Página 1 dos resultados de 244 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

‣ A scanning electron microscopy study of the seed and post-seminal development in Angelonia salicariifolia Bonpl. (Scrophulariaceae)

Moro, F. V.; Pinto, ACR; Dos Santos, J. M.; Damiao, C. F.
Fonte: Academic Press Ltd Publicador: Academic Press Ltd
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 499-506
Português
Relevância na Pesquisa
37.337822%
The external morphology of seeds and post-germination developmental stages of Angelonia salicariifolia Bonpl. (Scrophulariaceae) were investigated using scanning electron microscopy. Some structural features of the seed exotesta and seedling in Angelonia are presented for the first time and are of potential taxonomic value for this neotropical genus. The seeds are very small (0.9-1.7 mm long and 0.5-0.9 mm wide), ovate, with a reticulate-crested exotesta, reticules arranged uniformly in longitudinal rows, with a high density of microcilia-like projections on the cell wall of the reticule base and on the edge of the crests. The hilum is located beside the micropyle at the narrow end of the seed. Germination is epigeal. During germination the radicle develops, followed by elongation of the hypocotyl and primary root. At this stage dense root hairs develop on the lower part of the hypocotyl. The apical bud-located between the cotyledons-begins to develop after the cotyledons have unfolded. The cotyledons are equal in size, sessile and ovate. The seedlings have two types of trichomes, one characteristic of the cotyledons and first pair of leaves (glandular, sessile, four-celled head with quadrangular shape) and the other characteristic of the hypocotyl and epicotyl (stalked...

‣ Atividade cicatrizante do extrato bruto de Arrabidaea chica (Humb. & Bonpl.) verlot; Evaluation of wound healing properties of Arrabidaea chica (Humb. & Bonpl.) verlot extract

Michelle Pedroza Jorge
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/02/2008 Português
Relevância na Pesquisa
27.517654%
As folhas de Arrabidaea chica (Humb. & Bonpl.) Verlot (Bignoniaceae), popularmente conhecida como Crajiru, são utilizadas na medicina popular como cicatrizante, antiinflamatória e no tratamento de cólicas intestinais. O presente trabalho descreve os efeitos cicatrizante, antiinflamatório, antiulcerogênico e antioxidante do extrato bruto metanólico das folhas de Arrabidaea chica. O extrato estimulou o crescimento de fibroblastos, in vitro, de forma proporcional à concentração utilizada com atividade similar à alantoina. Também estimulou a produção in vitro de colágeno de maneira semelhante ao ácido ascórbico. Nos ensaios de DPPH e Folin-Ciocalteau, o extrato bruto apresentou moderada ação antioxidante. A aplicação tópica do extrato bruto em modelos experimentais do processo cicatrizante in vivo reduziu em 96% a área cutânea ulcerada após dez dias de tratamento, enquanto o grupo salina apresentou redução de somente 36%. Em modelos de úlcera gástrica em ratos induzida por etanol, o extrato bruto de A. chica reduziu o índice de lesões em 90%. Apesar do uso popular em processos inflamatórios, esse extrato não reduziu o edema de pata induzido por carragenina nem o edema de orelha induzido por óleo de cróton em ratos. Esses resultados permitem concluir que o extrato bruto metanólico das folhas secas de Arrabidaea chica possui princípios ativos que ativam o processo cicatricial...

‣ Preparação e caracterização de micro e nanopartículas de ácido hialurônico com encapsulação do extrato bruto vegetal da Arrabidaea chica (Humb. & Bonpl.) Verlot para aplicações farmacêuticas e cosméticas = : Preparation and characterization of hyaluronic acid micro and nanoparticle encapsulation with crude extract vegetable Arrabidaea chica (Humb. & Bonpl.) Verlot for pharmaceutical and cosmetic applications; Preparation and characterization of hyaluronic acid micro and nanoparticle encapsulation with crude extract vegetable Arrabidaea chica (Humb. & Bonpl.) Verlot for pharmaceutical and cosmetic applications

Viviane Ferre de Souza
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/05/2012 Português
Relevância na Pesquisa
27.639478%
O ácido hialurônico (AH) é um polissacarídeo natural composto de unidades dissacarídeas alternadas entre o N-acetil-D-glicosamina e o ácido D-glicurônico que desempenha um papel fundamental na manutenção da integridade tecidual, facilitando a adesão e diferenciação de células durante a inflamação, e o reparo de feridas com formação de vasos sanguíneos. A espécie vegetal Arrabidaea chica (Humb. & Bonpl.) Verlot é encontrada em quase todo o Brasil e são atribuídos a ela propriedades terapêuticas para enfermidades da pele. Técnicas de micro e nanoencapsulação são empregadas através de processos químicos, físicos ou fisico-químicos visando o aumento das interações com tecidos, pelo aumento da área superficial. Neste trabalho, foi proposto o estudo de variáveis operacionais para a produção de micro e nanopartículas de AH através do método de emulsão a/o reticuladas com dihidrazida adípica (ADH), com encapsulação do extrato vegetal da Arrabidaea chica para avaliação da atividade angiogênica e cicatrizante. Os resultados obtidos mostraram que a formação e propriedades físico-químicas das partículas de AH produzidas por emulsificação são diretamente relacionadas com a velocidade de agitação...

‣ Atividade cicatrizante de microencapsulados de extrato bruto etanólico de Arrabidaea chica(Humb. & Bonpl.) Verlot; Wound healing activity of miroencapsulated of crude ethanolic extract obtained from Arrabidaea chica(Humb. & Bonpl.) Verlot

Michelle Pedroza Jorge
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/09/2013 Português
Relevância na Pesquisa
27.517654%
A cicatrização é um processo fisiológico dinâmico e complexo que visa a restauração da função e da continuidade anatômica dos tecidos. A espécie Arrabidea chica (Humb. & Bonpl.) Verlot, encontrada em quase todo o Brasil e que faz parte da relação nacional de plantas medicinais de interesse ao SUS (Renisus), é popularmente utilizada para auxiliar a cicatrização de feridas. Tomando por base resultados de estudos farmacológicos anteriores, a presente tese teve por objetivo aperfeiçoar a qualidade e a estabilidade do extrato bruto de A. chica (EB) através da microencapsulação pelo processo de atomização, dando origem ao extrato bruto microencapsulado (EBM). Os estudos de estabilidade comparativa do EB e EBM, avaliados por análises fitoquímicas e farmacológicas, demonstraram que o processo de microencapsulamento foi capaz de evitar a degradação química das três antocianidinas empregadas como marcadores químicos e de manter a atividade antiulcerogênica após 180 dias. Estudos subsequentes de mecanismo de ação protetora gástrica demonstraram o efeito do EB (dose 125 mg/Kg) sobre a produção de muco e secreção ácida, comprovados em modelos de dosagem de muco e ligadura de piloro em ratos. A análise dos possíveis mecanismos de ação antissecretora do EB sugere uma ação antagonista sobre os receptores de gastrina e de acetilcolina agindo...

‣ Anatomia da lâmina foliar de acessos de Paspalum stellatum Hum. & Bonpl. ex Flüggé (Poaceae), com diferentes tipos de ploidia

Vieira, Jéssika Paula Silva
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
27.337822%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Botânica, Programa de Pós-Graduação em Botânica, 2014.; Paspalum L. é considerado um dos gêneros mais importantes do ponto de vista forrageiro dentro da tribo Paspaleae, com cerca de 400 espécies que apresentam variação morfológica e ocorrem em vários ambientes, para o Brasil são citadas aproximadamente 220 espécies. É comum encontrar em Paspalum, indivíduos diplóides e poliplóides, onde os diplóides sexuais são alógamos e os poliplóides em sua grande maioria apomíticos. O número cromossômico da maioria das espécies é múltiplo de dez, porém podemos encontrar variações em uma mesma espécie, como visto em Paspalum stellatum Hum. & Bonpl. ex Flüggé com 2n=20, 2n=30, 2n= 32, 2n= 44, 2n= 48, 2n=52 e 2n= 60, mostrando variabilidade. Levando em conta os diferentes números cromossômicos de P. stellatum, este trabalho teve o objetivo de descrever características anatômicas da lâmina foliar em treze acessos, comparando-os e analisando-os, através de dados qualitativos e quantitativos. Os acessos estudados apresentaram caracteres anatômicos comuns ao gênero e consideramos os seguintes caracteres comuns a espécie: células buliformes com papilas...

‣ Dendrometria de espécies nativas em plantios homogêneos no estado de Roraima: andiroba (Carapa guianensis Aubl), castanha-do-Brasil (Bertholletia excelsa Bonpl.), ipê-roxo (Tabebuia avellanedae Lorentz ex Griseb) e jatobá (Hymenaea courbaril L.)

Tonini,Helio; Arco-Verde,Marcelo Francia; Sá,Sergio Pedreira Pereira de
Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Publicador: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2005 Português
Relevância na Pesquisa
27.045593%
Estudou-se o crescimento e a seleção de equações para quatro espécies florestais nativas visando identificar espécies promissoras para o plantio em programas de reflorestamentos e em sistemas agroflorestais no Estado de Roraima. O crescimento da andiroba (Carapa guianensis Aubl.), da castanha-do-brasil (Bertholletia excelsa Bonpl.), do ipê-roxo (Tabebuia avellanedae Lorentz ex Griseb.) e do jatobá (Hymenaea courbaril L.), aos sete anos de idade, mostrou-se promissor atingindo incrementos médios anuais em volume comercial de 6.3; 14.6; 6.0 e 2.3 m³.ha-1.ano-1, respectivamente. Em relação ao crescimento em diâmetro, todas as espécies apresentaram incrementos médios anuais em diâmetro maiores do que 1 cm, sendo superiores aos observados para árvores crescendo em florestas naturais. A análise estatística, indicou a equação hipsométrica de Prodan como a de melhor ajuste para estimar a altura em função do diâmetro para as quatro espécies analisadas. No entanto, a análise gráfica indicou que a forma da curva altura/diâmetro variou com a espécie sendo necessário o ajuste em separado. O ajuste de equações de volume comercial com casca e fator de forma comercial mostraram ser necessário o ajuste de diferentes equações em função da espécie. A análise gráfica das curvas de volume comercial e fator de forma indicaram que as espécies diferiram em ambos os parâmetros...

‣ Atividade antiinflamatória do extrato aquoso de Arrabidaea chica (Humb. & Bonpl.) B. Verl. sobre o edema induzido por venenos de serpentes amazônicas

Oliveira,Denys Paixão Costa de; Borrás,Maria Rosa Lozano; Ferreira,Luis Carlos de Lima; López-Lozano,Jorge Luis
Fonte: Sociedade Brasileira de Farmacognosia Publicador: Sociedade Brasileira de Farmacognosia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 Português
Relevância na Pesquisa
27.045593%
O estudo investigou o efeito antiinflamatório do extrato aquoso da Arrabidaea chica (Humb. & Bonpl.) B. Verl., Bignoniaceae, popularmente conhecida como "crajiru", sobre o edema induzido por venenos de serpentes amazônicas dos gêneros Brothrops e Crotalus, em camundongos albinos, por via oral, intraperitoneal e subcutânea. O efeito anti-edematogênico foi avaliado pela medição do diâmetro dos coxins das patas posteriores, sendo medidos as 1, 3, 6, 12 e 24 horas, para B. atrox e 1, 3 e 6 horas para Crotalus durissus ruruima, e também avaliado por histopatologia. O estudo mostrou que o efeito inibitório do extrato aquoso para o gênero Bothrops, pelas vias subcutânea e intraperitoneal (12 horas) foi de 55,87% e 65,70%, respectivamente. Para o gênero Crotalus o efeito inibitório do extrato pela via subcutânea após 3 horas foi de 33,55% e após 6 horas de 79,81%. Pela via intraperitoneal após 3 horas foi de 48,02% e após 6 horas de 92,52%. Na análise histopatológica, o infiltrado de granulócitos e a miocitólise foram os efeitos inflamatórios inibidos mais significativamente. Os resultados sugerem a presença no extrato aquoso de A. chica de substâncias com atividade inibitória sobre os efeitos inflamatórios dos venenos das serpentes Bothrops atrox e Crotalus durissus ruruima.

‣ Análise farmacognóstica das folhas de Arrabidaea chica (Humb. & Bonpl.) B. Verlt., Bignoniaceae

Alves,Mauro Sérgio Marques; Mendes,Patrizia Cardoso; Vieira,Janaína Gell de Pontes; Ozela,Eliana Ferreira; Barbosa,Wagner Luiz Ramos; Silva Júnior,José Otávio Carréra
Fonte: Sociedade Brasileira de Farmacognosia Publicador: Sociedade Brasileira de Farmacognosia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2010 Português
Relevância na Pesquisa
27.045593%
Arrabidaea chica (Humb. & Bonpl.) B. Verlt. é uma Bignoniaceae amplamente utilizada na medicina popular como anti-inflamatório e adstringente, e para várias doenças como cólicas intestinais, diarréias, anemias e enfermidades da pele. Devido as suas propriedades biológicas e a produção de corante a espécie passou a ser utilizada pela indústria cosmética. A utilização de produtos naturais de origem vegetal implica no controle de qualidade farmacobotânico e em ensaios de pureza que compõem as especificações técnicas da espécie. Para isso foi realizada a descrição anatômica das folhas jovens e maduras de A. chica a partir de observações realizadas ao microscópio óptico, a partir de cortes histológicos. As folhas são hipoestomáticas e dorsiventrais com mesofilo heterogêneo. No pecíolo, a epiderme é uniestratificada contendo tricomas e dotada de cutícula delgada. Os testes farmacopéicos incluíram a determinação da distribuição granulométrica do pó da planta, determinação do teor de umidade e de cinzas totais, além da abordagem fitoquímica da tintura, visando estabelecer parâmetros para seu controle de qualidade.

‣ Sucrose Phosphate Synthase, Sucrose Synthase, and Invertase Activities in Developing Fruit of Lycopersicon esculentum Mill. and the Sucrose Accumulating Lycopersicon hirsutum Humb. and Bonpl. 1

Miron, Daphne; Schaffer, Arthur A.
Fonte: PubMed Publicador: PubMed
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /02/1991 Português
Relevância na Pesquisa
27.045593%
The green-fruited Lycopersicon hirsutum Humb. and Bonpl. accumulated sucrose to concentrations of about 118 micromoles per gram fresh weight during the final stages of development. In comparison, Lycopersicon esculentum Mill. cultivars contained less than 15 micromoles per gram fresh weight of sucrose at the ripe stage. Glucose and fructose levels remained relatively constant throughout development in L. hirsutum at 22 to 50 micromoles per gram fresh weight each. Starch content was low even at early stages of development, and declined further with development. Soluble acid invertase (EC 3.2. 1.26) activity declined concomitant with the rise in sucrose content. Acid invertase activity, which was solubilized in 1 molar NaCl (presumably cell-wall bound), remained constant throughout development (about 3 micromoles of reducing sugars (per gram fresh weight) per hour. Sucrose phosphate synthase (EC 2.4.1.14) activity was present at about 5 micromoles of sucrose (per gram fresh weight) per hour even at early stages of development, and increased sharply to about 40 micromoles of sucrose (per gram fresh weight) per hour at the final stages of development studied, parallel to the rise in sucrose content. In comparison, sucrose phosphate synthase activity in L. esculentum remained low throughout development. The possible roles of the sucrose metabolizing enzymes in determining sucrose accumulation are discussed.

‣ Requerimentos de polinização e fenologia da castanheira-do-brasil (Bertholletia excelsa Bonpl., Lecythidaceae) em Tomé-Açu/PA.

SANTOS, A. C. S. dos; MAUES, M. M.; CORRÊA, F. da S.; MOURA, T. do S. A. de.
Fonte: In: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA AMAZÔNIA ORIENTAL, 15., 2011, Belém, PA. A ciência de fazer ciência: anais. Belém, PA: Embrapa Amazônia Oriental, 2011. Publicador: In: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA AMAZÔNIA ORIENTAL, 15., 2011, Belém, PA. A ciência de fazer ciência: anais. Belém, PA: Embrapa Amazônia Oriental, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
Português
Relevância na Pesquisa
27.045593%
A Castanheira-do-Brasil (Bertholletia excelsa Bonpl.) pertence à família Lecythidaceae. Seus polinizadores são abelhas da família Apidae. Este trabalho teve como objetivo investigar a biologia floral e os requerimentos de polinização dessa espécie em uma propriedade privada, em Tomé-Açu/PA, onde predomina o sistema agroflorestal (SAF). De Setembro/2010 a Junho/2011 foi realizado monitoramento fenológico mensal em 21 árvores, das quais quatro foram usadas nos testes de polinização controlada. Torres de observação de 12 a 20 metros de altura foram montadas para acesso às flores. Quatro tratamentos foram aplicados nos testes de polinização: autopolinização espontânea (AE, n=540) e induzida (AI, n=657), xenogamia (XE, n=880) e geitonogamia (GE, n=742). O controle foi feito através da polinização livre (PL, n=564). A floração ocorreu de Novembro a Fevereiro, e a disseminação de frutos, de Janeiro a Fevereiro. A antese ocorreu à 1:00h e a liberação do pólen a partir das 6:30h. Apesar de ser considerada uma planta alógama, os resultados de AE e AI, foram de 1,6% e 1,06% de formação de frutos, respectivamente; bem como os de GE, com 0,3%. Já os testes de XE resultaram em 1,13% e de PL apenas 0,2%. O polinizador principal foi Xylocopa frontalis (Xylocopini...

‣ Biomonitoramento de abelhas da subtribo euglossina (Hymenoptera: Apoidea) em um plantio de castanheira-do-brasil (Bertholletia excelsa Bonpl., Lecythidaceae) em Belém, Pará.

SANTOS, T. F. dos; MAUES, M. M.; FIGUEIREDO, D. M. de; MOURA, T. do S. A. de.
Fonte: In: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA AMAZÔNIA ORIENTAL, 15., 2011, Belém, PA. A ciência de fazer ciência: anais. Belém, PA: Embrapa Amazônia Oriental, 2011. Publicador: In: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA AMAZÔNIA ORIENTAL, 15., 2011, Belém, PA. A ciência de fazer ciência: anais. Belém, PA: Embrapa Amazônia Oriental, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
Português
Relevância na Pesquisa
27.045593%
Com a finalidade de conhecer a biodiversidade de abelhas da subtribo Euglossina em áreas cultivadas com castanheira-do-brasil (Bertholletia excelsa Bonpl.), foi realizado monitoramento mensal em: um monocultivo de castanheira-do-brasil, e áreas adjacentes ao plantio monocultivo de mandioca (Manihot esculenta Crantz) e uma área de Capoeira antiga (com cerca de 20 anos), localizadas na Embrapa Amazônia Oriental, no município de Belém, estado do Pará, de setembro/2010 a abril/2011. Foram utilizadas armadilhas aromáticas para a captura de abelhas euglossinas e para outros grupos de abelhas foram utilizados pratos-armadilha (pan-traps). Foram coletadas 1293 abelhas com armadilhas aromáticas, distribuídos entre os gêneros Euglossa, Eulaema, Exaerete, Eufriesea e Trigona. Os pan-traps capturaram um total de 95 espécimes, dos quais 74 pertencentes à família Apidae e outras 21 ainda não identificadas. Em uma analise preliminar foi observado que o prato de cor azul foi o que aprisionou um maior número de abelhas, correspondendo a 84,21% do total de abelhas coletadas, seguido do prato de cor amarelo com 8,42% abelhas coletadas e o branco com 7,37% abelhas. A maior diversidade de espécimes capturada ocorreu no ambiente de capoeira...

‣ Requerimentos de polinização e biologia floral da castanheira-do-brasil (Bertholletia excelsa Bonpl., Lecythidaceae) em um SAF em Tomé-Açu, Pará.

MAUES, M. M.; SANTOS, A. C. S.; CORRÊA, F. da S.; MOURA, T. do S. A. de.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SISTEMAS AGROFLORESTAIS, 8., 2011, Belém, PA. Anais... Belém, PA: SBSAF: Embrapa Amazônia Oriental: UFRA: CEPLAC: EMATER: ICRAF, 2011. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SISTEMAS AGROFLORESTAIS, 8., 2011, Belém, PA. Anais... Belém, PA: SBSAF: Embrapa Amazônia Oriental: UFRA: CEPLAC: EMATER: ICRAF, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
Português
Relevância na Pesquisa
27.045593%
A castanheira-do-brasil (Bertholletia excelsa Bonpl.) pertence à família Lecythidaceae predominantemente alógama. Estudos prévios mostram que os polinizadores são abelhas da família Apidae (Bombus, Xylocopa, Eulaema, Epicharis, Centris). Este trabalho teve por objetivo investigar a biologia floral e os requerimentos de polinização dessa espécie em uma propriedade privada em Tomé-Açu/PA, onde predomina o sistema agroflorestal. De setembro/2010 a junho/2011 foi feito o monitoramento fenológico mensal (presença de botões florais, flores, frutos, disseminação de frutos, lançamento de folhas novas e maduras, perda parcial e total de folhas) em 21 árvores, das quais quatro foram usadas nos testes de polinização controlada. Torres de observação de 12 a 20 metros de altura foram montadas para acesso às flores. Quatro tratamentos foram aplicados nos testes de polinização: autopolinização espontânea (AE) autopolinização induzida (AI), xenogamia (XE) e geitonogamia (GE). O controle foi feito com flores deixadas para polinização livre (PL). Todas as inflorescências foram identificadas, mensuradas e protegidas (exceto as de PL). A floração ocorreu de novembro a fevereiro, e a disseminação de frutos de janeiro a fevereiro. A antese aconteceu à 01:00h e a liberação do pólen a partir das 06:30. O néctar é ofertado das 06:30 às 11:30h. Apesar de ser considerada uma planta alógama...

‣ Diagnóstico do setor produtivo e da comercialização da castanha-do-Brasil (Bertholletia excelsa Bonpl.) no território Sul do Amapá.

SOUSA, W. P. de; EULER, A. M. C.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE AGROECOLOGIA, 6.; CONGRESSO LATINO-AMERICANO DE AGROECOLOGIA, 2., 2009, Curitiba. Agricultura familiar e camponesa: experiências passadas e presentes construindo um futuro sustentável: [anais...]. Curitiba: ABA: SOCLA, 2009. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE AGROECOLOGIA, 6.; CONGRESSO LATINO-AMERICANO DE AGROECOLOGIA, 2., 2009, Curitiba. Agricultura familiar e camponesa: experiências passadas e presentes construindo um futuro sustentável: [anais...]. Curitiba: ABA: SOCLA, 2009.
Tipo: Capítulo em livro técnico-científico (ALICE) Formato: 1 CD ROM.
Português
Relevância na Pesquisa
27.045593%
Este estudo caracteriza o extrativismo da castanha-do-brasil (Bertholletia exclesa Bonpl.), sua estrutura de comercialização e relações sociais na região sul do Amapá. Esta atividade econômica vem perdendo importância, embora represente a principal fonte de subsistência para centenas de famílias que habitam áreas protegidas criadas exatamente para garantir a sustentabilidade do extrativismo e a conservação ambiental. Para entender este paradoxo e construir soluções tecnológicas para reverter este quadro a Embrapa Amapá desenvolve desde 2007 pesquisa participativa com 22 comunidades e 151 famílias da RESEX Rio Cajari, RDS Iratapuru e PAE Maracá. Os resultados demonstram que a instabilidade do mercado e dos preços tem afetado o interesse dos produtores por esta atividade e aumentado a participação da agricultura na composição da renda familiar, sendo fundamental investimentos em logística, armazenamento e a garantia de acesso dos produtores à política federal de preço mínimo.; 2009

‣ Teor e rendimento de extrato das folhas de três morfotipos de Arrabidaea chica (Bonpl.) B. Verl. em função de adubação orgânica em Manaus, AM.

CHAVES, F. C. M.; COSTA, J. S.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE RECURSOS GENÉTICOS, 2., 2012. Anais. Belém, PA, 2012. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE RECURSOS GENÉTICOS, 2., 2012. Anais. Belém, PA, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
27.045593%
A espécie Arrabidaea chica (Bonpl.) B. Verl., também conhecida como crajiru, pariri, chica, cipó-cruz, dentre outros nomes, pertence à família Bignoniaceae. Este trabalho teve o objetivo de avaliar o teor e rendimento de extrato de crajiru em função de diferentes fontes de adubo orgânico em Manaus, AM. As mudas foram obtidas por estaquia e plantadas em bandejas de poliestireno expandido (72 células) contendo substrato comercial, as quais permaneceram em viveiro durante 60 dias até serem plantadas em campo, no espaçamento de 1,0 m x 1,0 m. O experimento foi conduzido em esquema fatorial 5x3 com delineamento em blocos casualizados onde os níveis dos fatores foram as diferentes fontes de adubo orgânico: composto ? 5,0 kg m-2, esterco de aves ? 3,0 kg m-2, casca de guaraná ? 4,0 kg m-2, esterco de gado ? 4,0 kg m-2 e controle (ausência), e os três morfotipos de crajiru. Após 240 dias foram avaliadas a produção de folhas, teor e rendimento de extratos. Os dados foram submetidos à análise de variância e as médias ao Teste de Tukey, a 5% de probabilidade. Observou-se que as fontes de adubo orgânico promoveram melhor produção de folhas para as plantas de A. chica, exceto para o morfotipo 1 que não apresentou diferenças significativas em relação às fontes utilizadas...

‣ Agrobiodiversidade de polinizadores em duas áreas cultivadas com castanheira-do-brasil (Bertholletia excelsa Bonpl.) .

MAUES, M. M.; CAVALCANTE, M. C.; SANTOS, A. S.; COOREA, F. S.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE RECURSOS GENÉTICOS, 2., 2012, Belém, PA. Anais... Brasília, DF: Sociedade Brasileira de Recursos Genéticos, 2012. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE RECURSOS GENÉTICOS, 2., 2012, Belém, PA. Anais... Brasília, DF: Sociedade Brasileira de Recursos Genéticos, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
Português
Relevância na Pesquisa
27.045593%
Agrobiodiversidade diz respeito aos componentes da biodiversidade com relevância para a agricultura e alimentação, incluindo os polinizadores A castanheira-do-brasil (Bertholletia excelsa Bonpl., Lecythidaceae) vem sendo cultivada na Amazônia, mas pouco se conhece sobre os polinizadores presentes nos agroecossistemas. Assim, avaliou-se a diversidade de polinizadores em duas áreas com sistemas de cultivo distintos: Monocultivo (A1) na Fazenda Aruanã, Itacoatiara (AM), cercado por florestas em excelente estado de conservação; e Sistema Agroflorestal ? SAF (A2) na Fazenda Sasahara, Tomé-Açu (PA), numa colônia agrícola em uma matriz bastante antropizada. Visitantes florais foram coletados no entre 2007 a 2011. A apifauna foi monitorada por 17 meses na A1 (out/2010 a fev2012) e 18 meses na A2 (set/2010 a fev/2011), com iscas aromáticas e pan-traps azuis, amarelos e brancos. Na A1 foram registradas 19 espécies de abelhas visitando as flores, e na A2, sete espécies. Os polinizadores comuns aos dois cultivos foram: Xylocopa frontalis, X. aurulenta, Eulaema meriana, E. cingulata e Bombus transversalis. No monocultivo, 16 das 19 espécies encontradas são polinizadores legítimos, destacando-se X. frontalis e Eulaema mocsaryi. No SAF...

‣ Análise do déficit de polinização da castanheira-do-brasil (Bertholletia excelsa BONPL., LECYTHIDACEAE) através de crescimento de tubos polínicos em pistilos submetidos a testes de polinização controlada.

CORREA, F. S.; MAUES, M. M.; SANTOS, A. S.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE RECURSOS GENÉTICOS, 2., 2012, Belém, PA. Anais... Brasília, DF: Sociedade Brasileira de Recursos Genéticos, 2012. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE RECURSOS GENÉTICOS, 2., 2012, Belém, PA. Anais... Brasília, DF: Sociedade Brasileira de Recursos Genéticos, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
Português
Relevância na Pesquisa
27.045593%
A castanheira-do-brasil (Bertholletia excelsa Bonpl., Lecythidaceae) é uma planta alógama com síndrome de polinização melitófila. A deficiência quantitativa ou qualitativa na polinização reduz o sucesso reprodutivo das plantas. Esse trabalho avaliou o déficit de polinização de B. excelsa em uma área cultivada localizada em Tomé-Açu/PA, onde predomina o Sistema Agroflorestal. Foram realizados testes de polinização controlada (xenogamia, autopolinização induzida, autopolinização espontânea e geitonogamia), e avaliada a polinização natural em flores não manipuladas. Foram feitas análises do sistema de autoincompatibilidade nos pistilos usados nos testes e na polinização livre, através da observação da germinação do pólen e crescimento de tubos polínicos sob fluorescência. Registrou-se déficit de polinização em duas (P1 e P4), uma vez que a taxa de polinização natural ficou abaixo dos resultados da polinização cruzada manual (xenogamia). O déficit pode ser justificado pela menor diversidade de polinizadores, em comparação com outras áreas de cultivo estudadas, que pode ter influenciado na redução da taxa de deposição de pólen e determinou a limitação do fluxo gênico.; 2012

‣ Caracteriza??o farmacogn?stica, qu?mica, f?sico-qu?mica e estudos preliminares de pr?-formula??o da Arrabidaea chica (Humb. & Bonpl.) B. Verlt.

ALVES, Mauro S?rgio Marques
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
27.337822%
Realiza estudos de caracteriza??o qu?mica, f?sico-qu?mica e de pr?-formula??o de Arrabidaea chica (Humb. & Bonpl.) B. Vert., pertencente ? fam?lia Bignoniaceae, a qual recebe v?rias denomina??es, sendo que na regi?o amaz?nica ela ? conhecida popularmente como pariri, amplamente utilizada na medicina popular para o tratamento de v?rias doen?as, dentre elas as enfermidades da pele causadas por dermatomicoses. A utiliza??o de produtos naturais de origem vegetal implica no controle de qualidade farmacobot?nico e em ensaios de pureza que comp?em as especifica??es t?cnicas da esp?cie. Para isso, foi realizada a descri??o anat?mica das folhas jovens e maduras da planta a partir de observa??es realizadas ao microsc?pio ?ptico em cortes histol?gicos. Os testes Farmacop?icos inclu?ram a determina??o da distribui??o granulom?trica do p? da planta, determina??o do teor de umidade e de cinzas totais, e para a tintura foram realizadas determina??es de pH, densidade aparente e teor de s?lidos, sendo realizadas ainda a prospec??o qu?mica, o perfil cromatogr?fico por CCO e CLAE, al?m da avalia??o da sua atividade antimicrobiana. Tanto para o p? quanto para a tintura de A.chica foram observados os perfis por espectroscopia na regi?o do infravermelho e perfis t?rmicos por TG e OTA. Foram realizados ainda...

‣ An?lise farmacogn?stica das folhas de Arrabidaea chica (Humb. & Bonpl.) B. Verlt., Bignoniaceae

ALVES, Mauro S?rgio Marques; MENDES, Patrizia Cardoso; VIEIRA, Jana?na Gell de Pontes; OZELA, Eliana Ferreira; BARBOSA, Wagner Luiz Ramos; SILVA J?NIOR, Jos? Ot?vio Carr?ra
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
27.337822%
Arrabidaea chica (Humb. & Bonpl.) B. Verlt. ? uma Bignoniaceae amplamente utilizada na medicina popular como anti-inflamat?rio e adstringente, e para v?rias doen?as como c?licas intestinais, diarr?ias, anemias e enfermidades da pele. Devido as suas propriedades biol?gicas e a produ??o de corante a esp?cie passou a ser utilizada pela ind?stria cosm?tica. A utiliza??o de produtos naturais de origem vegetal implica no controle de qualidade farmacobot?nico e em ensaios de pureza que comp?em as especifica??es t?cnicas da esp?cie. Para isso foi realizada a descri??o anat?mica das folhas jovens e maduras de A. chica a partir de observa??es realizadas ao microsc?pio ?ptico, a partir de cortes histol?gicos. As folhas s?o hipoestom?ticas e dorsiventrais com mesofilo heterog?neo. No pec?olo, a epiderme ? uniestratificada contendo tricomas e dotada de cut?cula delgada. Os testes farmacop?icos inclu?ram a determina??o da distribui??o granulom?trica do p? da planta, determina??o do teor de umidade e de cinzas totais, al?m da abordagem fitoqu?mica da tintura, visando estabelecer par?metros para seu controle de qualidade.; ABSTRACT: Arrabidaea chica (Humb. & Bonpl.) B. Verlt. is a Bignoniaceae widely used in the popular medicine as anti-inflammatory and astringent agent...

‣ Obtenção de extratos de folhas de Arrabidaea chica (Humb. Bonpl.) Verlot por extração fracionada em leito fixo a alta pressão usando dióxido de carbono supercrítico, etanol e água como solventes; Obtaining extracts leaves of Arrabidaea chica (Humb. Bonpl.) Verlot by fractional extraction fixed bed high pressure using supercritical carbon dioxide, ethanol and water as solvents

Julia Teixeira de Paula
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/03/2013 Português
Relevância na Pesquisa
27.517654%
Extratos de folhas de Arrabidaea chica (Humb. Bonpl.) Verlot foram obtidos usando dióxido de carbono supercrítico (scCO2), etanol e água como solventes. Dois tipos de extração sequencial em leito fixo foram realizados: o primeiro tipo em três etapas, usando o scCO2 na primeira etapa, o etanol na segunda e a água na terceira, nas temperaturas de 40 °C e 50 °C e pressões de 300 bar e 400 bar; o segundo tipo em duas etapas, usando o dióxido de carbono supercrítico em uma primeira etapa, seguida de uma segunda extração com uma mistura de scCO2/etanol/água em diferentes proporções, a 40 °C e 300 bar. Para comparação, foram realizadas algumas extrações convencionais: uma extração convencional etanólica a temperatura ambiente, uma extração convencional hidroalcoólica com uma mistura de etanol, água 70:30 (v:v) a temperatura ambiente, uma extração hidroalcoólica com uma mistura de etanol, água 70:30 (v:v) a 40 °C e 300 bar e três extrações aquosas convencionais (40 °C, 50 °C e 80 °C). Todos os extratos foram caracterizados quanto ao rendimento global, às respectivas cinéticas de extração, conteúdo de compostos fenólicos totais, flavonoides totais, antocianinas monoméricas totais, carajurina e luteolina. A cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) foi empregada na determinação quantitativa de dois compostos selecionados: 6...

‣ Nutrição mineral de hortaliças. XXXVII. deficiências de macronutrientes em cubiu (Solanum topiro Humb. & Bonpl.); Macronutrient deficiencies on Solanum topiro Humb.& Bonpl

Weber, H.; Sarruge, J.R.; Haag, H.P.; Dechen, A.R.
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/1981 Português
Relevância na Pesquisa
27.517654%
Plantas de cubiu (Solanum topiro Humb. & Bonpl.), 'INPA-P6-PL2-BLII-Exp l', foram cultivadas, em casa de vegetação em quartzo moído, irrigadas com soluções nutritivas, conforme SARRUGE (1975), e submetidas aos seguintes tratamentos: completo, omissão de N, omissão de P, omissão de K, omissão de Ca, omissão de Mg e omissão de S, com o objetivo de: (a) obter sintomas de deficiência dos macronutrientes; (b) analisar o crescimento das plantas através da produção de matéria seca; (c) determinar a concentração dos macro e micronutrientes, exceto molibdênio e cloro, nas folhas, caules e raízes das plantas. Os sintomas visuais de deficiência foram identificados e descritos. As plantas foram coletadas e separadas em raiz, caule e folhas, e determinaram-se os teores de macro e micronutrientes, exceto molibdênio e cloro, neste material. Os resultados obtidos mostram: a) os sintomas visuais de deficiência de nitrogênio, potássio, cálcio e magnésio são bem definidos e de fácil caracterização, não ocorrendo o mesmo para os sintomas visuais de deficiência de fósforo e enxofre; b) os tratamentos que mais afetaram o desenvolvimento das plantas foram: omissão de N, omissão de P e omissão de K, seguidos por omissão de Ca e omissão de Mg. O desenvolvimento das plantas não foi afetado com o tratamento omissão de S; c) os níveis de deficiência e adequação obtidos nas folhas foram: N% = 2...