Página 1 dos resultados de 6318 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

‣ Três casos de hipertensão e Fístula Arteriovenosa Renal: com uma fístula de novo; Three cases of hypertension and Renal Arteriovenous fistula with a de novo fistula; Tres casos de hipertención y Fístula Arteriovenosa Renal: con una fístula de novo

MELO, Natalia Correa Vieira; MUNDIM, Juliano Sacramento; COSTALONGA, Elerson Carlos; LUCON, Antonio Marmo; SANTELLO, Jose Luiz; PRAXEDES, Jose Nery
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.029268%
Fístula Arteriovenosa Renal (FAVR) é uma causa rara e potencialmente reversível de hipertensão e insuficiência renal e/ou cardíaca. O tratamento da FAVR visa preservar o máximo de parênquima renal e, concomitantemente, erradicar os sintomas e efeitos hemodinâmicos decorrentes da FAVR. No presente estudo, serão relatados três casos de FAVR, incluindo um caso de FAVR idiopática de novo, que se apresentaram com hipertensão e insuficiência renal e/ou cardíaca, e descrever a terapêutica adotada e os resultados obtidos.; The Renal Arteriovenous Fistula (RAVF) is a rare and potentially reversible cause of hypertension and kidney and/or heart failure. The treatment of RAVF aims at preserving the most of the renal parenchyma and, concomitantly, eradicating the symptoms and hemodynamic effects caused by the RAVF. The present study reports three cases of RAVF, including one case of a de novo idiopathic RAVF, which presented with hypertension and kidney and/or heart failure and describes the therapeutic measures used to treat these patients as well as the outcomes.; La Fístula Arteriovenosa Renal (FAVR) es una causa rara y potencialmente reversible de hipertensión e insuficiencia renal y/o cardíaca. El tratamiento de la FAVR busca preservar el máximo de parénquima renal y...

‣ Vesico-appendiceal fistula in a mucinous adenocarcinoma of the appendix; Fístula vésico-apendicular em adenocarcinoma mucinoso do apêndice

ORSO, Ivan R B; PINTO, Rodrigo Ambar; RAMOS, Marcus FKP; KISS, Desidério Roberto; LOPES, Roberto Iglesias; COCUZZA, Marcello; MESQUITA, José Luis Borges de
Fonte: Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva Publicador: Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva
Tipo: Relatório
Português
Relevância na Pesquisa
37.046038%
BACKGOUND: A rare case of vesicoappendiceal fistula secondary to mucinous adenocarcinoma of the appendix is presented. CASE REPORT: A 62-year-old man with a one year history of recurrent urinary tract infections. After two months he developed pneumaturia and fecaluria. An abdominal and pelvic computed tomography demonstrated a trans-mural mass in the posterior wall of the bladder with a vesicoenteric fistula leading to the terminal ileum. Laparotomy revealed a tumor arising from the appendix contiguous with the bladder posterior wall. The bladder was opened and a large fistula and tumor on the posterior bladder wall near the trigone was identified. Frozen pathological analysis showed a mucinous adenocarcinoma. En-bloc right hemicolectomy and partial cystectomy, preserving bladder trigone was performed. After manipulating the tumor, grossly leakage of mucinous materials occurred into the pelvic cavity. A peritoneal washing with a mytomicin solution at 42º C was then performed, to prevent peritoneal seeding. The patient had a prolonged postoperative ileus and was discharged at the 15th day. Five months after the procedure the patient was recieving chemotherapy with 5-fluoracil and leucovorin and there was no signs of recurrent disease. CONCLUSION: The presentation with vesico-appendiceal fistula is extremely rare with only a few cases reported in the literature. Knowledge of different types of neoplasm and appropriate treatment allows the surgeon to provide patients optimal care referring to specialized centers whenever appropriate.; INTRODUÇÃO: Apresenta-se raro caso de fístula vésico-apendicular secundária a adenocarcinoma mucinoso do apêndice. RELATO DE CASO: Paciente masculino de 62 anos com história de um ano de infecções urinárias de repetição. Após dois meses desenvolveu pneumatúria e fecalúria...

‣ "Fístula faringocutânea após laringectomia total: revisão sistemática e implicações para a enfermagem" ; Pharyngocutaneous fistula after total laryngectomy: systematic review and nursing implications.

Santana, Mary Elizabeth de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2004 Português
Relevância na Pesquisa
37.123247%
Esta pesquisa utilizou a revisão sistemática com o objetivo de identificar os principais tratamentos da fístula faringocutânea após a laringectomia total e elaborar recomendações para as intervenções de enfermagem na assistência ao paciente submetido a laringectomia total, com a complicação fístula faringocutânea. Foram previamente localizados 1007 estudos, dos quais foram selecionados 37 estudos publicados em periódicos científicos indexados no Pubmed, Biomednet, Cinahl, Cochrane Library, MEDLINE e LILACS, desses 17 (46%) abordavam o tratamento da fístula faringocutânea, após laringectomia total, 10 (27%) discutiam os fatores de risco e os outros 10 (27%) as complicações após a laringectomia total. A análise desses artigos revelou que o delineamento da pesquisa predominante nos estudos foi o retrospectivo com 88,5%, e 11,5% prospectivos. A média de tempo de acompanhamento foi de 8,8 anos e a incidência de fístula faringocutânea, após a laringectomia total variou entre 8,7% e 27,0%, envolvendo um total de 635 pacientes. Os fatores de risco estudados pelos pesquisadores foram: radioterapia pré-operatória, técnica cirúrgica, traqueostomia pré-operatória, estadiamento do tumor, febre, doenças crônicas...

‣ Prevalência, causa e localização de fístula de palato em fissura transforame incisivo unilateral operada: estudo retrospectivo; Prevalence, cause and location of palatal fistula in operated complete unilateral cleft lip and palate: retrospective study

Passos, Vivian de Agostino Biella
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/10/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.060444%
Este trabalho objetivou avaliar a prevalência de fístula após cirurgia de palato em indivíduos com fissura transforame incisivo unilateral (FTIU) e verificar a localização e associação entre a prevalência dessas fístulas com possíveis fatores causais. Foi realizada análise retrospectiva em prontuários e fotografias pertencentes a 589 indivíduos matriculados no Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais da Universidade de São Paulo (HRAC-USP), que foram submetidos à palatoplastia com idades entre 12 e 36 meses, por meio da técnica de von Langenbeck , em tempo único, pela equipe de cirurgiões plásticos, no período de janeiro de 2003 na julho de 2007. A amplitude da fissura foi classificada em estreita (E), regular (R) e ampla (A), visualmente, por meio de fotografias iniciais pré-cirúrgicas. Para a localização das fístulas foram consideradas as regiões: palato anterior, região média do palato, área de transição (junção entre palato duro e mole) e palato mole. A prevalência de fístula foi de 27%, com um maior número de fístulas localizadas na região do palato anterior (37,11%). O teste estatístico Qui-Quadrado (2) demonstrou associação estatística significativa (p0,05) entre a presença de fístula e a amplitude inicial da fissura (p=0...

‣ Tratamento da síndrome do roubo devido a fístula arteriovenosa para hemodiálise em membro inferior por meio da técnica de ligadura arterial e revascularização distal (técnica de DRIL)

Malgor, Rafael Demarchi; Yoshida, Ricardo de Alvarenga; Sobreira, Marcone Lima; Giannini, Mariângela; Yoshida, Winston Bonetti; Rollo, Hamilton Almeida
Fonte: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) Publicador: Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 288-292
Português
Relevância na Pesquisa
36.98586%
RESUMO A fístula arteriovenosa com bom fluxo sangüíneo é de fundamental importância para os pacientes portadores de insuficiência renal crônica em tratamento hemodialítico. Uma das complicações da fístula arteriovenosa é a síndrome do roubo, mas esta é de ocorrência incomum, e o seu tratamento está diretamente indicado quando há sintomas manifestos. Vários métodos foram propostos para sua correção nos membros superiores, sendo considerada a revascularização distal com ligadura arterial o procedimento de escolha. Neste relato de caso inédito, descreve-se o tratamento da síndrome do roubo de uma fístula arteriovenosa realizada em membro inferior, tratada com sucesso por meio da mesma técnica indicada para os membros superiores.; Arteriovenous fistula with adequate blood flow is extremely important for patients with chronic renal insufficiency undergoing hemodialysis. Steal syndrome is a complication of arteriovenous fistula, but it is rare and its treatment is directly indicated when there are associated symptoms. Although many treatments have been proposed for its repair in the upper limbs, distal revascularization and interval ligation is currently the treatment of choice. This original case report describes the treatment of steal syndrome secondary to arteriovenous fistula in the lower limb...

‣ Quantificação nefelométrica da proteína beta-trace para o diagnóstico da fístula liquórica da base anterior do crânio : determinação do valor de corte em fluídos nasais utilizando dois grupos controles; Predictability of quantification of beta-trace protein for diagnosis of cerebrospinal fluid leak : cut off determination in nasal fluids with two control groups

Marcelo Hamilton Sampaio
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.029268%
Introdução: A Fístula liquórica da base anterior do crânio é a comunicação anormal entre a cavidade nasal ou os seios paranasais e o espaço subaracnóideo. Sua presença aumenta a incidência de complicações, como principalmente a meningite, com riscos de morte ou de seqüelas, como surdez, déficits motores e cognitivos. O diagnóstico precoce e correto da fistula liquórica é importante para que o tratamento cirúrgico seja realizado o mais brevemente possível. A detecção de liquor em fluidos nasais é realizada como método diagnóstico da fistula liquórica e baseia-se na pesquisa de proteínas específicas do líquor em secreções nasais, e pode ser feita através da pesquisa da β2-transferrina, um teste imunológico caro e pouco disponível no Brasil. Recentemente foi descrita a quantificação nefelométrica da proteína β-trace para a identificação da fístula liquórica, uma proteína específica do cérebro e presente em altas concentrações no líquor. Os dados da literatura sugerem a mesma sensibilidade e especificidade que a β2-transferrina. Grande parte dos laboratórios de análises clínicas possuem o equipamento nefelômetro para a quantificação da proteína β-trace. Objetivo: Determinar o valor de corte para a medida da concentração da proteína β-trace e a previsibilidade do teste em confirmar ou não a presença de fístula liquórica em secreções nasais no dois lados da cavidade nasal. Métodos: Secreção nasal foi coletada de pacientes com suspeita de fístula liquórica e de voluntários saudáveis. Amostras de liquor puro foram usadas. O teste nefelométrico foi utilizado para determinar a concentração da proteína β-trace nas amostras. Os achados durante a cirurgia endonasal endoscópica foram o padrão ouro para o diagnóstico da fístula liquórica. RESULTADOS: Foi encontrado um valor de corte entre 0...

‣ Utilização de fios de sutura com células tronco mesenquimais de tecido adiposo aderidas : avaliação da cicatrização e recuperação de fístulas enterocutâneas em ratos; Attachment capacity of adipocyte tissue mesenchymal stem cells in suture filaments : new tool for the treatment of enterocutaneous fistula

Bruno Bosch Volpe
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/08/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.109976%
As fístulas enterocutâneas (FE) são de difícil cicatrização e seu tratamento cirúrgico frequentemente falha, fazendo com que a fistula volte a abrir. Estudos recentes têm demonstrado que a terapia celular pode ser uma nova forma de tratamento nesta área. As células tronco mesenquimais (MSCs) são capazes de se auto- renovar tem alta capacidade proliferativa, podendo se diferenciar em várias linhagens celulares. Ainda apresentam capacidade imunomodulatória. A medula óssea, o sangue de cordão umbilical e o tecido adiposo são as principais fontes de MSCs. O tecido adiposo (TA) é de fácil acesso, sendo que o procedimento de lipoaspiração é um procedimento comum. O tratamento de fístulas enterocutâneas com AT-MSCs já foi testado algumas vezes, porém a fístula em sua grande maioria não se fecha totalmente. O objetivo deste estudo foi analisar o potencial terapêutico das MSCs aderidas a fios de sutura no intuito de melhorar a cicatrização e recuperação no tratamento de FE. O TA foi obtido através do procedimento de lipoaspiração. O TA foi submetido ao processo de digestão com colagenase. As células ficaram em meio de cultura DMEM com baixa glicose e com SFB durante 3 dias. Quando atingiram 80% de confluência...

‣ Importância do rastreamento da fístula de origem endodôntica no diagnóstico diferencial

Cipriani, Nayara Luiza
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 53 f.
Português
Relevância na Pesquisa
37.009502%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Odontologia.; O objetivo geral desta pesquisa foi avaliar a importância do rastreamento da fístula de origem endodôntica no diagnóstico diferencial. Os objetivos específicos foram: a) observar a prevalência da fístula em tratamentos endodônticos de dentes despolpados e a sua relação com sexo, idade, e tipo do dente em questão; b) comparar o diagnóstico clínico antes e após a realização do rastreamento; c) verificar a posição/distância da saída do trajeto fistuloso com relação ao elemento dental envolvido; d) verificar a relação entre o tamanho da lesão e a presença de fístula. Foram analisadas as fichas clínicas e as radiografias e pacientes que foram submetidos à tratamento endodôntico nas clínicas do Departamento de Odontologia (sexta e sétima fases) da UFSC, no período de 06/2007 a 06/2012. De 1101 dentes avaliados tratados endodonticamente, 82 (7,44%) apresentaram fístulas, sendo que 76 destes dentes foram incluídos no estudo quanto à prevalência em relação ao sexo, idade e dente acometido. Os achados clínicos e radiográficos, como tamanho da lesão periapical, diagnóstico da origem do trajeto fistuloso antes e após o rastreamento foram anotados e analisados em 60 casos. A ocorrência de fístula foi de 54% em homens e 46% em mulheres. A faixa etária mais acometida foi a de 31-40 anos (39...

‣ Cura cirúrgica de fístula recto-urinária iatrogénica – técnica de York- Mason

Santos, P; Ferrito, F; Pires, F
Fonte: Associação Portuguesa de Urologia Publicador: Associação Portuguesa de Urologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.009502%
Introdução: A fístula recto-urinária de origem traumática ou cirúrgica, é uma complicação grave e desgastante, constituindo um desafio não só pela escolha da melhor técnica para a sua resolução como pelo receio de recorrência. A cura espontânea é rara. Material e métodos: Descreve-se a técnica de York-Mason aplicada ao caso clínico de um homem de 61 anos que ao 9º dia de pós-operatório de prostatectomia radical via laparoscópica (PRL) desenvolve um quadro de fecalúria e fezes líquidas. A presença de fístula recto-urinária foi confirmada ao 10º dia após realização de tomografia computorizada (TC) abdómino-pélvica e enema contrastado. Procedeu-se a laparotomia exploradora infra-umbilical para remoção do volumoso hematoma do espaço de Retzius, correcção da anastomose uretro-vesical e tentativa de encerramento directo da lesão da parede do recto. Apesar de ser ter completado a cirurgia com colostomia de derivação a fístula permaneceu. Três meses após procedeu-se ao encerramento definitivo da fístula. Resultados: Das várias vias de abordagem, optouse pela técnica de York-Mason, por ser simples de executar, eficaz e realizada com o mínimo de morbilidade. Trata-se de uma abordagem posterior...

‣ Systematic review of efficacy of LIFT procedure in crpytoglandular fistula-in-ano

Murugesan,Jothi; Mor,Isabella; Fulham,Stephen; Hitos,Kerry
Fonte: Sociedade Brasileira de Coloproctologia Publicador: Sociedade Brasileira de Coloproctologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.009502%
BACKGROUND: fistula-in-ano is a common problem. Ligation of intersphincteric fistula tract (LIFT) is a new addition to the list of operations available to deal with complex fistula-in-ano. OBJECTIVE: we sought to qualitatively analyze studies describing LIFT for crpytoglandular fistula-in-ano and determine its efficacy. DATA SOURCES: MEDLINE (Pubmed, Ovid), Embase, Scopus and Cochrane Library were searched. STUDY SELECTION: all clinical trials which studied LIFT or compared LIFT with other methods of treatment for anal fistulae, prospective observational studies, clinical registry data and retrospective case series which reported clinical healing of the fistula as the outcome were included. Case reports, studies reporting a combination with other technique, modified technique, abstracts, letters and comments were excluded. INTERVENTION: the intervention was ligation of intersphincteric fistula tract in crpytoglandular fistula-in-ano. MAIN OUTCOME MEASURE: primary outcome measured was success rate (fistula healing rate) and length of follow-up.

‣ Quantifying the hemodynamic characteristics of an arteriovenous fistula used for hemodialysis

Browne, Leonard D
Fonte: University of Limerick Publicador: University of Limerick
Tipo: info:eu-repo/semantics/doctoralThesis; all_ul_research; ul_published_reviewed; ul_theses_dissertations
Português
Relevância na Pesquisa
37.029268%
peer-reviewed; Chronic kidney disease refers to an irreversible, progressive reduction of the renal function of kidneys. When there is a significant loss of renal function a replacement therapy is sought. A kidney transplant is the optimal replacement. However, the demand for kidney transplantation exceeds the supply of transplantable organs and most patients will never receive a kidney transplant. As a consequence, these patients are often referred to hemodialysis to filter blood. To facilitate efficient and adequate dialysis an access capable of supplying high flow rates is required. An arteriovenous fistula is the access modality of choice for patients requiring hemodialysis. This access is formed from the anastomosis of an artery and vein which generates the high flow rates needed for efficient dialysis. Despite the preference of this access, the modality suffers from drastically poor primary and secondary patency rates which necessitate urgent improvement. Following the creation of the access a period of time is required to ensure adequate remodelling and maturation of the fistula occurs prior to cannulation. Non-maturation contributes significantly to the dismal patency rates of this access. Impaired outward remodelling and aggressive intimal hyperplasia are both considered to contribute to fistula non-maturation and the abnormal hemodynamics arising from fistula creation are believed to provide a stimulus for both facets of remodelling. Increasing an understanding of this relationship forms the primary focus of this dissertation. The primary aim of this thesis is to accurately characterise the hemodynamics of an arteriovenous fistula using experimental and numerical models. An unsteady incompressible Navier Stokes solver strategy was implemented and validated as a reliable computational approach to accurately estimate the pressure drop across a representative fistula. Both in-vitro and numerical models demonstrated a quadratic relationship between pressure drop and flow rate across the anastomosis. Instabilities were found to develop within the anastomosis and generated high frequency oscillations of the pressure drop signal. These instabilities were most prevalent during the end of the systole and throughout diastole phase of the cycle. Direct in-vivo measurements of the pressure distribution within two brachiocephalic fistulae were obtained intra operatively to characterise the hemodynamics of a fistula and provide a further benchmark for numerical solutions. A continuous pressure drop across these fistulae was observed and coincided with the presence of perivascular vibrations known as thrills. The representative fistula model was scaled to match characteristics of a patient case and a favourable comparison was observed between the pressure distribution of the in-vivo and numerical case. High frequency oscillations of the numerical pressure drop signal were observed and the flow demonstrated an unstable behaviour. The numerical strategy was applied to a reconstructed case of a brachiocephalic fistula to assess the influence of hemodynamic parameters on remodelling. Outward remodelling over time was found to reduce the level of shear stress over time within the vein. However...

‣ Fístula colovesical secundaria a enfermedad diverticular: cirugía laparoscópica electiva

Castillo C., Octavio; Rodríguez-Carlin, Arquímides; Campaña V., Gonzalo; Pérez C., Alberto
Fonte: Sociedad de Cirujanos de Chile Publicador: Sociedad de Cirujanos de Chile
Tipo: Artículo de revista
Português
Relevância na Pesquisa
37.009502%
Indexación: Scielo; Aim: Colovesical fistula is a severe complication associated to neoplastic or inflammatory colon disease. Most common procedure is open surgery. We report a case of colovesical fistula secondary to diverticular disease treated with a laparoscopic approach. Methods: A 64-year-old man was seen with a known colonic diverticular disease, type 2 diabetes mellitus and recurrent urinary tract infection. He complained of lower abdominal pain, dysuria, and pneumaturia. A CT scan revealed a sigmoid diverticular perforation into the bladder (colovesical fistula). A left hemicolectomy with partial cystectomy was performed by laparoscopy means. Results: There was no morbidity related to the surgical procedure, and the final pathology confirmed a colonic diverticular disease with bladder compromise. The patient is asymptomatic at 24 months of follow up. Conclusion: The laparoscopic approach is a feasible alternative for the treatment of colovesical fistula with low morbidity.; Objetivos: La fístula colovesical es una complicación relacionada con procesos inflamatorios y neoplá-sicos del colon. El manejo tradicional de esta patología es quirúrgico bajo técnica abierta. Presentamos un caso de fístula colovesical secundaria a enfermedad diverticular con tratamiento quirúrgico laparoscópico. Materiales y Métodos: Paciente masculino de 64 años de edad...

‣ Cirugía laparoscópica de la fístula vesico-vaginal: resultados de una experiencia multi-institucional

Castillo C., Octavio A.; Hernández, Andrés; González D., Miguel; López-Fontana, Gastón; Yáñez M., Ricardo
Fonte: Sociedad de Cirujanos de Chile Publicador: Sociedad de Cirujanos de Chile
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.060444%
Indexación: Scielo; Introduction: Vesico-vaginal fistula is a rare complication of gynecologic surgery, with a high rate of surgical resolution O'Conor open technique. Aim: To report the results of a multi-institutional experience in laparoscopic repair of vesico-vaginal fistula. Material and Methods: Between January 2006 and June 2011, 21 laparoscopic vesico-vaginal fistula were performed. The surgical technique, demographic variables and results are described. Results: The mean age was 45.6 years. The average time between the diagnosis of the fistula and the laparoscopic repair was 15.23 months. The mean total operative time (bladder and laparoscopic) was 153.12 minutes and the average hospital stay was 2.7 days. The average time of bladder catheter was 9.4 days. There was a minimal recurrence of a fistula, repaired by a vaginal approach. Urethrocystography revealed indemnity of the repair in the other 20 cases. The overall success rate was 95.2% (20 out of 21 patients) Conclusions: The laparoscopic approach follows all principles for repair of a vesico-vaginal fistulas. It look like a good alternative in the hands of experienced surgeons. Key words: Vesicovaginal fistula, hysterectomy, complications, laparoscopy, O'Conor. -------------------------------------------------------------------------------- Resumen Introducción: La fístula vesico-vaginal es una complicación infrecuente de la cirugía ginecológica...

‣ Necessidades de aprendizagem de profissionais de enfermagem na assistência aos pacientes com fístula arteriovenosa; Learning needs of professional nurses to care for patients with arteriovenous fistula; Necesidades de aprendizaje de profesionales de enfermería en la asistencia a pacientes con fístula arteriovenosa

RIBEIRO, Rita de Cássia Helú Mendonça; MIRANDA, Ana Luiza Leite de; CESARINO, Claudia Bernardi; BERTOLIN, Daniela Comelis; RIBEIRO, Daniele Fávaro; KUSUMOTA, Luciana
Fonte: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo Publicador: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.046038%
OBJETIVO: Identificar as necessidades de aprendizagem de profissionais de enfermagem na prestação de assistência aos pacientes portadores de fístula arteriovenosa (FAV) em hemodiálise, a fim de melhorar os cuidados prestados a estes pacientes. MÉTODOS: Trata-se de um estudo transversal, com coleta de dados realizada por meio de questionário semi-estruturado entregue aos profissionais de enfermagem que atuavam na unidade de hemodiálise de um Hospital Base do interior do Estado de São Paulo. Do total de 43 profissionais, 36 (83,7%) responderam a esse questionário. RESULTADOS: Dentre os 36 participantes do estudo, 44,9% apresentaram dificuldades na assistência prestada ao paciente portador de FAV, sendo 47,2% em puncionar a FAV; 19,4% na hemostasia após a retirada das agulhas; 19,4% informaram ter dúvidas na orientação dos pacientes e 13,9% relataram falta de habilidade quando a FAV apresenta hematoma. CONCLUSÃO: Foi possível conhecer as necessidades de aprendizagem na assistência de enfermagem ao paciente portador de FAV e elaborar um protocolo para a assistência de enfermagem, a fim de melhor os cuidados prestados a estes pacientes.; OBJECTIVES: To identify the learning needs of professional nurses to provide quality care for patients with arteriovenous fistula (AV Fistula) for hemodialysis. METHODS: This cross-sectional descriptive study was conducted with 36 professional nurses from the hemodialysis unit of a hospital in the State of São Paulo. A semi-structured questionnaire was used to collect the data. Initially...

‣ Efeitos de diferentes volumes correntes e da pressão expiratória final positiva sobre a troca gasosa na fístula broncopleural experimental

Toneloto,Maria Gabriela Cavicchia; Terzi,Renato Giuseppe Giovanni; Silva,William Adalberto; Moraes,Ana Cristina de; Moreira,Marcos Mello
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.029268%
OBJETIVO: O presente estudo foi desenhado para identificar o efeito da pressão expiratória final positiva (PEEP) e o volume corrente pulmonar ideal para ventilar animais com fístula broncopleural produzida cirurgicamente, com o intuito de reduzir a vazão da fístula sem afetar a troca gasosa. MÉTODOS: Avaliação hemodinâmica e respiratória da troca gasosa foi obtida em cinco porcos jovens, saudáveis, da linhagem Large White, ventilados mecanicamente no modo ventilatório volume controlado com FiO2 de 0.4 e relação inspiração:expiração em torno de 1:2, com freqüência respiratória mantida em 22 cpm. A fístula broncopleural foi produzida pela ressecção da língula. Um sistema de drenagem a selo d'água foi instalado e o tórax foi hermeticamente fechado. A troca gasosa e o débito da fístula broncopleural foram medidos com animais ventilados sequencialmente com volumes correntes de 4 ml/kg, 7 ml/kg e 10 ml/Kg alternando zero de pressão expiratória final positiva (ZEEP) e PEEP de 10 cmH2O, sempre na mesma ordem. RESULTADOS: Esses dados são atribuídos à ventilação alveolar reduzida e às anormalidades da ventilação/perfusão que foram atenuadas com volumes correntes mais altos. PEEP aumentou o vazamento de ar pela fístula...

‣ Video-assisted anal fistula treatment: technical considerations and preliminary results of the first brazilian experience

MENDES,Carlos Ramon Silveira; FERREIRA,Luciano Santana de Miranda; SAPUCAIA,Ricardo Aguiar; LIMA,Meyline Andrade; ARAUJO,Sergio Eduardo Alonso
Fonte: Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva Publicador: Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.046038%
Backgroung : Anorectal fistula represents an epithelized communication path of infectious origin between the rectum or anal canal and the perianal region. The association of endoscopic surgery with the minimally invasive approach led to the development of the video-assisted anal fistula treatment. Aim : To describe the technique and initial experience with the technique video-assisted for anal fistula treatment. Technique : A Karl Storz video equipment was used. Main steps included the visualization of the fistula tract using the fistuloscope, the correct localization of the internal fistula opening under direct vision, endoscopic treatment of the fistula and closure of the internal opening which can be accomplished through firing a stapler, cutaneous-mucosal flap, or direct closure using suture. Results : The mean distance between the anal verge and the external anal orifice was 5.5 cm. Mean operative time was 31.75 min. In all cases, the internal fistula opening could be identified after complete fistuloscopy. In all cases, internal fistula opening was closed using full-thickness suture. There were no intraoperative or postoperative complications. After a 5-month follow-up, recurrence was observed in one (12.5%) patient. Conclusion : Video-assisted anal fistula treatment is feasible...

‣ Correção de fistula reto-uretral pela técnica de York-Mason; The York-Mason technique for recto-urethral fistulas

Crippa, Alexandre; Dall'Oglio, Marcos F.; Nesrallah, Luciano J; Hasegawa, Endric; Antunes, Alberto Azoubel; Srougi, Miguel
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2007 Português
Relevância na Pesquisa
37.102246%
OBJETIVO: As fístulas reto-uretrais são de acesso difícil e por vezes complexo, sendo seu fechamento espontâneo raro. Com o diagnóstico precoce e aumento do número de intervenções, principalmente a cirurgia por adenocarcinoma da próstata localizado, sua incidência apesar de rara vem crescendo. Nós demonstramos a nossa experiência dos casos de fístulas reto-uretrais entre 2000 a 2006 com uma serie de oito pacientes, sendo que sete realizaram correção da fístula pela Técnica de York Mason modificada. MATERIAL E MÉTODO: Nos retrospectivamente analisamos os prontuários de todos os casos de fístulas reto-uretrais tratados no nosso serviço no período de 2000 a 2006. Sete de oito pacientes realizaram reparo da fístula através do procedimento de York Mason modificado. RESULTADOS: Cinco pacientes tiveram a fístula como conseqüência da Prostatectomia Radical Retropúbica, sendo os outros três após debridamento devido a Fasceíte de Fournier, Prostatectomia Transvesical e Ressecção Transuretral da Próstata. A fecalúria foi o quadro clínico prevalente em 87,5% dos casos, o tempo médio entre o diagnóstico e a correção da fístula foi de 29,6 (7-63 meses) ocorreu um fechamento espontâneo após cinco meses de sondagem vesical de demora...

‣ Fístula colédoco-duodenal causada por tuberculose associada à SIDA; Bile duct-duodenal fistula caused by AIDS/HIV-associated tuberculosis

Patino, Carlos; Fontes, Belchor; Poggetti, Renato Sergio; Mitteldorf, Cornelius; Alvarenga, Conrado; Birolini, Dario
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2003 Português
Relevância na Pesquisa
37.060444%
Fístulas digestivas em pacientes com Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (SIDA), embora raras, têm sido identificadas desde o esôfago até o ânus, predominando no esôfago. Infecções oportunistas relacionadas à SIDA podem acometer a parede do trato digestivo, levando a formação de fístulas. A Tuberculose é a infecção mais freqüentemente associada com fístula esofágica. Relatamos o caso de uma paciente portadora de SIDA, com tuberculose ganglionar comprometendo o hilo hepático, que evoluiu com fístula entre o ducto colédoco e o duodeno. A literatura revisada indica ser este o terceiro caso de fístula colédoco-duodenal descrito em paciente com tuberculose abdominal, associada à SIDA, e o primeiro em que a infecção pelo Mycobacterium tuberculosis e a fístula colédoco-duodenal foram diagnosticados durante laparotomia exploradora, indicada em paciente com abdome agudo. No paciente com SIDA e dor abdominal, pode ser difícil para o cirurgião decidir, se está indicada laparotomia exploradora, uma vez que, na maioria das vezes, o tratamento clínico apropriado será o melhor.; Allthough infrequent, digestive fistulae in HIV/AIDS patients have been reported throughout the digestive tract from the esophagus to the anus...

‣ Punción del acceso vascular mediante catéter-fístula: efecto sobre el dolor del paciente y la adecuación de hemodiálisis

Darbas Barbé,Raúl; Cabot Franco,Katy; Balada Sancho,Celia; Tinto Iborra,Gloria; Taboada Álvarez,María Jesús; Domínguez Orgaz,Cristina; Moliner Calderón,Lourdes; Roca Tey,Ramón; Román García,Laura
Fonte: Enfermería Nefrológica Publicador: Enfermería Nefrológica
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/09/2015 Português
Relevância na Pesquisa
37.102246%
Introducción: El uso de los nuevos diseños de agujas para la punción del acceso vascular puede mejorar la calidad de vida de los pacientes y los parámetros de eficacia hemodiálisis. Objetivos: Evaluar si hay diferencias en la intensidad del dolor percibido por los pacientes y la adecuación de hemodiálisis (índice Kt) después de la punción de la fístula arteriovenosa interna humeral a través de catéter-fístula o aguja estándar. Pacientes y métodos: Se realizó un estudio controlado, prospectivo, randomizado durante 4 meses (48 sesiones) para comparar la punción con catéter fistula (casos) versus a aguja estándard (controles) en pacientes en hemodiálisis prevalentes dializados por fístula arteriovenosa humeral. El mismo paciente era el caso y el control cuando se utilizó el catéter fístula (24 sesiones) y la aguja estandard de calibres equivalentes 15G (24 sesiones), respectivamente. El catéter fístula es una cánula de punción biocompatible compuesto por una aguja de metal interna destinado al pinchazo de la fístula humeral y un catéter de fluroplastico externa, de calibre15G, que permanece en el interior de la vena arterializada. El dolor relacionado, ya sea con punción o con la retirada de la aguja, se cuantificó mediante una escala validada visual analógica (EVA) y la escala McGill Pain Questionnaire Short Form (SF-MPQ). Resultados: Analizamos 14 pacientes prevalentes en hemodiálisis (edad media 68...

‣ Arteriovenous fistula surveillance: everyone’s responsibility

Feddersen,Martin Anek; Roger,Simon David
Fonte: Sociedade Portuguesa de Nefrologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Nefrologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.009502%
The arteriovenous fistula, as opposed to arteriovenous grafts and central venous dialysis catheters, remains the dialysis access of choice for haemodialysis patients, due to its superior long -term patency, low incidence of stenosis, thrombosis and infection. The basic tenant of vascular access monitoring and surveillance is that stenosis develops over a variable amount of time in a majority of arteriovenous fistula, and if detected and corrected, inadequate dialysis can be prevented, maturation can be facilitated and thrombosis and access loss can be avoided. Large randomised controlled trials are lacking to clearly identify the ideal surveillance strategies and benefits of surveillance, often only supported by observational studies and small single-centre randomised controlled trials. Fistula thrombosis is often used as an endpoint in trials looking at the beneficial effects of surveillance, although this occurs relatively infrequently in native arteriovenous fistula, and therefore other markers are required to define a dysfunctional fistula. Cost-effective ways to improve outcomes in these types of vascular accesses involves formalised training of staff and other healthcare professionals to better identify dysfunctional fistulas by physical examination...