Página 1 dos resultados de 3956 itens digitais encontrados em 0.105 segundos

‣ Qualidade de vida e ajustamento psicossocial de pacientes com diabetes mellitus tipo 1 submetidos ao transplante de células-tronco hematopoéticas: um estudo de acompanhamento; Quality of life and psychosocial adjustment of patients with type 1 diabetes mellitus who underwent hematopoietic stem cell transplantation: A follow-up study.

Marques, Letícia Aparecida da Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2012 Português
Relevância na Pesquisa
109.16863%
O transplante de células-tronco hematopoéticas tem surgido como alternativa ao tratamento de doenças autoimunes como artrite reumatóide, lúpus eritematoso sistêmico, esclerose múltipla e diabetes mellitus tipo 1. No diabetes mellitus tipo 1, uma síndrome de etiologia múltipla, o transplante de células-tronco hematopoéticas, na sua modalidade autóloga, tem sido utilizado como alternativa ao tratamento convencional (insulinoterapia), já que este retarda, mas não elimina as consequências da doença como disfunção e falência de vários órgãos, especialmente rins, olhos, nervos, coração e vasos sanguíneos. Apesar disso, o transplante é um procedimento altamente invasivo que acarreta repercussões intensas na qualidade de vida desses pacientes exigindo dos mesmos uma readaptação à essas repercussões. O presente estudo teve por objetivo avaliar a qualidade de vida e o ajustamento psicossocial de participantes com diabetes mellitus tipo 1. Participaram do estudo 22 pacientes que foram submetidos consecutivamente ao transplante de células-tronco hematopoéticas na Unidade de Transplante de Medula Óssea do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, no período de 2006 a 2008. Os instrumentos aplicados para a coleta de dados: Questionário Genérico de Avaliação de Qualidade de Vida Medical Outcomes Study 36 Item Short-Form Health Survey (SF-36)...

‣ Visão de cores, sensibilidade ao contraste e eletrorretinografia multifocal em indivíduos com Diabetes Mellitus tipo 1; Color vision, contrast sensitivity and multifocal electroretinogram in subjects with Diabetes Mellitus type 1

Garcia, Valéria Duarte
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/07/2012 Português
Relevância na Pesquisa
129.16103%
O Diabetes Melitus (DM) é uma doença crônica que compromete vários aspectos da saúde. Uma das complicações mais prevalentes associada à DM é a retinopatia diabética (RD), que produz perdas visuais em várias funções, podendo levar à cegueira. Essas perdas são detectáveis mesmo antes do aparecimento de sinais de retinopatia diabética e sua detecção pode servir para melhor monitoramento, prevenção e tratamento da RD. Utilizando testes psicofísicos e eletrofisiológicos computadorizados de última geração, o presente projeto investiga a discriminação de cores, sensibilidade ao contraste e o padrão das respostas eletrofisiológicas do eletrorretinograma multifocal (mfERG) em vinte pacientes (Idade=28,20 DP = 7,12) com Diabetes Mellitus tipo 1 sem sinais clínicos de retinopatia comparando-os com vinte sujeitos controle (Idade = 28,29 anos DP = 5,03) sem diabetes, ou outras doenças. A discriminação de cores foi avaliada pelo CCT (Cambridge Colour Test) para a discriminação de cores, e a sensibilidade ao contraste programa Metropsis (Cambridge Research System, Ltd), utilizando grades senoidais verticais em sete freqüências espaciais (0,2; 0,5; 1; 2; 5; 10 ; 20 cpg) A função eletrofisiológica da retina foi avaliada pelo eletrorretinograma multifocal (mfERG). A comparação dos dados entre grupos foi feita por ANOVA. No CCT...

‣ Perfil dos pacientes com diabetes mellitus do tipo 1 em atendimento no CAPE-FOUSP: complicações sistêmicas e bucais; Systemic and oral complications of diabetes mellitus type 1 patients from CAPE-FOUSP

Vilela, Maria Carolina Nunes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/04/2014 Português
Relevância na Pesquisa
119.03302%
O diabetes melitus tipo 1 é caracterizado por hiperglicemia em decorrência da ausência de secreção de insulina, causada pela destruição de células beta do pâncreas, geralmente por alteração auto-imune. O objetivo deste estudo foi o de conhecer o perfil do paciente diabético tipo 1 em atendimento no CAPE FOUSP, relacionando as complicações as alterações sistêmicas e bucais do diabetes nestes pacientes. Foram coletados dados demográficos, dados da história médica [idade ao diagnóstico, histórico de crise de cetoacidose, hipoglicêmica e hiperglicêmica, maior e menor glicemia já registradas, presença de microangiopatias (retinopatia, doença renal, neuropatia) e macroangiopatias (doença cardiovascular, hipertensão arterial sistêmica), outras doenças sistêmicas, medicação em uso], realizado exame físico extra oral, com aferição da pressão arterial, exame físico intra-oral [para pesquisa de xerostomia, candidíase (pseudomembranosa, eritematosa, leucoplásica, queilite angular), GUNA úlcera aftosa recorrente, herpes simples, síndrome da boca ardente], índice CPOD, índice periodontal comunitário (ICP), índice gengival (IG), presença de cálculo, índice de placa, índice de maloclusão], exames complementares (avaliação do fluxo salivar...

‣ Adolescentes com diabetes mellitus tipo 1: fatores associados com a qualidade de vida relacionada à saúde e autoestima; Adolescents with type 1 diabetes mellitus: factors associated with health-related quality of life and self-esteem

Silva, Andréa Cristina Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/12/2014 Português
Relevância na Pesquisa
109.20932%
O diabetes mellitus tipo 1 é uma doença crônica, complexa, de difícil controle e tratamento doloroso. As dificuldades referentes ao diabetes são mais evidentes na adolescência, período de transição da dependência parental para uma vida mais autônoma, permeada por alterações físicas, nas relações com a família, amigos e sociedade, as quais podem repercutir na adesão ao tratamento e no controle metabólico. Identificar os fatores que interferem na qualidade de vida dos adolescentes permite intervenção adequada da equipe de saúde visando o controle adequado da doença. O objetivo geral desse estudo foi avaliar a qualidade de vida relacionada à saúde e autoestima de adolescentes com diabetes mellitus tipo 1. Estudo quantitativo, transversal, realizado de março a novembro de 2013. A amostra foi composta por 83 adolescentes, com idade entre 10 e 18 anos, matriculados no Programa de Educação em Diabetes em São Luís-MA, que responderam a três instrumentos: o Instrumento de Qualidade de Vida para Jovens com Diabetes (IQVJD) composto pelos domínios Satisfação, Impacto e Preocupações; a Escala de Autoestima de Rosenberg (EAR) e um formulário de dados sociodemográficos, clinicolaboratoriais e de tratamento. Os dados foram analisados por estatística descritiva e regressão logística univariada e multivariada por meio do Oddsratio (OR)...

‣ Diabetes mellitus tipo 1, doença celíaca e sua associação: estudo comparativo do estado nutricional, consumo alimentar e qualidade de vida em indivíduos com duas doenças crônicas; Type 1 diabetes mellitus, celiac disease and their association: a comparative study of nutritional status, food consumption and quality of life in individuals with two chronic diseases

Silva, Joyce Gouveia Nunes da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/07/2015 Português
Relevância na Pesquisa
109.136875%
INTRODUÇÃO: O diabetes mellitus tipo 1 (DM1) e a doença celíaca (DC) são doenças de origem autoimune, com padrão genético similar e terapias embasadas em alterações dietéticas distintas; ou seja, monitorização da ingestão de carboidratos nas refeições no DM1 e dieta livre de glúten na DC.OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi comparar o estado nutricional, o consumo alimentar, a saúde óssea e a qualidade de vida em indivíduos com associação com duas doenças crônicas. PACIENTES E MÉTODOS: Os voluntários portadores de DM1, DC e indivíduos hígidos foram recrutados no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e divididos conforme os grupos: DMDC (portadores de DM1 e DC), DM (portadores de DM1), DC (portadores de DC) e GC (indivíduos hígidos). Utilizamos a bioimpedância octopolar para aferir a área de gordura visceral e a densitometria de corpo inteiro para estimar o total de gordura corporal e a densidade mineral óssea; o índice de massa corporal (IMC) e a circunferência da cintura também foram empregados para avaliação nutricional, além de exames laboratoriais. Verificou-se o consumo alimentar pelo registro alimentar de três dias e a qualidade de vida pelo questionário SF-36. RESULTADOS: Foram incluídos no estudo sessenta indivíduos controlados segundo sexo...

‣ Avaliação clinico-laboratorial e estudo da associação entre dois polimorfismos na região promotora do gene VEGF em pacientes diabeticos tipo 1 com e sem retinopatia diabetica proliferativa; Diabetes Mellitus Type 1, proliferative diabetic retinopathy, vascular endothelial growth factor, single nucleotide polymorphisms

Nilma Almeida de Assis
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/08/2006 Português
Relevância na Pesquisa
129.02001%
A retinopatia diabética é uma complicação freqüente no diabetes melito tipo 1, acometendo quase a totalidade de pacientes, em graus variados, após 20 anos de doença. A interferência de fatores ambientais como a manutenção de um estado hiperglicêmico na sua fisiopatologia já foi comprovada, mas ainda não foi esclarecido porque alguns pacientes desenvolvem essa complicação de maneira grave e precoce. Nos últimos anos, diversos estudos têm sugerido a participação de fatores genéticos nesse processo. O fator de crescimento endotelial vascular (VEGF), potente indutor da angiogênese, foi associado à retinopatia diabética por alguns autores, pelo aumento da sua expressão, em virtude de mutações em sua região promotora. Neste trabalho foi realizada uma avaliação clínico-laboratorial, a análise do SNP rs833061 (- 460) e a pequisa da deleção de 18 pares de bases em -2549, ambas na região promotora do gene VEGF em 114 pacientes com diabetes melito tipo 1, de três centros de referência em diabetes no Brasil ? Hospital das Clínicas da Unicamp, Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia Luiz Capriglione (RJ) e Santa Casa da Misericórdia de São Paulo (SP). Houve associação entre retinopatia diabética proliferativa e nefropatia...

‣ Prevalencia e aspectos clinicos da associação entre diabetes mellitus tipo 1 e doença celiaca; Prevalence and clinical aspects of type 1 diabetes mellitus and celiac disease association

Fatima Cristina de Freitas Whitacker
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/02/2008 Português
Relevância na Pesquisa
109.07077%
Justificativa: Há quatro décadas é conhecida a associação entre Diabetes mellitus tipo 1 (DM1) e doença celíaca. Entretanto, a manifestação predominantemente atípica desta doença em diabéticos, dificulta seu diagnóstico e o reconhecimento de possíveis efeitos desta associação no controle do diabetes. Objetivos: Estimar a prevalência da associação entre DM1 e doença celíaca e verificar a presença de sintomas da doença celíaca, a ocorrência de outras doenças auto-imunes entre os pacientes e seus parentes de primeiro grau e as possíveis influências da doença celíaca no controle do diabetes. Casuística e métodos: Estudo transversal com 195 pacientes com DM1, que responderam um questionário sobre a presença de sintomas gastrintestinais e a ocorrência de doenças auto-imunes em familiares. Foi dosada a IgA e pesquisado o anticorpo anti-endomísio (EMA). Os pacientes com EMA positivo foram submetidos à biópsia intestinal. Aqueles com doença celíaca confirmada por biópsia (grupo casos) foram pareados com pacientes apenas diabéticos (grupo controle) segundo idade no momento da triagem, tempo de duração do diabetes e gênero. Resultados: O EMA foi positivo em nove pacientes. Em sete a biópsia confirmou DC (prevalência de 4%). No pareamento de casos (DM1 e doença celíaca) e controles (somente DM1)...

‣ Investigação da motilidade gastrintestinal e de sua relação com características clínicas, psicológicas e nutricionais em pacientes com diabetes mellitus tipo 1; Assessment of gastrointestinal motility and its relationships with clinical features and psycological and nutritional factors in patients with type 1 diabetes

Mariza Faria Cunha
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/08/2013 Português
Relevância na Pesquisa
109.10489%
Os objetivos deste estudo foram investigar a motilidade gastrintestinal e a sensibilidade gástrica em pacientes com diabetes mellitus tipo 1 (DM1), e as relações desses fatores com sintomas gastrintestinais, infecção pelo Helicobacter pylori, controle glicêmico, e características psicológicas e nutricionais desses pacientes. Foram estudados 33 pacientes com DM1 com idade média de 39 ± 9 anos, sendo 26 do sexo feminino e 7 do sexo masculino. O tempo desde o diagnóstico do diabetes era de 23±7 anos. Um questionário padronizado foi usado para obter informações sobre dados sóciodemográficos e presença de sintomas gastrintestinais. Foram também registrados os dados laboratoriais e os dados referentes às complicações do diabetes, incluindo a neuropatia periférica. O controle glicêmico foi avaliado de acordo com os valores da hemoglobina glicada (HbA1c). A avaliação nutricional foi realizada através de antropometria e inquéritos alimentares (registro alimentar de 3 dias e questionário de frequência alimentar). A presença de ansiedade e depressão foi avaliada pela Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão (HAD). Os pacientes foram submetidos ao exame de endoscopia digestiva alta, com biópsias gástricas para a pesquisa do Helicobacter pylori e biópsias duodenais para a pesquisa de doença celíaca. O esvaziamento gástrico e a distribuição intragástrica de uma refeição sólida foram avaliados pela cintilografia gástrica. O estudo do tempo de trânsito orocecal (TTOC) foi realizado pelo teste do H2 expirado com lactulose. A sensibilidade gástrica foi avaliada pelo teste de saciedade com água. Nossos resultados mostraram a presença de sintomas gastrintestinais em 75...

‣ Conhecimentos dos profissionais da comunidade educativa sobre a diabetes mellitus tipo 1 na criança

Bernardo, Bruno José Varandas Ramos
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /03/2014 Português
Relevância na Pesquisa
119.44737%
Enquadramento: A falta de capacitação que existe em muitas comunidades escolares para lidar com a criança com diabetes mellitus, enquanto esta se encontra sob a sua responsabilidade no ambiente escolar, gera dificuldades e insegurança. São necessários instrumentos válidos que permitam obter informação sobre os conhecimentos dos educadores sobre a criança com diabetes mellitus tipo 1 na escola, no sentido de planear intervenções educativas mais dirigidas. Objetivos: Avaliar os conhecimentos da comunidade educativa sobre a diabetes mellitus tipo 1 na criança e validar um questionário de avaliação de conhecimentos da comunidade educativa sobre a diabetes mellitus tipo 1. Métodos: O estudo delineado insere-se no tipo de investigação não experimental e descritiva, desenvolvido numa amostra não probabilística por conveniência, constituída por 382 indivíduos, com uma média de idades de 43,05 anos (± 8,675), pertencentes a uma comunidade educativa de Escolas Básicas e Secundárias da região centro do país. Foi aplicada a Escala de Conhecimentos Sobre Diabetes Mellitus Tipo 1 na Criança (Francisco, Silva, Bernardo & Martins, 2007), a qual foi ainda sujeita a um estudo psicométrico, que englobou dois a consistência interna e a análise fatorial. Resultados: dos participantes...

‣ A experiência de adolescentes portadores de diabetes Mellitus Tipo 1: seus significados e sentido

Cavalcanti, Tatiana Nunes
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicologia; Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicologia; Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
119.23189%
Worldwide, the diabetes mellitus is considered a serious problem of public health; it also involves high costs for its treatment and its complications. Even though the onset of diabetes mellitus type 1 is on 5% to 10% of the diabetic population, it is the most aggressive type of anifestation; furthermore, it is the commonest chronic disease in childhood and adolescence. Such data show the importance of understanding the development of this disease from the moment the individual perceives it, according to their experience, observing the complexity of the phenomenon thoroughly. This study aimed to comprehend the experience of the adolescent with onset of diabetes mellitus type 1 in order to learn how these young individuals perceive and reason their place in the world when they experience this illness. The methodological strategy was based on qualitative research of phenomenological inspiration. We applied the main ideas of heideggerian ontology and some concepts of existential phenomenological psychology to guide our reflexive path. The participants were 10 young individuals (06 female and 04 male), ages between 15 and 18, under treatment in the city of Recife, Pernambuco. The methodological resource was the narrative, which allowed us access to the adolescents experience. The comprehension of the reports was based on the heideggerian hermeneutics...

‣ Diabetes Mellitus tipo 1: controle glicêmico e fatores de risco cardiovasculares em adultos; Type 1 Diabetes Mellitus: glycemic control and cardiovascular risk factors in adults

GONÇALVES, Alessandra Rocha
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Nutricao e Saude; Ciencias da Saude Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Nutricao e Saude; Ciencias da Saude
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
109.17768%
Objective: To evaluate the nutritional status, the glycemic control and the prevalence of cardiovascular risk factors in patients with type 1 diabetes mellitus (T1DM), attended at the nutrition and endocrinology outpatient clinic of the Goiânia Geral Hospital (GGH). Methodology: a cross-sectional study conducted from March to August/2011, with the following inclusion criteria: consolidated diagnosis of the disease for at least six months, age ranging from 19 to 60 years. Fifty-two patients were selected and interviewed, and 44 came to the clinic for collection of biological material. Personal, socioeconomic and biochemical data were collected. Fasting glucose (FG), glycated hemoglobin (HbA1c), lipid profile and microalbuminuria (MA) were determined. MA and HbA1c were determined by immunoturbidimetry and FG and lipid profile by the enzymatic colorimetric method using a Labmax Plenno apparatus. After collecting the material, physical assessment was performed by three trained interviewers who collected measurements of weight, height, waist circumference and blood pressure measurement, following recommendations from the literature. The following risk factors were evaluated: hypertension, dyslipidemia, general obesity (BMI- body mass index)...

‣ Relação entre o perfil nutricional e parâmetros bioquímicos em crianças e adolescentes com diabetes mellitus tipo 1; Relationship between nutritional profile and biochemical parameters in children and adolescents with type 1 diabetes mellitus

TELES, Sheylle Almeida da Silva
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Ciências da Saúde; Ciências da Saúde - Medicina Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Ciências da Saúde; Ciências da Saúde - Medicina
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
119.0183%
Introduction: Diabetes mellitus type 1 (DM1) is caused by partial or total destruction of the beta cells of islets of Langerhans, with a resulting deficiency in insulin production. Metabolic complications associated with type 1 diabetes results from chronic hyperglycemia and are mainly cardiovascular diseases, which begin in the first years after diagnosis, even in children and adolescents. Objective: To evaluate the relationship between nutritional and biochemical profiles in children and adolescents with DM1. Methods: Cross-sectional study with 54 patients treated at the Clinic of Endocrinology, Hospital das Clinicas, Federal University of Goiás. Data collected were: socioeconomic-demographic (age, sex, education, income), food (dietetic habits, three 24-hour recalls); clinical (insulin), anthropometric (weight, height, skinfolds, waist circumference-CC), biochemical (casual glucose GLC and post-prandial GLPP, glycated hemoglobin HbA, lipid profile including triglycerides TG, total seric cholesterol CTs, low density lipoprotein LDL, very low density lipoprotein VLDL and high density lipoprotein HDL). Body fat was estimated using the equation developed specifically for people aged eight to 18 years. HbA was converted to an index (inHbA). Statistical analysis was performed using the statistical package SPSS version 18.0. Were used descriptive statistics...

‣ Concentrações plasmáticas de zinco e cobre em crianças e adolescentes portadores de diabetes mellitus tipo 1

Rosa, Vanessa Cristina Schroder
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
109.144795%
A relação entre os elementos traço, como o zinco e o cobre, com vários processos metabólicos é bem conhecida. A manutenção das concentrações séricas desses metais é essencial não só para a atividade enzimática, mas também para o balanço do estresse oxidativo, que está presente no diabetes mellitus tipo 1. O zinco está envolvido diretamente tanto na síntese como no armazenamento e na secreção da insulina. A concentração plasmática de cobre mantém estreita relação com as complicações do diabetes mellitus tipo 1. O presente estudo avaliou a associação entre as concentrações plasmáticas de zinco e cobre com parâmetros clínicos e laboratoriais em pacientes com diabetes mellitus tipo 1. Entre o mês de setembro de 2012 a julho de 2013, 28 pacientes, de ambos os gêneros, média de idade de 11,8 anos, foram incluídos no estudo. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética local e o termo de consentimento livre e esclarecido foi obtido. A concentração plasmática de zinco e cobre foi determinada por espectrometria de absorção atômica (PerkinElmer Analyst® ). A hemoglobina glicada e o perfil lipídico também foram avaliados. Em 75% e 68% dos pacientes, os níveis de zinco e cobre...

‣ Diabetes mellitus tipo 1: evidências da literatura para seu manejo adequado, na perspectiva de crianças; Type 1 diabetes mellitus: evidence from the literature for appropriate management in children’s perspective; Diabetes mellitus tipo 1: evidencias de la literatura para su adecuado manejo, en la perspectiva infantil

NASCIMENTO, Lucila Castanheira; AMARAL, Mariana Junco; SPARAPANI, Valéria de Cássia; FONSECA, Luciana Mara Monti; NUNES, Michelle Darezzo Rodrigues; DUPAS, Giselle
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
109.27327%
O estudo objetivou identificar as evidências disponíveis, na literatura, que abordem, na perspectiva de crianças, os fatores relevantes para o adequado manejo do diabetes mellitus tipo 1. Realizou-se uma revisão integrativa, nas bases de dados PubMed, CINAHL, LILACS, CUIDEN e PsycINFO, com as palavras-chave diabetes mellitus tipo 1, criança, prevenção e controle, fatores desencadeantes, emergências, autocuidado, aprendizagem e educação em saúde, no período de 1998 a 2008. Dos artigos levantados, selecionaram-se 19, e sua análise permitiu a identificação das categorias: vivendo com o diabetes; autocuidado e perfil glicêmico; atuação da família, amigos e profissionais de saúde; e escola. As evidências apontam que a criança aprecia o apoio recebido por seus familiares os quais têm relação direta com o preparo para o autocuidado. Outros membros externos à sua rede também são valorizados. A escola é um espaço que merece atenção, bem como a experiência particular de cada criança e a educação em saúde.; The objective of this study was to identify the evidence available in the literature that address, for children's perspective, factors that are relevant for an appropriate management of type 1 diabetes mellitus. An integrative review was performed on the PubMed...

‣ A vivência dos pais em relação à criança adolescente com diabetes mellitus tipo 1

Silva, Marina Sofia Macedo
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 22/07/2014 Português
Relevância na Pesquisa
109.134375%
Enquadramento: A Diabetes Mellitus Tipo 1 é uma doença crónica em expansão que afeta cada vez mais crianças e adolescentes, implicando mudanças nos hábitos de vida e maiores custos humanos, sociais e económicos. As suas repercussões são sentidas não só pelas crianças/adolescentes mas também pelos seus pais, havendo necessidade de prestar apoio ao papel parental. Objetivos: Perante esta problemática definimos como objetivos: identificar os sentimentos vivenciados pelos pais após o diagnóstico da Diabetes Mellitus Tipo I ao seu filho, compreender as experiências dos pais no cuidar de um filho diabético e refletir sobre a influência dos cuidados prestados pelos profissionais de saúde na aceitação e adaptação à diabetes por parte da criança/adolescente e sua família. Métodos: Trata-se de um estudo de natureza qualitativa, exploratório-descritivo, fenomenológico. Utilizamos a entrevista semiestruturada e realizamos 14 entrevistas a pais de crianças ou adolescentes com diabetes, que são acompanhados na consulta externa do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro. As entrevistas decorreram entre o dia 02 e 11 de Abril de 2014 e foram alvo de análise de conteúdo. Resultados: Emergiram dez categorias de análise: impacto da diabetes na família...

‣ Prevalence of oral mucosal lesions among patients with diabetes mellitus types 1 and 2

Silva,Miguel Franklin Alves; Barbosa,Kevan Guilherme Nóbrega; Pereira,Jozinete Vieira; Bento,Patrícia Meira; Godoy,Gustavo Pina; Gomes,Daliana Queiroga de Castro
Fonte: Sociedade Brasileira de Dermatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Dermatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2015 Português
Relevância na Pesquisa
119.14573%
BACKGROUND: Patients with diabetes mellitus have been associated with a number of changes in the oral cavity, such as gingivitis, periodontitis, mucosal diseases, salivary dysfunction, altered taste, and burning mouth. OBJECTIVES: To determine the prevalence of oral mucosal lesions in patients with diabetes mellitus. METHODS: A cross-sectional observational study between August and October 2012 with a convenience sampling was performed for 51 patients with diabetes mellitus (type 1 and type 2). The study consisted of two phases: 1) a questionnaire application; 2) intraoral clinical examination. For the analysis of data, we used descriptive statistics, Fisher's exact test in bivariate analysis (significance level of 0.05), and Poisson Regression. RESULTS: The prevalence of oral lesions was 78.4%. Traumatic ulcers (16.4%) and actinic cheilitis (12.7%) were the most prevalent lesions. The lips (35.3%) and tongue (23.5%) were the most common location. The bivariate analysis showed an association with the type of diabetes...

‣ Adesão ao tratamento de Diabetes Mellitus tipo 1 atendidos em um programa especializado em Porto Alegre; Adherence to treatment in diabetes mellitus type 1 treated in a specialized program in Porto Alegre

Rubin, Onilda; Azzolin, Karina; Muller, Suzana
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 30/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
129.11561%
O Diabetes Mellitus é considerado um dos mais importantes males endócrino-metabólicos na infância,apresentando limitação e risco de vida ao portador por suas complicações cardiovasculares a longoprazo. Este trabalho refere-se a um estudo quantitativo que teve por objetivo avaliar a adesão ao tratamento por crianças em idade escolar portadoras de Diabetes Mellitus tipo 1 atendidas em um ambulatório especializado de Porto Alegre no Instituto da Criança com Diabetes (ICD).  Os dados foram coletados por meio de um questionário semi-estruturado e aplicado a 25 crianças com média de 9 anos deidade. O tempo de acompanhamento pelo ambulatório foi de 1,96 ± 0,8 anos e o tempo médio dadoença tratada foi de 1,76 ± 0,7 anos. A maioria das crianças (84%) possui os pais como principaiscuidadores, todas reconhecem a importância da consulta de enfermagem no tratamento e 92% confiamnas condutas dos profissionais. Sessenta por cento das crianças enfrentam dificuldades relacionadasao plano alimentar. A adesão ao tratamento foi observada em 11 crianças (44%) que, além de nãofaltarem às consultas, também não esqueceram de aplicar insulina nos últimos 6 meses e referiramseguir a dieta prescrita. Com isso, concluímos que a aderência de crianças diabéticas ao tratamentoestá relacionada ao interesse dos pais pelo tratamento...

‣ Diabetes mellitus tipo 1: evidencias de la literatura para su adecuado manejo, en la perspectiva infantil; Diabetes mellitus tipo 1: evidências da literatura para seu manejo adequado, na perspectiva de crianças; Type 1 diabetes mellitus: evidence from the literature for appropriate management in children’s perspective

Nascimento, Lucila Castanheira; Amaral, Mariana Junco; Sparapani, Valéria de Cássia; Fonseca, Luciana Mara Monti; Nunes, Michelle Darezzo Rodrigues; Dupas, Giselle
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
109.29861%
El estudio objetivó identificar las evidencias disponibles en la literatura que aborden, en la perspectiva infantil, los factores relevantes para el manejo adecuado de la diabetes mellitus tipo 1. Se realizó revisión integradora en bases de datos PubMed, CINAHL, LILACS, CUIDEN y PsycINFO, con los descriptores diabetes mellitus tipo 1, niño, prevención y control, factores desencadenantes, emergencias, autocuidado, aprendizaje y educación en salud, en período 1998 a 2008. Del total, se seleccionaron 19, su análisis permitió identificar las categorías: viviendo con la diabetes; autocuidado y perfil glucémico; actuación de la familia, amigos y profesionales de saludo; y escuela. Las evidencias determinan que el niño aprecia el apoyo recibido por sus familiares, los cuales tienen relación directa con la preparación para el autocuidado. Otros miembros externos a su red también son valorizados. La escuela merece atención, así como la experiencia particular de cada niño y la educación en salud.; O estudo objetivou identificar as evidências disponíveis, na literatura, que abordem, na perspectiva de crianças, os fatores relevantes para o adequado manejo do diabetes mellitus tipo 1. Realizou-se uma revisão integrativa...

‣ Factors associated to the quality of life of adolescents with type 1 diabetes mellitus; Factores asociados a la calidad de vida de jóvenes con diabetes mellitus tipo 1; Fatores associados à qualidade de vida de jovens com diabetes mellitus do tipo 1

Novato, Tatiana de Sá; Grossi, Sonia Aurora Alves
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
109.11786%
The objective of this study was to perform a literature review of the factors that may influence the Health Related Quality of Life (HRQL) of adolescents with type 1 diabetes mellitus using the PICO strategy. PubMed/MEDLINE, ISI Web of Knowledge and EMBASE were the databases used. A larger survey of articles was possible by combining standardized and non-standardized descriptors. Though HRQL is a specific construct used to evaluate aspects related to the repercussions of health, illness, and treatment, it appears that sociodemographic, psychosocial, and family-related aspects have a significant effect on HRQL.; El objetivo de este estudio fue realizar la revisión bibliográfica acerca de los factores que puedan influenciar la Calidad de Vida Relacionada a la Salud (QV) de adolescentes con diabetes mellitus tipo 1, mediante la estrategia de PICO. Se utilizaron las bases de datos PubMed/MEDLINE, ISI Web of Knowledge y EMBASE. La mayor captación de artículos se posibilitó combinando descriptores estandarizados y no estandarizados. A pesar de que la QV es un constructo específico de evaluación de aspectos relacionados a las repercusiones de salud, enfermedad y tratamiento, los factores socio-demográficos, psicosociales y relacionados a la familia parecen influir en ella de forma significativa.; O objetivo deste estudo foi realizar a revisão bibliográfica acerca dos fatores que podem influenciar a Qualidade de Vida Relacionada à Saúde (QV) dos adolescentes com diabetes mellitus tipo 1...

‣ A criança com Diabetes Mellitus Tipo 1 e seus amigos: a influência dessa interação no manejo da doença; El niño con Diabetes Mellitus Tipo 1 y sus amigos: la influencia de esta interacción en el manejo de la enfermedad; Children with Type 1 Diabetes Mellitus and their friends: the influence of this interaction in the management of the disease

Sparapani, Valéria de Cássia; Borges, Ana Luiza Vilela; Dantas, Isa Ribeiro de Oliveira; Pan, Raquel; Nascimento, Lucila Castanheira
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/02/2012 Português
Relevância na Pesquisa
109.20771%
O apoio dos amigos constitui-se em um dos elementos essenciais no manejo do Diabetes Mellitus Tipo 1. Este estudo objetivou descrever a influência dos amigos na vida da criança com Diabetes Mellitus e suas repercussões no manejo da doença. Os dados empíricos foram coletados por meio de entrevista semiestruturada, aliada à utilização de fantoches, com 19 crianças entre sete e 12 anos. A análise qualitativa dos depoimentos permitiu a apreensão do fenômeno por meio de duas perspectivas: a atitude dos amigos perante a criança, interferindo de forma positiva ou negativa no manejo da doença e a atitude da criança perante seus amigos. O conhecimento dos envolvidos e a interação entre a criança e seus amigos interferem no manejo da doença. Compreender as repercussões dessas interações contribui para o oferecimento de cuidado de enfermagem de qualidade a esse grupo.; El apoyo de los amigos constituye uno de los elementos esenciales en el manejo de la Diabetes Mellitus Tipo 1. Este estudio objetivó describir la influencia de los amigos en la vida del niño con Diabetes Mellitus y sus repercusiones en el manejo de la enfermedad. Los datos empíricos fueron recolectados por medio de entrevista semiestructurada, aliada a la utilización de muñecos...