Página 1 dos resultados de 424 itens digitais encontrados em 0.207 segundos

‣ Exame clínico das mamas em consultas de pré-natal: análise da cobertura e de fatores associados em município do Rio Grande do Sul, Brasil; Clinical breast examination during prenatal visits: analysis of coverage and associated factors in a city in the State of Rio Grande do Sul, Brazil

GONÇALVES, Carla Vitola; DIAS-DA-COSTA, Juvenal Soares; DUARTE, Geraldo; MARCOLIN, Alessandra Cristina; GARLET, Geane; SAKAI, Alan Felipe; BIANCHI, Mônia Steigleder
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
27.37631%
O Ministério da Saúde do Brasil preconiza que seja realizado o exame clínico das mamas em conjunto com as orientações para o aleitamento materno na primeira consulta de pré-natal. O objetivo deste estudo foi avaliar a cobertura do exame clínico das mamas durante o pré-natal e descrever características associadas ao não cumprimento desta norma. Foi realizado um estudo transversal em Rio Grande, Rio Grande do Sul, Brasil, entre os meses de maio e julho de 2007. Dados relativos às puérperas foram registrados em um questionário padronizado. Dentre as 445 puérperas entrevistadas, 266 (59,8%) não foram submetidas ao exame clínico das mamas no pré-natal. As mulheres não-brancas, com renda familiar per capita inferior a um salário mínimo (R$ 380,00), com parto e pré-natal realizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) apresentaram probabilidade maior de não terem suas mamas examinadas durante o pré-natal. Esses resultados mostram a baixa prevalência da realização do exame clínico das mamas durante o pré-natal, além disso, indicam graves problemas relacionados à qualidade do atendimento pré-natal e diferenças no acesso de mulheres pertencentes aos contingentes populacionais de menor poder aquisitivo aos cuidados preconizados.; The Brazilian Ministry of Health recommends that breast examination be performed along with breastfeeding orientation during the first prenatal visit. The aims of the current study were to analyze breast examination during prenatal care and describe the factors associated with insufficient coverage. A cross-sectional study was performed in Rio Grande...

‣ Avaliação da frequência de realização do exame físico das mamas, da colpocitologia cervical e da ultrassonografia obstétrica durante a assistência pré-natal: uma inversão de valores; Evaluation of the frequency of accomplishment of the breast examination and of oncotic cervical cytology and the obstetrical ultrasound during the prenatal period: an inversion of values

GONÇALVES, Carla Vitola; COSTA, Juvenal Soares Dias da; DUARTE, Geraldo; MARCOLIN, Alessandra Cristina; LIMA, Luis Cláudio de Velleca e; GARLET, Geane; BIANCHI, Mônia Steigleder; SAKAI, Alan Felipe
Fonte: Associação Médica Brasileira Publicador: Associação Médica Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
27.299656%
INTRODUÇÃO: Embora o exame de ultrassonografia seja um procedimento frequente na gravidez, o seu uso rotineiro não demonstrou efetividade sobre a redução da morbi-mortalidade materna ou perinatal. OBJETIVOS: Avaliar a cobertura do exame das mamas e da citologia oncótica cervical entre os exames de pré-natal, comparando-se com o número de ultrassonografias obstétricas realizadas. MÉTODOS: Constituiu-se de uma avaliação transversal, realizada na cidade de Rio Grande (RS), entre maio e julho de 2007. Os dados obtidos por meio de um questionário estruturado foram digitados no programa Epi-Info 6.04 e analisados no software SPSS. RESULTADOS: Entre as 230 puérperas entrevistadas, 99,1% realizaram ultrassonografia durante a gravidez, enquanto 37,5% e 33,6% realizaram exame clínico das mamas ou colpocitologia cervical, respectivamente. Houve significância estatística (p-valor < 0,001) entre o local do pré-natal e o número de exames ecográficos realizados na gravidez. As pacientes que realizaram consultas por convênios ou particular foram mais submetidas a cografias. Também observou-se que o maior número de ecografias obstétricas aumentou a probabilidade da gestante ter sido submetida ao exame clínico das mamas. Por sua vez...

‣ Variação entre observadores na aplicação dos critérios morfológicos e cinéticos propostos pelo BI-RADS® (Breast Imaging Reporting and Data System) para ressonância magnética das mamas; Observer variability in the application of morphologic and dynamic criteria according to the Breast Imaging Reporting and Data System for MRI

Moraes, Paula de Camargo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/04/2008 Português
Relevância na Pesquisa
27.193516%
OBJETIVO. O objetivo deste estudo foi verificar a variação entre observadores, com diferentes graus de treinamento em RM das mamas, na aplicação dos critérios morfológicos e cinéticos propostos pelo BI-RADS® para descrever os realces na RM. Também, buscou-se avaliar a importância desta variação sobre a categorização final e a conduta sugerida, antes e após o conhecimento dos dados clínicos e dos demais exames de imagem pertinentes a cada caso. MÉTODOS. 109 realces, sendo 36 malignos, em 96 mulheres, foram interpretados por quatro radiologistas, divididos em duas duplas de acordo com a experiência em RM das mamas. Cada realce foi descrito seguindo os critérios de interpretação propostos pelo BI-RADS® para RM, sendo posteriormente informada a categoria final e a recomendação sugerida para cada caso. Tanto a categoria final quanto a conduta sugerida foram informadas duas vezes por cada observador, uma vez antes do conhecimento dos dados clínicos e dos demais exames de imagem e outra vez após o conhecimento dos mesmos. A concordância entre os membros de cada uma das duplas quanto à aplicação dos critérios de descrição morfológicos e dinâmicos utilizados na caracterização dos realces foi medida, seguida pela mensuração da concordância quanto à classificação final e a conduta recomendada...

‣ Subtração digital como ferramenta para detecção de tumores em imagens mamográficas de mamas densas: uma abordagem utilizando simulação computacional; Digital subtraction as tool for detecting tumors in mammographic images of dense breasts: an approach using computational simulation

Guimarães, Luciana de Toro Gomes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/09/2009 Português
Relevância na Pesquisa
27.036836%
O presente trabalho tem por objetivo propor um modelo envolvendo subtração digital de imagens obtidas a diferentes níveis de energia do feixe de raios X, para possibilitar a detecção de lesões malignas da mama que, no modo tradicional de realização do exame, seriam totalmente camufladas quando superpostas por tecido de absorção semelhante. A pesquisa tem aplicação mais direcionada às avaliações de imagens referentes aos casos de mamas densas, que apresentam tradicionalmente baixo contraste em função da presença maior de tecido fibroglandular de alta densidade. Para possibilitar essa investigação, a pesquisa trabalha com a geração de imagens através de simulação computacional dos principais tecidos mamários envolvidos adiposo, fibroglandular e o próprio carcinoma. Por esse procedimento, é possível observar o comportamento das variações de níveis de cinza nas imagens mamográficas a partir dos coeficientes de absorção daqueles tecidos, considerados com diferentes espessuras e submetidos a diferentes valores de energia, dentro da faixa típica utilizada no exame mamográfico. Foi considerada para referência do procedimento uma mama comprimida totalizando 4,5 cm de espessura total. Os resultados apontaram basicamente que: (a) se o carcinoma tiver espessura menor que 0...

‣ Estudo histologico de mamas de ratas castradas submetidas a terapeutica com estrogenio, progestogenio e tibolona

Jose Tadeu Vicelli
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/05/2005 Português
Relevância na Pesquisa
37.036836%
Objetivo: avaliar as alterações histológicas das mamas de ratas castradas submetidas à terapêutica com esteróides sexuais: benzoato de estradiol, acetato de medroxiprogesterona e tibolona. Material e Método: foi realizado um estudo experimental com 40 ratas não púberes, sendo 20 sem prole (grupo A) e 20 que procriaram e amamentaram sua prole (grupo B). Todas as ratas foram submetidas à ooforectomia bilateral e após quatro semanas foram alocadas, aleatoriamente, nos subgrupos: A1, A2, A3, A4, A5 e B1, B2, B3, B4, B5. Foram submetidas a tratamento hormonal com benzoato de estradiol, acetato de medroxiprogesterona, tibolona e placebo durante dez semanas. Os esteróides foram administrados seguindo os esquemas: A1 e B1 ? benzoato de estradiol; A2 e B2 ? acetato de medroxiprogesterona; A3 e B3 ? benzoato de estradiol e acetato de medroxiprogesterona; A4 e B4 ? tibolona; A5 e B5 - placebo. Após o término do tratamento, os animais foram sacrificados e suas segundas glândulas mamárias torácicas retiradas para análise histológica. Os parâmetros avaliados foram: proliferação epitelial da unidade terminal alveolar, atipias de células epiteliais e atividade secretora. A associação entre as variáveis histológicas e os diversos esquemas terapêuticos foi avaliada através do cálculo do odds ratio e seu respectivo intervalo de confiança de 95%. Resultados: foram observadas alterações histológicas em 29 ratas: hiperplasia moderada (52...

‣ Telarca reversível espontaneamente em meninas pré-púberes durante o tratamento com hormônio de crescimento recombinante humano

Carvalho,Luciani R.S.; Osorio,Maria G.F.; Mimura,Lídia Y.; Estefan,Vivian; Mendonça,Berenice B.; Arnhold,Ivo J.P.
Fonte: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Publicador: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2001 Português
Relevância na Pesquisa
27.299656%
OBJETIVO: Descrição de 4 casos de desenvolvimento transitório de mamas em meninas pré-púberes tratadas com hormônio de crescimento recombinante humano (rhGH). CASUÍSTICA E MÉTODOS: Quatro meninas pré-púberes com baixa estatura, duas com síndrome de Turner (ST) e duas com deficiência de hormônio de crescimento (DGH). O desenvolvimento das mamas (Tanner II e III) ocorreu com idade cronológica (IC) de 5,6 e 7,7 anos e idade óssea (IO) de 5,7 a 6,9 anos, 2 a 60 meses após o inicio do tratamento com rhGH na dose de 0,1 - 0,15U/kg/d. Todas as pacientes apresentaram regressão espontânea da telarca num período de 8 a 15 meses. Três pacientes foram submetidas ao teste de estímulo com GnRH apresentando resposta pré-puberal de LH. DISCUSSÃO: O desenvolvimento de mamas após o início do tratamento com rhGH tem sido relatado em meninos, mas não em meninas pré-púberes. Concluímos que o rhGH pode induzir ao desenvolvimento transitório das mamas, também em meninas, sem a ativação do eixo hipotálamo-hipófise-gonadal, não se fazendo necessária a supressão da puberdade.

‣ Caracterização de uma blindagem de chumbo protetora de mamas para redução de dose em exames de tomografia computadorizada

Correia,Paula Duarte; Granzotti,Cristiano Roberto Fabri; Santos,Yago da Silva; Brochi,Marco Aurelio Corte; Azevedo-Marques,Paulo Mazzoncini de
Fonte: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem Publicador: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2014 Português
Relevância na Pesquisa
27.036836%
Objetivo: Diversos estudos foram publicados quanto ao uso de blindagens de bismuto para proteção de mamas em exames de tomografia computadorizada (TC), e até a redação deste artigo encontrou-se apenas uma publicação sobre blindagens de bário. O objetivo deste estudo foi caracterizar, pela primeira vez, uma manta plumbífera para proteção de mamas. Materiais e Métodos: Foram avaliadas a redução percentual da dose e a influência desta blindagem em parâmetros quantitativos da imagem. Medidas de dose foram feitas em um equipamento de TC com auxílio de fantomas específicos e detectores de radiação. Um software de processamento auxiliou na análise qualitativa, que consistiu em avaliar a variação no número médio de TC e do ruído nas imagens. Resultados: Uma redução de dose na entrada em até 30% e do CTDIvol em até 17% foi encontrada. Como previsto na literatura, a presença do algodão como objeto espaçador reduziu significativamente os artefatos presentes na imagem. Em todas as medidas realizadas foi constatado aumento do número médio de TC e do ruído das imagens na presença da manta. Conclusão: Como esperado...

‣ Avaliação do resultado estético em pacientes submetidas a ressecção de mama supranumerária axilar

Oliveira,Marcus Cavalcante de; Taia,Lúcia; Leite Filho,Antônio Rosário; Freitas Júnior,Ruffo de
Fonte: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia Publicador: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1999 Português
Relevância na Pesquisa
27.036836%
RESUMO Objetivos: avaliar o grau de satisfação das pacientes submetidas a exérese de mamas acessórias, considerando a estética e a taxa de complicações. Pacientes e Métodos: foram avaliadas 23 pacientes submetidas a tratamento cirúrgico para remoção de tecido mamário axilar, no Serviço de Mastologia do HC-UFG, entre julho de 1994 e setembro de 1997. A idade variou entre 20 e 49 anos (média de 35 anos). As queixas das pacientes eram: dor local, desconforto e as referentes à estética corporal. A satisfação das pacientes foi avaliada por meio de entrevista, na qual elas se diziam muito satisfeitas, satisfeitas, insatisfeitas ou arrependidas da cirurgia. A equipe do HC-UFG também fez sua avaliação de cada uma das pacientes, na qual o resultado cosmético foi classificado como muito bom, bom ou ruim. Resultados: de acordo com a avaliação das pacientes, 61% estavam muito satisfeitas e nenhuma estava arrependida da cirurgia; a avaliação da equipe médica foi mais rigorosa, uma vez que apenas 26% dos casos foram considerados como muito bom pelos examinadores. Com relação às complicações, houve ocorrência de seroma em 22% e de infecção em 13% dos casos. Conclusão: a divergência entre os resultados das pacientes e dos médicos parece mostrar que o grau de satisfação das primeiras é muito maior do que inicialmente podíamos imaginar...

‣ Hipertrofia Maciça das Mamas na Gravidez: Relato de Caso

Silva Filho,Amadeu Ramos da; Burlá,Jayme Moyses; Jesus,Nilson Ramirez de; Gomes,Nadia Dantas; Gonzalez,Andréia Brandão
Fonte: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia Publicador: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2002 Português
Relevância na Pesquisa
27.036836%
A hipertrofia maciça das mamas na gestação é uma situação rara, com poucos casos descritos na literatura. Apesar de a etiologia ser desconhecida, parece tratar-se de resposta exagerada dos receptores da mama aos hormônios gravídicos. Embora possa ocorrer em qualquer gravidez apresenta alta taxa de recorrência nas gestações subseqüentes. O rápido e descomunal aumento mamário determina, além da dor, o comprometimento do esqueleto e musculatura das espáduas. O excessivo crescimento pode provocar necrose da pele com formação de úlceras, favorecendo grave infecção das glândulas. Os autores relatam um caso ocorrido em secundigesta, expondo a conduta durante a gravidez e a inibição da lactação com uso da bromocriptina imediatamente após o parto, com enfaixamento das mamas elevadas. Realçam também a importância da mamoplastia redutora poucos meses após o parto.

‣ Apoio social e auto-exame das mamas no Estudo Pró-Saúde

Andrade,Célia Regina de; Chor,Dóra; Faerstein,Eduardo; Griep,Rosane Harter; Lopes,Claudia S.; Fonseca,Maria de Jesus Mendes da
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2005 Português
Relevância na Pesquisa
27.193516%
Os autores investigaram a associação entre a freqüência relatada do auto-exame das mamas e cinco dimensões de apoio social (material, emocional, afetivo, de informação e interação social positiva) entre 2.240 funcionárias de uma universidade no Rio de Janeiro, participantes da Fase 1 de um estudo de coorte (Estudo Pró-Saúde). A coleta de informações foi feita por intermédio de um questionário autopreenchível. A realização do auto-exame das mamas "todo mês" ou "quase todo mês" foi relatada por 43% das funcionárias; 24% informaram praticá-lo "raramente" ou "nunca". As participantes com escores mais altos nas cinco dimensões de apoio social relataram freqüência mais elevada de auto-exame das mamas. Em todas as dimensões, a chance de praticar o auto-exame foi aproximadamente duas vezes maior entre aquelas situadas no tercil superior, e cerca de 50% mais elevada entre aquelas no tercil intermediário, quando comparadas às participantes situadas no tercil inferior dos escores de apoio social (teste para tendência linear: p < 0,001). A consistência dos resultados sugere que diversas dimensões de apoio social podem contribuir positivamente para a prática regular de autocuidados de saúde.

‣ Exame clínico das mamas em consultas de pré-natal: análise da cobertura e de fatores associados em município do Rio Grande do Sul, Brasil

Gonçalves,Carla Vitola; Dias-da-Costa,Juvenal Soares; Duarte,Geraldo; Marcolin,Alessandra Cristina; Garlet,Geane; Sakai,Alan Felipe; Bianchi,Mônia Steigleder
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2008 Português
Relevância na Pesquisa
27.37631%
O Ministério da Saúde do Brasil preconiza que seja realizado o exame clínico das mamas em conjunto com as orientações para o aleitamento materno na primeira consulta de pré-natal. O objetivo deste estudo foi avaliar a cobertura do exame clínico das mamas durante o pré-natal e descrever características associadas ao não cumprimento desta norma. Foi realizado um estudo transversal em Rio Grande, Rio Grande do Sul, Brasil, entre os meses de maio e julho de 2007. Dados relativos às puérperas foram registrados em um questionário padronizado. Dentre as 445 puérperas entrevistadas, 266 (59,8%) não foram submetidas ao exame clínico das mamas no pré-natal. As mulheres não-brancas, com renda familiar per capita inferior a um salário mínimo (R$ 380,00), com parto e pré-natal realizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) apresentaram probabilidade maior de não terem suas mamas examinadas durante o pré-natal. Esses resultados mostram a baixa prevalência da realização do exame clínico das mamas durante o pré-natal, além disso, indicam graves problemas relacionados à qualidade do atendimento pré-natal e diferenças no acesso de mulheres pertencentes aos contingentes populacionais de menor poder aquisitivo aos cuidados preconizados.

‣ Avaliação da frequência de realização do exame físico das mamas, da colpocitologia cervical e da ultrassonografia obstétrica durante a assistência pré-natal: uma inversão de valores

Gonçalves,Carla Vitola; Costa,Juvenal Soares Dias da; Duarte,Geraldo; Marcolin,Alessandra Cristina; Lima,Luis Cláudio de Velleca e; Garlet,Geane; Bianchi,Mônia Steigleder; Sakai,Alan Felipe
Fonte: Associação Médica Brasileira Publicador: Associação Médica Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 Português
Relevância na Pesquisa
27.299656%
INTRODUÇÃO: Embora o exame de ultrassonografia seja um procedimento frequente na gravidez, o seu uso rotineiro não demonstrou efetividade sobre a redução da morbi-mortalidade materna ou perinatal. OBJETIVOS: Avaliar a cobertura do exame das mamas e da citologia oncótica cervical entre os exames de pré-natal, comparando-se com o número de ultrassonografias obstétricas realizadas. MÉTODOS: Constituiu-se de uma avaliação transversal, realizada na cidade de Rio Grande (RS), entre maio e julho de 2007. Os dados obtidos por meio de um questionário estruturado foram digitados no programa Epi-Info 6.04 e analisados no software SPSS. RESULTADOS: Entre as 230 puérperas entrevistadas, 99,1% realizaram ultrassonografia durante a gravidez, enquanto 37,5% e 33,6% realizaram exame clínico das mamas ou colpocitologia cervical, respectivamente. Houve significância estatística (p-valor < 0,001) entre o local do pré-natal e o número de exames ecográficos realizados na gravidez. As pacientes que realizaram consultas por convênios ou particular foram mais submetidas a cografias. Também observou-se que o maior número de ecografias obstétricas aumentou a probabilidade da gestante ter sido submetida ao exame clínico das mamas. Por sua vez...

‣ Avalia????o da frequ??ncia de realiza????o do exame f??sico das mamas, da colpocitologia cervical e da ultrassonografia obst??trica durante a assist??ncia pr??-natal: uma invers??o de valores

Gon??alves, Carla Vitola; Costa, Juvenal Soares Dias da; Duarte, Geraldo; Marcolin, Alessandra Cristina; Lima, Luis Cl??udio de Velleca e; Garlet, Geane; Bianchi, M??nia Steigleder; Sakai, Alan Felipe
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
27.299656%
Introdu????o. Embora o exame de ultrassonografia seja um procedimento frequente na gravidez, o seu uso rotineiro n??o demonstrou efetividade sobre a redu????o da morbi-mortalidade materna ou perinatal. Objetivos. Avaliar a cobertura do exame das mamas e da citologia onc??tica cervical entre os exames de pr??-natal, comparando-se com o n??mero de ultrassonografias obst??tricas realizadas. M??todos. Constituiu-se de uma avalia????o transversal, realizada na cidade de Rio Grande (RS), entre maio e julho de 2007. Os dados obtidos por meio de um question??rio estruturado foram digitados no programa Epi-Info 6.04 e analisados no software SPSS. Resultados. Entre as 230 pu??rperas entrevistadas, 99,1% realizaram ultrassonografia durante a gravidez, enquanto 37,5% e 33,6% realizaram exame cl??nico das mamas ou colpocitologia cervical, respectivamente. Houve signific??ncia estat??stica (p-valor < 0,001) entre o local do pr??-natal e o n??mero de exames ecogr??ficos realizados na gravidez. As pacientes que realizaram consultas por conv??nios ou particular foram mais submetidas a ecografias. Tamb??m observou-se que o maior n??mero de ecografias obst??tricas aumentou a probabilidade da gestante ter sido submetida ao exame cl??nico das mamas. Por sua vez...

‣ Exame cl??nico das mamas em consultas de pr??-natal: an??lise da cobertura e de fatores associados em munic??pio do Rio Grande do Sul, Brasil

Gon??alves, Carla Vitola; Dias-da-Costa, Juvenal Soares; Duarte, Geraldo; Marcolin, Alessandra Cristina; Garlet, Geane; Sakai, Alan Felipe; Bianchi, M??nica Steigleder
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
27.37631%
The Brazilian Ministry of Health recommends that breast examination be performed along with breastfeeding orientation during the first prenatal visit. The aims of the current study were to analyze breast examination during prenatal care and describe the factors associated with insufficient coverage. A cross-sectional study was performed in Rio Grande, Rio Grande do Sul State, Brazil, from May to July 2007. Data for women who had just given birth were recorded on a standardized questionnaire. Of 445 women, 266 (59.8%) had not undergone breast examination during prenatal care. Non-white women and those with a monthly income below the minimum wage (BRL 380.00) or with prenatal care and delivery in the public health system showed the highest probability of not having a breast examination during prenatal care. The results show the low prevalence of breast examination during prenatal care and indicate serious problems related to quality of prenatal care, besides unequal access for poor women.; O Minist??rio da Sa??de do Brasil preconiza que seja realizado o exame cl??nico das mamas em conjunto com as orienta????es para o leitamento materno na primeira consulta de pr??-natal. O objetivo deste estudo foi avaliar a cobertura do exame cl??nico das mamas durante o pr??-natal e descrever caracter??sticas associadas ao n??o cumprimento desta norma. Foi realizado um estudo transversal em Rio Grande...

‣ Lactancia materna: prevención de problemas tempranos en las mamas mediante una técnica de amamantamiento eficaz; Breastfeeding problems prevention in early breast feeding through effective technique

Fernández Medina, Isabel María; González Fernández, Carmen Tamara
Fonte: Murcia: Servicio de Publicaciones de la Universidad de Murcia Publicador: Murcia: Servicio de Publicaciones de la Universidad de Murcia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
27.036836%
Introducción: Actualmente la mayoría de las madres conocen la importancia de la lactancia materna tanto para la madre como para el hijo desde el punto de vista nutritivo y de desarrollo así como afectivo y de prevención de patologías; pero algunas madres desconocen que una técnica de lactancia inadecuada puede llegar a ocasionar problemas tempranos en las mamas y con ello, en numerosas ocasiones, el abandono temprano del amamantamiento. Objetivos: En este estudio se plantean las principales alteraciones mamarias puerperales que pueden estar asociadas a una técnica de lactancia ineficaz. Metodología: Se ha realizado una búsqueda bibliográfica en las siguientes bases de datos: Medline, Pubmed y The Cochrane Database of Systematic Reviews. Se incluyen los trabajos relacionados con el objetivo del presente texto. Resultados: Los estudios consultados evalúan la asociación entre la aparición de problemas mamarios y la utilización de una técnica de lactancia inadecuada y la eficacia de los tratamientos tras la aparición de las lesiones. Conclusiones: La asociación entre la aparición de problemas tempranos en las mamas asociados a una técnica de lactancia materna inadecuada es evidente. Se concluye que la prevención es el mejor tratamiento...

‣ Problemas com a mama puerperal revelados por mães soropositivas; Problemas puerperales en las mamas de madres seropositivas; Problems with the puerperal breast revealed by HIV-infected mothers

Machado, Márcia Maria Tavares; Braga, Meyssa Quezado Cavalcante; Galvão, Marli Teresinha Gimeniz
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/03/2010 Português
Relevância na Pesquisa
27.299656%
Em virtude da recomendação de não amamentar, a mulher soropositiva para o HIV poderá enfrentar problemas mamários. Objetivou-se conhecer situações vivenciadas e reveladas por mulheres HIV positivas, diante da não-amamentação. Estudo qualitativo, com 15 mulheres com HIV/Aids, realizado em ambulatório de um hospital referência em Fortaleza, Ceará. Entrevistas gravadas tiveram seus conteúdos transcritos e analisados. As mães revelaram problemas com as mamas após o parto, como o ingurgitamento e dores neste local. Informaram ter recebido orientação no pré-natal para não amamentar, mas não houve continuidade do cuidado no pós-parto. Foi reduzido o uso de inibidores da lactação e enfaixamento das mamas. Para orientar as puérperas soropositivas, os profissionais de saúde devem adotar medidas adequadas. Também os serviços de saúde necessitam ampliar estratégias para minimizar os problemas emocionais decorrentes da não-amamentação, bem como do desconforto na mama puerperal.; En virtud de la recomendación de no amamantar, la mujer seropositiva al HIV podrá sufrir problemas mamarios. Se planteó el objetivo de conocer situaciones vivenciadas y referidas por mujeres HIV positivas frente al hecho de no poder amamantar. El estudio fue de carácter cualitativo...

‣ Breast self-examination by nursing professionals; Realização do auto-exame das mamas por profissionais de enfermagem; Realización del auto examen de los senos por profesionales de enfermería

Silva, Raimunda Magalhães da; Sanches, Mariana de Barros; Ribeiro, Nara Lívia Rocha; Cunha, Francisca Maria Aleudinelia Monte; Rodrigues, Maria Socorro Pereira
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.036836%
Most breast tumors are detected by women, not health professionals, therefore breast self-examination (BSE) continues to be an efficacious strategy. The study objective was to analyze BSE performed by nursing professionals and factors that hinder their perseverance in this practice. This descriptive study was performed with 159 professionals: 40 nurses, 48 nurses aides, and 71 health agents from 19 Basic Health Units located in Fortaleza (Ceará, Brazil). Data collection was performed using a self-administered questionnaire, and the analysis was based on the Self Care Theory. Of the 159 professionals, 86 (54%) performed BSE on a monthly basis. Of the 73 professionals who did not perform BSE, 60 (82%) reported the reason for that was forgetting, 38 (52%) for not trusting the technique/did not know the correct technique, and 35 (48%) due to lack of health care. It was found that although most women reported performing BSE, the professionals felt insecure and would like to learn better about this technique.; Los tumores del seno, en la mayoría, son detectados por la mujer, por lo tanto el auto examen de los senos (AES) todavía es una estrategia eficaz. Se objetivó analizar la realización del AES por profesionales de enfermería y factores que dificultan la adhesión de esa práctica. Estudio descriptivo...

‣ Mamoplastia transversal en mamas tuberosas

Palacín Casal,J.M.
Fonte: Cirugía Plástica Ibero-Latinoamericana Publicador: Cirugía Plástica Ibero-Latinoamericana
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/09/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.036836%
Con el nombre de mama tuberosa o constricción mamaria se define una malformación congénita de la glándula mamaria femenina, unilateral o bilateral, descrita en 1976 por Rees y Aston y que puede presentarse con diferentes grados de severidad. Durante estos 40 años se han publicado y utilizado diversas técnica quirúrgicas de remodelación mamaria destinadas a recrear el polo inferior de la mama mediante colgajos glandulares o incisiones radiales. Este artículo describe la técnica quirúrgica diseñada por el autor mediante la realización de tres incisiones transversales que abarcan todo el espesor y anchura de la mama y consiguen aportar, al ser utilizadas conjuntamente con la colocación de prótesis anatómicas de gel cohesivo, suficiente volumen al polo inferior mamario para darle una forma correcta que permite corregir adecuadamente un gran porcentaje de mamas tuberosas hipoplásicas.

‣ Apoio social e auto-exame das mamas no Estudo Pró-Saúde

Andrade,Célia Regina de; Chor,Dóra; Faerstein,Eduardo; Griep,Rosane Harter; Lopes,Claudia S.; Fonseca,Maria de Jesus Mendes da
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2005 Português
Relevância na Pesquisa
27.193516%
Os autores investigaram a associação entre a freqüência relatada do auto-exame das mamas e cinco dimensões de apoio social (material, emocional, afetivo, de informação e interação social positiva) entre 2.240 funcionárias de uma universidade no Rio de Janeiro, participantes da Fase 1 de um estudo de coorte (Estudo Pró-Saúde). A coleta de informações foi feita por intermédio de um questionário autopreenchível. A realização do auto-exame das mamas "todo mês" ou "quase todo mês" foi relatada por 43% das funcionárias; 24% informaram praticá-lo "raramente" ou "nunca". As participantes com escores mais altos nas cinco dimensões de apoio social relataram freqüência mais elevada de auto-exame das mamas. Em todas as dimensões, a chance de praticar o auto-exame foi aproximadamente duas vezes maior entre aquelas situadas no tercil superior, e cerca de 50% mais elevada entre aquelas no tercil intermediário, quando comparadas às participantes situadas no tercil inferior dos escores de apoio social (teste para tendência linear: p < 0,001). A consistência dos resultados sugere que diversas dimensões de apoio social podem contribuir positivamente para a prática regular de autocuidados de saúde.

‣ Exame clínico das mamas em consultas de pré-natal: análise da cobertura e de fatores associados em município do Rio Grande do Sul, Brasil

Gonçalves,Carla Vitola; Dias-da-Costa,Juvenal Soares; Duarte,Geraldo; Marcolin,Alessandra Cristina; Garlet,Geane; Sakai,Alan Felipe; Bianchi,Mônia Steigleder
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2008 Português
Relevância na Pesquisa
27.37631%
O Ministério da Saúde do Brasil preconiza que seja realizado o exame clínico das mamas em conjunto com as orientações para o aleitamento materno na primeira consulta de pré-natal. O objetivo deste estudo foi avaliar a cobertura do exame clínico das mamas durante o pré-natal e descrever características associadas ao não cumprimento desta norma. Foi realizado um estudo transversal em Rio Grande, Rio Grande do Sul, Brasil, entre os meses de maio e julho de 2007. Dados relativos às puérperas foram registrados em um questionário padronizado. Dentre as 445 puérperas entrevistadas, 266 (59,8%) não foram submetidas ao exame clínico das mamas no pré-natal. As mulheres não-brancas, com renda familiar per capita inferior a um salário mínimo (R$ 380,00), com parto e pré-natal realizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) apresentaram probabilidade maior de não terem suas mamas examinadas durante o pré-natal. Esses resultados mostram a baixa prevalência da realização do exame clínico das mamas durante o pré-natal, além disso, indicam graves problemas relacionados à qualidade do atendimento pré-natal e diferenças no acesso de mulheres pertencentes aos contingentes populacionais de menor poder aquisitivo aos cuidados preconizados.