Página 1 dos resultados de 7 itens digitais encontrados em 0.037 segundos

‣ Determinantes do consumo de famílias com idosos e sem idosos com base na pesquisa de orçamentos familiares de 1995/96.; Determinants of consumption from families with and without elderly basead on a household budget survey 1995/96.

Almeida, Alexandre Nunes de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/10/2002 Português
Relevância na Pesquisa
28.681711%
Com o aumento no número de pessoas idosas devido ao aumento da expectativa de vida e diminuição das taxas de natalidade, esse trabalho partiu da hipótese de que o idoso, além de apresentar uma forte demanda por cuidados médicos, também têm uma demanda crescente por outros tipos de bens e serviços, como, por exemplo, cosméticos e viagens. Ademais, a importância desse grupo, com sua renda mais estável oriunda dos benefícios da seguridade social e uso de ativos ou bens acumulados, altera de forma significativa a estrutura de consumo da família na qual pertence, criando uma forte relação de interdependência com os filhos e netos. O objetivo principal do presente trabalho foi analisar, através de alguns determinantes sócio-econômicos, o comportamento de consumo das famílias com idosos chefes e famílias que não apresentavam nenhum indivíduo com mais de 60 anos, nas principais áreas metropolitanas brasileiras, Distrito Federal e Goiânia. A base de dados utilizada corresponde a Pesquisa de Orçamentos Familiares 1995/96 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Inicialmente, na revisão de literatura, foram mencionados os principais aspectos demográficos que estão causando o envelhecimento populacional...

‣ Salário mínimo, desigualdade e informalidade; Minimum wage, inequality and informality

Komatsu, Bruno Kawaoka
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
38.081143%
O mercado de trabalho brasileiro tem apresentado nos últimos anos tendências que chamam a atenção e que suscitam questões diversas do ponto de vista da literatura econômica. A partir de 2004, aliada à redução da taxa de desemprego (que cai à metade em menos de uma década), o salário mínimo apresenta crescimento real de quase dois terços do seu valor, a desigualdade salarial é sensivelmente reduzida, ao mesmo tempo em que a taxa de formalidade alcança níveis muito elevados. A partir desse pano de fundo, o presente trabalho pretende examinar duas questões centrais. A primeira delas seria sobre os efeitos do aumento do salário mínimo sobre a desigualdade salarial. Utilizamos uma metodologia de densidades contrafactuais com dados da Pesquisa Mensal de Emprego (PME) de 2004 e 2011 para avaliar os efeitos da variação do salário mínimo, do aumento da formalização, das características pessoais e das condições de oferta e demanda do mercado de trabalho sobre as mudanças das densidades salariais. Como resultados anteriores da literatura, as estimativas indicam que o primeiro fator exerce efeitos expressivos no sentido de reduzir a dispersão salarial da densidade como um todo e em especial na calda inferior. Eles são robustos à inversão da ordem de decomposição e se mantêm relevantes entre as mulheres. Os efeitos da formalização se mantêm com a inversão da ordem somente entre os homens e são maiores...

‣ Occupational mobility and income differentials: The experience of Brazil between 2002 and 2010

Monsueto, Sandro Eduardo; Cunha, André Moreira; Da Silva Bichara, Julimar
Fonte: CEPAL - Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe Publicador: CEPAL - Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe
Tipo: Texto
Português
Relevância na Pesquisa
38.081143%
Since the start of the twenty-first century, the Brazilian economy has experienced a growth cycle with characteristics unlike those of its previous historical experience, combining growth, macroeconomic stability and distributive progress. In this context, the study aims to analyse the factors and distributive effects of occupational mobility in Brazil, based on data obtained from the Monthly Employment Survey. The results suggest that: (i) mobility has been used in Brazil as a way to raise wages, even when it involves a drop in socio-occupational status; (ii) nonetheless, the wage increase obtained by changing job or occupational segment is smaller for poorer workers than for wealthier ones; and (iii) consequently, mobility helps to increase income, but it also tends to widen wage gaps.

‣ The Tendencies in the Woman Employment in Brazilian Labour Market between the Years 2004-2012 : Examining the Gender Pay Gap = As tendências do emprego da mulher no mercado de trabalho brasileiro entre os anos de 2004- 2012: examinando as disparidades salariais de gênero; As tendências do emprego da mulher no mercado de trabalho brasileiro entre os anos de 2004- 2012 : examinando as disparidades salariais de gênero

Basak Kocadost
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/11/2014 Português
Relevância na Pesquisa
28.959531%
O Brasil experimentou grandes mudanças socio-econômicas durante a primeira década do século 21, especialmente a partir do ano 2004, e mesmo depois da crise financeira nos anos de 2008 e 2009, que terminou por melhorar as condições dos trabalhadores de uma maneira geral. No entanto, apesar dos avanços notáveis gerais nesse período, tais como a criação de novos postos de trabalho em número elevado, o declínio da taxa de desemprego e um aumento significativo do salário mínimo real, o mercado de trabalho brasileiro ainda está muito desigual. A taxa de emprego das mulheres não mudou significativamente nesse período, aumentando de 54,4% em 2004 para apenas 55,7% em 2012. Além disso, a taxa de desemprego das mulheres é quase duas vezes maior do que a dos homens e as mulheres ainda constituem a grande maioria da população não economicamente ativa. Uma vez que o mercado de trabalho brasileiro tem sido historicamente caracterizado como heterogêneo e segregado, ganha importância examinar o desempenho de diferentes segmentos do mercado de trabalho nesse período e reconsiderar a dinâmica recente do mercado de trabalho em termos de diferentes grupos sociais. Neste trabalho, tratou-se em termos de desigualdade de gênero...

‣ Avaliação da qualidade de vida e transtornos mentais comuns de residentes em áreas rurais; Assessment of quality of life and common mental disorders in the population of rural areas

Paulo Junior Paz de Lima
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/08/2014 Português
Relevância na Pesquisa
18.561176%
A precariedade do acesso à educação, dos serviços de saúde e de segurança no trabalho, de moradias, do saneamento básico e abastecimento de água potável, no contexto rural brasileiro, instiga a reflexão sobre os impactos de tais condições na saúde física e mental e na qualidade de vida (QV), além dos efeitos destas condições em relação à prevalência de transtornos mentais comuns (TMC), em comunidade rural no Brasil. A discussão sobre qualidade de vida e TMC não são recentes. No entanto, o contexto rural tem ficado fora do debate, principalmente, no contexto nacional, na área da saúde pública. A discussão sobre a concepção de QV e TMC no contexto do rural é importante. Estes temas têm assumido um aspecto secundário, dada a urgência cotidiana pela garantia da própria sobrevivência, da empregabilidade ainda que em condições precárias e de outras demandas mais urgentes no campo. OBJETIVOS: O presente estudo tem como objetivo principal avaliar a qualidade de vida e transtornos mentais comuns, bem como avaliar a qualidade de vida relacionada a aspectos do estado de saúde de residentes em áreas rurais, em Atibaia/SP. Também se propõe a identificar alteração dos domínios da QV entre os residentes da área de estudo; avaliar os domínios da qualidade de vida em relação à função desempenhada no campo; identificar diferenças nos domínios da QV em relação ao sexo; identificar a relação entre sobrecarga (quantidade de horas) de trabalho semanal e alteração dos domínios da QV e identificar a prevalência de alcoolismo e de tabagismo entre a população rural. MÉTODOS: Trata-se de um estudo...

‣ O atrito nas pesquisas longitudinais: o caso da pesquisa mensal de emprego (PME/IBGE)

Ribas, Rafael Perez; Soares, Sergei Suarez Dillon
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2010 Português
Relevância na Pesquisa
89.35711%
This article aims to estimate the determinants of attrition/permanence of people in the panel of the Brazilian Monthly Employment Survey (PME/IBGE) and also to test the bias emerged from ignorability of attrition selection in regression analyses. Results point out a strong correlation between attrition rate and characteristics closely related to geographic mobility. In addition, both survey design aspects and socioeconomic events are significantly related to the probability of attrition. In selection correction models, we find that all selection mechanisms are endogenous, even though they are not directly correlated with the equation of interest. Finally, we show that ignoring the endogeneity of sample selection, such as attrition, may imply to a biased analysis. However, controlling for only some selection mechanism, not controlling for all, may provide estimators even more biased than no controlling.; O objetivo deste artigo é estimar os determinantes da permanência de pessoas no painel da Pesquisa Mensal de Emprego (PME) e, além disso, testar se ignorar a não-aleatoriedade do desgaste no painel causa algum viés em análises de regressão. Os resultados apontam que há uma forte correlação da taxa de atrito com as características geralmente associadas a uma mobilidade geográfica maior. Além disso...

‣ A participação política e os seus determinantes socioeconômicos: as regiões metropolitanas brasileiras: 1988-1996

Ferreira, Marcelo Costa
Fonte: CESOP/UNICAMP Publicador: CESOP/UNICAMP
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares; Pesquisa qualitativa Formato: application/pdf
Publicado em 16/10/2015 Português
Relevância na Pesquisa
28.461968%
O objetivo deste artigo é apresentar uma análise comparada dos dados oriundos do suplemento de participação política aplicado na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios de 1988 e na Pesquisa Mensal de Emprego de Abril de 1996, utilizando modelos de regressão logística com variáveis-respostas relativas à adesão a algumas modalidades de participação política com variáveis independentes socioeconômicas. O artigo mostra o teste de duas hipóteses: 1) O declínio da escolaridade como variável previsora da participação política (pedido, reclamação e reivindicação a político; associação de bairro, filantrópica/religiosa e esportiva/cultural), e 2) O fraco poder explicativo dos modelos socioeconômicos como previsores da participação política. Abstract The purpose of this article is to present a comparative analysis of data concerning to the addictional questionnaire of political participation PNAD. 1988, Brazilian Household Survey of 1988 and PME, Brazilian Monthly Research Employment of April, 1996, from IBGE (Brasilian Institute of Geography and Statistics). Data analysis concerning logistic regression models, with dependent variables related to memberships in some kinds of political participation with socioeconomic variables as independent ones...