esse fenômeno. Sob as lentes da etnometodologia garfinkeliana, o texto traz um olhar diferenciado para a compreensão da aprendizagem organizacional a partir do conceito de prática (Gherardi, 2006). Como principais reflexões, o ensaio destaca que enxergar a aprendizagem organizacional sob os pressupostos da etnometodologia implica...

‣ Aprendizagem organizacional baseada no conceito de prática: contribuições de Silvia Gherardi

Bispo,Marcelo de Souza
Fonte: Universidade Presbiteriana Mackenzie Publicador: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
47.432505%
A aprendizagem organizacional é um tema que já possui muitos estudos, com diversas abordagens ontológicas e epistemológicas que se refletem em um campo multiparadigmático (ANTONELLO; GODOY, 2010). Uma dessas abordagens refere-se à visão sociológica da aprendizagem nas organizações (GHERARDI; NICOLINI; ODELLA, 1998; GHERARDI; NICOLINI, 2001; BISPO; MELLO, 2012; HAGER, 2012) na qual o ambiente social é o espaço onde ocorrem os processos de aprendizagem e a geração do conhecimento. O principal objetivo deste trabalho é apresentar e discutir as contribuições de Silvia Gherardi, uma das principais pesquisadoras internacionais na área de aprendizagem nas organizações, que possui um grande número de produção científica sobre o tema, destacando-se a perspectiva sociológica da aprendizagem a partir das práticas. Tal objetivo se dá em razão de que, apesar de haver uma vasta literatura sobre aprendizagem organizacional, no contexto brasileiro são muito poucas as pesquisas que adotam alguma das perspectivas sociológicas da aprendizagem, esta lacuna é apontada no trabalho de Bispo e Mello (2012). Como contribuições, este artigo pretende: 1. apresentar em um único texto as principais ideias e conceitos de Silvia Gherardi; e 2. trazer para o debate dos acadêmicos brasileiros da área de aprendizagem uma perspectiva sociológica que possibilite melhor compreensão de como ocorre a aprendizagem nos níveis de grupo e organizacional. A pesquisa é qualitativa baseada essencialmente em uma revisão de literatura das obras de Gherardi complementada com as conversas informais com ela durante minha estada na Universidade de Trento em 2010 e 2013...

‣ Emocionalidade limitada - uma dimensão da aprendizagem coletiva para desenvolver relações cooperativas e solidárias em arranjos produtivos locais: os casos de Ubá (MG) e Nova Friburgo (RJ)

Villardi,Beatriz Quiroz; Castro Junior,Joel de Lima Pereira
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2007 Português
Relevância na Pesquisa
67.775093%
Este artigo examina a natureza emocional subjacente às relações interpessoais requeridas para o desenvolvimento de arranjos sociais no contexto de estruturas conhecidas como arranjos produtivos locais (APLs). Essas estruturas são definidas como conjuntos multinueleadas formadas por atores, individuais e institucionais, capazes de propiciar trocas horizontais que permitam interações de cooperação. Tais interações associativas são adaptativas e incrementais, favorecem a aprendizagem entre os atores envolvidos e resultam em aumento de inovação e de capacidade coletiva de sobrevivência dos APLs em ambientes competitivos hostis. Os dados de campo subsidiaram a identificação de uma racionalidade funcional (instrumental) predominante. Essa racionalidade é orientadora das ações coletivas competitivas, em detrimento das ações de cooperação e solidariedade requeridas pelo desenvolvimento contínuo e sustentável do APL. A análise dos dados também indicaram que: a) a emocionalidade limitada tem sido desconsiderada pelos atores envolvidos (empresários e representantes do Sebrae) como uma dimensão subjacente às relações interpessoais e à aprendizagem coletiva requerida dos APLs; b) a busca pela atendimento dos interesses individuais prevalece e conduz a uma desconfiança mútua que impede o desenvolvimento pleno e a continuidade dos APLs estudados.

‣ A constituição do sujeito de aprendizagem : uma perspectiva da aprendizagem situada na alfabetização de jovens e adultos no Centro de Cultura e Desenvolvimento do Paranoá - CEDEP - DF

Barroso, Betania Oliveira
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
Português
Relevância na Pesquisa
57.79216%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-graduação em Educação, 2015.; A presente pesquisa intitulada “A constituição do sujeito de aprendizagem: uma perspectiva da aprendizagem situada na alfabetização de jovens e adultos no Centro de Cultura e Desenvolvimento do Paranoá – CEDEP- DF”, tem como objetivo geral contribuir para a compreensão da constituição do sujeito de aprendizagem, dando importância aos aspectos dialógicos das relações estabelecidas no contexto histórico-cultural, e situado, do aprendiz adulto no CEDEP. Para tanto, fundamenta-se na perspectiva histórico - cultural de Vygotsky, tendo em vista a dimensão da experiência histórica e cultural humana, bem como seus colaboradores, Leontiev e os contemporâneos J. Lave e E. Wenger, estudiosos dessa perspectiva teórica que, a partir dela, desenvolveram a teoria da aprendizagem situada e abriram caminho para a teoria da aprendizagem expansiva de Engeström. Também, com semelhante relevância, o texto aborda as concepções de Bakhtin para a tessitura dialógica da pesquisa. Para a construção e desenvolvimento metodológico, o trabalho ancora-se na abordagem da Pesquisa Qualitativa, com base nos princípios metodológicos de pesquisadores da educação...

‣ A APRENDIZAGEM COLETIVA NO CONSELHO DE POLÍTICA URBANA E NO CONSELHO DE POLÍTICA HABITACIONAL DA CIDADE DE BELO HORIZONTE

Dolabela, Helena; Universidade Federal de Minas Gerais
Fonte: Fórum Patrimônio: Ambiente Construído e Patrimônio Sustentável Publicador: Fórum Patrimônio: Ambiente Construído e Patrimônio Sustentável
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; Artigo Avaliado pelos Pares; info:eu-repo/semantics/publishedVersion
Publicado em 01/02/2013 Português
Relevância na Pesquisa
47.671357%
O presente trabalho tem como tema central o processo de “aprendizagem coletiva” no interior dos Conselhos de Políticas Públicas Urbanas da cidade de Belo Horizonte, mais especificamente, o Conselho Municipal de Política Urbana (COMPUR) e o Conselho Municipal de Habitação (CMH). O objetivo deste estudo é analisar a dinâmica de interação entre os diversos conselheiros de cada instituição, bem como avaliar a capacidade destes espaços institucionais estimularem o desenvolvimento de ações compartilhadas entre os participantes. Utilizamos a metodologia da abordagem cognitiva da “aprendizagem coletiva” na análise do banco de dados produzido pela UFMG/CNPq nos anos de 1999-2002 sobre os Conselhos de Políticas Públicas Urbanas da cidade de Belo Horizonte. A abordagem da aprendizagem privilegia a análise sobre a relação interindividual e a cognição dos atores. Nesta pesquisa focalizamos os aspectos institucionais e processuais de cada conselho e o perfil dos conselheiros. Os resultados da pesquisa apontam o início do desenvolvimento de uma “cultura de negociação” no interior destes conselhos e a progressiva disposição para a construção de parcerias entre os participantes.

‣ A região de aprendizagem como temática e ângulo de observação; A região de aprendizagem como temática e ângulo de observação

Lins, Hoyêdo Nunes
Fonte: Nova Economia; Nova Economia Publicador: Nova Economia; Nova Economia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 05/06/2009 Português
Relevância na Pesquisa
47.326167%
Os desafios associados às mudanças econômicas  recentes ampliaram a importância da aprendizagem e da inovação para o desempenhoindustrial e o desenvolvimento econômico. De fato, em diferentes realidades, os problemas relacionados a esses processos, considerados coletivos e interativos, passaram a figurar no centro das atenções das políticas. Noção de destaque no debate atual sobre inovação e competitividade é a de região de aprendizagem, que remete ao problema do enraizamento territorial dos processos de aprendizagem coletiva organizados institucionalmente. Este artigo focaliza a idéia de região de aprendizagem, apreendida conforme o  esboço trazido pela literatura que se baseiaem casos de sucesso no capitalismo central, utilizando-a como “chave de leitura” sobre experiências de aglomerações industriais de  Santa Catarina: o Médio Vale do Itajaí, importante área de produção têxtil e vestuarista, e o Sul catarinense, envolvido na fabricação de cerâmica de revestimento, um dos principais aglomerados dessa indústria no País.; The challenges related to the recent economic  changes increased the importance of learning and innovation to both industrial performance andeconomic development. Indeed, in different contexts policies have become more and more concerned with learning and innovation...

‣ Das competências em gestão da qualidade à aprendizagem organizacional em contexto de ensino superior politécnico

Pereira,Henrique Lopes; Carvalho,Luís
Fonte: Centro de Estudos e Intervenção em Educação e Formação (CeiEF); Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias Publicador: Centro de Estudos e Intervenção em Educação e Formação (CeiEF); Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 Português
Relevância na Pesquisa
47.71539%
Este artigo é sustentado numa investigação que teve como objetivo construir um modelo explicativo da relação das competências de gestão da qualidade. Estudaram-se as competências transversais, as coletivas, as essenciais e os conhecimentos fundamentais. Identificaram-se as dimensões subjacentes e sua diferenciação entre as características sociodemográficas, compreendendo o seu contributo para a aprendizagem organizacional. O estudo foi desenvolvido com sujeitos docentes e não docentes de instituições de Ensino Superior Politécnico, tendo por base uma metodologia de análise empírica das perceções dos sujeitos, seguida do estudo da validade dos instrumentos de medida e das relações entre os diferentes conceitos em análise. Através dos resultados, demonstra-se que o contexto organizacional é um campo de excelência de aprendizagem individual e coletiva e que as dimensões das competências se relacionam entre si, dando sentido ao conceito de aprendizagem organizacional. Com base nas relações estabelecidas entre os conceitos identificaram-se quatro novos conceitos: Gestão da Qualidade e Aprendizagem Organizacional; Gestão da Qualidade e Aprendizagem pela Gestão; Gestão da Qualidade e Aprendizagem Coletiva; Gestão da Qualidade e Aprendizagem Individual e o modo como se articulam os diferentes níveis de aprendizagem com o tipo de competências estudadas em contexto de gestão da qualidade.

‣ Aprendizagem em grupo operativo de diabetes: uma abordagem etnográfica

Almeida,Shirley Pereira de; Soares,Sônia Maria
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 Português
Relevância na Pesquisa
47.291216%
O presente trabalho, elaborado a partir da dissertação, aborda um dos núcleos temáticos que emergiu da pesquisa durante o curso de mestrado na Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais. Para a compreensão da aprendizagem em grupo, utilizamos como referencial teórico Pichon-Riviére. Para esse autor, aprendizagem é um dos indicadores de fundamental importância no processo grupal. A partir do processo interacional, estabelece-se uma situação de aprendizagem, que permite aos integrantes apropriarem-se da realidade, mutuamente, e compartilhar pensamentos e conhecimentos. A concepção dos entrevistados de que o grupo proporciona o aprendizado no manejo do diabetes pode ser observado na maioria dos depoimentos. O núcleo temático "Grupo como espaço de aprendizagem e transformação" desvela concepções e significados que traduziram a experiência que as pessoas vivenciaram no grupo. Trata-se de um estudo etnográfico desenvolvido junto a treze pessoas diabéticas participantes de grupo de uma Unidade Básica de Saúde da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, Minas Gerais. Os dados foram coletados por meio de entrevista semi-estruturada, observação participante e análise documental. A análise dos dados foi orientada pela análise de conteúdo de Bardin.

‣ A saúde bucal coletiva na visão do estudante de odontologia: análise de uma experiência

Gontijo,Liliane Parreira Tannús; Almeida,Maria Cecília Puntel de; Gomide,Leila Regina Scalia; Barra,Rubia Pereira
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2009 Português
Relevância na Pesquisa
47.30421%
Este estudo analisa a contribuição de um projeto pedagógico de saúde bucal coletiva na formação do estudante do curso de graduação em odontologia, na perspectiva dos princípios do Sistema Único de Saúde da promoção em saúde bucal e da atenção em saúde da família, através da visão do aluno, utilizando o enfoque da pesquisa social em abordagem qualitativa. O projeto obteve um índice de aprovação na ordem de 92%. Os aspectos que ofereceram maiores contribuições foram atribuídos às ações desenvolvidas durante o ciclo clínico, seguido pelo ciclo básico. Constituiu-se nos primeiros contatos com aspectos da saúde coletiva e das ciências sociais, demonstrando novas tendências no agir do processo saúde/doença bucal, criando um espaço no processo de ensino-aprendizagem de reflexão crítica sobre a odontologia, na perspectiva preventiva em relação à sedução presente na tradicional atenção clínica curativa. Representa uma experiência simples que vem tentando obter respostas positivas a um dos problemas mais desafiadores para a efetiva implementação do Sistema Único de Saúde - a formação de um profissional preparado e sensibilizado para atender as necessidades de saúde da população e que incorpore a importância e o impacto das dimensões sociais...