Página 1 dos resultados de 29794 itens digitais encontrados em 0.022 segundos

‣ Evaluation of swallowing in children with vomiting after feeding

DUCA, Ana Paula; DANTAS, Roberto Oliveira; RODRIGUES, Andrea Aparecida Contini; SAWAMURA, Regina
Fonte: SPRINGER Publicador: SPRINGER
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.603083%
Vomiting after feeding is a symptom of gastroesophageal reflux (GER) and of eosinophilic esophagitis (EE), which are considered to be a cause of infant feeding disorder. The objective of the present study was to evaluate swallowing in children with feeding disorder manifested by vomiting after feeding. Using clinical and videofluoroscopic methods we studied the swallowing of 37 children with vomiting after feeding (mean age = 15.4 months), and of 15 healthy children (mean age = 20.5 months). In the videofluoroscopic examination the children swallowed a free volume of milk and 5 ml of mashed banana, both mixed with barium sulfate. We evaluated five swallows of liquid and five swallows of paste. The videofluoroscopic examination was recorded at 60 frames/s. Patients had difficulty during feeding, pneumonia, respiratory distress, otitis, and irritability more frequently than controls. During feeding, children with vomiting, choke were irritable, and refused food more frequently than controls, and during the videofluoroscopic examination the patients had more backward movement of the head than controls for both the liquid and paste boluses. There was no difference in the timing of oral swallowing transit, pharyngeal swallowing transit...

‣ Extremely slow feeding in a tropical drilling ectoparasite, Vitularia salebrosa (King and Broderip, 1832) (Gastropoda: Muricidae), on molluscan hosts from Pacific Panama

HERBERT, Gregory S.; DIET, Gregory P.; FORTUNATO, Helena; SIMONE, Luiz Ricardo L.; SLIKO, Jennifer
Fonte: BAILEY-MATTHEWS SHELL MUSEUM Publicador: BAILEY-MATTHEWS SHELL MUSEUM
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.603083%
This study documents one of the slowest feeding behaviors ever recorded for a muricid gastropod in one of the most biotically rigorous regions on the planet. In Pacific Panama, Vitularia salebrosa attacks mollusks by drilling through their shells. The duration of attacks estimated by isotope sclerochronology of oyster shells collected during attacks in progress range from 90 to 230 days, while experimental observation of interactions documented one attack greater than 103 days. The prolonged nature of attacks suggests that V. salebrosa is best characterized as an ectoparasite than as a predator, which is the ancestral condition in the Muricidae. An ectoparasitic lifestyle is also evident in the unusual interaction traces of this species, which include foot scars, feeding tunnels and feeding tubes, specialized soft anatomy, and in the formation of male-female Pairs, which is consistent with protandrous hermaphroditism, as is typical in sedentary gastropods. To delay death of its host, V. salebrosa targets renewable resources when feeding, such as blood and digestive glands. A congener, Vitularia miliaris from the Indo-Pacific, has an identical feeding biology The origin and persistence of extremely slow feeding in the tropics challenges our present understanding of selective pressures influencing the evolution of muricid feeding behaviors and morphological adaptations. Previously...

‣ Representação social de mulheres/mães sobre as práticas alimentares de crianças menores de um ano; Women/Mother's social representation regarding the feeding practices of children under one year of age.

Stefanello, Juliana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/03/2008 Português
Relevância na Pesquisa
36.647124%
As práticas alimentares da criança menor de um ano trazem inúmeras particularidades que transcendem o biológico e, portanto requerem ser analisadas nas dimensões culturais, psicológicas, sociais e econômicas. Desta forma, buscou-se compreender quais as representações sociais das mulheres/mães sobre as práticas alimentares das crianças menores de um ano. Tratase de uma pesquisa qualitativa, desenvolvida com 15 mulheres/mães de crianças menores de um ano e usuárias de um serviço da rede básica de saúde de Ribeirão Preto-SP. A coleta de dados foi através de entrevistas semi-estruturadas gravadas e transcritas na íntegra e registros de imagens do contexto social da alimentação da criança, fotografadas pelas mães. A coleta se deu após o consentimento livre e esclarecido, no domicílio dos sujeitos. O conteúdo foi categorizado com base na técnica de análise de conteúdo, modalidade temática, e as fotografias possibilitaram uma análise complementar. À luz das representações sociais na perspectiva socioantropológica, analisou-se como as mulheres, enquanto agentes do cuidado infantil, em especial da alimentação do filho, atuam nas diversas dimensões do "espaço social alimentar". Depreenderam-se quatro categorias temáticas: 1) O contexto de construção das práticas da alimentação infantil: a alimentação da família; 2) A alimentação da criança no primeiro ano de vida; 3) Pessoas tidas como referência para as práticas alimentares infantis e 4) A alimentação e a saúde da criança. A alimentação é a primeira socialização dos indivíduos...

‣ Práticas alimentares de crianças menores de dois anos de idade em Guarapuava-PR: experiências do cotidiano; Feeding practices of children aged under 2 years in Guarapuava-PR: experience in their daily life.

Chuproski, Paula
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/03/2009 Português
Relevância na Pesquisa
36.624177%
As práticas alimentares maternas constituem um dos fatores primordiais para o adequado estado nutricional das crianças e para o seu pleno crescimento e desenvolvimento. Entretanto, elas são influenciadas pela questão socioeconômica, escolaridade materna, acesso a serviços de saúde e pelos valores e crenças do entorno cultural das famílias. Os objetivos deste estudo foram descrever as práticas alimentares de crianças menores de dois anos de idade com baixo peso e baixa estatura para a idade em seguimento em unidades de saúde e analisar relatos maternos acerca da alimentação e desnutrição infantil. Foi realizado um estudo exploratório descritivo com abordagem qualitativa, buscando uma aproximação com os sujeitos pesquisados e um olhar para as experiências maternas no cotidiano. O estudo foi desenvolvido na cidade de Guarapuava-PR e os participantes foram oito crianças, na faixa etária dos 6 aos 24 meses de idade, e suas mães. As técnicas de investigação foram a observação participante e a entrevista semi-estruturada e, a partir da análise temática, buscou-se apreender as estruturas de relevância das práticas alimentares observadas e dos relatos maternos, agrupando em quatro temas: As crianças e mães estudadas...

‣ As experiências alimentares de mães com filhas portadoras de transtornos alimentares: investigando a transgeracionalidade; The feeding experiences of mothers with daughters who suffer from eating disorders: investigating the transgenerationality

Lauand, Christiane Baldin Adami
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/03/2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.647124%
A alimentação é um objeto de estudo de extrema complexidade que envolve várias áreas do saber científico, entre elas a sociologia, a antropologia, a psicologia e a nutrição que se dedicam a investigar este instigante fenômeno. Até o momento, sabe-se que ela assume função social e afetiva entre os seres. O caráter simbólico dos alimentos se insere no contexto das relações sociais, sendo a família um importante instrumento de transmissão de rituais e de regras dietéticas. Do ponto de vista afetivo, a alimentação, primeiramente pela amamentação, é considerada o primeiro elo entre a mãe e o bebê e este processo acontece naturalmente quando existe uma relação harmoniosa entre a dupla. Considerando os estudos sobre as heranças psíquicas, em especial aquelas advindas de elementos transgeracionais, o objetivo desta pesquisa foi compreender o significado e as experiências emocionais da alimentação para as mães com filhas portadoras de transtornos alimentares. O percurso teórico baseou-se na pesquisa qualitativa, descritiva e exploratória. Participaram do estudo cinco mães de jovens com transtornos alimentares que frequentaram o grupo de apoio psicológico aos familiares do Grupo de Assistência em Transtornos Alimentares do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (GRATA-HCFMRP-USP) no ano de 2008. Como instrumento de coleta de dados foi utilizado um roteiro semiestruturado...

‣ O aleitamento materno na perspectiva da vulnerabilidade programática; Maternal Breast Feeding in the programmatic vulnerability perspective

Souza, Sarah Nancy Deggau Hegeto de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.663577%
Muitos esforços mundiais têm sido empregados para melhorar as condições de saúde das crianças com o objetivo de reduzir a mortalidade e morbidade infantil. A proteção, promoção e apoio ao aleitamento materno (AM) tem sido uma estratégia relevante no setor saúde e outros setores sociais. Este estudo tem como objetivos descrever a situação do AM no município de Londrina-PR e fatores associados, em crianças menores de um ano, em 2008, comparando com dados da pesquisa realizada no mesmo município em 2002; e analisar as experiências dos profissionais de saúde sobre o AM e a situação das ações programáticas do AM em Londrina, na perspectiva da vulnerabilidade programática. O quadro conceitual apoia-se no conceito de vulnerabilidade para explorar dimensões relevantes no estudo do AM em uma realidade contextualizada. A partir de abordagem quantitativa e qualitativa, o estudo descritivo foi realizado em duas etapas. A primeira baseada na metodologia utilizada pelo Projeto Amamentação e Municípios para inquéritos populacionais em dias de vacinação infantil. Foram realizadas 770 entrevistas com acompanhantes de crianças menores de um ano que compareceram na segunda etapa da campanha de vacinação contra poliomielite...

‣ Alimentação de crianças menores de 18 meses atendidas pelo PSF em dois municípios de São Paulo; Feeding children younger than 18 months cared by Brazilian Family Health Program (PSF) in two cities in São Paulo

Marcolino, Fernanda Ferreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/08/2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.614373%
Introdução: A alimentação infantil adequada compreende a prática do aleitamento materno e a introdução oportuna de alimentos complementares. O conhecimento dessas práticas fornece subsídios para melhor direcionar ações de promoção da alimentação. Objetivo: Avaliar as práticas de alimentação de crianças menores de 18 meses de idade atendidas pelo PSF de Itapira e Peruíbe, SP. Métodos: Estudo transversal com 783 cuidadores entrevistados no domicílio em 2007. Informações sócio-demográficas, de saúde e de práticas alimentares obtidas por questionário semi-estruturado. Avaliação das práticas alimentares com enfoque no uso dos novos indicadores da OMS e recebimento ou não do benefício do Programa Bolsa Família (PBF). Análise estatística por meio de freqüências simples, teste de qui-quadrado de Pearson e análise de regressão logística bivariada. Resultados: O aleitamento materno esteve mais presente em Peruíbe do que Itapira, tanto o aleitamento materno exclusivo entre os menores de 6 meses (41,3por cento x 21,6 por cento ; p=0,003) como a amamentação continuada com um ano de idade (65 por cento x 39,8 por cento ; p = 0,001). Houve introdução precoce de fruta e papa salgada nas duas localidades. Os indicadores da OMS introdução de sólidos e semi-sólidos...

‣ Alterações no metabolismo energético e no desempenho de bezerros leiteiros em programas de aleitamento intensivo ou convencional; Changes in energetic metabolism and performance of dairy calves under intensive and conventional milk-feeding programs

Paula, Marília Ribeiro de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/07/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.614373%
O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de diferentes sistemas de aleitamento (convencional, programado ou intensivo) sobre o desempenho e alterações no metabolismo energético de bezerros leiteiros. Após o nascimento, trinta bezerros da raça Holandês foram distribuídos em blocos casualizados e alocados em três programas de aleitamento: 1) Convencional: 10% do peso ao nascer (PN) (4L/dia); 2) Programado: semana 1: 10% PN (4L/dia), semana 2 a 6: 20% PN (8L/dia), semana 7 e 8: 10% PN (4L/dia); e 3) Intensivo: 20% PN (8L/dia). O aleitamento foi realizado duas vezes ao dia (07 e 18h) com sucedâneo comercial (20% proteína bruta; 16% extrato etéreo). Os animais foram alojados em abrigos individuais, com livre acesso à água e concentrado inicial, até a décima semana de vida e desaleitados abruptamente na oitava semana de vida. O consumo de concentrado inicial e o escore fecal foram registrados diariamente, enquanto que a pesagem e as medidas de altura na cernelha, perímetro torácico e largura da garupa foram realizadas semanalmente, a partir da segunda semana, até a décima semana, quando se encerrou o período experimental. A partir da segunda semana, foram realizadas colheitas semanais de amostras de sangue, duas horas após o aleitamento da manhã...

‣ Uso de mamadeira no primeiro mês de vida : determinantes e influência na técnica de amamentação; Bottle feeding during the first month of life : determinants and effect on breastfeeding technique

França, Maristela Cavalheiro Tamborindeguy; Giugliani, Elsa Regina Justo; Oliveira, Luciana Dias de; Weigert, Enilda Maria Lara; Espírito Santo, Lílian Córdova do; Kohler, Celina Valderez Feijó; Bonilha, Ana Lúcia de Lourenzi
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
36.614373%
OBJETIVO: Analisar a incidência e os determinantes do uso de mamadeira no primeiro mês de vida e possíveis efeitos dessa prática na técnica de amamentação. MÉTODOS: Estudo transversal aninhado em uma coorte contemporânea de Porto Alegre, RS, de junho a novembro de 2003. Durante um mês foram acompanhados 211 pares de mãe e criança. A influência do uso de mamadeira sobre a técnica de amamentação foi avaliada comparando-se as freqüências de cinco itens desfavoráveis ao posicionamento mãe/criança e três itens desfavoráveis à pega da criança; e as médias do número de itens desfavoráveis entre as duplas que iniciaram o uso mamadeira no primeiro mês e as que não o fi zeram. A regressão logística estimou o grau de associação das variáveis com os desfechos, utilizando modelo hierarquizado. RESULTADOS: Aos sete dias, 21,3% das crianças usavam mamadeira e, aos 30 dias, 46,9%. Coabitação com a avó materna esteve associada com uso de mamadeira tanto aos sete quanto aos 30 dias. Também estiveram associados ao uso de mamadeira aos sete dias: a mãe ser adolescente e trauma mamilar na maternidade. Os outros dois fatores associados ao uso de mamadeira aos 30 dias foram trauma mamilar aos sete dias e uso de chupeta aos sete dias. Não houve associação entre técnica de amamentação ensinada na maternidade e uso de mamadeira...

‣ Effect of intermittent feeding on growth in early juveniles of the crayfish Cherax quadricarinatus

Stumpf, Liane; Calvo, Natalia S.; Castillo Diaz, Fernando; Valenti, Wagner Cotroni; Lopez Greco, Laura S.
Fonte: Elsevier B.V. Publicador: Elsevier B.V.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 98-104
Português
Relevância na Pesquisa
36.653179%
Three experiments were conducted with juveniles of the crayfish Cherax quadricarinatus to investigate the effect of intermittent feeding regimes on growth and the ability to tolerate the shortage of food. In experiment 1, stage III juveniles were assigned to one of seven intermittent feeding groups (from FS1: 1 day fed/1 day non-fed to FS7: 7 days fed/7 days non-fed) and two control groups, continuously fed (CF) and continuously starved (CS) animals; this experiment comprised a short-term intermittent feeding period until the first molt, followed by a continuous feeding period. In the experiment 2, stage III juveniles were assigned to one of three intermittent feeding groups (FS2 to FS4) and one control group (CF); it consisted of a prolonged intermittent feeding period, until the end of the experiment In the experiment 3, stage VI and VII juveniles were assigned to one of three intermittent feeding groups (FS2 to FS4) and one control (CF); it also consisted of a prolonged intermittent feeding period. The red claw crayfish juveniles were able to tolerate periods of intermittent feeding and underwent compensatory growth after continuous feed was re-established. The ability of crayfish to tolerate intermittent feeding was influenced by developmental stage and duration of the intermittent feeding period. Stage III juveniles survived...

‣ Surface electromyography of facial muscles during natural and artificial feeding of infants

Gomes, Cristiane F.; Trezza, Ercília M. C.; Murade, Emílio C. M.; Padovani, Carlos R.
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 103-109
Português
Relevância na Pesquisa
36.658635%
Objective: To measure and compare the activity of the masseter, temporalis and buccinator muscles in different infant feeding methods. Method: Cross-sectional study of 60 full-term infants with no intercurrent diseases, aged between two and three months, classified into the following groups: 1) exclusive breastfeeding; 2) breastfeeding plus bottle-feeding; and 3) exclusive breastfeeding plus cup feeding. Surface electromyography was performed during infant feeding. The Krushal-Wallis test was used, complemented by multiple paired comparisons of the groups. A 5% significance level was chosen for the tests. Results: Statistically higher results were verified in the breastfeeding group in relation to the bottle-feeding one, both in the range of movement and the mean contraction of the masseter. With regard to the temporalis muscle, statistically higher results were found in the breastfeeding group comparatively to the bottle-feeding one. As to the buccinator muscle, statistically higher results were observed in the breastfeeding group in relation to the bottle-feeding one, although in this case, the difference concerned only the range of contraction. Conclusion: The similarities between the muscle activity in the breastfeeding and in the cup-feeding groups suggests that cup-feeding can be used as an alternative infant feeding method...

‣ Aleitamento materno e desenvolvimento do sistema estomatognatico; Breast-feeding the development stomatognathic system

Sebastião Batista Bueno
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/12/2005 Português
Relevância na Pesquisa
36.603083%
O aleitamento é tido como um fator decisivo para a correta maturação e o crescimento das estruturas do sistema estomatognático, estimulando o desenvolvimento das funções fisiológicas e garantindo sobrevivência e qualidade de vida. O objetivo deste trabalho foi relacionar oclusopatias, aeração nasal e hábitos deletérios com o tempo de aleitamento materno. Os participantes foram 138 crianças de 4 a 5 anos, das creches municipais da cidade de Campo Limpo Paulista onde a coleta de dados envolveu questionários, levantando o tipo de parto, gênero, tempo de amamentação e hábitos de sucção associados a levantamento da oclusão e aeração nasal. As crianças foram agrupadas conforme o tempo de amamentação, num primeiro momento em grupo A, com 41 crianças que receberam leite materno de 0 a 3 meses, e grupo B, com 97 crianças que receberam leite materno por 4 meses ou mais e num segundo momento em grupo C, com 77 crianças que receberam leite materno de 0 a 6 meses e grupo D, com 61 crianças que receberam leite materno por 7 meses ou mais. Constatou-se que a prevalência de Classe I de Angle, foi maior nos grupos que mais receberam amamentação e as oclusopatias Classe II de Angle, mordida aberta anterior, espaçamento nos segmentos anteriores...

‣ Feeding diversity in macroinvertebrate communities: a contribution to estimate the ecological status in shallow waters

Gamito, Sofia; Furtado, Ramila
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2009 Português
Relevância na Pesquisa
36.624177%
The feeding diversity of subtidal samples of macroinvertebrates from Ria Formosa was estimated with Shannon Wiener information index and complementary evenness. The results were compared with other commonly used methodologies under the European water framework directive, such as diversity indices, AMBI and ITI. Assuming that in a healthy environment all feeding groups are present, and that no group clearly dominates, the feeding diversity is expected to be maximal and the evenness feeding diversity will be close to 1. In degraded environments some feeding groups might be absent or having low relative abundance, and generally with one or two groups dominating the community. In this way the evenness feeding diversity index would measure deviations from expected values due to a degradation of the environment. Although confirmation of this approach needs to be tested in other shallow waters, the results obtained show interesting features. To each of the 297 species belonging to the Ria Formosa data matrix a feeding group was assigned, among six groups: surface deposit feeders, sub surface deposit feeders, herbivores, suspension feeders and suspension/deposit feeders (species which have the two feeding modes depending on food availability). The carnivorous...

‣ Coordinated feeding behavior of the Guiana dolphin, Sotalia guianensis (Cetacea: Delphinidae), in southeastern Brazil: a comparison between populations

Oliveira,Elaine C. da S.; Tardin,Rodrigo H.; Poletto,Fabiana R.; Simão,Sheila M.
Fonte: Sociedade Brasileira de Zoologia Publicador: Sociedade Brasileira de Zoologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.624177%
The coordinated feeding tactics used by delphinids are influenced by differences in the distribution of prey species, season, and opportunities for social learning. In the present study, we compared the coordinated feeding behavior of two populations of the Guiana dolphin, Sotalia guianensis, in southeastern Brazil, and how these feeding tactics vary seasonality and in the presence of calves. We observed eight types of coordinated feeding tactics, which differed in frequency and in the mean number of individuals engaged in them, and between both areas. Feeding tactics used to herd and capture prey were the most frequent and engaged a greater number of individuals, suggesting that these tactics are better for capturing fish that gather in larger schools. Furthermore, the seasons influenced the occurrence of different prey items, which in turn modified the feeding tactics of the dolphins. In the Ilha Grande Bay we observed that bouts lasted longer and larger groups engaged in the feeding tactics, which may be associated with the seasonal spawning of larger schooling fish such as Sardinella brasiliensis (Steindachner, 1879) (Teleostei: Clupeidae). However, in the Sepetiba Bay, we observed longer feeding bouts and a smaller number of individuals engaged in the feeding tactics during autumn-winter. This may be associated with the fact that the most abundant prey species...

‣ Associations between maternal depressive symptoms and child feeding practices in a cross-sectional study of low-income mothers and their young children

Goulding, Alison N; Rosenblum, Katherine L; Miller, Alison L; Peterson, Karen E; Chen, Yu-Pu; Kaciroti, Niko; Lumeng, Julie C
Fonte: BioMed Central Publicador: BioMed Central
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.614373%
Background: Maternal depression may influence feeding practices important in determining child eating behaviors and weight. However, the association between maternal depressive symptoms and feeding practices has been inconsistent, and most prior studies used self-report questionnaires alone to characterize feeding. The purpose of this study was to identify feeding practices associated with maternal depressive symptoms using multiple methodologies, and to test the hypothesis that maternal depressive symptoms are associated with less responsive feeding practices. Methods: In this cross-sectional, observational study, participants (n = 295) included low-income mothers and their 4- to 8-year-old children. Maternal feeding practices were assessed via interviewer-administered questionnaires, semi-structured narrative interviews, and videotaped observations in home and laboratory settings. Maternal depressive symptoms were measured using the Center for Epidemiologic Studies-Depression scale (CES-D). Regression analyses examined associations between elevated depressive symptoms (CES-D score ≥16) and measures of maternal feeding practices, adjusting for: child sex, food fussiness, number of older siblings; and maternal age, body mass index (BMI)...

‣ The effect of early oral feeding compared to standard oral feeding following total laryngectomy: a systematic review.

Martin, Stephanie Kay
Fonte: Universidade de Adelaide Publicador: Universidade de Adelaide
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.624177%
Pharyngocutaneous fistula is reported to be the most common early complication following total laryngectomy with significantly increased morbidity and mortality rates as well as increased resource utilisation. Post-operatively, the presence of a pharyngocutaneous fistula can double the length of an average patient hospital stay. Multiple risk factors for pharyngocutaneous fistula have been investigated in the literature. Common clinical practice is to delay the introduction of oral feeding following surgery to reduce the formation of a pharyngocutaneous fistula. The objective of this review was to identify and synthesise the best available evidence on the effects of early oral feeding compared to standard oral feeding following total laryngectomy on the incidence of pharyngocutaneous fistula and hospital length of stay. This review considered studies that included adults who commenced early oral feeding following total laryngectomy surgery. The intervention of interest was early oral feeding defined as oral intake in the first 6 days post-operatively. The comparator was standard care defined as oral intake from day 7 onwards. Outcome measures of interest included the incidence of pharyngocutaneous fistula and hospital length of stay. A three tier search strategy was undertaken across 10 major databases. Nine studies in total met the inclusion criteria and on the basis of appraisal...

‣ Clinical validation of the Preterm Oral Feeding Readiness Assessment Scale

Fujinaga,Cristina Ide; Moraes,Suzana Alves de; Zamberlan-Amorim,Nelma Ellen; Castral,Thaíla Corrêa; Silva,Andreara de Almeida e; Scochi,Carmen Gracinda Silvan
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.614373%
INTRODUCTION: Health professionals have great difficulties to establish the adequate and safe time to start breast feeding in preterm infants. There is a need to develop a standardized tool to help health professionals to comprehensively evaluate preterm infant readiness to transition preterm infants´ feeding from gastric to oral, and encourage breast feeding practice in neonatal units. Aims: To clinical validate the accuracy of a Preterm Oral Feeding Readiness Assessment Scale with 60 clinically stable preterm infants. METHODS: Global accuracy, sensitivity and specificity of Preterm Oral Feeding Readiness Assessment Scale cut-offs, compared to milk intake through translactation, were estimated through ROC curves (Receiver Operating Characteristic Curves). RESULTS: The global accuracy of Preterm Oral Feeding Readiness Assessment Scale was 74.38%. The highest sensitivity and specificity were obtained for three cut-offs: 28, 29 and 30. Since higher specificity (75.68%) for the Preterm Oral Feeding Readiness Assessment Scale was found at a score cut-off=of 30 showed higher specificity (75.68%), it should be used as a cut-off score to select initiate breastfeeding the preterm newborns' oral feeding readiness. CONCLUSION: The Preterm Oral Feeding Readiness Assessment Scale is considered valid to assist health professionals to initiate preterm feeding in view of promoting safe and objective breastfeeding.

‣ Validação clínica do Instrumento de Avaliação da Prontidão do Prematuro para Início da Alimentação Oral; La validación clínica del Instrumento de Evaluación de la Prontitud de los Prematuros para Iniciación de la Alimentación por Vía Oral; Clinical validation of the Preterm Oral Feeding Readiness Assessment Scale

Fujinaga, Cristina Ide; Moraes, Suzana Alves de; Zamberlan-Amorim, Nelma Ellen; Castral, Thaíla Corrêa; Silva, Andreara de Almeida e; Scochi, Carmen Gracinda Silvan
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/02/2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.614373%
INTRODUÇÃO: profissionais de saúde têm grande dificuldade para estabelecer o momento adequado e seguro para iniciar a amamentação em prematuros. Há necessidade de desenvolver um instrumento padronizado para auxiliar esses profissionais, na transição da alimentação gástrica para via oral do prematuro, incentivando a prática da amamentação nas unidades neonatais. Objetivo: avaliar a acurácia do Instrumento de Avaliação da Prontidão do Prematuro para Início da Alimentação Oral. MÉTODO: participaram do estudo 60 prematuros clinicamente estáveis e que não haviam recebido alimentação oral. A acurácia global, sensibilidade e especificidade do instrumento, em comparação à ingestão de leite por meio da translactação, foram estimadas através de curvas ROC (Receiver Operating Characteristic Curves). RESULTADOS: a acurácia global do instrumento foi de 74,38%. A maior sensibilidade e especificidade foram obtidas para três pontos de corte: 28, 29 e 30. Como o ponto de corte=30 do instrumento apresentou maior especificidade (75,68%), sugere-se, aqui, que deverá ser usado para selecionar os prematuros com prontidão para início da alimentação oral. CONCLUSÃO: o Instrumento de Avaliação da Prontidão do Prematuro para Início da Alimentação Oral está validado para assistir os profissionais de saúde a iniciar a alimentação do prematuro...

‣ Factors affecting mothers' choice of breastfeeding vs. formula feeding in the lower Umfolozi district war memorial hospital, KwaZulu-Natal

Swarts,Susan; Salome Kruger,H.; Dolman,Robin C.
Fonte: Health SA Gesondheid (Online) Publicador: Health SA Gesondheid (Online)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.614373%
The aim of this study was to determine which factors influence choice of breast- versus the formula-feeding of infants. This may help to understand where the focus should lie in the promotion of breastfeeding. A structured questionnaire was completed by a 100 women and focus-group discussions were held with 22 women who delivered babies at the Lower Umfolozi District War Memorial Hospital (LUDWM) in Kwazulu-Natal. Most of the mothers (72%) chose breastfeeding and 58% intended to breastfeed for only 6 months. One-third (33%) were influenced by health care professionals and 44% of the mothers made their own decisions in their feeding method. Only one participant stated that she chose formula-feeding due to her HIV-positive status, but in the focus-group discussions, the fear of transmission of HIV through breast-milk was stated as an important reason why mothers chose replacement-feeding. Significantly more HIV-infected than uninfected mothers chose replacement-feeding as the feeding method and mothers who chose breastfeeding were significantly older than mothers who selected replacement-feeding. They made their infant-feeding decision earlier than those who chose replacement-feeding. Findings showed that the majority of women in this study did not have access to running water and flush toilets in their houses. In these areas where replacement-feeding will not be acceptable...

‣ Knowledge of pregnant women on transmission of HIV infection through breast feeding

Kasinga,F; Mogotlane,SM; van Rensburg,GH
Fonte: Curationis Publicador: Curationis
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 Português
Relevância na Pesquisa
36.614373%
Although breast-feeding is nature s way of providing nutrition to the baby, in HIV positive mothers this has been identified as one of the means through which HIV infection is transmitted from the mother to the child. In Africa where children under the age of 5 are killed by preventable diseases like diarrhoea, the issue of HIV transmission through breast feeding poses an added huge problem. Research has, however shown that exclusive infant feeding, be it breast or formula, reduces the risk substantially. It is imperative that mothers be informed about safer methods of infant feeding so that HIV infection is kept to a minimum. The objective of the study was to explore and describe the knowledge that pregnant women had about mother to child transmission of HIV infection through breast-feeding. A non-experimental quantitative exploratory and descriptive research design was used to explore the knowledge women had on mother to child transmission of HIV infection through breast-feeding. From the data collected, it showed that although women were aware of the susceptibility of children to HIV infection if fed on breast and formula feeds simultaneously by HIV positive mothers, exclusive feeding was a problem as people associated the practise with a positive HIV status. Women who had not disclosed their HIV status and were HIV positive...