Página 1 dos resultados de 315 itens digitais encontrados em 0.032 segundos

‣ Mecanismos de ação de compostos orgânicos voláteis antimicrobianos produzidos por Saccharomyces cerevisiae sobre o desenvolvimento de Guignardia citricarpa, agente causal da pinta preta dos citros; Action mechanisms of antimicrobial volatile organic compounds produced by Saccharomyces cerevisiae on the development of Guignardia citricarpa, causal agent of the citrus black spot

Fialho, Mauricio Batista
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/01/2009 Português
Relevância na Pesquisa
50.763457%
A pinta preta dos citros tem como agente causal o fungo G. citricarpa. A doença causa depreciação estética dos frutos e praticamente inviabiliza a exportação de laranja in natura principalmente para a União Européia, por ser considerada uma doença quarentenária. Frutos colhidos contendo infecções quiescentes, embora sem sintomas, podem desenvolvê-los durante o processo de exportação. A utilização de fungicidas é o principal método de controle utilizado em pré e pós-colheita. No entanto, o custo do controle químico é significativamente alto e já foi relatado o surgimento de isolados resistentes. A levedura S. cerevisiae é capaz de inibir o desenvolvimento in vitro de G. citricarpa e o antagonismo se deve a produção de compostos orgânicos voláteis de ação fungistática. Em virtude da procura por novos métodos de controle menos danosos à saúde humana e meio ambiente, dos prejuízos causados pela doença e do potencial dos compostos voláteis no controle da doença na pós-colheita, o trabalho visou identificar os compostos voláteis produzidos pela levedura e elucidar os mecanismos envolvidos na inibição do fitopatógeno. Esse conhecimento é fundamental para o desenvolvimento de técnicas inovativas de controle. A produção de compostos voláteis antimicrobianos por S. cerevisiae foi dependente do substrato utilizado para o seu cultivo...

‣ Efeito dos extratos do albedo de Citrus sinensis, Lentinula edodes, Agaricus blazei e dos compostos orgânicos voláteis produzidos por Saccharomyces cerevisiae no controle da mancha preta dos citros; Effect of albedo extracts of Citrus sinensis, Lentinula edodes, Agaricus blazei and volatile organic compounds produced by Saccharomyces cerevisiae in the control of citrus black spot

Toffano, Leonardo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 06/04/2010 Português
Relevância na Pesquisa
50.41071%
A mancha preta dos citros é uma doença que limita a exportação de laranja brasileira para os países da Europa. Exceto para Citrus aurantium e seus híbridos, todas as outras variedades são susceptíveis ao patógeno. Com isso existe um grande interesse para que esta doença não ocorra, uma vez que é considerada uma doença quarentenária A1. Problemas associados à aquisição de resistência e a percepção do público em geral sobre o impacto potencial das práticas tradicionais de controle sobre a saúde e meio ambiente levaram a uma crescente demanda por produtos livres de resíduos químicos. Em vista disso, este trabalho verificou o efeito dos extratos aquosos do albedo de C. sinensis, L. edodes, A. blazei e da suspensão de S. cerevisiae no controle da mancha preta dos citros quando associados a refrigeração. Os frutos de C. sinensis var. Valência, após serem tratados pelos extratos, permaneceram durante 21 dias a 3 ºC e posteriormente 4 dias a 25 ºC, foram realizadas cinco avaliações ao longo do experimento. Neste trabalho, também verificou-se a eficiência dos compostos orgânicos voláteis produzidos por S. cerevisiae no controle da mancha preta dos citros quando aplicados em pós-colheita. A linhagem CR-1 da levedura S. cerevisiae foi colocada para crescer em placas de poliestireno contendo meio de batata-dextroseágar e colocada em recipientes de vidro de 3 L fechados...

‣ Efeito de compostos orgânicos voláteis identificados a partir de Saccharomyces cerevisiae sobre Colletotrichum gloeosporioides e Colletotrichum acutatum e no controle da antracnose em goiaba; Effect of volatile organic compounds identified from Saccharomyces cerevisiae on Colletotrichum gloeosporioides and Colletotrichum acutaum and on the control of anthracnose of guava

Rezende, Dalilla Carvalho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/01/2011 Português
Relevância na Pesquisa
50.05448%
A antracnose, que tem como agentes causais os fungos Colletotrichum gloeosporioides e C. acutatum, é uma das principais doenças que afetam a cultura da goiabeira. Não há no Brasil, fungicidas registrados para o controle da doença em pós-colheita. Em vista disso e da preocupação em relação à saúde humana e o respeito ao ambiente vem crescendo pesquisas envolvendo a utilização de agentes alternativos para o controle de doenças. Foi verificado em trabalho prévio que a levedura S. cerevisiae, apresentou atividade antagônica in vitro contra vários fitopatógenos, dentre eles C. gloeosporioides. Essa inibição foi atribuída à produção de uma mistura de compostos orgânicos voláteis (COVs), sendo que os álcoois 3-metil-1-butanol (3M1B) e 2-metil-1-butanol (2M1B) foram apontados como os principais responsáveis por essa atividade. Considerando a importância do manejo pós-colheita e o potencial da utilização de COVs no controle da antracnose, os objetivos desse trabalho foram avaliar o efeito in vitro dos COVs 3M1B e 2M1B identificados a partir de S. cerevisiae no desenvolvimento de Colletotrichum sp, elucidar alguns dos possíveis mecanismos de ação atuantes no processo inibitório e avaliar a utilização dos COVs no controle pós-colheita da antracnose em frutos de goiaba. Foi observado aumento da inibição do crescimento micelial dos fitopatógenos à medida que houve aumento da concentração dos compostos...

‣ Produção de compostos voláteis característicos do aroma em mamões (Carica papaya L. cv 'Golden') tratados com metil jasmonato e armazenados a baixa temperatura; Production of volatile representative aroma compounds of papaya (Carica papaya cv. 'Golden') treated with methyl jasmonate and stored at low temperature

De Fusco, Deborah Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/02/2015 Português
Relevância na Pesquisa
59.99776%
O Brasil destaca-se como um dos maiores produtores mundiais de mamão, fruto apreciado em todo o mundo pelo sabor e polpa delicada. Os compostos voláteis contribuem para a formação do aroma do fruto, o que faz deles essenciais para o desenvolvimento de características sensoriais que definem sua apreciação pelos consumidores. Os principais compostos de aroma do mamão incluem, principalmente, terpenos, ésteres, aldeídos, álcoois, ácidos orgânicos e cetonas, com destaque para o monoterpeno linalool que é o composto mais abundante na cultivar 'Golden'. Embora a biossíntese de compostos voláteis seja particularmente afetada pelos tratamentos para consevação pós-colheita, estes são essenciais para a comercialização do mamão, em vista de sua alta perecibilidade. O uso de baixas temperaturas tem sido um dos métodos mais empregados para extensão de vida pós-colheita do mamão. Precedentes da literatura indicam que o tratamento pós-colheita com metil jasmonato (MJ) é capaz de reduzir possíveis efeitos prejudiciais decorrentes do armazenamento a baixa temperatura. Além disso, a aplicação do metil jasmonato em frutos é capaz de estimular a atividade de enzimas das vias de produção de compostos voláteis. Desta forma...

‣ Estudo dos compostos voláteis de algumas espécies de eucalipto através do uso de microextração em fase sólida no modo headspace (HS-SPME)

Zini, Claudia Alcaraz
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
59.894277%
Neste trabalho utilizou-se a técnica de HS-SPME/GC/ITMS para o estudo qualitativo dos compostos voláteis (VOC) emitidos pelas folhas de três espécies de Eucalyptus (E.): E. citriodora, E. dunnii e E. saligna tanto em laboratório como in situ, além do estudo da relação entre folhas de eucalipto e rãs Litoria ewingi. Para este fim, foram desenvolvidos métodos análiticos. Os compostos tentativamente como (E,E)-a-farseno, (E)-4,8-dimetil-1,3,7-nonatrieno (DMNT),(E,E)-4,8,12-trimetil-1,3,7,11-tridecatetraeno (TMTT),B-cariofileno,a-cariofileno, gerrmacreno D e (E,E,E)-3,7,11,15-tetrametil-1,3,6,10,14-hexadecapentaeno (TMHP) foram encontrados no headspace de folhas picadas de eucalipto, sendo que os três primeiros também foram nas emissões áreas de E. saligna in situ, não tendo sido encontrados nos óleos voláteis das mesmas árvores, obtidos por hidrodestilação. Nas amostragens in situ, foram observados dois tipos de perfis circadianos nas emissões voláteis, incluindo compostos como cis-, trans-óxido de rosa, trans-B-ocimeno, citronelal, citronelol, entre outros. O comportamento dos compostos citados sugere que os mesmos sejam semioquímicos. Os resultados obtidos com HS-SPME (PDMS/DVB) mostraram que esta é uma ferramenta analítica relativamente simples...

‣ Caracterização dos ácidos graxos das sementes e compostos voláteis dos frutos de espécies do gênero Passiflora

Vieira, Maria Aparecida Ribeiro
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: ix, 71 f. il. color., gráfs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
59.363647%
Pós-graduação em Agronomia (Horticultura) - FCA; A cultura do maracujazeiro encontra-se em expansão no Brasil. A espécie mais cultivada no país é Passiflora edulis (maracujá-amarelo), representando 95% dos pomares comerciais. O suco, em conjunto com o aroma, é utilizado na elaboração de refrescos, doces, geléia, sorvete e licores. A produção de suco gera toneladas de resíduo, composto por cascas e sementes, sendo em grande parte descartados. Outros usos ligados à indústria cosmética, farmacêutica e alimentícia, ainda permanecem inexplorados, mesmo para P. edulis. O presente estudo teve como objetivo a caracterização química do aroma da polpa e do óleo das sementes dos frutos de Passiflora edulis (maracujá-amarelo), Passiflora alata (maracujádoce) e Passiflora nitida (maracujá-suspiro). O óleo das sementes foi extraído com hexano e o aroma da polpa pela técnica de headspace dinâmico. As análises da composição química dos óleos e aromas foram efetuadas por cromatografia gasosa acoplada e espectrometria de massas. Não houve diferença significativa no rendimento do óleo entre as espécies P. edulis (25,62%) e P. nitida (26,10%), mas ambas diferiram significativamente da espécie P. alata (20,12%). Para as espécies P. edulis e P. alata a proporção relativa dos ácidos graxos majoritários (linoléico...

‣ Aplicação de metodos de analise multivariada em espectrometria de massas para a determinação de compostos volateis

Cleidiane Gorete Zampronio
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 01/11/2002 Português
Relevância na Pesquisa
50.082803%
Neste trabalho foram aplicados métodos quimiométricos em dados de espectrometria de massas obtidos a partir de análise de compostos orgânicos voláteis (VOC). Diferentes experimentos foram realizados utilizando a amostragem direta através da simples vaporização da amostra a partir de soluções orgãnicas e também utilizando a análise em fluxo junto à espectrometria de massas por introdução via membrana (MIMS) para análise de soluções aquosas. Inicialmente dois experimentos foram realizados utilizando a técnica MIMS. No primeiro, a técnica FIA-MIMS foi utilizada para análise de amostras de água contaminadas com gasolina. No segundo experimento, a técnica MIMS foi utilizada para a análise de amostras de cerveja. Nos espectros de massas dos dois conjuntos de dados foi aplicada a análise exploratória, através da análise de componentes principais (PCA), que separou as amostras em grupos, de acordo com a variação da concentração dos compostos orgânicos voláteis detectados. Verificou-se o grande potencial desta técnica em análises ambientais ou de rotina para controle de qualidade. Em uma segunda etapa, análises de amostras de misturas de isõmeros de etilpiridina (2etilpiridina, 3-etilpiridina e 4-etilpiridina) com espectros de massas muito similares...

‣ Contribuição a quimica dos compostos volateis e interações com os organismos receptores

Paulo Cesar de Lima Nogueira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/12/2001 Português
Relevância na Pesquisa
59.747437%
O presente trabalho foi dividido em 4 partes que abordam 2 temas centrais: a importância dos compostos voláteis sob a égide da ecologia química e a síntese de produtos naturais. Na primeira e segunda parte, analisamos o papel dos compostos voláteis produzidos por espécies de Clusia e Tovomita (Guttiferae), respectivamente, nas interações com seus insetos polinizadores. O perfil químico dos voláteis produzidos pelas pétalas de 16 espécies de Clusia pertencentes a 4 diferentes seções taxonômicas do gênero revelaram alguma correlação com a cladística das espécies e o tipo de polinizador. No caso do gênero Tovomita, os filamentos dos estames das 4 espécies (T amazonica, T acutiflora, T rubella e T. aff. grata) de ocorrência simpátrica estudadas produzem gotÍculas de um óleo aromático que atrai machos de abelhas euglossine como polinizadores. A análise destes óleos revelaram uma clara diferenciação entre sua. composição química, provavelmente para a atração seletiva de espécies diferentes de euglossine evitando assim a polinização cruzada inter-específica. Na terceira parte, abordamos o efeito dos compostos voláteis produzidos pelo suco de laranja infectado por Alicyclobacillus. Nessa etapa, com auxílio da técnica de cromatografia à gás associada à olfatometria...

‣ Perfil de compostos voláteis e propriedades físicas e químicas de iogurte probiótico mantido sob refrigeração

Tanello, Ana Cristina
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 109 p.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
59.988955%
Dissertação (mestrado)- Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Ciência dos Alimentos, Florianópolis, 2011; O objetivo deste trabalho foi avaliar as propriedades físicas e químicas e o perfil de compostos voláteis de iogurte probiótico adicionado de Bifidobacterium BB-12 e de iogurte controle. Para tanto, os iogurtes foram analisados quanto ao teor de sólidos totais, proteína, pH, composição volátil e comportamento reológico durante armazenamento refrigerado por 28 dias. O iogurte probiótico foi analisado também quanto à viabilidade da bifidobactéria. Uma pós-acidificação e decréscimo do conteúdo de proteína foram observados em ambos os iogurtes durante o período de armazenamento. O iogurte elaborado foi considerado probiótico, pois apresentou contagens da bifidobactéria superiores a 106 UFC/mL durante os 28 dias de armazenamento. A metodologia de superfície de resposta (MRS) foi empregada para determinar a condição ótima de extração de compostos voláteis das amostras de iogurte através da microextração em fase sólida por headspace (HS-SPME) combinada com cromatografia gasosa acoplada à espectrometria de massa (GC-MS). Através do Delineamento Central Composto (DCC) foram avaliadas as seguintes variáveis independentes: temperatura de extração (40 a 60 ºC)...

‣ Avaliação do perfil de metabolitos produzidos por diferentes leveduras utilizadas na produção de vinho de frutas

Duarte, Whasley F.; Dragone, Giuliano; Dias, Disney R.; Oliveira, J. M.; Teixeira, J. A.; Schawn, R. F.
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2009 Português
Relevância na Pesquisa
59.97989%
O aroma das bebidas alcoólicas fermentadas resulta da interação de compostos químicos como alcoóis,ésteres, ácidos, aldeídos e cetonas. Estes compostos são produzidos durante a fermentação,principalmente pelas leveduras e bactérias, ou podem estar presentes em pequenas quantidades nas frutas. Os compostos voláteis orgânicos são responsáveis pelo chamado bouquet, aroma e características gerais das bebidas. Durante a fermentação as leveduras podem produzir vários compostos em quantidades diferenciadas, podendo em algumas situações ocorrer a produção de compostos indesejáveis ou a produção de compostos desejáveis em quantidade excessiva. O objetivo deste trabalho foi avaliar a produção de metabolitos (alcoóis, aldeídos, ésteres e ácidos orgânicos) por diferentes leveduras utilizadas na produção de vinhos de frutas. Foi utilizado mosto de framboesa com 16º Brix e pH 4,0. A fermentação foi realizada em frascos contendo 100 mL, nos quais foram inoculados 1 g/L de diferentes leveduras Saccharomyces. Após o término da fermentação os compostos presentes nas bebidas foram analisados por cromatografia gasosa (GC) e cromatografia líquida (HPLC). As leveduras com melhores resultados para produção de compostos voláteis foram a UFLA CA 15...

‣ Caracterização dos compostos voláteis da maçã "Bravo de Esmolfe" por microextracção em fase sólida e cromatografia em fase gasosa acoplada à espectromeria de massa (SPME-GC/MS)

Reis, Sofia Filipa de Almeida Rocha
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
69.42294%
A maçã ‘Bravo de Esmolfe’ é uma variedade autóctone de Portugal à qual é atribuído um aroma muito apreciado pelo consumidor. Sendo o aroma um factor de maior importância na identificação varietal e determinação da qualidade das maçãs, este estudo caracteriza a composição volátil desta variedade de maçã, com recurso à metodologia de microextracção em fase sólida e à cromatografia em fase gasosa acoplada à espectrometria de massa (SPME-GC/MS). Numa primeira etapa, a metodologia de SPME foi optimizada para dois tipos de revestimento da fibra de SPME, polidimetilsiloxano (PDMS) e carbowaxdivinilbenzeno (CW/DVB). O revestimento CW/DVB foi o seleccionado pois permitiu a detecção de um maior número de compostos de baixo peso molecular, alguns ésteres e monoterpenos, compostos normalmente associados ao aroma e à caracterização varietal. Nas etapas seguintes, foi caracterizada a composição volátil das maçãs ‘Bravo de Esmolfe’ em dois porta-enxertos diferentes (PAJAM2 e MM106) e foi estudado o efeito do armazenamento a 4ºC, com o objectivo final de estabelecer o perfil de aroma característico das maçãs ‘Bravo de Esmolfe’. O perfil de aroma encontrado é constituído por um composto maioritário...

‣ Análise e potencialidades de espécies químicas presentes no licor negro

Teixeira, Susana Paula dos Santos
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
59.93885%
Os componentes orgânicos do licor negro de Eucalyptus globulus foram isolados em 7 fracções principais: lenhina, compostos voláteis, compostos solúveis em éter (fenólicos, ácidos aromáticos e neutros) e compostos solúveis em água (ácidos carboxílicos alifáticos e açúcares). O rendimento dos produtos depois do fraccionamento, baseado na estimativa da matéria orgânica dissolvida total, foi cerca de 72%. Todas as fracções foram caracterizadas e os principais componentes identificados e quantificados. A lenhina foi caracterizada ao nível da análise elementar, poder calorífico e espectroscopia de Infra-vermelho FTIR-ATR. Os componentes voláteis foram identificados por HPLC. As fracções dos componentes solúveis em éter e solúveis em água foram identificados por GC-MS. Foram discutidas as possíveis aplicações dos componentes orgânicos do licor negro. ABSTRACT: The organic components of black liquor from Eucalyptus globulus were isolated in seven major fractions: lignin, volatile compounds, ether soluble compounds (phenols, aromatic acids and neutrals) and water soluble compounds (carbohydrates and aliphatic carboxylic acids). The yield of products after fractionation, based on estimated total dissolved organic matter...

‣ Volatile composition of Vitis vinifera L. Fernão-Pires variety from Bairrada appellation : 1.

Ferreira, Paula Raquel da Silva Jorge Coutinho
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
60.269336%
A Bairrada é uma das regiões vitivinícolas mais antigas de Portugal, apesar de a Região Demarcada da Bairrada só ter sido oficialmente criada em 1979. A casta Fernão-Pires (FP) Vitis vinifera L. é a principal casta branca cultivada nesta região, onde é conhecida pelo nome de Maria-Gomes. As castas Bical (Bic), Arinto (Ari) e Cerceal (Cer), são outras castas brancas relevantes igualmente cultivadas na Região Demarcada da Bairrada. Estas quatro castas representam, respectivamente, 70%, 10%, 10% e 5% do total do encepamento de castas brancas nesta região. O conhecimento da composição volátil destas quatro variedades pode oferecer um meio de avaliar o seu potencial de aroma e melhorar a qualidade do aroma dos seus vinhos. No entanto, a composição volátil destas variedades ainda não se encontra caracterizada. Neste trabalho, o estudo foi centrado na casta FP, devido à sua importância no contexto da Região Demarcada da Bairrada, mostrando que esta casta apresenta um perfil significativamente diferente das outras castas brancas mais representativas (Bic, Ari e Cer), contendo um maior número de compostos voláteis e em maior concentração. As potencialidades de aroma da casta FP foram avaliadas pela análise da composição volátil das uvas...

‣ Relação do aroma e da espuma dos vinhos espumantes com o potencial enológico das uvas e dos vinhos

Coelho, Elisabete Verde Martins
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
60.114927%
Os espumantes produzidos segundo o método Champanhês são obtidos após uma segunda fermentação em garrafa. Quando o vinho é vertido no copo, o CO2 produzido é libertado, sendo a espuma formada o resultado da sua interacção com os constituintes do vinho. A quantidade e a estabilidade da espuma do vinho espumante estão relacionadas com a sua composição química. Para além da espuma, o aroma é também um parâmetro importante de qualidade na apreciação geral de um vinho espumante. O aroma de um vinho espumante provém do contributo das uvas assim como do processo fermentativo. Dependendo do estado de maturação da uva, o contributo dos compostos voláteis para o aroma é diferente. Em virtude da vindima para os vinhos espumantes ser realizada antes da vindima para os vinhos maduros, dependendo da variedade, as uvas poderão não ser colhidas na expressão máxima do seu aroma, podendo verificar-se uma perda significativa do seu potencial varietal volátil. O objectivo desta dissertação é relacionar o aroma e a espuma dos vinhos espumantes com o potencial enológico das uvas e dos vinhos. Para isso, foi estudada a composição volátil das duas castas principais da Bairrada, a casta branca Fernão-Pires (FP) e a casta tinta Baga (BG)...

‣ Determinação de compostos sulfurosos voláteis no vinho

Teixeira, Daniel Filipe Ribeiro
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
59.253525%
Com o presente trabalho pretendeu-se detectar os teores de sulfureto de hidrogénio e de etanotiol no vinho. Estes compostos apresentam maus odores e degradam a qualidade do mesmo. Para quantificar o teor destes compostos foi utilizada uma microbalança de cristais de quartzo. Os cristais utilizados eram de 9 MHz com eléctrodos de ouro. Os ensaios foram realizados com cristais não revestidos ou revestidos com trietanolamina. Devido a baixa concentração dos compostos, foi necessária a utilização de colunas de pré-concentração de peneiros moleculares do tipo 5A e com carvão activado. A metodologia de pré-concentração dos compostos foi optimizada, embora a sua aplicação em amostras de vinho não ter sido conseguida devido ao elevado teor de água no sistema, tendo por isso ainda que ser melhorado toda a parte de secagem. Para o etanotiol foi utilizado um sensor com um cristal não revestido. O limite de detecção obtido foi de 557 μg e uma gama linear de calibração entre 229 e 2600 μg. A sensibilidade do sensor foi de 3,19 Hz/mg. A pré-concentração deste composto é eficiente, no entanto as percentagens de recuperação foram superiores a 100% para todos os ensaios. Aplicando um teste de significância conclui-se que a concentração obtida na análise é significativamente diferente do valor real (α=0...

‣ Avaliação dos compostos fenólicos e voláteis ao longo da vinificação

Silva, Ana Sofia Gomes da
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
69.810234%
Os compostos fenólicos e os compostos voláteis têm um papel muito importante em enologia devido à sua contribuição direta para as propriedades organolépticas do vinho e também pela sua participação em diversas reações químicas durante o processo de vinificação, que originam novos compostos com propriedades sensoriais diferentes. As castas tinta Touriga Nacional e a branca Encruzado são duas das variedades de Vitis vinífera L. com importância na Região Demarcada do Dão e, consequentemente, para a empresa Dão Sul, S.A., local de realização do Estágio em que se insere este trabalho. O objetivo do trabalho foi a quantificação dos compostos fenólicos e a caracterização da composição volátil ao longo da vinificação das castas Touriga Nacional e Encruzado. Para a casta branca foram analisados mostos e vinhos obtidos com e sem prensagem. Na análise dos compostos fenólicos das uvas, mosto e vinho da casta tinta, foram quantificados os compostos fenólicos totais, antocianinas totais e livres, taninos, atividade antioxidante e cor. O vinho apresentou uma maior quantidade de compostos fenólicos totais (4 g/L), incluindo também uma quantidade superior de antocianinas totais (639 mg/L) e livres (128 mg/L), assim como de atividade antioxidante (29 mM equivalentes de Trolox)...

‣ Flavor compounds in grape varieties grown in Poland; Compostos de aroma em castas de uvas cultivadas na Polónia

David, João Pedro Barbosa
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
69.67555%
A Polónia é um país que não é habitualmente conhecido pelos os seus hábitos de vinicultura, no entanto, em determinadas regiões existe uma longa tradição de cultivo da vinha e produção de vinho. A vinha Golesz em Jasło, sudeste da Polónia, tem desenvolvido algumas variedades de uva interessantes com vista a resisterem à severidade do inverno. Neste trabalho, as castas Mília, Merzling, Freiminer, Traminer, Jutrzenka, and Adalmiina foram analisadas com o objetivo de caracterizar o seu perfil volátil. Na Vitis vinifera L. os compostos voláteis estão presentes na forma livre, contribuindo diretamente para o aroma da casta, ou na forma de conjugados de açúcar não voláteis, os quais podem sofrer hidrólise enzimática ou acídica libertando os voláteis que poderão potenciar o aroma. Extração de fase sólida foi usada para separar os voláteis na forma livre dos ligados, de seguida foi feita uma análise por GC x GC-ToF-MS. A fração ligada foi submetida a hidrólise enzimática ou em condições acidicas. Todas as castas de uva mostraram ter terpenóides, álcoois aromaticos, C13 norisoprenoides, álcoois C6 e aldeídos C6. O seu padrão de distribuição entre as formas livres e ligadas, a sua quantidade e variedade de compostos é no entanto diferente de casta para casta. Os terpenóides representam a maior fração de voláteis nas castas Mília...

‣ Efeito do processamento nas caracteristícas físico-químicas da ameixa d'Elvas : alterações ao nível dos polissacarídeos das paredes celulares, enzimas, aroma e textura

Nunes, Cláudia Sofia Cordeiro
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
59.253525%
As Ameixas d’Elvas são ameixas (Prunus domestica L.) da variedade ‘Rainha Cláudia Verde’ produzidas numa área geográfica delimitada do Alto Alentejo e detentoras de uma Denominação de Origem Protegida (DOP) reconhecida pela União Europeia. A confitagem deste fruto, por um processo tradicional, origina um produto de grande valor acrescentado, denominado de Ameixa d’Elvas confitada. O processo da confitagem da Ameixa d’Elvas consiste num cozimento dos frutos inteiros, colhidos num grau de maturação bem definido (16-17 ºBrix e 1 meq de ácido málico por 100 g de fruto fresco) durante 15 minutos e em seguida as ameixas são colocadas numa calda de açúcar que vai sendo concentrada sucessivamente até atingir os 75 ºBrix. As ameixas são mantidas nesta calda durante, pelo menos, 2 meses. O principal objectivo deste trabalho foi a compreensão e resolução de um problema industrial na confitagem da Ameixa d’Elvas. O problema consiste na impossibilidade de confitar ameixas de um pomar (Cano) localizado na região delimitada pela DOP, pois os frutos perdem a integridade com o cozimento. Com este intuito, as Ameixas d’Elvas foram caracterizadas a nível físico-químico e as transformações bioquímicas, químicas e físicas que ocorrem com a confitagem foram estudadas em ameixas provenientes de dois pomares...

‣ Desenvolvimento de uma metodologia para a análise da composição volátil do sal marinho por microextracção em fase sólida e cromatografia em fase gasosa acoplada à espectrometria de massa (SPME-GC-MS)

Silva, Isabel Mendes da
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
60.17637%
A valorização do salgado passa pela caracterização química do sal produzido, cujas características estão associadas à envolvente ambiental das marinhas e à sua origem geográfica. As características químicas de um sal marinho ainda não são completamente conhecidas, nomeadamente as que estão relacionadas com a sua composição volátil. O objectivo deste trabalho foi desenvolver uma metodologia de microextracção em fase sólida associada à cromatografia em fase gasosa e detecção por espectrometria de massa (SPME-GC-MS) para a análise da composição volátil de sal marinho. Optou-se por usar uma fase estacionária de carbowax-divinilbenzeno (CW/DVB) com 65 μm de espessura como fibra de SPME. Os parâmetros optimizados foram i) a quantidade de amostra, ii) a temperatura de extracção, iii) o modo de apresentação da amostra (sólido ou solução) e iv) a elaboração do branco da amostra (referência). Observou-se ser possível detectar e identificar compostos voláteis e semi-voláteis no sal e que a extracção destes compostos era favorecida pela dissolução do sal em água e pelo aumento da temperatura de extracção (entre 40 e 60ºC), havendo um incremento no número de compostos identificados e nas áreas cromatográficas. Na metodologia proposta...

‣ Muscodor spp isolados no Brasil : identificação, produção de compostos voláteis e potencial uso em controle biológico

Peña, Lorena Carolina
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: 100f. : il., color., grafs., tabs.; application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
50.154688%
Orientadora : Profª Drª Vanessa Kava-Cordeiro; Co-orientadora : Profª Drª Chirlei Glienke; Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Genética. Defesa: Curitiba, 28/04/2014; Inclui referências; Área de concentração : Genética; Resumo: A citricultura é uma das principais atividades econômicas no Brasil. A presença de fungos fitopatogênicos ocasiona perda de produtividade e aumento do custo de produção devido ao uso de fungicidas. Com o objetivo inicial de selecionar fungos endofíticos de Citrus sinensis com potencial antagonista contra o fitopatógeno Phyllosticta citricarpa, foram obtidos 1141 isolados fúngicos de 443 folhas, representando 1% de um pomar no estado do Paraná, não afetado pela Mancha Preta dos Citros, doença causada por este fitopatógeno. Um isolado, identificado como Muscodor sp (LGMF1254), apresentou os melhores resultados no teste de antagonismo. Com o objetivo de selecionar outros isolados deste gênero, o isolado LGMF1254 foi utilizado na bioprospecção da planta medicinal Aroeira (Schinus terebinthifolius Raddi). Desta seleção foi obtido mais um isolado (LGMF1255), sendo estes dois os primeiros descritos no Brasil do gênero Muscodor. Fungos do gênero Muscodor são considerados uma promessa no controle biológico pela produção de compostos orgânicos voláteis (COVs). Esses dois isolados apresentaram antagonismo contra P. citricarpa pela produção de COVs. Os compostos majoritários foram identificados como Thujopseno e Ácido benzenodicarboxilico por cromatografia gasosa acoplada a espectrometria de massas. A identificação e a caracterização dos isolados foram baseadas em macromorfologia...