Página 1 dos resultados de 26019 itens digitais encontrados em 0.009 segundos

‣ Fatores de risco para remoção neonatal da Casa de Parto de Sapopemba - São Paulo.; Risk factors to neonatal transfers in the Sapopemba free-standing birth center São Paulo.

Koiffman, Marcia Duarte
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/08/2006 Português
Relevância na Pesquisa
354.0684%
A Casa do Parto de Sapopemba (CPS) é uma unidade autônoma, isolada do hospital, integrada ao Sistema Único de Saúde. Atende mulheres com gestação de baixo risco e a assistência é prestada exclusivamente por obstetrizes e enfermeiras obstétricas. Este modelo tem sido criticado em relação à segurança para a mulher e recém-nascido. A literatura aponta menos intervenções desnecessárias e maiores níveis de satisfação das mulheres atendidas em casas de parto. No Brasil existem poucos estudos sobre o tema. Os objetivos deste estudo, do tipo caso-controle, foram: descrever as remoções neonatais segundo o motivo, tempo de vida, local e desfecho; identificar os fatores de risco associados à remoção. Ocorreram 2.840 partos na CPS no período de setembro de 1998 a agosto de 2005. Os casos foram todos os recém-nascidos removidos da CPS para hospitais de referência (n=32) no período do estudo. Os controles foram recém-nascidos da CPS, nascidos no mesmo período e que não foram removidos (n=64). Os dados foram coletados dos prontuários e registro sobre os partos da instituição. Foi realizada análise univariada e de regressão logística múltipla dos dados. A prevalência de remoções e a taxa de mortalidade neonatal foi de 1...

‣ Perfil dos nascimentos e da mortalidade neonatal precoce, segundo local de parto, complexidade hospitalar e rede SUS e não-SUS, região metropolitana de São Paulo 2006; Profile of births and early neonatal mortality, second place of birth, and hospital network complexity and SUS non-SUS, Metropolitan Region 2006

Silva, Zilda Pereira da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/10/2008 Português
Relevância na Pesquisa
353.89055%
Os resultados e a discussão estão apresentados no formato de dois artigos. Artigo 1 - Objetivo: O componente neonatal precoce mostra-se crescente, concentrando-se nos hospitais e demandando maior complexidade da atenção. Logo, o objetivo desse estudo foi analisar características dos hospitais que atendem ao parto, descrever perfil dos RNs e das mães e a mortalidade neonatal precoce, na RMSP. Métodos: estudo ecológico, baseado em dados do Sistema de Informações de Mortalidade SIM, Sistema de Informações de Nascidos Vivos SINASC e Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde CNES, vinculados por técnica determinística, obtendo-se uma coorte de nascidos vivos (NV) hospitalares ocorridos na RMSP em 2006, compreendendo 143 hospitais e 152.743 NV. Os hospitais foram classificados por nível de complexidade (presença de: UTI neonatal; UTI adulto, atividade de ensino, referência para parto de alto risco, segundo CNES e volume de NV). O perfil dos recém-nascidos e das mães foi definido com base no SINASC. A tipologia de complexidade e o perfil da clientela foram obtidos empregando-se análises de clusters e fatorial. Resultados: A complexidade foi classificada em 4 grupos na rede SUS e 3 na rede não SUS. O SUS responde por 62...

‣ Mortalidade neonatal no município de Londrina - Paraná: características maternas, dos recém-nascidos e uso do sistema de saúde, de 2000 a 2009; Neonatal mortality in Londrina - Paraná: characteristics of mothers, newborns and health system services from 2000 to 2009

Ferrari, Rosangela Aparecida Pimenta
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/02/2012 Português
Relevância na Pesquisa
354.0684%
A mortalidade neonatal, em sua maioria, ocorre por causas que poderiam ser evitadas se houvesse oferta de serviços qualificados durante o pré-natal, parto e puerpério. De modo geral, estão associadas às condições biológicas, às disparidades socioeconômicas e de acesso aos serviços de saúde. Assim, mesmo em municípios com melhores índices de desenvolvimento econômico, a elucidação dos elementos que compõem a trama de causalidade dos óbitos neonatais é fundamental. Dessa forma, o objetivo do estudo foi analisar os fatores associados aos óbitos neonatais no Município de Londrina-PR, no período de 2000 a 2009. Foram investigados os óbitos neonatais, segundo características maternas, do recém-nascido e relativas ao uso do sistema municipal de saúde, por meio de estudo retrospectivo descritivo do tipo ecológico. Os dados foram extraídos da Declaração de Nascido Vivo, da Declaração de Óbito e das Fichas de Investigação do Óbito Infantil do Comitê Municipal de Prevenção de Mortalidade Materno-Infantil do Núcleo de Informação de Mortalidade (NIM) da Secretaria de Saúde Municipal. No que se refere à caracterização materna, mais de 60,0% das mães eram jovens adultas (12 a 27 anos) e a média de idade 25...

‣ O manejo da dor neonatal na perspectiva da equipe de saúde de uma maternidade de Ribeirão Preto-SP; Neonatal pain management in the perspective of the health team of a maternity hospital in Ribeirão Preto, São Paulo

Oliveira, Caroline Ramos de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/09/2014 Português
Relevância na Pesquisa
354.74594%
A dor é um fenômeno que está presente na assistência em saúde aos neonatos, e sua identificação, avaliação e tratamento pela equipe de saúde são ações relevantes para o bem estar do bebê, visto que interfere no restabelecimento de sua saúde e pode gerar consequências deletérias a curto, médio e longo prazo. O presente trabalho trata-se de um estudo quali-quantitativo, descritivo exploratório, cujo objetivo foi identificar o manejo da dor neonatal sob a perspectiva da equipe de saúde de uma maternidade de Ribeirão Preto - SP. Na etapa quantitativa do estudo, participaram 81 profissionais de saúde da maternidade: 12 pediatras, 1 técnica do laboratório, 22 enfermeiras e 46 auxiliares/técnicas de enfermagem, que responderam a um questionário de autopreenchimento com questões objetivas sobre dados pessoais, profissionais e dados específicos sobre o conhecimento e a prática da avaliação e manejo não farmacológico da dor neonatal. Na segunda etapa, profissionais considerados líderes de equipe foram convidados a participar, de forma individual, de uma entrevista semiestruturada gravada em áudio que após a transcrição foram submetidas à análise de conteúdo. Da análise dos dados quantitativos...

‣ Manipulação neonatal e estado hormonal : efeitos comportamentais e respostas neuroendócrinas ao estresse em ratos machos e fêmeas adultos

Severino, Gabriela Sentena
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
354.6328%
A manipulação neonatal promove alterações neuroendócrinas e comportamentais em ratos. Os efeitos conhecidos deste procedimento não são observáveis após gonadectomia neonatal e antes da instalação da puberdade, sugerindo que os hormônios esteróides gonadais modulam os efeitos da manipulação neonatal. Este trabalho teve como objetivo investigar uma possível modulação dos efeitos da manipulação neonatal sobre comportamentos e a resposta ao estresse da PRL e do LH. O efeito da manipulação neonatal sobre a atividade noradrenérgica no PVN induzida por estresse também foi avaliada. A manipulação neonatal consistiu em manipular os filhotes do 1° ao 10° dia de vida. Os animais foram estudados na idade adulta. No experimento 1, o comportamento no campo aberto e as respostas da PRL e do LH ao estresse por contenção foram analisados em ratos e ratas nas fases do diestro, proestro e estro. No experimento 2, os animais nãomanipulados e manipulados foram submetidos à gonadectomia fictícia, gonadectomia e gonadectomia seguida de reposição hormonal de testosterona nos machos e estradiol nas fêmeas. Três semanas após as cirurgias, o comportamento no campo aberto e as respostas da PRL e do LH ao estresse foram realizados. No experimento 3 ratos machos e fêmeas em diestro foram subdivididos em basal e estresse. As concentrações plasmáticas de PRL foram determinadas por radioimunoensaio e os conteúdos de NA e MHPG foram determinados através de detecção eletroquímica. Ratos machos manipulados permaneceram mais tempo nos quadrantes centrais e ratas apresentaram aumento da duração de locomoção no campo aberto ao longo do ciclo estral. A gonadectomia em ratos machos e fêmeas manipulados reduziu a duração de locomoção no campo aberto e em ratas reduziu a freqüência de entrada nos quadrantes centrais. A manipulação neonatal reduziu a resposta da PRL e do LH ao estresse em ratos machos. Em ratas na fase do estro foi observada uma menor resposta da PRL ao estresse quando comparadas às ratas nãomanipuladas na fase do estro. O mesmo ocorreu com a resposta do LH ao estresse em ratas manipuladas nas fases do proestro e do estro. A redução da resposta da PRL ao estresse em ratas manipuladas foi observada apenas em ratas submetidas à ovariectomia fictícia. Ratas manipuladas não apresentaram aumento da razão MHPG/NA no PVN após aplicação do estresse. Os efeitos da manipulação neonatal sobre comportamentos em ratos machos e fêmeas e sobre a resposta da PRL ao estresse em fêmeas parecem depender da presença de hormônios esteróides gonadais. A ciclicidade dos hormônios esteróides gonadais durante o ciclo estral influencia os efeitos da manipulação neonatal sobre a resposta da PRL e do LH ao estresse em ratas. A manipulação neonatal reduz a responsividade do sistema noradrenérgico ao estresse em fêmeas.; Neonatal handling promotes neuroendocrine and behavioral changes in rats. Known effects of this procedure are not perceived after neonatal gonadectomy and before puberty...

‣ Estudo de aspectos comportamentais, metabólicos e neuroquímicos envolvidos na regulação do consumo de alimento palatável em animais manipulados no período neonatal

Silveira, Patrícia Pelufo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
353.89055%
A manipulação neonatal leva a uma série de alterações comportamentais e neuroendócrinas na vida adulta. Sabemos de nossos estudos anteriores que animais manipulados no período neonatal ingerem mais alimento palatável em relação a animais controle em uma tarefa de comportamento alimentar, sendo que o consumo de ração padrão não é diferente entre os grupos. Neste estudo, buscamos investigar as origens desse efeito sobre o comportamento alimentar, assim como descrever suas características, seu tempo de aparecimento e possíveis fatores causais e interferentes. Vimos que ratos manipulados apresentam uma curva de saciedade definida e resposta de saciedade ao recebem sacarose antes do teste, assim como menor nível plasmático de grelina. Demonstramos que animais manipulados no período neonatal apresentam maior incentivo para busca da recompensa do alimento doce numa tarefa de corredor, porém demonstram menor condicionamento de preferência de lugar e menor reação hedônica ao sabor doce, assim como menor metabolismo dopaminérgico no núcleo acumbens. Vimos também que o efeito da manipulação neonatal é evidente apenas se os animais são testados após a adolescência. A exposição precoce ao doce ou a um ambiente novo aumenta o consumo de animais controles semelhantemente à manipulação neonatal...

‣ Efeitos neuroendócrinos da interação entre hormônios sexuais e manipulação neonatal em ratos machos e fêmeas adultos

Martins, Isabel Amaral
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
354.6328%
Influências de secreções endógenas e estímulos ambientais durante o período neonatal parecem ser determinantes para programar a atividade neuroendócrina e comportamental na vida adulta. O propósito do presente trabalho foi estudar a interação entre os hormônios gonadais e a manipulação durante o período neonatal sobre a concentração plasmática de corticosterona, gonadotrofinas (hormônios luteinizante e folículo estimulante), e hormônios gonadais (estradiol, progesterona e testosterona) em ratos adultos machos e fêmeas. Para alguns grupos experimentais, filhotes de ratos Wistar foram gonadectomizados, ou submetidos à cirurgia fictícia, antes de 6 horas após o nascimento, ou foram mantidos sem cirurgia. Metade destes animais foram estimulados diariamente, ou foram mantidos sem a manipulação neonatal, durante os primeiros 10 dias de vida. Para outros grupos experimentais, machos foram manipulados diariamente durante o período dos 10 primeiros e gonadectomizados aos 80 dias de vida. Somente a manipulação neonatal não provocou diferenças na concentração plasmática de corticosterona e gonadotrofinas, tanto em machos quanto em fêmeas, mas reduziu a secreção de hormônios gonadais em fêmeas. Enquanto a manipulação em fêmeas gonadectomizadas logo após o nascimento induziu um menor aumento na resposta de corticosterona comparada com às fêmeas não-manipuladas...

‣ Mortalidade neonatal em Salvador-Bahia, 1980-2006 : análise espaço-temporal

Gonçalves, Annelise de Carvalho
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
353.89055%
A mortalidade neonatal, em vários países do mundo, corresponde ao componente mais expressivo da mortalidade infantil. No Brasil, esta mortalidade mantém-se em patamares elevados e com acentuadas desigualdades regionais em sua distribuição. Este estudo teve como objetivos, analisar a tendência temporal e fatores associados à mortalidade neonatal, identificar padrões na sua distribuição espacial e a relação desta com as condições de vida além de analisar a evolução das desigualdades sociais no risco de morte neonatal e suas relações com características maternas, condições de nascimento, atenção à saúde e de condições de vida em Salvador, Bahia, no período de 1980 a 2006. No primeiro artigo que compõe esta tese, construiu-se uma série temporal dos óbitos neonatais de 1980 a 2006, enquanto nos segundo e terceiro artigos, correspondentes a estudos de agregados espaciais referentes a 2000-2006, Zonas de Informação (ZI) compuseram as unidades de análise. Estas foram agregadas em estratos de elevada, intermediária, baixa e muito baixa condição de vida, com base em um Índice de Condições de Vida. Análise de Componentes Principais, Correlação de Spearman, Regressão Linear ordinal e espacial e Qui-Quadrado de tendência foram métodos empregados na análise dos dados...

‣ Efeitos sexo-específicos da manipulação neonatal em ratos : avaliação de diferentes tipos de memórias, relacionadas ou não ao consumo de alimento palatável, e de parâmetros neuroquímicos

Noschang, Cristie Grazziotin
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
355.03715%
Consideráveis evidências demonstram que a qualidade do ambiente no início da vida influencia padrões de desenvolvimento que determinam a saúde e a produtividade do indivíduo ao longo da vida. Para estudar essa interação utilizamos o protocolo da manipulação neonatal que consiste em uma breve separação dos filhotes de sua mãe. Estudos demonstram que ratos submetidos a este procedimento apresentam quando adultos um aumento no consumo de alimento palatável, quando este é oferecido por um curto período de tempo, sem alterar o consumo de ração. Uma possibilidade para explicar este efeito seria que os ratos manipulados no período neonatal teriam alterações na memória relacionada ao consumo de alimento palatável. Desta forma, o objetivo desta tese foi avaliar os efeitos da manipulação neonatal sobre diferentes tipos de memória, relacionadas ou não ao alimento palatável, bem como parâmetros neuroquímicos que podem estar associados a alterações cognitivas, entre eles a atividade das enzimas Na+/K+-ATPase e acetilcolinesterase e os parâmetros do estresse oxidativo, considerando a possibilidade de diferenças sexo-específicas. Além disso, como o consumo aumentado de alimento palatável pelos animais manipulados no período neonatal é observado apenas após a puberdade...

‣ O ruído da unidade de terapia intensiva neonatal após a implementação de programa educativo

Tsunemi, Miriam Harumi; Kakehashi, Tereza Yoshiko; Pinheiro, Eliana Moreira
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 775-782
Português
Relevância na Pesquisa
354.50996%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Processo FAPESP: 08/50874-9; O estudo verificou os níveis de pressão sonora no interior das incubadoras e na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal, seis meses após a implementação de um programa educativo. Estudo quantitativo descritivo, realizado na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal e no interior das incubadoras de um hospital. Foram registrados 151 horas e 30 minutos de níveis de pressão sonora da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal e do interior da incubadora, em janeiro de 2009 e 2010. O maior e o menor Leq médios, antes do programa educativo na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal foram 71,0 dBA e 59,0 dBA, respectivamente. Após a intervenção, registraram-se na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal, Leq médio entre 80,4 e 52,6 dBA. Na incubadora, valores variaram de 79,2 a 40,0 dBA para 79,1 a 45,4dBA após a intervenção, permanecendo acima dos valores recomendados. Constatou-se que não houve redução do nível de pressão sonora após a intervenção. Sugerem-se estratégias para sensibilização da equipe, elaboração de guideline, mudanças arquitetônicas, e renovação e/ou manutenção preventiva de equipamentos.; El estudio verificó niveles de presión sonora en el interior de incubadoras en Unidad de Cuidados Intensivos Neonatal...

‣ A mortalidade neonatal em 1998, no município de Botucatu - SP

Poles, Kátia; Parada, Cristina Maria Garcia de Lima
Fonte: Universidade de São Paulo (USP), Escola de Enfermagem de Ribeirao Preto Publicador: Universidade de São Paulo (USP), Escola de Enfermagem de Ribeirao Preto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 67-75
Português
Relevância na Pesquisa
354.22945%
Considerando que a mortalidade neonatal é indicador da qualidade da assistência prestada à gestante, ao parto e ao recém-nascido, realizamos o presente trabalho, cujo objetivo foi identificar as causas e o índice de mortalidade neonatal durante o ano de 1998 em Botucatu-SP. O coeficiente de mortalidade neonatal obtido foi de 8,3/1000 nascidos vivos e o coeficiente de mortalidade neonatal precoce foi de 7,3/1000 nascidos vivos, confirmando a importância dos óbitos na primeira semana de vida. Aproximadamente três quartos dos óbitos puderam ser classificados como reduzíveis por diagnóstico e tratamento precoces, reduzíveis por adequada atenção ao parto ou parcialmente reduzíveis por adequado controle da gravidez, evidenciando que para se reduzir os índices de morte neonatal, deveremos investir na melhoria da qualidade da assistência prestada à gestante, à parturiente e ao neonato.; Considerando que la mortalidad neonatal es un indicador de la calidad de la asistencia ofrecida en la gestación, al parto y al recién- nacido, realizamos el presente trabajo, con el objetivo de estudiar la mortalidad neonatal durante el año de 1998 en Botucatu-SP. El coeficiente de mortalidad neonatal encontrado fue 8,3/1000 nacidos vivos y el coeficiente de mortalidad neonatal precoz fue de 7...

‣ Cuidados de enfermagem em terapia intravenosa periférica em unidade de tratamento intensivo neonatal

Vieira, Karine Baretta Toninelo
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 133 p.| il.
Português
Relevância na Pesquisa
353.69312%
Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Gestão do Cuidado em Enfermagem, Florianópolis, 2014.; Pesquisa qualitativa, do tipo convergente-assistencial, cujo objetivo foi construir um Guia de cuidados em terapia intravenosa periférica com a equipe de enfermagem de uma unidade de terapia intensiva neonatal. O contexto do estudo foi a unidade neonatal de uma maternidade escola do sul do País e os sujeitos da pesquisa foram 26 profissionais de enfermagem que executam terapia intravenosa em recém-nascidos. Para coleta de dados foram utilizadas quatro estratégias metodológicas: a aplicação de um questionário com perguntas abertas, o desenvolvimento de encontros de reflexão, uma revisão integrativa e a promoção de espaços de discussão no local do trabalho. Para análise dos dados foram utilizados os processos de apreensão, síntese, teorização e recontextualização, conforme sugerem Trentini e Paim. Os resultados obtidos foram apresentados na forma de três manuscritos. O primeiro manuscrito é intitulado ?Terapia intravenosa periférica em UTI neonatal: o olhar da equipe de enfermagem?, tendo como objetivo identificar e refletir qual o conhecimento que os profissionais da enfermagem possuem acerca da terapia intravenosa periférica que é realizada em uma unidade neonatal. Neste manuscrito foram abordados temas como: a fragilidade da pele e da rede venosa e necessidade de cuidado especial ao recém-nascido; a terapia intravenosa no recém-nascido e o manejo da dor; e a importância da padronização do cuidado para a garantia da qualidade e segurança na execução da técnica. O segundo manuscrito "O cuidado de enfermagem na terapia intravenosa periférica em recém-nascidos: uma revisão integrativa" teve como objetivo conhecer a contribuição das pesquisas realizadas sobre este tema. Observa-se que as publicações abordam questões relativas ao manejo dos profissionais nas complicações da terapia venosa periférica...

‣ Valor preditivo do EEG seqüencial realizado no período neonatal para prognóstico neurológico de recém-nascidos com crises convulsivas

Khan, Richard Lester
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
354.22945%
Objetivos: Avaliar a relação entre o EEG seqüencial no período neonatal com o prognóstico em recém-nascidos com crises convulsivas para a identificação de características preditivas eletroencefalográficas no prognóstico neurológico. Pacientes e métodos: Duas coortes históricas de 259 recém-nascidos com crises convulsivas da mesma unidade de terapia intensiva neonatal acompanhados no Ambulatório de Neurodesenvolvimento do Hospital São Lucas da PUCRS, Porto Alegre-RS. A primeira incluiu neonatos nascidos entre janeiro de 1987 e dezembro de 1997, enquanto a segunda estava integrada por RNs nascidos entre entre janeiro de 1999 e dezembro de 2003. O registro dos EEGs dos RNs que atendiam os critérios de inclusão foram analisados e classificados de acordo com Lombroso8. O EEG seqüencial foi classificado em quatro grupos (normal-normal, anormal-normal, anormalanormal, normal-anormal). Resultados: Cinqüenta e oito (58) recém-nascidos fizeram parte do estudo. O tipo de crise convulsiva mais comum foi a clônica focal e a maioria dos RNs (93,2%) apresentou crises na primeira semana de vida. Encefalopatia hipóxico-isquêmica foi a principal etiologia encontrada. Epilepsia pós-neonatal foi diagnosticada em 24 crianças (41...

‣ Conhecimento e atitudes de profissionais de saúde sobre avaliação e manejo da dor neonatal; Knowledge and attitudes of health professionals regarding pain assessment and management in neonates; Conocimiento y actitudes de profesionales de salud sobre evaluación y manejo del dolor neonatal

Capellini, Verusca Kelly; Daré, Mariana Firmino; Castral, Thaíla Corrêa; Christoffel, Marialda Moreira; Leite, Adriana Moraes; Scochi, Carmen Gracinda Silvan
Fonte: Marcelo Medeiros; brasil; UFG; Faculdade de Enfermagem - FEN (RG) Publicador: Marcelo Medeiros; brasil; UFG; Faculdade de Enfermagem - FEN (RG)
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
353.69312%
v. 16, n. 2, p.361-169, abr./jun.2014.; Multiple factors can have an effect on pain management in neonates, which motivated us to analyze the knowledge and attitudes held by doctors, nurses and nursing assistants who work in neonatal units in a hospital in the state of São Paulo, Brazil, regarding neonatal pain assessment and management. This study is descriptive and was conducted with 57 health professionals. The results of the questionnaires revealed that only one professional believed that neonates do not feel pain, and 53 professionals stated the contrary, but were not familiar with neonate pain assessment scales. Professionals indicated fentanyl and midazolam as adequate analgesics for acute pain. Umbilical catheterization, gastric probing and heel pad puncture were considered painful procedures and indications for the use of analgesia. Health professionals are knowledgeable about pain in neonates, but this knowledge is not reflected in clinical practice. It is essential for professionals to be trained regarding knowledge transfer so that neonate pain assessment and management can be implemented.; Múltiples factores pueden afectar el manejo del dolor neonatal, motivándonos a analizar el conocimiento y actitudes de médicos...

‣ Fatores que influenciam a técnica de hiperinsuflação manual com balão auto-inflável neonatal e pediátrico; Factors affecting manual hyperinflação technique with neonatal and pediatric self-inflating bags

Pricila Mara Novais de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/01/2011 Português
Relevância na Pesquisa
353.89055%
Introdução: O balão auto-inflável (BAI) é o equipamento utilizado para ventilar manualmente durante a manobra de hiperinsuflação manual (HM). Apesar do BAI ser amplamente utilizado, existem informações limitadas disponíveis sobre suas características físicas e parâmetros ventilatórios. O objetivo deste estudo foi avaliar o desempenho de três marcas de BAI, neonatal e pediátrico, durante a HM de acordo com o fluxo de entrada de oxigênio (O2) quando a HM é realizada por fisioterapeutas experientes e inexperientes em duas situações clínicas simuladas. Método: 22 fisioterapeutas ventilaram um pulmão-teste (Ventilator Tester 2®) simulando a mecânica respiratória normal e restritiva de um recém-nascido e de uma criança. Os modelos de BAI testados foram J.G.Moryia®, Laerdal® e Hudson®. Eles receberam fluxos de 0, 5, 10 e 15L/min O2. Medidas de volume inspiratório (Vi), pico de pressão inspiratório (PIP) e pico de fluxo inspiratório (PFI) foram registradas por um monitor de perfil respiratório (CO2SMOplus®). Resultados: Independente da marca ou fluxo, os fisioterapeutas experientes forneceram maior PFI que os inexperientes no BAI neonatal (p=0,026) e pediátrico (p=0,029). Houve diferença estatística no Vi e PIP (p?0...

‣ Efeitos do estresse neonatal por lipopolissacarídeo sobre a resposta a um estímulo inflamatório em camundongos

Barth, Cristiane Raquel
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
353.89055%
A exposição neonatal ao lipopolissacarídeo (LPS) gera um estimulo estressor capaz de afetar o desenvolvimento de importantes sistemas, dando origem a alterações comportamentais e neuroendócrinas duradoras. O objetivo desta dissertação é avaliar a resposta a um estímulo inflamatório em camundongos Balb/c submetidos à estresse neonatal por LPS em diferentes idades e sexos. Os camundongos receberam, no 3º e 10º dias de vida, injeção i. p. de LPS (100μg /Kg) ou solução salina. Após 21 ou 60 dias de vida, os mesmos foram submetidos à injeção de solução salina ou a um estímulo inflamatório através da injeção de carragenina 1%. Foram mensurados no lavado peritoneal citocinas inflamatórias, espécies reativas de oxigênio e produção de Redes Extracelulares de Neutrófilos (NETs). Os resultados encontrados demonstram que o estresse neonatal por LPS diminui a liberação de citocinas inflamatórias nos animais jovens machos e fêmeas.Já nos adultos, somente as fêmeas apresentaram a mesma resposta. Foi encontrado um aumento na produção de NETs nos animais do grupo nLPS com 60 dias quando comparado com animais nLPS com 21 dias, em ambos os sexos, indicando um efeito do estresse neonatal sobre a ontogenia da formação de NETs. A produção de ROS não sofreu influência do estresse neonatal...

‣ Avaliação dos parâmetros fisiológicos em recém nascidos pré-termo em ventilação mecânica após procedimentos de fisioterapia neonatal; Evaluation of the physiological parameters in pre-term newborn in mechanical ventilation after procedures of neonatal physiotherapy

Selestrin, Cláudia de Castro; Oliveira, Adriana Gonçalves de; Ferreira, Celso; Siqueira, Arnaldo Augusto Franco de; Abreu, Luiz Carlos de; Murad, Neif
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2007 Português
Relevância na Pesquisa
354.22945%
A fisioterapia nas Unidades de Cuidados Intensivos Neonatais pode ser considerada nova modalidade de terapia. Acredita-se que o acompanhamento fisioterapêutico dos recém-nascidos seja capaz de proporcionar uma estabilidade da freqüência cardíaca, da pressão arterial, freqüência respiratória e saturação de oxigênio, bem como preserva a temperatura corporal, promovendo a manutenção funcional da circulação cerebral do recém-nascido e secundariamente, mantém as vias aéreas com fluxo menos turbulento possível e com o mínimo de secreção, permitindo um aumento na permeabilidade e redução do número de fatores intrínsecos das vias aéreas que contribuem para o aumento da resistência pulmonar e diminuição nos eventos fisiológicos de trocas gasosas. Outros autores apresentam efeitos deletérios da fisioterapia sobre a população neonatal. Estas controvérsias em relação à fisioterapia respiratória neonatal nos induziram a estudar os efeitos de tal procedimento sobre os parâmetros fisiológicos. O objetivo foi analisar os efeitos da prática de fisioterapia neonatal sobre os parâmetros fisiológicos freqüência cardíaca, freqüência respiratória, saturação de oxigênio, pressão arterial e temperatura axilar em recém-nascidos pré-termo submetidos à ventilação mecânica. Realizou-se um estudo prospectivo...

‣ Comparação entre diferentes escores de risco de mortalidade em unidade de tratamento intensivo neonatal; Comparison between different mortality risk scores in a neonatal intensive care unit

Zardo, Mariani Schlabendorff; Procianoy, Renato S
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/10/2003 Português
Relevância na Pesquisa
353.89055%
OBJETIVO: Avaliar peso de nascimento e os escores como preditores de mortalidade neonatal em unidade de terapia intensiva neonatal, comparando os seus resultados. MÉTODOS: Foram avaliados 494 recém-nascidos admitidos em uma unidade de terapia intensiva neonatal (UTIN) de um hospital geral de Porto Alegre, RS, logo após o nascimento, entre março de 1997 e junho de 1998. Foram avaliados o peso de nascimento e os escores considerando a variável óbito durante a internação na UTI. Os critérios de exclusão foram: alta ou óbito da UTIN com menos de 24 horas de internação, recém-nascidos cuja internação não ocorreu logo após o nascimento, protocolo de estudo incompleto e malformações congênitas incompatíveis com a vida. Para avaliação do CRIB (Clinical Risk Index for Babies) foram considerados somente os pacientes com peso de nascimento inferior a 1.500 g. Foram calculadas as curvas ROC (Receiver Operating Characteristics Curve) para SNAP (Score for Neonatal Acute), SNAP-PE (Score for Neonatal Acute Physiology Perinatal Extension), SNAP II, SNAP-PE II, CRIB e peso de nascimento. RESULTADOS: Dos 494 pacientes, 44 faleceram (8,9% de mortalidade). Dos 102 recém-nascidos com peso de até 1.500 g, 32 (31,3%) faleceram. As áreas abaixo da curva ROC variaram de 0...

‣ Determinantes contextuais da mortalidade neonatal no Rio Grande do Sul por dois modelos de análise; Determinantes contextuales de la mortalidad neonatal por dos modelos de análisis; Contextual determinants of neonatal mortality using two analysis methods, Rio Grande do Sul, Brazil

Zanini, Roselaine Ruviaro; Moraes, Anaelena Bragança de; Giugliani, Elsa Regina Justo; Riboldi, João
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/02/2011 Português
Relevância na Pesquisa
354.50996%
OBJETIVO: Analisar os determinantes da mortalidade neonatal, segundo modelo de regressão logística multinível e modelo hierárquico clássico. MÉTODOS: Estudo de coorte com 138.407 nascidos vivos com declaração de nascimento e 1.134 óbitos neonatais registrados em 2003 no estado do Rio Grande do Sul. Foram vinculados os registros do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos e Mortalidade para o levantamento das informações sobre exposição no nível individual. As variáveis independentes incluíram características da criança ao nascer, da gestação, da assistência à saúde e fatores sociodemográficos. Fatores associados foram estimados e comparados por meio da análise de regressão logística clássica e multinível. RESULTADOS: O coeficiente de mortalidade neonatal foi 8,19 por mil nascidos vivos. As variáveis que se mostraram associadas ao óbito neonatal no modelo hierárquico foram: baixo peso ao nascer, Apgar no 1º e 5º minutos inferiores a oito, presença de anomalia congênita, prematuridade e perda fetal anterior. Cesariana apresentou efeito protetor. No modelo multinível, a perda fetal anterior não se manteve significativa, mas a inclusão da variável contextual (taxa de pobreza) indicou que 15% da variação da mortalidade neonatal podem ser explicados pela variabilidade nas taxas de pobreza em cada microrregião. CONCLUSÕES: O uso de modelos multiníveis foi capaz de mostrar pequeno efeito dos determinantes contextuais na mortalidade neonatal. Foi observada associação positiva com a taxa de pobreza...

‣ La mortalidad neonatal en 1998, en el município de Botucatu-SP; The neonatal mortality in 1998 at the municipality of Botucatu-SP; A mortalidade neonatal em 1998, no município de Botucatu - SP

Poles, Kátia; Parada, Cristina Maria Garcia de Lima
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/07/2000 Português
Relevância na Pesquisa
354.50996%
Considerando que a mortalidade neonatal é indicador da qualidade da assistência prestada à gestante, ao parto e ao recém-nascido, realizamos o presente trabalho, cujo objetivo foi identificar as causas e o índice de mortalidade neonatal durante o ano de 1998 em Botucatu-SP. O coeficiente de mortalidade neonatal obtido foi de 8,3/1000 nascidos vivos e o coeficiente de mortalidade neonatal precoce foi de 7,3/1000 nascidos vivos, confirmando a importância dos óbitos na primeira semana de vida. Aproximadamente três quartos dos óbitos puderam ser classificados como reduzíveis por diagnóstico e tratamento precoces, reduzíveis por adequada atenção ao parto ou parcialmente reduzíveis por adequado controle da gravidez, evidenciando que para se reduzir os índices de morte neonatal, deveremos investir na melhoria da qualidade da assistência prestada à gestante, à parturiente e ao neonato.; Considerando que la mortalidad neonatal es un indicador de la calidad de la asistencia ofrecida en la gestación, al parto y al recién- nacido, realizamos el presente trabajo, con el objetivo de estudiar la mortalidad neonatal durante el año de 1998 en Botucatu-SP. El coeficiente de mortalidad neonatal encontrado fue 8,3/1000 nacidos vivos y el coeficiente de mortalidad neonatal precoz fue de 7...