Página 1 dos resultados de 1381 itens digitais encontrados em 0.433 segundos

‣ Identificação de marcador molecular ligado ao gene Pm-1 que confere resistência a raça 1 de oídio (Podosphaera xanthii) em melão (Cucumis melo L.); Identification of molecular marker linked to the Pm-1 gene that confers resistance to race 1 of to powdery mildew (Podosphaera xanthii) in melon (Cucumis melo L.)

Silva-Barreto, Fatima Aparecida da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/07/2007 Português
Relevância na Pesquisa
57.373774%
A cultura do meloeiro é de grande importância econômica no Brasil, sendo a região Nordeste a principal produtora e exportadora do fruto. A baixa resistência aos principais patógenos é um dos fatores limitantes para a competitividade brasileira da cultura no mercado internacional. Uma das doenças mais importantes é o oídio, causado por Podosphaera xanthii. Geralmente, o controle de P. xanthii é obtido com o uso de fungicidas. Porém, é necessário empregar medidas mais econômicas e que não agridam o ambiente, como a utilização de cultivares resistentes. O objetivo deste trabalho foi identificar marcadores moleculares de vários tipos ligados ao gene Pm-1 de resistência à raça 1 de P. xanthii com o intuito de auxiliar programas de melhoramento genético. Para tanto foram utilizadas duas linhagens quase-isogênicas (LQI) de melão AF426pm1 (P1) e AF426Pm1 (P2), ambas pertencentes à variedade inodorus, que são contrastantes para ausência e presença, respectivamente, do gene Pm-1. Para a análise de co-segregação entre gene e marcadores candidatos, foi utilizada uma população de retrocruzamento RC1F1, fenotipada para resistência a raça 1 de oídio, obtida a partir do cruzamento entre linhagens. As técnicas de LM-PCR e AFLP resultaram em marcadores polimórficos...

‣ Desenvolvimento de marcador molecular para resistência a Tobacco mosaic virus e herança da resistência a Meloidogyne incognita raça 3 em tabaco; Development of molecular marker for resistance to Tobacco mosaic virus and heredity of resistance to Meloidogyne incognita race 3 in tobacco

Dalla Valle, Raphaelle Komatsu
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/09/2008 Português
Relevância na Pesquisa
67.652056%
Este projeto objetivou desenvolver um marcador molecular ligado ao gene de resistência a Tobacco mosaic virus (TMV), em vista da necessidade de aprimorar os métodos de melhoramento de plantas para atender crescentes demandas de produtividade. O outro objetivo deste trabalho foi a avaliação de uma população segregante F2 e de retrocruzamento (RC1F1) a Meloidogyne incognita raça 3, oriunda do cruzamento das cultivares comerciais Coker 176 (C176) e Coker 371 Gold (C371G). Para o desenvolvimento do marcador ligado ao gene de resistência a TMV, o gene N, foram desenvolvidos iniciadores específicos para regiões conservadas (TIR, NBS e LRR) deste gene com base em sua seqüência. Estes iniciadores foram utilizados para amplificar um marcador cuja ligação ao referido gene foi confirmada em 200 indivíduos de população segregante F2 oriunda do cruzamento entre uma linhagem resistente (Coker176) e outra suscetível ao vírus (Kentucky326). A proporção entre o número de plantas resistentes e suscetíveis (154:46) não diferiu estatisticamente daquela esperada no caso de segregação de um gene dominante de resistência, que seria de 3:1. Os resultados indicaram que o marcador e o gene estão proximamente ligados segundo taxa de recombinação...

‣ Caracterização da diversidade genética de Stryphnodendron adstringens (Mart.) Coville por marcador molecular AFLP e transferência de microssatélites

Mendonça, Patrícia Calligioni de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: viii, 74 f. : il. color., gráfs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
67.52568%
Pós-graduação em Agronomia (Horticultura) - FCA; A espécie Stryphnodendron adstringens (Leguminosae) é conhecida popularmente como barbatimão e o extrato das cascas é utilizado como cicatrizante. O objetivo deste trabalho foi estudar a variabilidade genética da espécie utilizando o marcador molecular de polimorfismo de comprimento amplificado (AFLP) e testar a transferência de microssatélites de Anadenanthera colubrina, Hymenaea courbaril e Copaifera langsdorffii. Foram coletados acessos localizados nos municípios de Cristalina, São João D’Aliança, Campo Alegre e Caldas Novas (GO); Delfinópolis, Luislândia, Lagoa Formosa, Sacramento e Araxá (MG) e Paranapanema, Cristais Paulista e Botucatu (SP). O DNA genômico foi extraído de folhas e as análises de polimorfismo seguiram as etapas de digestão, ligação, pré-amplificação e amplificação. Os produtos AFLP foram separados em gel desnaturante de poliacrilamida 6% com tampão TBE 1X. A eletroforese foi realizada em voltagem constante de 80W em temperatura máxima de 50ºC por 4 horas. O gel foi corado com solução de nitrato de prata e revelado em carbonato de sódio. Na análise por marcador AFLP foram produzidas 237 bandas polimórficas. A variabilidade dentro das populações foi maior (70...

‣ Separação enantiomérica do marcador molecular fmoc-poac em fase estacionária normal e reversa; Enantiomeric separation of fmoc-poac spin label by HPLC in normal and reverse stationary phase

João Paulo Fernandes Vieira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/09/2011 Português
Relevância na Pesquisa
47.50221%
A enantiosseparação de alguns compostos é um brilhante e interessante tópico de muitas áreas da química analítica, principalmente na farmacêutica e biomédica. Sabe-se que apesar dos enantiômeros apresentarem fórmulas e massa molecular iguais, quando expostos em um ambiente biológico podem mostrar grandes diferenças nas suas atividades biológicas. O Fmoc-POAC (9-fluorenilmetiloxicarbonil -2,2,5,5-tetrametilpirrolidina-N-oxil-3-amino-4- ácido carboxílico) é um marcador paramagnético quiral com grande potencialidade de uso como derivado marcador de estruturas peptídicas com funções no organismo animal. De acordo com a literatura consultada, não há relatos de escalas semipreparativas na separação enantiomérica desse composto, extremamente necessária para testes de clínicos-analíticos. Este estudo teve como objetivo o desenvolvimento de métodos inovadores na separação enantiomérica do Fmoc-POAC e obtenção dos parâmetros necessários para um aumento de escala. O presente trabalho realizou uma avaliação experimental através de Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE) para enantiosseparação desse composto, com eluição isocrática e nas colunas quirais de fase estacionária normal e reversa: i) analítica da OD-RH Chiralcel® (150x4...

‣ A Conservative Region Of The Mercuric Reductase Gene (Mera) As A Molecular Marker Of Bacterial Mercury Resistance

Sotero-Martins, Adriana; Jesus, Michele Silva de; Lacerda, Michele; Moreira, Josino Costa; Filgueiras, Ana Luzia Lauria; Barrocas, Paulo Rubens Guimar??es
Fonte: Sociedade Brasileira de Microbiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Microbiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
57.084595%
The authors are grateful to Centro de Pesquisa Le??nidas e Maria Deane (CPqLMD) ??? FIOCRUZ for providing the infrastructure for this project.; O mecanismo de resist??ncia bacteriana ao merc??rio mais comum ?? baseada na redu????o do Hg(II) a Hg0, atrav??s da atividade da enzima merc??rio redutase (MerA). O uso do fragmento de 431 pb amplificado de uma regi??o conservada do gene merA, que codifica a enzima MerA, foi utilizado como marcador molecular deste mecanismo, permitindo a identifica????o de bact??rias resistentes ao merc??rio

‣ SARP2 as molecular marker of human sperm morphology; SARP2 como marcador molecular de morfologia de espermatozóides humanos

Santos, Nadine Castelhano
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
57.428877%
A fosforilação proteica resulta de um equilíbrio entre fosfatases e quinases constituindo o principal regulador da maioria dos mecanismos existentes nos sistemas biológicos. Muitas doenças (cancro, diabetes, doenças neurodegenerativas, infertilidade, etc.) estão associadas à disrupção deste equilíbrio levando a mudanças nas actividades enzimáticas das proteínas fostatase e quinase. A proteína fosfatase 1 (PP1) é a principal fosfatase serina/treonina sendo ubíqua e altamente conservada nos eucariotas. A PP1 controla várias funções, tais como, a divisão celular, a transcrição, a neurotransmissão, a mobilidade dos espermatozóides, entre outras. A fosforilação proteica é uma das formas de os espermatozóides adquirirem funcionalidade, sendo a proteína PP1γ2 a isoforma mais fortemente enriquecida. Assim, no interior do espermatozóide podemos encontrar a PP1γ2 associada ao comprimento total da cauda e à região equatorial da cabeça, sugerindo uma possível função na mobilidade e reacção acrossómica, respectivamente. Existem inúmeras proteínas que interagem com a PP1γ2 que têm vindo a contribuir para a compreensão do seu papel nas funções fisiológicas do espermatozóide. Apesar de existirem outros...

‣ Caracterização de genótipos de tomateiro resistentes a begomovírus por marcador molecular co-dominante ligado ao gene Ty-1

Nizio,Daniela Aparecida de Castro; Maluf,Wilson Roberto; Figueira,Antônia dos Reis; Nogueira,Douglas Willian; Silva,Vanisse de Fátima; Gonçalves Neto,Álvaro Carlos
Fonte: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira Publicador: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
47.46971%
O objetivo deste trabalho foi avaliar genótipos de tomateiro, quanto à resistência a begomovírus, e caracterizar, por meio do marcador molecular SSR-47, híbridos de tomate de mesa portadores do alelo de resistência ao begomovírus Ty-1, com potencial comercial. Os 24 híbridos experimentais, heterozigotos no loco Ty-1, depois de infectados via enxertia, apresentaram sintomas intermediários, em comparação aos identificados pelas linhagens homozigotas Ty-1/Ty-1 e pelos genótipos suscetíveis Ty-1+/Ty-1+, o que indica a dominância incompleta do alelo Ty-1. Esses híbridos foram considerados como parcialmente tolerantes a begomovírus. Os híbridos experimentais TEX-246, TEX-261, TEX-253, TEX-256, TEX-262, TEX-252, TEX-251 e TEX-268 aliaram médias elevadas de produção total e de massa média dos frutos; e os híbridos TEX-246, TEX-253, TEX-256, TEX-262 e TEX-252 apresentaram valores elevados também para meia-vida da firmeza e foram, portanto, considerados competitivos em comparação aos padrões comerciais usados como testemunhas. O marcador molecular SSR-47 foi eficiente em caracterizar genótipos portadores do alelo Ty-1. A infecção do begomovírus, induzida via enxertia, manifestou sintomas, nos genótipos testados...

‣ Diversidade genética de isolados de Ralstonia solanacearum e caracterização molecular quanto a filotipos e sequevares

Pinheiro,Cassia Renata; Amorim,Julie Anne Espíndola; Diniz,Leandro Eugenio Cardamone; Silva,Adriano Márcio Freire da; Talamini,Viviane; Souza Júnior,Manoel Teixeira
Fonte: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira Publicador: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
57.084595%
O objetivo deste trabalho foi identificar isolados brasileiros de Ralstonia solanacearum quanto a filotipos e sequevares, determinar sua diversidade genética, realizar a associação da estrutura genética do patógeno com sua classificação e origem geográfica e identificar um marcador molecular para a diagnose do moko-da-bananeira. Um grupo de 33 isolados de R. solanacearum, da coleção da Embrapa Tabuleiros Costeiros, coletado de diversos hospedeiros, foi caracterizado por meio de PCR em sequência palindrômica extragênica repetitiva (rep-PCR) e RAPD. Deste grupo, 19 perteciam à raça 2 do patógeno e 14 à raça 1, e 15 isolados eram associados à cultura da bananeira. Os filotipos e sequevares foram caracterizados e determinados por PCR Multiplex. Verificou-se que 82% dos isolados pertencem ao filotipo II, e 12% ao filotipo III. Todos os isolados da bananeira pertencem ao filotipo II. Atécnica de RAPD foi eficiente em agrupar os isolados de acordo com sua origem geográfica; entretanto, ela requer um número elevado de marcas moleculares. Foi possível relacionar os isolados pela análise rep-PCR. O iniciador com sequências repetitivas enterobacterianas intergênicas de consenso (ERIC) possibilitou a separação dos isolados de acordo com a raça...

‣ Diversidade genética de isolados de Ralstonia solanacearum e caracterização molecular quanto a filotipos e sequevares.

PINHEIRO, C. R.; AMORIM, J. A. E.; DINIZ, L. E. C.; SILVA, A. M. F.; TALAMINI, V.; SOUZA JÚNIOR, M. T.
Fonte: Pesquisa Agropecuária Brasileira. Brasília, v.46, n.6, p. 593-602, jun. 2011 Publicador: Pesquisa Agropecuária Brasileira. Brasília, v.46, n.6, p. 593-602, jun. 2011
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
57.084595%
O objetivo deste trabalho foi identificar isolados brasileiros de Ralstonia solanacearum quanto a filotipos e sequevares, determinar sua diversidade genética, realizar a associação da estrutura genética do patógeno com sua classificação e origem geográfica e identificar um marcador molecular para a diagnose do moko-da-bananeira. Um grupo de 33 isolados de R. solanacearum, da coleção da Embrapa Tabuleiros Costeiros, coletado de diversos hospedeiros, foi caracterizado por meio de PCR em sequência palindrômica extragênica repetitiva (rep-PCR) e RAPD. Deste grupo, 19 perteciam à raça 2 do patógeno e 14 à raça 1, e 15 isolados eram associados à cultura da bananeira. Os filotipos e sequevares foram caracterizados e determinados por PCR Multiplex. Verificou-se que 82% dos isolados pertencem ao filotipo II, e 12% ao filotipo III. Todos os isolados da bananeira pertencem ao filotipo II. A técnica de RAPD foi eficiente em agrupar os isolados de acordo com sua origem geográfica; entretanto, ela requer um número elevado de marcas moleculares. Foi possível relacionar os isolados pela análise rep-PCR. O iniciador com sequências repetitivas enterobacterianas intergênicas de consenso (ERIC) possibilitou a separação dos isolados de acordo com a raça...

‣ Caracterização da região espaçadora 16-23S rDNA para diferenciação de estirpes de rizóbios utilizadas na produção de inoculantes comerciais no Brasil.

OLIVEIRA, A. M. R.; BANGELI, E. V.; HUNGRIA, M.; SILVEIRA, J. R. P.; LUCIANO KAYSER VARGAS; BRUNO BRITO LISBOA
Fonte: Ciência Rural, Santa Maria, v. 42, n. 8, p. 1423-1429, ago. 2012. Publicador: Ciência Rural, Santa Maria, v. 42, n. 8, p. 1423-1429, ago. 2012.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
47.52568%
RESUMO: A identificação de estirpes de rizóbio tem sido feita pela especificidade por hospedeiros e ensaios microbiológicos tradicionais. Por constituírem um grupo filogeneticamente heterogêneo, diferentes técnicas moleculares têm sido empregadas para auxiliar na caracterização genética e na identificação de estirpes eficientes e competitivas para a produção de inoculantes. Este trabalho teve por objetivos caracterizar a região espaçadora 16S-23S rDNA das estirpes de rizóbios utilizadas nos inoculantes comercializados no Brasil para espécies leguminosas, utilizando a técnica da PCR em combinação com a de RFLP, e avaliar a possibilidade do uso desse marcador molecular como método auxiliar para identificação das estipes. A amplificação da região espaçadora 16-23 S rDNA das estirpes de rizóbios gerou fragmentos com tamanhos que variaram entre 700pb e 1350pb. Os produtos resultantes da amplificação foram submetidos à digestão com as endonucleases. Mps I, Dde I e Hae III. Os resultados obtidos neste estudo indicam a possibilidade do uso da técnica de PCR-RFLP da região espaçadora 16S-23S rDNA como marcador molecular para a diferenciar as estirpes de rizóbios, em complemento às técnicas microbiológicas tradicionais. Contudo...

‣ Use of molecular markers to identify soybean varieties: the experience of a public soybean breeding program.

FRONZA, V.; ABDELNOOR, R. V.; ARIAS, C. A. A.; PACHECO, L. G. A.; ARANTES, N. E.; ZITO, R. K.; SÁ, M. E. L.
Fonte: In: WORKING GROUP ON BIOCHEMICAL AND MOLECULAR TECHNIQUES, AND DNA-PROFILING IN PARTICULAR, 13., 2011, Brasília, DF. Geneva: UPOV, 2011. 2 p. BMT 13/25. Disponível em: . Publicador: In: WORKING GROUP ON BIOCHEMICAL AND MOLECULAR TECHNIQUES, AND DNA-PROFILING IN PARTICULAR, 13., 2011, Brasília, DF. Geneva: UPOV, 2011. 2 p. BMT 13/25. Disponível em: .
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
57.20628%
The aim of this work is to demonstrate some cases where molecular markers were useful to identify soybean varieties in order to help breeders and the official service of protection of varieties in Brazil. The partnership between Embrapa/Epamig/Fundação Triângulo, located at Uberaba, Minas Gerais State, released some important soybean varieties adapted for the Brazilian Savannah region. One of the most important varieties developed by these partners, which was a very important variety in the recent soybean history in Brazil and also in the world, was MG/BR 46 (Conquista). ?Conquista? was released in 1995 and seemed to be just more one soybean variety for the use of soybean farmers in the Minas Gerais State, but the history proved that it was very different of the other varieties. With high yield stability, adapted to a broad range of environmental conditions (especially unfavourable conditions) and with a very rustic root system (including resistance to both root rot nematode species more common in Brazil, Meloidogyne javanica and M. incognita), ?Conquista? was sown in more than three million hectares in Brazil in a growing season. It is still sown widely (about 100.00 hectares in the growing season of 2010/2011) and was also largely used in crosses by Brazilian soybean breeders. A famous chapter of ?Conquista? history was the dispute between Fundação Triângulo (Minas Gerais State) and Fundação MT (Mato Grosso State)...

‣ ADN libre plasmático como marcador molecular en lesiones pre-neoplásicas de cuello uterino y su asociación con VPH

González Melo, Mary Julieth
Fonte: Facultad de medicina Publicador: Facultad de medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/bachelorThesis; info:eu-repo/semantics/acceptedVersion Formato: application/pdf
Publicado em 30/04/2012 Português
Relevância na Pesquisa
57.13257%
Introducción: La concentración de ADN libre en plasma ha sido investigada como un biomarcador tumoral en diferentes tipos de cáncer. Sin embargo, son pocos los estudios que evalúan la concentración ADN libre en pacientes con cáncer cervical y hasta la fecha no hay estudios en pacientes con lesiones pre-cancerosas cervicales. Objetivo: Establecer la asociación entre la concentración de ADN libre y el grado de la neoplasia cervical y evaluar su posible asociación con el tipo viral. Metodología: Estudio de prevalencia de tipo analítico con un muestreo no probabilístico. Se cuantifico el ADN libre en plasma por PCR en tiempo real de 92 pacientes que presentaban algún tipo de lesión intraepitelial cervical, confirmado por biopsia en diferentes instituciones de la ciudad de Bogotá. Adicional a esto se realizó la genotipificación del virus por Reverse Line Blot. Resultados: La concentración de ADN libre en plasma de pacientes con lesiones pre-cancerosas fue 4515 ± 16402 ng/ µl (media ± DS), LIEBG fue de 5188.7 ± 14876.5 ng/ µl (media ± DS), en pacientes con LIEAG fue de 830.3 ± 1515.508 ng/ µl (media ± DS), en pacientes con resultado negativo fue de 7024.7 ± 24107.5 ng/ µl (media ± DS). Los serotipos encontrados en la poblacion de estudio no presentaron asociacion con la concentracion de ADN libre. Discusión: Los resultados demostraron que la concentración absoluta de ADN libre en plasma no tiene un valor predictivo para diferenciar los tipos de lesión pre-neoplasica de cuello uterino...

‣ Validação de marcador molecular associado à resistência de Oryza sativa L. a Magnaporthe oryzae Couch.

PEREIRA, R. F.; ABREU, A. G. de; BORBA, T. C. de O.; MELLO, R. N. de.
Fonte: In: SEMINÁRIO JOVENS TALENTOS, 8., 2014, Santo Antônio de Goiás. Coletânea dos resumos apresentados. Santo Antônio de Goiás: Embrapa Arroz e Feijão, 2014. Publicador: In: SEMINÁRIO JOVENS TALENTOS, 8., 2014, Santo Antônio de Goiás. Coletânea dos resumos apresentados. Santo Antônio de Goiás: Embrapa Arroz e Feijão, 2014.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Formato: p. 84.
Português
Relevância na Pesquisa
57.34379%
A brusone, causada pelo fungo Magnaporthe oryzae, é a principal doença que ocorre no arroz. A seleção assistida por marcadores moleculares (SAM) pode contribuir para acelerar a seleção de genótipos resistentes a essa doença. Em um trabalho anterior, o marcador microssatélite RM201 foi associado à variação de níveis de resistência ao isolado 9889 de M. oryzae nas cultivares BRS Biguá e Irat 124. O objetivo deste trabalho foi validar a associação entre esse marcador e o caráter resistência nas duas cultivares.; 2014

‣ Seleção assistida com uso de marcador molecular para resistência a potyvírus em pimentão.

NOGUEIRA, D. W.; NOGUEIRA, D. G.; MALUF, W. R.; MACIEL, G. M.; FIGUEIRA, A. dos R.; MENEZES, C. B. de
Fonte: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 47, n. 7, p. 955-963, jul. 2012. Publicador: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 47, n. 7, p. 955-963, jul. 2012.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
67.421743%
O objetivo deste trabalho foi determinar a presença do alelo Pvr4, que confere resistência contra o PepYMV (Pepper yellow mosaic virus), em genótipos de pimentão comunmente encontrados no mercado brasileiro, com uso de um marcador molecular codominante tipo CAPS. A resistência ao PepYMV, nos genótipos CM?334?INRA, Myr?29 e em genótipos derivados do híbrido comercial Mônica?R, foi detectada como associada à banda de 444 pb, ligada ao alelo de resistência Pvr4. As plantas resistentes homozigotas (pvr4/pvr4) mostraram uma banda de 444 pb, as suscetíveis (Pvr4+/Pvr4+) uma banda de 458 pb e as resistentes heterozigotas (Pvr4+/Pvr4) mostraram as duas bandas. No entanto, no acesso resistente CM?334?UFV, nos híbridos Magali?R e Martha?R, assim como em populações derivadas desse acesso e desses híbridos, a resistência ao PepYMV não esteve associada ao marcador CAPS. O acesso CM?334?UFV ('Criollo de Morelos?334', de Viçosa, MG) distinguiu-se do CM?334?INRA ('Criollo de Morelos?334', da França); embora ambos os acessos tenham sido resistentes ao PepYMV, apenas em CM?334?INRA foi encontrada a associação da resistência com a banda de 444 pb.; 2012

‣ Seleção assistida com uso de marcador molecular para resistência a potyvírus em pimentão.

NOGUEIRA, D. W.; NOGUEIRA, D. G.; MALUF, W. R.; MACIEL, G. M.; FIGUEIRA, A. dos R.; MENEZES, C. B. de
Fonte: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 47, n. 7, p. 955-963, jul. 2012. Publicador: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 47, n. 7, p. 955-963, jul. 2012.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
67.421743%
O objetivo deste trabalho foi determinar a presença do alelo Pvr4, que confere resistência contra o PepYMV (Pepper yellow mosaic virus), em genótipos de pimentão comunmente encontrados no mercado brasileiro, com uso de um marcador molecular codominante tipo CAPS. A resistência ao PepYMV, nos genótipos CM?334?INRA, Myr?29 e em genótipos derivados do híbrido comercial Mônica?R, foi detectada como associada à banda de 444 pb, ligada ao alelo de resistência Pvr4. As plantas resistentes homozigotas (pvr4/pvr4) mostraram uma banda de 444 pb, as suscetíveis (Pvr4+/Pvr4+) uma banda de 458 pb e as resistentes heterozigotas (Pvr4+/Pvr4) mostraram as duas bandas. No entanto, no acesso resistente CM?334?UFV, nos híbridos Magali?R e Martha?R, assim como em populações derivadas desse acesso e desses híbridos, a resistência ao PepYMV não esteve associada ao marcador CAPS. O acesso CM?334?UFV ('Criollo de Morelos?334', de Viçosa, MG) distinguiu-se do CM?334?INRA ('Criollo de Morelos?334', da França); embora ambos os acessos tenham sido resistentes ao PepYMV, apenas em CM?334?INRA foi encontrada a associação da resistência com a banda de 444 pb.; 2012

‣ Anastomosis groups and molecular variation in Pseudocercospora griseola.

SILVA, K. J. D. e; SOUZA, E. A.; FREIRE, C. N. S.; ISHIKAWA, F. H.
Fonte: Genetics and Molecular Research, Ribeirão Preto, v. 14, n. 3, p. 7436-7445, July 2015. Publicador: Genetics and Molecular Research, Ribeirão Preto, v. 14, n. 3, p. 7436-7445, July 2015.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
66.76661%
The fungus Pseudocercospora griseola is the causal agent of angular leaf spot, a common bean (Phaseolus vulgaris L.) disease. The successful development of angular leaf spot-resistant cultivars depends on understanding the levels of variability in pathogen populations. P. griseola shows great pathogenic and genetic variation using inoculation on differential bean cultivars and molecular markers. Nevertheless, how this variability develops is not clearly understood. Parasexuality has been presented as a mechanism used by asexual fungi to increase variation. Hyphal fusion is the first step for the parasexual cycle, and it can be considered an additional trait for population studies. The aim of this study was to identify hyphal fusion (anastomosis) among P. grisola isolates and to evaluate the variability of isolates using analyses of anastomosis groups and RAPD markers. Hyphal anastomosis was observed in all isolates. Three isolates showed 85.0% compatibility and were compatible with 17 isolates. This is the first report of the occurrence of anastomosis between P. griseola isolates. Sixteen anastomosis groups were observed and only one group was formed by five isolates (Pg-01, Pg-02, Pg-07, Pg-08, and Pg-12). There was a large number of anastomosis groups and absence of clustering among isolates for hyphal fusion...

‣ Molecular characterization of accessions of Cratylia argentea (Camaratuba) using ISSR markers.

LUZ, G. A.; GOMES, S. O.; ARAUJO NETO, R. B. de; NASCIMENTO, M. S. C. B.; LIMA, P. S. da C.
Fonte: Genetics and Molecular Research, Ribeirão Preto, v. 14, n. 4, p. 15242-15248, nov. 2015. Publicador: Genetics and Molecular Research, Ribeirão Preto, v. 14, n. 4, p. 15242-15248, nov. 2015.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
56.807827%
Cratylia argentea (Desv.) Kuntze (Fabaceae) is a drought-tolerant, perennial legume found primarily in Brazil, Bolivia, and Peru. The shrub is well adapted to acid soils and exhibits high productivity and nutritional value, characteristics that would favor its use as a dry season animal forage supplement in semiarid regions. In plant improvement programs, the production of elite hybrids with superior traits is generally achieved by crossing parents that exhibit the highest level of genetic divergence. Therefore, the aim of the present study was to assess genetic diversity among 13 accessions of C. argentea from the same population maintained in the active germplasm bank of Embrapa Meio-Norte using inter-simple sequence repeat (ISSR) markers. Genetic similarities between C. argentea accessions were estimated from Jaccard coefficients, and a dendrogram was constructed using the unweighted pair group method with arithmetic average (UPGMA). The set of 15 primers selected for ISSR analysis generated a total of 313 loci of which 79.23% were polymorphic. The mean number of bands per primer was 20.87, and the amplicons ranged from 280 to 3000 bp in size. Primers UBC834 and UBC827 generated the largest number of polymorphic loci and exhibited 90.91 and 100% polymorphism...

‣ Identificação de genótipos de tomateiro resistentes a tospovirus em progênies segregantes com marcador molecular; Marker assisted identification of tospovirus resistant tomato genotypes in segregating progenies

Nascimento, Ildon Rodrigues do; Maluf, Wilson Roberto; Figueira, Antônia Reis; Menezes, Cícero Beserra; Resende, Juliano Tadeu Vilela de; Faria, Marcos Ventura; Nogueira, Douglas Willian
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2009 Português
Relevância na Pesquisa
67.675522%
O marcador molecular SCAR 'Sw-421' é localizado a 1,0 cM do alelo Sw-5, proveniente de Lycopersicon peruvianum (L.), que confere resistência ao vira-çabeça em tomateiro. Contudo, o mesmo ainda não havia sido testado em populações avançadas de tomateiro. O objetivo do trabalho foi distinguir plantas resistentes homozigotas (Sw-5/Sw-5), resistentes heterozigotas (Sw-5/Sw-5+) e suscetíveis (Sw-5+/Sw-5+) pelo marcador SCAR 'Sw-421'. As amplificações de bandas de 940 pb e 900 pb caracterizaram os genótipos resistentes homozigotos e suscetíveis, respectivamente. Duas bandas (900 pb e 940 pb) foram observadas nos genótipos heterozigotos, confirmando a herança codominante do marcador. De 57 plantas das progênies isogênicas avaliadas 18 (31,6%) plantas foram caracterizadas como resistentes, 8 (14,0%) como heterozigotas e 31 (54,4%) plantas suscetíveis. O marcador molecular SCAR 'Sw-421' constitui importante ferramenta para seleção e piramidação de alelos de resistência, especialmente quando se utilizam outras fontes de resistência ao vira-cabeça, como por exemplo, a fonte Rey de los Tempranos.; The SCAR (Sequence Characterized Amplified Region) 'Sw-421' molecular marker is located at 1.0 cM from the Sw-5 allele, originated from Lycopersicon peruvianum (L.)...

‣ PRIMER NUMBERS OTIMIZATION FOR RAPD TO DETECT GENETIC VARIABILITY AMONG HAIRY BEGGARTICKS ACCESS; OTIMIZAÇÃO DO NÚMERO DE PRIMERS EMPREGADOS EM RAPD PARA DETECTAR VARIABILIDADE GENÉTICA ENTRE ACESSOS DE PICÃO-PRETO

VIDAL, Ribas Antonio; LAMEGO, Fabiane Pinto; NUNES, Anderson Luis
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 06/03/2006 Português
Relevância na Pesquisa
47.50221%
Molecular markers such as RAPD (Random Amplified Polymorphic DNA) are among the most widely used because they are easy to apply, quick and with low cost. With this marker it is possible to evaluate the structure and the genetic diversity in weed and crop populations. The objective of this work was to evaluate the viability of primer number otimization of RAPD molecular marker to know the genetic similarity of target populations. The data bank of two different experiments conducted with hairy beggarticks (Bidens pilosa L.) acesses, at Federal University of Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, RS, were evaluated on the effects of the primer numbers on the genetic variability. It was possible to otimize the primer number used by RAPD marker. When few primers promoted good band formation in each population, large number of prime will be necessary for the adequate estimative of genetic variability.; Marcadores moleculares do tipo RAPD (polimorfismo de DNA amplificado ao acaso) estão entre os mais utilizados devido a sua facilidade de uso, rapidez e baixo custo. Através deste tipo de marcador é possível avaliar a estrutura e diversidade genética em populações naturais (plantas daninhas) e melhoradas. O objetivo deste trabalho foi avaliar a viabilidade da redução no número de primers utilizados em marcador molecular RAPD para conhecimento da variabilidade genética em populações de plantas daninhas. O banco de dados de dois trabalhos diferentes com acessos de picão-preto (Bidens pilosa L.)...

‣ Marcador molecular de actinomicetos utilizado para detectar micobacterias en muestras de esputo

Zaragoza Bastida,Adrian; Karam Calderón,Miguel Ángel; Bustamante Montes,Lilia Patricia; Sandoval Trujillo,Ángel Horacio; Ramírez Durán,Ninfa
Fonte: Asociación Farmacéutica Mexicana A.C. Publicador: Asociación Farmacéutica Mexicana A.C.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2014 Português
Relevância na Pesquisa
67.74078%
La tuberculosis es una enfermedad crónica diagnosticada por baciloscopía. En 1992, Roller y col. identificaron un marcador molecular característico de bacterias Gram positivas con alto contenido de guanina y citosina. El objetivo de este artículo fue amplificar este marcador molecular en muestras de esputo para detectar la presencia de micobacterias. Se recolectaron 28 muestras de esputo, se les amplificó el marcador molecular, se inocularon en los medios de cultivo Lowenstein-Jensen y Stonebrink y a las cepas aisladas se les amplificó el gen rRNA 16S para su identificación. Seis muestras amplificaron el marcador molecular. Cinco cepas tuvieron una semejanza del 100% con el complejo tuberculosis y una cepa 99% con Mycobacterium conceptionense. Con la amplificación del marcador molecular, se logró detectar la presencia de micobacterias en muestras de esputo.