Página 1 dos resultados de 151 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

‣ Human Stem Cell Cultures from Cleft Lip/Palate Patients Show Enrichment of Transcripts Involved in Extracellular Matrix Modeling By Comparison to Controls

BUENO, Daniela Franco; SUNAGA, Daniele Yumi; KOBAYASHI, Gerson Shigeru; AGUENA, Meire; RAPOSO-AMARAL, Cassio Eduardo; MASOTTI, Cibele; CRUZ, Lucas Alvizi; PEARSON, Peter Lees; PASSOS-BUENO, Maria Rita
Fonte: SPRINGER HEIDELBERG Publicador: SPRINGER HEIDELBERG
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
90.27525%
Nonsyndromic cleft lip and palate (NSCL/P) is a complex disease resulting from failure of fusion of facial primordia, a complex developmental process that includes the epithelial-mesenchymal transition (EMT). Detection of differential gene transcription between NSCL/P patients and control individuals offers an interesting alternative for investigating pathways involved in disease manifestation. Here we compared the transcriptome of 6 dental pulp stem cell (DPSC) cultures from NSCL/P patients and 6 controls. Eighty-seven differentially expressed genes (DEGs) were identified. The most significant putative gene network comprised 13 out of 87 DEGs of which 8 encode extracellular proteins: ACAN, COL4A1, COL4A2, GDF15, IGF2, MMP1, MMP3 and PDGFa. Through clustering analyses we also observed that MMP3, ACAN, COL4A1 and COL4A2 exhibit co-regulated expression. Interestingly, it is known that MMP3 cleavages a wide range of extracellular proteins, including the collagens IV, V, IX, X, proteoglycans, fibronectin and laminin. It is also capable of activating other MMPs. Moreover, MMP3 had previously been associated with NSCL/P. The same general pattern was observed in a further sample, confirming involvement of synchronized gene expression patterns which differed between NSCL/P patients and controls. These results show the robustness of our methodology for the detection of differentially expressed genes using the RankProd method. In conclusion...

‣ Triagem de mutação no éxon 3 do gene IRF6 em indivíduos com fissura labiopalatina e agenesia dentária: padronização de protocolo para seqüenciamento de DNA genômico a partir de saliva; Screening of mutation in IRF6 gene of subjects with cleft lip and palate and tooth agenesis: protocol standardization for sequencing of genomic DNA extracted from saliva

Neves, Lucimara Teixeira das
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/11/2009 Português
Relevância na Pesquisa
80.72292%
A fissura labiopalatina e a agenesia dentária são consideradas alterações do desenvolvimento embrionário. Esses fenótipos ocorrem em decorrência da interação de fatores genéticos e ambientais, caracterizando um padrão de herança multifatorial. Entre os genes candidatos a esses fenótipos destaca-se o IRF6. Para esses estudos genéticos podem ser usadas diferentes metodologias, dentre elas o seqüenciamento direto. A proposta deste estudo foi primeiramente padronizar um protocolo para seqüenciamento direto de DNA genômico a partir de saliva e então investigar mutações ou polimorfismos no éxon 3 do gene IRF6 em indivíduos com fissura de lábio e palato unilateral não-sindrômica e agenesia dentária. Fizeram parte do estudo 120 voluntários distribuídos em quatro grupos: Grupo 1 30 indivíduos com fissura e agenesia dentária; Grupo 2 - 30 indivíduos somente com fissura; Grupo 3 - 30 indivíduos somente com agenesia dentária e Grupo 4 - Controle. Para análise do éxon 3 do gene IRF6 foi coletada saliva, e a partir desse material foram testados três protocolos para extração de DNA genômico. Além disso, durante a padronização do protocolo para seqüenciamento direto foram avaliadas metodologias diferentes para outras três etapas da preparação das amostras: purificação do produto de PCR...

‣ Identificação de genes de suscetibilidade às fissuras labiopalatinas não sindrômicas: influência da epidemiologia e da estratificação populacional; Identification of susceptibility genes to nonsyndromic cleft lip/palate: epidemiology and population stratification influences

Brito, Luciano Abreu
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/07/2011 Português
Relevância na Pesquisa
90.275205%
Fissura labial com ou sem fissura de palato não sindrômica (FL±P NS) é uma doença complexa que afeta 1:700 indivíduos no mundo. A busca das causas genéticas dessa malformação é dificultada pelo padrão multifatorial de herança e pela heterogeneidade genética, sendo que o gene IRF6 e a região 8q24 são os loci de associação mais corroborada. A estratificação populacional é um problema adicional a ser considerado em estudos de caso-controle na população brasileira. No intuito de caracterizar variáveis que possam interferir na busca dos fatores de risco, realizamos em um primeiro estudo uma avaliação epidemiológica de pacientes de cinco localidades do país (Santarém-PA, Barbalha-CE, Fortaleza-CE, Maceió-AL e Rio de Janeiro-RJ) . Este estudo revelou Barbalha como a região onde a genética desempenha papel mais determinante (herdabilidade = 85%; risco de recorrência = 2,2-2,8%); Maceió, por outro lado, foi a região de menor influência genética (herdabilidade = 45%; risco de recorrência = 0,6-0,7%). Ainda, a consangüinidade não mostrou um mecanismo importante para explicar estes resultados. Em um segundo estudo, realizamos a caracterização da ancestralidade da amostra, com o intuito de estabelecermos parâmetros para serem utilizados em futuros estudos de associação na nossa população. Para testarmos as nossas hipóteses realizamos um estudo de caso-controle com os SNPs mais corroborados nos dois loci em outras populações: rs642961 em um enhancer do gene IRF6 e rs987525 na região 8q24. Verificamos que quando realizamos um teste de associação para os SNPs com correção para estrutura populacional obtivemos resultados consistentes com as estimativas de herdabilidade...

‣ Riscos de recorrência em famílias com fissura labiopalatina não sindrômica; Recurrence risks in families with nonsyndromic cleft lip and palate

Santos, Daniela Vera Cruz dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/04/2012 Português
Relevância na Pesquisa
90.72292%
Objetivos: determinar o número de indivíduos com fissura labiopalatina não sindrômica (FLPNS) no núcleo familiar; determinar a presença de consanguinidade parental na presente casuística; descrever as eventuais anomalias menores observadas na amostra; e, estimar os riscos de recorrência familial para probando/filhos, nos diferentes grupos de fissura labiopalatina. Metodologia: O estudo retrospectivo e prospectivo constituiu uma amostra de 841 indivíduos, cadastrados no HRAC/USP. Os critérios mínimos para a inclusão foram: presença de FLPNS e existência de filhos (exceto os adotados) dos probandos. A amostra foi dividida em dois grupos, Grupo I: probandos com fissura de lábio com ou sem fissura de palato (FL+/-FP) e Grupo II: probandos com fissura de palato (FP). Resultados: Do total de 841 indivíduos, 660 (237M e 423F) constituíram o Grupo I e 181 (41M e 140F), o Grupo II. Consanguinidade parental foi observada em 2,2% dos indivíduos do Grupo I e, 0,6% do Grupo II. No Grupo I, 12,3% dos indivíduos apresentaram até duas anomalias menores e, no Grupo II, 21,0%; sendo hipoplasia de face média a anomalia menor mais frequente, em ambos os grupos. A frequência de recorrência familial (pai, mãe, irmãos do propósito)...

‣ Estudo de associação entre polimorfismo genético e os fenótipos fissura labiopalatina e agenesia dentária não sindrômicas; Study of association between a genetic polymorphism in nonsyndromic cleft lip and palate and tooth agenesis phenotypes.

Lancia, Melissa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/07/2014 Português
Relevância na Pesquisa
91.06408%
A fissura labiopalatina é a anomalia craniofacial mais comum nos seres humanos e em relação à cavidade bucal a agenesia dentária se apresenta mais prevalente em indivíduos com fissuras labiopalatinas do que na população em geral. Esses fenótipos têm sido considerados decorrentes de alterações do desenvolvimento embrionário e ocorrem como resultado da interação de fatores genéticos e ambientais, caracterizando uma etiologia multifatorial. Tem sido apontado que a função anormal de alguns genes que possuem papel na formação craniofacial e dentária poderia estar relacionada à etiologia desses fenótipos. Dentre os genes candidatos para esses fenótipos têm se destacado o MSX1 entre outros. Dessa forma, o objetivo do trabalho foi avaliar a associação entre o polimorfismo no gene MSX1 (rs12532) com os fenótipos fissura labiopalatina e agenesia dentária não sindrômicos isolados ou em associação. A amostra foi composta por 222 indivíduos divididos em 4 grupos: grupo 1, indivíduos com fissura e agenesia dentária; grupo 2, indivíduos com fissura sem agenesia dentária; grupo 3, indivíduos com agenesia dentária sem fissura e grupo 4, controle (sem agenesia e sem fissura). Foi realizada a extração do DNA genômico a partir da saliva coletada dos indivíduos. O polimorfismo no gene MSX1 (rs12532) foi estudado por meio de Reação em cadeia da Polimerase em tempo real (PCR Real Time) utilizando o ensaio Taqman (Applied Biosystems). O teste do qui-quadrado (p<0...

‣ X-chromosome inactivation patterns in monozygotic twins and sib pairs discordant for nonsyndromic cleft lip and/or palate

Kimani, Jane W.; Shi, Min; Daack-Hirsch, Sandra; Christensen, Kaare; Moretti-Ferreira, Danilo; Marazita, Mary L.; Field, L. Leigh; Canady, John W.; Murray, Jeffrey C.
Fonte: Wiley-Blackwell Publicador: Wiley-Blackwell
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 3267-3272
Português
Relevância na Pesquisa
80.899355%
Nonsyndromic clefts of the lip and/or palate are common birth defects with a strong genetic component. Based on unequal gender ratios for clefting phenotypes, evidence for linkage to the X chromosome and the occurrence of several X-linked clefting syndromes, we investigated the role of skewed X chromosome inactivation (XCI) in orofacial clefts. Our samples consisted of female monozygotic (MZ) twins (n = 8) and sister pairs (n = 152) discordant for nonsyndromic clefting. We measured the XCI pattern in peripheral blood lymphocyte DNA using a methylation based androgen receptor gene assay. Skewing of XCI was defined as the deviation in inactivation pattern from a 50:50 ratio. Our analysis revealed no significant difference in the degree of skewing between twin pairs (P = 0.3). However, borderline significant differences were observed in the sister pairs (P = 0.02), with the cleft lip with cleft palate group showing the most significant result (P=0.01). We did not find evidence for involvement of skewed XCI in the discordance for clefting in our sample of female MZ twins. However, results from the paired sister study suggest the potential contribution of skewed XCI to orofacial clefting, particularly cleft lip and palate. (C) 2007 Wiley-Liss...

‣ Analise da suplementação vitaminica e de polimorfismos em genes da via metabolica do acido folico em mães de individuos com fissuras labio-palatinas não-sindromicas; Analysis of multivitamin supplements and polymorphisms in the folic acid metabolic pathway enzymes in mothers of nonsyndromic cleft lip-palate individuals

Andreia Bufalino
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/02/2010 Português
Relevância na Pesquisa
70.95515%
A fissura labial e/ou palatina (FL/P) não-sindrômica é uma malformação congênita do lábio e/ou palato com alta frequência na população brasileira. A etiologia das fissuras é complexa e conta com a participação de fatores genéticos e ambientais. Inúmeros estudos demonstraram que variantes polimórficas das enzimas relacionadas ao metabolismo do ácido fólico podem ser importantes fatores de risco materno para o nascimento de uma criança FL/P não-sindrômica. O objetivo deste estudo foi estudar a influência do consumo de suplementos vitamínicos durante o primeiro trimestre de gravidez e comparar a frequência alélica e genotípica de 4 genes (MTHFR, MTHFD1, MTR e RFC1) que codificam enzimas da via metabólica do ácido fólico entre mães de indivíduos portadores de FL/P não-sindrômicas (grupo experimental) e mães de indivíduos clinicamente normais (grupo controle). Amostras de DNA de 184 mães do grupo controle e de 106 mães do grupo experimental foram genotipadas por reação em cadeia da polimerase associada à análise de polimorfismo de fragmentos de restrição enzimática (PCR-RFLP). A ausência de suplemento vitamínico durante o primeiro trimestre de gravidez aumentou de forma discreta (aproximadamente em 0...

‣ Avaliação de polimorfismos gênicos e frequência de anomalias dentais em pacientes com fissura labial e/ou palatina não-sindrômica; Evaluation of polymorphisms and frequency of dental anomalies in patients with nonsyndromic cleft lip and/or cleft palate

Livia Maris Ribeiro Paranaiba
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/10/2010 Português
Relevância na Pesquisa
80.424263%
Fissuras do lábio e/ou palato (FL/P) representam a anomalia congênita mais comum em humanos. FL/P podem estar associadas a outras malformações, caracterizando uma síndrome, ou apresentar-se de forma isolada, recebendo a denominação não-sindrômica (FL/PNS). A etiologia das FL/PNS é complexa e envolve a participação de inúmeros genes, os quais estão sobre a influência de fatores ambientais. Alguns estudos demonstraram uma frequência elevada de anomalias dentais em pacientes com FL/PNS, sugerindo um defeito genético único para essas duas alterações. Os objetivos deste estudo foram: 1) verificar se polimorfismos nos genes responsáveis por síndromes que apresentam FL/P em seu espectro clínico, incluindo TP63, MID1, PVRL1, RUNX2 e TBX1, podem contribuir para a etiologia das FL/PNS, e 2) determinar a frequência de anomalias dentais em pacientes com FL/PNS. Sete regiões polimórficas foram genotipadas por PCR-RFLP (reação em cadeia da polimerase associada à análise de polimorfismo de fragmentos de restrição enzimática) em amostras de DNA provenientes de 367 pacientes afetados por FL/PNS (grupo experimental) e de 413 indivíduos clinicamente normais (grupo controle). Para determinar a frequência de anomalias dentais em pacientes com FL/PNS...

‣ Characterization of susceptibility polymorphisms for nonsyndromic cleft lip with or without cleft palate = : Caracterização de polimorfismos de suscetibilidade às fissuras de lábio ou palato não-sindrômicas; Caracterização de polimorfismos de suscetibilidade às fissuras de lábio ou palato não-sindrômicas

Sibele Nascimento de Aquino
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/03/2013 Português
Relevância na Pesquisa
90.42426%
Fissuras do lábio ou palato não sindrômicas (FL/PNS) são as anomalias congênitas craniofaciais mais comuns, com prevalência de 1:500-2.500 nascidos vivos. Possuem etiologia complexa, com participação de fatores ambientais e genéticos. Estudos de larga escala genômica (GWAS) descreveram várias regiões cromossômicas e genes candidatos à etiologia das FL/PNS, entretanto poucos foram confirmados em diversas populações, o que pode ser resultado da diferença na composição étnica das populações. Recentemente, GWAS realizados com populações da Europa e da Ásia identificaram polimorfismos de suscetibilidade para FL/PNS nos genes FGF12, VCL, CX43, e nos loci 1p36, 2p21, 3p11.1, 8q21.3, 10q25, 13q31.1, 15q22.2 e 17q22. Como o Brasil é composto por uma população miscigenada, torna-se importante confirmar se esses marcadores também mostram suscetibilidade à FL/PNS na população brasileira. O objetivo deste estudo foi avaliar o envolvimento de polimorfismos genéticos que foram descritos como marcadores de risco para o desenvolvimento de FL/PNS em pacientes brasileiros com FL/PNS. Este estudo caso-controle, com uma análise estruturada de acordo com as proporções de ancestralidade de cada individuo, avaliou 16 marcadores polimórficos de suscetibilidade as fissuras orais em 300 pacientes com FL/PNS e 395 indivíduos sem fissura provenientes de Minas Gerais...

‣ Avaliação epidemiológica e investigação de polimorfismos em genes do reparo do DNA na fissura lábio-palatina não sindrômica; Epidemiologic evaluation and investigation of polymorphisms in DNA repair genes in syndromic cleft lip-palate

Helenara Salvati Bertolossi Moreira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/10/2014 Português
Relevância na Pesquisa
80.225234%
As fissuras lábio-palatinas não-sindrômicas (FL/PNS) representam as malformações faciais mais comuns em seres humanos e são causadas por uma combinação de fatores genéticos e ambientais sob um modelo de herança multifatorial. O objetivo deste estudo foi caracterizar o perfil epidemiológico (características clínicas, demográficas e ambientais) dos indivíduos afetados por FL/PNS residentes na região oeste do estado do Paraná na busca por fatores de risco para o desenvolvimento das FL/PNS e também verificar a associação de polimorfismos em genes que codificam enzimas do sistema do reparo do DNA na susceptibilidade das FL/PNS. Para a primeira parte do estudo, foram coletadas 194 amostras de saliva de pacientes com FL/PNS e seus pais, sendo que os mesmos foram entrevistados com um questionário, contendo perguntas relacionadas aos pacientes com fissura e aos seus genitores, visando levantar dados referentes aos aspectos ambientais relacionados às fissuras. A segunda parte do estudo envolveu a análise dos polimorfismos rs1136410 no gene ADPRT, rs1052133 no gene OGG1, rs1800734 no gene MLH1, rs1130409 no gene APEX1, rs861539 no gene XRCC3, rs1801321 no gene RAD51, rs25487, rs25489, rs3213245 e rs1799782 no gene XRCC1 e rs13181 e rs1799793 no gene ERCC2 em 223 trios (pai...

‣ Utilização da técnica de Open Array para investigação de genes associados a fendas labiopalatais em amostra da população brasileira; Association study between genes and cleft lip and palate in Brazilian population using the openarray technique

Tânia Kawasaki de Araujo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/02/2015 Português
Relevância na Pesquisa
79.77752%
A fenda de labiopalatal (FLP) isolada é o defeito craniofacial mais comum em humanos. O objetivo deste estudo foi avaliar associações entre 39 genes e a etiologia de FLP isolada em uma amostra da população brasileira. Este estudo de associação do tipo caso-controle foi desenhado com um poder estatístico de 81,29% por meio de regressão logística. O grupo de casos foi composto por 182 pacientes com FLP isolada registrados na Base Brasileira de Dados Clínicos e Familiais de Fendas Orofaciais Típicas. O grupo controle foi formado por 355 indivíduos saudáveis, sem história de fendas orais em três gerações. Toda a amostra foi genotipada por meio do sistema OpenArray®TaqManTM para 253 polimorfismos de nucleotídeo único (SNPs) em 39 genes, incluindo dois genes que, recentemente, haviam sido descritos por este grupo de pesquisa. A seleção de SNPs foi feita com o programa SNPbrowser 4.0 (Applied Biosystems) para verificar o número e a localização dos SNPs apropriados para explorar a associação de cada gene com FLP isolada. A análise de associação foi realizada por meio de regressão logística e regressão stepwise. Os resultados foram corrigidos para múltiplos testes (correção de Bonferroni). Vinte e quatro SNPs em 16 genes foram significativamente associados com a etiologia da FLP isolada...

‣ Associação dos polimorfismos nos genes HOXD1, TNP1, MSX1, TCOF1, FGFR1, COL2A1, WNT3 e TIMP3 com fissuras de lábio e/ou palato não-sindrômica em uma população brasileira; Association of polymorphisms in genes HOXD1, TNP1, MSX1, TCOF1, FGFR1, COL2A1, WNT3 and TIMP3 with nonsyndromic cleft lip and/or palate in a Brazilian population

Renato Assis Machado
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/02/2015 Português
Relevância na Pesquisa
80.14098%
O desenvolvimento craniofacial envolve uma série de eventos altamente coordenados e variações polimórficas nos genes que controlam estes eventos podem afetar a morfogênese labial e palatina, resultando nas fissuras do lábio e/ou palato não-sindrômicas (FL/PNS). O objetivo do presente estudo foi verificar a associação dos polimorfismos em genes relacionados ao desenvolvimento craniofacial, HOXD1 (rs1374326), TNP1 (rs748044), MSX1 (rs1106514), TCOF1 (rs15251, rs2569062, rs28372960), FGFR1 (rs7829058), COL2A1 (rs1793949), WNT3 (rs11653738) e TIMP3 (rs242082), na susceptibilidade das FL/PNS em uma população brasileira. Para verificar a associação destes polimorfismos, este estudo associou o teste de desequilíbrio de transmissão (TDT) com a análise caso-controle com correção de variações genéticas de ancestralidade em uma amostra composta de 189 trios com fissura labial com ou sem fissura palatina não-sindrômica (FL±PNS), 107 trios com fissura palatina não-sindrômica (FPNS), 318 amostras isoladas de pacientes com FL±PNS, 189 amostras isoladas de pacientes com FPNS e 599 controles. Todos os polimorfismos foram inicialmente analisados por TDT e as associações significantes foram confirmadas na análise caso-controle. Os polimorfismos rs28372960 e rs7829058 foram transmitidos de maneira significante dos genitores para os pacientes com FL±PNS (p=0...

‣ Frequency of Cancer in First-Degree Relatives of Patients with Cleft Lip and/or Palate in the Brazilian Population

Lima,Leonardo Santos; Silverio,Matheus de Oliveira; Swerts,Mario Sergio Oliveira; Aquino,Sibele Nascimento de; Martelli,Daniella Reis Barbosa; Martelli-Junior,Hercilio
Fonte: Fundação Odontológica de Ribeirão Preto Publicador: Fundação Odontológica de Ribeirão Preto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 Português
Relevância na Pesquisa
79.77752%
Congenital malformations and cancer may share common etiological factors and the association between nonsyndromic cleft lip and/or palate (NSCL/P) and cancers has been observed in different studies. The objective of this study was to evaluate the frequency of cancer in relatives of patients with NSCL/P. This investigation was a cross-sectional, case-controlled study, evaluating 358 patients with NSCL/P treated at a Referral Center for craniofacial deformities (case group) and 358 patients without craniofacial alterations (control group). Information concerning the gender, age and family history of cancer in first-degree relatives for both groups was obtained. The frequency of cancer was 6.4% (n=46) in the studied population, with 18 subjects in the case group (5%) and 28 (7.8%) in control. In both groups, the most frequently reported cases were those of breast, colorectal, stomach, prostate and uterus cancers, but there was no association between the two groups. There was no association with a family history of cancer among the first-degree relatives (odds ratio=0.62; 95% IC: 0.34 to 1.15), neither when the analysis was made by type of cancer. In conclusion, both epidemiological and genetic studies have suggested common etiological factors for NSCL/P and cancer. However...

‣ Assessment of the association between SMAD1 and HHIP gene variation and non-syndromic cleft-lip palate in Chilean case-parent trios

Suazo,José; Santos,José Luis; Jara,Lilian; Blanco,Rafael
Fonte: Sociedade Brasileira de Genética Publicador: Sociedade Brasileira de Genética
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 Português
Relevância na Pesquisa
90.14743%
Nonsyndromic cleft lip/palate (NSCLP) is a congenital malformation with features of a complex genetic trait. Several studies have reported positive association and linkage between NSCLP and microsatellite markers in the 4q28-4q33 region particularly with the D4S192 (4q31) marker. We hypothesized that the candidate genes SMAD1 and HHIP (4q31) could be involved in the etiology of NSCLP based on previous positive linkage results and their important role in maxillofacial development. We evaluated the possible association between microsatellite markers located at less than 1 cM from these genes and NSCLP using a sample of 58 Chilean case-parent trios. Microsatellite markers were analyzed using the polymerase chain reaction (PCR) with fluorescent labeled primers. Electrophoresis of the PCR products was performed on a laser-fluorescent automatic DNA sequencer. The extended transmission disequilibrium test (ETDT) was used to analyze allelic transmissions from the parents to their affected progeny. No significant association due to linkage disequilibrium was detected between both markers and NSCLP.

‣ Risk of leukemia in first degree relatives of patients with nonsyndromic cleft lip and palate

GONÇALVES,Eduardo; MARTELLI,Daniella Reis Barbosa; COLETTA,Ricardo Della; VIEIRA,Alexandre Rezende; CALDEIRA,Antônio Prates; MARTELLI JÚNIOR,Hercílio
Fonte: Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica - SBPqO Publicador: Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica - SBPqO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2014 Português
Relevância na Pesquisa
90.36176%
The aim of this study was to determine the frequency of leukemia in parents of patients with nonsyndromic cleft lip and/or cleft palate (NSCL/P). This case-control study evaluated first-degree family members of 358 patients with NSCL/P and 1,432 subjects without craniofacial alterations or syndromes. Statistical analysis was carried out using Fisher’s test. From the 358 subjects with NSCL/P, 3 first-degree parents had history of leukemia, while 2 out of 1,432 subjects from the unaffected group had a family history of leukemia. The frequency of positive family history of leukemia was not significantly increased in first-degree relatives of patients with NSCL/P.

‣ Prevalence of depressive symptoms in patients with cleft lip and palate

Lima,Leonardo Santos; Ribeiro,Gustavo Silveira; Aquino,Sibele Nascimento de; Volpe,Fernando Madalena; Martelli,Daniella Reis Barbosa; Swerts,Mário Sérgio Oliveira; Paranaíba,Lívia Maris Ribeiro; Martelli Júnior,Hercílio
Fonte: Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervicofacial Publicador: Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervicofacial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2015 Português
Relevância na Pesquisa
79.991885%
INTRODUCTION: Cleft lip and/or palate (CL/P) represent the most common congenital anomalies of the face. OBJECTIVE: To evaluate the prevalence of depressive symptoms in children and adolescents with nonsyndromic cleft lip and/or palate (nsCL/P). METHODS: We conducted an observational, case-control study, with a case study group composed of 61 patients with nsCL/P, aged 7-17 years, and a control group of 61clinically normal patients. Both groups were selected at the same institution. RESULTS: Depressive symptoms were observed in the case group (nsCL/P), but there were no statistically significant differences compared to the control group. No association was found between the two groups (case and control) in relation to sociodemographic variables: gender, age and education. CONCLUSIONS: This study identified the prevalence of depressive symptoms in children and adolescents with nsCL/P from a localized geographic population, although the results were not statistically significant when compared to the control group, not justifying the use of CDI (Child Depression Inventory) as a screening instrument for depressive symptoms in the examined population.

‣ Whorl Patterns on the Lower Lip are Associated with Nonsyndromic Cleft Lip with or without Cleft Palate

Neiswanger, Katherine; Chirigos, Kevin W.; Klotz, Cherise M.; Cooper, Margaret E.; Bardi, Kathleen M.; Brandon, Carla A.; Weinberg, Seth M.; Vieira, Alexandre R.; Martin, Rick A.; Czeizel, Andrew E.; Castilla, Eduardo E.; Poletta, Fernando A.; Marazita, M
Fonte: PubMed Publicador: PubMed
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
71.07593%
Nonsyndromic cleft lip with or without cleft palate (CL/P) is a common birth defect due to both genetic and environmental factors. Whorl lip print patterns are circular grooves on the central upper lip and/or the left and right lower lip. To determine if whorls are more common in families with CL/P than in controls, the Pittsburgh Orofacial Cleft Study collected lip prints from over 450 subjects, i.e., individuals with CL/P, their relatives, and unrelated controls—from the U.S., Argentina, and Hungary. Using a narrow definition of lower-lip whorl, the frequency of whorls in the U.S sample was significantly elevated in cleft individuals and their family members, compared to unrelated controls (14.8% and 13.2% versus 2.3%; P = 0.003 and 0.001, respectively). Whorls were more frequent in CL/P families from Argentina than in CL/P families from the U.S. or Hungary. If these results are confirmed, whorl lip print patterns could be part of an expanded phenotypic spectrum of nonsyndromic CL/P. As such, they may eventually be useful in a clinical setting, allowing recurrence risk calculations to incorporate individual phenotypic information in addition to family history data.

‣ Association between MSX1 SNPs and Nonsyndromic Cleft Lip with or without Cleft Palate in the Korean Population

Kim, Na Young; Kim, Young Ho; Park, Ji Wan; Baek, Seung-Hak
Fonte: The Korean Academy of Medical Sciences Publicador: The Korean Academy of Medical Sciences
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
70.68593%
The purpose of this study was to investigate the contribution of MSX1 gene to the risk of nonsyndromic cleft lip with or without cleft palate (NS-CL ± P) in the Korean population. The samples consisted of 142 NS-CL ± P families (9 with cleft lip, 26 with cleft lip and alveolus, and 107 with cleft lip and palate; 76 trios and 66 dyads). Three single nucleotide polymorphisms (SNPs: rs3821949, rs12532, and rs4464513) were tested for association with NS-CL ± P case-parent trios using transmission disequilibrium test (TDT) and conditional logistic regression models (CLRMs). Minor allele frequency, heterozygosity, χ2 test for Hardy-Weinberg equilibrium, and pairwise linkage disequilibrium (LD) at each SNP were computed. The family- and haplotype-based association test programs were used to perform allelic and genotypic TDTs for individual SNPs and to fabricate sliding windows of haplotypes. Genotypic odds ratios (GORs) were obtained from CLRMs using R software. Although the family-based TDT indicated a meaningful association for rs3821949 (P = 0.028), the haplotype analysis did not reveal any significant association with rs3821949, rs12532, or rs4464513. The A allele at rs3821949 had a significant increased risk of NS-CL ± P (GOR, 1.64; 95% confidence interval...

‣ A three-dimensional computed tomographic analysis of the cervical spine in unoperated infants with cleft lip and palate

Rajion, Z.; Townsend, G.; Netherway, D.; Anderson, P.; Yusof, A.; Hughes, T.; Ibrahim, S.; Halim, A.; Samsudin, A.; David, D.
Fonte: Amer Cleft Palate-Craniofacial Assoc Publicador: Amer Cleft Palate-Craniofacial Assoc
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2006 Português
Relevância na Pesquisa
90.47639%
OBJECTIVE: To investigate anatomical variations and abnormalities of cervical spine morphology in unoperated infants with cleft lip and palate. DESIGN: Retrospective cross-sectional investigation of infants born with nonsyndromic cleft lip and palate using computed tomography scans acquired for investigation of a spectrum of clinical conditions. SETTING: Computed tomography scan data were obtained from 29 unoperated cleft lip and palate infants and 12 noncleft infants of Malay origin, ages 0 to 12 months. METHODS: Observational study of cervical spine computed tomography scans. Heights of cervical vertebral bodies (C2-C7) and intervertebral spaces were measured from landmarks identified from computed tomography reformats and three-dimensional computed tomography reconstructions. Linear modeling of heights and spaces, with age as a covariate, was undertaken to identify differences between the samples. RESULTS: Anomalous features observed in the cleft lip and palate sample included short posterior arch of C1 (2/29), abnormal development of the anterior arch of C1 (2/29), and fusions of the posterior arch of C2 and C3 (2/29). No anomalies of the cervical spine were observed in the noncleft sample. Although the heights of three cervical vertebral bodies were significantly smaller and two intervertebral spaces were significantly larger in infants with cleft lip and palate compared with noncleft infants (p < .05)...

‣ IRF6 is a Risk Factor for Nonsyndromic Cleft Lip in the Brazilian Population

Brito, Luciano Abreu; Silva, Camila Bassi Fernandes da; Masotti, Cibele; Silva, Carolina Malcher Amorim de Carvalho; Rocha, Katia Maria da; Schlesinger, David; Bueno, Daniela F.; Cruz, Lucas Alvizi; Barbara, Ligia K.; Bertola, Debora R.; Meyer, Diogo; Fra
Fonte: WILEY-BLACKWELL; HOBOKEN Publicador: WILEY-BLACKWELL; HOBOKEN
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
90.48957%
Nonsyndromic cleft lip with or without cleft palate (NSCL/P) is a complex disorder with a worldwide incidence estimated at 1:700. Among the putative susceptibility loci, the IRF6 gene and a region at 8q24.21 have been corroborated in different populations. To test the role of IRF6 in NSCL/P predisposition in the Brazilian population, we conducted a structured association study with the SNPs rs642961 and rs590223, respectively, located at 5' and 3' of the IRF6 gene and not in strong linkage disequilibrium (LD), in patients from five different Brazilian locations. We also evaluated the effect of these SNPs in IRF6 expression in mesenchymal stem cells (MSC). We observed association between rs642961 and cleft lip only (CLO) (P = 0.009; odds ratio (OR) for AA genotype = 1.83 [95% Confidence interval (CI), 0.64-5.31]; OR for AG genotype = 1.72 [95% CI, 1.03-2.84]). This association seems to be driven by the affected patients from Barbalha, a location which presents the highest heritability estimate (H-2 = 0.85), and the A allele at rs642961 is acting through a dominant model. No association was detected for the SNP rs590223. We did not find any correlation between expression levels and genotypes of the two loci, and it is possible that these SNPs have a functional role in some specific period of embryogenesis. (C) 2012 Wiley Periodicals...