Página 1 dos resultados de 146 itens digitais encontrados em 0.007 segundos

‣ Efeitos da radiação em cancro do Pulmão

Silva, Rita Catarina Ribeiro da
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
99.922295%
O Cancro do Pulmão (CP) é um dos cancros mais diagnosticados, apresentando maior taxa de mortalidade nos homens, sendo que nas mulheres é o quarto mais diagnosticado e o segundo com maior taxa de mortalidade. Está maioritariamente associado ao tabagismo, o qual é a causa de cerca de 80% deste tipo de cancro nos homens e 50% nas mulheres, a nível mundial. A radioterapia poderá ser utilizada em todos os estadios do CP, permitindo um melhor controlo local da doença, bem como a redução da disseminação metastática; no entanto, a radiorresistência tumoral é frequentemente um obstáculo à eficiência terapêutica. O objectivo deste estudo consistiu na avaliação dos efeitos da radiação ionizante em três linhas celulares de CP, duas de cancro do pulmão de não pequenas células (CPNPC) (H1299 e A549) e uma de cancro do pulmão de pequenas células (CPPC) (H69), quer como terapia isolada quer como radioterapia combinada com citostáticos. Avaliaram-se os efeitos da irradiação com RX e, posteriormente, avaliou-se a citotoxicidade de três fármacos, de modo a determinar as condições necessárias para a sua combinação com a radioterapia. Para a avaliação recorreu-se à espectrofotometria, ensaios clonogénicos e citometria de fluxo...

‣ Genes do metabolismo de Genotóxicos e mutações TP53 no cancro do pulmão

Mota, Paula
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
89.96703%
A complexa interação entre o ambiente e os fatores genéticos desafia a compreensão da etiologia do cancro do pulmão. Tal como noutras neoplasias epiteliais, o cancro do pulmão resulta de uma série de lesões pré-neoplásicas progressivas, consequência da interacção entre as exposições ocupacionais ou ambientais e uma susceptibilidade individual que pode conferir uma fragilidade intrínseca ao indivíduo. O consumo do tabaco foi considerado como um factor de risco para o cancro do pulmão, embora apenas 20% dos fumadores desenvolvam esta doença. O fumo do tabaco contém diversos carcinogénios incluindo hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPA), N-nitrosaminas e aminas heterocíclicas que, após biotransformação, podem formar aductos de ADN e participarem na iniciação da carcinogénese. Entre os genes envolvidos na biotransformação, foram estudados os genes CYP1A1 e CYP2D6,pertencentes à família do citocromo P450. As enzimas codificadas por estes genes atuam na biotransformação oxidativa de substratos, na fase I do metabolismo de xenobióticos. Da fase II do metabolismo foram estudas os genes que codificam a glutationa S-transferase (GSTs) envolvida na conjugação e a N-acetiltransferase (NAT2) envolvida na acetilação. As múltiplas alterações genéticas encontradas em tecidos de cancro do pulmão envolvem genes supressores tumorais...

‣ Expressão dos microRNAs let-7a e miR-21 em carcinomas epidermóides e adenocarcinomas do pulmão

Gomes, Catarina Sofia dos Santos Pedreira
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
99.6104%
O cancro do pulmão é a principal causa de morte por cancro no Mundo, com uma elevada taxa de incidência nos continentes Europeu e Americano. Esta doença apresenta uma reduzida taxa de sobrevivência sendo geralmente diagnosticada em estádios avançados. Sendo por isso necessário aprofundar o conhecimento sobre este tipo de cancro e optimizar as técnicas de diagnóstico e prognóstico e possíveis terapias alvo. Os microRNAs são compostos por pequenos RNAs que podem actuar nas vias de sinalização podendo conduzir ao silenciamento dos seus genes-alvo. Encontram-se diferencialmente expressos em neoplasias humanas, mas o seu papel em estádios específicos de progressão maligna ainda é desconhecido. O objectivo deste estudo foi identificar perfis de expressão microRNA (miRNA) em carcinomas epidermóides (CE) e adenocarcinomas (ADC) do pulmão, a fim de tentar compreender o seu papel na tumorigénese. Para o efeito, foi analisada a expressão de microRNA let7a e miR-21 por qRT-PCR em 12 tumores primários de pulmão e respectivos nódulos linfáticos metastáticos. Foi possível verificar o aumento da expressão de miR-21 em ambos, adenocarcinomas e carcinomas epidermóides sendo esta mais relevante em metástases dos carcinomas epidermóides. A expressão do let7a não se mostrou significativa do ponto de vista estatístico Os nossos resultados são preliminares podendo os perfis de expressão de miRNA serem importantes nos tipos de carcinomas do pulmão analisados...

‣ Metabolic signature of lung cancer: a metabolomic study of human tissues and biofluids; Assinatura metabólica do cancro do pulmão: estudo metabolómico de tecidos e biofluidos humanos

Rocha, Cláudia Manuela Mesquita da
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
99.9685%
This thesis reports the application of metabolomics to human tissues and biofluids (blood plasma and urine) to unveil the metabolic signature of primary lung cancer. In Chapter 1, a brief introduction on lung cancer epidemiology and pathogenesis, together with a review of the main metabolic dysregulations known to be associated with cancer, is presented. The metabolomics approach is also described, addressing the analytical and statistical methods employed, as well as the current state of the art on its application to clinical lung cancer studies. Chapter 2 provides the experimental details of this work, in regard to the subjects enrolled, sample collection and analysis, and data processing. In Chapter 3, the metabolic characterization of intact lung tissues (from 56 patients) by proton High Resolution Magic Angle Spinning (HRMAS) Nuclear Magnetic Resonance (NMR) spectroscopy is described. After careful assessment of acquisition conditions and thorough spectral assignment (over 50 metabolites identified), the metabolic profiles of tumour and adjacent control tissues were compared through multivariate analysis. The two tissue classes could be discriminated with 97% accuracy, with 13 metabolites significantly accounting for this discrimination: glucose and acetate (depleted in tumours)...

‣ Cancro do pulmão :

Carvalho, Ana Sofia Garcia de
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /08/2008 Português
Relevância na Pesquisa
99.75654%
O cancro do pulmão é a neoplasia mais frequentemente diagnosticada no mundo, apresentando-se como a causa de morte mais comum por cancro no sexo masculino e feminino. Em Portugal, representa igualmente a principal causa de morte entre as neoplasias, com dados recentes indicando uma incidência de cerca de 3200 novos casos por ano. No entanto os doentes são diagnosticados muito tardiamente, sendo que apenas cerca de 20% se encontra em estadio cirúrgico. As manifestações inicais de neoplasia pulmonar são muitas das vezes heterogéneas e atípicas, o que se pode traduzir num diagnóstico tardio. As metástases cutâneas de neoplasia pulmonar representam uma manifestação rara, com incidência estimada inferior a 5%, e a sua ocorrência agrava o prognóstico da doença, traduzindo uma sobrevida média após diagnóstico entre 2.9 a 4.9 meses. No entanto, as metástases cutâneas podem revelar-se como manifestação clínica inicial de neoplasia pulmonar, sendo importante a valorização destas lesões na prática clínica, muitas das vezes subdiagnosticadas. Este trabalho tem como objectivo uma revisão teórica de neoplasia pulmonar, baseada numa investigação bibliográfica de artigos recentes, e a descrição de um caso clínico como exemplo de apresentação atípica desta patologia. O caso clínico refere-se a um doente de 31 anos...

‣ Cancro do pulmão : grupos etários extremos - que diferenças?

Moreira, Mariana Marinho
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2009 Português
Relevância na Pesquisa
100.17486%
O aumento da incidência de Cancro do pulmão (0,5% ao ano) 2,5 ocorre, em paralelo, com o aumento do consumo de tabaco, 2-4,17 embora o envelhecimento cada vez maior da população também seja um factor importante. 1 Existem aspectos particulares dos pacientes jovens com CP que diferem dos idosos: incidência aumentada nas mulheres, incidência aumentada de adenocarcinomas e pior prognóstico. 21 Num artigo recente de Sarah Payne, «Smoke like a man, die like a man?: a review of the relationship between gender, sex and lung cancer», esta considera que a especificidade inerente ao sexo feminino advém de factores ligados ao sexo (diferenças biológicas condicionadas pelas variações hormonais) e de factores ligados ao género, ou seja, padrões de comportamento condicionados pela sociedade e cultura envolventes. 15 Objectivo geral: • Investigar o efeito da idade em variáveis clínicas e sócio -demográficas em dois grupos etários de doentes definidos como extremos numa amostra de doentes com CP seguidos na Unidade Oncológica do Hospital Sousa Martins, no período de 1 de Janeiro de 2003 a 31 de Dezembro de 2008 com idade 55 anos e 75 , fazendo o enquadramento na população local e nos seus hábitos de vida. Material e métodos: Estudo retrospectivo dos processos dos utentes seleccionados segundo critérios de inclusão e exclusão em dois grupos: Jovens (idade 55 anos - GJ) e Idosos (idade ≥75 anos - GI). Resultados: No período considerado foram seguidos 135 doentes com o diagnostico de cancro do pulmão dos quais 24...

‣ Avaliação da qualidade de vida de doentes com cancro do pulmão seguidos na Beira Interior

Marçalo, Sofia Carvalho
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /05/2013 Português
Relevância na Pesquisa
99.93965%
Introdução: O cancro do pulmão (CP) é o tipo de cancro mais frequente no mundo, constituindo a principal causa de morte desta natureza. Apresenta, atualmente, uma sobrevida global aos 5 anos de cerca de 15%, sem grandes previsões de mudança. Muitos doentes encontram-se muito sintomáticos, a maioria num estadio em que não é possível um tratamento curativo, e com um papel cada vez mais importante na tomada de decisões sobre o seu tratamento. Também alguns tratamentos, por vezes com elevados custos financeiros, resultam em modestos benefícios na taxa de sobrevivência e até mesmo no tempo de sobrevida. Assim, é cada vez maior o interesse no impacto da doença e do seu tratamento na qualidade de vida (QV) específica de cada doente pelo que, o objetivo deste estudo foi proceder a uma avaliação de fatores influentes na QV dos doentes com CP seguidos na Beira Interior, tendo em conta a pluralidade daquele conceito. Materiais e Métodos: Estudo transversal, descritivo e comparativo. Entre agosto de 2012 e março de 2013, foram aplicados 53 questionários a doentes com CP, seguidos em consulta de Pneumologia Oncológica na Beira Interior. Recolheu-se informação sociodemográfica e clínica e aplicaram-se instrumentos de avaliação de perturbações psicológicas de ansiedade e depressão (HADS)...

‣ Avaliação da qualidade de vida de doentes com cancro do pulmão seguidos na Beira Interior

Marçalo, Sofia Carvalho
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /05/2013 Português
Relevância na Pesquisa
99.93965%
Introdução: O cancro do pulmão (CP) é o tipo de cancro mais frequente no mundo, constituindo a principal causa de morte desta natureza. Apresenta, atualmente, uma sobrevida global aos 5 anos de cerca de 15%, sem grandes previsões de mudança. Muitos doentes encontram-se muito sintomáticos, a maioria num estadio em que não é possível um tratamento curativo, e com um papel cada vez mais importante na tomada de decisões sobre o seu tratamento. Também alguns tratamentos, por vezes com elevados custos financeiros, resultam em modestos benefícios na taxa de sobrevivência e até mesmo no tempo de sobrevida. Assim, é cada vez maior o interesse no impacto da doença e do seu tratamento na qualidade de vida (QV) específica de cada doente pelo que, o objetivo deste estudo foi proceder a uma avaliação de fatores influentes na QV dos doentes com CP seguidos na Beira Interior, tendo em conta a pluralidade daquele conceito. Materiais e Métodos: Estudo transversal, descritivo e comparativo. Entre agosto de 2012 e março de 2013, foram aplicados 53 questionários a doentes com CP, seguidos em consulta de Pneumologia Oncológica na Beira Interior. Recolheu-se informação sociodemográfica e clínica e aplicaram-se instrumentos de avaliação de perturbações psicológicas de ansiedade e depressão (HADS)...

‣ Cancro do pulmão : grupos etários extremos - que diferenças?

Moreira, Mariana Marinho
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2009 Português
Relevância na Pesquisa
100.17486%
O aumento da incidência de Cancro do pulmão (0,5% ao ano) 2,5 ocorre, em paralelo, com o aumento do consumo de tabaco, 2-4,17 embora o envelhecimento cada vez maior da população também seja um factor importante. 1 Existem aspectos particulares dos pacientes jovens com CP que diferem dos idosos: incidência aumentada nas mulheres, incidência aumentada de adenocarcinomas e pior prognóstico. 21 Num artigo recente de Sarah Payne, «Smoke like a man, die like a man?: a review of the relationship between gender, sex and lung cancer», esta considera que a especificidade inerente ao sexo feminino advém de factores ligados ao sexo (diferenças biológicas condicionadas pelas variações hormonais) e de factores ligados ao género, ou seja, padrões de comportamento condicionados pela sociedade e cultura envolventes. 15 Objectivo geral: • Investigar o efeito da idade em variáveis clínicas e sócio -demográficas em dois grupos etários de doentes definidos como extremos numa amostra de doentes com CP seguidos na Unidade Oncológica do Hospital Sousa Martins, no período de 1 de Janeiro de 2003 a 31 de Dezembro de 2008 com idade 55 anos e 75 , fazendo o enquadramento na população local e nos seus hábitos de vida. Material e métodos: Estudo retrospectivo dos processos dos utentes seleccionados segundo critérios de inclusão e exclusão em dois grupos: Jovens (idade 55 anos - GJ) e Idosos (idade ≥75 anos - GI). Resultados: No período considerado foram seguidos 135 doentes com o diagnostico de cancro do pulmão dos quais 24...

‣ Cancro do pulmão :; a propósito de um caso clínico

Carvalho, Ana Sofia Garcia de
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /08/2008 Português
Relevância na Pesquisa
99.75654%
O cancro do pulmão é a neoplasia mais frequentemente diagnosticada no mundo, apresentando-se como a causa de morte mais comum por cancro no sexo masculino e feminino. Em Portugal, representa igualmente a principal causa de morte entre as neoplasias, com dados recentes indicando uma incidência de cerca de 3200 novos casos por ano. No entanto os doentes são diagnosticados muito tardiamente, sendo que apenas cerca de 20% se encontra em estadio cirúrgico. As manifestações inicais de neoplasia pulmonar são muitas das vezes heterogéneas e atípicas, o que se pode traduzir num diagnóstico tardio. As metástases cutâneas de neoplasia pulmonar representam uma manifestação rara, com incidência estimada inferior a 5%, e a sua ocorrência agrava o prognóstico da doença, traduzindo uma sobrevida média após diagnóstico entre 2.9 a 4.9 meses. No entanto, as metástases cutâneas podem revelar-se como manifestação clínica inicial de neoplasia pulmonar, sendo importante a valorização destas lesões na prática clínica, muitas das vezes subdiagnosticadas. Este trabalho tem como objectivo uma revisão teórica de neoplasia pulmonar, baseada numa investigação bibliográfica de artigos recentes, e a descrição de um caso clínico como exemplo de apresentação atípica desta patologia. O caso clínico refere-se a um doente de 31 anos...

‣ Cancro do pulmão: Aspectos psicológicos e psiquiátricos

Domingues,Vera; Albuquerque,Emília
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pneumologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Pneumologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2008 Português
Relevância na Pesquisa
99.42534%
De acordo com a literatura, os doentes com cancro do pulmão apresentam maior sofrimento psicológico do que outros grupos de doentes oncológicos, com valores tão altos como 61,6%. O mau prognóstico, a culpabilidade e o estigma decorrentes da associação com o consumo de tabaco estão relacionados com esta maior prevalência. Valores para a prevalência de depressão entre 16 e 22% são mencionados em vários estudos. O sofrimento psicológico afecta também os familiares envolvidos na prestação de cuidados ao doente, pelo que o seu envolvimento no processo de tratamento não deve ser descurado. Os autores concluem que, sendo o sofrimento psicológico experimentado pelos doentes com cancro do pulmão altamente prevalente e com consequências a nível da qualidade de vida, e, possivelmente, do prognóstico da doença, o apoio psicossocial, envolvendo vários níveis de intervenção, é fundamental.

‣ Tomografia emissora de positrões: Indicações no cancro do pulmão - Experiência prospectiva de um serviço

Ferreira,Diva; Oliveira,A; Barroso,A; Conde,A; Parente,B
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pneumologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Pneumologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 Português
Relevância na Pesquisa
99.4108%
A tomografia emissora de positrões (PET) é uma tecnologia recente no âmbito da medicina nuclear. Utiliza radionuclídeos biológicos como o 18F-fluoro-2-deoxy-D-glicose (FDG) permitindo detectar locais onde o metabolismo está aumentado, como no caso de células neoplásicas. Tem vindo a tornar-se um inovador e importante meio imagiológico no cancro do pulmão. Recomendações actuais incluem o diagnóstico de cancro do pulmão, bem como o estadiamento loco-regional e à distancia do CPNPC.

‣ Estudo epidemiológico do cancro do pulmão em Portugal nos anos de 2000/2002

Parente,Bárbara; Queiroga,H; Teixeira,E; Sotto-Mayor,R; Barata,F; Sousa,A; Melo,MJ; João,F; Neveda,R; Cunha,J; Fernandes,A; Manuel,M; Cardoso,T; Ferreira,L; Nogueira,F; Duarte,J; Semedo,E; Brito,U; Pimentel,F; Barros,S; Costa,F; Almodôvar,T; Araújo,A
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pneumologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Pneumologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2007 Português
Relevância na Pesquisa
99.61069%
O cancro do pulmão é a causa mais comum de cancro no Mundo. A sobrevida global aos 5 anos é de cerca de 15%, sem grandes previsões de mudança. Em Portugal, relativamente à doença oncológica, situa-se em terceiro lugar, sendo a primeira causa de morte por cancro. O tabaco é responsável por cerca de 85% dos casos. Um estudo efectuado em Portugal durante 3 anos (2000/2002) pela Comissão de Trabalho de Pneumologia Oncológica da Sociedade Portuguesa de Pneumologia em 22 hospitais, mostrou que, de um total de 4396 doentes com cancro do pulmão, 81,8% se referem ao sexo masculino e 18,2% ao sexo feminino, com uma média etária de 64,49 ± 11,28 anos. Cerca de 70% dos doentes era fumador ou ex-fumador, com 50,3% com performance status (PS) grau I da escala de Zubrod. Do ponto de vista histológico, 37,5% eram adenocarcinomas, seguido do carcinoma epidermóide com 30,5% dos casos e dos tumores de pequenas células com 12,5%; carcinomas neuroendócrinos em 1,4 % dos casos; CPNPC 10,5%, mistos em 0,7%, carcinomas de grandes células em 2,3% e outros e não especificados em 4,6% dos casos. O estadiamento, efectuado em 4097 casos, mostrou 113 doentes no estádio IA (2,8%) e 250 (6,1%) no IB; no estádio IIA apenas 0,8 % e 4,5% no IIB; no estádio IIIA 9...

‣ Avaliação económica do erlotinib, docetaxel, pemetrexedo e tratamento de suporte no tratamento de segunda ou terceira linhas de doentes com cancro do pulmão de não pequenas células

Araújo,A; Parente,B; Sotto-Mayor,R; Teixeira,E; Almodôvar,T; Barata,F; Queiroga,H; Pereira,C; Pereira,H; Negreiro,F; Silva,C
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pneumologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Pneumologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
99.16106%
Objectivo: Avaliar o custo-efectividade de erlotinib na segunda ou terceira linha do tratamento do cancro do pulmão de não pequenas células (CPNPC) avançado ou metastizado versus docetaxel, pemetrexedo ou tratamento de suporte. Material e métodos: Análises de minimização de custos e custo-utilidade. Horizonte temporal: dois anos. Perspectiva do Sistema Nacional de Saúde (SNS) português. Sobrevivência e tempo até progressão obtidos a partir de três ensaios clínicos. Análise-base inclui doentes com CPNPC avançado ou metastizado em segunda ou terceira linhas. Anos de vida ajustados pela qualidade (ou QALY) obtidos a partir de estudo no Reino Unido. Consumo de recursos estimado por painel de peritos portugueses. Incluíram-se apenas custos directos, obtidos a partir de fontes oficiais (preços actualizados para 2008). Taxa de actualização anual: 5%. Análises de sensibilidade: diferentes subpopulações, horizonte temporal a três anos e análise probabilística. Resultados: O custo total/doente foi menor com erlotinib (26 478€) versus docetaxel (29 262€) ou pemetrexedo (32 762€) e superior versus tratamento de suporte (16 112€). Obtiveram-se QALY/doente mais elevados com erlotinib (0,250) versus docetaxel (0,225)...

‣ Projecto de estadiamento do cancro do pulmão pela IASLC: Estudo comparativo entre a 6.ª edição TNM em vigor e a 7.ª edição proposta

Carvalho,Lina; Cardoso,Edgar; Nunes,Henrique; Baptista,Victor; Gomes,Ana; Couceiro,Patrícia
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pneumologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Pneumologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 Português
Relevância na Pesquisa
99.16798%
A futura 7.ª edição TNM da Classificação de Tumores Malignos, a publicar em 2009, contempla várias recomendações estabelecidas pela IASLC para alterações nos componentes T, N e M, no que diz respeito ao estadiamento do cancro do pulmão. As alterações no estadiamento global dos doentes, que decorrem destas recomendações, incluem: a reclassificação de tumores com mais de 7cm de T2 para T3; a mudança de algumas categorias dadas a nódulos pulmonares tumorais adicionais em algumas localizações; reclassificar o derrame pleural como componente M; devendo ainda mover-se os casos T2b N0 M0 do estádio IB para o IIA, os casos T2a N1 M0 do estádio IIB para IIA e os casos T4 N0 -1 M0 do estádio IIIB para IIIA. Foram aplicadas as definições da nova proposta TNM - 7.ª edição a 203 casos de carcinoma broncopulmonar, correspondendo a carcinoma epidermóide (83) e adenocarcinoma (120) em estádios cirúrgicos, da casuística do Serviço de Anatomia Patológica dos Hospitais da Universidade de Coimbra, tendo-se verificado as seguintes alterações: vinte casos no estádio IB movidos para o estádio IIA e três casos movidos para IIB; dezoito casos no estádio IIB movidos para o estádio IIA e um caso movido para IIIA; dois casos no estádio IIIB movidos para o estádio IV; seis casos no estádio IV movidos para o estádio IIIA e um caso movido para o estádio IIIB. Conclui-se assim que ocorreram alterações de estadiamento global dos doentes em 51 dos 203 casos analisados (25...

‣ Diagnóstico precoce do cancro do pulmão

Neto,Inês Domingues; Queiroga,Henrique José Correia
Fonte: ArquiMed - Edições Científicas AEFMUP Publicador: ArquiMed - Edições Científicas AEFMUP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2015 Português
Relevância na Pesquisa
99.84131%
O cancro do pulmão é atualmente a principal causa de morte por cancro em todo o mundo, inclusive em Portugal. Apesar dos avanços recentes na abordagem terapêutica, o prognóstico do cancro do pulmão mantém-se a um nível pouco satisfatório, com uma taxa de sobrevida aos cinco anos de 15% nos USA e menos de 10% na Europa. No entanto, se o diagnóstico for estabelecido em fases precoces da doença e deste modo, o doente for submetido a cirurgia radical, a taxa de sobrevida varia entre 60% a 80%. Assim, torna-se urgente e importante a implementação de medidas de sensibilização para a sintomatologia desta neoplasia e o desenvolvimento de técnicas que permitam a sua deteção precoce. A radiografia torácica, a citologia da expetoração, a broncoscopia, a tomografia computorizada de baixa dose (TCBD), os biomarcadores e a tomografia emissora de positrões (PET) são técnicas que têm sido estudadas para a deteção precoce do cancro do pulmão. O objetivo deste trabalho é abordar e rever os principais métodos desenvolvidos nas últimas décadas e o seu papel na deteção precoce do cancro do pulmão.

‣ Cancro do pulmão de não pequenas células: Comparação entre o estadiamento clínico e o patológico

Fernandes,G; Sucena,M; Lombardia,E; Machado,A; Hespanhol,V; Queiroga,H
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pneumologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Pneumologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2006 Português
Relevância na Pesquisa
99.44495%
O estadiamento do cancro do pulmão (CP) permanece um desafio clínico, sendo fundamental para estabelecer o prognóstico e a terapêutica da doença. É reconhecido que o tratamento cirúrgico do cancro de pulmão de não pequenas células (CPNPC) constitui a única estratégia com potencial curativo. Neste âmbito, pretende-se, com o estadiamento, seleccionar correctamente os doentes que beneficiarão de cirurgia, evitando submeter doentes inoperáveis a cirurgias desnecessárias e, simultaneamente, não excluindo doentes com lesões potencialmente ressecáveis. O objectivo principal deste estudo foi comparar o estadiamento TNM clínico (TNMc) com o estadiamento TNM anatomopatológico (TNMp) e avaliar aspectos do diagnóstico, tratamento e sobrevida dos doentes. Consistiu num estudo retrospectivo de doentes com CPNPC ou com lesões altamente suspeitas, submetidos a cirurgia, seguidos na Consulta de Pneumologia Oncológica do Hospital de São João, de Janeiro de 1999 a Dezembro de 2003; baseou-se na revisão de processos clínicos e de relatórios anatomopatológicos. Foram incluídos 60 doentes, 73,3% do sexo masculino, com mediana de idades de 59,5 anos. Os TNMc mais frequentes foram: T1N0M0 em 41,7% e T2N0M0 em 36,7%. Foi efectuada toracotomia com objectivo terapêutico em 80% dos doentes; nos restantes 20% esta foi também diagnóstica. Em 6...

‣ Marcos históricos no estudo do cancro do pulmão

Sotto-Mayor,Renato
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pneumologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Pneumologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2006 Português
Relevância na Pesquisa
99.45755%
No presente trabalho evocam-se os marcos históricos no estudo do cancro do pulmão, desde as suas primeiras descrições até finais do século XX. Acompanha-se o nascer da nova entidade clínica, realçam-se as dificuldades do seu diagnóstico, o aumento progressivo da sua incidência, e discute-se a evolução dos conceitos no que se refere aos factores etiológicos, com especial ênfase para o tabagismo. Paralelamente, abordam-se os aspectos clínicos e as novas conquistas no campo da imagiologia, das técnicas endoscópicas e biópticas, assim como as classificações histopatológicas dos tumores broncopulmonares e os respectivos sistemas de estadiamento ao longo das épocas, a importância dos rastreios, e as diferentes armas terapêuticas que sucessivamente foram estando disponíveis. Dá-se também atenção às escalas de avaliação do estado fiosiológico dos doentes, aos critérios de avaliação da resposta à terapêutica oncostática e ao papel que algumas sociedades científicas e associações médicas internacionais e portuguesas tiveram nos progressos alcançados na área do saber médico relacionado com o cancro do pulmão, não esquecendo de apontar, nos momentos próprios, os intervenientes de cada conquista alcançada. É uma história aliciante - como é o da medicina em geral - que consideramos importante conhecermos...

‣ Cancro do pulmão na mulher: Uma entidade diferente?

Sotto-Mayor,Renato
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pneumologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Pneumologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2006 Português
Relevância na Pesquisa
99.99618%
Nos países desenvolvidos, o cancro do pulmão tem vindo a tornar-se uma verdadeira epidemia e uma das principais causas de morte por neoplasias malignas na mulher. Embora controverso, é provável que a mulher apresente maior susceptibilidade para o cancro do pulmão do que o omem, estando a decorrer estudos de epidemiologia molecular e genética para a comprovar. Apontam-se especificidades no que se refere à biologia, à história natural, à histopatologia, à resposta à terapêutica e ao prognóstico do cancro do pulmão na mulher, factos ainda não completamente esclarecidos e, em alguns aspectos, não consensuais, havendo necessidade de se implementarem estudos prospectivos alargados para comparação dessas diferenças entre os dois sexos. Até à data, na prática clínica, só existe uma área em que o determinante sexo poderá ser um factor a considerar no manejo terapêutico do cancro do pulmão, que diz respeito ao valor do gefitinib e do erlotinib na inibição dos receptores dos factores de crescimento epidermóide, em que estes produtos são claramente mais benéficos em mulheres não fumadoras. Dado o melhor prognóstico do cancro do pulmão nas mulheres, é recomendado que os futuros protocolos de investigação terapêutica incluam uma estratificação em função do sexo. Na mulher...

‣ Evolução da mortalidade por cancro do pulmão em Portugal (1955-2005)

Alves,Luís; Bastos,Joana; Lunet,Nuno
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pneumologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Pneumologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2009 Português
Relevância na Pesquisa
99.92921%
Introdução: A prevalência de fumadores tem diminuído na Europa Ocidental, observando-se já o declínio da mortalidade por cancro do pulmão. Contudo, até 1998 não se observava ainda um decréscimo da frequência deste cancro em Portugal. Objectivo: Descrever a tendência secular da mortalidade por cancro do pulmão em Portugal. Métodos: As taxas de mortalidade por cancro do pulmão (ICD10:C33-34) em Portugal, entre 1955 e 2005, por sexo e grupo etário (5 anos de amplitude), obtiveram-se através da Organização Mundial de Saúde e do Instituto Nacional de Estatística. Calcularam-se taxas de mortalidade padronizadas (método directo, população mundial), para os grupos etários 35-74/35-44/45-54/55-64/65-74 anos. Realizou-se uma regressão joinpoint para calcular a variação anual percentual (VA%) da mortalidade e identificar eventuais pontos de inflexão. Resultados: Entre 1955 e 2005, em homens dos 35 aos 74 anos, observou-se uma estabilização da mortalidade por cancro do pulmão, variando 3,77%/ano (intervalo de confiança a 95% [IC95%]: 3,53; 4,01) entre 1955 e 1986 e -0,15%/ano (IC95%: -0,99; 0,69) entre 1996 e 2005. Observaram-se estimativas pontuais da VA% negativas (não significativamente inferiores a zero) nas tendências mais recentes de todos os grupos etários...