Página 1 dos resultados de 481 itens digitais encontrados em 0.030 segundos

‣ Contribuição para o estudo da aprendizagem da matemática e da programação em comunidades virtuais de prática com foco no uso de robots como mediadores da aprendizagem

Santos, Elci Alcione Almeida dos
Fonte: Universidade da Madeira Publicador: Universidade da Madeira
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em /07/2012 Português
Relevância na Pesquisa
68.67652%
Contribuição para o Estudo da Aprendizagem da Matemática e da Programação em Comunidades Virtuais de Prática com Foco no Uso de Robots como Mediadores da Aprendizagem O propósito deste estudo, desenvolvido no âmbito de um projeto de investigação que envolveu a utilização de robots na aprendizagem colaborativa da Matemática e da Informática através da Web, é analisar e discutir a noção de participação e o processo de construção do conhecimento em comunidades virtuais de prática. O referido projeto foi desenvolvido em três etapas principais. Na primeira, foram selecionadas as ferramentas de comunicação a serem utilizadas. A segunda etapa envolveu a elaboração e contextualização dos problemas-desafio a serem resolvidos pelos grupos virtuais. A terceira e última etapa do projeto compreendeu o registo e a recolha dos dados e informações obtidos nas reuniões virtuais com grupos de alunos do Ensino Secundário e sua posterior análise, utilizando uma abordagem qualitativa de natureza interpretativa, tendo como referencial teórico a teoria da aprendizagem situada de Lave e Wenger e os conceitos subjacentes às comunidades de prática, objetivando com isto melhor compreender os efeitos das tecnologias sobre tais comunidades...

‣ Os efeitos da participação em comunidades virtuais de marca no comportamento do consumidor: proposição e teste de um modelo teórico; The effects of participating in virtual brand communities on consumer behavior: proposition and test of a theoretical framework

ALMEIDA, Stefânia Ordovás de; MAZZON, José Afonso; DHOLAKIA, Utpal; MÜLLER NETO, Hugo Fridolino
Fonte: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração Publicador: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
68.510234%
As comunidades virtuais de marca são fenômeno recente e relevante, com fortes implicações na gestão de marketing. Os estudos realizados, entretanto, ainda não responderam a uma importante questão: quais são os ganhos que as empresas podem ter em termos de intenções de recomendação, recompra e lealdade do consumidor por meio da ação de comunidade virtual de marca? Assim, este trabalho propõe e testa um modelo teórico para explicar a força das comunidades virtuais de marca no comportamento do consumidor. Para o estudo utilizaram-se duas comunidades para o mesmo produto: XBOX da Microsoft. A amostra final totalizou 555 casos. Os resultados, mediante a modelagem de equações estruturais, apontam a validação do modelo proposto e confirmação dos efeitos positivos da Homogeneidade Psicográfica Percebida e da Disponibilidade de Avenidas Virtuais na Participação na Comunidade e destes três constructos, mais o Relacionamento com a Marca na Identificação com a Comunidade. O impacto da Identificação com a Comunidade nas Influências da Comunidade foi significativo, mas não na Participação na Comunidade. As Influências da Comunidade também tiveram impacto significativo nas Avaliações e Intenções. Estes achados são discutidos.; The virtual brand communities as established venues for marketing actions are a recent and relevant phenomenon...

‣ Efeitos da comunidade de origem no participante de comunidades virtuais de marca; Community of origin effects on virtual brand communities participant; Efectos de la comunidad de origen en el participante de comunidades virtuales de marca

Almeida, Stefânia Ordovás de; Mazzon, José Afonso; Müller Neto, Hugo Fridolino; Dholakia, Utpal
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de S.Paulo Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de S.Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
68.67685%
Os benefícios das empresas em manterem comunidades virtuais de marca próprias versus os provenientes das comunidades criadas pelos consumidores permanecem desconhecidos. Esse estudo testa o efeito moderador do tipo de gestão da comunidade no impacto da homogeneidade psicográfica percebida, da disponibilidade de avenidas virtuais e do relacionamento com a marca sobre as influências da comunidade e as intenções dos participantes da comunidade. Os dados provêm de 555 participantes ativos de duas grandes comunidades virtuais para o game XBOX no Brasil. Os resultados comprovam que a gestão da comunidade de origem é moderadora de todas as relações consideradas. Apontam, também, que alguns dos efeitos mais favoráveis para a empresa ocorrem na comunidade gerida pelos consumidores. A lealdade à marca, porém, é maior para membros da comunidade oficial. O estudo indica como as empresas podem se beneficiar de comunidades geridas por consumidores.

‣ Capital social em comunidades virtuais de aprendizagem; Capital social em comunidades virtuais de aprendizagem

Bliska, Anita Vera
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/08/2007 Português
Relevância na Pesquisa
68.55291%
O objetivo deste trabalho é propor um instrumento de medição de desempenho em Comunidades Virtuais de Aprendizagem (CVA). Para isso foram utilizadas as variáveis da teoria do capital social. Todo o trabalho está direcionado à construção de uma matriz composta pelas variáveis: (a) capital social estrutural, sob o enfoque econômico, aqui relacionado aos fatores de infra-estrutura tecnológica e utilização de ambientes virtuais, bem como às políticas de incentivo ao uso de recursos de Tecnologia da Informação; (b) capital social cognitivo, gerado por meio da criação da cultura virtual e (c) coesão social sob o enfoque ações coletivas, analisadas a partir da interação e colaboração entre seus participantes no tocante à promoção de tais ações. A pesquisa parte do pressuposto de que a geração de conhecimento em ambientes virtuais de aprendizagem está relacionada à alfabetização digital e à conseqüente utilização dos ambientes virtuais pelos participantes da comunidade em estudo. A metodologia está fundamentada na análise etnográfica do ambiente estudado, nas técnicas de coleta por meio de questionário, bem como na análise da construção de um discurso do sujeito coletivo. Uma visão estruturada dessas questões relativas ao desempenho de uma CVA está representada na Matriz do Capital Social resultante. Esta visão converge para os requisitos almejados nas análises de desempenho...

‣ Os efeitos da participação em comunidades virtuais de marca no comportamento do consumidor: um estudo comparativo entre comunidades gerenciadas pelas organizações e pelos consumidores; The effects of participating in virtual brand communities on consumer behavior: a comparative study of firm-managed and customer-managed communities

Almeida, Stefânia Ordovás de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/06/2009 Português
Relevância na Pesquisa
68.631934%
O surgimento de comunidades virtuais de marca como avenidas estabelecidas para as ações de marketing de uma ampla gama de produtos e serviços é um tema atual e relevante; entretanto, os estudos recentes ainda não responderam a uma importante questão: é melhor para as organizações criar suas comunidades de marca ou deixá-las fluir por parte da iniciativa dos consumidores? Buscando lançar luz sobre esse ponto, este trabalho propõe um framework teórico para avaliar e comparar a participação do consumidor nos diferentes tipos de comunidades de marca virtuais, gerenciadas pela empresa ou pelo consumidor. Levando em consideração seus antecedentes-chave (homogeneidade demográfica e psicográfica percebidas, liberdade de expressão e disponibilidade de avenidas virtuais) e o impacto destes em comportamentos futuros por parte do consumidor. Para tanto, foram utilizados procedimentos qualitativos, para desenvolvimento do framework teórico e indicadores de mensuração, e a técnica de modelagem de equações estruturais para teste e validação dos modelos de mensuração e estrutural. Como objeto de estudo, foram utilizadas duas comunidades distintas para o mesmo produto a plataforma de jogos XBOX da Microsoft. Uma gerenciada pela própria empresa (XBOX Brasil) e outra gerenciada pelos consumidores (Portal XBOX). Os resultados apontam para um impacto direto dos constructos antecedenteschave testados no modelo estrutural sobre as variáveis mediadoras e destas na variável consequente. O efeito moderador da comunidade de origem também é confirmado através da análise multigrupos...

‣ O uso de comunidades virtuais como esforço de marketing de nicho : uma análise da lomographic society international

Martins, Marco Antônio Krause
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
68.666436%
A temática deste trabalho trata da relação das comunidades virtuais com os novos mercados de nicho surgidos a partir da economia do virtual. Em uma era onde o mundo se conecta cada vez mais através de redes telemáticas, a compreensão das dinâmicas de consumo da economia do virtual são de vital importância para empresas que desejam ter relevância neste novo meio. A partir da análise da atuação da empresa Lomographic Society International (LSI), compreende-se que a utilização de comunidades virtuais centradas no consumo de nicho é uma das possibilidades de manter esta relevância, e é o processo que o presente trabalho busca compreender e detalhar. Para se entender o máximo desta situação, foram analisados conceitos inerentes aos temas da economia do virtual – como a web 2.0, os prosumers e o crowdsourcing –, dos mercados de nicho – marketing de nicho, diferenciação e especialização, por exemplo – e das comunidades virtuais – como as ideias de aldeia global, comunidades de consumo e as gemeinschaft e gesellschaft. Como objeto de estudo, a LSI foi detalhadamente analisada através de pesquisas documentais e entrevistas focalizadas, dando evidência ao seu surgimento, seu modelo de negócio, sua base de consumidores e suas atuações para atingi-los. A utilização de comunidades virtuais para aproximar a empresa de seus clientes...

‣ Os efeitos da participação em comunidades virtuais de marca no comportamento do consumidor : proposição e teste de um modelo teórico

Almeida, Stefania Ordovas de; Mazzon, Jose Afonso; Dholakia, Utpal M.; Muller Neto, Hugo Fridolino
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
68.510234%
As comunidades virtuais de marca são fenômeno recente e relevante, com fortes implicações na gestão de marketing. Os estudos realizados, entretanto, ainda não responderam a uma importante questão: quais são os ganhos que as empresas podem ter em termos de intenções de recomendação, recompra e lealdade do consumidor por meio da ação de comunidade virtual de marca? Assim, este trabalho propõe e testa um modelo teórico para explicar a força das comunidades virtuais de marca no comportamento do consumidor. Para o estudo utilizaram-se duas comunidades para o mesmo produto: XBOX da Microsoft. A amostra final totalizou 555 casos. Os resultados, mediante a modelagem de equações estruturais, apontam a validação do modelo proposto e confirmação dos efeitos positivos da Homogeneidade Psicográfica Percebida e da Disponibilidade de Avenidas Virtuais na Participação na Comunidade e destes três constructos, mais o Relacionamento com a Marca na Identificação com a Comunidade. O impacto da Identificação com a Comunidade nas Influências da Comunidade foi significativo, mas não na Participação na Comunidade. As Influências da Comunidade também tiveram impacto significativo nas Avaliações e Intenções. Estes achados são discutidos.; The virtual brand communities as established venues for marketing actions are a recent and relevant phenomenon...

‣ Análise do impacto de conjunções de comunidades virtuais de prática na aprendizagem e na (re)construção da prática; Analysis the impact of conjunctions of virtual communities of practice in learning and (re)construction of practice

Mariana da Rocha Corrêa Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/08/2013 Português
Relevância na Pesquisa
68.860864%
Este trabalho descreve uma pesquisa quantitativa e qualitativa que investiga a percepção de alunos sobre possíveis influências de "Conjunções de Comunidades Virtuais de Prática" sobre seu processo de formação e sua prática. Essas conjunções visam o compartilhamento de conhecimento, o suporte à prática e a interação entre os membros de comunidades virtuais de prática. O levantamento bibliográfico sobre as características e aspectos do funcionamento de comunidades virtuais de prática e constelações de comunidades de prática possibilitou o desenvolvimento de uma metodologia voltada ao estabelecimento de Conjunções de Comunidades Virtuais de Prática e a elaboração de um instrumento que foi aplicado com os alunos do Curso de Especialização em Gestão Pública e Sociedade, um curso semipresencial que utilizou o ambiente TelEduc como suporte às aulas presenciais. Os dados obtidos foram submetidos à Análise Fatorial Confirmatória (Modelagem de Equações Estruturais), possibilitando a criação de um modelo que mostra como as variáveis ou indicadores se compõem e a correlação entre eles. Com isso, foi possível perceber uma forte relação entre os constructos ASP PEDAGÓGICOS e ASP TECNOLÓGICOS que se relacionaram para possibilitar o desenvolvimento do constructo ASP SOCIAIS no curso...

‣ Criação de comunidades virtuais a partir de agentes inteligentes

Bogo, Luis Henrique
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: viii, 108 f.| il., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
68.56207%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; O e-learning desponta como a principal opção de ensino-aprendizagem para as pessoas que necessitam manter-se atualizadas, mas não podem utilizar-se dos modelos tradicionais de ensino, seja por problemas financeiros, de tempo e espaço, seja por qualquer outro motivo. Os ambientes de e-learning porém, não transportam simplesmente o ambiente físico de uma sala de aula para um ambiente virtual. Vários conceitos precisam ser redefinidos, a começar pela interação entre os alunos de um curso virtual. Em um modelo tradicional, o aprendizado informal, construído na troca de informações entre os "atores" de uma sala de aula, gera um conhecimento valioso. Em um modelo virtual, uma forma dessa interação ser realizada é a criação de comunidades virtuais entre os usuários do ambiente. Comunidades virtuais são locais onde pessoas com interesses comuns se encontram, entram em contato e trocam idéias e informações umas com as outras, através de uma rede on-line como a Internet. Este trabalho descreve os conceitos relativos às comunidades virtuais e, a tecnologia de agentes inteligentes e apresenta um modelo de como esses agentes podem ser utilizados para a criação automática dessas comunidades...

‣ As comunidades virtuais no Facebook no setor do vinho: estudo de caso

Diogo, Sara Lopes
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
68.62724%
A Internet tem conseguido mudar os limites das interações sociais e económicas, por fornecer uma infraestrutura robusta para comunicação sem constrangimento de distâncias no tempo e no espaço, que pode ser usada em diversas formas para acumulação e arquivo de recursos de conhecimento. Esta revolução da Internet levou a uma difusão sem precedentes de comunidades virtuais em que os consumidores participam e expressam as suas opiniões sobre os produtos e serviços que consomem ou pretendem consumir. O presente trabalho pretende explorar a temática das comunidades virtuais como fator de inovação, tendo como base o estudo de caso de uma comunidade virtual ligada ao setor do vinho, procurando compreender até que ponto as comunidades virtuais podem contribuir para a evolução dos produtos ou mesmo para a criação de novos produtos. O trabalho inicia-se com a revisão da literatura em torno do conhecimento, internet, comunidades virtuais, lead users e o processo de inovação, crowdsourcing e a cocriação no processo de desenvolvimento de novos produtos. Conclui-se que as empresas podem construir estratégias que permitam uma canalização da informação proporcionada pelos consumidores e Lead Users, procurando, por exemplo...

‣ Contributos para o estudo do capital social no contexto de comunidades virtuais de participação

Constantino, Jorge; Gouveia, Luis
Fonte: Associação Ibérica de Sistemas e Tecnologias de Informação Publicador: Associação Ibérica de Sistemas e Tecnologias de Informação
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2009 Português
Relevância na Pesquisa
68.511025%
No âmbito de um projeto de investigação, estamos interessados em compreender as potencialidades das comunidades virtuais para o fomento de comunidades locais de participação, explorando os fatores determinantes da criação de capital social e as consequências da sua acumulação nesse tipo de comunidades. Este artigo começa por situar esse interesse no contexto da nova economia e por apresentar os conceitos de comunidade virtual e de e-Participação. De seguida apresenta uma revisão bibliográfica, expondo as principais perspetivas sobre capital social e discutindo as razões para a existência de tantas dificuldades na definição desse conceito. O artigo termina abordando a questão da medição do capital social e da importância dos mecanismos de comparabilidade. A preocupação central do artigo reside na procura do estabelecimento de pontes de ligação entre o uso do conceito de capital social em comunidades físicas e em comunidades virtuais e na identificação de algumas questões a integrar numa agenda de investigação.

‣ Efeitos da comunidade de origem no participante de comunidades virtuais de marca

Almeida,Stefânia Ordovás de; Mazzon,José Afonso; Müller Neto,Hugo Fridolino; Dholakia,Utpal
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de S.Paulo Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de S.Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2012 Português
Relevância na Pesquisa
68.601265%
Os benefícios das empresas em manterem comunidades virtuais de marca próprias versus os provenientes das comunidades criadas pelos consumidores permanecem desconhecidos. Esse estudo testa o efeito moderador do tipo de gestão da comunidade no impacto da homogeneidade psicográfica percebida, da disponibilidade de avenidas virtuais e do relacionamento com a marca sobre as influências da comunidade e as intenções dos participantes da comunidade. Os dados provêm de 555 participantes ativos de duas grandes comunidades virtuais para o game XBOX no Brasil. Os resultados comprovam que a gestão da comunidade de origem é moderadora de todas as relações consideradas. Apontam, também, que alguns dos efeitos mais favoráveis para a empresa ocorrem na comunidade gerida pelos consumidores. A lealdade à marca, porém, é maior para membros da comunidade oficial. O estudo indica como as empresas podem se beneficiar de comunidades geridas por consumidores.

‣ Comunidades virtuais de música como subsídio para a construção da identidade afrodescendente

Silva Júnior,Jobson Francisco da; Silva,Leyde Klebia Rodrigues da; Aquino,Mirian de Albuquerque
Fonte: Escola de Ciência da Informação da UFMG Publicador: Escola de Ciência da Informação da UFMG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2014 Português
Relevância na Pesquisa
68.78495%
Investiga a possibilidade da construção da identidade afrodescendente através de comunidades virtuais de música. Principia, contextualizando a importância da informação musical nas comunidades virtuais, na sociedade da informação. Tem como objetivo geral compreender como as comunidades virtuais de música podem subsidiar a construção da identidade afrodescendente e operacionaliza, como objetivos específicos: entender o papel desempenhado pela informação musical nas comunidades virtuais, examinar o acesso às comunidades virtuais de música e discutir o processo de construção da identidade afrodescendente. Segue sua base teórica, refletindo sobre as questões da cibercultura e o processo de construção da identidade afrodescendente. O estudo é de caráter qualitativo exploratório, que apoia-se na pesquisa bibliográfica e documental, e analisa os dados coletados sob a ótica da análise documental associada a uma abordagem crítica, fundamentada no referencial teórico. Os dados foram coletados no Facebook, por tratar-se de uma rede de relacionamento virtual amplamente utilizada no Brasil. Verificou-se que as comunidades virtuais de música podem ser interpretadas como um dispositivo facilitador da construção da identidade afrodescendente...

‣ REPERTÓRIO COMPARTILHADO DE RECURSOS EM COMUNIDADES VIRTUAIS DE PRÁTICA: UM ESTUDO DOS MECANISMOS DE INTERAÇÃO, ORGANIZAÇÃO E CONTROLE EM GRUPOS DE PESQUISA CIENTÍFICA

Ferraz,Isabela Neves; Dornelas,Jairo Simião
Fonte: Escola de Administração da Universidade Federal da Bahia Publicador: Escola de Administração da Universidade Federal da Bahia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2015 Português
Relevância na Pesquisa
68.631934%
Comunidades de prática são grupos que se destacam pela informalidade das relações, participação, atuação em rede e autogestão. Uma classe dessas comunidades distingue-se das demais pelo forte uso dos recursos da tecnologia da informação: são as comunidades virtuais de prática. Cogitando a possibilidade dos grupos de pesquisa numa Universidade Federal serem equiparados a comunidades virtuais de prática, o objetivo desta pesquisa consistiu em inventariar e enquadrar tais grupos na condição de comunidades virtuais de prática e evidenciar-lhes os mecanismos de interação, organização e controle vigentes em seu conjunto de recursos, equiparáveis a um repertório compartilhado, bem como avaliar seus efeitos nas atividades dos grupos. O estudo utilizou método misto, empregando a estratégia survey e o estudo de caso. Espera-se que os resultados obtidos estimulem uma reflexão sobre a importância da tecnologia da informação e dos mecanismos analisados nas trocas de conhecimentos e na consolidação da identidade de grupos de pesquisa científica com atuação virtual.

‣ Repertório compartilhado de recursos em comunidades virtuais de prática: um estudo dos mecanismos de interação, organização e controle em grupos de pesquisa científica

Neves Ferraz, Isabela; Simião Dornelas, Jairo (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
68.80823%
A ênfase ao elemento humano e à formação de grupos vem ganhando espaço nas pesquisas que visam a interpretar os fenômenos organizacionais. Estas pesquisas têm contribuído para o reconhecimento de novas formas de organizações, a exemplo das comunidades de prática, definidas como grupos em que se destacam a informalidade das relações, a participação, a atuação em rede e a autogestão. Nessas comunidades, as aplicações da tecnologia da informação exercem função determinante, reduzindo entraves na comunicação e estimulando formas colaborativas de se trabalhar. Uma classe especial de comunidades de prática distingue-se das demais pelo uso intensivo e extensivo dos recursos da tecnologia da informação: são as comunidades virtuais de prática. Cogitando a possibilidade dos grupos de pesquisa da Universidade Federal de Pernambuco serem equiparados a comunidades virtuais de prática, o objetivo desta pesquisa consistiu em inventariar e enquadrar os grupos de pesquisa na condição de comunidades virtuais de prática e evidenciar-lhes os mecanismos de interação, organização e controle vigentes em seus repertórios de recursos compartilhados, bem como avaliar os seus efeitos nas atividades dos grupos. O estudo utilizou o método misto...

‣ Recomendação de comunidades virtuais em uma rede social para minimizar problemas de comunicação entre projetos de software

Oliveira, Robson Ytallo Silva de
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
68.56207%
Diversos processos, métodos, técnicas e mecanismos têm sido amadurecidos a fim de suportar colaboração no trabalho em grupo. Os conceitos de CSCW (Computer-Supported Co-operative Work) e os mecanismos de groupware, por exemplo, direcionam estudos na Engenharia de Software para soluções de colaboração de trabalhos em grupo. A maioria das organizações busca estratégias para auxiliar na colaboração dos seus membros. Um dos principais desafios na colaboração é minimizar os problemas de comunicação. A abordagem de redes sociais procura superar esses desafios trocando informações através dos relacionamentos. Além disso, a proliferação das redes sociais está cada vez mais evidente, principalmente na Web através das WBSN (Web-Based Social Networks) - como são chamadas as redes sociais dispostas na Web. Nas organizações de desenvolvimento de software, geralmente existe pouca interação entre os projetos, desperdiçando a oportunidade de troca e reúso de conhecimento entre projetos similares. Grande parte das redes sociais conta com entidades chamadas de Comunidades Virtuais que têm a finalidade de reunir pessoas. As Comunidades Virtuais permitem a troca de conhecimento entre pessoas de interesses comuns. Esta dissertação propõe recomendações automáticas das Comunidades Virtuais de redes sociais a fim de aproximar projetos de software com conhecimentos similares representados na rede por Comunidades

‣ Ciberviolência, ethos e gêneros de discurso em comunidades virtuais: o professor como alvo

Silva, Morgana Soares da; Leal, Maria Virgínia (Orientadora)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
68.754277%
Esta pesquisa tem por objetivo analisar quais imagens de si são construídas por estudantes em páginas iniciais de comunidades virtuais do Orkut, do Facebook e do Twitter, a partir do discurso violento proferido sobre professores. Ela justifica-se pela recorrência social do fenômeno e pela pouca atenção que o tema recebe na academia e na sociedade. Metodologicamente, desenvolvemos uma pesquisa qualitativa e analisamos um corpus composto por 30 páginas iniciais de comunidades virtuais, tendo cada rede social 10 exemplares coletados in loco no período de 25 a 29 de julho de 2011. A análise dos dados ancora-se na Análise do Discurso de linha francesa, representada por Maingueneau (2013, 2010b, 2008b, 2007, dentre outros), em diálogo com a Análise de Gênero Textual, com a Educação e com estudos sobre redes sociais e violência, para os quais: i) a ciberviolência é a agressão realizada em ambiente virtual ou utilizando qualquer TIC (HERRING, 2002 apud HOFFNAGEL, 2010; HODEGHIERO, 2012; LIMA, 2011); ii) o texto é o rastro do discurso e incorpora os ethé constituídos por sujeitos discursivos (MAINGUENEAU, 2013, 2010b, 2006, 2002); iii) os gêneros de discurso têm contratos genéricos e cenografias que interferem na constituição do ethos (MAINGUENEAU...

‣ Como satisfazer nossas necessidades de interagir online em diferentes níveis de intimidade? Um estudo sobre a comunicação nas comunidades virtuais; How to satisfy our needs to interact online at different levels of intimacy? A study of communication in virtual communities

Matos-Silva, Mariana Santiago de; PUC-Rio; Abreu, Rosane de Albuquerque dos Santos; PUC-Rio e Fiocruz/Farmanguinhos; Nicolaci-da-Costa, Ana Maria; PUC-Rio
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/05/2013 Português
Relevância na Pesquisa
68.601265%
  O presente estudo teve como objetivo investigar o uso que vem sendo feito das chamadas comunidades virtuais. Entrevistamos membros de algumas comunidades e constatamos que, nelas, muitas vezes desconhecidos se aproximavam e iniciavam uma relação de amizade. Os ambientes das comunidades investigadas, contudo, não ofereciam recursos para o aprofundamento dessas relações, pois não disponibilizavam espaços ou recursos que permitissem a interação de poucas pessoas ou até mesmo de apenas duas. Por esse motivo, quando desejavam se aproximar mais intimamente de outros membros, os participantes dessas comunidades virtuais recorriam a ambientes complementares, tais como o MSN e o Skype. Palavras-chave: comunidades virtuais; redes sociais; internet; intimidade.  ; This study aimed at investigating the current use of the so-called virtual communities. Members of some communities were interviewed. It became clear that, in these communities, it often happened that strangers met people with whom they wanted to be friends. The environments of the communities investigated, however, did not offer means for deepening these relationships, because they did not make available spaces or tools that would allow few or even just two people to interact intimately. For this reason...

‣ UMA REVISÃO DA CLASSIFICAÇÃO DE COMUNIDADES VIRTUAIS PROPOSTA POR HENRI E PUDELKO; A REVIEW OF THE CLASSIFICATION OF VIRTUAL COMMUNITIES PROPOSED BY HENRI AND PUDELKO

Szabo, Inacio; Silva, Rubens Ribeiro Gonçalves da
Fonte: UFPB Publicador: UFPB
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 08/05/2007 Português
Relevância na Pesquisa
68.56207%
Apresenta a escolha pela classificação de comunidades virtuais definida por Henri e Pudelko (2003) dentre os critérios de classificação propostos por diversos autores. Descreve a teoria social do aprendizado de Wenger (1998), na qual se baseia a referida classificação de comunidades virtuais. Apresenta exemplos de cada um dos tipos de comunidades propostos por Henri e Pudelko (2003). Propõe uma revisão da classificação, substituindo seu enfoque corporativista por outro, de cunho sócio-humanista, e acrescentando-lhe um tipo representando as comunidades virtuais de conhecimento (CVC). Conclui constatando a importância da classificação de Henri e Pudelko (2003) como ponto de partida para a seleção das CVC a serem investigadas na pesquisa para a dissertação de mestrado em andamento no POSICI/UFBA.; This work presents the choice for the classification of virtual communities defined by Henri and Pudelko (2003) among the classification criteria proposed by several authors. It describes Wenger’s social learning theory (1998), in which the classification of virtual communities is based. It presents examples of each type of community proposed by Henri and Pudelko (2003).It proposes a reviewing of the classification...

‣ Uma revisão da classificação de comunidades virtuais proposta por Henri e Pudelko

Szabo, Inácio; Silva, Rubens Ribeiro Gonçalves da
Fonte: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia Publicador: Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion;
Publicado em 14/05/2008 Português
Relevância na Pesquisa
68.56207%
Apresenta a escolha pela classificação de comunidades virtuais definida por Henri e Pudelko (2203) dentre os critérios de classificação propostos por diversos autores. Descreve a teoria social do aprendizado de Webger (1998), na qual se baseia a referida classificação de comunidades virtuais. Apresenta exemplos de cada um dos tipos de comunidades propostos por Henri e Pudelko (2003) propõe um revisão de classificação, substituindo seu enfoque corporativista por outro, de cunho sócio-humanista acrescentando-lhe um tipo, representando as comunidades virtuais de conhecimento (CVC). Conclui constatando a importância da classificação de Henri e Pudelko (2003) copmo ponto de partida para a dissertação de mestrado em andamento no POSICI/UFBA. Acesso ao texto completo (PDF)