Página 1 dos resultados de 89 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

‣ "Estudo da microbiota intestinal em doentes com retocolite ulcerativa antes e após retocolectomia com anastomose de bolsa ileal ao canal anal" ; Intestinal microbiota in patients with ulcerative colitis, before and after proctocolectomy and ileal pouch-anal anastomosis

Almeida, Maristela Gomes de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/01/2004 Português
Relevância na Pesquisa
49.617095%
Este estudo tem como objetivo, descrever a microbiota intestinal de pacientes com retocolite ulcerativa grave, em tratamento clínico, antes e após retocolectomia com anastomose de bolsa ileal ao canal anal. Comparou-se a flora bacteriana do íleo terminal e do reto no pré-operatório com a flora encontrada na bolsa ileal após dois e oito meses do fechamento da ileostomia e com a flora do íleo terminal e do reto de um grupo controle. Observou-se que a Veillonella sp foi a bactéria mais freqüentemente encontrada em todos os grupos. Não houve diferenças significativas entre a flora intestinal do grupo controle e dos pacientes com retocolite ulcerativa ; The aim of this study is to describe the intestinal microbiota of patients with severe ulcerative colitis, under clinical treatment, before and after proctocolectomy and ileal pouch-anal anastomosis. Intestinal flora of distal ileum and rectum before surgery was compared with the flora found in ileal pouch after two and eight months after ileostomy closure and with the flora of distal ileum and rectum of controls. Veillonella sp was the most frequent microorganism found in all groups. There were no significant differences between the intestinal microbiota found in controls and in patients with ulcerative colitis

‣ Hipomotilidade da vesícula biliar em pacientes colectomizados por retocolite ulcerativa inespecífica; Hipomotilidade da vesícula biliar em pacientes colectomizados por retocolite ulcerativa inespecífica

Damião, Aderson Omar Mourão Cintra
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/11/1995 Português
Relevância na Pesquisa
49.349385%
Pacientes com retocolite ulcerativa inespecífica,quando submetidos à colectomia, apresentam aumento na freqüência de cálculos vesiculares de colesterol. A hipomotilidade da vesícula biliar tem sido apontada como um importante fator na formação dos cálculos vesiculares de colesterol, ao lado da supersaturação biliar de colesterol e da nucleação dos cristais de colesterol (fatores nucleantes e antinucleantes). A estase vesicular aumenta o tempo de reabsorção de água pela mucosa da vesícula biliar com conseqüente superconcentração dos solutos, além de gerar o tempo necessário para a nucleação do colesterol, retenção e fusão dos cristais e,finalmente,formação dos cálculos. Embora a composição biliar já tenha sido estudada em pacientes colectornizados, não há informações sobre o comportamento da motilidade da vesícula biliar em pacientes com retocolite ulcerativa inespecífica com e sem colectomia. No presente trabalho,o esvaziamento vesicular foi estudado através do método ultra-sonográfico e após ingestão de dieta líqüida gordurosa em indivíduos controles (n=40), pacientes com retocolite ulcerativa inespecífica sem (n=30) e com colectomia (n =20). Como o esvaziamento gástrico pode interferir no vesicular...

‣ Efeito da colite ulcerativa experimental sobre o receptor P2X7 no sistema nervoso entérico de ratos wistar.; Effect of experimental ulcerative colitis on the P2X7 receptor in the Wistar rats enteric nervous system.

Silva, Marcos Vinicius da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
70.230894%
No trato digestório a colite ulcerativa apresenta necrose no intestino como processos patofisiológicos. Este projeto visou estudar neurônios com códigos químicos do sistema nervoso entérico (SNE) e a morfologia estrutural do intestino grosso de animais com colite ulcerativa. Grupos: a) Colite: injetados com TNBS, b) PBS: injetados com PBS e c) controle. Os tecidos foram preparados por métodos imunohistoquímicos de duplas marcações do receptor P2X7 com NOS, ChAT, Calb, Calr, anti-HuC/D (pan-neuronal) e S100 (células glias). No grupo Colite, no plexo mioentérico, o receptor P2X7 estava diminuído. No tecido lesado apresentou aumento de neutrófilos e da lâmina própria, alteração de colágeno e destruição do epitélio e células caliciformes. Reduziram colocalizações de neurônios com receptor no plexo mioentérico e aumento no plexo submucoso. Houve reduções nas densidades e áreas dos neurônios no SNE. Conclui-se que a colite afetou os neurônios entéricos e células gliais, causou alterações morfológicas, sendo assim, pode afetar motilidade intestinal.; In the digestive tract ulcerative colitis have a bowel necrosis as pathophysiological processes. This project aimed to study neurons with their respective chemicals codes the enteric nervous system (ENS) as well as structural morphology of the distal colon of animals with ulcerative colitis. Groups: a) colitis: TNBS injected...

‣ O efeito antioxidante da Boswellia serrata no modelo experimental de colite induzida por ácido acético

Hartmann, Renata Minuzzo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
60.145205%
Introdução: A retocolite ulcerativa indeterminada é uma doença inflamatória que envolve exclusivamente o cólon e o reto, sendo caracterizada por infiltrado leucocitário e úlceras superficiais na mucosa intestinal. A produção e liberação de espécies reativas de oxigênio e nitrogênio parecem ser cruciais na determinação da fisiopatologia da doença, pois resultam em dano oxidativo. A partir dessas informações, a busca por opções terapêuticas com propriedades antioxidantes são importantes e têm sido testadas na colite experimental. Objetivo: Este estudo tem como objetivo avaliar os efeitos do extrato seco da planta Boswellia serrata em modelo experimental de colite induzida por ácido acético sobre os danos teciduais, a pressão anal esfincteriana, o estresse oxidativo, a atividade das enzimas antioxidantes superóxido dismutase (SOD) e glutationa peroxidase (GPx) e atividade da glutationa (GSH), a concentração dos metabólitos do óxido nítrico e expressão da enzima óxido nítrico sintase induzível (iNOS) por imunohistoquímica. Material e métodos: Foram utilizados 25 ratos Wistar machos, com peso médio de 350g, divididos em 5 grupos: Controle (CO); Controle+Boswellia serrata (C+B); Colite (CL); Colite+Boswellia serrata (CL+B) e Boswellia serrata+Colite (B+CL). Os animais foram submetidos à administração intracolônica por enema com solução de ácido acético diluído a 4% e com volume de 4 mL. O tratamento com o extrato aquoso da planta via oral...

‣ Estudo do perfil da microbiota intestinal em modelo experimental de colite ulcerativa induzida em camundongo da linhagem C57BL/6; Profile study of intestinal microbiota in experimental ulcerative colitis model induced in mice of the C57BL/6 lineage

Milanezi, Ana Carolina Medeiros
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
70.373096%
(Estudo do perfil da microbiota intestinal em modelo experimental de colite ulcerativa induzida em camundongos da linhagem C57BL/6). O trato gastrointestinal dos vertebrados é extensamente colonizado por micro-organismos que estabelecem uma relação mutuamente benéfica. Esta situação é consequência de um longo processo de coevolução, que permitiu o desenvolvimento de tolerância imune a esta microbiota por parte do hospedeiro. Alterações que resultam na quebra desta homeostasia podem comprometer esta relação e, possivelmente, estão envolvidas no desenvolvimento de doenças inflamatórias intestinais, como a colite ulcerativa. O objetivo deste trabalho foi analisar a resposta da microbiota ao longo da indução de colite ulcerativa em um camundongo C57BL/6 pela administração de dextran sulfato de sódio 2%. Amostras da região anal do camundongo foram obtidas em quatro momentos ao longo do estudo: um dia antes do início do tratamento (dia 0), no segundo dia de tratamento (dia 2), no quinto dia de tratamento (dia 5) e no último dia de tratamento (dia 8). As amostras eram semeadas em meio de cultura ágar padrão para contagem e meios seletivos e não seletivos. As colônias consideradas morfologicamente distintas eram subsequentemente isoladas e submetidas à identificação bioquímica. Foram observadas oscilações no número de bactérias heterotróficas entre os dias analisados e identificadas três espécies de bactérias Gram-negativas: Citrobacter rodentium...

‣ Análise do efeito anti-inflamatório do transplante de células-tronco mesenquimais por duas vias de infusão para modelo murino de colite ulcerativa aguda

Gonçalves, Fabiany da Costa
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
70.489443%
A terapia celular utilizando células tronco-mesenquimais (MSCs) surge como alternativa para o tratamento das doenças inflamatórias intestinais (DII). Atualmente, os métodos terapêuticos consistem principalmente na utilização de fármacos que visam produzir e manter estados de remissão da colite ulcerativa e, muitas vezes, apresentam efeitos colaterais. Considerando a capacidade de modular células do sistema imune e de regenerar tecidos doentes, as MSCs podem ser consideradas uma alternativa para o tratamento de DII, como a colite ulcerativa. Além disso, muito tem se investigado a respeito do homing de MSCs exógenas infundidas por diversas vias em resposta a um insulto inflamatório e tem-se visto a capacidade de migração para tecidos afetados. A primeira etapa do trabalho consistiu na caracterização e desenvolvimento do modelo animal de colite ulcerativa aguda. Para isso, foram testados diferentes pesos moleculares e concentrações do reagente Dextran Sulfato de Sódio (DSS), a fim de verificar qual o melhor método de indução da doença. Após determinar o adequado modelo animal, que utilizou 2% DSS (36 000 – 50 000 Da), foi iniciado o experimento de terapia celular. Na tentativa de compreender como as MSCs podem influenciar a inflamação intestinal...

‣ Avaliação do estado nutricional, ingestão de antioxidante e extensão da lesão intestinal em pacientes portadores de colte ulcerativa

Urbano, Ana Paula Signori
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 70 f.
Português
Relevância na Pesquisa
59.318794%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Fisiopatologia em Clínica Médica - FMB; As doenças inflamatórias intestinais são consideradas um dos grandes problemas da população moderna, uma vez que geram repercussões importantes na qualidade de vida de seus portadores, acarretando alterações no âmbito social, psicológico e profissional. Embora ainda sem etiologia definida, existem evidências apontando o estresse oxidativo como marca importante na patogênese da Colite Ulcerativa (CU). O objetivo principal deste estudo foi avaliar o estado nutricional, a ingestão de antioxidantes e a extensão da lesão intestinal em portadores de CU em remissão e/ou atividade leve. Trata-se de um estudo transversal, onde foi aplicado formulário específico, com dados socioeconômicos, curso clínico da doença e exames bioquímicos. Para determinação do estado nutricional foram mensurados: peso, altura e índice de massa corporal (IMC), circunferência do braço (CB), dobra cutânea tricipital (DCT) e circunferência muscular do braço (CMB), espessura do músculo adutor do polegar (EMAP) e, a partir da bioimpedância foram mensurados massa gorda (MG), massa magra (MM), massa celular corporal (MCC) e ângulo de fase (AF). Para avaliação da ingestão diária de nutrientes foram aplicados três Recordatórios de 24 horas em dias alternados. Os dados foram apresentados em média e desvio padrão e mediana e percentis 25 e 75. Para a comparação entre os grupos...

‣ Avaliação dos efeitos de Baccharis dracunculifolia DC na prevenção e tratamento de colite induzida por ácido trinitrobenzenosulfônico em ratos

Cestari, Sílvia Helena
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 81 f.
Português
Relevância na Pesquisa
49.492974%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Ciências Biológicas (Farmacologia) - IBB; Doença inflamatória intestinal (DII) é um termo que engloba várias doenças crônicas do trato gastrintestinal, principalmente colite ulcerativa (CU) e Doença de Crohn (DC), cuja etiologia ainda não é completamente conhecida, mas que se caracterizam por um curso crônico onde se alternam períodos de remissão e de atividade de duração variáveis. Embora DII tenha sido alvo de muitas pesquisas nos últimos anos, as drogas utilizadas correntemente causam sérios efeitos colaterais quando usados em altas doses ou durante um período prolongado, o que limita seu uso. Considerando-se a etiologia multifatorial das DII, produtos que reúnam atividades antioxidante, antiinflamatória e imunomoduladora representam uma possibilidade potencial para a descoberta de novas drogas eficazes na prevenção e tratamento desta doença. Neste sentido, inúmeras alternativas de pesquisas surgem com base em produtos naturais. Este trabalho testou a atividade antiinflamatória do extrato acetato de etila de folhas de Baccharis dracunculifolia em diferentes doses (5 a 200 mg/Kg) em duas condições experimentais distintas: quando a mucosa colônica está intacta (efeito preventivo); quando a mucosa colônica está afetada por um processo inflamatório intestinal (efeito curativo) assim como preventivo da recidiva do processo inflamatório...

‣ Análise multielementar pela técnica de fluorescência de raios-X de amostras de cólon de roedores com colite e tratados com prednisolona

Silva, Káthia Takeda da
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 54 f.
Português
Relevância na Pesquisa
60.351357%
Pós-graduação em Biologia Geral e Aplicada - IBB; Ulcerative colitis is part of a group of Inflammatory Bowel Disease (IBD) and is characterized by dysfunction of mucosal T cells, abnormal cell inflammation and cytokine production that result in damage to the mucosa of the colon. IBD affects a large portion of the world population, with a higher prevalence in developed countries, affecting about 1.4 million people in the United States and 2.2 million in Europe. In Brazil, the available data are restricted due to diagnostic difficulties and the small number of samples, but it can be stated that the number of cases in the country is increasing. Although there are several studies, the cause of ulcerative colitis is until now unknown. In this sense, the contribution of this work in clarifying this issue is focused on the study of the multielemental composition of the colon tissues from animals with induced ulcerative colitis. We studied samples of rodent colon tissues in three situations: healthy tissue, tissue with induced colitis without pre-treatment and tissue with induced colitis and pre-treated with prednisolone, one of the medications most applied in ulcerative colitis treatment. For the analysis, we used the non-destructive analytical method of X-ray fluorescence by total reflection (TXRF) realized in line D09B - XRF at the Brazilian Synchrotron Light Laboratory - LNLS/CNPEM...

‣ Estudo dos mecanismos envolvidos nas respostas contráteis induzidas por agonistas B1 e B2 para as cininas em cólons de camundongos

Hara, Daniela Balz
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 1v| il., grafs.
Português
Relevância na Pesquisa
49.612495%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Farmacologia; O presente estudo analisou através de técnicas farmacológicas alguns mecanismos envolvidos na resposta contrátil induzida pelas cininas em cólons normais ou com colite por TNBS. Foi constatado que a contração induzida pela BK e análogos é mediada por receptores do tipo B2 e não por receptores do tipo B1. Além disso, foi demonstrado que a resposta contrátil à BK é mediada pelo influxo de cálcio externo, ativação de canais de cálcio do tipo L e N, liberação neuronal de acetilcolina, pela participação de neuropeptídeos, prostanóides, leucotrienos e pelo TRPV1. Também foi demonstrado que o receptor B1 pode ser induzido in vitro após a montagem das preparações alcançando respostas contráteis máximas em 6-8 h. Também foi evidenciado que a colite promove aumento da resposta contrátil à BK e a des-Arg9-BK sugerindo a indução dos receptores B1 e B2. Essa hipótese foi confirmada através da realização do ensaio de união específica com os ligantes [3H]-BK ou [3H]-des-Arg10-calidina, os quais revelaram aumento na densidade de ambos os receptores sem, no entanto, causar alteração da afinidade desses receptores pelo agonista. Ademais...

‣ Imunonutrição em colite experimental: efeitos benéficos dos ácidos graxos ômega-3

CAMPOS,Fábio Guilherme; WAITZBERG,Dan L.; LOGULO,Angela Flávia; TORRINHAS,Raquel Susana; TEIXEIRA,William Gemio Jacobsen; HABR-GAMA,Angelita
Fonte: Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE ; Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD ; Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD ; Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBG; Sociedade Brasileira de Hepatologia - SBH; Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED Publicador: Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE ; Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD ; Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD ; Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBG; Sociedade Brasileira de Hepatologia - SBH; Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2002 Português
Relevância na Pesquisa
49.366484%
Racional - Trabalhos recentes têm enfatizado os benefícios da imunonutrição com ácidos graxos ômega-3 (AGn-3) em diversas situações clínicas. O presente estudo apresenta os resultados da administração parenteral de diferentes emulsões lipídicas em colite aguda experimental e revê a literatura pertinente. Métodos - Setenta e quatro ratos Wistar machos adultos foram randomizados em seis grupos, cinco dos quais submetidos a indução de colite com ácido acético a 10%. Os ratos receberam dieta oral sem gorduras e água em gaiolas metabólicas individuais. Por cateter venoso central, infundiu-se (0,5 mL/hora) solução fisiológica aos grupos-controle CS (sem colite) e CC (com colite), enquanto os outros grupos receberam emulsões lipídicas específicas durante 7 dias. As razões entre n-3/n-6 e as composições lipídicas dos grupos foram: grupo L - 1:7,7 (TCL; n = 12), M - 1:7,0 (TCM/TCL; n = 12), LW-3 - 1:4,5 (TCL + FO; n = 12) e MW-3 - 1:3,0 (TCM/TCL + FO; n = 13). Compararam-se as alterações inflamatórias na cavidade abdominal, celularidade de macrófagos, alterações histológicas e concentrações de leucotrienos (LTB4 e C4), prostaglandina (PGE2) e tromboxane (TXB2) no cólon. Resultados - Somente os ratos que receberam ácidos graxos ômega-3 (LW-3 e MW-3) apresentaram menos alterações inflamatórias que o grupo com colite. A formação de úlceras da mucosa intestinal do grupo MW-3 equiparou-se ao grupo sem colite. Somente os grupos M e MW-3 apresentaram escores de celularidade de macrófagos inferiores ao grupo com colite. Em comparação ao grupo com colite...

‣ Evolução da ocorrência (1980-1999) da doença de Crohn e da retocolite ulcerativa idiopática e análise das suas características clínicas em um hospital universitário do sudeste do Brasil

SOUZA,Marcellus Henrique L. P.; TRONCON,Luiz Ernesto de A.; RODRIGUES,Carla Maria; VIANA,Cyntia F. G.; ONOFRE,Pedro H. C.; MONTEIRO,Rosane A.; PASSOS,Afonso D. C.; MARTINELLI,Ana L. C.; MENEGHELLI,Ulysses G.
Fonte: Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE ; Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD ; Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD ; Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBG; Sociedade Brasileira de Hepatologia - SBH; Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED Publicador: Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE ; Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD ; Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD ; Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBG; Sociedade Brasileira de Hepatologia - SBH; Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2002 Português
Relevância na Pesquisa
49.349385%
Racional - A doença de Crohn e a retocolite ulcerativa idiopática são consideradas pouco freqüentes nos países em desenvolvimento, sendo escassos os estudos sobre a sua ocorrência no Brasil. Objetivos - Estudar a freqüência de admissão de casos da doença de Crohn e da retocolite ulcerativa inespecífica em um hospital universitário ao longo de 20 anos (1980-99) e descrever características demográficas e clínicas desses casos. Métodos - Calculou-se a freqüência de admissão de casos da doença de Crohn e da retocolite ulcerativa inespecífica de janeiro de 1980 a dezembro de 1999 e analisaram-se todos os casos destas doenças admitidos nos últimos 10 anos desse período. Resultados - No período estudado, registraram-se 257 casos novos, sendo 126 da doença de Crohn e 131 da retocolite ulcerativa inespecífica. A freqüência de admissão de casos de ambas as doenças aumentou de 40 para 61 casos/10.000 atendimentos, do primeiro para o segundo qüinqüênio, com menor crescimento subseqüente, sendo que a doença de Crohn tornou-se, gradualmente, mais freqüente que a retocolite ulcerativa inespecífica. Em ambas as doenças, houve predomínio de casos do gênero feminino, na faixa etária entre 20 e 50 anos, da cor branca...

‣ Monócitos e mastócitos peritoneais na doença inflamatória do cólon, em ratos

Biondo-Simões,Maria de Lourdes Pessole; Greca,Fernando Hintz; Silva,Antonio Pádua Gomes da; Bryk Junior,Agostinho; Blanco,Adriana; Amarante,Cleber; Imanichi,Daniele; Seiler Neto,Dirceu Barbosa; Urbaneski,Fábio
Fonte: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Publicador: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/1999 Português
Relevância na Pesquisa
49.316533%
Com o objetivo de conhecer o comportamento dos monócitos e mastócitos em peritônio livre na vigência de doença inflamatória do cólon, células que sabe-se participam ativamente do processo inflamatório, colite ulcerativa é induzida em ratos com ácido acético à 10%. Utilizaram-se 20 animais Wistar, 10 para controle e 10 para indução de colite. Os macrófagos são marcados com azul de Tripan e células são capturadas do peritônio livre após 5 dias de evolução. Observou-se que o número de monócitos/macrófagos era 3 vezes maior no líquido peritoneal obtido dos animais com doença inflamatória do que nos seus controles e o número dos mastócitos 2 vezes maior (p<0,001). Estes achados permitem admitir que o peritônio participa ativamente do processo inflamatório.

‣ Colite ulcerativa inespecífica em crianças e adolescentes: análise de casuística

Figueirêdo,Adelma A. de; Mota,Joaquim A. C.; Penna,Francisco J.; Silva,Gisélia Alves Pontes
Fonte: Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira Publicador: Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2004 Português
Relevância na Pesquisa
70.19977%
OBJETIVOS: descrever uma série de casos de colite ulcerativa inespecífica, com ênfase nas manifestações iniciais, propedêutica e intervalo entre os primeiros sintomas e o diagnóstico. MÉTODOS: análise retrospectiva de casos de colite ulcerativa inespecífica, cujos sintomas iniciaram antes de 20 anos de idade. Os pacientes foram selecionados nos Serviços de Gastroenterologia Pediátrica do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais e do Instituto Materno Infantil de Pernambuco. RESULTADOS: foram encontrados 29 pacientes com diagnóstico de colite ulcerativa inespecífica, sendo 15 (51,7%) pacientes do sexo masculino. A idade ao início dos sintomas variou entre 0,3 a 15,8 anos. Os sintomas mais freqüentes ao diagnóstico foram diarréia (89,7%) e dor abdominal (82,8%). A manifestação extra-intestinal mais comum foi artralgia/artrite (41,4%). A relação peso para a idade estava abaixo do percentil 3 em 13,8% dos pacientes. O intervalo de tempo entre o início dos sintomas e o diagnóstico variou entre 0,1 e 10,9 anos. CONCLUSÕES: o intervalo entre os sintomas iniciais e o diagnóstico ainda continua elevado na nossa Região devido ao somatório de vários fatores.

‣ Imunoexpressão das proteínas KI67 e p53 em pacientes com retocolite ulcerativa inespecífica tratados clinicamente e cirurgicamente

Cezar Feitosa de Paula Machado, Marcos; Teles de Pontes Filho, Nicodemos (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
49.496626%
Os métodos imunohistoquímicos associados aos sistemas computadorizados de análise de imagens tem sido de extrema importância, como ferramentas auxiliares, no estudo da expressão de proteínas relacionadas a neoplasias malignas em pacientes portadores de doenças inflamatórias intestinais. Neste estudo, obtive-se o perfil imunohistoquímico das proteínas p53 e Ki-67 do tecido intestinal de pacientes com colite ulcerativa (n=30) um grupo tratado clinicamente e outro cirurgicamente de ambos os sexos e idade média de 38,5 anos. Os tecidos foram fixados em formalina a 10%, submetidos à rotina histológica e montados em parafina. Fragmentos de tecido (4 μm) foram submetidos à técnica de imunohistoquímica para as proteínas Ki-67 e p53. Os perfis de marcação tecidual foram quantificados através de uma estação de análise de imagem contendo um microscópio óptico equipado com uma câmera digital ambos acoplados a um computador contendo o software OPTIMAS®. Os resultados obtidos demonstram diferenças significativas nos padrões de marcação no tecido inflamado em pacientes tratados clinicamente quando comparados aos tecidos de pacientes tratados cirurgicamente. As proteínas Ki-67 e P-53 indicam marcadores imunohistoquímicos úteis para diferenciação de tecidos de colite ulcerativa que trazem características pré-neoplásicas sugestivas de malignidade; Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

‣ Efeitos do alcalóide indólico caulerpina, obtido de alga do gênero caulerpa, em modelo de colite experimental murina

Miranda, Alessandra Marinho
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas; Biodiversidade; Biologia Estrutural e Funcional. Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas; Biodiversidade; Biologia Estrutural e Funcional.
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
50.165625%
As doenças inflamatórias intestinais são enfermidades onde a tolerância e homeostase da resposta inflamatória estão comprometidas, gerando lesões teciduais e favorecendo o surgimento de neoplasias. Há dois importantes exemplos de doenças inflamatórias intestinais, a colite ulcerativa, foco do modelo desse estudo, e a doença de Crohn. Os medicamentos utilizados no tratamento dessas doenças desencadeiam diversos efeitos adversos; além disso, em alguns pacientes, eles não são eficazes. Os extratos de algas têm demonstrado várias atividades biológicas, entre elas a atividade anti-inflamatória. Os extratos das algas do gênero Caulerpa foram utilizados em vários estudos, onde modelos inflamatórios foram analisados, entre eles o modelo de colite ulcerativa. A utilização do extrato metanólico da C. mexicana como terapêutica nesse modelo atenuou o quadro clinico desenvolvido pelos animais. Sendo assim, o presente estudo teve como objetivo analisar a ação terapêutica da Caulerpina (CLP), extraída da C. racemosa, no modelo murino de colite ulcerativa. Camundongos C57BL/6 machos foram expostos a uma solução de Dextrana Sulfato de Sódio (DSS) a 3% por sete dias. A partir do primeiro dia de exposição ao DSS os animais foram tratados em dias alternados com a CLP nas doses de 4 e 40 mg/kg e com a dexametasona (3 mg/kg) por via oral. O desenvolvimento da doença foi analisado através do índice de atividade da doença (IAD)...

‣ Avaliação do consumo da casca de Passiflora edulis na prevenção e tratamento da colite ulcerativa induzida por TNBS; Evaluation of Passiflora edulis peel intake in prevention and treatment of TNBS induced ulcerative colitis

Cínthia Baú Betim Cazarin
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/02/2014 Português
Relevância na Pesquisa
59.78195%
A doença inflamatória intestinal (DII) édoença crônica recidivante que atinge milhões de pessoas no mundo, englobando a Doença de Crohn (DC) e a Retocolite Ulcerativa (RCU). A diferença entre as duas éa sua localização, sendo a RCU específica da região do cólon e reto. O tratamento atual para estas patologias é realizado a base de corticosteróides, imunomoduladores ou anti -TNF-a, conhecido como terapia biol ógica, os quais apresentam diversos efeitos colaterais ao paciente. A patogênese desta doença está relacionada com fatores gen éticos, imunol ógicos e ambientais. Acredita-se que o desequilíbrio da microbiota, assim como a ruptura na barreira natural exercida pela mucosa intestinal seja o primeiro passo para o desencadeamento da resposta inflamatória. As fibras alimentares apresentam função sobre a modulação da microbiota, sendo utilizada como substrato para a formação de ácidos graxos de cadeia curta (AGCC), gerados por meio do processo de fermentação. Em adição, os compostos fenólicos presentes nos alimentos apresentam atividade antioxidante e anti -inflamatória que podem atuar na modulação do processo inflamatório. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar a utilização de um subproduto da indústria de alimentos...

‣ Efeitos de antocianinas monoméricas de Sambucus nigra L. sobre modelo de colite ulcerativa induzida por TNBS; Effects of Sambucus nigra L. monomeric anthocyanins on TNBS induced ulcerative colitis

Eduardo Augusto Rabelo Socca
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/01/2011 Português
Relevância na Pesquisa
69.95978%
Retocolite ulcerativa idiopática e doença de Crohn são doenças inflamatórias intestinais caracterizadas por inflamação crônica da mucosa, resultando em diarréia, fezes sanguinolentas, dores abdominais, anemia, febre, fadiga e perda de peso, tanto em homens quanto em mulheres. Acredita-se que essas manifestações sejam resultado de uma interação multifatorial envolvendo indivíduos geneticamente susceptíveis, condições ambientais específicas, desbalanço na microflora intestinal e desajuste da resposta imune. Drogas derivadas do acido 5-aminossalicilico (sulfassalazina, mesalamina), corticosteroides e agentes imunomoduladores são utilizadas, em conjunto no tratamento dessas patologias. No entanto tais drogas apresentam efeitos adversos importantes, o que acaba por motivar pesquisas envolvendo produtos naturais como alternativas de tratamento. Neste contexto, este trabalho avaliou os efeitos de antocianinas presentes nos frutos de Sambucus nigra L. (sabugueiro), espécie arbustiva pertencente a família Adoxaceae, em modelo de colite ulcerativa induzida pelo acido 2,4,6-trinitrobenzeno sulfônico (TNBS). Os frutos do sabugueiro apresentam grandes concentrações de metabolitos secundários como antocianinas, alem de outros compostos fenólicos...

‣ Manifestações bucais em pacientes com doenças gastrointestinais inflamatórias

Roriz, Juliana Vargas
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
49.60551%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2008.; As manifestações bucais de doenças sistêmicas resultam da interação entre fatores locais e sistêmicos. Os tecidos bucais estão em continuidade física com os demais tecidos do corpo com os quais se relacionam pelas vias sanguínea, linfática e nervosa. “Doenças gastrointestinais inflamatórias” é uma expressão geralmente utilizada para definir um grupo de doenças inflamatórias intestinais na maioria das vezes, de causa desconhecida. São divididas em: Doença de Crohn (CD), colite ulcerativa (UC) e doença celíaca (DC). Estas alterações podem produzir manifestações bucais, muitas delas inespecíficas e que podem interferir na conduta do profissional de Odontologia e no estabelecimento do plano de tratamento. Este trabalho teve como objetivo principal avaliar as manifestações bucais de doenças gastrointestinais inflamatórias. Como objetivos específicos, o trabalho realizou anamnese e exame intrabucal para identificar as possíveis manifestações bucais das doenças gastrointestinais inflamatórias, já diagnosticadas em pacientes encaminhados pela clínica de Gastroenterologia do Hospital Universitário de Brasília. A amostra constituiu-se de 31 pacientes divididos em três grupos distintos: grupo 1...

‣ DSS induced colitis in Nef1-mutated mice leading to adenocarcinoma: therapeutic strategies

Xavier, Ana Ricardo da Costa, 1991-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
49.764087%
Tese de mestrado. Biologia (Biologia Humana e Ambiente). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2014; Introduction Inflammatory Bowel Disease (IBD) as a chronic disorder of the gastrointestinal tract depends on mutations in the NADPH oxidase complex, responsible for the production of reactive oxygen species (ROS). IBD is refereed as Crohn's disease (CD) and ulcerative colitis (UC). Ncf1-mutation in mice leads to deficiency in ROS, rendering them susceptible to autoimmunity. As in humans, Ncf1-mutation leads to the lack of ROS in B10.Q mice. Studies focusing on how ROS-deficiency and colon-inflammation lead to tumorigenesis are still missing, as well as effective treatments. Hence the aim was to study how the lack of ROS influenced chronic DSS-induced colitis and the disease evolution to colon-adenocarcinoma in Ncf1-deficient mice and assess the effectiveness of caffeic acid-derivatives in human peripheral blood mononuclear cells (PBMCs) and human colon adenocarciona cell lines. Methods Colitis was induced in Ncf1-mutant (Ncf1*) and wild-type (WT) B10.Q mice by oral administration of 3% (w/v) DSS. Two different colitis-induction protocols were used: Protocol 1- mice were submitted to 7 days DSS-induction, followed by 21 days of resting on normal water. Protocol 2- mice were submitted to 7 days of DSS-induction...