Página 1 dos resultados de 2082 itens digitais encontrados em 0.022 segundos

‣ Articulação teoria-prática e processo ensino-aprendizagem em uma disciplina de Enfermagem em Saúde Coletiva; The relationship theory- practice and the teaching-learning process in a Collective Health Nursing Course; Articulación teoría-práctica y proceso enseñanza-aprendizaje en un Curso de Enfermería en Salud Colectiva

CAMPOS, Célia Maria Sivalli; SOARES, Cássia Baldini; TRAPÉ, Carla Andréa; SILVA, Bárbara Ribeiro Buffette; SILVA, Tatiana Cristina
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
118.98924%
Este estudo tomou como objeto a articulação teoria-prática da disciplina Fundamentos e Práticas da Enfermagem em Saúde Coletiva, do curso de graduação em enfermagem da EEUSP, e como objetivos: identificar a apreensão dos conceitos da disciplina e verificar sua aplicação nas práticas de enfermagem entre esses estudantes de graduação. Utilizou questionário com questões fechadas e abertas para apreensão empírica do objeto, através de análise de conteúdo. Os resultados indicam que a dimensão teórica apenas em parte possibilitou sínteses capazes de fomentar práticas sociais coerentes com o arcabouço teórico-conceitual da Saúde Coletiva. Para superar essa dificuldade faz-se necessário explicitar as diferentes abordagens teórico-metodológicas que fundamentam as práticas e que o educador direcione o educando para elaboração de sínteses, com a finalidade de formar enfermeiros comprometidos com a interpretação da saúde-doença como processo social e da saúde como direito social e, portanto, com a transformação das práticas reiterativas do modelo hegemônico.; This study focused on the relationship theory-practice of the discipline Fundamentals and Practices of Collective Health Nursing, offered to undergraduate students of the Nursing School...

‣ Classificação Internacional de Práticas de Enfermagem em Saúde Coletiva - CIPESC®; International classification of nursing practices in collective health - CIPESC®; Clasificación de las prácticas de enfermería en salud colectiva - CIPESC®

CUBAS, Marcia Regina; EGRY, Emiko Yoshikawa
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
119.05522%
O projeto da Classificação Internacional da Prática de Enfermagem em Saúde Coletiva - CIPESCfoi a contribuição brasileira para incorporar a noção do coletivo na Classificação Internacional da Prática de Enfermagem CIPE. O artigo tem como objetivo analisar a produção bibliográfica acerca das classificações de enfermagem, disponíveis na base de dados da biblioteca virtual em saúde, a partir de 1990. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica sobre os sistemas classificatórios das práticas de enfermagem, e que faz parte de uma pesquisa que pretende identificar a face coletiva do instrumento CIPESCna rede municipal de saúde de Curitiba-PR. Constatou-se que, referente aos sistemas classificatórios em geral, a maioria dos textos acessados baseia-se no modelo clínico-individual e os que enfatizam o modelo epidemiológico e social ainda é minoria. Além disso, a maioria dos estudos, com enfoque no coletivo, é divulgada pelas publicações da Associação Brasileira de Enfermagem, tornando-a hegemônica na disseminação dos conhecimentos acerca do tema, em sua face coletiva.; The project International Classification of the Nursing Practices in Collective Health - CIPESCwas the Brazilian contribution for the incorporation of the notion of collectiveness in the International Classification of Nursing Practice - ICNP. This article aims at analyzing the bibliographical production concerning nursing classifications available in the virtual library in health database since 1990. This is a bibliographical survey of nursing practice classification systems and is part of a larger research that intends to identify the collective face of the CIPESCinstrument in the municipal health network of the city of Curitiba...

‣ "Competências da enfermeira na atenção básica: contribuição à construção das funções essenciais de saúde pública" ; Nurse’s competencies in primary health care: contribution to the construction of the Essential Public Health Functions.

Witt, Regina Rigatto
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/03/2005 Português
Relevância na Pesquisa
109.38153%
Esta investigação sobre o trabalho da enfermeira, na atenção básica em saúde, tem como questão central a especificidade desse trabalho e, como objeto de estudo, as competências gerais e específicas da enfermeira e sua contribuição para a construção do Sistema Único de Saúde (SUS) e para a constituição das Funções Essenciais de Saúde Pública (FESP), com os objetivos: 1) identificar e analisar as competências gerais e específicas requeridas da enfermeira para atuação na saúde pública, a partir do trabalho realizado na rede básica de saúde; 2) compreender como essas competências estão contribuindo para o desempenho das FESP, considerando-se a forma como estão sendo construídas no atual estágio de implementação do SUS. A determinação dos locais do estudo e da escolha dos sujeitos deu-se em função da utilização da Técnica Delphi como método de investigação. Foram selecionados dois grupos de participantes: um de 131 enfermeiras que atuam na rede básica do Município de Porto Alegre, e, outro, de 144 especialistas, enfermeiras que ocupam cargos na Secretaria de Saúde do Município de Porto Alegre e docentes de enfermagem em saúde publica/comunitária/coletiva das escolas de enfermagem do estado do Rio Grande do Sul. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética da Escola de Enfermagem de Ribeirãoreto/USP. Aceitaram participar da pesquisa...

‣ Competências da enfermeira na atenção básica: contribuição à construção das funções essenciais de saúde pública; Nurse’s competencies in primary health care: contribution to the construction of the essential public health functions; Competencias de la enfermera en la atención básica: contribuición a la construcción de las funciones esenciales de salud publica

Witt, Regina Rigatto
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
109.48515%
Esta investigação sobre o trabalho da enfermeira, na atenção básica em saúde, tem como questão central a especificidade desse trabalho e, como objeto de estudo, as competências gerais e específicas da enfermeira e sua contribuição para a construção do Sistema Único de Saúde (SUS) e para a constituição das Funções Essenciais de Saúde Pública (FESP), com os objetivos: 1) identificar e analisar as competências gerais e específicas requeridas da enfermeira para atuação na saúde pública, a partir do trabalho realizado na rede básica de saúde; 2) compreender como essas competências estão contribuindo para o desempenho das FESP, considerando-se a forma como estão sendo construídas no atual estágio de implementação do SUS. A determinação dos locais do estudo e da escolha dos sujeitos deu-se em função da utilização da Técnica Delphi como método de investigação. Foram selecionados dois grupos de participantes: um de 131 enfermeiras que atuam na rede básica do Município de Porto Alegre, e, outro, de 144 especialistas, enfermeiras que ocupam cargos na Secretaria de Saúde do Município de Porto Alegre e docentes de enfermagem em saúde publica/ comunitária/coletiva das escolas de enfermagem do estado do Rio Grande do Sul. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto/USP. Aceitaram participar da pesquisa...

‣ O papel do enfermeiro de saúde publica: projeções no ensino

Enders,Bertha Cruz
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/1995 Português
Relevância na Pesquisa
119.53792%
Analisa-se o papel do enfermeiro em saúde pública no contexto do ensino, como ponto de partida para uma avaliação da prática. Objetivou-se 1) Identificar o papel do enfermeiro em saúde pública projetado nos conteúdos programáticos das disciplinas de saúde pública do Curso de Enfermagem na Universidade Federal do Rio Grande do Norte desde sua implantação em 1974 até 1990 e, 2) Avaliar as concepções projetadas no ensino frente a realidade das práticas dos egressos. Conceptualizações da teoria de papeis nortearam o entendimento do termo "papel" e do processo de internalização do conceito. Utilizou-se uma abordagem qualitativa com triangulação na coleta de dados. Dados foram obtidos em duas fontes: nos conteúdos programáticos do Curso e nas opiniões dos enfermeiros egressos do Curso. Técnicas de análise documental foram aplicadas a 70 programas de disciplinas de Saúde Pública e uma amostra aleatória estratificada de 60 enfermeiros foi entrevistada utilizando um questionário específico. Os dados foram analisados à luz da teoria de papeis para a identificação do conceito. Em seguida, se analisou o conceito com base nas políticas de saúde vigentes da época em estudo. Os resultados demonstram que o papel do enfermeiro em saúde pública projetado nos conteúdos focaliza funções múltiplas...

‣ A prática educativa como expressão do cuidado em Saúde Pública

Acioli,Sonia
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2008 Português
Relevância na Pesquisa
129.03078%
Este artigo objetiva refletir quanto à importância da prática educativa como forma de cuidado na Enfermagem em Saúde Pública, a partir da experiência desenvolvida no Projeto de Extensão Universitária: Aprendendo e Ensinando com o Alto Simão, da Faculdade de Enfermagem da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ. A fundamentação teórico-metodológica baseia-se na pedagogia crítica em uma perspectiva Freireana e na proposta da Construção Compartilhada do Conhecimento. Os resultados apontam para as várias formas de perceber o cuidado e sua relação com a ação educativa. Concluindo, percebe-se que há uma potencialidade na extensão enquanto espaço de formação voltada para o cuidado e como produção de conhecimento, além da centralidade da ação educativa para a Enfermagem em Saúde Pública.

‣ Identificação do enfermeiro de saúde pública na força de trabalho de Enfermagem de Saúde Pública no Departamento Regional de Saúde-6 de Ribeirão Preto, SP (Brasil)

Steagall-Gomes,Daisy Leslie
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1990 Português
Relevância na Pesquisa
139.25461%
Objetivou-se identificar o enfermeiro na força de trabalho de Enfermagem em Saúde Pública, no Departamento Regional de Saúde - 6 de Ribeirão Preto da Secretaria de Estado da Saúde, destacando e analisando alguns aspectos que o caracterizam. Utilizou-se, como fonte primária e direta de coleta de dados, questionário contendo dados de identificação, nível de formação, progressão funcional, funções, expectativas futuras quanto ao exercício profissional e filiação a órgãos de classe. O total do grupo estudado foi de 35 indivíduos do sexo feminino, predominando: grupo etário de 20 a 30 anos (40,0%); casados (51,5%); tempo de serviço entre zero e 15 anos (77,2%). Com referência à sua interproporcionalidade com as demais categorias, as enfermeiras se distribuíam nas seguintes relações: 1 enfermeira/13,5 pessoal auxiliar e 1 enfermeira/9,1 médicos. Quanto à formação profissional, 71,5% realizaram habilitação em Enfermagem em Saúde Pública e 8,6% Especialização em Saúde Pública. Não havia para as enfermeiras carreira nem quadro e seus vencimentos estavam entre 2 e 7 salários mínimos e apenas uma com 10. A função administrativa é exercida por todas as enfermeiras com predomínio de freqüência entre as inspetoras e de CS...

‣ Classificação Internacional de Práticas de Enfermagem em Saúde Coletiva - CIPESC®

Cubas,Marcia Regina; Egry,Emiko Yoshikawa
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2008 Português
Relevância na Pesquisa
118.82208%
O projeto da Classificação Internacional da Prática de Enfermagem em Saúde Coletiva - CIPESCfoi a contribuição brasileira para incorporar a noção do coletivo na Classificação Internacional da Prática de Enfermagem CIPE. O artigo tem como objetivo analisar a produção bibliográfica acerca das classificações de enfermagem, disponíveis na base de dados da biblioteca virtual em saúde, a partir de 1990. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica sobre os sistemas classificatórios das práticas de enfermagem, e que faz parte de uma pesquisa que pretende identificar a face coletiva do instrumento CIPESCna rede municipal de saúde de Curitiba-PR. Constatou-se que, referente aos sistemas classificatórios em geral, a maioria dos textos acessados baseia-se no modelo clínico-individual e os que enfatizam o modelo epidemiológico e social ainda é minoria. Além disso, a maioria dos estudos, com enfoque no coletivo, é divulgada pelas publicações da Associação Brasileira de Enfermagem, tornando-a hegemônica na disseminação dos conhecimentos acerca do tema, em sua face coletiva.

‣ Articulação teoria-prática e processo ensino-aprendizagem em uma disciplina de Enfermagem em Saúde Coletiva

Campos,Célia Maria Sivalli; Soares,Cássia Baldini; Trapé,Carla Andréa; Silva,Bárbara Ribeiro Buffette; Silva,Tatiana Cristina
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
118.7561%
Este estudo tomou como objeto a articulação teoria-prática da disciplina Fundamentos e Práticas da Enfermagem em Saúde Coletiva, do curso de graduação em enfermagem da EEUSP, e como objetivos: identificar a apreensão dos conceitos da disciplina e verificar sua aplicação nas práticas de enfermagem entre esses estudantes de graduação. Utilizou questionário com questões fechadas e abertas para apreensão empírica do objeto, através de análise de conteúdo. Os resultados indicam que a dimensão teórica apenas em parte possibilitou sínteses capazes de fomentar práticas sociais coerentes com o arcabouço teórico-conceitual da Saúde Coletiva. Para superar essa dificuldade faz-se necessário explicitar as diferentes abordagens teórico-metodológicas que fundamentam as práticas e que o educador direcione o educando para elaboração de sínteses, com a finalidade de formar enfermeiros comprometidos com a interpretação da saúde-doença como processo social e da saúde como direito social e, portanto, com a transformação das práticas reiterativas do modelo hegemônico.

‣ Amamentação: a prática do enfermeiro na perspectiva da Classificação Internacional de Práticas de Enfermagem em Saúde Coletiva

Chaves,Maria Marta Nolasco; Farias,Fabiana Costa de Senna Ávila; Apostólico,Maíra Rosa; Cubas,Marcia Regina; Egry,Emiko Yoshikawa
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2011 Português
Relevância na Pesquisa
118.7062%
Estudo descritivo exploratório que objetivou descrever os diagnósticos e as intervenções de Enfermagem sob a perspectiva da Classificação Internacional das Práticas de Enfermagem em Saúde Coletiva - CIPESC® na atenção à Saúde da Mulher, subtema Pré-Natal e Puerpério, correlacionando-os com as competências do Enfermeiro no Programa Mãe Curitibana. Os dados utilizados foram os diagnósticos e intervenções gerados nas consultas de Enfermagem nos meses de abril a julho de 2005 e trabalhados em estatística simples. O diagnóstico Amamentação Adequada foi o mais frequente e as intervenções mais acionadas relacionam-se ao fortalecimento da usuária frente ao processo saúde-doença (68,9%). Apesar da atuação do Enfermeiro no puerpério, esta competência não consta do Protocolo do Programa. Concluiu-se que são necessários pequenos ajustes nos diagnósticos analisados e uma revisão do Protocolo para abrigar as competências do Enfermeiro que são desenvolvidas em sua prática nos serviços de saúde, conforme constam nos registros da base CIPESC®.

‣ O conhecimento produzido no programa de mestrado de enfermagem em saúde pública da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto-USP e suas relações com as práticas de saúde

Almeida,Maria Cecília Puntel de; Silva,Eliete Maria; Villa,Tereza Cristina Scatena; Assis,Marluce Maria Araújo; Kemura,Maria Lúcia Rímoli
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2000 Português
Relevância na Pesquisa
139.20531%
O artigo objetiva analisar os objetos de pesquisa das dissertações do Programa de Mestrado de Enfermagem em Saúde Pública do MISP da EERP-USP e suas relações com os problemas oriundos das práticas de saúde. Estas, foram classificadas em seis áreas temáticas: Organização da Assistência à Saúde, Promoção da Saúde, Processo Saúde-Doença, Nutrição-Alimentação, Prática Profissional e Imunologia. Destaca-se a contribuição de trabalhos que abordam a crise dos paradigmas na saúde, as relações de gênero e os movimentos sociais em saúde. Conclui-se que as temáticas retratam as realidades profissionais vivenciadas pelos alunos com propostas de intervenção nos micro-espaços das práticas de saúde.

‣ A enfermagem em saúde mental no Brasil: a necessidade de produção de novos conhecimentos

Barros,Sônia; Egry,Emiko Yoshikawa
Fonte: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública. Publicador: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/1994 Português
Relevância na Pesquisa
118.86525%
A assistência psiquiátrica no Brasil após um século da sua institucionalização, em 1852, pouco se modificou, mantendo-se essencialmente restrita ao interior dos asilos e com uma função exclusivamente segregadora. Como resultado das exigências do dinamismo social, dos movimentos de transformação da assistência psiquiátrica na Europa e nos Estados Unidos e da mobilização dos profissionais da área de saúde mental, o Estado tem redefinido suas diretrizes políticas nas últimas décadas. Dessa forma, preconiza que a assistência seja feita de modo predominante extra-hospitalar, regionalizada e que o evento psiquiátrico seja atendido na própria comunidade. Os avanços do saber e da prática, em saúde mental, não foram acompanhados par e passo pela enfermagem que, desde o seu início até hoje, permaneceu essencialmente hospitalocêntrica, em que pesem as pressões e experiências no sentido de transformar sua prática e ensino, ao longo da história. As transformações necessárias só avançarão se os conhecimentos produzidos nesta área tomarem novos rumos uma vez que houve mudanças paradigmáticas na compreensão da saúde mental. Este estudo busca rastrear as grandes lacunas de conhecimento, que deverão ser preenchidas...

‣ Amamentação: a prática do enfermeiro na perspectiva da Classificação Internacional de Práticas de Enfermagem em Saúde Coletiva; Breastfeeding: nurses' practice under the perspective of the International Classification of Collective Health Nursing Practices; Amamantamiento: la práctica del enfermero en la perspectiva de la Clasificación Internacional de Prácticas de Eenfermería en Salud Colectiva

CHAVES, Maria Marta Nolasco; FARIAS, Fabiana Costa de Senna Ávila; Apostólico, Maíra Rosa; CUBAS, Marcia Regina; EGRY, Emiko Yoshikawa
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
118.7062%
Estudo descritivo exploratório que objetivou descrever os diagnósticos e as intervenções de Enfermagem sob a perspectiva da Classificação Internacional das Práticas de Enfermagem em Saúde Coletiva - CIPESC® na atenção à Saúde da Mulher, subtema Pré-Natal e Puerpério, correlacionando-os com as competências do Enfermeiro no Programa Mãe Curitibana. Os dados utilizados foram os diagnósticos e intervenções gerados nas consultas de Enfermagem nos meses de abril a julho de 2005 e trabalhados em estatística simples. O diagnóstico Amamentação Adequada foi o mais frequente e as intervenções mais acionadas relacionam-se ao fortalecimento da usuária frente ao processo saúde-doença (68,9%). Apesar da atuação do Enfermeiro no puerpério, esta competência não consta do Protocolo do Programa. Concluiu-se que são necessários pequenos ajustes nos diagnósticos analisados e uma revisão do Protocolo para abrigar as competências do Enfermeiro que são desenvolvidas em sua prática nos serviços de saúde, conforme constam nos registros da base CIPESC®.; This descriptive and exploratory study aimed to describe nursing diagnoses and interventions under the International Nursing Practice Classification in Collective Health - CIPESC® - in Women's Health Care...

‣ Amamentação: a prática do enfermeiro na perspectiva da Classificação Internacional de Práticas de Enfermagem em Saúde Coletiva; Amamantamiento: la práctica del enfermero en la perspectiva de la Clasificación Internacional de Prácticas de Eenfermería en Salud Colectiva; Breastfeeding: nurses' practice under the perspective of the International Classification of Collective Health Nursing Practices

Chaves, Maria Marta Nolasco; Farias, Fabiana Costa de Senna Ávila; Apostólico, Maíra Rosa; Cubas, Marcia Regina; Egry, Emiko Yoshikawa
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/03/2011 Português
Relevância na Pesquisa
118.7062%
This descriptive and exploratory study aimed to describe nursing diagnoses and interventions under the International Nursing Practice Classification in Collective Health - CIPESC® - in Women's Health Care, sub-theme Pre-Natal and Puerperium, correlating them to nurses' competences at Curitiba's Mother Program. Data used were diagnoses and interventions during nursing consultation from April to July/ 2005. Basic Statistics was used for data treatment. Proper Breastfeeding was the most frequent diagnosis and most interventions are related to strengthening the user to face the health-disease process (68.9%). In spite of nurses' practice during puerperium, such a competence is not part of the Program Protocol. In conclusion, minor adjustments are necessary in the analyzed diagnoses and the Protocol should be reviewed to entail nurses' competences that are developed in their practice in health services according to CIPESC' s registers.; Estudo descritivo exploratório que objetivou descrever os diagnósticos e as intervenções de Enfermagem sob a perspectiva da Classificação Internacional das Práticas de Enfermagem em Saúde Coletiva - CIPESC® na atenção à Saúde da Mulher, subtema Pré-Natal e Puerpério, correlacionando-os com as competências do Enfermeiro no Programa Mãe Curitibana. Os dados utilizados foram os diagnósticos e intervenções gerados nas consultas de Enfermagem nos meses de abril a julho de 2005 e trabalhados em estatística simples. O diagnóstico Amamentação Adequada foi o mais frequente e as intervenções mais acionadas relacionam-se ao fortalecimento da usuária frente ao processo saúde-doença (68...

‣ Classificação Internacional de Práticas de Enfermagem em Saúde Coletiva - CIPESC®; Clasificación de las prácticas de enfermería en salud colectiva - CIPESC®; International classification of nursing practices in collective health - CIPESC®

Cubas, Marcia Regina; Egry, Emiko Yoshikawa
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2008 Português
Relevância na Pesquisa
119.05522%
O projeto da Classificação Internacional da Prática de Enfermagem em Saúde Coletiva - CIPESCfoi a contribuição brasileira para incorporar a noção do coletivo na Classificação Internacional da Prática de Enfermagem CIPE. O artigo tem como objetivo analisar a produção bibliográfica acerca das classificações de enfermagem, disponíveis na base de dados da biblioteca virtual em saúde, a partir de 1990. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica sobre os sistemas classificatórios das práticas de enfermagem, e que faz parte de uma pesquisa que pretende identificar a face coletiva do instrumento CIPESCna rede municipal de saúde de Curitiba-PR. Constatou-se que, referente aos sistemas classificatórios em geral, a maioria dos textos acessados baseia-se no modelo clínico-individual e os que enfatizam o modelo epidemiológico e social ainda é minoria. Além disso, a maioria dos estudos, com enfoque no coletivo, é divulgada pelas publicações da Associação Brasileira de Enfermagem, tornando-a hegemônica na disseminação dos conhecimentos acerca do tema, em sua face coletiva.; El proyecto de Clasificación Internacional de la Práctica de Enfermería en Salud Colectiva - CIPESCfue la contribución brasileña para incorporar la noción del colectivo en la Clasificación Internacional de la Práctica de Enfermería CIPE. El artículo tiene como objetivo analizar la producción bibliográfica acerca de las clasificaciones de enfermería en bases de informaciones disponibles en la biblioteca virtual en salud desde 1990. Se trata de una investigación bibliográfica acerca de los sistemas clasificatorios y es parte de un proyecto que pretende identificar la faz colectiva del instrumento CIPESCutilizado en la red municipal de salud de Curitiba...

‣ Articulação teoria-prática e processo ensino-aprendizagem em uma disciplina de Enfermagem em Saúde Coletiva; Articulación teoría-práctica y proceso enseñanza-aprendizaje en un Curso de Enfermería en Salud Colectiva; The relationship theory- practice and the teaching-learning process in a Collective Health Nursing Course

Campos, Célia Maria Sivalli; Soares, Cássia Baldini; Trapé, Carla Andréa; Silva, Bárbara Ribeiro Buffette; Silva, Tatiana Cristina
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
118.98924%
Este estudo tomou como objeto a articulação teoria-prática da disciplina Fundamentos e Práticas da Enfermagem em Saúde Coletiva, do curso de graduação em enfermagem da EEUSP, e como objetivos: identificar a apreensão dos conceitos da disciplina e verificar sua aplicação nas práticas de enfermagem entre esses estudantes de graduação. Utilizou questionário com questões fechadas e abertas para apreensão empírica do objeto, através de análise de conteúdo. Os resultados indicam que a dimensão teórica apenas em parte possibilitou sínteses capazes de fomentar práticas sociais coerentes com o arcabouço teórico-conceitual da Saúde Coletiva. Para superar essa dificuldade faz-se necessário explicitar as diferentes abordagens teórico-metodológicas que fundamentam as práticas e que o educador direcione o educando para elaboração de sínteses, com a finalidade de formar enfermeiros comprometidos com a interpretação da saúde-doença como processo social e da saúde como direito social e, portanto, com a transformação das práticas reiterativas do modelo hegemônico.; Este estudio tuvo como objeto la articulación teoría-práctica del curso Fundamentos y Prácticas de Enfermería en Salud Colectiva, para alumnos de graduación de la Escuela de Enfermería de la Universidad de Sao Paulo. Se buscó identificar la aprehensión de los conceptos del curso y evaluar su aplicación en las prácticas de enfermería. Se utilizó un cuestionario para aprehender empíricamente el objeto. Las informaciones fueron analizadas con análisis de contenido. Resultados: la dimensión teórica...

‣ Identificação do enfermeiro de saúde pública na força de trabalho de Enfermagem de Saúde Pública no Departamento Regional de Saúde-6 de Ribeirão Preto, SP (Brasil); Identification of the public health nurse within the public health work force in a Regional Health Department

Steagall-Gomes, Daisy Leslie
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/1990 Português
Relevância na Pesquisa
139.25461%
Objetivou-se identificar o enfermeiro na força de trabalho de Enfermagem em Saúde Pública, no Departamento Regional de Saúde - 6 de Ribeirão Preto da Secretaria de Estado da Saúde, destacando e analisando alguns aspectos que o caracterizam. Utilizou-se, como fonte primária e direta de coleta de dados, questionário contendo dados de identificação, nível de formação, progressão funcional, funções, expectativas futuras quanto ao exercício profissional e filiação a órgãos de classe. O total do grupo estudado foi de 35 indivíduos do sexo feminino, predominando: grupo etário de 20 a 30 anos (40,0%); casados (51,5%); tempo de serviço entre zero e 15 anos (77,2%). Com referência à sua interproporcionalidade com as demais categorias, as enfermeiras se distribuíam nas seguintes relações: 1 enfermeira/13,5 pessoal auxiliar e 1 enfermeira/9,1 médicos. Quanto à formação profissional, 71,5% realizaram habilitação em Enfermagem em Saúde Pública e 8,6% Especialização em Saúde Pública. Não havia para as enfermeiras carreira nem quadro e seus vencimentos estavam entre 2 e 7 salários mínimos e apenas uma com 10. A função administrativa é exercida por todas as enfermeiras com predomínio de freqüência entre as inspetoras e de CS...

‣ Knowledge produced in the master program on public health nursing offered by the University of São Paulo at Ribeirão Preto College of Nursing and its relationship with health practices; El conocimiento producido en el programa de maestría de enfermería en salud pública de la Escuela de Enfermería de Ribeirão Preto-USP y su relación con las prácticas de salud; O conhecimento produzido no programa de mestrado de enfermagem em saúde pública da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto-USP e suas relações com as práticas de saúde

Almeida, Maria Cecília Puntel de; Silva, Eliete Maria; Villa, Tereza Cristina Scatena; Assis, Marluce Maria Araújo; Kemura, Maria Lúcia Rímoli
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/10/2000 Português
Relevância na Pesquisa
139.34254%
The purpose of this study was to analyze the research objects of the theses produced in the Master Program on Public Health offered by the Department of Maternal-Infant Nursing and Public Health ¾ University of São Paulo at Ribeirão Preto College of Nursing and their relationship with the problems originated from health care practice. These practices were classified within six major areas: Health Care Organization, Health Promotion, Health-Disease Process, Nutrition-Feeding, Professional Practice and Immunology. The contribution of works focussing on the crisis of health paradigms, gender relations and Social Movements in Health were emphasized. Authors concluded that the themes are closely related to the students' professional context, enabling them to present suggestions regarding interventions in health practices.; Se analizan los objetos de investigación de tesis de maestría en Enfermería en Salud Pública del MISP de EERP, y sus relaciones con problemas originados de las prácticas de salud. Estas fueron clasificadas en seis áreas temáticas: Organización Asistencial en Salud, Promoción de Salud, Proceso Salud Enfermedad, Nutrición-Alimentación, Práctica Profesional e Inmunología. Se destaca la contribución de trabajos con respecto a la crisis de los paradigmas en salud...

‣ A enfermagem em saúde mental no Brasil: a necessidade de produção de novos conhecimentos

Barros, Sônia; Egry, Emiko Yoshikawa
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/07/1994 Português
Relevância na Pesquisa
118.61607%
A assistência psiquiátrica no Brasil após um século da sua institucionalização, em 1852, pouco se modificou, mantendo-se essencialmente restrita ao interior dos asilos e com uma função exclusivamente segregadora. Como resultado das exigências do dinamismo social, dos movimentos de transformação da assistência psiquiátrica na Europa e nos Estados Unidos e da mobilização dos profissionais da área de saúde mental, o Estado tem redefinido suas diretrizes políticas nas últimas décadas. Dessa forma, preconiza que a assistência seja feita de modo predominante extra-hospitalar, regionalizada e que o evento psiquiátrico seja atendido na própria comunidade. Os avanços do saber e da prática, em saúde mental, não foram acompanhados par e passo pela enfermagem que, desde o seu início até hoje, permaneceu essencialmente hospitalocêntrica, em que pesem as pressões e experiências no sentido de transformar sua prática e ensino, ao longo da história. As transformações necessárias só avançarão se os conhecimentos produzidos nesta área tomarem novos rumos uma vez que houve mudanças paradigmáticas na compreensão da saúde mental. Este estudo busca rastrear as grandes lacunas de conhecimento, que deverão ser preenchidas...

‣ Identificação do enfermeiro de saúde pública na força de trabalho de Enfermagem de Saúde Pública no Departamento Regional de Saúde-6 de Ribeirão Preto, SP (Brasil)

Steagall-Gomes,Daisy Leslie
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1990 Português
Relevância na Pesquisa
139.25461%
Objetivou-se identificar o enfermeiro na força de trabalho de Enfermagem em Saúde Pública, no Departamento Regional de Saúde - 6 de Ribeirão Preto da Secretaria de Estado da Saúde, destacando e analisando alguns aspectos que o caracterizam. Utilizou-se, como fonte primária e direta de coleta de dados, questionário contendo dados de identificação, nível de formação, progressão funcional, funções, expectativas futuras quanto ao exercício profissional e filiação a órgãos de classe. O total do grupo estudado foi de 35 indivíduos do sexo feminino, predominando: grupo etário de 20 a 30 anos (40,0%); casados (51,5%); tempo de serviço entre zero e 15 anos (77,2%). Com referência à sua interproporcionalidade com as demais categorias, as enfermeiras se distribuíam nas seguintes relações: 1 enfermeira/13,5 pessoal auxiliar e 1 enfermeira/9,1 médicos. Quanto à formação profissional, 71,5% realizaram habilitação em Enfermagem em Saúde Pública e 8,6% Especialização em Saúde Pública. Não havia para as enfermeiras carreira nem quadro e seus vencimentos estavam entre 2 e 7 salários mínimos e apenas uma com 10. A função administrativa é exercida por todas as enfermeiras com predomínio de freqüência entre as inspetoras e de CS...