Página 1 dos resultados de 379 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

‣ Ensino superior, escolha e racionalidade: os processos de decisão dos universitários do município de São Paulo.; Higher education, choice and rationality: the decision processes of college students in the municipality of São Paulo.

Moretto, Cleide Fátima
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/02/2003 Português
Relevância na Pesquisa
48.05838%
O estudo parte da constatação de uma dicotomia observada entre o modelo formal da teoria do capital humano, que justifica a tomada de decisão por meio do investimento em educação, e as evidências empíricas dos estudos que corroboram tal modelo. Identifica que a base daquele modelo formal, a teoria neoclássica da escolha racional, distancia-se do tipo real de homem econômico racional e, portanto, do investidor típico em capital humano, na medida em que desconsidera os limites que lhe são apresentados em termos de informação incompleta, de capacidade de processar a informação e da influência do meio social no comportamento individual. O estudo sugere a abordagem da racionalidade comportamental da economia psicológica, como uma alternativa metodológica à concepção de racionalidade envolvida no paradigma do capital humano como forma de análise do processo de escolha do ensino superior . Examina os processos de decisão dos universitários do município de São Paulo, identificando fatores associados à racionalidade comportamental, tais como a escolha no tempo, a incerteza, o nível de informação, as influências das diferentes situações e instituições no comportamento e as expectativas de atuação profissional futura. Busca apreender a realidade dos processos de escolha...

‣ Racionalidade e pesquisa comportamental no direito: avanço científico ou retórica?

Ribeiro, Gustavo Sampaio de Abreu
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
48.222715%
Esse é um trabalho sobre estudos comportamentais que questionam a confiabilidade empírica das premissas de racionalidade das ciências sociais. Décadas de pesquisa comportamental vêm nos ensinando é que a grande maioria das tendências cognitivas identificadas e comprovadas, que se afastam dos pressupostos da Teoria da Escolha Racional não são de forma alguma aleatórias, mas ao invés, são sistemáticas e previsíveis. A ideia unificando esse trabalho é de que a literatura de pesquisa comportamental pode nos permitir modelar e prever comportamentos relevantes para o direito, com pressupostos mais realistas sobre o comportamento humano. No entanto, alguns pesquisadores pintam uma figura entusiástica sobre o potencial que tal pesquisa possui para informar a análise jurídica e, assim, cometem algumas desatenções ao defender generalizações não embasadas por evidências científicas, quase aproximando-se do uso de uma mera retórica. Dado esse cenário, devemos procurar garantir que a incorporação das evidências da pesquisa comportamental no discurso jurídico seja acompanhada de maior ênfase na pesquisa empírica em ambientes específicos. Esse trabalho possui três objetivos. O primeiro é analisar as diferentes concepções de racionalidade e caso elas devem manter sua posição privilegiada nas ciências sociais. O segundo é tentar entender melhor a literatura de pesquisa comportamental que questionam a validade empírica dos axiomas da Teoria da Escolha Racional. O terceiro é identificar problemas na forma pela qual a pesquisa comportamental tem sido incorporada no discurso jurídico.; This is a paper on behavioral researches that question the reliability of the empirical assumptions of rationality of the social sciences. Decades of behavioral research have taught us is that the vast majority of cognitive biases identified and proven...

‣ Expectativas académicas e desempenho escolar: das disposições sociais à escolha racional

Cunha, Soraia Cristina Rosado
Fonte: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /03/2012 Português
Relevância na Pesquisa
57.992524%
Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Sociologia; O risco do investimento educativo na incerteza dos benefícios que resultarão dos custos despendidos poderá orientar os jovens e os seus familiares a atribuir menor importância à escolaridade dos seus elementos familiares, e a criar uma projecção e orientação de futuro mais reduzido, procurando o menor risco de acção. E isto porque a ponderação e cálculo entre os custos e os benefícios da acção, e o risco e probabilidade de atingir os objectivos esperados em contextos de incerteza e de posse de menos informações sobre a realidade actual e de maiores constrangimentos e dúvidas nas consequências de acção levam, muitas vezes, a que os indivíduos (neste caso os jovens e seus familiares) estabeleçam metas menos exigentes, criando menores aspirações e expectativas, de forma a investir menos e a alcançar os objectivos esperados sem custos elevados e que ultrapassem as suas posses. Desta forma, a dualidade de importância atribuída actualmente ao papel da escolaridade e dos diplomas tem resultado numa bifurcação de atitudes e acções perante e dentro do sistema educativo: para manter a competitividade do desenvolvimento económico...

‣ Políticas de governo e planejamento estratégico como problemas de escolha pública - I

Silva,Marcos Fernandes Gonçalves da
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de S.Paulo Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de S.Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/1996 Português
Relevância na Pesquisa
58.019272%
Este artigo aborda as políticas públicas como decisões condicionadas pela estrutura constitucional-institucional e influenciada pela ação de grupos de pressão rent-seeking. Inicialmente recupera a tradição de escolha racional aplicada à política para discutir os limites da escolha coletiva, pública e democrática de acordo com o resultado clássico do Teorema de Arrow. Posteriormente, o artigo aborda as teorias econômicas da escolha pública e da política, dando especial destaque à escola de Public Choice de Buchanan e Tullock. Por fim, conclui que as políticas públicas devem ser restritas por um conjunto de regras e instituições que criem incentivos contratuais destinados a minimizar a ação dos agentes caçadores-de-renda.

‣ Políticas de governo e planejamento estratégico como problemas de escolha pública: II

Silva,Marcos Fernandes Gonçalves da
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de S.Paulo Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de S.Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1996 Português
Relevância na Pesquisa
58.019272%
Este artigo aborda as políticas públicas como decisões condicionadas pela estrutura constitucional institucional e influenciadas pela ação de grupos de pressão rent-seeking. Inicialmente recupera a tradição de escolha racional aplicada à política para discutir os limites da escolha coletiva, pública e democrática de acordo com o resultado clássico do Teorema de Arrow. Posteriormente, o artigo aborda as teorias econõmicas da escolha pública e da política, dando especial destaque à escola de Public Choice de Buchanan e Tullock. Por fim, conclui que as políticas públicas devem ser restritas por um conjunto de regras e instituições que criem incentivos contratuais destinados a minimizar a ação dos agentes caçadores-de-renda.

‣ A economia da religião e seus fundamentos: teste de um modelo de escolha religiosa

Oliveira,Lívio Luiz Soares de; Cortes,Renan Xavier; Balbinotto Neto,Giácomo
Fonte: Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas - FIPE Publicador: Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas - FIPE
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
58.169844%
O objetivo deste trabalho é expor, com base na literatura de Economia da Religião, a premissa de racionalidade humana relacionada ao comportamento religioso. Serão abordados conceitos e definições da Economia da Religião, o objeto de interesse dessa disciplina, isto é, as questões com as quais se preocupa, além de discutir-se, sucintamente, a origem e a evolução da Economia da Religião. Discutem-se dois dos fundamentos teóricos da Economia da Religião: a Escolha Racional e a Teoria do Consumidor aplicada à religião. Como contribuição empírica, realizou-se um teste de um modelo de escolha religiosa empregando a técnica de Análise de Discriminante. Por último, serão discutidas as vantagens, objeções e críticas relativas à Teoria da Escolha Racional Religiosa.

‣ Algumas limitações das explicações da escolha racional na Ciência Política e na Sociologia

Baert,Patrick
Fonte: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais - ANPOCS Publicador: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais - ANPOCS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/1997 Português
Relevância na Pesquisa
68.485605%
O artigo tem por objetivo construir uma análise crítica das explicações da teoria da escolha racional nas ciências sociais. O argumento consiste em quatro partes. Primeiro, os teóricos da escolha racional não conseguem reconhecer completamente a diferença entre uma pessoa agindo como se fosse racional e uma pessoa agindo movida pela racionalidade. Em segundo lugar, embora a maioria desses teóricos aceite que a racionalidade está algumas vezes incorporada ao conhecimento prático das pessoas, no momento da apresentação de seus resultados estes mesmos pesquisadores acabam por invocar propósitos ou objetivos. Além disto, uma vez aceita a possibilidade de conhecimento prático, não fica claro em que medida a teoria é distinta de outras teorias rivais. Terceiro, é possível reconstruir qualquer tipo de ação em termos de uma narrativa racional, e portanto não fica claro quais formas de ação são possíveis falsificadoras da teoria. Em quarto lugar, os teóricos da escolha racional assumem erroneamente que a racionalidade não muda culturalmente.

‣ Repensando a escolha racional e a teoria da agência: fazendeiros de gado e capatazes no século XIX

Monsma,Karl
Fonte: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais - ANPOCS Publicador: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais - ANPOCS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2000 Português
Relevância na Pesquisa
68.294326%
O artigo explora o valor e os limites da teoria da agência por meio da comparação das relações entre fazendeiros de gado e capatazes no Rio Grande do Sul e em Buenos Aires nas primeiras décadas do século XIX. Considera que a teoria da agência e a abordagem da escolha racional baseiam-se em uma teoria da ação deficiente, pressupondo atores pré-sociais, que usam uma racionalidade universal, embora possam ser úteis para identificar certos dilemas centrais na relação entre principal e agente e para delimitar o conjunto das soluções viáveis. Como os atores geralmente não tentam otimizar suas escolhas, mas buscam soluções satisfatórias para os problemas que encontram, somente a história e a cultura explicam a "escolha" de um dos arranjos viáveis e não de outro. O contexto e a experiência se internalizam no habitus e na consciência prática dos atores, que moldam a definição dos problemas e as estratégias para resolvê-los. Os fazendeiros estudados neste artigo abordavam questões semelhantes de agência de maneiras diferentes. Parte da divergência devia-se aos contextos, mas muito dela se relacionava aos habitus distintos, decorrentes da origem do portenho na classe dos grandes comerciantes coloniais, sem experiência rural...

‣ O paradigma da escolha racional: mercado regulado e pluralismo religioso

Frigerio,Alejandro
Fonte: Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo Publicador: Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2008 Português
Relevância na Pesquisa
47.992524%
A teoria das economias religiosas proposta por Rodney Stark, Roger Finke e Laurence Iannaccone tem recebido pouca atenção nos meios acadêmicos latino-americanos. Poucos são os trabalhos locais que explicitam com precisão seus argumentos e os compreendem a partir de seus supostos e definições. Neste trabalho, descrevo as principais proposições dos autores norte-americanos a respeito da escolha racional, do funcionamento do mercado religioso e de suas conseqüências para o pluralismo religioso. Esta discussão é particularmente necessária, já que sua nova definição de "escolha racional" é pouco conhecida localmente e suas idéias sobre o mercado religioso têm sido relidas mais a partir da perspectiva de Berger que de seus próprios pressupostos. Chamar a atenção para o grau de regulação das economias religiosas mostra que estas não se definem exclusivamente em termos de monopólio ou de mercado, mas que existe de fato um continuum de possibilidades.

‣ Ônibus versus avião: determinantes da escolha entre modo de transporte

Rosalino,Jackson
Fonte: Sociedade Brasileira de Planejamento dos Transportes Publicador: Sociedade Brasileira de Planejamento dos Transportes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 Português
Relevância na Pesquisa
57.790234%
Neste artigo, desenvolveu-se um conjunto de modelos que explicam a escolha racional entre viajar de ônibus ou de avião. Para realizar tais objetivos, utilizou-se um modelo básico de microeconomia, no qual o agente representativo ao tentar maximizar sua função utilidade deverá escolher um módulo de transporte para realizar a viagem que permite obter este resultado. Fez-se também a associação entre renda mínima para se viajar de avião e a distância a ser percorrida. Concluí-se que há uma relação negativa, isto é, conforme a distância a ser percorrida aumenta, o valor da renda mínima para se viajar de avião decresce. Tal fenômeno decorre, basicamente, da relação negativa entre preços relativos (valor da passagem aérea (R$/KM) sobre o da passagem rodoviária) em função da distância a ser percorrida. Isto é, conforme a distância da viagem aumenta, menor é o preço relativo acima definido. Entendendo renda mínima para se viajar de avião como uma restrição aos indivíduos, entende-se porque quanto maior a distância, maior é o número potencial de passageiros a utilizar avião: a renda mínima para usar este modo de transporte decresce em função da distância.

‣ Assédio sexual: uma questão pública ou privada? estudo da aplicabilidade e efetividade da Lei 10.224/2001 na Região Metropolitana do Recife

Carla de Azevedo Mesquita, Núbia; Tereza Lemos-Nelson, Ana (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
48.222715%
A presente dissertação tem como objeto a identificação dos mecanismos instituídos nas agências formais inseridas na região Metropolitana do Recife, as quais diretamente lidam com denúncias de Assédio Sexual, a saber: a Delegacia da Mulher, o Ministério Público , o Juizado Especial Criminal e a Delegacia Regional do Trabalho, todos estudados no período de agosto de 2001 a agosto de 2003. Trata-se de uma pesquisa empírico-descritiva de metodologia qualitativa. As correntes feministas , Liberal, Marxista , Socialista e Radical bem como a Teoria da Escolha Racional e o Neoinstitucionalismo Histórico são as correntes teóricas utilizadas nesta análise. O principal pressuposto é que a exeqüibilidade da lei do Assédio Sexual está diretamente relacionada com a escolha racional dos atores, arrimada nas instituições (formal ou informalmente) constituídas em cada agência. No caso da Delegacia da Mulher, conclui-se que o Assédio Sexual é invisibilizado pelas instituições particularistas e subjetivas, pois os payoffs (benefícios) não são recompensadores se tais denúncias fossem dirimidas. No caso do Ministério Público e do Juizado Especial Criminal, conclui-se que os atores optam por uma subotimização em suas escolhas racionais para alcançarem um equilíbrio que satisfaça tanto a agência formal quanto a vítima...

‣ As Teorias Positivas sobre a organização do legislativo e as explicações sobre o Congresso Nacional

Leonardo Wanderley Duarte Santos, Manoel; da Cunha Rezende, Flávio (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
48.537324%
O presente estudo teve por finalidade investigar em que medida as explicações sobre o Congresso Nacional, no período de 1994-2005 foram influenciadas pelos paradigmas da teoria da escolha racional e do novo institucionalismo (aqui compreendido em suas três versões: institucionalismo da escolha racional, institucionalismo histórico e institucionalismo sociológico (HALL & TAYLOR 2003[1996]). Considerando que na base do institucionalismo da escolha racional estão as teorias positivas sobre a organização do legislativo (SHEPSLE & WEINGAST, 1994) e que elas podem ser resumidas nas versões distributivista, informacional e partidária, a influência de cada uma dessas versões foi tomada como fio condutor dessa investigação. A reconstrução racional da produção científica brasileira considerou duas dimensões: (i) a análise crítica da literatura (num total de 45 papers) e (ii) uma consulta, em forma de survey, feita aos pesquisadores que desenvolveram estudos sobre o Congresso Nacional nesse período. Constatou-se a rara presença de modelos puros de escolha racional e a predominante influência do novo institucionalismo (com predominância do institucionalismo da escolha racional, mas com a presença do institucionalismo histórico). Quanto à influência das teorias positivas sobre o legislativo...

‣ Assédio sexual: uma questão pública ou privada? estudo da aplicabilidade e efetividade da Lei 10.224/2001 na Região Metropolitana do Recife

Carla de Azevedo Mesquita, Núbia; Tereza Lemos-Nelson, Ana (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
48.222715%
A presente dissertação tem como objeto a identificação dos mecanismos instituídos nas agências formais inseridas na região Metropolitana do Recife, as quais diretamente lidam com denúncias de Assédio Sexual, a saber: a Delegacia da Mulher, o Ministério Público , o Juizado Especial Criminal e a Delegacia Regional do Trabalho, todos estudados no período de agosto de 2001 a agosto de 2003. Trata-se de uma pesquisa empírico-descritiva de metodologia qualitativa. As correntes feministas , Liberal, Marxista , Socialista e Radical bem como a Teoria da Escolha Racional e o Neoinstitucionalismo Histórico são as correntes teóricas utilizadas nesta análise. O principal pressuposto é que a exeqüibilidade da lei do Assédio Sexual está diretamente relacionada com a escolha racional dos atores, arrimada nas instituições (formal ou informalmente) constituídas em cada agência. No caso da Delegacia da Mulher, conclui-se que o Assédio Sexual é invisibilizado pelas instituições particularistas e subjetivas, pois os payoffs (benefícios) não são recompensadores se tais denúncias fossem dirimidas. No caso do Ministério Público e do Juizado Especial Criminal, conclui-se que os atores optam por uma subotimização em suas escolhas racionais para alcançarem um equilíbrio que satisfaça tanto a agência formal quanto a vítima...

‣ O processo de criação do programa Universidade para Todos - PROUNI

Guerra, Lenin Cavalcanti Brito
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Administração; Políticas e Gestão Públicas; Gestão Organizacional Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Administração; Políticas e Gestão Públicas; Gestão Organizacional
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
47.992524%
From the end of the 80s, the Brazilian higher education experience strong growth, coming from the private sector, which would intensify further in the late 90th Higher education has become a lucrative business. With a drop in the number of students entering and strong competition, the number of idle places in private institutions of higher education reached 49.5% in 2004. That same year, by Measure, was the University for All Program (PROUNI) program, to include high school students from public higher education, offering scholarships to those students in private HEIs. In exchange, the IES gain tax exemption. The objective of this research is to investigate the game of interest occurred in the formulation of this program and identify the model and the political game and has led to the creation of PROUNI, analyzing the process occurred since the wording of a bill, the issue of Measure Law and that the legitimacy PROUNI, with the most important changes made initial model. Since the first draft of the Law to the final Act, the PROUNI was disfigured in its main points, as the percentage of stock for paying students, the process of selection of stock and bond of the IES program. Throughout the process of creating the program, it is quite clear the performance of the institutions representing the private higher education. As reference for the analysis was based on Rational Choice Theory of Political Science. The basic argument of the methods based on rational choice is the maximization of the benefit will be the main motivation of individuals...

‣ PERSPECTIVAS ANALÍTICAS E PROGRAMAS DE PESQUISA SOBRE A COOPERAÇÃO SOCIAL

Higgins,Silvio Segundo Salej; Silveira,Mariana Costa
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2015 Português
Relevância na Pesquisa
47.992524%
Resumo:Este artigo examina formatos teóricos que rivalizam em sua forma de explicar a cooperação social. São expostas duas perspectivas teóricas distintas, através das pesquisas de Jean Piaget e de autores da Teoria da Escolha Racional. Enquanto a primeira compreende a cooperação a partir da evolução das estruturas cognitivas morais, a segunda vê-la como resultado da coordenação dos interesses de atores racionais. Após a exposição de recentes publicações no âmbito da cooperação, são expostas e comparadas as principais perspectivas teóricas já mencionadas, identificando seus aportes à compreensão do fenômeno cooperativo, seus pontos de convergência e de distanciamento. Elencamos os principais programas de pesquisa que têm dado desdobramento às premissas teóricas de Piaget e dos autores da Teoria da Escolha Racional.

‣ A economia da religião e seus fundamentos: teste de um modelo de escolha religiosa

Oliveira, Lívio Luiz Soares de; Cortes, Renan Xavier; Balbinotto Neto, Giácomo
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
58.169844%
This paper aim, based on the literature of Economics of Religion, to the premise of human rationality related to religious behavior. Are discussed concepts and definitions of the Economics of Religion, the object of interest in this discipline, ie, the most important issues, and discuss briefly the origin and evolution of discipline. Rational Choice and Consumer Theory applied to the Religion, two of the theoretical fundamentals of Economics of Religion are discussed. As an empirical contribution, we carried out a test of a model of religious choice employing the technique of Discriminant Analysis. Finally, we discuss the advantages, objections and criticisms regarding the Rational Choice Theory of Religion.; O objetivo deste trabalho é expor, com base na literatura de Economia da Religião, a premissa de racionalidade humana relacionada ao comportamento religioso. Serão abordados conceitos e definições da Economia da Religião, o objeto de interesse dessa disciplina, isto é, as questões com as quais se preocupa, além de discutir-se, sucintamente, a origem e a evolução da Economia da Religião. Discutem-se dois dos fundamentos teóricos da Economia da Religião: a Escolha Racional e a Teoria do Consumidor aplicada à religião. Como contribuição empírica...

‣ RESENHA DE "JOGOS OCULTOS: ESCOLHA RACIONAL NO CAMPO DA POLÍTICA COMPARADA"

Vendruscolo, Weslei
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/download
Publicado em 22/07/2009 Português
Relevância na Pesquisa
68.294326%
Esta resenha tem por objeto apresentar, à comunidade jurídica, uma obra já bastanteconhecida da Ciência Política. Escrito pelo norte americano George Tsebelis, o livro‘Jogos Ocultos: Escolha Racional no Campo da Política Comparada’ busca, na Teoriada Escolha Racional e na Teoria dos Jogos, inspiração para explicar fenômenospolíticos, traçando um perfil que permite ao estudioso mais interessado preverdeterminados comportamentos dos atores políticos. Parte de uma análise docomportamento individual dos políticos e suas relações partidárias internas e externasem diversos cenários, demonstrando que se determinado comportamento adotado porcerto ator não parece ser a melhor escolha para aquela situação é porque o observadorestá focado somente em um cenário ou em um jogo, enquanto que o ator está jogandoem diversas esferas dois ou mais jogos.

‣ A escolha racional e suas convergências sociológicas nas ciências econômicas e políticas

Christiano, Luiz; Mestrando em Sociologia Política na Universidade Federal de Santa Catarina
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 18/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
67.992524%
http://dx.doi.org/10.5007/1806-5023.2010v7n1/2p1Este artigo se propõe a apresentar, em síntese, as diferentes abordagens da teoria da escolha racional no pensamento político e no pensamento econômico ao longo dos tempos. Com base nesta exposição, objetiva-se identificar os caminhos de convergência da mesma para um modelo mais abrangente – envolvendo correntes psico e sociológicas – para o estudo do comportamento político.

‣ Teoria da escolha racional: a evidenciação do homo economicus?

Scheeffer, Fernando; Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 11/05/2013 Português
Relevância na Pesquisa
68.43956%
http://dx.doi.org/10.5007/1806-5023.2013v10n1p28Não há como negar que recentemente a abordagem econômica, ou também conhecida como teoria da escolha racional, ganha corpo na Ciência Política e na Sociologia, sobretudo para explicar a ação coletiva, ou então, o que leva os indivíduos a participarem e agirem enquanto grupo. Diante desse contexto, o presente trabalho pretende expor os principais pressupostos da teoria da escolha racional, para em um segundo momento testá-los com o intuito de saber em que medida este enfoque tem um bom poder explicativo. Para tal é apresentado e questionado o conceito de racionalidade, alicerce fundamental da teoria da escolha racional, e contraposta a mesma ao enfoque sociológico e principalmente à abordagem psicossociológica. De fato, embora tenhamos um homem racional e autointeressado, parece coerente afirmar que esta é uma dentre várias abordagens que se prendem a aspectos diversos para buscar compreender um homem complexo e multifacetado. Neste âmbito o enfoque psicossociológico ganha destaque por conseguir assimilar este entrave e compreendê-lo enquanto ser em relação, ou seja, dando ênfase aos atores coletivos sempre em interação, relação e negociação com o que os rodeia.

‣ Racionalidade e escolha

Gomes,Orlando
Fonte: ISCTE-IUL Business School Publicador: ISCTE-IUL Business School
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2007 Português
Relevância na Pesquisa
48.019272%
O conceito de racionalidade é uma das noções que mais tem sido alvo de debate e controvérsia no seio da ciência económica. O paradigma da escolha racional, que envolve os comportamentos de maximização do lucro das empresas e de maximização da utilidade das famílias, pode ser posto em causa por um importante número de reflexões que recordam que o processo de escolha humana não é isento de erros, não ignora factores emocionais nem se concretiza fora de um contexto social onde a interacção com terceiros determina comportamentos. O presente texto procura caracterizar o modo como os economistas têm trabalhado a noção de decisão racional e aplica algumas das suas ideias para modelizar o processo de decisão. Em particular, constrói-se um exercício no qual se destacam os custos cognitivos envolvidos no processo de escolha e recorre-se à teoria da escolha discreta para exemplificar como a interacção social e estímulos como a publicidade determinam trajectórias de consumo e utilidade.