Página 1 dos resultados de 23 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

‣ O salário mínimo e seus efeitos distributivos : uma análise sobre o mercado de trabalho da região metropolitana de Porto Alegre

Betti, Luana Priscila
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
90.50335%
O objetivo deste trabalho é analisar a efetividade da política pública de salário mínimo sobre a distribuição de renda pessoal do trabalho no mercado de trabalho da Região Metropolitana de Porto Alegre (RMPA) ao longo do período após o Plano Real. Para atingir o objetivo proposto, será realizada uma análise empírica em duas partes. Na primeira, será uma análise descritiva dos dados sobre os rendimentos do trabalho. Na segunda parte, por sua vez, consistirá em uma estimação econométrica a fim de verificar a contribuição das elevações do salário mínimo para o processo de desconcentração dos rendimentos do trabalho no período. A base de dados utilizada é a Pesquisa de Emprego e Desemprego do Convênio Fundação SEADE/DIEESE/FEE/FGTAS/PMPA e apoio MTE/FAT. A partir da análise descritiva, constatou-se a redução da desigualdade de rendimentos do trabalho segundo os índices analisados, promovido principalmente pelo crescimento dos rendimentos reais dos indivíduos localizados nos decils de renda da base da distribuição, os quais são foco da política do salário mínimo. Na análise econométrica, os resultados revelaram a existência de efeito inverso e estatisticamente significativo das variações dos valores reais do salário mínimo sobre o grau de desigualdade da distribuição da renda na RMPA...

‣ Ensaios sobre o seguro desemprego no Brasil : teorias e evidências

Teixeira, Gibran da Silva
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
92.11385%
A presente tese de doutorado estuda duas questões referentes ao programa brasileiro de Seguro Desemprego: o impacto do benefício sobre o salário de reinserção dos trabalhadores beneficiados, bem como sobre o tempo de procura por emprego. No primeiro ensaio são apresentados alguns fatos estilizados referente ao problema de pesquisa, entre os quais destacam-se: i) Descrição Jurídica e os principais objetivos do Programa brasileiro de Seguro Desemprego; ii) O Status Quo do Programa Seguro Desemprego; iii) O Perfil do Trabalhador Beneficiado pelo Programa; iv) Salário de reinserção de trabalhadores contemplados e não contemplados pelo programa (2006-2009) com tempo de permanência no trabalho anterior entre um mês e onze meses; e v) Procura por emprego de trabalhadores contemplados e não contemplados pelo programa (2006-2010) com tempo de permanência no trabalho anterior entre um mês e onze meses. No segundo ensaio, avalia-se o impacto do benefício Seguro Desemprego sobre o salário de reinserção de seu público alvo, utilizando-se as Teorias de Job Search e do Capital Humano. Na estratégia empírica, utilizaram-se informações da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio - PNAD no período de 2006 a 2009, bem como o método de regressão com descontinuidade. Os resultados indicaram que para o período avaliado...

‣ Estrutura e dinamica da ocupação informal na região metropolitana de Salvador : uma analise dos anos 90

Thaiz Silveira Braga
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/02/2003 Português
Relevância na Pesquisa
99.51477%
O objetivo central deste estudo é a elaboração de um quadro da estrutura e dinâmica da ocupação informal na Região Metropolitana de Salvador nos anos 90. O primeiro capítulo realiza uma revisão conceitual da informalidade, onde são assentadas as bases metodológicas para o estudo do mercado de trabalho informal metropolitano. O Capitulo II apresenta uma revisão bibliográfica das principais mudanças ocorridas no mercado de trabalho nas décadas de 80 e 90, com vistas a inserir a análise do setor informal regional no contexto econômico nacional. Por fim, o Capitulo III privilegia a caracterização do trabalho informal na RMS por meio da aplicação das categorias de análise aos dados primários disponibilizados pela Pesquisa de Emprego e Desemprego PED. Na conclusão, são sumariadas as características gerais do mercado de trabalho metropolitano a partir da construção de um painel sobre a informalidade na Grande Salvador.; The main objective of this study is to elaborate of a view of the informal occupation on Salvador Metropolitan Region in the 90s. The first chapter makes a conceptual revision of informality, where the methodological basis to the study of the metropolitan informal labor market are addressed. The second chapter presents a bibliographic revision of the main changes that had taken place on labor market in 80s and 90s...

‣ Flexibilidade e permanência : a duração dos empregos no Brasil (1992-2006)

Gonzalez, Roberto Henrique S.
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
111.012705%
Dissertação (mestrado)-Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Sociologia, 2009.; Esta pesquisa procura identificar quais as tendências recentes da duração dos empregos no Brasil, a fim de responder que processos explicam a significativa flexibilidade numérica do emprego, expressa em elevadas taxas de contratação e demissão. Se nos países capitalistas centrais o movimento de flexibilização do trabalho iniciado na década de 1980 rompeu com a estabilidade dos empregos e com a predominância do contrato padrão típico do período fordista, no caso do Brasil, altas taxas de rotatividade e a duração relativamente curta dos empregos se mantiveram todo o processo de industrialização; o desenvolvimento do capitalismo ocorreu em paralelo ao poder discricionário das empresas na determinação das condições de trabalho, especialmente em termos da liberdade de contratar e demitir. Por outro lado, a introdução de novos métodos de produção flexível, baseados no trabalho polivalente, supostamente reduziria as vantagens da alta rotatividade como forma de controle do trabalho e redução de custos. A investigação empírica utilizou a duração do emprego como indicador de flexibilidade numérica...

‣ Diferenciações regionais de rendimentos do trabalho: uma análise das regiões metropolitanas

Menezes,Wilson F.; Carrera-Fernandez,José; Dedecca,Cláudio
Fonte: Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas - FIPE Publicador: Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas - FIPE
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 Português
Relevância na Pesquisa
99.48695%
Objetivando verificar a extensão dos diferenciais regionais de rendimentos sobre o mercado de trabalho, este artigo desenvolve uma análise comparativa para medir os principais elementos que diferenciam os rendimentos provenientes do trabalho entre as regiões metropolitanas de São Paulo (RMSP) e de Salvador (RMS). Com os dados da Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED) para as duas regiões metropolitanas, buscou-se quantificar, pr meio da decomposição de Oaxaca, os diferenciais de rendimentos provenientes de distintas distribuições de atributos produtivos dos trabalhadores, separando-os dos diferenciais inerentes ao aspecto regional. Visando eliminar os possíveis vieses de seleção amostral, utilizou-se o procedimento de Heckman. Os resultados mostram um importante diferencial regional de rendimentos, para todos os agrupamentos de trabalhadores analisados, em favor dos trabalhadores da RMSP. Tais diferenciais de rendimento são decorrentes das sinergias vinculadas à maior concentração e aglomeração econômica da RMSP, relativamente à RMS. Observou-se ainda um diferencial significativo de rendimentos, também em favor dos trabalhadores da RMSP, decorrente da maior dotação dos atributos produtivos.

‣ Mercado de trabalho, informalidade e comércio ambulante em São Paulo

Pamplona,João Batista
Fonte: Associação Brasileira de Estudos Populacionais Publicador: Associação Brasileira de Estudos Populacionais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 Português
Relevância na Pesquisa
99.97077%
O objetivo central deste artigo é caracterizar e analisar a evolução da quantidade e o perfil dos trabalhadores no comércio ambulante da cidade de São Paulo, na primeira década de 2000. A base empírica é composta por séries da Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED) na Região Metropolitana de São Paulo, realizada pela Fundação Seade. Os dados revelam que, em 2009, havia cerca de 100.000 comerciantes de rua trabalhando na capital paulista, número bem menor do que o verificado em 2004 (133.000 pessoas). Essa significativa redução deve ser atribuída à melhoria do mercado de trabalho metropolitano depois de 2004, expressa pela queda do desemprego. Não obstante a heterogeneidade dos comerciantes de rua, foi possível identificar um perfil predominante desses trabalhadores: são homens, de cor branca, de idade madura, com precária escolaridade, chefes de domicílios pobres e moradores há bastante tempo na cidade.

‣ Plano amostral: pesquisa de emprego e desemprego

Bussab,Wilton de Oliveira; Dini,Nádia Pinheiro; Mancini,Silvia Regina
Fonte: Fundação SEADE Publicador: Fundação SEADE
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 Português
Relevância na Pesquisa
130.62627%
Discussão dos aspectos principais do plano amostral de uma pesquisa domiciliar, a PED - Pesquisa de Emprego e Desemprego, realizada mensalmente pela Fundação Seade e pelo Dieese desde 1985. Abordam-se questões metodológicas, teóricas e práticas e as soluções para elas adotadas, bem como procura-se avaliar a contribuição da realização dessa pesquisa para o desenvolvimento da Fundação Seade.

‣ Pesquisa de emprego e desemprego: sua importância como metodologia de pesquisa

Montagner,Paula; Haga,Atsuko
Fonte: Fundação SEADE Publicador: Fundação SEADE
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 Português
Relevância na Pesquisa
131.08458%
A importância da desenvolvimento da Pesquisa de Emprego e Desemprego - PED para a Região Metropolitana de São Paulo ultrapassa a capacidade de gerar informações sobre um mercado de trabalho heterogêneo. Além da inovadora construção teórica, a PED criou uma metodologia de dados que complementa as percepções dos analistas e que pode ser reproduzida para outros temas e localidades.

‣ Tendências recentes no mercado de trabalho: pesquisa de emprego e desemprego

Chahad,José Paulo Zeetano
Fonte: Fundação SEADE Publicador: Fundação SEADE
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 Português
Relevância na Pesquisa
120.41528%
Análise do mercado de trabalho na Região Metropolitana de São Paulo (1995-2002), associando-o às diversas transições socioeconômicas, tecnológicas e demográficas que vêm ocorrendo no Brasil, desde o início da década de 90. Para tanto, o autor utiliza-se da PED da Fundação Seade como fonte de informações.

‣ Pesquisa de Emprego e Desemprego: trinta anos de acompanhamento do mercado de trabalho na Região Metropolitana de São Paulo

Garcia,Lucia; Gonzaga,Leila Luiza
Fonte: Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo Publicador: Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2014 Português
Relevância na Pesquisa
141.78089%
A Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED) foi implantada na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) em outubro de 1984, pela Fundação Seade e pelo Dieese, como uma tentativa de retratar um mercado de trabalho complexo e heterogêneo e, ao mesmo tempo, que fosse comparável às estatísticas internacionais. Seu êxito é percebido pela sua longevidade, bem como pela produção de dados coerentes com a realidade socioeconômica regional. As novas orientações da OIT, consolidadas na Ciet de 2013, que tentam incorporar conceitos de um mundo laboral convergentes aos já utilizados pela PED, reafirmam sua atualidade e capacidade de investigação. Nesses trinta anos de PED, as principais mudanças no mercado de trabalho da RMSP foram: menor patamar da taxa de desemprego total e de suas componentes; aumento da taxa de participação feminina e redução da taxa de participação dos jovens; maior formalização das ocupações; maiores oscilações da PEA; e a redução da distância entre os rendimentos do trabalho dos mais ricos e dos mais pobres. A pesquisa também permite análises a partir de outros indicadores e variáveis.

‣ Mercado de trabalho e vulnerabilidade em regiões metropolitanas brasileiras

Carvalho,Inaiá Maria Moreira de
Fonte: Universidade Federal da Bahia - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas - Centro de Recursos Humanos Publicador: Universidade Federal da Bahia - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas - Centro de Recursos Humanos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2011 Português
Relevância na Pesquisa
129.949375%
Este artigo analisa as transformações do mercado de trabalho ocorridas nas últimas décadas nas regiões metropolitanas brasileiras, com base em dados da Pesquisa de Emprego e Desemprego - PED. Discutindo a evolução da População em Idade Ativa, da População Economicamente Ativa e da População Ocupada, as condições de ocupação, o desemprego e o rendimento médio dos trabalhadores, ele procura demonstrar como ocorreu uma verdadeira desestruturação do mercado de trabalho na década de 1990, interrompida nos últimos anos, mas sem que chegassem a ser superadas a precariedade ocupacional e a vulnerabilidade de uma significativa parcela da população dessas cidades.

‣ Análise das necessidades de qualificação profissional na região metropolitana de Porto Alegre a partir da pesquisa de emprego e desemprego

Schneider, Eduardo Miguel
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
120.98948%
É mister aos formuladores de políticas de qualificação profissional identificar em quais ocupações há maior e crescente subqualificação da mão de obra. Tal informação tem o potencial de orientar investimentos em cursos de qualificação, em áreas do saber mais afeitas aos requerimentos ocupacionais efetivos do mercado de trabalho regional. Para se identificarem esses requerimentos de qualificação profissional por grupos ocupacionais na Região Metropolitana de Porto Alegre (RMPA) nesta dissertação aplicou-se a metodologia de estudo da incompatibilidade entre educação e trabalho, proposta por Nielsen (2007), aos microdados ocupacionais da Pesquisa de Emprego e Desemprego da Região Metropolitana de Porto Alegre (PED-RMPA) (classificados pela CBO-2002). Identificou-se que a subqualificação atingiu 14,1% dos ocupados adultos (160 mil trabalhadores) e 11,4% dos jovens ocupados (41 mil trabalhadores) da RMPA no biênio 2007-08. Contudo a subqualificação foi um fenômeno que se distribuiu heterogeneamente entre os grupos ocupacionais da RMPA, de modo que a metodologia permitiu se destacar aqueles grupos com expressiva e crescente proporção de subqualificados, sinalizando os requerimentos ocupacionais da economia. Adicionalmente...

‣ Uma análise da evolução e da dinâmica da desigualdade de renda nas principais regiões metropolitanas brasileiras (1998-2008)

Assis, Rodrigo Salvato de
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
100.99932%
O objetivo geral desse estudo é analisar a dinâmica e a evolução da desigualdade de renda nas principais regiões metropolitanas do Brasil, do ano de 1998 a 2008. Para cumprir este objetivo serão utilizados os principais Índices de Desigualdade da literatura: Índices de Gini, Theil, Bourguignon e Hirschmann-Herfindhal. Em complemento, serão utilizadas as decomposições por grupos destes índices para identificar mais profundamente a dinâmica da desigualdade nas regiões metropolitanas em estudo. Os grupos utilizados para a análise de desigualdade serão os níveis de escolaridade, permitindo, além da análise da evolução da desigualdade de renda ao longo dos anos, uma forma mais aprofundada de identificar como o capital humano dos indivíduos está relacionado com a desigualdade de renda no Brasil. Para isto, serão utilizados os microdados da Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED) de 2008, que fornece dados dos indivíduos para seis Regiões Metropolitanas brasileiras, construído pelo DIEESE. O período brasileiro estudado tem como característica um crescimento constante da renda, controle da inflação e redução dos índices de pobreza. Este contexto jamais foi vivido na história brasileira, se tornando relevante analisar como a desigualdade de renda tem se comportado neste período...

‣ A Utilização da PED no acompanhamento conjuntural do mercado de trabalho metropolitano

Parreiras, Luiz Eduardo
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Mercado de trabalho: conjuntura e análise - Artigos
Português
Relevância na Pesquisa
151.79681%
Analisa, ainda que de forma meramente descritiva e limitada, algumas contribuições trazidas ao conhecimento da dinâmica do mercado de trabalho por uma outra pesquisa de características semelhantes, a Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED), realizada pela Fundação Seade e pelo Dieese, em parceria com instituições regionais nos estados em que é executada.; p. 29-41 : il

‣ Mudanças na relação entre a PME e a PED com a nova metodologia da PME

Reis, Maurício Cortez
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Mercado de trabalho: conjuntura e análise - Artigos
Português
Relevância na Pesquisa
121.79188%
Apresenta uma análise descritiva dos comportamentos da PEA, dos totais de ocupados e desocupados e da taxa de desemprego na PME e na PED. Essa análise procura enfatizar as diferenças nas relações entre as duas pesquisas antes e depois da mudança metodológica da PME. Para isso, são apresentadas as correlações entre a PME e a PED para as trajetórias dessas quatro variáveis ao longo do tempo. Em seguida, a partir da extração das tendências de longo prazo, são analisadas as relações entre os comportamentos cíclicos de cada uma das séries na PME e na PED.; p. 43-48 : il.

‣ Desempenho do mercado de trabalho metropolitano em 2008; Performance of the metropolitan labor market in 2008

Ramos, Lauro
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Brasil em Desenvolvimento (BD) - Artigos
Português
Relevância na Pesquisa
100.35451%
Este capítulo apresenta um panorama do mercado de trabalho metropolitano brasileiro para o ano de 2008 com base, principalmente, nos dados da Pesquisa Mensal de Emprego (PME), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), da Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED), do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) e do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), que são publicados no boletim Mercado de Trabalho: conjuntura e análise, do Ipea e do MTE. O foco da análise será o comportamento dos principais indicadores do mercado de trabalho ao longo de 2008, à luz dos resultados dos anos anteriores, em particular os de 2007.; p. 145-160 : il.

‣ Políticas de emprego e renda em cidades médias e aglomerados não metropolitanos : os casos do aglomerado urbano sul (RS) e de Caruaru e entorno (PE) em 2006

Schneider, Eduardo Miguel; Rodarte, Mario Marcos Sampaio; Garcia, Lúcia dos Santos
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Mercado de trabalho: conjuntura e análise - Artigos
Português
Relevância na Pesquisa
130.36031%
Estudos recentes apontam que as cidades do interior brasileiro, especialmente as de porte médio, vêm constituindo-se em polos de atração de novos investimentos que, por sua vez, dinamizam as estruturas produtivas e os mercados de trabalho destas cidades. De tal sorte que, nestes municípios, o ritmo de geração de novos postos de trabalho, e, portanto, de oportunidades de emprego, estaria acima do registrado nas grandes metrópoles brasileiras. Assim, reforça-se a necessidade de desenvolvimentos metodológicos para a realização de pesquisas que forneçam estatísticas sobre o mercado de trabalho das cidades médias, contemplando esta grande heterogeneidade.; p. 29-36

‣ Diferenciações regionais de rendimentos do trabalho: uma análise das regiões metropolitanas

Menezes, Wilson F.; Carrera-Fernandez, José; Dedecca, Cláudio
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2005 Português
Relevância na Pesquisa
99.98656%
Aiming to verify the extent of regional differentials over the labor markets, this paper develops a comparative analyses to measure the main elements of differentiation of labor earnings between the metropolitan regions of São Paulo (RMSP) and Salvador (RMS). Taking the data from the Employment and Unemployment Research (PED) of these two metropolitan regions, we tried to estimate, through de Oaxaca decomposition, the labor income differentials resulting from different distribution of workers' productive attributes, splitting them from the differentials resulting from the regional aspects. Trying to eliminate the selectivity bias, we used the Heckman's proceduree. The results confirm the existence of an important regional differential of labor income for all group of workers analyzed, in benefit of workers of the MRSP. Such differentials of labor earnings result from the synergies associated to a larger economic concentration and conglomeration in the MRSP. Besides that, we observed a significant differential of labor earnings for the worker from the MRSP, due to the larger endowment of workers' productive attributes.; Objetivando verificar a extensão dos diferenciais regionais de rendimentos sobre o mercado de trabalho, este artigo desenvolve uma análise comparativa para medir os principais elementos que diferenciam os rendimentos provenientes do trabalho entre as regiões metropolitanas de São Paulo (RMSP) e de Salvador (RMS). Com os dados da Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED) para as duas regiões metropolitanas...

‣ Pesquisa de Emprego e Desemprego: trinta anos de acompanhamento do mercado de trabalho na Região Metropolitana de São Paulo

Garcia, Lucia; Gonzaga, Leila Luiza
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Avançados Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Avançados
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2014 Português
Relevância na Pesquisa
131.83461%
A Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED) foi implantada na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) em outubro de 1984, pela Fundação Seade e pelo Dieese, como uma tentativa de retratar um mercado de trabalho complexo e heterogêneo e, ao mesmo tempo, que fosse comparável às estatísticas internacionais. Seu êxito é percebido pela sua longevidade, bem como pela produção de dados coerentes com a realidade socioeconômica regional. As novas orientações da OIT, consolidadas na Ciet de 2013, que tentam incorporar conceitos de um mundo laboral convergentes aos já utilizados pela PED, reafirmam sua atualidade e capacidade de investigação. Nesses trinta anos de PED, as principais mudanças no mercado de trabalho da RMSP foram: menor patamar da taxa de desemprego total e de suas componentes; aumento da taxa de participação feminina e redução da taxa de participação dos jovens; maior formalização das ocupações; maiores oscilações da PEA; e a redução da distância entre os rendimentos do trabalho dos mais ricos e dos mais pobres. A pesquisa também permite análises a partir de outros indicadores e variáveis.; The Employment and Unemployment Survey (PED), carried out by Fundação Seade and Dieese, was implemented in the Metropolitan Area of São Paulo in October 1984 as an attempt to portray a complex and heterogeneous labor market...

‣ Explorando as fronteiras do desemprego: reflexões a partir da categoria "desemprego por desalento"

Jardim, Fabiana A. A.
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; "Originais" Formato: application/pdf
Publicado em 04/12/2005 Português
Relevância na Pesquisa
91.21754%
O artigo tem como objetivo discutir as perspectivas e os limites da categoria "de-semprego" para a compreensão do mundo do trabalho e de suas mudanças. Partindo de dados relativos a 1989 e 2002, produzidos pela Pesquisa de Emprego e Desemprego (SEADE/DIEESE), procura-se explorar as fronteiras do que a categoria desemprego re-vela ou deixa de revelar. Na medida em que a PED trabalha também com a noção de desemprego oculto, a comparação entre os dados de um ou outro tipo de desemprego permite uma interessante reflexão sobre as dinâmicas de inserção/exclusão e também sobre a visibilidade de cada um dos tipos de desemprego — conforme os atributos pes-soais do desempregado e conforme as representações sociais sobre quem constitui o "núcleo duro" do emprego e, conseqüentemente, do desemprego. A questão do direito ao trabalho ganha novos contornos a partir da observação daqueles que "ficam fora da conta" a despeito de sua vontade ou necessidade de trabalhar. Finalmente, o artigo procura formular algumas questões em relação aos limites da categoria desemprego para a interpretação da atual dinâmica do mercado de trabalho; categoria, aliás, que sempre teve entre nós um poder explicativo limitado, dada a heterogeneidade das situações ocupacionais presentes no mercado de trabalho brasileiro. A reflexão possibilitada pela exploração das fronteiras do desemprego revela nossa dificuldade em pensar o mundo do trabalho para além das três situações ocupacionais típicas (emprego — desemprego — inatividade) e provoca a criação de novos instrumentos analíticos para a compreensão do mundo do trabalho.