Página 1 dos resultados de 155 itens digitais encontrados em 0.011 segundos

‣ Factores críticos da adesão das PME nacionais, fornecedores de materiais de escritório ao procedimento aquisitivo público em Portugal : o seu impacto no desenvolvimento nacional

Pereira, Paulo Alexandre Alves Martins
Fonte: Universidade Aberta de Portugal Publicador: Universidade Aberta de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2007 Português
Relevância na Pesquisa
58.93907%
Dissertação de Mestrado em Comércio Electrónico e Internet apresentada à Universidade Aberta; O presente estudo pretendeu contribuir para uma melhor compreensão do fenómeno das compras electrónicas na administração pública e suas consequências para as PME. Mais especificamente, procurou-se investigar qual o relacionamento das compras públicas electrónicas com as PME portuguesas que comercializam materiais de escritório. Esta investigação pretendeu atingir dois grandes objectivos: · identificar quais os factores críticos de adesão das PME nacionais, fornecedoras de materiais de Escritório, ao procedimento aquisitivo público em Portugal; · verificar qual a percepção do real contributo/benefício do novo procedimento aquisitivo público para a evolução das PME referidas. A metodologia seguida foi de natureza qualitativa e quantitativa. Os métodos adoptados foram a entrevista exploratória e o survey. As entrevistas exploratórias foram dirigidas a quatro responsáveis, pertencentes a organismos da Administração Pública e envolvidos nas compras públicas. Os questionários (591), foram enviados a PME através de e-mail a fim de serem respondidos no sítio “http:\aldeao.no.sapo.pt”. Posteriormente...

‣ Gestão, inovação e empreendorismo nas pequenas e médias empresas em Portugal

Ferreira, Paulo Ricardo Furtado
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
58.057554%
O presente trabalho visa analisar a forma como as pequenas e médias empresas em Portugal atuam no que toca à sua gestão que para garantir a continuada sustentabilidade no mercado, a inovação levada a cabo, tendo em conta que é um fator que difere uma empresa da outra e por fim o empreendedorismo levado a cabo pelos mesmos. Neste contexto, a atenção será direcionada para as pequenas e médias empresas com atividade nacional e internacional, o intuito deste trabalho é verificar a capacidade das empresas conseguirem vingar no mercado em que se encontram através de todos os mecanismos que se encontram à sua disposição, investindo na investigação e desenvolvimento de capacidades dos seus recursos humanos através de formação contínua, tornando-os imprescindíveis para o crescimento da empresa. Outro aspeto a analisar é, até que ponto as pequenas e médias empresas podem contribuir para a melhoria da economia portuguesa, tendo em conta também o papel da banca no financiamento dos projetos das PME’s.; This study aims to examine how small and medium enterprises operating in Portugal in relation to their management that to ensure the continued sustainability in the market, innovation carried out, taking into account that it is a factor that a company differs from the other and finally entrepreneurship carried out by them. In this context...

‣ Outsourcing dos sistemas de informação e tecnologias de informação nas pequenas e médias empresas em Portugal

Marques, Bruno Miguel Godinho de Oliveira
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
58.697495%
O aumento da necessidade dos Sistemas de Informação e Tecnologias de Informação (SI/TI) nas micro, pequenas e médias empresas (PME) tem levado estas empresas a recorrer a entidades externas que disponibilizem um conjunto de serviços, com o intuito de ajustar e melhorar os seus resultados ao nível económico e/ou financeiro, tecnológico, de negócio e político. Este trabalho pretende caracterizar o outsourcing no domínio dos SI/TI realizado pelas PME portuguesas. Foi efetuada uma abordagem geral do tema, transmitindo uma perspetiva histórica e estratégica, bem como as motivações para a sua adoção e os riscos que estão associados ao outsourcing. Foi construído um questionário online direcionado às melhores PME em Portugal que utilizam o outsourcing no domínio dos SI/TI, como forma de se conseguir identificar e avaliar o grau de satisfação dos principais serviços contratados; identificar os contributos que estão associados, os fatores que levam as empresas a recorrer ao outsourcing no domínio dos SI/TI e, por fim, caracterizar os contratos. As principais conclusões revelam que as motivações tecnológicas e as económico-financeiras são as que estimulam as PME pela opção do outsourcing dos SI/TI, contribuindo para uma satisfação global das empresas quando recorrem a este tipo de contratação para os diversos serviços apresentados. Foi detetado que algumas motivações...

‣ Como emerge a auditoria interna nas pequenas e médias empresas em Portugal

Morais, M. Georgina da Costa Tamborino
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /11/2004 Português
Relevância na Pesquisa
58.157363%
A auditoria interna é um recurso cuja função básica é o apoio à gestão e a toda a organização, com crescente responsabilidade social, através de uma condução sistemática e disciplinada para avaliar e melhorar a eficácia dos processos de gestão de risco, controlo e governance. As pequenas e médias empresas, são determinantes na economia do país e a certificação da qualidade permite-lhes estabelecerem vantagens competitivas no mercado globalizado. A certificação da qualidade permite às empresas estabelecerem vantagens competitivas, necessitando de recursos adaptáveis, flexíveis, pro-activos, antecipativos, e competências adequadas. A auditoria interna é um requisito básico das normas da qualidade ISO1 com objectivo de supervisão do sistema da qualidade, que por si só é um sistema de controlo interno. Compete aos auditores internos avaliar o sistema de controlo interno com base no modelo do Internal control-Integrated Framework. O COSO2 conclui que especialmente as PME’s são as que mais necessitam de orientação no momento de avaliar e melhorar o seu sistema de controlo interno. Assim, constata-se um crescimento exponencial da auditoria interna, pelo significativo aumento de PME’s certificadas...

‣ O franchising como paradigma de crescimento das PME em Portugal

Carvalhosa, José Manuel Pinto
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
59.107607%
Mestrado em Controlo e Gestão dos Negócios; O tecido empresarial português assenta maioritariamente em organizações com características que se enquadram na categoria denominada de pequenas e médias empresas. Consequentemente gozam de enorme relevância e influência na economia nacional. O franchising teve origem nos Estados Unidos da América e começou a dar os primeiros passos no início do século passado. A introdução em Portugal deste conceito foi mais recente, final da década de oitenta do séc. XX, e desde então temos assistido ao seu crescimento, atingindo nos últimos anos uma posição relevante no panorama empresarial nacional. Este estudo tem o propósito de analisar a evolução do sistema de franchising no período de 2005 a 2009, nas vertentes do volume de negócios, número de unidades e emprego gerado, comparando-o com a performance obtida pela generalidade das PME que actuam em Portugal, no intuito de averiguar se pode ser considerado como um paradigma de crescimento para as PME. Para tal recorremos aos dados disponibilizados pelo Instituto Nacional de Estatística e pelo Instituto de Informação em Franchising. Da investigação efectuada verificamos que a performance obtida pelas entidades que operam em sistema de franchising foi muito superior à alcançada pela totalidade das PME...

‣ A Rentabilidade Financeira como Alavanca da Competitividade das PME em Portugal

Alarcão, Ana Sofia
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 03/04/2014 Português
Relevância na Pesquisa
88.95027%
O tecido empresarial português é constituído maioritariamente por Pequenas e Médias Empresas (PME). O estudo procura identificar as estratégias a adotar por parte das empresas para serem mais competitivas no mercado nacional e internacional. Assim, realizou-se uma breve caracterização do tecido empresarial português, onde foram referidos temas como a estrutura das PME, a Competitividade e as PME em Portugal. Posteriormente foi feita uma análise sobre o efeito patamar como alavanca da competitividade das empresas em Portugal.

‣ O Papel da Gestão de Tesouraria de Curto Prazo nas PME

Pires, Leonel
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 18/11/2013 Português
Relevância na Pesquisa
68.55797%
Atendendo à expressividade das PME em Portugal, e à pouca especificidade quanto ao funcionamento destas, realizou-se este estudo de caso, à Socingraf, empresa gráfica, com o objetivo de analisar as opções de tesouraria de curto prazo. Escolhida por aparentar ser um bom exemplo de uma empresa nacional, foi PME Líder até 2011. A dissertação é composta pelos enquadramentos metodológico e teórico, e por um estudo da empresa. Este estudo baseia-se numa análise dos documentos contabilísticos, rácios e outros métodos mais especializados, seguida de uma visão global das três entrevistas realizadas, concluindo com uma síntese das principais decisões do gestor a partir do segundo semestre de 2012. Desta forma, identificámos algumas das dificuldades com que a empresa se tem vindo a defrontar, os instrumentos financeiros de curto prazo mais utilizados, bem como algumas opções na gestão de tesouraria no que respeita a clientes e fornecedores. Tendo as decisões de tesouraria aparentado ser mais uma reação ao mercado, do que o resultado de uma estratégia de desenvolvimento da empresa, podemos concluir que, atendendo ao modelo de funcionamento nas pequenas empresas, existe grande dificuldade em conseguir planear com precisão e tomar decisões...

‣ Modelos de previsão de falências das pequenas e médias empresas em Portugal

Nobre, Ana Maria Botelho Daniel
Fonte: Universidade dos Açores Publicador: Universidade dos Açores
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 08/03/2013 Português
Relevância na Pesquisa
69.093145%
Dissertação de Mestrado em Ciências Económicas e Empresariais.; Numa altura em que o cenário nacional e internacional é marcado por uma crise económica e financeira, e em época de recessão do mercado e dificuldades económicas, o reflexo das Pequenas e Médias empresas (PME) em Portugal é imediato e como consequência atinge todos a que dela dependem, direta ou indiretamente. Diante desta realidade, é necessário precaver as empresas viáveis mas que estão com dificuldades económicas e financeiras. Esta dissertação tem como objetivo identificar, com antecedência as empresas mais propensas a se tornarem insolventes, propiciando a implementação de medidas corretivas em tempo hábil e uma alocação de recursos disponíveis para o seu acompanhamento direto. Visando alertar os empresários acerca dos indicadores económicos financeiros suscitáveis de insolvência como forma de possibilitar a preservação da atividade, quando esta se demonstrar técnica e economicamente viável. O estudo desenvolve um modelo estatístico (SARIMA) para a previsão de possíveis insolvências, assenta nos pilares de desempenho, competitividade e atratividade. Recorrendo a dados obtidos na página da internet do Banco de Portugal, a pesquisa é efetuada através de observações mensais PME portuguesa...

‣ Causas da produtividade em Portugal : um estudo sobre as perceções de empresários de PME´S portuguesas

Pereira, Pedro Miguel de Bragança Reis
Fonte: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas Publicador: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
58.910923%
Dissertação de Mestrado em Políticas de Desenvolvimento dos Recursos Humanos; A Produtividade constitui um dos indicadores mais relevantes do sistema económico de um país. Ao longo dos últimos anos, a evolução da Produtividade em Portugal tem-se caracterizado por valores muito abaixo da média Europeia. Compreender os fatores que se encontram na génese destes baixos índices de produtividade em Portugal é algo imperativo para melhorar os padrões da economia portuguesa. Para se encontrar algumas das causas deste fenómeno entendeu-se que o método “grounded theory” seria o mais adequado. Com base em entrevistas semi-estruturadas, recolheu-se o testemunho de empresários portugueses, cujas empresas se encontram ativas no mercado. Entendeu-se que o conjunto de perceções deveria ser obtido junto de pequenos e médios empresários, por se encontrarem na base do sistema económico. Deste modo, a presente investigação teve por objetivo definir, do ponto de vista dos empresários de PME´s portuguesas, as principais causas dos baixos níveis que a produtividade apresenta. Através da interpretação e análise das perceções expostas pelos empresários foi possível desenvolver um modelo teórico multifacetado que apresenta as causas que influenciam a produtividade em Portugal.; ABSTRACT Productivity is one of the most relevant indicators of the economic system of a country. Over the recent years...

‣ O impacto das tecnologias de informação nas PME em Portugal

Martins, Ricardo Nuno da Veiga
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 Português
Relevância na Pesquisa
79.36802%
Mestrado em Gestão / Classificação J.E.L: O33, O31; O mercado das Tecnologias de Informação (TI) apresenta-se actualmente para as PME como um quadro de grande dinâmica e oportunidades, sendo as Tecnologias de Informação (TI) encaradas como uma importante alavanca da produtividade e competitividade das empresas. Este trabalho tem como objecto de estudo a análise do modo como as Pequenas e Médias Empresas (PME) em Portugal utilizam e avaliam o impacto das TI na sua actividade. Pretende-se identificar que tipo de investimentos em TI são realizados pelas PME, conhecer os planos de investimento em TI das empresas para os próximos anos e compreender que impactos as Tecnologias de Informação proporcionam ao nível organizacional e competitivo das PME. Os resultados obtidos no inquérito realizado no âmbito deste trabalho, confirmam a tendência do aumento de investimento em TI feito pelas PME em Portugal e a preponderância que as aplicações empresariais têm vindo a ganhar no negócio das PME. Este estudo comprova que as Tecnologias de Informação são uma arma competitiva fundamental para as PME. O investimento feito em TI tem que ser focado em objectivos alinhados com a estratégia da organização, que permitam à empresa integrar os seus recursos e processos de negócio e aumentar a sua flexibilidade e agilidade. Uma insuficiência de recursos financeiros...

‣ AS PME em Portugal: reflexões e desafios

Fonseca, Ana Sofia Raimundo Pereira da
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
99.40164%
Mestrado em Gestão / JEL Classification System: M - Business Administration and Business Economics; M1 - Business Administration; M10 - General M - Business Administration and Business Economics; M2 - Business Economics; M20 - General; A presente dissertação “As PME em Portugal: Reflexões e Desafios” tem por objectivo analisar e apresentar os principais resultados obtidos de um extenso inquérito de âmbito nacional realizado em 2008 pelo ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa, em parceria com o IAPMEI – Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação, a uma amostra de 248 pequenas e médias empresas (PME) sobre os principais problemas e desafios enfrentados por essas empresas portuguesas. O segundo objectivo foi o de comparar os resultados obtidos pelo mesmo inquérito realizado em 1986 e observar que tipo de evolução se verificou nos últimos 20 anos, nomeadamente, apurar se os problemas se mantiveram ou se houve alteração dos mesmos. Em terceiro lugar, e porque Portugal é um Estado-Membro da União Europeia e porque as PME europeias, tal como em Portugal, são fornecedoras de oportunidades de emprego das comunidades locais e regionais, desempenhando um papel central na economia...

‣ Fusões e aquisições no seio das PME portuguesas

Guimarães, José Pedro Rocha
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
48.83864%
Mestrado em Finanças; As Fusões e Aquisições (F&A) constituem um instrumento de reestruturação de empresas, que correspondem normalmente a ações de combinações entre empresas. A sua ocorrência apesar de comum entre grandes empresas vem a revelar-se arredada das opções da generalidade dos empresários de pequenas e médias empresas (PME) portuguesas. No atual ambiente de negócios, a concentração de empresas poderá revelar-se um veículo crucial para as empresas adquirirem massa crítica por forma a alcançarem uma capacidade exportadora, que se pode revelar crítica para o seu crescimento e mesmo sobrevivência. A aquisição de massa crítica constitui assim uma das fortes motivações para a realização de operações de F&A no seio das PME. As PME nacionais, que se caracterizam pela sua reduzida dimensão e fraca abertura ao exterior, apresentam desde logo atributos favoráveis à realização de operações de F&A. Um dos grandes desafios que se coloca atualmente às PME consiste nos problemas de sucessão, em que dada a idade avançada de muitos dos empresários e falta de sucessores aparentes, a continuidade da empresa fica seriamente posta em causa. As condições económicas e de mercado constituem outra das forças impulsionadoras para a realização de operações...

‣ A importância das PME para a inovação

Fernandes, Silvia Brito
Fonte: Cieo - Research Centre for Spatial and Organizational Dynamics Publicador: Cieo - Research Centre for Spatial and Organizational Dynamics
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /06/2009 Português
Relevância na Pesquisa
48.98489%
A relação de poder do governo central sobre as diferentes regiões tem limitado a descentralização de recursos na gestão regional devido ao quadro de ausência de regionalização em Portugal. O presente capítulo procura avaliar a relação entre as actividades de inovação nas PME (pequenas e médias empresas) e as determinantes locais da sua performance inovadora considerando as regiões portuguesas por NUT II, os sectores mais dinâmicos identificados em cada região e os grupos de PME escolhidas nos sectores identificados (a fim de relacionar as suas práticas de inovação com o dinamismo dos mesmos). Até aos anos 70, eram sobretudo as grandes empresas consideradas como mais relevantes para o desenvolvimento económico, uma vez que as PME eram consideradas como tendo uma reduzida capacidade de inovação e impacto limitado no emprego e no produto. Contudo em meados dos anos 70, começou a notar-se a dinâmica no seio dos “distritos industriais” caracterizados por redes de PME a funcionarem cooperativamente. Em Portugal as PME têm vindo a crescer em número e têm contribuído para o aumento do índice de I&D (investigação e desenvolvimento). Os actores no quadro da inovação começam agora a compreender a importância das PME para a dinamização do meio envolvente...

‣ Inovação tecnológica nas PME e dinâmica regional em Portugal

Fernandes, Silvia Brito
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2004 Português
Relevância na Pesquisa
58.79954%
Tese de dout., Economia (Economia da Informação), Faculdade de Economia, Univ. do Algarve, 2004; A globalização tem estimulado novas relações espaciais e temporais que ganham uma dimensão crescente com o contributo das tecnologias de informação e comunicação. Estas transformações globais, por sua vez, repercutem-se nos sistemas locais de produção requerendo destes maiores níveis de competitividade. É fundamental aqui o papel das PME (Pequenas e Médias Empresas) pela sua flexibilidade e integração no meio local. Trata-se de um factor decisivo na propensão para instituir sistemas regionais de inovação que, utilizando as complementaridades locais, contribuem para o desenvolvimento das regiões. Em Portugal, as assimetrias regionais têm a ver, entre outros aspectos, com as variações de produtividade dos vários sectores. O presente trabalho procura analisar como tais variações se relacionam com a performance inovadora das PME. Assim, são comparados subsectores do comércio/serviços com a indústria, entre os mais dinâmicos, usando indicadores de produtividade regional a fim de relacionar o grau de inovação das suas PME com a dinâmica sectorial do contexto regional em que actuam. Derivam-se clusters compostos por empresas com determinados comportamentos inovadores...

‣ E-Learning: um factor dinâmico de sucesso em formação nas PME.

Carvalho, Joaquim Agostinho Duarte
Fonte: Universidade Portucalense Publicador: Universidade Portucalense
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
48.955166%
As Pequenas e Médias Empresas desempenham um papel central quer em Portugal quer na União Europeia, o que exige respostas económicas e de política social específicas no acesso à educação e à formação profissional contínua. O primeiro objectivo geral desta dissertação foi a promoção do uso das novas tecnologias e o recurso a abordagens de orientação e aconselhamento tendo em vista incrementar a qualidade da aprendizagem, pelo acesso a recursos e serviços de formação online, disponibilizando assim, ferramentas adequadas de formação e avaliação e do retorno do investimento do e-learning, dirigidas a PME. As PME têm exigências particulares e o e-learning apresenta-se como uma opção muito interessante e vantajosa quer em termos de aperfeiçoamento e melhoria de competências, através do uso de cenários reais de aprendizagem e de contextos de auto-aprendizagem, quer em termos de resultados empresariais mais competitivos, ao reduzir custos e ao promover níveis mais elevados de interacção e colaboração entre os trabalhadores. As associações empresariais e outras entidades de base cooperativa podiam e deviam ser poderosos fornecedores de (in)formação e, quando combinados com os parceiros tecnológicos adequados...

‣ Análise das políticas públicas direccionadas às PME - um olhar sobre o QREN

Machado, Maria Joana de Morais Pinto Teles
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
48.966777%
O presente trabalho tem por base um Estágio feito numa empresa de Consultoria de Gestão, e a principal actividade em que estive envolvida foi na preparação de concursos para o QREN. Este trabalho tem como objectivo compreender as políticas públicas direccionadas às empresas, com especial ênfase para as PME. Apesar de não haver consenso na literatura académica, muitos autores referem as PME como as grandes geradoras de emprego, com uma grande capacidade de inovação e uma forte resistência aos choques exógenos, comportando-se de forma contra cíclica no que concerne ao mercado de trabalho. Existem falhas de mercado inerentes a este tipo de empresas; a informação é assimétrica e estamos na presença de externalidades, o Estado deve então intervir na economia sempre e quando os benefícios sociais são superiores aos benefícios privados, tentando minimizar as falhas de mercados, sendo que toda a sociedade beneficia com isto. O actual programa de ajuda às empresas que assistimos em Portugal provém dos Fundos Estruturais Comunitários, o QREN, e está programado no sentido de colmatar as falhas de mercado. Neste trabalho é analisado o funcionamento do QREN, tanto a nível de programas, prioridades estratégicas, orçamento...

‣ Nyse alternext : financiamento de PME através do mercado de capitais

Almeida, Pedro Ferreira
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
58.79046%
Os últimos anos da economia mundial foram pautados por uma recessão económica, consequência das recentes crises do subprime e da dívida soberana. Neste contexto, muito contribuíram as instituições financeiras que, suportadas pelos governos para sobreviverem às crises, congelaram a concessão de crédito. Não ficando indiferente a este panorama, a economia nacional acompanhou a tendência negativa, refletindo-se numa enorme dificuldade do tecido empresarial (maioritariamente composto por PME) em conseguir financiar as suas atividades para sustentar um crescimento contínuo, que, seguindo o paradigma europeu, assentava essencialmente no crédito bancário, levando-as a uma forte descapitalização. Urge, neste sentido, a necessidade em adotar uma política de financiamento que privilegie fontes de capital próprio, surgindo o mercado de capitais como uma solução, em especial, o segmento de mercado da bolsa criado especificamente para PME, o NYSE Alternext. Este trabalho apresenta um enquadramento das PME em Portugal e o impacto da crise na estrutura de financiamento destas. Alerta, ainda, para a importância do capital de risco no desenvolvimento do mercado de capitais dando um enfoque especial ao NYSE Alternext. Sendo um dos motes deste trabalho o objetivo do Grupo HM Consultores tornar-se Listing Sponsor no NYSE Alternext Lisbon...

‣ Determinantes da estrutura de capitais das PME's em Portugal: a relevância do sector de actividade

Melo, Cristina
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
57.97169%
Neste trabalho procuramos encontrar os determinantes da estrutura de capitais das PME’s em Portugal, através do estudo de hipóteses já testadas em estudos anteriores, em especial no que se refere à importância do sector de actividade1 como determinante dessa estrutura. Um aspecto particular que se pretende captar é a questão do crescimento e investimento que, frequentemente, aparece associado à inovação tecnológica. Procura-se também analisar se a teoria existente sobre estrutura de capitais, desenvolvida com base nas grandes empresas, se aplica à realidade das PME’s portuguesas. Deste modo, utilizando dados em painel, para o período entre 2006 e 2008, é analisada uma amostra das PME’s portuguesas, dados agregados por sector, de modo a poder confirmar, ou não, os resultados de estudos anteriores. Os resultados indicam que o sector de actividade é um determinante da estrutura de capitais das PME’s. Foi verificada uma relação positiva do endividamento de curto prazo com o crescimento e com a inovação e do endividamento de médio e longo prazo com a proporção de activos fixos e com a dimensão. Por sua vez o endividamento de curto prazo apresentou uma relação negativa com a proporção de activos fixos e a dimensão enquanto no caso do endividamento de médio e longo prazo a relação negativa foi verificada com a rendibilidade e o risco; ABSTRACT: In this work we try to identify the determinants of the capital structure of the SME’s in Portugal...

‣ Evolução das políticas públicas de apoio as PME, em Portugal

Baptista, Paulo de Gouveia
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
69.08839%
Mestrado em Gestão e Estratégia Industrial; No contexto de turbulência económica vivenciado atualmente, ganha ainda mais sentido falar na eficiente afetação dos recursos que, por si, se apresentam escassos. Esta preocupação, transversal a muitas áreas, ganha particular relevo no âmbito das políticas públicas, uma vez que a má ou débil administração dos recursos económicos poderá penalizar a competitividade global de um País, além de afetar inúmeros particulares. É pois esperado que estes recursos sejam eficientemente aplicados tendo em conta as necessidades reais e específicas de cada país. Centrando-se nas PME, o presente trabalho procura verificar se este particular grupo de empresas conseguiu conquistar, ao longo dos anos, o seu merecido lugar de destaque no âmbito dos programas de apoio implementados em Portugal, bem como averiguar de que forma a visão dos policy makers, sobre as mesmas, tem vindo a evoluir. Para tal, esta investigação qualitativa, realizada através da análise de produtos escritos, recai sobre os principais resultados de três programas implementados em Portugal (PEDIP, PRIME e QREN), alcançando algumas considerações relativamente ao rumo que a aplicação de tais políticas poderão vir a ter futuramente em Portugal...

‣ A auditoria das Pequenas e Médias Empresas em Portugal: presente e futuro

Branco, Neuza Cristiana Faustino
Fonte: Instituto Politécnico do Porto Publicador: Instituto Politécnico do Porto
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 Português
Relevância na Pesquisa
59.004653%
Dissertação de Mestrado apresentado ao Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto para a obtenção do grau de Mestre em Auditoria sob orientação de Adalmiro Álvaro Malheiro de Castro Andrade Pereira; A Comissão Europeia (CE) publica o “Livro Verde: Política de auditoria: as lições da crise”, no ano de 2010, onde são tratados alguns pontos importantes para a auditoria, no que respeita ao papel do auditor, a supervisão, a simplificação de Pequenas e Médias Empresas (PME) e de Pequenas e Médias Sociedades de Auditoria (SMP) entre outros. Após a publicação da CE, a certificação legal das contas para PME foi colocada em causa. Desta forma, a CE propõe três caminhos a seguir, no que toca, ao desencorajamento da revisão legal de contas às PME, a criação de um novo tipo de revisão legal tendo em conta as características das PME e a criação de um “porto seguro”. Assim, as auditorias às PME passariam a ser na vertente de “auditoria limitada”, para que os revisores executassem procedimentos limitados. Neste trabalho apresenta-se um estudo de caso, sobre a influência da auditoria na viabilidade das PME em Portugal, com uma amostra de 62 empresas, sociedades anónimas, do setor comércio...