Página 1 dos resultados de 33 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

‣ A participação de teuto-brasileiros na FEB (1944-1945): memória e identidade; The participation of the teutonic-brazilian in Brazilian Expeditionary Force (FEB): memory and identy

Iervolino, Ana Paula
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/08/2011 Português
Relevância na Pesquisa
38.13007%
Com o posicionamento do Brasil na Segunda Guerra Mundial, as comunidades que eram relacionadas a países do Eixo sofriam perseguições por parte das autoridades, além de ataques realizados pela imprensa e parte da população. Nas comunidades alemãs circulavam valores pangermanistas, incentivando a manutenção de costumes e do idioma alemão, e eram comuns sentimentos de pertença à Alemanha entre seus habitantes. Ao lado dos demais expedicionários, jovens destes locais foram convocados para a composição da FEB. A dissertação baseada principalmente em depoimentos orais e escritos estuda questões identitárias envolvidas na participação destes expedicionários.; When Brazil participated in the Second World War, the Brazilian immigrant communities that were related to the Axis Power suffered persecutions by governmental authorities as well as attacks made by the press and part of the population. In the German communities there were ideals based on Pan-Germanism including the use of German language and customs; feelings of belonging to Germany were common among its inhabitants. Beside other members of the Brazilian Expeditionary Force (FEB), people from these communities were also drafted. The research, based on different sources especially oral and written testimonies focuses on identity questions about these combatants.

‣ Estudo sobre os acervos dos pracinhas da Força Expedicionária Brasileira : documentação pessoal dos veteranos e sua difusão

Rocha, Cristal Magalhães da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
99.91868%
O presente trabalho se propõe a mostrar a passagem dos acervos pessoais dos veteranos da Força Expedicionária Brasileira para o público, em especial no Museu General Mascarenhas de Morais. Apresenta-se aqui opções de história e memória para um entendimento mais amplo, mais do que observar um documento arquivisticamente. O trabalho apresenta uma visão panorâmica do Museu e seus objetos e adentra mais detalhadamente nos documentos pessoais e suas tipologias. Encerra falando das várias opções de difusão para a temática da Segunda Guerra Mundial e a reflexão de idéias do que pode ser feito no Museu em São Gabriel.; This work propose to show the passage from the personal archive from the veterans from the second world war to the public, in special from the museum General Mascarenhas de Morais. Here there are the propose of some ideas of history and memory for a much more bigger understanding, more then just see a document as an archivist. The work shows a panoramic view from the museum and his objects and gives more details from the documents and tipology. The work is close with many options of diffusion for the second world war and some consideration of ideas of what can be done in the museum General Mascarenhas de Morais.

‣ A atuação da Força Expedicionária Brasileira nas páginas do jornal O Cruzeiro do Sul

Aleixo, Mario Clovis Oliveira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
99.91868%
Este trabalho irá analisar o jornal O Cruzeiro do Sul, que era publicado pela Força Expedicionária Brasileira, na Itália no ano de 1945. Seus textos tratavam da atuação dos militares brasileiros em um contexto, quase sempre, de apoio, para dar um ânimo a uma tropa que havia terminado o ano de 1944 com o moral baixo, devido às derrotas sofridas nos sangrentos combates travados para tentar conquistar o Monte Castello. Em suas seções, a atuação da FEB foi exposta sob um viés de uma “quase perfeição”, entretanto ao compararmos os feitos publicados nesse jornal com outras fontes de consulta, constatamos que “A Cobra Fumou!”, porém, algumas vezes, ela se engasgou com a fumaça, oriunda de muito bombardeio e de seu próprio cachimbo.; This paper will analyze the newspaper O Cruzeiro do Sul (The Southern Cross), which was published by the Brazilian Expeditionary Force, in Italy in 1945, where his writings dealt with the actions of the Brazilian military in a context almost always of support, to incentivate a troop who had finished the year 1944 with a low moral, because of the losses suffered in the bloody firefight to try to conquer the Monte Castello. In its sections, the performance of the FEB was exposed under an almost perfectibity...

‣ Entrincheirados no tempo: a FEB e os ex-combatentes no cinema documentário

Tomaim, Cássio dos Santos
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 307 f.
Português
Relevância na Pesquisa
48.32442%
Pós-graduação em História - FCHS; Neste trabalho procurei refletir como se deu a representação da FEB e dos ex-combatentes brasileiros no cinema documentário contemporâneo, dos anos de 1990 e 2000, compreendendo a relação destes filmes com a memória da FEB e da participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial. Nestes 60 anos de pós-guerra, o passado destes ex-combatentes foi submetido a quatro articulações que encontraram de uma maneira ou de outra ressonância no cinema: a memória “enquadrada” de 1944/45; a memória “emprestada” de 1960/70; a memória “atacada” de 1980/90 e a memória “em combate” de 2000. No fim da guerra foi forjada a imagem de uma FEB vitoriosa e de heróis nacionais, elegendo a conquista de Monte Castelo como o principal feito do soldado brasileiro na “Campanha da Itália”. O inverno europeu e os quatro ataques mal sucedidos ao Apenino transformaram Monte Castelo no maior mito da participação brasileira no conflito mundial. Mas os anos que se seguiram ao retorno da FEB ao Brasil foram acompanhados de um descaso total do Estado e da sociedade civil pelas experiências de guerra daqueles homens e mulheres que ainda mesmo na Itália já tinham sido desmobilizados. Foram nos anos de 1960/70 que a memória dos ex-combatentes assumiu nova conotação...

‣ A desordem dos dias : Rubem Braga e a Segunda Guerra

Ricardo Luis Meirelles dos Santos
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/04/2003 Português
Relevância na Pesquisa
48.32442%
Esta dissertação trata da série de textos escritos por Rubem Braga entre fevereiro de 1944 e abril de 1945 para o jornal Diário Carioca, que têm como tema central a Segunda Guerra, seus efeitos no Brasil (então sob o jugo da ditadura do Estado Novo) e a participação dos soldados brasileiros nos combates na Itália. Esses textos são divididos em duas fases: os produzidos entre fevereiro e junho de 1944, quando Braga manteve a coluna Ordem do Dia (grande parte desses textos é inédita em livro), e os feitos na Itália, quando o escritor atua como correspondente de guerra junto à Força Expedicionária Brasileira (esses escritos deram origem ao livro Com a FEB na Itália). Foi dada atenção especial ao modo como o cronista constrói a intimidade com o leitor nesses dois períodos; This dissertation talks about the series of texts written by Rubem Braga between February of 1944 and April of 1945 for "Diario Carioca" newspaper, these texts have as central subject the Second World War, its effects in Brazil (that was under the Estado Novo dictatorship at that time)and the participation of the Brazilian soldiers in the Italian combats. These texts are divided in two phases: the ones written between February and January of 1944...

‣ Segunda Guerra Mundial - Eu Fui

Azevedo, Raquel
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Áudio
Português
Relevância na Pesquisa
38.13007%
Um relato da segunda guerra mundial, contado por um ex-combatente da Força Expedicionária Brasileira que participou do conflito.

‣ FEB - Brasileiros na Segunda Guerra Mundial

Ferreira, Denise; Tavares, Janine; Meurer, Laura; Lazzari, Louise
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Áudio
Português
Relevância na Pesquisa
38.13007%
Saiba mais sobre a Força Expedicionária Brasileira através de depoimentos de homens que representaram o Brasil na Segunda Guerra Mundial.

‣ Enfermeiras brasileiras na retaguarda da Segunda Guerra Mundial: repercussões dessa participação

Oliveira,Alexandre Barbosa de; Santos,Tânia Cristina Franco; Barreira,Ieda de Alencar; Lopes,Gertrudes Teixeira; Almeida Filho,Antônio José de; Amorim,Wellington Mendonça de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
39.303848%
Estudo histórico-social, cujos objetivos foram descrever as circunstâncias da mobilização e da desmobilização das enfermeiras brasileiras que atuaram na Segunda Guerra Mundial, e discutir a eficácia simbólica da participação dessas enfermeiras no campo militar. Utilizou-se como fontes de dados os documentos escritos coletados em arquivos históricos civis e militares do Rio de Janeiro; entrevista realizada com uma enfermeira que atuou na Força Expedicionária Brasileira; além de uma fotografia pertencente ao Acervo da Força Expedicionária Brasileira. Os achados, classificados, contextualizados e analisados à luz da Teoria do Mundo Social de Pierre Bourdieu, evidenciaram que a participação de mulheres na guerra, na condição de enfermeiras militares, ao tempo em que representou a ocupação de um espaço homologado por mandatários do poder, também contribuiu para consagrar a inserção de mulheres em espaços públicos consagrados aos homens, ainda que na retaguarda.

‣ A serviço da pátria: a mobilização das enfermeiras no Brasil durante a Segunda Guerra Mundial

Cytrynowicz,Roney
Fonte: Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2000 Português
Relevância na Pesquisa
69.578403%
O envio de 73 enfermeiras junto à Força Expedicionária Brasileira (FEB) e à Força Aérea Brasileira (FAB) para servir na Itália, em 1944, durante a Segunda Guerra Mundial, é relacionado às políticas do governo Vargas de mobilização da população civil e de montagem de um front interno. O Estado Novo e a guerra foram importantes para a afirmação da enfermagem ‘moderna’, conforme o sistema Nightingale, inclusive como modelo profissional para as mulheres de classe média. A enfermagem permitiu ao Estado engendrar uma de suas mais persuasivas imagens: a da pátria-mãe, que estendia os cuidados maternos à frente de batalha, tornando a guerra uma experiência coletiva que deveria unir todos os homens e mulheres, todos os brasileiros, sem quaisquer estratificações sociais. Esta ação de constituição do front interno conjugava mobilização para a guerra e adesão política das classes médias ao Estado Novo.

‣ Ex-combatentes do Brasil entre a História e a Memória (1945-2009)

Mercês Guimarães Carvalho, virgínia; Torres Montenegro, Antonio (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
69.40565%
A participação das Forças Armadas do Brasil na Segunda Guerra Mundial é compreendida por diferentes linhas de interpretação na produção acadêmica brasileira. A mais disseminada dentre elas analisa apenas as experiências da Força Expedicionária Brasileira, em detrimento da análise de outros grupos com memórias de guerra distintas. Nesse trabalho procuramos perceber, por meio da diversidade de fontes existentes - jornais, livros, fotos, documentários e relatos orais - como são formadas as seleções e cristalizações da memória. A multiplicidade de memórias e lugares de memória existentes sobre a participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial nos indicam uma forte preocupação em manter viva a figura dos ex-combatentes. No entanto, ao contrário do que ronda o senso comum, as memórias deste evento histórico não são homogêneas e se agitam continuamente em meio às constantes resignificações do passado - movimento próprio à História. Nos deparamos, deste modo, com uma forte distinção na forma como se estruturou a memória dos ex-combatentes praieiros , dos veteranos da FEB, dos militares da ativa, da instituição militar e dos civis, o que torna inviável o entendimento da existência de uma memória nacional unificada sobre a participação do Brasil na Guerra e nos permite enxergar as disputas sutis pelos espaços de memória e lugares de reafirmação da identidade; Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

‣ Diário da Constituinte [gravação de vídeo] : [programa n. 318]

Fonte: Radiobrás Publicador: Radiobrás
Tipo: Vídeo Formato: 04:44 min.
Português
Relevância na Pesquisa
38.32442%
Aprovada as eleições diretas para governador do Distrito Federal (DF). Encerram-se os trabalhos na Sistematização em Sessão Solene. O Deputado Hermes Zanetti (PMDB-PR) conseguiu aprovar o destaque que trata da Comissão que irá analisar todos os processos relativos à dívida externa brasileira. Suprimido o artigo 26 através do destaque do Deputado Oswaldo Lima Filho (PMDB-PE), que transfere os recursos de Crédito de Fomento do Tesouro Nacional para o Banco Central. O Deputado João Agripino(PMDB-PB) defende a permanência dos recursos de fomento no Banco Central. O artigo 48 que tinha três parágrafos sobre a Zona Franca de Manaus, teve dois deles suprimidos, só permaneceu o texto que mantém a Zona Franca com as mesmas características. O Deputado Sigmaringa Seixas (PMDB-DF) não considera a Zona Franca de Manaus uma matéria a ser tratada na Constituição. Aprovado o destaque defendido pelo Deputado José Maria Eymael (PDC-SP), que beneficia os Pracinhas da FEB (Força Expedicionária Brasileira) com melhor aposentadoria. O Deputado Augusto Carvalho (PCB-DF) tem emenda aprovada que concede ao Distrito Federal eleições diretas para governador. O destaque do Senador José Richa (PR), defendido pelo Deputado Miro Teixeira (PMDB - RJ) suprimiu o artigo 60º...

‣ A reintegração social dos ex-combatentes da Força Expedicionária Brasileira (1946-1988)

Rosa, Alessandra dos Santos
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
69.30385%
Resumo: Este estudo tem como objetivo analisar o processo de reintegração social dos ex-combatentes da Força Expedicionária Brasileira, entre 1946-1988. No total 25.334 militares singraram as águas do oceano Atlântico, sendo enviados para a frente de combate na Campanha da Itália, entre 1944-1945. Após o final da Segunda Guerra Mundial, ainda em solo italiano, teve início o processo de desmobilização e dissolução da FEB. Logo após a chegada do efetivo febiano em terras brasileiras, principiou uma nova batalha: a luta por reconhecimento histórico de sua participação na guerra e inserção social da sua memória, em função das dificuldades encontradas no processo de reintegração social e profissional. Para tanto, foram organizadas associações de ex-combatentes, entidades para prestar apoio e leis de amparo foram criadas. A primeira lei especificamente para prestar assistência aos ex-febianos foi editada no ano de 1946. Porém, passaram-se mais de quatro décadas para que todos ex-combatentes fossem assistidos por essas leis. No ano de 1988, com a promulgação da nova Constituição, de uma forma geral, todos ex-integrantes do efetivo expedicionário foram amparados pela legislação. Paralelo a isso, foram travados embates contra o isolamento e esquecimento por parte das autoridades governamentais e da sociedade da sua história e memória.

‣ La forza di spedizione brasiliana (FEB) - memória e história

Rigoni, Carmen Lucia
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
38.32442%
Resumo: Ao passarmos pela Itália, surpreendeu-nos o número expressivo de monumentosdedicados aos soldados da Força Expedicionária Brasileira (FEB) na Região Setentrional italiana, próxima à cidade de Bolonha - o front brasileiro na Segunda Guerra Mundial. O Brasil participou desse conflito ao lado do 5o Exército Americano (1944-1945). O presente trabalho enfocou as principais obras, nos municípios localizados na antiga Linha Gótica: monumentos Brasile e Liberazione, em Gaggio Montano (BO); monumentos alla Liberté e Max Wolff Filho, em Móntese (MO); Monumento di Castelnuovo di Vergato (BO); e o Monumento Votivo de Pistóia (PI). A nossa questão central foi descobrir o motivo dessa honorificência aos brasileiros, se pensarmos que por aquela região da Itália passaram mais de 200 mil soldados, das mais diversas procedências. Para respondermos aos diversos questionamentos que se apresentaram, respaldamo-nos nesta proposta teórico-metodológica: a visão da historiografia brasileira sobre a FEB e a historiografia italiana divulgada pelo Instituto da História da Resistência Italiana, em Bolonha, quando contemplamos os historiadores: Marco DONDI, Patrizia DOGLIANI, Enzo NIZZA, Luciano CASALI e Mariano GABRIELE, entre outros autores especialistas dos temas referentes à monumentalística italiana e à FEB. Na Itália...

‣ Morrer na guerra : instituições, ritos e devoções no Brasil (1944-1967)

Piovezan, Adriane
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 298f : il., color., tabs.; application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
38.32442%
Orientador : Prof. Dr. Renato Lopes Leite; Tese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História. Defesa: Curitiba, 03/09/2014; Inclui referências; Resumo: A presente pesquisa se dedica ao entendimento das atitudes diante da morte no Brasil Contemporâneo. Seu foco é no estudo das práticas funerárias e na preparação para a morte por parte dos brasileiros que caíram em combate na Segunda Guerra Mundial. A relação da sociedade brasileira com a morte e o morrer em guerra revela nesse período os conflitos e a cooperação entre as instituições religiosas e militares e destas com a população. Com a entrada do Brasil nesse conflito mundial em 1942, e o envio da Força Expedicionária Brasileira (FEB) para o teatro de operações na Itália em 1944, ocorreu a consequente criação de um Pelotão de Sepultamento (PS). Essa unidade gerou diversas fontes passíveis de problematizar a preparação individual do soldado para a probabilidade de sua própria morte. Partiu-se da análise de devoções individuais deles, expressas nos objetos religiosos encontrados pelo PS em seus cadáveres. Ao mesmo tempo, procedimentos institucionais destinados ao tratamento dos mortos em guerra...

‣ Há algo de novo no front: a participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial

Santos, Luciana Ibarra dos
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
69.7898%
Este trabalho apresenta uma reflexão histórica que engloba novos sistemas para explicar a participação do Brasil na II Guerra Mundial. Consideramos que, em cada seqüência de acontecimentos, existe uma mistura intrínseca de finalidade e causalidade, e desta forma articulamos um conceito ao outro, a partir de mecanismos relacionados à estrutura nacional brasileira. Tais pressupostos são estabelecidos a partir das formulações teóricas de Jean Baptiste Duroselle, em seu trabalho Todo Império Perecerá. A estrutura nacional que se instaura no Brasil a partir de 1930 possibilitou apresentar nacionalismo e autoritarismo como políticas complementares na formação da nova estrutura nacional do Estado brasileiro. Desta forma, as decisões do dirigente (finalidade), tomadas independentes dos posicionamentos do povo, seguiam as orientações político-ideológicas de um projeto organizado. O Sistema da causalidade por sua vez, disponibilizou dispositivos de forças que impulsionaram o país para a guerra.Brasileiros sofreram a força de pulsão em função dos ataques aos navios mercantes brasileiros, nascendo assim um sentimento revanchista que foi asseverado pela campanha de entrada do Brasil na Guerra, organizada pelo governo federal brasileiro do período...

‣ Em luto e luta: construindo a memória da FEB

Ribeiro, Patrícia da Silva
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
69.91868%
O presente trabalho procura investigar como se configura atualmente o campo da disputa memorial sobre a participação da Força Expedicionária Brasileira (FEB) durante a Segunda Guerra Mundial. Para isso, foi preciso levar em conta não apenas os sujeitos políticos que atuam nesse processo – entre outros: Estado, Exército, Associações de veteranos e sociedade – como também as flutuações e apropriações de memória das quais se valem. As memórias traumáticas que os veteranos guardam desse episódio ganham voz através das diversas modalidades da escrita de si – com destaque para os diários, as correspondências e entrevistas – e remetem à noção do dever de memória na luta por reparação e reconhecimento.; This thesis aims at the investigation of how the issue of conflicting memories about the participation of the Brazilian Expeditionary Force (BEF) during World War II is configured today . To accomplish this goal, it was necessary to take into account not only the political players that act in this process – among others: State, Army, Veteran's Associations and society – as well as the fluctuations and appropriations of their memory. Traumatic memories of the veterans about this event arise through different ways of self-writing – with special emphasis on journals...

‣ A visibilidade da atuação de uma enfermeira do Exército Brasileiro a um ferido na 2ª Guerra Mundial; Análisis Fotográfico de la asistencia prestada por una enfermera del Ejército Brasileño a un herido en la 2ª Guerra Mundial; The visibility of the care given by a Brazilian Army nurse to a wounded soldier during World War II

Bernardes, Margarida Maria Rocha; Lopes, Gertrudes Teixeira; Santos, Tânia Cristina Franco
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2005 Português
Relevância na Pesquisa
39.644126%
Estudo histórico-sociológico com o objetivo de analisar e descrever a visibilidade da atuação de uma enfermeira do Exército inserida na Força Expedicionária Brasileira (FEB) durante a 2º Guerra Mundial. Fonte primária: uma fotografia da época, articulada aos depoimentos orais de dezenove agentes. Essa modalidade de obtenção de dados possibilitou criar um método de pesquisa que denominamos Analítico Fotográfico Oral. Escolhemos a foto no acervo iconográfico do Exército localizado no Comando Militar do Leste, no Rio de Janeiro. Fontes secundárias: acervo literário sobre o contexto histórico social da época. Utilizamos os conceitos de habitus, poder e capital cultural de Pierre Bourdieu. Os resultados evidenciaram que para enfrentar o desafio, as voluntárias precisaram adquirir novos habitus mediante treinamento obrigatório, orientado pelos militares para cuidar dos feridos de guerra.; Este estudio histórico-sociológico tiene como objetivo analizar y describir la visibilidad de la actuación de una enfermera del Ejército insertada en la Fuerza Expedicionaria Brasileña (FEB) por ocasión de la 2ª guerra mundial. Fuente primaria: una fotografía de la época articulada a los testimonios orales de diecinueve agentes. Esta modalidad de obtención de datos posibilitó crear un método de investigación que lo denominamos de Analítico Fotográfico Oral. Escogimos la foto en el acervo iconográfico del Ejército en el Comando Militar del Este en Río de Janeiro. Fuentes secundarias: el acervo literario del contexto histórico social de la época. Utilizamos los conceptos de habitus...

‣ O cotidiano das enfermeiras do exército na força expedicionária brasileira (FEB) no teatro de operações da 2ª Guerra Mundial, na Itália (1942-1945); El cotidiano de las enfermeras del ejército en la fuerza expedicionária brasileña (FEB) en el teatro de operaciones de la 2ª Guerra Mundial en Italia (1942-1945); The daily life of nurses in the Brazilian expeditionary force in the theater of operations during World War II, in Italy (1942-1945)

Bernardes, Margarida Maria Rocha; Lopes, Gertrudes Teixeira; Santos, Tânia Cristina Franco
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2005 Português
Relevância na Pesquisa
38.779692%
Estudo histórico-social, tem como objetivo analisar os desafios cotidianos enfrentados pelas enfermeiras do Exército no Teatro de Operações da 2ª Guerra Mundial, na Itália. Utilizou-se como fontes primárias três fotografias da época e depoimentos de nove enfermeiras que estiveram no conflito. As fontes secundárias constituíram-se do acervo literário referente ao assunto. Utilizou-se conceitos do sociólogo Pierre Bourdieu para apoiar a discussão. Os resultados evidenciaram que as enfermeiras enfrentaram os desafios do cotidiano na guerra e adaptaram-se às adversidades dos acampamentos/enfermarias. Conclui-se que o cotidiano das enfermeiras, nesse cenário, ao tempo que as levou ao enfrentamento de barreiras, propiciou a apreensão de novas culturas e tecnologias.; Este estudio histórico-sociológico tiene como objetivo analizar los retos cotidianos enfrentados por las enfermeras del Ejército Brasileño en el teatro de operaciones de la 2ª guerra mundial en Italia. Fuentes primarias: tres fotografías de la época, articuladas a los testimonios de nueve enfermeras que estuvieran en el conflicto. Fuentes secundárias: acervo bibliográfico referente al contexto histórico social del recorte temporal. Utilizamos conceitos de Pierre Bourdieu. Los resultados evidenciaron que las enfermeras enfrentaron los retos del cotidiano en la guerra y se adaptaron a las adversidades de los campamentos/enfermerías. Concluimos que las enfermeras en este escenario ultrapasaron barreras y tuvieron la oportunidad de conocer nuevas culturas y tecnologías.; This historic-sociological study aims to analyze the daily challenges faced by army nurses in the Theater of Operations during the Second World War in Italy. The primary sources of investigation consist of three photographs taken during that period as well as testimonies by nine nurses...

‣ As enfermeiras da força expedicionária brasileira e a divulgação de seu retorno ao lar; Las enfermeras de la fuerza expedicionaria brasileña y la divulgación de su retorno al hogar; The nurses of the Brazilian expeditionary force and the dissemination of their return home

Oliveira, Alexandre Barbosa de; Santos, Tânia Cristina Franco; Barreira, Ieda de Alencar; Almeida Filho, Antonio José de
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
69.853525%
Este é um estudo histórico-social, cujo objetivo foi analisar os elementos simbólicos que expressam a divisão hierarquizante entre o masculino e o feminino, contidos em reportagens jornalísticas, publicadas sobre o retorno ao lar de enfermeiras que atuaram junto ao Serviço de Saúde da Força Expedicionária Brasileira, e discutir os efeitos simbólicos advindos dessas reportagens. As fontes históricas do estudo, constituídas por documentos fotográficos, escritos e orais, foram classificadas e analisadas à luz da Teoria do Mundo Social de Pierre Bourdieu e dos estudos de Michelle Perrot sobre a História das Mulheres. A pesquisa revelou que o modo em que foram veiculadas as reportagens jornalísticas, sobre a chegada dessas enfermeiras ao Brasil, representou a reprodução de estratégia simbólica no sentido de fazer valer os interesses político-sociais da época, e que trazia em seu bojo as ideias sobre a divisão hierarquizante do mundo social em masculino e feminino.; Este es un estudio histórico social , cuyo objetivo fue analizar los elementos simbólicos que expresan la división jerárquica entre lo masculino y lo femenino, contenidos en reportajes periodísticos, publicados sobre el retorno al hogar de enfermeras que actuaron junto al Servicio de Salud de la Fuerza Expedicionaria Brasileña...

‣ PODER MILITAR E IDENTIDADE DE GRUPO NA SEGUNDA GUERRA MUNDIAL: A EXPERIÊNCIA HISTÓRICA DA PSIQUIATRIA MILITAR BRASILEIRA

de Oliveira, Dennison
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 10/01/2005 Português
Relevância na Pesquisa
48.32442%
Este artigo se propõe a discutir, com relação à experiência militar da Força Expedicionária Brasileira (FEB) na Campanha da Itália (1944/ 45) na Segunda Guerra Mundial, dois aspectos que a literatura disponível considera centrais para o entendimento da organização da violência a partir das instituições militares: as formas pelas quais se dá a construção de uma identidade coletiva entre os seus membros e o papel que dentro desse processo é desempenhado pelos sentimentos experimentados pelos indivíduos. Este artigo pretende interpretar as evidências legadas sobre esses tópicos a partir de fontes fontes legadas pela História Militar e pela Psiquiatria Militar brasileiras numa perspectiva interdisciplinar. Abstract This article intends to discuss, with relationship to the military experience of the Brazilian Expeditionary Force (FEB) in the Campaign of Italy (1944/45) in Second World War, two aspects that the available literature considers central for the understanding of the organization of the violence starting from the military institutions: the forms for the which works the construction of a collective identity among of its members and the paper that inside of this process it is carried out by the feelings tried by the individuals. This text intends to interpret the evidences delegated on these topics starting from sources available by the Military History and for the Psychiatry Military Brazilians in a interdisciplinar perspective.