Página 1 dos resultados de 432 itens digitais encontrados em 0.034 segundos

‣ Os Suplementos Saúde na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) no Brasil

Travassos,Claudia; Viacava,Francisco; Laguardia,Josué
Fonte: Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2008 Português
Relevância na Pesquisa
172.17031%
As mudanças socioeconômicas, demográficas e tecnológicas e suas implicações nas políticas públicas demandam dos órgãos governamentais a produção de informações. As informações atualizadas de base populacional e de âmbito nacional são essenciais ao processo de planejamento e ao acompanhamento pela sociedade do cumprimento dos princípios constitucionais da saúde, como direito ao acesso igualitário aos serviços de saúde. A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) é uma fonte de dados importante para o conhecimento e monitoramento de aspectos relevantes da situação de saúde da população brasileira e do acesso, utilização e financiamento de serviços de saúde. Neste artigo, faz-se um breve histórico da evolução dos objetivos, da periodicidade e da abrangência geográfica ao longo de quatro décadas da PNAD no Brasil, enfatizando-se os principais aspectos incluídos nos suplementos de saúde em 1981, 1986, 1998 e 2003. A produção de textos técnicos e acadêmicos, gerados a partir desses suplementos, tem permitido conhecer aspectos importantes da saúde da população brasileira e monitorar, em diferentes recortes geográficos e socioeconômicos, as políticas voltadas para o acesso e uso de serviços de saúde. Argumenta-se sobre a necessidade de iniciar uma discussão mais profunda sobre a continuidade da série histórica iniciada em 1998...

‣ Situação social brasileira: monitoramento das condições de vida; Situação social brasileira: monitoramento das condições de vida v. 2; Brazilian social situation: monitoring living conditions vol. 2

Castro, Jorge Abrahão de (Org.); Araújo, Herton Ellery (Org.)
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Livros
Português
Relevância na Pesquisa
181.88799%
Este livro organiza informações e análises sistemáticas sobre as principais questões sociais do país. Os capítulos consistem, em grande medida, em desdobramentos de informações e análises veiculadas nos Comunicados do Ipea, documentos de ampla divulgação. Os textos incorporam detalhes às versões dos comunicados, a partir de observações mais acuradas sobre os temas, e acrescentam outros tópicos não menos relevantes. Em grande parte dos casos, as análises baseiam-se em dados e informações provenientes da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Embora haja uma vastidão de temas passíveis de ser explorados a partir desta pesquisa, optou-se por discutir apenas os seguintes temas: a desaceleração no ritmo de crescimento da população, e as mudanças expressivas em sua estrutura etária, no sentido de seu envelhecimento; a estratificação social encontrada pelos migrantes de diferentes naturalidades na Região Metropolitana de São Paulo; a situação da educação brasileira e as diferenças significativas entre as grandes regiões; a redução nas desigualdades educacionais entre negros e brancos e suas relações com o acesso ao mundo do trabalho e à renda; o comportamento do mercado de trabalho brasileiro em 2009; a situação atual das trabalhadoras domésticas no país e a evolução dos principais indicadores relativos ao trabalho doméstico na última década; e a queda da desigualdade de renda no período de 1995 a 2009.; v. 2. : 164 p. : il.

‣ Tendências demográficas mostradas pela PNAD 2011; Comunicados do Ipea 157 : Tendências demográficas mostradas pela PNAD 2011

Camarano, Ana Amélia; Kanso, Solange
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Comunicados do Ipea
Português
Relevância na Pesquisa
172.2514%
Os resultados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2011 confirmam a tendência demográfica em curso no país desde os anos 1970: desaceleração no ritmo de crescimento de sua população e mudanças expressivas em sua estrutura etária, no sentido de seu envelhecimento. O presente trabalho incorpora os dados coletados pela PNAD de 2011 nas análises previamente feitas sobre as tendências passadas e futuras da dinâmica demográfica brasileira e discute as mudanças na composição dos arranjos familiares e nas condições de vida da população idosa.; 27 p. : il.

‣ Coabitação familiar e formação de novos domicílios nas áreas urbanas brasileiras; Comunicados do Ipea 142 : Coabitação familiar e formação de novos domicílios nas áreas urbanas brasileiras

Morais, Maria da Piedade; Rego, Paulo Augusto; Carvalho, Carlos Henrique; Nogueira, Raony; Pires, Murilo; Calixtre, André; Acioly, Luciana
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Comunicados do Ipea
Português
Relevância na Pesquisa
172.69938%
O objetivo deste comunicado é compreender os principais determinantes socioeconômicos da coabitação familiar e da formação de novos domicílios nas áreas urbanas brasileiras, a partir de uma abordagem quantitativa. Este trabalho pretende ainda verificar em que medida a coabitação familiar e a constituição de novos domicílios estão relacionados com as condições vigentes no mercado imobiliário, com vistas a subsidiar a elaboração de políticas habitacionais mais adequada à população jovem. Em nível metodológico esta investigação adota o método econométrico da regressão logística. A base de dados utilizada na elaboração do estudo é a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – PNAD de 2009. Primeiramente, discute-se a coabitação e a dependência domiciliar a partir dos dados da PNAD de 2009. A seguir, faz-se um exame da formação de novos domicílios à luz dos estudos internacionais. Na sequência, apresenta-se os resultados sobre a formação dos novos domicílios para o caso brasileiro e, por fim, aborda-se as observações finais do documento.; 12 p. : il.

‣ PNAD 2008 : primeiras análises : desigualdade de renda, sobre a evolução recente da pobreza e da desigualdade e condições de vida : qualidade dos domicílios e acesso a bens; Comunicado da Presidência 30 : PNAD 2008 : primeiras análises : desigualdade de renda, sobre a evolução recente da pobreza e da desigualdade e condições de vida : qualidade dos domicílios e acesso a bens

Soares, Sergei; Barros, Ricardo Paes de; Carvalho, Mirela de; Franco, Samuel; Rosalém, Andrezza; Ozório, Rafael Guerreiro; Souza, Pedro Ferreira de
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Comunicados do Ipea
Português
Relevância na Pesquisa
173.21994%
O Comunicado da Presidência nº 30 dá início a uma série de análises do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada sobre a PNAD 2008 e aborda os temas da desigualdade, pobreza e qualidade dos domicílios e acesso a bens. Analisando os dados de 2008 da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), um grupo de técnicos de Planejamento e Pesquisa da Diretoria de Estudos e Políticas Sociais (Disoc) do Ipea mostra que, em 2008, houve uma queda da pobreza e uma diminuição da desigualdade de renda dos domicílios brasileiros. No que se refere às condições de vida da população, houve também um crescimento dos domicílios com acesso a bens duráveis e serviços públicos, resultando em um aumento nos domicílios caracterizados como de boa qualidade. Para isso, o presente Comunicado encontra-se constituído por três partes, sendo: Seção 1: mostra a evolução do nível e da desigualdade de renda dos domicílios e decompõe os fatores que mais contribuíram para a evolução da desigualdade. Seção 2: mostra a evolução da pobreza e da desigualdade de renda e analisa os fatores que mais contribuíram para a evolução da pobreza. Seção 3. mostra a evolução da qualidade dos domicílios...

‣ PNAD 2007 Primeiras análises : demografia e gênero; Comunicado da Presidência 11 : PNAD 2007 Primeiras análises : demografia e gênero

Pochmann, Marcio; Abrahão, Jorge; Amorim, Ricardo; Sátyro, Natália; Soares, Sergei; Barros, Ricardo Paes de; Carvalho, Mirela de; Franco, Samuel; Mendonça, Rosane; Ramos, Lauro; Kassouf, Ana Lúcia; Matijascic, Milko; Rangel, Leonardo; Gaiger, Fernand
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Comunicados do Ipea
Português
Relevância na Pesquisa
172.67502%
Um novo Brasil emergiu dos números da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) edição 2007 publicada no dia 18 de setembro. Pesquisadores de diversas áreas do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) vão divulgar até 14 de outubro uma série de quatro Comunicados da Presidência sob o título “Pnad- 2007: Primeiras Análises”. Como já fora feito no ano passado com a Pnad-2006, os estudos vão discutir, com aprofundamento e detalhamento dos dados e comparação das séries históricas, as modificações por que passa o país retratadas na Pnad-2007. Devido à quantidade e à riqueza dos dados da Pnad, os pesquisadores optaram por divulgar suas análises por grupos de temas em quatro Comunicados da Presidência, que serão apresentados em reuniões com a imprensa. Este Comunicado da Presidência nº 11, o terceiro da série Pnad – 2007, versa sobre demografia e gênero.; 28 p. : il.

‣ PNAD 2007 Primeiras análises : mercado de trabalho, trabalho infantil e previdência; Comunicado da Presidência 10 : PNAD 2007 Primeiras análises : mercado de trabalho, trabalho infantil e previdência

Pochmann, Marcio; Abrahão, Jorge; Amorim, Ricardo; Sátyro, Natália; Soares, Sergei; Barros, Ricardo Paes de; Carvalho, Mirela de; Franco, Samuel; Mendonça, Rosane; Ramos, Lauro; Kassouf, Ana Lúcia; Matijascic, Milko; Rangel, Leonardo; Gaiger, Fernand
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Comunicados do Ipea
Português
Relevância na Pesquisa
172.68154%
Um novo Brasil emergiu dos números da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) edição 2007 publicada no dia 18 de setembro. Pesquisadores de diversas áreas do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) vão divulgar até 14 de outubro uma série de Comunicados da Presidência sob o título “Pnad-2007: Primeiras Análises”. Como já fora feito no ano passado com a Pnad-2006, os estudos vão discutir, com aprofundamento e detalhamento dos dados e comparação das séries históricas, as modificações por que passa o país retratadas na Pnad-2007. Devido à quantidade e à riqueza dos dados da Pnad, os pesquisadores optaram por divulgar suas análises por grupos de temas em quatro Comunicados da Presidência, que serão apresentados em reuniões com a imprensa. Este Comunicado da Presidência nº 10, o segundo da série Pnad - 2007, versa sobre mercado de trabalho, trabalho infantil e Previdência.; 23 p. : il.

‣ Um retrato de duas décadas do mercado de trabalho brasileiro utilizando a Pnad

Ulyssea, Gabriel; Barbosa, Ana Luiza Neves de Holanda
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Comunicados do Ipea
Português
Relevância na Pesquisa
192.07053%
Oferece um panorama do mercado de trabalho brasileiro nas duas últimas décadas a partir dos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Analisa‐se a evolução, entre 1992 e 2012, dos principais indicadores do mercado de trabalho brasileiro, tais como taxa de desemprego, participação, ocupação e informalidade. A análise é feita tanto para o Brasil como um todo quanto para os recortes por regiões, gênero e idade. Em seguida analisamos mais detidamente a evolução dos rendimentos do trabalho, sua distribuição entre os ocupados e as diferenças salariais entre homens e mulheres, brancos, negros e pardos, e entre trabalhadores formais e informais. A Seção 2 apresenta a análise dos principais indicadores do mercado de trabalho nos últimos 20 anos, enquanto que a Seção 3 analisa apenas os rendimentos do trabalho, sua evolução, distribuição e diferenciais. A Seção 4 analisa as três questões colocadas acima e a Seção 5 conclui.; 30 p. : il.

‣ PNAD 2009 - primeiras análises : situação da educação brasileira - avanços e problemas; Comunicados do Ipea 66 : PNAD 2009 - primeiras análises : situação da educação brasileira - avanços e problemas

Castro, Jorge Abrahão de
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Comunicados do Ipea
Português
Relevância na Pesquisa
172.23178%
O presente Comunicado dá continuidade à série de análises do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) sobre a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2009 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (PNAD/IBGE) e traz uma análise da evolução da educação no Brasil no período de 1992 a 2009, além de um quadro mais detalhado da atual situação da escolarização da população brasileira. A educação, tendo como uma de suas formas de atuação mais importantes a escolarização, é um fator capaz de desenvolver nos indivíduos suas potencialidades ao permitir o “pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho”, como previsto na Constituição de 1988. Quando disseminada de forma universal e com boa qualidade, é um dos mais importantes mecanismos para a promoção de oportunidades entre membros de um país. É também um fator fundamental para o progresso de uma coletividade e fator preponderante no desenvolvimento econômico e social. É ainda mais importante em situações de alta desigualdade, quando ganham maior relevo as responsabilidades do poder público.; 35 p. : il.

‣ PNAD 2009 : primeiras análises : o mercado de trabalho brasileiro em 2009; Comunicados do Ipea 62 : PNAD 2009 : primeiras análises : o mercado de trabalho brasileiro em 2009

Araujo, Felipe V. de S.; Corseuil, Carlos Henrique Leite; Poloponsky, Katcha; Ramos, Lauro; Silva, Marcelo Pessoa da
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Comunicados do Ipea
Português
Relevância na Pesquisa
172.30367%
O presente Comunicado inicia a série de análises do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) sobre a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2009 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (PNAD/IBGE) e avalia o comportamento do mercado de trabalho brasileiro no ano citado, procurando referenciá-lo no contexto de seu desempenho ao longo da década. Cabe esclarecer que, ao privilegiar as formas de inserção mais concretas no mercado, as definições de ocupação e desocupação são ligeiramente diferentes das adotadas pelo IBGE. A análise dos resultados obtidos para o ano de 2009 deve ser contextualizada a partir do cenário macroeconômico na iminência de uma recuperação após a crise financeira internacional de 2008-2009. Tomando o conjunto de indicadores analisados, alguns mantiveram a trajetória de crescimento positiva, como o rendimento médio de todos os trabalhos e o nível de emprego formal. Por outro lado, a taxa de desemprego aumentou, e o crescimento do número total de ocupados foi o mais baixo da década, sendo até mesmo negativo em alguns setores como o da indústria e o de transportes. De modo geral, os resultados obtidos em 2009, apesar de melhores do que chegou a ser temido no início da crise...

‣ PNAD 2008 : primeiras análises : juventude e desigualdade racial; Comunicado da Presidência 36 : PNAD 2008 : primeiras análises : juventude e desigualdade racial

Mostafa, Joana; Andrade, Carla Coelho de; Ozório, Rafael Guerreiro; Souza, Pedro H. G. Ferreira de
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Comunicados do Ipea
Português
Relevância na Pesquisa
172.47492%
O 36º Comunicado da Presidência segue uma série de análises do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) sobre a PNAD 2008 e aborda os temas de Juventude e Raça. Elaborado por um grupo de técnicos de Planejamento e Pesquisa da Diretoria de Estudos e Políticas Sociais (Disoc) do Instituto a partir dos dados da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o presente Comunicado encontra‐se constituído por duas partes, a saber: Seção 1: analisa a situação dos jovens brasileiros. Seção 2: analisa os fatores que explicam a desigualdade racial brasileira.; 23 p. : il.

‣ PNAD 2008 : primeiras análises : educação, gênero e migração; Comunicado da Presidência 32 : PNAD 2008 : primeiras análises : educação, gênero e migração

Castro, Jorge Abrahão de; Fontoura, Natalia; Bonetti, Alinne; Augusto, Frederico; Araújo, Herton
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Comunicados do Ipea
Português
Relevância na Pesquisa
172.55379%
O Comunicado da Presidência nº 32 segue uma série de análises do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) sobre a PNAD 2008 e aborda os temas educação, gênero e migração. Elaborado por um grupo de Técnicos de Planejamento e Pesquisa da Diretoria de Estudos Sociais (Disoc) do Ipea a partir dos dados da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o presente Comunicado encontra‐se constituído por três partes, a saber: Seção 1: analisa os indicadores de educação da população brasileira. Seção 2: aborda o tema gênero, com foco para a situação do trabalho doméstico. Seção 3: analisa os fluxos migratórios entre estados brasileiros. O Comunicado nº 32 é o terceiro de uma série de cinco volumes sobre os estudos da PNAD. As próximas publicações tratarão sobre juventude, raça e mudança social; habitação, saneamento e desenvolvimento agrário.; 35 p. : il.

‣ Perfil dos migrantes em São Paulo; Comunicados do Ipea 115 : Perfil dos migrantes em São Paulo

Araújo, Herton Ellery; Codes, Ana Luiza Machado de; Acioly, Luciana; Calixtre, André; Oliveira, Larissa
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Comunicados do Ipea
Português
Relevância na Pesquisa
172.21686%
Esta Comunicado busca analisar a inserção social do contingente de migrantes na região metropolitana de São Paulo e compará-la com a situação dos não migrantes. O processo de urbanização brasileiro levou à formação de grandes centros urbanos, os quais atraíram significativos contingentes populacionais. A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios de 2009 (PNAD) do IBGE considera 10 regiões metropolitanas, que concentram mais de 30% da população brasileira. Na maior delas, São Paulo, residem 10% dos brasileiros. Para analisar a inserção social dos migrantes que afluíram para os grandes centros urbanos, optou-se por tratar a população de 30 a 60 anos, pois, nessa idade, a vida profissional das pessoas tende a estar mais definida. Considerando o local de nascimento da população de 30 a 60 anos – se dentro de determinado estado ou fora dele –, percebe-se que as RMs do Distrito Federal e de São Paulo destacam-se como os polos com maiores contingentes de migrantes. O Distrito Federal tem cerca de 75% de sua população adulta originária de outros estados ou países, enquanto, na região metropolitana de São Paulo, essa proporção é de aproximadamente 45%. O caso do Distrito Federal é peculiar em dois sentidos: em primeiro lugar...

‣ Decomposição da evolução da desigualdade de renda no Brasil em efeitos idade, período e coorte

Firpo, Sergio P.; Gonzaga, Gustavo; Narita, Renata
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Pesquisa e Planejamento Econômico (PPE) - Artigos
Português
Relevância na Pesquisa
192.12205%
A partir dos microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), este trabalho tem como objetivo contribuir para o entendimento da evolução da desigualdade de renda no Brasil, de 1981 a 2001, ao identificar, sob algumas hipóteses, os efeitos idade, período e coorte. O método de identificação utilizado, proposto por Deaton e Paxson (1994), permitiu estimar esses efeitos para indicadores de desigualdade Theil-T com base na renda familiar de todas as fontes e na renda familiar do trabalho principal para a amostra total dos chefes de família e por grupo de escolaridade. Os principais resultados encontrados mostram que: a) a desigualdade de renda aumenta para as gerações mais novas, sendo esse aumento mais acentuado para a medida de renda do trabalho principal; b) o efeito coorte não é significativo para famílias com chefes de mesma escolaridade, o que sugere que o crescimento da desigualdade de renda para as gerações mais novas possa refletir um aumento da escolaridade das gerações mais novas em relação às antigas; c) a desigualdade de rendimentos do trabalho principal cresce acentuadamente com a idade, sobretudo para os grupos de maior escolaridade, o que é compatível com implicações da teoria do capital humano; d) a desigualdade de renda de todas as fontes tende a se reduzir após uma certa idade para os grupos de menor escolaridade; e e) há um efeito período significativo de aumento da desigualdade de renda observado em 1989 e 1993...

‣ O tema habitação na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD); Texto para Discussão (TD) 895: O tema habitação na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD); Housing in the national survey sample of households

Massena, Rosa M. R.
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
183.08664%
O objetivo deste texto é fazer sugestões sobre o tema habitação tendo em vista a reformulação da PNAD em 2003. Nesse sentido, o autor primeiro avalia as mudanças ocorridas nessa pesquisa no período 1990-2001 que permitiram um melhor conhecimento sobre o acesso à titulação, a extensão da ilegalidade fundiária, o domicílio de área rural, o comprometimento da renda com a moradia e a existência de novos bens duráveis, e possibilitaram a diminuição de problemas operacionais e avançaram no atendimento aos novos paradigmas, embora esse avanço tenha sido focalizado quase exclusivamente nas características físicas da habitação. Em seguida faz uma análise do consumo atual dos dados da PNAD, em que aponta uma crescente utilização desses dados gerada pelo surgimento de sistemas de indicadores habitacionais, por avaliações de déficit habitacional e de condição de vida, apesar de ter sido bastante diferenciada quanto à referência geográfica e escassa quanto aos bens duráveis. Sua reflexão quanto à PNAD 2003 se voltou para o consumo potencial dos dados, em função do qual sugeriu a inclusão de quesitos dentro de três perspectivas, a saber: demanda por novos dados: serviços públicos externos à habitação...

‣ A investigação do rendimento na PNAD: comentários e sugestões à pesquisa nos anos 2000; Texto para Discussão (TD) 899: A investigação do rendimento na PNAD: comentários e sugestões à pesquisa nos anos 2000; The research of income in the PNAD: comments and suggestions for research in the 2000s

Rocha, Sonia
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
172.545%
Desde 1967, quando a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) foi criada, a investigação dos quesitos de rendimento tem passado por transformações com o objetivo de captar, de forma mais abrangente e fidedigna, o valor do rendimento das pessoas, seja ele oriundo do trabalho ou de outras fontes. O objetivo deste texto é avaliar, com base na forma de investigação atualmente adotada, as questões conceituais e metodológicas envolvidas, e sugerir alterações e aperfeiçoamentos a serem introduzidos numa próxima reforma da PNAD. Foi adotado como pressuposto e restrição que a investigação manterá sua característica básica de realizar-se apenas uma vez por ano, tendo como referência o mês de setembro.; 19 p.

‣ A Escolaridade das crianças brasileiras durante a transição demográfica : aumento no tamanho da coorte versus diminuição no tamanho da família

Lam, David; Marteleto, Letícia
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Pesquisa e Planejamento Econômico (PPE) - Artigos
Português
Relevância na Pesquisa
181.88395%
Neste trabalho avaliamos o impacto das mudanças na estrutura etária e no tamanho da família na matrícula escolar de jovens nas três últimas décadas. Durante esse período, os jovens brasileiros passaram a viver em famílias menores e em coortes maiores e o nível médio de escolaridade dos jovens aumentou. Até a década de 1990 a população em idade escolar cresceu de maneira significativa, resultando em grande pressão sobre o sistema educacional. Recentemente, a desaceleração do crescimento populacional e a diminuição da população em idade escolar podem ter contribuído para a melhora dos indicadores educacionais. Utilizando dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 1977 a 1999 e do Censo Demográfico de 1970 a 2000, avaliamos os efeitos do tamanho da família, crescimento da coorte e escolaridade dos pais na matrícula escolar. Esses fatores são importantes e na direção esperada, sendo que, combinados, explicam grande parte do aumento da matrícula. Parte do efeito positivo causado pela diminuição do tamanho da família na matrícula foi compensada pelo efeito negativo do aumento do tamanho da população em idade escolar.; p. 319-342 : il.

‣ Mudanças no desemprego e nos rendimentos do trabalho por nível de qualificação no Brasil

Reis, Maurício Cortez
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Pesquisa e Planejamento Econômico (PPE) - Artigos
Português
Relevância na Pesquisa
181.80594%
A partir da década de 1990 a taxa de desemprego dos trabalhadores qualificados diminuiu em relação à dos semiqualificados e não-qualificados, enquanto os rendimentos do trabalho dos qualificados aumentaram quando comparados aos dos semiqualificados. Este artigo procura decompor as variações relativas na taxa de desemprego e nos rendimentos do trabalho, utilizando um modelo teórico que considera elementos relacionados à demanda e à oferta de trabalho. Para isso, são usados dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) para o período 1981-2003. De acordo com os resultados encontrados, os trabalhadores qualificados foram favorecidos pelo aumento da produtividade desse grupo em relação aos demais. Parte desse efeito, porém, parece ter sido amenizado pelo aumento na participação dos qualificados na força de trabalho.; p. 39-72 : il.

‣ Os Suplementos Saúde na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) no Brasil

Travassos,Claudia; Viacava,Francisco; Laguardia,Josué
Fonte: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2008 Português
Relevância na Pesquisa
172.17031%
As mudanças socioeconômicas, demográficas e tecnológicas e suas implicações nas políticas públicas demandam dos órgãos governamentais a produção de informações. As informações atualizadas de base populacional e de âmbito nacional são essenciais ao processo de planejamento e ao acompanhamento pela sociedade do cumprimento dos princípios constitucionais da saúde, como direito ao acesso igualitário aos serviços de saúde. A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) é uma fonte de dados importante para o conhecimento e monitoramento de aspectos relevantes da situação de saúde da população brasileira e do acesso, utilização e financiamento de serviços de saúde. Neste artigo, faz-se um breve histórico da evolução dos objetivos, da periodicidade e da abrangência geográfica ao longo de quatro décadas da PNAD no Brasil, enfatizando-se os principais aspectos incluídos nos suplementos de saúde em 1981, 1986, 1998 e 2003. A produção de textos técnicos e acadêmicos, gerados a partir desses suplementos, tem permitido conhecer aspectos importantes da saúde da população brasileira e monitorar, em diferentes recortes geográficos e socioeconômicos, as políticas voltadas para o acesso e uso de serviços de saúde. Argumenta-se sobre a necessidade de iniciar uma discussão mais profunda sobre a continuidade da série histórica iniciada em 1998...

‣ Determinantes sociais e autorrelato de tuberculose nas regiões metropolitanas conforme a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, Brasil

Pinheiro,Rejane Sobrino; Oliveira,Gisele Pinto de; Oliveira,Evangelina Xavier Gouveia; Melo,Enirtes Caetano Prates; Coeli,Cláudia Medina; Carvalho,Marilia Sá
Fonte: Organización Panamericana de la Salud Publicador: Organización Panamericana de la Salud
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
172.16912%
OBJETIVO: Verificar a associação entre variáveis demográficas e socioeconômicas individuais e a ocorrência de tuberculose autorrelatada no Brasil. MÉTODOS: Este estudo transversal utilizou dados do suplemento saúde da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) para as regiões metropolitanas do Brasil no ano de 2008. Foi analisada a associação entre variáveis demográficas, sociais e de acesso e uso de serviços de saúde e a chance de o indivíduo ter respondido de forma positiva à pergunta da PNAD sobre ter sido informado por um profissional de saúde de que tinha tuberculose. A posição socioeconômica foi estimada com base na renda familiar per capita, escolaridade, raça/cor e número de pessoas por dormitório. Ter lugar de referência para buscar cuidado de saúde e ter plano de saúde foram utilizados como proxy de acesso aos serviços de saúde. A variável "ter consultado um médico nos últimos 12 meses" foi utilizada para medir o uso de serviços de saúde. Como o desenho amostral da PNAD é complexo, utilizou-se regressão logística com ponderação e correção do efeito de desenho da amostra. RESULTADOS: A chance de o indivíduo ter sido informado sobre ser portador de tuberculose foi maior entre os homens e aumentou com a idade. No conjunto das regiões metropolitanas...