Página 1 dos resultados de 7 itens digitais encontrados em 0.032 segundos

‣ Avaliação do efeito antiinflamatório e imunomodulador de uma mistura dos triterpenos pentacíclicos a-amirina e ß-amirina sobre a colite induzida pelo ácido 2,4,6-trinitrobenzeno sulfônico em camundongos

Vitor, Carlos Eduardo
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 1 v.| ils., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
17.440631%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas. Programa de Pos-Graduação em Farmacologia.; a,b-Amirina é uma mistura 1:1 de dois triterpenos pentacíclicos isolados a partir das resinas da planta Protium kleinii. Alguns trabalhos têm mostrado que a a,b-amirina possui atividade antiinflamatória e antinociceptiva. No entanto, seus efeitos sobre doenças inflamatórias intestinais ainda não foram descritos. O objetivo deste trabalho foi avaliar se o tratamento sistêmico curativo com a,b-amirina era capaz de melhorar a inflamação intestinal, comparativamente com a dexametasona, em um modelo de colite experimental induzida em camundongos. A colite experimental foi induzida em camundongos pela injeção intracolônica de ácido 2,4,6-trinitrobenzeno sulfônico (TNBS). Vinte e quatro horas depois foi iniciado o tratamento sistêmico com a,b-amirina de 12 em 12 horas ou com a dexametasona. Setenta e duas horas após a indução de colite, os animais foram sacrificados e os seguintes parâmetros foram avaliados: o dano macro e microscópico, a infiltração de células polimorfonucleares, os níveis teciduais de citocinas e a expressão do fator de crescimento do endotélio vascular e do NF-kB p65 fosforilado foram avaliados. Alterações fisiopatológicas na estrutura do timo...

‣ Rituximab no tratamento de pênfigo vulgar refractário

Fernandes, I.; Sanches, M.; Velho, G.; Selores, M.
Fonte: Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venereologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venereologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
17.440631%
O pênfigo vulgar é uma doença bolhosa auto-imune rara, que atinge a pele e as mucosas. Geralmente tem um curso clínico severo, sendo necessário o recurso a terapêutica prolongada com corticóides sistémicos e outros fármacos imunossupressores, que podem conduzir a efeitos adversos graves. O rituximab é um anticorpo monoclo- nal quimérico dirigido ao antigénio CD20, expresso pelos linfócitos B. Recentemente, têm surgido alguns estudos que documentam o seu sucesso terapêutico no tratamento de pênfigo refractário. Os autores descrevem dois casos clínicos de pênfigo vulgar refractários às terapêuticas convencionais, que foram tratados com rituximab, tendo atin- gido a remissão completa da doença. A experiência bem sucedida em relação a estes dois casos clínicos reforça que o rituximab constitui uma opção valiosa e segura na abordagem terapêutica do pênfigo vulgar severo e refractário.

‣ Disacusia neurossensorial imunomediada

Penido,Norma de Oliveira; Aumond,Mariana Dantas; Leonhardt,Fernando Danelon; Abreu,Carlos Eduardo Cesário de; Toledo,Ronaldo Nunes
Fonte: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Publicador: ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2002 Português
Relevância na Pesquisa
17.440631%
A disacusia neurossensorial imunomediada (DNSI) é caracterizada geralmente por uma disacusia neurossensorial bilateral, progressiva e assimétrica, acompanhada ou não por outros sintomas da orelha interna. Três pacientes com DNSI cujo quadro clínico e audiométrico eram sugestivos de doença auto-imune, e apresentaram resposta positiva à terapia imunossupressora ou pesquisa positiva de anticorpo anti hsp-70 68kD, foram estudados com relação às características clínicas, testes diagnósticos, alternativas terapêuticas e evolução da doença. Dois pacientes apresentaram quadro de disacusia neurossensorial rapidamente progressiva, associado a quadro vestibular, e outro, quadro de surdez súbita unilateral. Nenhum paciente apresentou positividade às provas reumatológicas, e apenas um paciente apresentou aumento na velocidade de hemossedimentação. Nenhum paciente obteve resposta adequada sustentada à corticoterapia, mas dois deles melhoraram com outras terapias imunossupressoras. O diagnóstico da DNSI é clínico e baseado na resposta positiva ao teste terapêutico com imunossupressores. A pesquisa de anticorpo anti-hsp70 de 68 kD pelo Western Blot é o único exame laboratorial específico para seu diagnóstico, possuindo sensibilidade de 42% e especificidade de 90%. Apenas 1 paciente apresentou positividade para este teste e não respondeu à terapia imunossupressora. Os dois pacientes com teste negativo responderam satisfatoriamente ao tratamento. A baixa sensibilidade do Western Blot e seu alto custo dificultam sua difusa utilização em nosso meio. A introdução precoce do tratamento é de suma importância por auxiliar no diagnóstico e por proporcionar um melhor prognóstico auditivo.

‣ Relação entre o perfil de expressão de genes envolvidos na farmacodinâmica de imunossupressores e de microRNAs reguladores, com a resposta terapêutica em transplantados renais; Relationship between the expression profile of genes involved on immunosuppressants pharmacodynamics, and regulatory microRNAs with therapeutic response in renal transplant.

Bonezi, Vivian
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/07/2015 Português
Relevância na Pesquisa
38.564165%
Introdução: Os imunossupressores das classes inibidores da calcineurina (tacrolimo) e da rapamicina (sirolimo) requerem controle terapêutico por apresentarem grande variabilidade farmacocinética que tem sido atribuída a fatores genéticos, entre outros. Poucos estudos avaliaram a expressão de genes alvo de imunossupressores e sua relação com a resposta terapêutica. Objetivo: Estudar a relação entre o perfil de expressão de genes alvos de tacrolimo e sirolimo e de microRNAs reguladores e a resposta à imunossupressores utilizados na profilaxia de rejeição ao transplante renal. Métodos: Participaram deste estudo 37 indivíduos submetidos ao transplante renal, no Hospital do Rim e Hipertensão da UNIFESP, de ambos os sexos, com idade acima de 18 anos e de qualquer etnia. Os pacientes foram tratados com esquema imunossupressor contendo tacrolimo, micofenolato de sódio e prednisona até o 3º mês quando foram randomizados para manter a terapia inicial (grupo TAC) ou para a conversão para sirolimo (grupo SRL). Os pacientes com disfunção renal ou suspeita de rejeição, no 3º mês, seguiram o tratamento inicial e foram avaliados em separado (grupo TACex). Os parâmetros de função renal e concentração sanguínea dos fármacos foram utilizados para monitoramento da terapia. A expressão de mRNA de MTOR...

‣ Demodecose canina: aspectos da sua abordagem terapêutica

Mota, Tiago Evaristo Borges
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária Publicador: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em 19/04/2010 Português
Relevância na Pesquisa
17.440631%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; A Demodecose Canina (DC) é uma dermatose parasitária inflamatória, resultante da proliferação anormal de ácaros Demodex canis nos folículos pilosos e glândulas sebáceas, associada a uma desregulação na resposta imunitária, que acomete frequentemente canídeos em idade juvenil. No cão, foram recentemente identificadas novas espécies de Demodex sp. (Demodex cornei e Demodex injai), todavia a sua patogenicidade e o seu grau de envolvimento no desenrolar desta doença, ainda está por determinar. Esta doença pode também afectar animais em idade adulta, estando nesse caso geralmente associada à co-existência de outras doenças sistémicas ou resultar da instituição de terapêuticas e/ou outros factores imunossupressores. Clinicamente a DC, é caracterizada por lesões de alopécia, eritema, hiperpigmentação, prurido variável, por vezes agravados com pápulas ou pústulas. Consoante a extensão das lesões, consideram-se duas entidades clínicas distintas, a Demodecose Localizada (DL) e a Demodecose Generalizada (DG). Enquanto a DL com uma evolução geralmente benigna, é na maioria dos casos auto-limitante, não necessitando portanto de tratamento específico...

‣ TRATAMENTO FARMACOLÓGICO DAS DOENÇAS REUMÁTICAS; PHARMACOLOGIC THERAPY OF RHEUMATIC DISEASES

Petean, Flávio C.; Lousada Jr, Paulo; Voltarelli, Júlio C.; Donadi, Eduardo A.; Carvalho, Ivan F. de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 30/12/1997 Português
Relevância na Pesquisa
27.44063%
Apresenta-se, nesta revisão, a terapêutica farmacológica atual das doenças reumáticas de adultos, do modo como é conduzida na Divisão de Imunologia Clínica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo. Enfatizam-se a seleção de drogas, as respostas clínicas e o monitoramento terapêutico das principais doenças reumáticas. Entre estas, incluem-se tanto as de patogênese auto-imune (artrite reumatóide, lúpus eritematoso sistêmico, febre reumática, espondilartropatias, esclerose sistêmica, dermatopolimiosite, vasculites), como as não-imunológicas (gota, pseudogota, osteoartrose, osteoporose e fibromialgia).; We review here the current pharmacologic therapy of rheumatic diseases in adults as conducted by the Division of Clinical Immunology of the University Hospital of the School of Medicine of Ribeirão Preto of the University of São Paulo. Emphasis is posed on drug selection, clinical responses and therapeutic monitoring of leading rheumatic diseases. Among them are included those with autoimmune ethiopathogenesis (rheumatoid arthritis, systemic lupus erythematosus, rheumatic fever, spondyloarthropathies, systemic sclerosis, dermatopolymyositis and the vasculitis) and those without immunological nature (gout...

‣ Pulmão e transplante renal

Mota,Patrícia Caetano; Vaz,Ana Paula; Ferreira,Inês Castro; Bustorff,Manuela; Damas,Carla
Fonte: Sociedade Portuguesa de Pneumologia Publicador: Sociedade Portuguesa de Pneumologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2009 Português
Relevância na Pesquisa
17.440631%
O transplante renal é o transplante de órgãos sólidos mais frequente, sendo os transplantados renais alvo de complicações pulmonares inerentes à própria terapêutica imunossupressora, as quais constituem, por vezes, um desafio diagnóstico e terapêutico. Objectivo: Avaliar os doentes admitidos na Unidade de Transplante Renal (UTR) do Hospital de S. João com o diagnóstico de patologia respiratória. Material e métodos: Estudo retrospectivo de todos os doentes admitidos na UTR por doença respiratória, durante um período de 12 meses. Resultados: Foram incluídos 36 doentes, com uma média de idades de 55,2 (±13,4) anos; 61,1% do sexo masculino. Os esquemas imunossupressores mais utilizados foram: prednisolona e micofenolato mofetil com ciclosporina (38,9%) ou tacrolimus (22,2%) ou rapamicina (13,9%). Trinta e um doentes (86,1%) apresentaram doença infecciosa respiratória. Neste grupo destacaram-se: 23 casos (74,2%) de pneumonia, 5 casos (16,1%) de infecção oportunista, 2 (6,5%) de traqueobronquite, e 1 (3,2%) de abcessos pulmonares. O agente etiológico foi identificado em 7 casos (22,6%). Cinco doentes (13,9%) apresentaram doença pulmonar iatrogénica pela rapamicina. Em 15 doentes (41,7%) foi necessário recorrer à realização de broncofibroscopia...