Página 19 dos resultados de 398547 itens digitais encontrados em 0.178 segundos

‣ Prevalência e impacto do transtorno do estresse pós-traumático na qualidade de vida de mulheres recém diagnosticadas com câncer de mama; Prevalence and impact of the post traumatic stress disorder on the quality of life of women newly diagnosed with breast cancer

Bottino, Sara Mota Borges
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/06/2009 Português
Relevância na Pesquisa
35.873696%
O diagnóstico de câncer é uma experiência traumática que pode precipitar sintomas do Transtorno de Estresse Pós Traumático TEPT. São poucos os estudos que avaliaram a prevalência e o impacto do TEPT na qualidade de vida de mulheres com câncer de mama, antes do início dos tratamentos. Este trabalho teve como objetivos estimar a prevalência e o impacto dos sintomas do TEPT Agudo na qualidade de vida de mulheres recém diagnosticadas com câncer de mama, investigando as variáveis sócio-demográficas e clínicas associadas ao TEPT. Foi realizado um estudo do tipo corte transversal no Centro de Referência da Saúde da Mulher Hospital Pérola Byington. Os sintomas de TEPT foram avaliados com a Post-Traumatic Stress Disorder Checklist- Civilian Version, os sintomas de Ansiedade e Depressão com a Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão, e a Qualidade de Vida com o SF-36. Comparamos as variáveis sócio-demográficas e clínicas nas mulheres com TEPT, TEPT Subsindrômico e sem TEPT. Foi feita uma análise de co-variância, com comparação pos-hoc pelo método de Tukey, para avaliar o impacto do TEPT sobre a qualidade de vida. Identificamos que 81% das mulheres apresentaram ao menos um sintoma de estresse pós-traumático clinicamente significativo...

‣ Tendências da incidência e da mortalidade do câncer de mama feminino no município de São Paulo; Trends in the female breast cancer incidence and mortality in São Paulo, Brazil

Lisbôa, Luís Fernando
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
35.873696%
Introdução: A cada ano, são diagnosticados mais de um milhão de novos casos de câncer de mama em mulheres no mundo. Os países mais desenvolvidos apresentam as maiores incidências, enquanto a mortalidade é maior nos países em desenvolvimento. No Brasil, as incidências mais elevadas se localizam nas regiões Sul e Sudeste. Nos últimos cinco anos, a incidência de câncer de mama aumentou cerca de 30 por cento nos países do ocidente, porém, a partir do ano 2000, observa-se ligeiro decréscimo na mortalidade. A investigação simultânea sobre a incidência e a mortalidade pode fornecer informações sobre a etiologia da doença, e a análise dos efeitos da idade, período e da coorte facilita a compreensão dos mecanismos responsáveis pela variação nas tendências. Objetivos: Analisar as tendências da incidência e da mortalidade por câncer de mama feminino no município de São Paulo, segundo os efeitos da idade, período e coorte. Métodos: Foram analisadas a incidência no período de 1997 a 2005, e a mortalidade no período de 1982 a 2005. Os dados foram obtidos no Registro de Câncer de Base Populacional de São Paulo, no Sistema de Mortalidade do Ministério da Saúde (SIM-MS) e no Instituto Brasileiro Geografia e Estatística (IBGE). Os efeitos da idade...

‣ Mortalidade por câncer de mama e de colo de útero: análise temporal e espacial, município de São Paulo, 1996 a 2006; Women mortality due to cancers of the breast and cervix of the uterus: temporal and spatial analysis. City of São Paulo, SP, Brazil, 1996 to 2006

Müller, Nádia Carvalho da Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/10/2009 Português
Relevância na Pesquisa
35.873696%
Introdução: Estudos mostram que os efeitos das desigualdades nos perfis de mortalidade em diferentes grupos sociais estão associados a fatores sociais, culturais e econômicos. A análise desses perfis, relativos aos cânceres de mama e de colo do útero em mulheres residentes no Município de São Paulo, por local de domicílio, permitirá estimar o risco de morrer por estes cânceres nesses grupos sociais. Tal saber trará subsídios para ações específicas dos serviços públicos no controle dos fatores de risco e na organização dos serviços de saúde. Objetivo: Descrever padrões de mortalidade pelos cânceres de mama e de colo do útero de mulheres com idade mínima de 15 anos, residentes no Município de São Paulo, segundo variações geográficas, temporais e socioeconômicas, de 1996 a 2006. Método: Estudo ecológico temporal por meio dos óbitos provenientes do Sistema de Informações Sobre Mortalidade SIM, que, no Município de São Paulo é processado pelo Programa de Aprimoramento da Informação de Mortalidade PRO-AIM, da Secretaria Municipal de São Paulo. Na análise espacial, os 96 distritos do Município foram agrupados em oito Regiões, conforme divisão administrativa elaborada pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (FSEADE) e pela Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social de São Paulo (SMADS). A série temporal observou o período de 1996 a 2006...

‣ Enfrentamento do câncer infantil: vivências de pacientes em tratamento; Coping infant cancer: patients experiences under treatment

Sabino, Alini Daniéli Viana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/07/2008 Português
Relevância na Pesquisa
35.873696%
As mudanças ocorridas após o diagnóstico de câncer são sentidas em todos os níveis da vida da criança, mesmo antes de ter a confirmação definitiva de sua doença. Ameaças e mudanças no estilo de vida começam a ocorrer criando uma situação de estresse para crianças e familiares. Assim, mesmo que os avanços da medicina tenham possibilitado a descoberta de formas de tratamento mais eficazes, o câncer continua a ser uma das doenças mais temidas do nosso tempo. O nítido aumento da sobrevida e cura exige cuidados mais amplos em relação à qualidade de vida desses pacientes, os quais têm início logo após o diagnóstico da doença. Sendo assim, devido ao impacto que a doença causa, torna-se pertinente o estudo do ajustamento emocional e do modo como as crianças lidam com a mesma, visando à qualidade de vida e o bem-estar da pessoa mesmo quando a cura não é possível. Desse modo, o presente estudo tem como objetivo compreender quais estratégias de enfrentamento crianças com câncer utilizam para lidar com as vivências do tratamento oncológico e como fazem uso destes recursos. Foram colaboradores...

‣ O estudo do impacto do rastreamento no estadiamento clínico dos portadores de câncer de próstata; The study of the screening impact on clinical staging of patients with prostate cancer

Faria, Eliney Ferreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/07/2010 Português
Relevância na Pesquisa
35.873696%
INTRODUÇÃO: O câncer de próstata (CAP) é a neoplasia mais comum em homens (excluindo câncer de pele não-melanoma) com mais de 190.000 casos novos esperados em 2010 nos Estados Unidos sendo que mais de 27.000 morrerão em desta doença. No Brasil, segundo o Instituto Nacional do Câncer, a estimativa é em torno de 50 mil casos novos de CAP para 2010. OBJETIVOS: Avaliar a experiência do rastreamento para CAP realizado pelo Hospital de Câncer de Barretos através de uma Unidade Móvel de Prevenção de Câncer (UMPC), e verificar qual o impacto deste rastreamento no estádio clínico em comparação com pacientes diagnosticados e/ou encaminhados ao HCB. MATERIAL E MÉTODO: De janeiro de 2004 a dezembro de 2007, realizou-se rastreamento de CAP em voluntários acima de 45 anos através da UMPC em localidades com difícil acesso à saúde. Foram convocados homens com pelo menos um destes três critérios a seguir: a) PSA sérico = 4,0 ng/ml, b) toque retal suspeito, ou c) PSA entre 2,5 e 4,0 ng/ml com relação PSA livre/total (rPSAl/t) = 15%. Para se avaliar o impacto do rastreamento no estádio clínico ao diagnóstico dos pacientes portadores de CAP, analisaram-se os dois grupos. O grupo I inclui casos de CAP diagnosticados de janeiro de 2005 a dezembro de 2007...

‣ Planejamento e relação estrutura-atividade de inibidores da MARK3 em câncer de cabeça e pescoço; Design and structure-activity relationship of inhibitors of MARK3 in head and neck cancer

Volpini, Josiana Garcia de Araujo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/09/2010 Português
Relevância na Pesquisa
35.873696%
O Projeto Genoma Humano do Câncer (PGHC), financiado pela FAPESP e pelo Instituto Ludwig de Pesquisa sobre o câncer, buscou identificar os genes expressos nos tipos mais comuns de câncer no Brasil. Tal projeto conseguiu identificar aproximadamente um milhão de sequências de genes de tumores frequentes no Brasil. A contribuição brasileira foi maior para tumores de cabeça e pescoço, mama e cólon. Uma das iniciativas mais recentes e estimuladas pelo PGHC é o projeto Genoma Clínico, o qual visa desenvolver novas formas de diagnóstico e tratamento do câncer através do estudo de genes expressos. A partir da análise molecular de tecidos saudáveis e neoplásicos em diferentes estágios, é possível identificar marcadores de prognóstico, permitindo escolhas de terapias mais adequadas e eficientes. A proteína MARK3 foi identificada como um desses marcadores, em neoplasias de tecidos de cabeça e pescoço, sendo o objetivo deste estudo a aplicação de técnicas de bioinformática e modelagem molecular no planejamento baseado em estrutura de candidatos a fármacos antineoplásicos que bloqueiem a atividade da proteína MARK3. Após screening virtual em bases de dados de compostos (1.000.000 aproximadamente) com propriedades drug-like...

‣ Equações estruturais aplicadas a modelos causais de câncer de pulmão; Structural equation models applied to lung cancer causal models

Baltar, Valéria Troncoso
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/02/2011 Português
Relevância na Pesquisa
35.873696%
Introdução: O câncer de pulmão (CP) é o tipo de câncer que mais mata no mundo e o cigarro ainda é sua causa mais importante. Além disso, a alimentação tem sido associada ao CP, por ser fonte de vitaminas e aminoácidos que fazem parte do metabolismo do carbono (MC). O MC é considerado mecanismo chave na manutenção da integridade do DNA e na regulação da expressão gênica, que, dessa forma, deve estar relacionado à carcinogênese. A ativação da imunidade está associada ao envelhecimento em indivíduos saudáveis, assim como a uma série de patologias, incluindo o câncer. Objetivo: Estudar como o MC, a ativação da imunidade e o tabaco estão relacionados ao risco de CP em um estudo caso-controle aninhado à coorte do EPIC (European Prospective Investigation into Cancer and Nutrition). Métodos: Para avaliar se os níveis plasmáticos de cotinina são um bom biomarcador da exposição ao tabaco, foram utilizados modelos lineares generalizados. Para avaliar os efeitos do tabaco, do MC e da ativação da imunidade no risco de CP, foram aplicados modelos de equações estruturais (MEE) de duas maneiras diferentes (com e sem variáveis latentes). Resultados: Com base nas respostas aos questionários de qualidade de vida...

‣ Ações de equipes da estratégia saúde da família na prevenção do câncer de colo de útero; Actions of family health strategy teams in prevention of uterine cervical cancer

Oliveira, Iácara Santos Barbosa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/03/2011 Português
Relevância na Pesquisa
35.873696%
O câncer de colo de útero (CCU) constitui um sério problema de saúde pública nos países em desenvolvimento, devido às altas taxas de prevalência e mortalidade, principalmente entre as mulheres de nível socioeconômico baixo e em fase produtiva de suas vidas. Representa a quarta causa de morte, por câncer, no sexo feminino, em nosso país, onde cerca de 70% dos casos desse câncer são diagnosticados em fase avançada. Isto ocorre devido ao fato de uma grande parte das mulheres brasileiras não se submeterem regularmente ao exame preventivo de Papanicolaou, um método aceito pela população e comunidade científica, seguro, de fácil execução, não invasivo e de baixo custo. Em Passos-MG, a cobertura desse exame está abaixo do preconizado pelo Ministério da Saúde (MS). Nesse sentido, este estudo descritivo e exploratório, com abordagem quantitativa, teve como objetivo identificar e analisar as ações implementadas pelas 17 equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF) do município, para a prevenção e detecção precoce do CCU. Foram entrevistados 73 trabalhadores, sendo 11 médicos, 12 enfermeiros, 16 técnicos de enfermagem e 34 agentes comunitários de Saúde (ACS), que se mostraram empenhados em favorecer a prevenção...

‣ Estudo de correlação das internações hospitalares por câncer, poluição relacionada ao tráfego e nível sócio-econômico no município de São Paulo; Correlation study of hospital admissions for cancer, air pollution related to traffic and socioeconomic status in the city Sao Paulo

Ribeiro, André de Almeida
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/09/2011 Português
Relevância na Pesquisa
35.873696%
Introdução - A exposição à poluição do ar é responsável por diversos efeitos à saúde e se distribui de forma diferenciada na população conforme o nível sócio-econômico. Objetivos - Explorar relações entre internações hospitalares por tipos de câncer e indicadores ambientais e sócioeconômico, na escala de áreas de pequeno tamanho, no município de São Paulo. Métodos - Revisaram-se estudos ecológicos sobre desigualdades sócio-econômicas em câncer e estudos sobre os efeitos da poluição ambiental do ar relacionada ao tráfego sobre o risco de câncer, publicados entre 1998 e 2008. Empreendeu-se a seguir estudo ecológico, com uso de unidade delimitada por grid (500 por 500 metros) e setor censitário, englobando todos os indivíduos internados em hospitais públicos ou privados com diagnóstico principal de neoplasia primária invasiva, no período de 2004 a 2006. As internações foram georreferenciadas e alocadas às unidades de estudo, sendo cada caso contado apenas uma vez. A densidade de tráfego foi calculada para cada unidade da grid a partir de dados de contagem veicular. Utilizaram-se modelos de regressão logística para explorar as associações entre densidade de tráfego, Índice de Desenvolvimento Humano e taxas de internação hospitalar. Resultados - O estudo de revisão mostrou que o nível sócio-econômico se associou de modo distinto de acordo com o tipo de neoplasia maligna. A maioria dos estudos observaram associação positiva da poluição ambiental do ar com câncer...

‣ Avaliação de polimorfismos em genes de metabolismo do etanol e gene de reparo do DNA em pacientes portadores de câncer de boca; Evaluation of polymorphisms in genes of ethanol metabolism and DNA repair gene in patients with oral cancer

Takamori, Jean Tetsuo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
35.873696%
O carcinoma epidermóide é uma neoplasia que pode ter origem do revestimento mucoso de vários sítios das vias aerodigestivas superiores, sendo a língua o sítio primário com maior incidência. Entre os fatores de risco para a doença estão a idade, as mutações genômicas, o hábito tabagista e principalmente o consumo de etanol. O etanol é considerado um agente cocarcinogênico no processo de desenvolvimento do câncer de boca. Por outro lado, o acetaldeído, subproduto da oxidação do etanol, é tóxico e participa diretamente na carcinogênese. Assim, polimorfismos genéticos que alteram a oxidação de etanol para acetaldeído promovendo seu acúmulo podem alterar o risco de câncer oral. Os resultados sugerem que pacientes portadores do polimorfismo do gene ADH1C Ile350Val possuem maior risco de tornarem-se etilistas crônicos (OR=2,0199), mas o risco de desenvolverem câncer não é alterado quando comparado aos não portadores. Já os portadores dos polimorfismos nos genes ADH1B Arg47His (OR=0,3445), CY2E1 (ins) (OR=0,3261) e ALDH2 (GA) (OR=0,4811) apresentaram menores riscos de desenvolverem câncer oral, mas estes polimorfismos não estavam associados ao risco de tornarem-se etilistas crônicos. Observou-se também uma possível interação entre a baixa atividade da enzima ALDH2 e a expressão do gene CYP2E1 como um fator protetor no desenvolvimento do câncer de boca. Entretanto...

‣ Carnitinemia em pacientes oncológicos; Carnitine in cancer patients

Rabito, Estela Iraci
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/10/2007 Português
Relevância na Pesquisa
35.873696%
A subnutrição é uma das comorbidades mais freqüentes que atinge os pacientes oncológicos. Entender as conseqüências do câncer nas alterações do metabolismo energético é necessário para o estabelecimento de estratégias que previnam o desenvolvimento e tratem a má-nutrição. A carnitina desempenha papel fundamental no metabolismo energético lipídico. Sendo que o objetivo deste estudo foi avaliar os níveis plasmáticos nos pacientes com câncer no pré cirúrgico e relacionar com os resultados da história alimentar, antropometria, impedância bioelétrica, calorimetria indireta, aminoacidemia e valores urinários de carnitina e nitrogênio. Trata-se de um trabalho prospectivo no qual foram escolhidos aleatoriamente 4 grupos, sendo um de pacientes portadores de câncer esofágico ou gástrico (n=24), e os outros 3 considerados controles. O primeiro grupo controle foi o obesos (n=16), o segundo de voluntários saudáveis (n=12), enterectomizados (n=6) Os valores médios de carnitinemia , em todos os grupos, variou entre 60 e 80 µM no plasma e urinária entre 78 e 124 µM, sem diferenças estatísticas entre os grupos. Quando avaliados os níveis de carnitina plasmático, 80% (p<0.05) dos pacientes com câncer apresentaram deficiência associados à excreção urinária inferior a 5 mol/kg/dia...

‣ Comunicação de más notícias: experiências de mães de crianças e adolescentes com câncer; Communication of bad news: experience of mothers of children and adolescents with cancer

Mello, Talitha Bordini de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/09/2013 Português
Relevância na Pesquisa
35.873696%
Mesmo com os avanços tecnológicos, a comunicação permanece sendo uma ferramenta primária e indispensável por meio da qual profissionais de saúde e usuários trocam informações. Elementos como empatia, compreensão, interesse, desejo de ajuda e bom humor são essenciais para promover um ambiente de conforto emocional, o qual pode proporcionar ao paciente e membros da equipe de saúde melhores condições para a comunicação de notícias difíceis. Este momento pode envolver não somente a revelação do diagnóstico, como também a progressão da doença, a necessidade de procedimentos invasivos ou o encaminhamento para cuidados paliativos. O objetivo do presente estudo foi descrever a experiência de mães de crianças e adolescentes com câncer diante da comunicação de más notícias. Trata-se de um estudo de natureza descritiva e exploratória, com análise qualitativa dos dados. Participaram mães de crianças e adolescentes com câncer em acompanhamento em um hospital-escola do interior do estado de São Paulo; como instrumento de coleta de dados, optamos pelo grupo focal. A análise do material empírico ocorreu segundo o processo de análise de conteúdo do tipo temática indutiva com organização ao redor de três temas: A comunicação da má notícia...

‣ Presença de marcadores de células-tronco em linhagens celulares humanas de câncer de mama: possível valor em diagnóstico, prognóstico e terapía; Analysis of stem cells markers in human breast cancer cell lines

Lobba, Aline Ramos Maia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/04/2014 Português
Relevância na Pesquisa
35.873696%
O câncer de mama é a doença maligna que mais acomete as mulheres no mundo. Apesar dos inúmeros tratamentos, o óbito se deve principalmente à doença metastática que pode se desenvolver a partir do tumor primário. Esta progressão tumoral decorre da dificuldade de se estabelecer um prognóstico mais preciso. Atualmente, a teoria de células iniciadoras de tumor vem sendo estudada para tentar explicar a biologia do câncer e descrever novos alvos para prognósticos e terapias. O carcinoma mamário foi o primeiro tumor sólido para o qual foi identificada uma subpopulação celular, definida como CD44+/CD24-, apresentando as características de células iniciadoras tumorais. Embora este fenótipo venha sendo muito utilizado para descrever as células iniciadoras tumorais de mama, muitos trabalhos tem questionado a relevância clínica desses marcadores, enfatizando que outros marcadores devem ser identificados. Assim, o objetivo deste trabalho é analisar e caracterizar marcadores de células-tronco que possam estar relacionados com o grau de malignidade no modelo de câncer de mama. Inicialmente, analisou-se a expressão de 10 marcadores de células-tronco em diferentes linhagens de câncer de mama que apresentam graus crescentes de malignidade. O CD90 foi selecionado devido à alta expressão desse marcador na linhagem mais agressiva Hs578T. Para a caracterização deste marcador...

‣ Expressão imunohistoquímica do Chk2 e associação com características clínico-patológicas e desfecho em pacientes com câncer de cólon metastático; Immunohistochemistry expression of Chk2 and its relation with clinical-pathological features and patients outcome in metastatic colon cancer

Pansani, Fabianna
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/01/2015 Português
Relevância na Pesquisa
35.873696%
INTRODUÇAO: O câncer de cólon é a terceira neoplasia mais prevalente no país, com aumento progressivo da incidência associada ao envelhecimento populacional. Os avanços nos tratamentos local e sistêmico do câncer de cólon metastático tem aumentado significativamente o tempo de sobrevida global. Entretanto, ainda não existem biomarcadores consolidados na literatura, capazes de predizer resposta a estes tratamentos ou o prognóstico. No processo da carcinogênese, uma das importantes vias que se encontra alterada é a via de reparo do DNA. A Chk2 é uma proteína quinase com atividade no reparo celular atuando de forma supressora no processo da carcinogênese, sendo que alterações em sua expressão e/ou função têm sido associadas à progressão tumoral em outras neoplasias como no câncer de mama, pulmão, vulva, bexiga, cólon, ovário, osteossarcoma e linfomas. OBJETIVO: Avaliar a expressão imunohistoquímica do Chk2 no câncer de cólon metastático e correlacionar sua expressão com características clínico-patológicas e sobrevida. PACIENTES E MÉTODOS: Foram incluídos 58 pacientes com diagnóstico confirmado de câncer de cólon metastático, tratados em primeira linha com quimioterapia baseada em fluorouracila e oxaliplatina. O tempo mínimo de seguimento foram de 2 anos pós-diagnóstico. Para análise da expressão do Chk2 foram utilizadas as técnicas de tissue microarray e imunohistoquímica. Estes resultados foram correlacionados com características clínicas...

‣ Estudo de polimorfismos dos genes KIR e HLA em pacientes com câncer de próstata

Silva, Pamela Portela da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
35.873696%
O câncer de próstata é o segundo câncer mais comum entre homens, uma vez que tanto a incidência como a mortalidade aumentam exponencialmente após a idade de 50 anos. As células Natural Killer (NK) fazem parte do sistema imune inato e reconhecem moléculas de HLA de classe I na célula alvo, através de seus receptores de membrana, chamados killer immunoglobulin-like-receptors (KIR). O objetivo desse estudo foi avaliar a associação entre os genes KIR e HLA em pacientes com câncer de próstata e grupo controle. Genotipamos 200 pacientes com diagnóstico de câncer de próstata e 185 pacientes saudáveis para os genes KIR e HLA classe I por PCR-SSP. Quando comparados os grupos, não foram encontradas diferenças significativas para HLA-C do grupo 1 e do grupo 2, HLA-Bw4, HLA-A3 e A11. Nenhuma diferença foi observada na frequência dos genes KIR nos pacientes com câncer de próstata e nos controles. Esses resultados sugerem que não há potencial papel para o sistema dos genes KIR no câncer de próstata.; Prostate cancer is the second most common cancer among men, since both incidence and mortality exponentially increases in men over fifty years of age. Natural killer cells (NK) are part of the innate immune system recognizing class I HLA molecules on target cells through their membrane receptors...

‣ Education, tobacco smoking, alcohol consumption, and IL-2 and IL-6 gene polymorphisms in the survival of head and neck cancer

López, R.V.M.; Zago, Marco Antonio; Eluf-Neto, Jose; Curado, Maria Paula; Daudt, Alexander Welaussen; Silva Junior, W.A. da; Zanette, D.L.; Levi, J. E.; Carvalho, M.B. de; Kowalski, Luiz Paulo; Abrahão, M.; Góis Filho, J.F. de; Boffetta, Paolo; Wünsch
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
35.873696%
The association of education, tobacco smoking, alcohol consumption, and interleukin-2 (IL-2 +114 and -384) and -6 (IL-6 -174) DNA polymorphisms with head and neck squamous cell carcinoma (HNSCC) was investigated in a cohort study of 445 subjects. IL-2 and IL-6 genotypes were determined by real-time PCR. Cox regression was used to estimate hazard ratios (HR) and 95% confidence intervals (95%CI) of disease-specific survival according to anatomical sites of the head and neck. Mean age was 56 years and most patients were males (87.6%). Subjects with 5 or more years of schooling had better survival in larynx cancer. Smoking had no effect on HNSCC survival, but alcohol consumption had a statistically significant effect on larynx cancer. IL-2 gene +114 G/T (HR = 0.52; 95%CI = 0.15-1.81) and T/T (HR = 0.22; 95%CI = 0.02-3.19) genotypes were associated with better survival in hypopharynx cancer. IL-2 +114 G/T was a predictor of poor survival in oral cavity/oropharynx cancer and larynx cancer (HR = 1.32; 95%CI = 0.61-2.85). IL-2 -384 G/T was associated with better survival in oral cavity/oropharynx cancer (HR = 0.80; 95%CI = 0.45-1.42) and hypopharynx cancer (HR = 0.68; 95%CI = 0.21-2.20), but an inverse relationship was observed for larynx cancer. IL-6 -174 G/C was associated with better survival in hypopharynx cancer (HR = 0.68; 95%CI = 0.26-1.78) and larynx cancer (HR = 0.93; 95%CI = 0.42-2.07)...

‣ Results of prostate cancer screening in non-symptomatic men

Antonopoulos, I. M.; Pompeo, A. C. L.; El Hayek, O. R.; Sarkis, A. S.; Alfer, W.; Arap, S.
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 227-234
Português
Relevância na Pesquisa
35.873696%
Objectives: To verify prostate cancer prevalence in non-symptomatic men between 50 and 70 years old as well as cancer characteristics. Material and Methods: 2815 non-symptomatic men had total PSA and digital rectal examination performed between March 1998 and April 1998. Racial distribution was: 2331 Caucasians (83.9%), 373 Blacks (13.4%) and 75 Asiatic (2.7%). PSA was normal in 2554 (91.4%), 4 to 10 in 177 (6.3%) and greater than 10 in 64 (2.3%). DRE was normal in 2419 (86.3%), suspicious in 347 (12.4%) and characteristic for cancer in 37 (1.3%). Men with abnormal DRE and/or PSA had transrectal prostate biopsy indicated. Results: 461 biopsies were done and 78 tumors was detected (prevalence = 2.8%). Prevalence was progressively higher with age (p < 0.001), PSA level (p < 0.0001) and DRE findings (p = 0.0216). Cancer prevalence in Blacks was 1.65 times higher than in Caucasians (p > 0.05) and 94.9% of detected tumors were moderately or poorly differentiated. Sensibility, specificity, positive predictive value, negative predictive value and total accuracy for PSA were respectively: 66.6%; 89.7%; 51.7%; 94.2% and 86.5%. For DRE, the respective values were: 49.1%; 79.4%; 50.9%; 78.3% and 70.3%. Conclusions: prostate cancer prevalence in the studied population (2.8%) was similar to that of other countries populations. Cancer prevalence in blacks was 1.65 times higher than in Caucasians (difference was not statistically significant). Cancer prevalence becomes higher with aging. The association of DRE and PSA is of paramount importance for cancer diagnosis. The great majority of detected tumors (94.9%) was moderately and poorly differentiated. Brazil probably needs regional studies to better characterize prostate cancer epidemiology due to population heterogeneity.

‣ Oral cancer mortality trends in Brazilian geographical regions from 1996-2001

Loffredo, Leonor de Castro Monteiro; Pinelli, C.; Vitussi, T. R C; Sundefeld, M. L M M; Campos, J. A D B
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 133-138
Português
Relevância na Pesquisa
35.873696%
The purpose of this study was to analyse the oral cancer mortality trends in Brazil by geographic region, age and sex, from 1996 to 2001. The Brazilian Ministry of Health database DATASUS and the Brazilian Institute of Geography and Statistics were used as the source of data. Oral cancer mortality rates per 100,000 population were estimated. Statistical analyses comprised estimates of oral cancer mortality rates, grouped according to the study variables, in 1996, 1997, 1998, 1999, 2000 and 2001; also, the three-year periods 1996-1998 and 1999-2001 were analysed, allowing the oral cancer mortality trends between these two periods to be calculated. For comparison, in each geographical region, the ratio between two death rates (related to period or sex) was calculated. In the period 1996-2001, a total of 25,972 deaths due to oral cancer were reported, giving a mortality rate of 2.67. The rates for the periods 1996-1998 and 1999-2001 were 2.53 and 2.73, respectively, showing a slight increase in the rate. There was a predominance of oral cancer in males with a male/female ratio of approximately 4. All regions exhibited an increase in mortality rates, with the exception of the Southeast region. From 1996 to 2001, the average mortality rates were 3.55 and 3.58 for the Southeast and South regions...

‣ Estudo da ação de nanopartículas magnéticas de ferro no câncer oral

Candido, Natalia Maria
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 112 f. : il. color., gráfs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
35.873696%
Pós-graduação em Genética - IBILCE; O carcinoma oral epidermóide é a neoplasia mais frequente da cavidade bucal, representando, aproximadamente, 90% dos cânceres orais. A maioria das pessoas com câncer bucal realiza diagnóstico em estádios avançados quando o prognóstico é ruim e, consequentemente, a terapia é incerta com possibilidades de cura reduzidas. Sendo assim, o tratamento deste câncer envolve a utilização de recursos terapêuticos complexos, com resultados estéticos e fisiológicos pouco promissores. Portanto, outras terapias são almejadas a fim de reverter o quadro insatisfatório de qualidade de vida, amenizando os efeitos colaterais. Para isso, a nanoterapia aplicada ao tratamento do câncer tem-se desenvolvido rapidamente e nanopartículas, como as de óxidos de ferro, vem demonstrando vantagens sobre outros carreadores, sendo o tratamento do câncer por meio de hipertermia uma aplicação bastante visada. Portanto, o objetivo do trabalho foi investigar a citotoxicidade das nanopartículas magnéticas de ferro revestidas por polifosfato em linhagem celular de câncer de assoalho de boca (UM-SCC14A) e sua ação em carcinoma oral in vivo. As células foram incubadas com nanopartículas em diferentes concentrações (0...

‣ Caracterização da resposta imune celular em mulheres com câncer de ovário

Paula, Sálua Oliveira Calil de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 71 f.
Português
Relevância na Pesquisa
35.873696%
Pós-graduação em Ginecologia, Obstetrícia e Mastologia - FMB; O câncer de ovário apresenta diagnóstico tardio e alta letalidade, devido à falta de biomarcadores sensíveis e específicos e à rápida progressão desse câncer, assintomático em estadios iniciais. As células imunes têm a capacidade de eliminar as células malignas e regular a progressão tumoral. Contudo, as células imunes do microambiente tumoral são disfuncionais e falham no controle da expansão tumoral podendo, inclusive, promover o crescimento da neoplasia. Apesar das inúmeras tentativas de se correlacionar o grau e o tipo de infiltrado celular com o prognóstico ou sobrevida do paciente com câncer de ovário, não há consenso sobre o real significado do infiltrado leucocitário nesses casos. Desse modo, este estudo tem como objetivo a ampliação dos conhecimentos relativos à imunidade inata em mulheres com câncer de ovário, através caracterização dos aspectos fenotípicos celulares da imunidade inata sérica. Trata-se de estudo transversal onde foram avaliadas 36 mulheres submetidas a exame clínico, ginecológico, ultrassonografia transvaginal e tratamento com laparotomia nos casos indicados de massa pélvica. De acordo com o resultado desses exames...