Página 1 dos resultados de 3 itens digitais encontrados em 0.027 segundos

‣ A formação e a prática gerencial do enfermeiro para o trabalho em saúde: delineando caminhos para a práxis transformadora; The nurse´s background and the managerial practice in health work: outlining paths for the transforming praxis

Resck, Zélia Marilda Rodrigues
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/12/2006 Português
Relevância na Pesquisa
63.143564%
Este estudo versa sobre a construção do saber gerencial e a conformação de competências gerenciais ao enfermeiro na formação acadêmica. Tem como objetivos: analisar as demandas gerenciais na práxis profissional do enfermeiro inserido no processo de organização do trabalho em saúde e em Enfermagem, determinadas pelas Políticas de Saúde, e analisar o processo de construção das competências gerenciais do acadêmico de Enfermagem, apreendendo as limitações e estratégias advindas do processo ensino-aprendizagem, em face das Diretrizes Curriculares Nacionais. Trata-se de uma pesquisa fundamentada na Hermenêutica-dialética. Utiliza na coleta de dados a técnica por grupo focal com o aluno, o docente e o enfermeiro de serviço, partícipes do processo ensino-aprendizagem do saber gerencial, no espaço intercessor, nos campos de prática e dos estágios curriculares, no ambiente hospitalar e nos serviços básicos de saúde. A análise de conteúdo aplicada sobre os resultados identifica duas grandes categorias empíricas. Na categoria formação, englobam-se as subcategorias: - construção das dimensões do saber gerencial: processo ensino-aprendizagem nos recortes da relação teoria e prática, das estratégias de ensino-aprendizagem e...

‣ Ética, trabalho e formação: o serviço social em questão

Cristiano, Gabriela Dutra
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
54.23826%
Neste estudo discutimos a relação entre ética, trabalho e formação no Serviço Social a partir da experiência de estudantes em estágio supervisionado obrigatório, tendo como objetivo analisar as implicações éticas derivadas do cotidiano de trabalho destas/es, a fim de contribuir com a formação profissional de sujeitos críticos e conscientes. Com fundamento epistemológico na perspectiva histórico-ontológica lukácsiana, a pesquisa realizada é do tipo empírica e qualitativa, tendo como campo as faculdades de Serviço Social da PUCRS e da UFRGS e como sujeitos de pesquisa estudantes no nível III de estágio. A coleta de dados se desenvolveu em dois momentos: no primeiro aplicamos um instrumento alternativo em formato de questionário, e no segundo realizamos entrevistas semiestruturadas; estes dados foram trabalhados através da metodologia de análise textual discursiva. Considerando o estágio enquanto formação pelo trabalho, analisamos neste estudo a apreensão de possibilidades no seio das necessidades advindas da inserção em espaços sócio-ocupacionais, a produção e reprodução de valores e lógicas construídas historicamente no campo das políticas sociais e na própria profissão, as aprendizagens construídas no decorrer formação profissional e os desafios do cotidiano de trabalho de estudantes em estágio.Assim...

‣ Políticas de estágio e o contexto do serviço social

Souza, Tatiana Machiavelli Carmo; Oliveira, Cirlene Aparecida Hilário da Silva; Bueno, Cléria Maria Lobo Bittar Pucci
Fonte: Serviço Social & Saúde Publicador: Serviço Social & Saúde
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 06/05/2015 Português
Relevância na Pesquisa
74.67175%
O presente artigo busca explorar o contexto do estágio supervisionado em Serviço Social tendo como ponto de partida as políticas de estágio brasileiras. É certo que a importância do estágio aumenta frente às profundas transformações no mundo do trabalho e ao constante desenvolvimento científico e tecnológico, provocando o acirramento das discussões sobre o tema e instigando a academia a repensar seu processo formador, notadamente o Serviço Social. O estágio tem como finalidade a vinculação da educação formal ao mundo do trabalho e a prática social. No Serviço Social, o estágio supervisionado constitui-se como elemento do processo formativo, sendo que nesse locus, o estagiário tem a possibilidade de decifrar as relações institucionais e elaborar novos conhecimentos a partir do conhecimento das expressões da questão social que constituem o objeto de intervenção profissional. Nesse sentido, o estágio prático tem como função preponderante contribuir para que o estagiário aproprie-se do significado social do Serviço Social e da construção de sua identidade profissional, individual e coletiva. O desafio posto, na contemporaneidade, é o de direcionar o estagiário à formação reflexiva e analítica...