Página 1 dos resultados de 1200 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

‣ "ONGs e governo: um estudo sobre as organizações não-governamentais que trabalham com meninos(as) de rua no centro de São Paulo e as relações com a administração municipal" ; NGO and Government: A study about the Non Governmental Organizations that work with street kids in the centre of São Paulo and the relations with the city council.

Perez, Olivia Cristina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/09/2005 Português
Relevância na Pesquisa
37.132695%
Na década de 1990 as organizações não-governamentais (ONGs) começaram a atuar de forma diferente em relação à sua gênese: passaram a trabalhar em parceria com o Estado na execução de políticas públicas. Investigo neste trabalho as bases das transformações da atuação das ONGs e as relações que hoje as organizações não-governamentais que trabalham com meninos(as) de rua no centro de São Paulo estabelecem na parceria com o governo, focalizando a participação nas políticas públicas e a autonomia das organizações diante da administração municipal. Com o objetivo de entender de forma mais clara o trabalho das instituições e a formulação de políticas públicas, apresento um histórico do atendimento às crianças e aos adolescentes em situação de risco no Brasil e descrevo, ainda que de forma sumária, as principais questões relacionadas com os meninos(as) que vivem nas ruas. Para a obtenção dos dados empíricos, utilizei as técnicas do questionário, da entrevista e da observação direta. ; During the 1990 decade, the non governmental organizations (NGOs) started working differently from their original proposals: they started working in partnerships with the Government in the execution of public policies. In this essay...

‣ ONGs e escolas públicas básicas: os pontos de vista de docentes e "educadores(as) sociais"; NGOs and basic public schools : the point of view of teachers and "social educators"

Silva, Daniel Monteiro da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/11/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.4998%
Considerando as organizações não-governamentais (ONGs) que realizam atividades educacionais paralelas ou complementares à escola pública na cidade de São Paulo, esta pesquisa se orientou pelo seguinte problema: qual é a contribuição mútua de ONGs e escolas públicas básicas quanto à definição de programas educacionais? Examina a hipótese de que existe uma tal contribuição, levando em conta que ao pretenderem contribuir com as escolas, algumas ONGs, na formulação de seus programas e projetos, estimulam estudantes a frequentar escolas, mas invalidam as ações por estas realizadas. Tais procedimentos tem contribuído para suscitar oposições entre ONGs e escolas públicas, traduzidas, por exemplo, nas atitudes de estudantes que demonstram interesse, comprometimento e engajamento nas ONGs e apatia, desmotivação e extrema aversão à escola. A falta de uma legislação específica, a ausência de estatísticas oficiais, os discursos sem fundamentação e a pouca visibilidade dos atores que efetivam a parceria entre ONG e escola ocultam o estado deste relacionamento. A partir de levantamento preliminar de ONGs conveniadas à Secretaria Estadual de Assistência e Desenvolvimento Social de São Paulo (SEADS), foram identificados(as) e entrevistados(as) educadores e educadoras de ONGs que atuam simultaneamente como docentes de escolas públicas. Nos depoimentos recolhidos...

‣ Parcerias entre empresas e ONGs e a constituição de um novo sistema de publicidade ambiental: um estudo de caso; Partnerships between private sector and NGOs and the formation of an environmental advertising system: a case study

Gomes, Helena Lemos dos Reis Magalhães
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/01/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.47545%
A concepção desta pesquisa tem suas raízes em 2007, ano em que a autora deste trabalho participou do Programa Trainee em Meio Ambiente da Fundação O Boticário de Proteção à Natureza, hoje denominada Fundação Grupo Boticário. Durante o Programa, vinte trainees que representavam ONGs de todo o Brasil passaram por um processo que incluiu a elaboração de um projeto de desenvolvimento organizacional nas instituições representadas por eles. Diante desse cenário, muitos desafios para a manutenção dessas organizações foram trazidos à tona, merecendo destaque a polêmica relação com empresas patrocinadoras e os impactos de suas exigências na dinâmica interna das organizações. Esta pesquisa foi estruturada, então, com o objetivo de investigar e descrever como o setor empresarial tem se relacionado com ONGs ambientais para a construção de uma imagem ambiental favorável, bem como de que maneira tal relação interfere na atuação das ONGs. Também tivemos como objetivo contribuir para a produção de conhecimento científico sobre o assunto, muito pouco tratado no âmbito acadêmico, e integrar a série de pesquisas desenvolvidas dentro do projeto temático Mudanças Socioambientais no Estado de São Paulo e Perspectivas para a Conservação...

‣ As mudanças climáticas globais e as ONGs socioambiental brasileiras: novas estratégias de conservação para a Amazônia; The global climate change and the Brazilian social environmental NGOs: new strategies to the Amazon conservation.

Couto, Gabriela de Azevedo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/01/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.132695%
A emergência das mudanças climáticas globais como problemática socioambiental central dos tempos atuais impõe-se como um desafio não só porque exige da sociedade medidas para minimizar os impactos e buscar novos modos de vida em um planeta em transformação, mas principalmente porque demanda um melhor entendimento sobre como as alterações no clima são percebidas e interpretadas pela sociedade, assim como sobre a propensão de determinados grupos sociais para intervir no tema. Este estudo tem como objetivo compreender uma parte deste processo, investigando, a partir da emergência e posicionamento do tema Mudanças Climáticas Globais na agenda internacional, como as estratégias e ações de ONGs ambientalistas brasileiras para conservação da Amazônia são influenciadas. Isso porque o desmatamento da floresta Amazônica se apresenta como o maior responsável pelos altos índices de emissões brasileiras de Gases de Efeito Estufa, mas também porque a floresta amazônica é considerada um importante sumidouro de carbono. Além disso, este estudo apresenta elementos que mostram a importância da atuação de ONGs ambientalistas brasileiras, uma vez que influenciam os processos de tomada de decisão relativos às mudanças climáticas no âmbito nacional e internacionalmente. Esta pesquisa concentra-se em compreender o papel desempenhado por um grupo específico de organizações não-governamentais ambientalistas brasileiras no processo social que contribui para o debate relativo à problemática estabelecida. São organizações que vêm se articulando com diferentes parceiros...

‣ A aderência entre o constructo da sustentabilidade e a prática das ONGs

Kisil, Rosana
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
37.366772%
O cerne da Sustentabilidade como conceito contemporâneo é a inclusão de uma lógica diferente da tradicional dentro do sistema social: o cuidado com os aspectos econômicos, humanos e ambientais como orientadores de decisões para toda e qualquer atividade produtiva em exercício (produtos, serviços, bem estar humano). Responder ao constructo da sustentabilidade exige das organizações um sistema complexo de gestão sobre suas trocas com o meio. Nas Organizações Não Governamentais (ONGs) o funcionamento organizacional tem também buscado um estado duradouro de produção de resultados de utilidade pública, adotando formas de gestão que variam entre o tradicionalismo e a inovação, numa tentativa de equilibrar-se com fatores emergentes como a responsabilidade social interna, a capacidade de aprendizagem e a responsabilidade ambiental. Esta pesquisa propõe um composto de Critérios aplicativo dos princípios orientadores da sustentabilidade ajustados às ONGs: substitui os tradicionais elementos que só se aplicam às empresas, como “lucro” e “produção limpa”, por elementos equivalentes nas ONGs, como “produção de resultados” e “inovação metodológica”. Esses ajustes foram feitos a partir da literatura analisada e são sustentados durante toda a dissertação. Diversos estudos e modelos científicos sobre a eficiência...

‣ Na práxis educativa das ONGs: que bem viver e cidadania?

Alves, Luís Paulo Arena
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.4998%
O estudo investiga as políticas de intervenção e a atuação das Organizações Não Governamentais – ONGs, que desenvolvem suas ações num contexto social de exclusão e pobreza. Essa pesquisa orientou-se por compreender a práxis educativa das instituições investigadas, que trabalham com crianças e adolescentes em espaços sociais periféricos na cidade de Porto Alegre/RS e São Leopoldo/RS. O objetivo dirigiu-se a identificar a percepção dos educandos, famílias, educadores, coordenadores pedagógicos e diretores, sobre como o processo histórico de exclusão e pobreza é percebido na atualidade e de que forma estas ONGs centram sua intervenção para “superar” essa realidade. A escolha desta temática deu-se a partir da necessidade de aprofundar o lugar das ONGs, nos dias atuais, como organizações educativas e descobrir como tentam reverter o processo de exclusão e pobreza, a fim de que estes elementos possam colaborar para uma ação futura neste e em outros espaços não formais de intervenção. Para isso, o referencial teórico utilizado dividiu-se em duas dimensões analíticas inter-relacionadas, através das quais se tornou importante aprofundar os conceitos-chave da análise: pobreza, exclusão e inclusão e Bem Viver. A leitura sobre estes diferentes aspectos foi importante para identificá-los na relação com a práxis educativa desenvolvida pelas ONGs investigadas. O princípio teórico-metodológico que orientou a construção desta dissertação foi o Estudo de Caso como um procedimento científico que possibilitou identificar o que há de mais específico...

‣ Como as ONGs ambientais influenciam a política ambiental brasileira?

Uhr,Daniel de Abreu Pereira; Uhr,Júlia Gallego Ziero; Mueller,Bernardo Pinheiro Machado
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.23589%
Examinamos como as ONGs ambientais, mesmo com recursos escassos (votos e contribuições financeiras), conseguem influenciar de forma efetiva a política ambiental no Brasil. A inovação do trabalho consiste em utilizar a abordagem de agência comum e suas aplicações em economia política para modelar a ação ambientalista no Brasil. O principal resultado teórico é que as ONGs ambientais afetam a política ambiental através da informação, revelando aos eleitores informações a respeito da ação do governo. Os principais resultados empíricos são a mensuração do impacto dos produtores rurais, das ONGs ambientais e da mídia sobre a política ambiental no Brasil.

‣ As organizações da sociedade civil e as ONGs de educação

Oliveira,Anna Cynthia; Haddad,Sérgio
Fonte: Fundação Carlos Chagas Publicador: Fundação Carlos Chagas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2001 Português
Relevância na Pesquisa
37.132695%
Esta resenha de idéias e conceitos esclarece o leitor sobre uma sucessão de termos empregados livremente nos últimos tempos: sociedade civil, ONGs, Terceiro Setor, Lei das OSC-IPs, conselhos paritários - o que vêm a ser, integrando a pauta da grande imprensa? Em abordagem simples, apresentam-se elementos da trajetória política das ONGs brasileiras dentro do cenário mais amplo da sociedade civil organizada. Discute-se o papel especial desempenhado por elas na longa luta pela socialização da educação, e seu atualíssimo dilema frente à onda de privatização de deveres constitucionais do Estado.

‣ Igualdades e dessimetrias: a participação política em ONGs HIV/AIDS do Canadá e do Brasil

Castro-Silva,Carlos Roberto de; Hewitt,W. E.; Cavichioli,Silvana
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2007 Português
Relevância na Pesquisa
37.132695%
As ONGs/AIDS desde o início da epidemia são lugares de acolhimento e de pressão política, propiciam alternativas de convivência social para as pessoas que convivem com o HIV/AIDS. Através da experiência dos participantes de uma ONG brasileira e de outra canadense, este estudo teve o objetivo de discutir a participação política como um processo em constante construção, condicionada por fatores psicossociais, contextualizados histórica e culturalmente. Através da análise de documentos, questionários e entrevistas baseado na Hermenêutica de Profundidade de John Thompson (1995), pudemos perceber que em ambas as ONGs desencadeia-se um processo de politização da AIDS a partir da ajuda ao próximo e das troca de experiências. Todavia na ONG brasileira este processo acontece através de um envolvimento mais intenso com a dinâmica institucional e comunitária, tendo como objetivo a conquista e consolidação de direitos, enquanto que a ONG canadense constitui-se um espaço através do qual cada participante individualmente acessa direitos já consolidados no país.

‣ O controle global da solidariedade: transnacionalização e privatização na adaptação estratégica de ONGs britânicas no Brasil

Aragão,Daniel Maurício de
Fonte: Universidade Federal da Bahia - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas - Centro de Recursos Humanos Publicador: Universidade Federal da Bahia - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas - Centro de Recursos Humanos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.132695%
A crise na captação de recursos enfrentada por organizações não governamentais (ONGs) brasileiras é também vivenciada em outras partes do mundo, inclusive nos países centrais, justamente nos que sediam as organizações que tradicionalmente têm apoiado projetos de organizações de países periféricos. Nessa conjuntura de crise, observa-se que ONGs europeias de solidariedade internacional, sobretudo as britânicas, vêm identificando o Brasil como um espaço potencial para a captação de recursos, especialmente em parceria com o setor privado. Para assegurar a sustentabilidade de programas, essas organizações empregam estratégias que remetem à globalização do capital, como nos casos de fusão com organizações brasileiras. O artigo visa a analisar, com base nos exemplos de OXFAM e de Save the Children, o novo cenário da cooperação internacional não governamental, marcado por processos associados de transnacionalização e privatização, com impactos no perfil e na agenda das organizações.

‣ Parcerias entre ONGs e empresas: uma relação de poder? Um estudo de casos em Recife

Correia Monte, Távia; Amélia Pereira de Carvalho, Cristina (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
37.23589%
O objetivo precípuo deste trabalho é investigar as parcerias entre as ONGs e as empresas, com o intuito de analisar se essas parcerias podem ser configuradas como uma relação de poder, que venham a transformar as ações das organizações envolvidas. Para tanto, foi estabelecido um marco teórico que conduziu a pesquisa, analisando-se o Terceiro Setor e Organizações Não Governamentais, bem como sua relação com os demais setores. Em seqüência, foi analisado o fenômeno das parceiras entre ONGs e empresas por meio do desenvolvimento de ações de Responsabilidade Social, para então ser desenvolvido o tema poder e suas relações. O trabalho conclui que há configurações de poder presentes nas parcerias, tendo como principais bases e fontes empregadas, a referência, a competência técnica, as características idiossincráticas, a posse dos meios de sanção e recompensa e a posse dos meios de controle e a legitimidade. O desenvolvimento dessas parcerias, resultando em maior relacionamento entre as ONGs e as empresas, está conduzindo transformações, sobretudo, nas organizações da sociedade civil, que passam a adotar comportamentos típicos do ambiente empresarial, como a inserção da lógica estratégica em suas ações...

‣ A dimensão política das práticas das ONGs e sua relação com o Estado: um estudo de caso em Fortaleza

Bittencourt, Ruth Ribeiro
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
37.366772%
Este trabalho refere-se ao estudo de uma situação localizada, tendo como unidade de análise as práticas das ONGs em parceria com o governo, na cidade de Fortaleza, no período 1996-2000, quando ocorreram as primeiras experiências de parceria e a reforma administrativa do município. Objetiva identificar e analisar a direção política das ações desenvolvidas por essas organizações e seu nível de influência no processo de democratização das políticas sociais implementadas em parceria com o poder público municipal, no contexto da descentralização. Norteia o trabalho o pressuposto de que as ONGs brasileiras sofreram mudanças em seu perfil nas duas últimas décadas, como resultado do processo de democratização do país, da influência de um processo mundial em que essas organizações passaram a ser valorizadas como atores políticos e do surgimento de muitas organizações com objetivos centrados na defesa de valores democráticos. Para a análise de sua prática foi necessário um resgate histórico do surgimento e desenvolvimento dessas organizações em nosso país, identificando seu papel no terceiro setor no período 80/90, momento de consolidação dessas entidades no cenário local/regional/nacional. Buscamos identificar os elementos conjunturais que propiciaram sua relação com o Estado e as mudanças ocorridas nas políticas públicas que incidem em sua implementação através das ONGs. A pesquisa tem natureza qualitativa e...

‣ A comunicação organizacional nas ONGS e a contribuição do novo voluntariado: o modelo da opção Brasil

ALMEIDA, Ricardo Carvalho
Fonte: Universidade Municipal de São Caetano do Sul Publicador: Universidade Municipal de São Caetano do Sul
Tipo: Tese ou dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
37.366772%
Dissertação apresentada ao Programa de Pós-graduação em Comunicação -Mestrado da Universidade Municipal de São Caetano do Sul; Essa dissertação trata de discutir as características e contribuições do novo voluntariado na comunicação organizacional das ONGs. A pesquisa buscou apresentar de modo dedutivo e por abordagem exploratória: a contextualização das ONGs, os papeis comunicativos exercidos por essas organizações e os conceitos da comunicação organizacional nas ONGs; a contextualização do trabalho voluntário, a caracterização do novo voluntariado e sua presença na comunicação organizacional das ONGs, o novo voluntariado em relação à responsabilidade social empresarial e às motivações ao trabalho voluntário em atividades para a comunicação no contexto do novo voluntariado. A pesquisa também se utilizou do estudo de caso do modelo de comunicação organizacional da ONG Opção Brasil, onde a ONG, em seu atual momento de desenvolvimento e autosustentação, caracteriza-se por depender da contribuição voluntária para atender e sustentar às suas demandas de comunicação. Foram realizadas entrevistas e aplicação de questionários aos voluntários e dirigentes participantes em atividades funcionais para a comunicação da ONG. Foi considerado que esse modelo de comunicação...

‣ A comunicação on-line das ONGs e a angariação de fundos; O caso AMI

Soares, Marta Bebiana Teixeira
Fonte: Instituto Politécnico do Porto Publicador: Instituto Politécnico do Porto
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.366772%
Dissertação de Mestrado apresentado ao Instituto de Contabilidade e Administração do Porto para a obtenção do grau de Mestre em Marketing Digital, sob orientação da Mestre Inês Veiga Pereira “Esta versão contém as críticas e sugestões dos elementos do júri”; A contínua evolução das tecnologias de informação no mundo contemporâneo tem alterado a forma de comunicação e angariação de fundos das Organizações Não-Governamentais (ONG). Atualmente, as ONGs em Portugal têm feito um esforço suplementar na procura e adaptação dos seus meios de comunicação on-line para a sensibilização, recrutamento de voluntários e angariação de donativos para as suas causas sociais. A atual e débil situação financeira de Portugal tem limitado a resposta e impacto das ONGs na sociedade. A diminuição de apoios estatais e donativos para a contínua operação das ONGs origina a utilização do marketing usando ferramentas on-line, como uma fonte importante de rendimento e de expansão da sua rede de comunicação e de envolvimento de pessoas. Com este trabalho procurou-se entender como as ONGs podem usar as plataformas de comunicação on-line para atingir os objectivos. Este estudo considera o impacto que a comunicação on-line (sites...

‣ Relação com o Estado na visão das Ongs: uma sociologia das percepções; Relationship with the state in view of NGOs: a sociology of perceptions; Texto para Discussão (TD) 1820: Relação com o Estado na visão das Ongs: uma sociologia das percepções

Lima Neto, Fernando
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
37.410874%
Neste texto, discutem-se os resultados da pesquisa realizada pelo Núcleo Interdisciplinar de Estudos sobre Desigualdades da Universidade Federal do Rio de Janeiro (NIED/UFRJ) sobre percepções de dirigentes de organizações não governamentais (ONGs) no que tange às relações entre Estado, mercado e sociedade civil no Brasil. Os principais achados desta pesquisa gravitam em torno da relação entre as ONGs e o poder público e foram sintetizados em uma máxima: a parceria com o Estado é uma via de mão dupla. De acordo com esta máxima, a parceria com o Estado representa a possibilidade de se estabelecer uma parceria estratégica que potencializa os resultados das ONGs, mas que traz simultaneamente uma série de obstáculos e impedimentos burocráticos que comprometem a autonomia destas instituições. A parceria com o Estado é vista, ao mesmo tempo, como um dos principais obstáculos e como uma alavanca para os projetos das ONGs. Nesta aparente contradição, reside uma lógica complexa e tensa de representações e valores sociais que norteiam as produções de significado sobre estas organizações. Analisam-se diferentes manifestações desta máxima geral identificada nos discursos dos dirigentes de ONGs. O principal objetivo da análise é identificar regularidades de discurso que permeiam os diferentes perfis de ONG contemplados na pesquisa.; 40 p. : il.

‣ A participação das ONGs nas políticas públicas: o ponto de vista de gestores federais; Texto para Discussão (TD) 1949: A participação das ONGs nas políticas públicas: o ponto de vista de gestores federais; The participation of NGOs in public policy: the view of federal managers

Lopez, Felix Garcia; Abreu, Rafael
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
37.446328%
Com base em 53 entrevistas semidiretivas, este texto analisa percepções de gestores da alta burocracia federal quanto à decisão de implementar políticas públicas por meio da cooperação com organizações não governamentais (ONGs). Sistematiza-se os motivos que justificam a cooperação, as vantagens e desvantagens da implementação por meio de ONGs em face da burocracia pública e dos papéis relativos atribuídos à burocracia e às ONGs nas políticas federais. Os resultados apontam que os gestores entrevistados atribuem às organizações civis funções e competências que a burocracia não poderá substituir no curto e médio prazos, tais como expertise, capilaridade, flexibilidade e engajamento nas políticas mencionadas. Mas a burocracia é considerada indispensável à implementação bem-sucedida das políticas, por ter quadros permanentes e melhor infraestrutura, condição complementar à continuidade e institucionalização das políticas. Estas distinções retratam visões que diferem daquelas que constituíram o arcabouço do modelo neoliberal, nos anos 1990, no qual os apelos à eficiência, pela via da delegação estatal às organizações civis, constituíram o núcleo das reformas legislativas visando maior engajamento das ONGs nas políticas. Hoje...

‣ A prática de educação musical em ONGs : dois estudos de caso no contexto urbano brasileiro

Kleber, Magali Oliveira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/zip; video/x-msvideo; application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.4998%
Esta pesquisa aborda as práticas musicais em Organizações Não Governamentais (ONGs), tomadas como locus de produção de novas formas de conhecimento. O campo empírico da pesquisa constituiu-se de duas ONGS: Associação Meninos do Morumbi, da cidade de São Paulo e o Projeto Villa-Lobinhos, da cidade do Rio de Janeiro, vinculado à ONG VivaRio. Ambas as ONGs têm como eixo comum a educação musical cujo objetivo é congregar crianças e jovens, atingidos pela desigualdade social, em situação de exclusão ou restrição ao acesso de bens materiais e simbólicos. O estudo buscou compreender como se configuram esses espaços de educação musical, focalizando dois aspectos: 1) como as ONGs selecionadas se constituíram e se instituíram como espaços legitimados para o ensino e aprendizagem musicais e 2) como é que se instaura o processo pedagógico-musical nesses espaços de práticas musicais. O objeto de pesquisa insere-se no campo sociocultural da educação musical, compreendido como um fenômeno social. A abordagem metodológica enfatiza o paradigma qualitativo, buscando respaldo no estudo de caso múltiplo e na etnometodologia. As práticas musicais são entendidas a partir da sua constituição sociocultural (SHEPHERD; WICKE...

‣ Experiencias en políticas públicas de las ONGs en Baja California

Moreno Mena,José Ascención; Arballo Meza,Rosa Amelia
Fonte: Universidad Autónoma de Baja California Publicador: Universidad Autónoma de Baja California
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 Português
Relevância na Pesquisa
37.31042%
En este trabajo se presenta un acercamiento a las experiencias que las Organizaciones no gubernamentales (ONGs) de Baja California han tenido en cuanto a la incidencia en políticas públicas. Se sostiene que aunque su participación es todavía incipiente, puesto que la mayor parte de las veces sólo llegan al nivel de la formulación del problema y la incorporación de éste a la agenda pública, sin embargo, han logrado trascender a esferas públicas nacionales. Se presentan dos ejemplos, como estudios de caso, que dan cuenta de cómo las ONGs locales han logrado poner en la agenda de discusión nacional un problema surgido en el ámbito privado y la influencia que han logrado en cambios legislativos. Se concluye que con la participación de las ONGs se está gestando el germen de una relación más clara entre la sociedad civil y el Estado, en Baja California. El trabajo es resultado de investigación documental y una serie de entrevistas a militantes de las propias ONGs.

‣ ONGs e escolas públicas: a palavra dos educadoresNGOs and public schools: the word of educators

Silva, Daniel Monteiro da
Fonte: ETD - Educação Temática Digital Publicador: ETD - Educação Temática Digital
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado pelos pares Formato: application/pdf
Publicado em 22/11/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.47545%
Este artigo analisa as conexões entre o público e o privado, no contexto particular do chamado “terceiro setor” e sua repercussão para a área educacional. Ao lado de outros atores, representados por organizações da sociedade civil, as organizações não-governamentais (ONGs) têm ganho cada vez mais visibilidade e despertado o interesse sob diferentes perspectivas. No Brasil, o tema da articulação entre o público e o privado, na área da educação, tem se apoiado muito mais em discursos do que em práticas. Neste artigo discuto resultados de pesquisa qualitativa na qual examino a hipótese de que existe uma contribuição entre ONGs e escolas públicas básicas. Algumas ONGs, na formulação de seus programas e projetos, apesar de estimularem estudantes a frequentar escolas, invalidam as ações por estas realizadas. Tais procedimentos têm contribuído para suscitar oposições entre ONGs e escolas públicas, traduzidas, por exemplo, nas atitudes de estudantes que demonstram interesse, comprometimento e engajamento nas ONGs e apatia, desmotivação e extrema aversão à escola. A falta de uma legislação específica, a ausência de estatísticas oficiais, os discursos sem fundamentação e a pouca visibilidade dos atores que efetivam a parceria entre ONG e escola são elementos importantes deste contexto. Docentes de escolas públicas que atuam simultaneamente em projetos sociais de ONGs se apresentam como atores privilegiados para a compreensão deste contexto. AbstractThis article examines the connections between public and private sphere...

‣ A FORMAÇÃO EDUCATIVA E POLÍTICA DAS ONGs NO CIBERESPAÇO E NO LUGAR: O CASO DO CDDHMP-DHNet

Sousa, Carlos Alberto Lopes de
Fonte: Revista HISTEDBR On-line Publicador: Revista HISTEDBR On-line
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 21/03/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.23589%
O artigo analisa o caso da atuação da ONG CDDHMP – Centro de Defesa dos Direitos Humanos e Memória Popular (Natal – RN) que, por meio da DHNet, criada em 1 de maio de 1994, utiliza as tecnologias da informação e comunicação em causas vinculadas aos direitos humanos (formação e ação política), à difusão da cultura popular e ao acesso e o uso sistemático da internet por parte organizações e cidadãos em prol do combate à exclusão social, econômica e cultural e, nos termos de Lojkine (1995), contra o monopólio do pensamento. O trabalho foi elaborado a partir de pesquisa documental e entrevista.  O texto apresenta a concepção de revolução informacional de Lojkine (1995) e a questão conceitual sobre ONGs e, ainda, a concepção de educação e comunicação nos termos de Freire. O artigo conclui que quanto maior a possibilidade de encontros e de comunicação face a face, por parte dos agentes das ONGs ou intermediários qualificados, em determinada faixa de tempo, e a ocorrência de fatos indutores para ação,  maior poderá ser o sentido que se atribui para o uso da internet por parte das ONGs. A partir da ação em lugares dá-se sentido para capilarizar e globalizar virtualmente, temas, lutas, atividades e denúncias relacionadas aos direitos humanos.