Página 1 dos resultados de 178 itens digitais encontrados em 0.152 segundos

‣ Proposta de um ambiente cooperativo suportado por computador para participação de pequenas e médias empresas em organizações virtuais. ; Proposal of a co-operative environment supported by computer for the participation of small and medium enterprises in virtual organisations.

Mundim, Ana Paula Freitas
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/06/1999 Português
Relevância na Pesquisa
151.964%
Diversos fatores levam ao crescimento do número de cooperações entre empresas. Dentre estes podem ser destacados: o rápido desenvolvimento de novas tecnologias de informação e a tendência das empresas concentrarem-se em suas competências essenciais, procurando tornarem-se ágeis para sobreviverem no competitivo mercado atual. Neste cenário, Empresas Virtuais (EVs) constituem uma apropriada alternativa e vantagem competitiva para Pequenas e Médias Empresas (PMEs). EVs podem ser formadas dentro de Organizações Virtuais (OVs), que são redes de potenciais parceiros (empresas). Entretanto, através de uma utilização sistemática de modernas tecnologias de informação, as EVs se tornam mais viáveis economicamente, devido a uma significativa redução nos custos de transação. Diante desta alternativa, propõe-se um ambiente cooperativo suportado por computador que possibilite e otimize a participação de PMEs em OVs. Como ambiente entende-se aqui as soluções técnicas de suporte computacional (ou infra-estrutura de informação), que devem apoiar a participação de PMEs nos processos de trabalho cooperativo do ambiente distribuído de uma OV. As questões humanas e organizacionais que as PMEs devem atender para participarem em OVs são...

‣ Implementação de ERP em pequenas e médias empresas: estudo de caso em empresa do setor da construção civil; ERP implementation in small and medium size businesses: case study in a enterprise construction sector

Valente, Nelma Terezinha Zubek
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/12/2004 Português
Relevância na Pesquisa
162.07801%
Os sistemas integrados de gestão, originalmente conhecidos como ERP (Enterprise Resource Planning), provocam grandes impactos nas organizações em que são implementados. Os efeitos, tanto de natureza positiva em termos de benefícios, contribuições e vantagens que o sistema pode proporcionar, quanto negativos, no que se refere às dificuldades, barreiras e problemas enfrentados na implementação do sistema, assim como os desafios que se impõem com a adoção e uso do ERP, têm sido discutidos em diferentes estudos. No entanto, grande parte das pesquisas que tratam dos efeitos e impactos decorrentes da adoção dos sistemas ERP tem focado os processos e resultados de implementações realizadas em empresas de grande porte, apesar da participação crescente das pequenas e médias empresas (PMEs) na aquisição desse tipo de sistema. Considerando as características específicas e diferenciadas das PMEs em relação às empresas de grande porte, o crescente interesse dos fornecedores de ERP nesse segmento de empresas e o aumento da participação do segmento das PMEs na aquisição de sistemas integrados de gestão, este estudo foi conduzido com o propósito de responder à seguinte questão: Como se desenvolve o processo de implementação de ERP em PMEs? Utilizando a estratégia de pesquisa estudo de caso...

‣ Análise dos fatores de desempenho de aglomerados de pequenas e médias empresas de base tecnológica: um estudo de casos múltiplos no Estado de São Paulo; Analysis the factors for clusters of small and medium sized technology-based enterprises: a study of multiple cases

Delbem, Aline Bellintani Calligaris
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/09/2009 Português
Relevância na Pesquisa
152.03142%
A literatura especializada em aglomerados de pequenas e médias empresas (PMEs) aponta que a realização de ações conjuntas entre empresas pode gerar vantagens competitivas, auxiliar na obtenção de especialistas em competências específicas, além de outros benefícios. Nesse sentido, estudos nessa área têm identificado aspectos importantes envolvendo temas como tipologia, governança, estágios evolutivos, eficiência coletiva, economias externas, cooperação, competição. Esses estudos, no entanto, não realizam uma análise comparativa a respeito da interferência de determinados fatores em um desempenho de sucesso de empresas de aglomerados de PMEs de base tecnológica. Com o objetivo de identificar os principais que podem interferir significativamente no desempenho desse tipo de aglomerado foi realizado um estudo de casos múltiplos envolvendo empresas de três aglomerados de PMEs de base tecnológica brasileiros do interior do Estado de São Paulo, situados em importantes pólos tecnológicos localizados nas cidades de Campinas, São Carlos e São José dos Campos. Inicialmente foi realizado um levantamento bibliográfico sobre os fatores que influenciam um desempenho de PMEs em aglomerados de empresas de um modo geral. Com base nesses dados foi elaborado um roteiro de pesquisa para ser aplicado nas entrevistas realizadas nas empresas. Os dados coletados em campo foram analisados com o auxílio do software Qualitative Solutions and Research que possibilita a inserção e análise de dados qualitativos. Com base nos resultados obtidos...

‣ Indicadores de mensuração de desempenho em pequenas e médias empresas (PMEs): estudo no setor calçadista de Santa Catarina; Indicators of performance measurement in small and medium enterprises (SMEs): a study in the shoe sector de Santa Catarina

Souza, Antonia Egidia de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/09/2011 Português
Relevância na Pesquisa
162.55827%
Para competir em um mercado global as organizações precisam, além de formular e implementar estratégias, adotar ferramentas de gestão para monitorar e controlar o desempenho do negócio e comunicar suas ações junto aos seus stakeholders. Diante disso, nos últimos 20 anos, os pesquisadores passaram a examinar e propor sistemas de mensuração de desempenho, considerando os parâmetros financeiros e não financeiros, para auxiliar os gestores na implemtação de planejamento estratégico, na tomada de decisão e no controle das ações. Mas, causa surpresa, os poucos trabalhos dirigidos às Pequenas e Médias Empresas (PMEs), sobre esse tema. Sabe-se que as PMEs têm características organizacionais e de desempenho que as tornam diferentes das grandes empresas, porém não se pode negligenciar o importante papel dos sistemas de mensuração de desempenho para qualquer tipo de empresa ou forma de gestão. Com isso em mente, a intenção desta tese foi responder a duas perguntas importantes, a saber: as Pequenas e Médias Empresas (PMEs) empregam indicadores de mensuração de desempenho? As características organizacionais influenciam no emprego de indicadores de mensuração de desempenho? As questões principais podem ser subdivididas nos seguintes questionamentos: Quais tipos de indicadores de desempenho são adotados pelas PMEs? Os indicadores são financeiros ou não financeiros? Quais dimensões não financeiras dos sistemas de mensuração de desempenho são aplicadas nas PMEs? Quais as motivações para empregar medidas de desempenho? Empresas que adotam práticas de gestão estratégicas e de pessoas...

‣ Ciclo de vida organizacional e artefatos de contabilidade gerencial: uma investigação nas 250 pequenas e médias empresas que mais cresceram no Brasil entre 2008 e 2010; Life cycle and management tools: an investigation in the 250 small and medium companies that most grew in brazil between 2008 and 2010

Valeriano, Carlos Eduardo Braz
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/02/2013 Português
Relevância na Pesquisa
152.245205%
Este trabalho tem por objetivo ampliar o conhecimento sobre as teorias de ciclo de vida e de Contabilidade Gerencial investigando a relação existente entre o estágio do ciclo de vida organizacional e os artefatos da Contabilidade Gerencial adotados pelas Pequenas e Médias Empresas (PMEs) que mais cresceram no Brasil entre 2008 e 2010, sendo esta não muito explorada em pesquisas e literatura, contribuindo, deste modo, para um melhor entendimento dos problemas enfrentados pelas PMEs, uma vez que a estas empresas possuem grande relevância na economia e na sociedade Brasileira. Para tanto, foi realizado um estudo envolvendo 37 PMEs, dentre as 250 PMES que mais cresceram no Brasil entre 2008 e 2010, por meio de questionário eletrônico enviado durante o mês de Setembro de 2012 que tinha como objetivo investigar a relação existente entre o estágio do ciclo de vida organizacional e os artefatos de Contabilidade Gerencial adotados pelas 250 PMEs. Sendo uma pesquisa descritiva e quantitativa o tratamento estatístico dos dados foi submetido ao teste de Qui- Quadrado para independência. No que diz respeito aos resultados da pesquisa, foi constatado que, das 37 organizações pesquisadas, 26 estavam no estágio nascimento, oito no estágio crescimento...

‣ Fatores determinantes do desempenho de pequenas e médias empresas da região centro-sul do estado do Paraná; Determinants factors of the performance of small and medium enterprises in center-south state of Paraná.

Raifur, Léo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
152.02681%
Pequenas e médias empresas (PMEs) cumprem um importante papel no desenvolvimento econômico e social das nações: geram riquezas, empregos e produzem inovação. Empresas como Apple® e Microsoft®, maiores do mundo na atualidade, já figuraram na dimensão dessas empresas. Entretanto, compreender a dinâmica desse universo empresarial tem se revelado um desafio para a pesquisa acadêmica. No contexto mundial constata-se que em torno de 25% das empresas nascentes sobrevivem menos de dois anos e, em torno de 50%, menos de cinco. O objetivo desta Tese consistiu em identificar e testar os fatores que determinam a sobrevivência e o desempenho de PMEs. A amostra foi formada por 410 empresas da região centro-sul do Estado do Paraná, sendo 74 empresas inativas (não sobreviventes) e 336 ativas (sobreviventes). A medida de desempenho resultou de oito indicadores, e foi testada sob três modalidades: a) sobrevivência versus não sobrevivência; b) grupos: não sobreviventes, sobrevivência marginal e alto desempenho, e; c) desempenho como variável contínua. As variáveis independentes foram distribuídas em oito dimensões: capital humano, capital social, características gerenciais, condições do ambiente, características organizacionais...

‣ Fatores que influenciam a performance de redes de pequenas e médias empresas

Lagemann, Letícia
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
141.56916%
A formação de redes de empresas tornou-se uma alternativa plausível para as empresas que possuem limitações de recursos, como as pequenas e médias empresas (PMEs). Entretanto, o gerenciamento das redes, por sua vez, é complexo e possui riscos referentes ao relacionamento e formação de interdependência entre empresas, o que torna a taxa de mortalidade dessas redes expressiva. Para diminuir essa taxa de mortalidade, é importante identificar quais os fatores que podem afetar a performance dessas redes, permitindo aos participantes de redes maior conhecimento sobre essa alternativa estratégica. Realizou-se, portanto, esta pesquisa, com o propósito de identificação desses fatores e verificação percepção de importância dos mesmos nas redes de PMEs do Rio Grande do Sul, estimuladas pela SEDAI ou SEBRAE. Após revisão de literatura e fase qualitativa, 55 fatores que podem afetar a performance das redes, vinculados a 10 fatores críticos de sucesso foram identificados. Além dos fatores, identificou-se 18 indicadores para medida de performance das redes. Aplicou-se, então, uma survey, que questionou a importância e a satisfação quanto aos indicadores de performance e a importância dada aos fatores previamente identificados. A amostra final estudada constou de respostas de 49 participantes de 20 redes de empresas do Rio Grande do Sul...

‣ Proposta de sistemática informatizada de custeio para apoio à decisão em pequenas e médias empresas industriais

Dorneles, Fabiane Teixeira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
141.69927%
Atualmente, as empresas estão expostas a uma crescente competiçao global. Neste cenário, as informações gerenciais são fundamentais para auxiliar tomada de decisões precisas e eficientes. Este trabalho propõe uma sistemática informatizada de custeio adaptada ao contexto organizacional das pequenas e médias empresas (PMEs) industriais. O desenvolvimento desta sistemática ocorreu a partir da identificação das suas necessidades de informação e da análise dos principais métodos de custeio neste tipo de organização. Para testar esta sistemática de custeio foram realizadas aplicações pilotos em três PMEs industriais. Destaca-se como resultado deste trabalho a validação de uma sistemática informatizada de custeio, através da qual os gestores das PMES industriais poderão calcular o custo dos produtos, formar o preço de venda dos mesmos e medir diversos indicadores econômico-financeiros de suas empresas.

‣ Fatores de sucesso na internacionalização ativa de pequenas e médias empresas de software : estudo de casos do Brasil e da França

Galimberti, Maurício Floriano
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
141.91889%
A internacionalização de pequenas e médias empresas (PMEs) de software é crescente em diversas regiões do globo, mas as teorias e modelos de internacionalização têm mostrado limitações em explicar o sucesso destes tipos de PMEs em mercados internacionais. A grande maioria dos estudos sobre internacionalização está focada em corporações multinacionais, o que motiva o aprofundamento da investigação sobre internacionalização de PMEs de produtos e/ou serviços inovativos ou de alta tecnologia, denominada de internacionalização ativa. O objetivo central deste trabalho é pesquisar quais são os fatores que contribuem para que PMEs de software entrem e mantenham-se no mercado internacional. Para alcançar este objetivo foi proposto um modelo com as variáveis que influenciam a internacionalização ativa e foram coletados dados junto ao setor de software do Brasil, como país em desenvolvimento, ou não-central, e da França enquanto um país central tecnologicamente. A pesquisa foi conduzida pelo método de estudo de casos, com três empresas de cada país. A internacionalização é tratada como entrada ou acesso a mercados internacionais, desde que "ativa", e independentemente da estratégia adotada para acesso. A análise dos diferentes modelos e teorias contemporâneos...

‣ Pequenas e médias empresas como patrocinadoras de planos previdenciais em entidades fechadas de previdência complementar

Cardoso,Sérgio; Capelo Júnior,Emílio; Chagas,Dimitri Mendonça Spinelli; Rocha,Alane S.; Batista,Paulo César de Souza
Fonte: Universidade de São Paulo, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Contabilidade e Atuária Publicador: Universidade de São Paulo, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Contabilidade e Atuária
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 Português
Relevância na Pesquisa
151.29201%
Este artigo tem como objetivo quantificar o carregamento de contingência sobre as Provisões Matemáticas de Entidades Fechadas de Previdência Complementar - EFPCs, para entidades de diferentes portes, demonstrando, assim, a influência da variável "número de participantes" no nível de carregamento de contingência estipulado. Através de estudo exploratório, com pesquisas bibliográfica e experimental, foram determinadas as taxas de carregamento de contingência para diferentes arranjos previdenciários. Os resultados mostraram que as taxas de carregamento das obrigações das EFPCs são decrescentes com o aumento do tamanho do grupo de seus participantes, considerando-se cada nível de solvência estudado. Constatou-se, ainda, que a necessidade de elevadas taxas de contingência dificultam a constituição de planos em EFPCs por Pequenas e Médias Empresas - PMEs. Por fim, são apresentadas sugestões e alternativas para que as PMEs possam patrocinar planos de previdência em EFPCs: aprimorar, incentivar e difundir arranjos previdenciais flexíveis, operados por EFPCs multipatrocinadas, que recepcionem empregados de distintas origens laborais e de diferentes necessidades previdenciais.

‣ Convergência de fato ou de direito? A influência do sistema jurídico na aceitação das normas internacionais para pequenas e médias empresas

Carmo,Carlos Henrique Silva do; Ribeiro,Alex Mussoi; Carvalho,Luiz Nelson Guedes de
Fonte: Universidade de São Paulo, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Contabilidade e Atuária Publicador: Universidade de São Paulo, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Contabilidade e Atuária
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
141.67128%
Para uma norma contábil ser eficaz no cumprimento do seu objetivo ela deve ser aceita no meio social. Esta pesquisa investiga o impacto do sistema jurídico na aceitação das normas internacionais, objetivando verificar se o ambiente jurídico (Common Law e Code Law) influencia a opinião das partes interessadas no processo contábil em relação à norma para Pequenas e Médias Empresas (PME). A utilização da norma para PMEs ressalta, ainda mais, a relevância dos resultados obtidos, pois ela irá afetar a rotina contábil da maioria das empresas existentes nos países que estão adotando ou pretendem adotar as normas internacionais e não apenas as grandes corporações de capital aberto. Os dados foram coletados das opiniões sobre 4 perguntas utilizadas pelo IASB no seu Discussion Paper de criação da norma para PMEs. Os respondentes foram classificados de acordo com o sistema jurídico dos seus países de origem e conforme a entidade ou classe que representavam. Os achados da pesquisa indicam que não existem diferenças significativas entre as respostas aos questionamentos do IASB com base no sistema jurídico de origem do respondente e nem diferenças significativas nas respostas levando em conta diferentes categorias de respondentes. A inferência que pode ser tirada desta pesquisa é que...

‣ Gestão ambiental e estratégia empresarial em pequenas e médias empresas: um estudo comparativo de casos

Martins,Paulo Sérgio; Escrivão Filho,Edmundo; Nagano,Marcelo Seido
Fonte: Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental - ABES Publicador: Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental - ABES
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2015 Português
Relevância na Pesquisa
151.76221%
Nas últimas duas décadas, empresários e acadêmicos da área de gestão têm lidado com indagações sobre como e por que as empresas deveriam integrar a temática ambiental na tomada de decisões estratégicas. Assim, a preocupação com a questão ambiental tem feito com que empresas de todos os portes repensem as suas relações com o meio ambiente. Este artigo objetivou verificar se as atividades de gestão ambiental em pequenas e médias empresas (PMEs) do segmento metal-mecânico da região centro-paulista estão em consonância com suas estratégias empresariais. Para tanto, foi realizado um estudo de casos coletivos em quatro empresas desse segmento empresarial. Os dados foram analisados por meio da técnica de análise de conteúdo indutiva. Os resultados revelaram a existência de PMEs fortemente engajadas com a gestão ambiental e práticas ambientais alinhadas com suas estratégias, contrariando o pessimismo da literatura. Além do mais, a pesquisa evidenciou que a característica da formalidade, entendida como registro e horizonte do planejamento estratégico, manteve relação contraditória com a adoção de gestão ambiental proativa nas PMEs estudadas.

‣ Um estudo do nível de implantação das normas brasileiras de contabilidade em pequenas e médias empresas nos escritórios contábeis de Goiânia

Moreira, Danilo de Pina
Fonte: Universidade Federal de Goiás; brasil; UFG; Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Economia (RG); Ciências Contábeis (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; brasil; UFG; Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Economia (RG); Ciências Contábeis (RG)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Português
Relevância na Pesquisa
141.58236%
Com o objetivo de adequar a contabilidade das PMEs às normas internacionais, em 2009 foi criada a NBC TG 1000 – Contabilidade para Pequenas e Médias Empresas. Estudos em algumas cidades do Brasil apontam que o nível de adoção à norma em vigor desde 2010, ainda é baixo e que muitos profissionais contábeis ainda não tem um conhecimento pleno das exigências da NBC TG 1000. Dessa premissa surgiu a necessidade de investigar o processo de adoção da NBC TG 1000 nos escritórios contábeis de Goiânia, visto que o perfil empresarial da cidade é composto quase em sua totalidade por PMEs. O presente estudo identificou que foi necessária a capacitação dos funcionários dos escritórios para a aplicação da norma e que uma porcentagem considerável de escritórios contábeis de Goiânia ainda não aplicam a NBC TG 1000, mesmo a norma sendo obrigatória desde 2010 para a contabilidade das PMEs. Também foi verificado que a maioria dos contabilistas considera a NBC TG 1000 como positiva, pois a sua aplicação aumentou a qualidade dos serviços prestados. A pesquisa se caracterizou como exploratória e descritiva, através de estudo bibliográfico acerca do tema e de levantamento através de aplicação de questionário para os responsáveis pelos escritórios contábeis de Goiânia.

‣ As pequenas e médias empresas (PMES) e a convergência das normas contábeis ao padrão internacional: uma abordagem geral

Peruch, Fernanda Pagnan
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso - TCC
Português
Relevância na Pesquisa
141.45175%
Trabalho de Conclusão de Curso, apresentado para obtenção do grau de Bacharel no Curso de Ciências Contábeis da Universidade do Extremo Sul Catarinense, UNESC.; Cada vez mais as organizações precisam gerenciar seus recursos com maior agilidade e eficiência, caso desejem continuar a atuar no mercado. Executar todas as atividades e processos que movimentam esses recursos é uma tarefa que exige elevado número de informações. Para se chegar a um sistema que atenda todas as necessidades de informação de uma determinada organização, muito trabalho precisa ser realizado, especialmente as pequenas e médias empresas que de forma geral tem os subsídios informacionais pouco estruturados. Diante deste cenário a Contabilidade é uma grande aliada aos gestores das instituições empresariais desse porte, proporcionando-os um conjunto de dados capaz de subsidiar seus processos decisionais. Todavia, nos últimos anos, essa Ciência sofreu a convergência das normas contábeis brasileiras ao padrão internacional, acontecimento esse que teve como intuito a conformidade dos demonstrativos contábeis em termos mundiais tornando-os mais transparentes, confiáveis e de fácil comparação a todo e qualquer usuário dessa informação. O processo de padronização das normas contábeis internacionais teve regulamentação por órgãos globais...

‣ Além da informalidade: entendendo como os fiscais e agentes de desenvolvimento promovem a formalização o crescimento de pequenas e médias empresas; Texto para Discussão (TD) 1353: Além da informalidade: entendendo como os fiscais e agentes de desenvolvimento promovem a formalização o crescimento de pequenas e médias empresas; Besides informality: understanding how fiscal and development agents promote the formalization growth of small and medium enterprises

Almeida, Mansueto
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
141.41925%
Na maioria dos países em desenvolvimento, o número de pequenas e médias empresas (PMEs) no setor informal tem crescido continuamente na última década em conseqüência do excesso de regulação e da crescente concorrência internacional. Hoje, nesses locais, o grande desafio para formuladores de políticas e agentes de desenvolvimento é conciliar o crescimento econômico com as normas legais. Por um lado, tanto o governo quanto os agentes não-governamentais argumentam que o crescimento econômico de pequenas empresas é importante para aumentar o emprego e reduzir a pobreza, e que assim essas firmas devem ser isentas de várias normas legais. Por outro lado, alguns governos restringem o trabalho dos encarregados por lei de fiscalizar as micros, pequenas e médias empresas, por receio de serem acusados de impedir o desenvolvimento local, quando essas empresas não conseguem arcar com os custos gerados pelo cumprimento das normas. Embora não exista uma solução simples para esse dilema, acreditamos que ela se encontra entre esses extremos. Este artigo mostra como o governo teve sucesso na promoção do crescimento de empresas, atuando em conformidade com a lei, em três arranjos produtivos locais (APLs), famosos pelo não cumprimento da legislação fiscal...

‣ SUPERAÇÃO DAS BARREIRAS TÉCNICAS AO COMÉRCIO INTERNACIONAL PELAS PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA – A EXPORTAÇÃO DE PRODUTOS ELETROMÉDICOS PARA A UNIÃO EUROPÉIA DOI: 10.5585/rai.v5i1.131; OVERCOMING TECHNICAL BARRIERS TO INTERNATIONAL TRADE BY THE SMALL AND MEDIUM TECHNOLOGICAL BASED COMPANIES – THE CASE OF MEDICAL DEVICES EXPORTATION TO EUROPEAN COMMUNITY

D'Elia, Marco Antonio Grecco; Zouain, Desirée Moraes
Fonte: Universidade de São Paulo. Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 04/09/2008 Português
Relevância na Pesquisa
141.396045%
Com a redução das barreiras tarifárias ao comércio internacional, as normas técnicas, regulamentos técnicos e procedimentos de avaliação da conformidade vêm se tornando importantes mecanismos protecionistas e de restrição ao comércio. Este artigo, que resulta de uma pesquisa de mestrado, discute essas questões, tendo como foco principal a exportação para a União Européia dos equipamentos eletromédicos produzidos por PMEs – Pequenas e Médias Empresas – brasileiras. Busca-se identificar e comparar as normas técnicas, os regulamentos e os mecanismos de avaliação da conformidade para os dispositivos eletromédicos praticados na União Européia, e os vigentes no Brasil. É desenvolvida uma pesquisa junto a PMEs fabricantes de dispositivos eletromédicos e exportadores para a União Européia, com o intuito de identificar as dificuldades encontradas, as formas de superação e os apoios recebidos. Conclui-se que não existem propriamente barreiras técnicas e que as dificuldades enfrentadas pelas empresas podem ser superadas com a participação nos fóruns de normalização, apoio técnico dos institutos tecnológicos, apoio financeiro das agências governamentais de fomento e investimentos em pesquisa, desenvolvimento e inovação.; Considering the reduction of the tax barriers to international trade...

‣ Financiamento de pequenas e médias empresas vs grandes empresas : evolução da dívida a instituições financeiras

Oliveira, Mónica Filipa Pérola de Azevedo Tarrinho de
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
162.06177%
Mestrado em Ciências Empresariais; Vários são os autores que defendem que as Pequenas e Médias Empresas (PMEs) recorrem à dívida a instituições financeiras de forma diferente das Grandes Empresas (GEs). O presente trabalho pretende averiguar a evolução da dívida a estas instituições por parte das PMEs e das GEs, tentando justificar as diferenças existentes. Para o efeito, foram utilizadas variáveis que definem os níveis de dívida às instituições financeiras e o nível de activos e de investimento destas empresas, reportando ao período entre 1996 e 2005, sendo posteriormente realizada a devida análise estatística. Os resultados obtidos comprovam as diferenças existentes entre as PMEs e as GEs no recurso à dívida a instituições financeiras, sendo que, as PMEs se endividam para financiarem os seus activos e os seus investimentos, ao passo que nas GEs não se verifica a mesma situação.; Several are the authors that defend that Small and Medium Enterprises (SMEs) appeal to the debt to financial institutions in a different way from Big Enterprises (BEs). The present work pretends to investigate the debt evolution to these institutions by the SMEs and by BEs trying to justify the existent differences. For that...

‣ Convergência de fato ou de direito? A influência do sistema jurídico na aceitação das normas internacionais para pequenas e médias empresas; Convergence de facto ou de jure? The influence of the legal system on the acceptance of international financial reporting standards for small and medium-sized entities

Carmo, Carlos Henrique Silva do; Ribeiro, Alex Mussoi; Carvalho, Luiz Nelson Guedes de
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
141.66747%
Para uma norma contábil ser eficaz no cumprimento do seu objetivo ela deve ser aceita no meio social. Esta pesquisa investiga o impacto do sistema jurídico na aceitação das normas internacionais, objetivando verificar se o ambiente jurídico (Common Law e Code Law) influencia a opinião das partes interessadas no processo contábil em relação à norma para Pequenas e Médias Empresas (PME). A utilização da norma para PMEs ressalta, ainda mais, a relevância dos resultados obtidos, pois ela irá afetar a rotina contábil da maioria das empresas existentes nos países que estão adotando ou pretendem adotar as normas internacionais e não apenas as grandes corporações de capital aberto. Os dados foram coletados das opiniões sobre 4 perguntas utilizadas pelo IASB no seu Discussion Paper de criação da norma para PMEs. Os respondentes foram classificados de acordo com o sistema jurídico dos seus países de origem e conforme a entidade ou classe que representavam. Os achados da pesquisa indicam que não existem diferenças significativas entre as respostas aos questionamentos do IASB com base no sistema jurídico de origem do respondente e nem diferenças significativas nas respostas levando em conta diferentes categorias de respondentes. A inferência que pode ser tirada desta pesquisa é que...

‣ Indicadores de desempenho em pequenas e médias empresas

Souza, Antonia Egidia; Universidade do Vale do Itajaí; Correa, Hamilton Luiz; Universidade de São Paulo
Fonte: Universidade Federal Fluminense Publicador: Universidade Federal Fluminense
Tipo: Avaliado pelos pares Formato: application/pdf
Publicado em 30/09/2014 Português
Relevância na Pesquisa
141.45513%
As PMEs têm características organizacionais e de desempenho que as tornam diferentes das grandes empresas, porém nao se pode negligenciar o importante papel dos sistemas de mensuração de desempenho para qualquer tipo de empresa ou forma de gestão. Com isso em mente, a intenção deste artigo foi responder a duas perguntas importantes: as Pequenas e Médias Empresas (PMEs) empregam indicadores de mensuração de desempenho? As características organizacionais influenciam no emprego de indicadores de mensuração de desempenho? Para melhor responder essas questões aplicou-se uma pesquisa de campo com uma amostra  não probabilística por conveniência com 87 empresas do setor calçadista de Santa Catarina. O método privilegiado foi o quantitativo e na análise dos dados aplicou-se técnicas estatisticas com o auxílio do SPSS. Os resultados revelam que as empresas pesquisadas adotam indicadores financeiros e não financeiros, porém os indicadores financeiros são mais utilizados que os não financeiros.   

‣ Management Practices of Technological Innovation: proposal of a model for small and medium Brazilian enterprises; Práticas de Gestão de Inovação Tecnológica: proposição de um modelo para pequenas e médias empresas brasileiras

Vilha, Anapatrícia Morales
Fonte: Universidade Federal do Espírito Santo Publicador: Universidade Federal do Espírito Santo
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 23/09/2013 Português
Relevância na Pesquisa
141.18945%
DOI: http://dx.doi.org/10.13071/regec.2317-5087.2013.2.1.4917.116-146.The search for competitiveness points out at the importance of companies being alert to the external environment and pursuing sustainable competitive advantages based on innovations that are difficult to be imitated by competitors. However, the generation of innovations depends on how it is conducted; their performance depends on management mechanisms to provide innovations aligned with corporate and competitive strategies they are grounded in the context of change. This paper discusses the innovation management practices in small and medium-sized Brazilian companies. Therefore, we carried out a bibliographic research of national and international literature from the fields of business management, management of technology and innovation and small and medium businesses. The result of this research inspired the construction of a technological innovation management model for small and medium businesses proposed in this paper.; DOI: http://dx.doi.org/10.13071/regec.2317-5087.2013.2.1.4917.116-146.A competitividade desperta para a necessidade de as empresas estarem atentas ao ambiente externo e perseguirem vantagens baseadas em inovações de difícil imitação pelos competidores. Entretanto...