Página 14 dos resultados de 2874 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

‣ A europeização das políticas de emprego : impactos e implicações no caso português

Valadas, Carla Sofia Andrade Teodósio dos Santos
Fonte: FEUC Publicador: FEUC
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
261.16496%
A presente investigação tem por tema a europeização das políticas de emprego. Nela analisamos o desenvolvimento das políticas de emprego, constituídas no seio das instâncias europeias, e o modo como estas se inter-relacionam com as políticas de emprego prosseguidas num dos Estados-membros: Portugal. Partimos da ideia de que os sistemas nacionais de protecção social são hoje largamente influenciados por mudanças ocorridas a nível internacional e por linhas de orientação e acordos delineados por organizações internacionais como é o caso da União Europeia. Ao observarmos os efeitos dessas inter-relações nas políticas de emprego nacionais percebemos que estas reflectem mudanças importantes que se têm feito sentir nos mercados de trabalho, como seja a tendência para o crescimento do emprego precário e o aumento do desemprego. Como forma de responder a estes desafios, na viragem do milénio, a UE delineou uma estratégia para lidar com o desemprego ao nível europeu, a Estratégia Europeia de Emprego (EEE), que implica uma nova abordagem do que deve ser o papel dos Estados (alterando as bases e a estrutura do seu funcionamento) e visando promover um novo modelo de funcionamento e organização dos mercados de trabalho a nível europeu. Uma das ideias centrais é a de que o Estado transfere a sua responsabilidade para a promoção de políticas de empregabilidade e já não de emprego...

‣ A Europeização das Políticas de Emprego. Impactos e implicações no caso português

Góis, Carla Sofia Andrade Teodósio dos Santos Valadas e
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
261.16496%
A presente investigação tem por tema a europeização das políticas de emprego. Nela analisamos o desenvolvimento das políticas de emprego, constituídas no seio das instâncias europeias, e o modo como estas se inter-relacionam com as políticas de emprego prosseguidas num dos Estados-membros: Portugal. Partimos da ideia de que os sistemas nacionais de protecção social são hoje largamente influenciados por mudanças ocorridas a nível internacional e por linhas de orientação e acordos delineados por organizações internacionais como é o caso da União Europeia. Ao observarmos os efeitos dessas inter-relações nas políticas de emprego nacionais percebemos que estas reflectem mudanças importantes que se têm feito sentir nos mercados de trabalho, como seja a tendência para o crescimento do emprego precário e o aumento do desemprego. Como forma de responder a estes desafios, na viragem do milénio, a UE delineou uma estratégia para lidar com o desemprego ao nível europeu, a Estratégia Europeia de Emprego (EEE), que implica uma nova abordagem do que deve ser o papel dos Estados (alterando as bases e a estrutura do seu funcionamento) e visando promover um novo modelo de funcionamento e organização dos mercados de trabalho a nível europeu. Uma das ideias centrais é a de que o Estado transfere a sua responsabilidade para a promoção de políticas de empregabilidade e já não de emprego...

‣ Persistência e memória longa sazonal na série de desemprego da região metropolitana de São Paulo

MARQUES, Guilherme de O. L. C; FAVA, Vera Lúcia
Fonte: Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
261.16496%
Este artigo aborda o tema da persistência na taxa de desemprego da região metropolitana de São Paulo. Foram utilizados modelos SARFIMA de integração fracionária para avaliar a dinâmica de absorção dos choques econômicos pela série de desemprego. A hipótese de histerese no desemprego foi avaliada usando os modelos de memória longa. Os resultados obtidos pelo arcabouço fracionário foram contrapostos aos do paradigma I(1) -I (0) e revelaram a incapacidade dos modelos tradicionais SARIMA de extrair corretamente o comportamento de baixa frequência da série temporal. Verificou-se que o modelo sazonal tradicional induz à superavaliação da persistência na série de tempo estudada.; This paper deals with the persistence theme in the unemployment rate of São Paulo metropolitan region. SARFIMA fractional integration models were used to evaluate the dynamics of economic shock absorption by the unemployment series. The hysteresis hypothesis in the unemployment rate was evaluated using long-memory models. The results found using the fractional framework were compared with those of the I(0) -I (0) paradigm, and they showed the inability of the traditional SARIMA models to correctly extract the low-frequency behavior of the time series. It was shown that traditional seasonal model leads to an overvaluation of the persistence in the series.

‣ O emprego na teoria econômica; Employment in economic theory

Ocio, Domingo Zurrón
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Trabalho em Andamento
Português
Relevância na Pesquisa
261.16496%
O objetivo principal desta pesquisa é a teoria do emprego segundo os modelos macroeconômicos mais conhecidos. No início, abordamos a controvérsia sobre o conceito de desemprego no contexto dos mercados em equilíbrio, enfoque que consideramos inadequado para explicar as atuais taxas de desemprego, inclusive nos países desenvolvidos. De nossa parte, consideremos o desemprego, mais um problema social, cujas raízes se encontram no conflito de classes e no tipo de organização da sociedade, do que uma simples disfunção do sistema econômico. A teoria econômica sempre teve grande dificuldade em lidar com a variável trabalho e a economia do trabalho não possui uma estrutura básica. Este ensaio explora a vertente da economia do trabalho contida nos modelos macroeconômicos sem a preocupação de obter conclusões definitivas.; The main purpose of this research is the labor theory along the best known macroeconomic models. We begin with the controversy about the unemployment concept in the market-clearing framework; we consider this approach inappropriate to deal with the nowadays unemployment rate, even in the developed countries. We prefer to think about the unemployment as a social problem, rooted in the class struggle and social organization...

‣ A desregulamentação nos mercados de trabalho e o emprego nas economias capitalistas avançadas; Disregulation of contracting rules and employment in advanced capitalist economies

Lima, Luiz Antônio De Oliveira
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Trabalho em Andamento
Português
Relevância na Pesquisa
261.16496%
O objetivo desta proposta de pesquisa é determinar a relevância de fatores micro e macroeconômicos para o presente nível de desemprego em algumas economias capitalistas avançadas. Através de tais resultados, será possível também estabelecer a relevância da hipótese convencional de que tais níveis de desemprego podem ser explicados por rigidez nos mercados de trabalho.; The aim of this research proposal is to discuss the relevance of micro and macroeconomic factors as the determinants of the present level of unemployment in some advanced capitalist economics. Through these results it will be possible to determine the importance of the conventional hypothesis that high levels of unemployment can be explained by the rigidities in the labor market present in those economics

‣ Reestruturação produtiva e políticas públicas de emprego e renda no Brasil

Legat, Angelo Luiz Maurios
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: ii, 190 f.| tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
261.16496%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico. Programa de Pós-Graduação em Economia.; Esta pesquisa têm por objetivo analisar a implementação e a operacionalização do Plano Nacional de Qualificação do Trabalhador - PLANFOR, através do estudo de caso do Plano Estadual de Qualificação do Paraná - PEQ/PR - 1996/2000 e avaliar esta política pública como instrumento de combate ao desemprego, considerando-se os efeitos da reestruturação produtiva no processo de trabalho e o papel do Estado frente aos fatores determinantes da ideologia neoliberal no capitalismo recente. Baseando-se em dados consolidados pelo Ministério do Trabalho e Emprego - MTE, o estudo busca contribuir de maneira efetiva para o entendimento das complexas relações econômicas e político-sociais que envolvem a questão do Sistema Público de Emprego. Os resultados da avaliação desta política pública - qualificação profissional - e suas interações com a intermediação de mão-de-obra e com o seguro-desemprego, permitem constatar que, no período analisado, estas políticas públicas voltadas para o mercado de trabalho possuem pouca eficiência, eficácia e efetividade social. Portanto, pode-se afirmar que o PLANFOR têm se mostrado mais como um mecanismo voltado para a questão da empregabilidade do trabalhador brasileiro do que um instrumento de combate ao desemprego.

‣ A abordagem sócio-construcionista e aprodução desentidos sobre o desemprego: um estudo no setor industrial da região metropolitana de Belo Horizonte (RM-BH)

Pereira,Maria Cecília; Brito,Mozar José de; Carrieri,Alexandre de Pádua; Lima,Juvêncio Braga de; Cappelle,Mônica Carvalho Alves
Fonte: Escola de Administração da Universidade Federal da Bahia Publicador: Escola de Administração da Universidade Federal da Bahia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
264.12457%
O emprego, como categoria de trabalho formal, ocupa grande parte dos trabalhadores no Brasil; por isso, o desemprego é uma questão social central e atual para a discussão no cenário brasileiro. Portanto, defende-se que o fenômeno do desemprego pode ser investigado por meio de um processo de produção de sentidos, tendo por base os sujeitos sociais. Para tanto, adotaram-se as abordagens do Construcionismo Social e a análise das práticas discursivas como possibilidade teóricometodológica para o estudo. Desenvolveu-se a argumentação com o aporte de uma pesquisa empírica, realizada na Região Metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, com o objetivo de compreender o processo de produção de sentidos acerca do fenômeno do desemprego, considerando as práticas discursivas de sujeitos envolvidos com esse fenômeno. Foram identificados quatro repertórios discursivos: condição de empregado(a); mudanças nas configurações do emprego no setor industrial; condição de não-empregado(a); e, condição de trabalhador(a). Desse modo, este estudo contribui para o avanço do debate teórico-metodológico acerca dos estudos sobre a realidade do trabalho/ desemprego.

‣ O estado como empregador de última instância: uma proposta de pleno emprego, estabilidade e condições dignas de trabalho para o Brasil

Lourenço, André Luís Cabral de; Gomes, Zoraide Bezerra
Fonte: Encontro Nacional de Economia Política Publicador: Encontro Nacional de Economia Política
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
264.12457%
GOMES, Z. B. ; LOURENÇO, André Luís Cabral de . Atuação do Estado como empregador de última Instância: uma proposta para eliminar o desemprego estrutural do Brasil. In: Encontro Nacional de Economia Política, 13. 2008, João Pessoa/PB. Anais... João Pessoa: ENEP, 2008.; Este trabalho objetiva de modo geral compre- ender e avaliar a estrutura conceitual e teórica doprograma empregador de última instância (ELR) e verificar a possibilidade da sua aplicação ao Brasil. Sendo o desemprego estrutural um problema que afeta as economias capitalistas do mundo inteiro, seria possível eliminá-lo da economia brasileira sem gerar um processo inflacionário? Ou,como argumentam os economistas do novo consenso, seria necessário para tanto promover uma política de flexibilização do mercado de trabalho? A hipótese, fundamentada na teoria crítica de Minsky (1986) e Wray (2003) sobre o desenvolvimento contemporâneo do capitalismo, é que se o Estado atuar como ELR, o desemprego estrutural poderá ser totalmente eliminado da economia sem provocar um processo inflacionário nem incorrer nos possíveis malefícios causados pela flexibilização trabalhista. Além de todos os benefícios sociais envolvidos na eliminação do desemprego estrutural...

‣ Juventudes: pobreza e desocupação na região metropolitana do Recife

Silva, Loyd Dias da
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
264.12457%
Este trabalho se propôs a fazer um diagnóstico da situação do jovem no mercado de trabalho da Região Metropolitana do Recife (RMR), bem como estimar os determinantes da desocupação dos jovens pobres e não pobres no seu âmbito durante os anos de 1995, 2001 e 2007. Constatou-se neste estudo que os jovens pobres são substancialmente mais atingidos pelo desemprego que os não pobres, indiferente à faixa etária considerada e ao sexo. Outro aspecto importante revelado neste trabalho é que embora seja esperado que a taxa de desocupação vá declinando mediante o avançar da idade do jovem, no caso dos pobres essa queda não é tão significativa. Além disso, nas faixas etárias mais elevadas se encontra o maior hiato entre taxas de desocupação pobres versus não pobres, comprovando que o desemprego dos pobres vai condicionar sua vida adulta, quando a razão entre as taxas de desocupação pobres/não pobres será ainda maior. Da segmentação por sexo, depreende-se que as maiores taxas de desocupação são as enfrentadas pelas mulheres, sendo ainda maiores para as pobres. Quanto à escolaridade, também influencia distintamente pobres e não pobres, sendo que em idênticos níveis de instrução, os primeiros enfrentam maiores dificuldades para conseguir emprego comparativamente aos segundos. Nas faixas etárias mais elevadas é onde se encontram os maiores diferenciais entre as taxas de desocupação pobres/não pobres. Para a estimação da probabilidade de desemprego juvenil entre pobres e não pobres utilizaram-se os microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) como fonte de dados para a modelagem probit. Os resultados alcançados revelam que as variáveis que influenciam a probabilidade da desocupação juvenil...

‣ Apoio social e autoeficácia na procura de emprego: Um estudo junto de desempregados inscritos em Gabinetes de Inserção Profissional

Gomes, Benedita; Vieira, Diana Aguiar
Fonte: Universidade do Porto. Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação Publicador: Universidade do Porto. Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
264.12457%
As transformações socioeconómicas ocorridas nas últimas décadas no mercado de trabalho traduziram-se no aumento do desemprego e do trabalho precário. O desemprego, enquanto transição de vida, coloca ao indivíduo desafios e mudanças ao nível dos papéis desempenhados, exigindo-lhe uma reformulação da sua relação com o mundo. O objetivo principal deste estudo é explorar a relação entre o apoio social e a autoeficácia na procura de emprego junto 223 desempregados utentes de Gabinetes de Inserção Profissional. Adicionalmente, este estudo visa compreender a relação entre o apoio social e a autoeficácia com a idade, tempo desemprego, género e habilitações escolares. Os resultados evidenciam uma relação positiva entre o apoio social e a autoeficácia na procura de emprego e indicam que estes dois fatores variam em função da idade, do tempo de desemprego e das habilitações escolares. Implicações para a intervenção e investigação futura são apresentadas.

‣ A desigualdade no desemprego no Brasil metropolitano; Comunicado da Presidência 29 : A desigualdade no desemprego no Brasil metropolitano

Matijascic, Milko; Dias, Guilherme; Castro, Daniel; Portari, Douglas; Santos, James Richard; Goveia, Luana; Landin, Tarcila; Maciel, Vinicius; Jacob, André; Prado, Daniel; Ferreira, Vinicius
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Comunicados do Ipea
Português
Relevância na Pesquisa
264.12457%
O mercado de trabalho se constitui dependente do funcionamento mais geral da economia nacional, o que torna sem razão, na maior parte das vezes, a responsabilização da oferta de mão-de-obra pelo desemprego. Por manter estreita relação com a dinâmica da produção e a organização do emprego (padrão tecnológico e relação de trabalho), a existência de excedentes da mão-de-obra termina sendo diretamente fruto tanto do ritmo de expansão da economia como do grau de distribuição de renda capaz de levar à inatividade remunerada parcela da população com menor produtividade (crianças, doentes, idosos entre outros segmentos identificados pelas políticas públicas como portadores de menor capacidade laboral). Assim, o compromisso político em torno do objetivo do pleno emprego, aliado aos esforços de melhor repartição da renda nacional, especialmente para os segmentos populacionais mais vulneráveis, constituem as principais referências de enfrentamento da condição de pobreza. Ela existe – em maior ou menor dimensão – quando a capacidade de gerar emprego pela economia mostra-se insuficiente para absorver a todos os trabalhadores, assim como as políticas de proteção social e trabalhista não se mostram efetivas e eficazes para todos. Além da relação entre desemprego e pobreza...

‣ Choques de demanda agregada ou de realocação? Identificação com base na curva de Beveridge e no efeito colchão

Scaniuzzi, João Carlos; Gonzaga, Gustavo
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Pesquisa e Planejamento Econômico (PPE) - Artigos
Português
Relevância na Pesquisa
264.12457%
Neste artigo, utilizamos um modelo VAR para identificar os principais determinantes da variância do erro de previsão do desemprego, informalidade e vagas na região metropolitana do Rio de Janeiro. O modelo nos permite medir a importância relativa dos choques de demanda agregada, de realocação do emprego e de participação na força de trabalho sobre essas três variáveis. Para identificação do modelo estrutural, adotamos hipóteses que buscam refletir os efeitos dos diversos choques sobre a curva de Beveridge e a curva de colchão (que relaciona desemprego e emprego informal). O modelo indica a predominância de choques de demanda agregada e, em menor grau, de choques de participação na força de trabalho, na explicação do desemprego a médio e longo prazos. Choques de realocação do emprego explicam uma proporção significativa do desemprego apenas no curto prazo.; p. 357-396 : il.

‣ Ajuste econômico e desemprego recente no Brasil metropolitano

POCHMANN, MARCIO
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Avançados Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Avançados
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2015 Português
Relevância na Pesquisa
264.12457%
In three consecutive, concatenated parts, this paper examines the evolution of unemployment rates in early 2015, premising that changes in the labor market, signaled mainly by rising unemployment, are fundamentally generated by the growing recession of the Brazilian economy. The first part outlines the main changes in income and employment in the labor markets of metropolitan areas from January to July 2015. The second part briefly describes the most important features arising from the recent increase in unemployment rates. Finally, the third part records and compares the effects of economic adjustment policies on unemployment over selected years of the past three decades, making it possible to assess how intensely the current unemployment rate has evolved vis-à-vis other historical moments.; O presente artigo trata da evolução da taxa de desemprego no início do ano 2015. Três partes compõem de forma consecutiva e encadeada a partir da premissa de que as mudanças no interior do mercado de trabalho sinalizadas principalmente pelo aumento dos desempregados são geradas fundamentalmente pelo avanço da recessão na economia brasileira. A primeira parte aponta as principais alterações no rendimento e emprego da mão de obra no mercado de trabalho do Brasil metropolitano durante os meses de janeiro a julho de 2015...

‣ Duraçao do desemprego e transições para o emprego formal, a inatividade e a informalidade

Reis, Maurício; Aguas, Marina
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de RP Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de RP
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2014 Português
Relevância na Pesquisa
264.12457%
Long unemployment spells may affect the probability of an unemployed get a job, as well as may be related to transitions out of the labor force. Using data from the PME (Pesquisa Mensal de Emprego) covering the period between 2006 and 2013, we estimated duration models that consider transitions from unemployment to different destinations: i) formal employment, ii) informal employment, and iii) inactivity. According to evidence, individual characteristics usually have heterogeneous effects across the types of transition. The results also show that unemployment duration increases the probability of exit from unemployment to employment (formal or informal) and from unemployment to inactivity.; Longos períodos de desemprego podem influenciar a probabilidade de o indivíduo encontrar um emprego, assim como podem ter efeitos sobre a decisão desse indivíduo sair do mercado de trabalho. Usando dados da PME (Pesquisa Mensal de Emprego) para o período entre 2006 e 2013, estimamos modelos de duração que consideram transições do desemprego para o emprego, que pode ser formal ou informal, e para a inatividade. De acordo com os resultados, uma determinada característica individual geralmente apresenta efeitos diferenciados dependendo do tipo de transição considerado. Os resultados mostram ainda que as probabilidades de transição para todos os estados analisados aumentam com o tempo de desemprego. Indivíduos há mais tempo no desemprego parecem mais propensos a transitar para um emprego formal ou informal...

‣ Desemprego e ideologia: as explicações das causas do desemprego utilizadas por trabalhadores metalúrgicos

Neves, Tatiana Freitas Stockler das; Ortega, Cláudia de Almeida; Barreto, Ricardo Azevedo; Kim, Catarina; Müller, Eda; Costa, Fernando Braga da; Massola, Gustavo Martineli; Dadico, Luciana; Barros, Ludimila Hashimoto; Lopes, Paulo S.; Amêndola, Márcia
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/1998 Português
Relevância na Pesquisa
264.12457%
O objetivo deste estudo foi descrever e analisar os aspectos ideológicos das explicações sobre as causas do desemprego utilizadas por trabalhadores metalúrgicos. Consistiu na investigação qualitativo-compreensiva dos discursos de 12 metalúrgicos, 6 empregados e 6 desempregados, obtidos através de entrevistas semi-estruturadas e confrontativas. O desemprego é percebido pela maioria dos metalúrgicos como um fenômeno real, atual, crescente, grave e que atinge grande parte das regiões do Brasil. As explicações mais significativas e freqüentes foram agrupadas nas seguintes categorias: Governo, Falta de Qualificação, Características pessoais, Idade e Automatização. Constatou-se nos discursos um jogo de forças entre os fatores pessoais (ex: pessoas preferirem roubar, mascatear, “partir para as drogas” a trabalharem ou serem muito exigentes na escolha do emprego) e os fatores macrossociais (como automatização, políticas governamentais, globalização), não sendo possível identificar uma homogeneização dos discursos. Por existir conflito, há também a possibilidade de uma ação crítica por parte dos trabalhadores para reivindicar e buscar soluções para a atual e aguda situação do desemprego.

‣ “SEMPRE TRABALHADOR, DIFICILMENTE EMPREGADO”: O “INEMPREGO” COMO UMA DIMENSÃO LABORAL EMERGENTE / “Always a worker, hardly an employee”: the "anemployment" as an emergent labour dimension

Patricia Araújo; Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto; José Manuel Castro; Faculdade de Psicologia e de Ciências da educação da Universidade do Porto; Filomena Jordão; Faculdade de Psicologia e de Ciências d
Fonte: Trabalho & Educação Publicador: Trabalho & Educação
Formato: application/pdf
Publicado em 02/04/2015 Português
Relevância na Pesquisa
264.12457%
Mudanças profundas nos mercados laborais têm vindo a influenciar a forma como pessoas e organizações mantêm vínculos laborais. Face a isto, emergem novas relações que se situam entre a clássica polaridade emprego-desemprego e a que o Eurofound (2012) designou “zona cinzenta”. Examinam-se os conceitos de trabalho, emprego e desemprego, explora-se a “zona cinzenta” e propõe-se uma nova dimensão, o inemprego, como a situação de quem vivencia a realidade laboral, alternando relações laborais atípicas com momentos de desemprego. Araújo e Jordão (2011) têm vindo a explorar esse fenómeno complexo com cada vez maior relevância, que poderá ter implicações na conceção de carreira e que fundamenta uma triangulação da realidade laboral em emprego, inemprego e desemprego.

‣ O DESEMPREGO NO BRASIL: ANÁLISE DA TRAJETÓRIA RECENTE

Moretto, Amilton J.; Proni, Marcelo Weishaupt
Fonte: UFPB Publicador: UFPB
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 20/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
264.12457%
A recente crise financeira internacional teve sérios impactos negativos sobre várias economias nacionais, afetando o consumo, a produção e o mercado de trabalho. A taxa de desemprego quase dobrou em alguns países após setembro de 2008, o que indica a gravidade das consequências sociais da crise econômica. Na maioria dos países desenvolvidos, a recuperação do crescimento econômico tem sido lenta. Assim, o nível de desemprego continua elevado, o que provocou uma discussão sobre as políticas mais apropriadas para resolver o problema. O objetivo deste artigo é analisar a evolução recente do desemprego no Brasil, mostrando que a trajetória de declínio gradual do desemprego se manteve apesar da crise, e colocar em questão as razões que explicam por que a crise não se manifestou com maior intensidade na procura de emprego. Em particular, busca-se enfatizar as medidas adotadas pelo governo federal que evitaram um impacto mais grave sobre o mercado de trabalho brasileiro.

‣ A HISTERESE DO DESEMPREGO NA REGIÃO METROPOLITANA DE SALVADOR; HE HYSTERESES OF THE UNEMPLOYMENT IN THE METROPOLlTAN AREA OF SALVADOR

Meneies, Wilson F.; Uchoa, Carlos Frederico A.; Maui, Sinério F.
Fonte: Revista da ABET Publicador: Revista da ABET
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 19/06/2005 Português
Relevância na Pesquisa
264.12457%
Este trabalho procurou a presença de histerese do desemprego na Região Metropolitana de Salvador. A noção de histerese do desemprego admite que a probabilidade de um indivíduo desempregado sair da condição de desemprego diminui à medida que se prolonga sua duração. Dentre os fatores condicionadores da histerese destacam-se  a perda de habilidade e competência do trabalhador decorrente, bem como uma segmentação do mercado de trabalho, proporcionado pela presença de insiders ou por pagamentos de salários de eficiência. Os resultados alcançados permitem avançar sobre a existência de histerese forte em todas as taxas de desemprego analisadas.; This paper search for evidences which characterize the presence of unemployment hysteresis of the Metropolitan Region of Salvador. The hypotesis of hysteresis admitsthat the probability of an unemployed person to change this condition dirninishesas the duration of the unemployment increases. A person without job loseshis hability and proficiency so his chances of fiding another job diminishes due the segmentation of labor market, which occurs because of the presence of insidersanel/or payment of efficiency wages. The results provide a evidence of a stronghysteresis in ali unemployment levels that have been analysed. 

‣ O DESEMPREGO NA HISTÓRIA DO PENSAMENTO ECONÔMICO; THE UNEMPLOYMENT IN THE HISTORY OF ECONOMIC THOUGHT

Proni, Marcelo Weishaupt
Fonte: Revista da ABET Publicador: Revista da ABET
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 08/07/2015 Português
Relevância na Pesquisa
264.12457%
O artigo tem o objetivo de apresentar as mais influentes teorias sobre as causas do desemprego até 1980, evidenciando sua vinculação com distintas conjunturas históricas. Partindo da tradição da economia política aplicada ao estudo do mercado de trabalho, apoia-se no entendimento de que as distintas teorias refletem compreensões divergentes sobre o funcionamento de uma economia capitalista. A argumentação está dividida em três passos. O primeiro prioriza as formulações sobre o desemprego nas abordagens marxista e neoclássica, e mostra que a proteção contra o desemprego involuntário gerava divergências no início do século XX. O segundo ressalta a revolução no pensamento econômico nos anos 1930 e esclarece como o pleno emprego passou a ser visto como uma construção política. O terceiro enfatiza a reação contra a escola keynesiana e critica o postulado de que certo nível de desemprego é necessário para manter a taxa de inflação sob controle e propiciar um crescimento econômico equilibrado.; The paper aims to present the most influential theories about the causes of unemployment until 1980, highlighting its connection with different historical contexts. It follows the political economy framework applied to the study of the labor market...

‣ THE UNEMPLOYMENT PSYCHOLOGICAL IMPACTS ON THE LABOR MARKET EQUILlBRIUM; OS IMPACTOS PSICOLÓGICOS DO DESEMPREGO E SUAS CONSEQÜÊNCIAS SOBRE MERCADO DE TRABALHO

Chahad, Carolina; Chahad, José Paulo Zeetano Zeetano
Fonte: Revista da ABET Publicador: Revista da ABET
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 19/06/2005 Português
Relevância na Pesquisa
264.12457%
ln reason of the rise of unemployment, the worry about this phenomenon is rising in different areas of scientific knowledge. However, the results of these studies havebeen under of the necessary adoption of effecti ve social policy, in part because thelack of integration between related Sciences in the studies about the unemploymentphenomenon. In this perspective, this study was realized trying to integrate twoareas of Social Science (Psychology and Economic) with the objective to presentthe psychological impacts of unemployment and the consequences in the labourmarket. For that, this study was structured in the foIlowing way: on session two theauthors try to show the valorization of the worker role for the society and the importanceof this for the construction of the individual identity; the session three revealthe consequences of unemployment in the worker psychological health; the sessionfour try to present how the unemployment impacts affect the search of work and thelabour market. ln the final session, s ns are made on chances in the supply, demand and labor market equilibrium, and about policies that can be adoptwith the two areas involved in this study.; Em razão da elevação das taxas de desemprego, a preocupação com esse fenômeno vem se mostrando crescente em diversas áreas do conhecimento científico. Ocorre...