Página 1 dos resultados de 2225 itens digitais encontrados em 0.371 segundos

‣ Influence of amplicon size on the polymerase chain reaction of Parvovirus B19 genome in formalin-fixed specimens; Influência do tamanho do amplicon na reação em cadeia da polimerase na detecção do genoma do PB19 em amostras fixadas em formalina

QUEMELO, Paulo Roberto Veiga; FONSECA, Benedito Antônio Lopes da; LIMA, Danielle Malta; PERES, Luiz Cesar
Fonte: Sociedade Brasileira de Patologia ClínicaSociedade Brasileira de PatologiaSociedade Brasileira de Citopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Patologia ClínicaSociedade Brasileira de PatologiaSociedade Brasileira de Citopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
170.80963%
The polymerase chain reaction (PCR) has provided diagnosis of archival material, but some fixation methods such as formalin damage DNA and, subsequently, affect PCR analysis, particularly paraffin-embedded tissues. PCR is known due to its high specificity and sensitivity, although some difficulties arise when formalinfixed and paraffin-embedded tissue is used. Not only does this occur due to protein cross-linking, which increases with longer fixation time, but it also happens due to the direct damage that formalin causes in the DNA itself. PCR was used to analyze placenta and fetal organs from 34 samples with suspected Parvovirus B19 infection. It was not possible to amplify Parvovirus B19 DNA using nested-PCR, probably due to the size of the amplicon generated with the first set of primers. We approached this problem by using only the second set of primers. Two out of 34 tissue samples (5,9%) were positive by PCR. However, PCR performed on corresponding fetal organs was negative in one of the two. We also observed a negative relation between the thickness of the tissue fragment and the positivity of the samples. In conclusion, although PCR is highly specific and sensitive in fresh or ideally fixed material, a careful standardization of PCR assays is necessary when using formalin fixed paraffin-embedded tissues by applying primers that require smaller DNA fragments for amplification.; A reação em cadeia da polimerase (PCR) tem fornecido diagnóstico de material de arquivo...

‣ "Avaliação crítica do uso da reação em cadeia da polimerase e exames complementares no diagnóstico da tuberculose cutânea e micobacteriose atípica" ; The role of polymerase chain reaction and panel exams in the diagnosis of cutaneous tuberculosis and atypical mycobacteria skin infection compared to clinical evaluation

Abdalla, Cristina Martinez Zugaib
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/11/2005 Português
Relevância na Pesquisa
171.63926%
Realizou-se estudo comparando o uso da reação em cadeia da polimerase à evolução clínica e painel de exames tradicionais para diagnóstico em pacientes com suspeita clínica de tuberculose cutânea e micobacteriose atípica. Observou-se sensibilidade da reação em cadeia da polimerase de 88%, especificidade de 83%, valor preditivo positivo de 82%, valor preditivo negativo de 88% e acurácia de 85% com concordância pelo teste de McNemar (p= 0,655). Os exames do painel de maior acurácia, após a reação em cadeia da polimerase, foram o teste tuberculínico com acurácia de 79% e a presença de dermatite crônica granulomatosa com reação em cadeia da polimerase positiva com acurácia também de 79%, ambos com concordância pelo teste de McNemar (p= 0,179 e p= 0,655, respectivamente) ; A study was performed comparing the polymerase chain reaction and the traditional panel of exams for the diagnosis in patients with a clinical suspicion of cutaneous tuberculosis and atypical mycobacteria infection to the clinical evaluation. It was observed that the sensitivity of the PCR was 88%, the specificity was 83%, the positive predictive value was 82%, the negative predictive value was 88% and the accuracy was 85% in agreement with the McNemar test (p=0.655). The panel exams of second highest accuracy...

‣ Identificação de cinco espécies de Candida pela reação em cadeia da polimerase (PCR) e por hemoculturas em pacientes pediátricos com risco para candidemia; Identification of five Candida species by PCR and blood cultures in pediatric patients at-risk of candidemia

Negro, Gilda Maria Barbaro Del
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/01/2009 Português
Relevância na Pesquisa
170.91217%
As infecções sistêmicas causadas por Candida spp. representam importante causa de morbidade e mortalidade em pacientes pediátricos internados em unidades de cuidados intensivos. A utilização de fármacos imunodepressores em pacientes submetidos a transplantes, antibioticoterapia prolongada, nutrição parenteral, presença de cateter venoso central, entre outros fatores, contribuem para o aumento na freqüência destas infecções oportunísticas. Embora Candida albicans permaneça como a espécie mais freqüentemente isolada de episódios de candidemia, tem ocorrido aumento do número de infecções causadas por espécies não albicans. Os métodos convencionais de cultivo apresentam sensibilidade limitada, além de demandar tempo prolongado para a identificação das espécies infectantes. A Reação em Cadeia da Polimerase (PCR) requer pequenos volumes de sangue para análise, situação ideal para crianças gravemente enfermas, propiciando diagnóstico rápido e identificação precisa das espécies de Candida. Este estudo teve como objetivos padronizar técnicas de PCR de dupla amplificação, para identificar cinco espécies de Candida em amostras de sangue de pacientes pediátricos com risco de desenvolver candidemias...

‣ Detecção de Chlamydia trachomatis em amostras de urina masculina por reação em cadeia da polimerase

Aquino, Alzira Resende do Carmo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
161.25837%
Infecções por Chlamydia trachomatis estão entre as mais freqüentes doenças sexualmente transmissíveis (DST) em todo o mundo, apresentando grande importância epidemiológica. A identificação deste patógeno pode ser difícil e um método de detecção baseado na amplificação de ácidos nucleicos é altamente desejável, por sua acurácia e rapidez. O presente estudo avaliou a acurácia, sensibilidade e especificidade de uma reação em cadeia da polimerase (PCR) in “house” em amostras de urina de homens com e sem sintomas de DST comparados a um teste comercial, o COBAS Amplicor CT/NG (Roche, Suiça). Foram utilizados primers específicos para amplificar um segmento do plasmídio críptico de C. trachomatis gerando um fragmento de 201 pb, cuja seqüência foi confirmada por clivagem enzimática e seqüenciamento automático. A especificidade analítica dos primers foi confirmada frente ao DNA de diferentes microrganismos patogênicos e não patogênicos da microbiota urogenital masculina. A detecção limite do DNA clamidial pela PCR in house após hibridização (Southern blot), foi de 1 pg. O COBAS Amplicor CT/NG foi considerado o teste de referência por ser automatizado e conter um programa de controle interno da reação para identificar inibição da DNA polimerase. Entre as 37 amostras testadas positivas para C. trachomatis pelo COBAS Amplicor...

‣ Detecção de Ornithobacterium rhinotracheale (ORT) por meio da reação em cadeia da polimerase (PCR); Polymerase chain reaction (PCR) detection of Ornthobacterium rhinotracheale (ORT)

Canal, Cláudio Wageck; Rocha, Silvio Luis da Silveira; Leão, Joice Aparecida; Fallavena, Luiz Cesar Bello; Oliveira, Sílvia Dias de; Beltrão, Nilzane
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
170.85584%
Ornithobacterium rhinotracheale (ORT) é uma bactéria Gram negativa recentemente descrita que se encontra associada às doenças do trato respiratório em criações de aves comerciais e silvestres em vários países do mundo. No Brasil, foram detectados anticorpos em um pequeno número de frangos de corte e suas matrizes dos Estados de São Paulo e Minas Gerais. Como a bactéria é fastidiosa, a Reação em Cadeia da Polimerase (PCR) torna-se útil para sua detecção e identificação. O presente trabalho visou verificar a ocorrência da ORT no Rio Grande do Sul pela detecção do DNA da bactéria Foram coletadas 84 amostras de suabe de traquéia de aves pertencentes a 14 lotes de diferentes empresas avícolas. O DNA foi purificado e a PCR realizada com iniciadores específicos para o gene do RNA ribossomal 16S da ORT. Foram observados produtos de amplificação com 784 pares de bases em 10 das 84 amostras. As amostras positivas pertenciam a quatro lotes de três empresas estabelecidas em diferentes regiões do RS. Os resultados indicam que este patógeno respiratório de aves existe no Brasil e está presente em importantes regiões criatórias do RS. Outros estudos estão em andamento para determinar a prevalência e caracterização dos isolados obtidos.; Ornithobacterium rhinotracheale (ORT) is a recently discovered Gram negative bacterium that has been associated with respiratory diseases in commercial poultry and wild birds from many countries. In Brazil...

‣ Estabelecimento de uma reação em cadeia da polimerase em tempo real para detecção de animais persistentemente infectados pelo vírus da diarréia viral bovina

Corbellini, Ângela Oliveira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
161.2541%
O Brasil é um grande produtor de alimentos e a bovinocultura tem grande importância econômica e social. Doenças virais podem ter grande impacto na pecuária e, por isso, a identificação do agente, o conhecimento de sua epidemiologia e o desenvolvimento de técnicas eficientes para seu diagnóstico são medidas extremamente importantes no seu controle. A diarréia viral bovina (“bovine viral diarrhea”- BVD) é uma enfermidade difundida nos rebanhos bovinos ocasionando grandes perdas econômicas em rebanhos de corte e leite em todo mundo. A identificação de animais persistentemente infectados (PI) pelo vírus da BVD (BVDV) é essencial em um programa de controle desta doença. No presente estudo, foi estabelecida uma transcrição reversa seguida da reação em cadeia da polimerase quantitativa (RT-qPCR) específica para identificação e quantificação dos diversos genótipos de pestivírus. Foi utilizado o teste de imunoperoxidase (IPX) como referência, além de outros testes de diagnóstico, como transcrição reversa seguida da reação em cadeia da polimerase (RTPCR), isolamento viral (IV), ELISA de captura de antígeno (ECA) e imunohistoquímica (IHQ). Os valores usados como base para quantificação foram pré-determinados pelo resultado da IPX de uma amostra padrão. A sensibilidade da RT-qPCR foi de 103...

‣ Identificação molecular por reação em cadeia da polimerase multiplex para espécies do gênero Candida de importância médica

Santos, Rafaella Braga
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 45 f. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
161.25967%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Biopatologia Bucal - ICT; Este estudo teve como objetivo padronizar a identificação das amostras de espécies de Candida albicans e não-albicans por meio da técnica molecular da reação em cadeia da polimerase (PCR) multiplex Os isolados foram obtidos de um estudo prévio, no qual foram realizados os procedimentos de coleta, isolamento e identificação das espécies de Candida de indivíduos HIV positivos e controle. Foram realizadas provas fenotípicas como a produção de clamidoconídeos e formação de tubo germinativo e pelo sistema de identificação API 20 C AUX. Para a identificação molecular de cada espécie foram utilizadas cepas ATCC e controle positivo. Os isolados foram semeados em caldo Sabouraud dextrose e incubados à 37 ºC por 24 h. Foi realizada a extração, quantificação e purificação do DNA. A amplificação do DNA foi realizada por iniciadores específicos para a identificação de C. albicans, C. parapsilosis, C. glabrata, C. dubliniensis, C. tropicalis, C. krusei e C. guilliermondii. A presença e o comprimento dos fragmentos amplificados foram analisados em gel de agarose com brometo de etídio e visualizadas em luz ultra-violeta. Um total de 104 amostras previamente identificadas pelo API foram identificadas pela PCR multiplex e os resultados mostraram que apenas 14...

‣ Detecção e genotipagem do Helicobacter pylori em biopsias endoscopicas pela reação em cadeia da polimerase (PCR)

Silvia Mendonça Ferreira Menoni
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/08/2001 Português
Relevância na Pesquisa
160.8969%
O Helicobacter pylori (H. pylori) causa infecção muito comum no mundo inteiro e atualmente é considerada a segunda infecção de maior prevalência no homem acometendo pessoas de todas as idades. Estudos epidemiológicos indicam que o H. pylori está relacionado com o nível sócio-econômico e com os hábitos alimentares e constitui um fator ambiental adquirido, importante na patogenia de várias afecções do aparelho digestivo. Em algumas destas patologias, a relação etiológica foi suficientemente comprovada, em outras, é duvidosa ou se baseia em estudos preliminares. Os fatores de patogenicidade do H. pylori estão relacionados: com suas características, e com o meio em que ele se encontra. A capacidade do H. pylori de "não se deixar envolver" com a resposta imunológica do hospedeiro, de resistir à fagocitose, de produzir enzimas (urease, catalase, superóxido dismutase entre outras), favorece a cronicidade da infecção (no estômago) durante longos períodos, eventualmente durante toda a vida. O diagnóstico da infecção pelo Helicobacter pylori pode ser estabelecido utilizando-se vários testes, que diferem entre si em relação à sua especificidade, sensibilidade,caráter invasivo e custo. A detecção do DNA do H. pylori pela PCR (Reação em Cadeia da polimerase) é específica e sensível e pode servir como uma poderosa ferramenta para o diagnóstico da infecção causada por essa bactéria. O diagnóstico de variações em regiões funcionalmente relevantes no genoma do H. pylori tem sido usado como marcador genético em numerosos estudos clínicos para diferenciar as linhagens e associá-Ias à patogênese bacteriana. O presente trabalho teve como objetivo a padronização da técnica "PCR"...

‣ Diagnostico molecular da infecção ativa por citomegalovirus humano (HCMV) em pacientes submetidos a transplante pela reação em cadeia da polimerase (tipo "Nested PCR") : comparação entre leucocitos do sangue periferico e soro; Molecular diagnostic of active human cytomegalovirus infection in patient urdergoing transplanation by nested polymerase chain reaction : comparison between peripheral blood leucocytes and serum

Paula Durante Andrade
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/02/2009 Português
Relevância na Pesquisa
171.02045%
O Citomegalovírus Humano (HCMV) é o principal causador de complicações pós-transplante. Métodos específicos que permitam identificar, precocemente, os pacientes com risco de desenvolvimento de doença, para os quais tratamento é indicado, têm sido requeridos, a fim de que poucos pacientes sejam desnecessariamente tratados e para a efetiva instituição terapêutica. A "Nested-PCR", dupla Reação em Cadeia da Polimerase, é um teste comumente utilizado no diagnóstico da infecção ativa por HCMV, contudo, quando realizada em leucócitos do sangue periférico, devido à sua alta sensibilidade, não apresenta boa correlação com o desenvolvimento de doença por HCMV. A detecção do DNA do HCMV no soro, pela PCR, tem sido associada com o desenvolvimento de doença por HCMV. Neste estudo, nós aplicamos a "Nested-PCR" em leucócitos do sangue periférico (denominada "L-PCR"), o método Convencional do Laboratório, e em soro ("sPCR"), para o diagnóstico da infecção ativa por HCMV, a fim de estabelecermos a correlação dos resultados obtidos, de ambos os métodos, com o desenvolvimento de infecção sintomática. Com este propósito, nós avaliamos, prospectivamente, amostras de 37 pacientes, 20 submetidos a transplante renal...

‣ Comparação entre as técnicas de imunofenotipagem por citometria de fluxo e reação em cadeia da polimerase no diagnóstico dos linfomas folicular e difuso de grande célula B

Silva, Renata da
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 1 v.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
170.97951%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia.; Os linfomas constituem um grupo heterogêneo de desordens malignas com diferentes comportamentos clínicos, distintos fatores patológicos e características epidemiológicas. O Linfoma Folicular (LF) e o Linfoma Difuso de Grande Célula B (LDGC) são os mais freqüentes tipos de neoplasia linfóide de células B maduras. Na atual classificação OMS para os linfomas, a histologia permanece como importante parâmetro para a classificação, embora o diagnóstico destas neoplasias também possa ser baseado na informação combinada do imunofenótipo, genótipo e manifestações clínicas, as quais por si só fornecem informações suficientes para a conduta clínica. A translocação (14;18)(q32;q21) é uma nas anormalidades citogenéticas mais bem caracterizadas em doenças linfoproliferativas B periféricas, sendo detectável em aproximadamente 90% dos LF e 20% dos LDGC dependendo do teste diagnóstico utilizado. Desta forma, o presente estudo teve como objetivo padronizar a detecção da translocação t(14;18)(q32;q21) através da reação de PCR multiplex, assim como estabelecer uma relação entre as características imunofenotípicas e moleculares...

‣ Problemas na padronização da reação em cadeia da polimerase para diagnóstico da tuberculose pulmonar

Bollela,Valdes R.; Sato,Daisy N.; Fonseca,Benedito A. L.
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1999 Português
Relevância na Pesquisa
161.67599%
OBJETIVO: Padronizar reação em cadeia da polimerase para diagnóstico de tuberculose pulmonar, comparando os resultados obtidos com as técnicas microbiológicas clássicas, e analisar seu uso numa região de alta prevalência da tuberculose. MÉTODOS: Foram descontaminadas, após a baciloscopia, 42 amostras de escarro de pacientes. Em seguida, procedeu-se ao cultivo em Lowenstein-Jensen e à reação em cadeia da polimerase com "primers" que amplificam um fragmento de 123 pares de base do genoma do Mycobacterium tuberculosis. RESULTADOS: Das 42 amostras de escarro, 10 apresentaram cultura positiva para M. tuberculosis. Dez foram positivas à baciloscopia e 16 mostraram-se positivas na reação em cadeia da polimerase. A sensibilidade e especificidade do teste em relação à cultura foi de 90% e 81%, respectivamente. CONCLUSÕES: A reação em cadeia da polimerase tem sensibilidade comparável à da cultura e pode ser realizada em apenas um dia, resultando em tratamento precoce e melhor controle da doença. A padronização e avaliação de técnicas de biologia molecular no diagnóstico da tuberculose no Brasil é imprescindível na discussão da implantação deste exame na rotina diagnóstica em centros de referência.

‣ Identificação de espécies de Leishmania isoladas de casos humanos em Mato Grosso do Sul por meio da reação em cadeia da polimerase

Lima Junior,Manoel Sebastião da Costa; Andreotti,Renato; Dorval,Maria Elizabeth Moraes Cavalheiros; Oshiro,Elisa Teruya; Oliveira,Alessandra Gutierrez de; Matos,Maria de Fatima Cepa
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 Português
Relevância na Pesquisa
171.1768%
As leishmanioses são zoonoses endêmicas em Mato Grosso do Sul e têm por agentes etiológicos nessa região Leishmania (Leishmania) chagasi, Leishmania (Leishmania) amazonensis e Leishmania (Viannia) braziliensis. Como método para identificação de espécies de Leishmania, a reação em cadeia da polimerase é uma ferramenta com elevada especificidade e sensibilidade. Analisaram-se 39 isolados de Leishmania criopreservados, obtidos por meio de aspirado medular e/ou biópsia de lesão, conforme a suspeita clínica. Os isolados foram submetidos à extração de DNA e à reação em cadeia da polimerase com os iniciadores: RV1/RV2 para Leishmania (Leishmania) chagasi, a1/a2 para a identificação de Leishmania (Leishmania) amazonensis e b1/b2 para Leishmania (Viannia) braziliensis. Leishmania (Leishmania) chagasi foi a única espécie identificada em 37 casos de leishmaniose visceral. Leishmania (Leishmania) amazonensis foi identificada em dois isolados de pacientes com diagnóstico de leishmaniose tegumentar. Os resultados obtidos confirmam a possibilidade do uso dos três pares de iniciadores como uma ferramenta na caracterização de isolados de Leishmania.

‣ Detecção do provírus da Imunodeficiência Felina em gatos domésticos pela técnica de Reação em Cadeia da Polimerase

Caldas,Ana Paula Ferrary; Leal,Élcio de Souza; Silva,Eduardo Filipe Avila; Ravazzolo,Ana Paula
Fonte: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Publicador: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2000 Português
Relevância na Pesquisa
160.8359%
A infecção de gatos domésticos pelo Vírus da Imunodeficiência Felina (FIV) é um dos modelos mais promissores para o estudo da infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) que causa a Síndrome de Imunodeficiência Adquirida (AIDS). O FIV causa, em gatos, uma enfermidade similar àquela observada em pacientes com AIDS, sobretudo no que diz respeito ao aumento da susceptibilidade a infecções oportunistas. No presente estudo, utilizou-se a Reação em Cadeia da Polimerase (PCR), com o objetivo de detectar o provírus do FIV em gatos com sinais clínicos de imunodeficiência. O fragmento de DNA escolhido como alvo para amplificação situa-se no gene gag do lentivírus felino, o qual é conservado entre as diferentes amostras do vírus. O DNA utilizado foi extraído a partir de amostras de sangue e de tecidos de animais com suspeita clínica de imunodeficiência. Das 40 amostras analisadas, 15 foram positivas, das quais 4 foram submetidas à hibridização, confirmando a especificidade dos fragmentos amplificados. Esses resultados demonstram a presença do FIV na população de gatos domésticos do Rio Grande do Sul, Brasil.

‣ A reação em cadeia da polimerase na detecção da resistência à penicilina em Streptococcus pneumoniae

Zettler,Eduardo Walker; Scheibe,Rosane M.; Dias,Cícero A. G.; Santafé,Patrícia; Moreira,José da Silva; Santos,Diógenes S.; Fritscher,Carlos Cezar
Fonte: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2004 Português
Relevância na Pesquisa
160.85374%
INTRODUÇÃO: O Streptococcus pneumoniae é o mais freqüente agente etiológico de infecções respiratórias adquiridas na comunidade e sua resistência aos antimicrobianos tem aumentado nos últimos anos. A determinação da resistência é feita rotineiramente por método lento que depende do crescimento em cultura e determinação da concentração inibitória mínima (CIM). A reação em cadeia da polimerase (PCR) detecta os genes responsáveis pela resistência do Streptococcus pneumoniae a penicilina em cerca de 8 horas. OBJETIVO: Comparar a PCR com o método da CIM no diagnóstico da resistência da Streptococcus pneumoniae a penicilina. MÉTODO: Foram estudadas 153 amostras de Streptococcus pneumoniae, isoladas de diferentes sítios anatômicos, usando-se para detecção de mutações nos genes que codificam as proteínas ligadoras de penicilina 1a, 2b e 2x, responsáveis pela resistência à penicilina. A ocorrência das mutações foi correlacionada com a CIM de penicilina, determinada pelo teste de difusão em ágar. RESULTADOS: A resistência global à penicilina do Streptococcus pneumoniae foi de 22,8% (16,3% de resistência intermediária e 6,5% de resistência alta). Em proporções estatisticamente significativas...

‣ Avaliação da reação em cadeia da polimerase no diagnóstico da tuberculose pulmonar em pacientes indígenas e não indígenas

Santos,Rose Mary Corrêa; Ogusku,Mauricio Morishi; Miranda,José de Moraes; dos-Santos,Maria Cristina; Salem,Julia Ignez
Fonte: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2006 Português
Relevância na Pesquisa
161.91458%
OBJETIVO: Avaliar a acurácia dos métodos bacteriológicos e da reação em cadeia da polimerase com oligonucleotídeos específicos para a IS6110 do complexo Mycobacterium tuberculosis, em amostras de escarro de indígenas e não indígenas. MÉTODOS: Analisaram-se 214 amostras de escarro (154 de indígenas e 60 de não indígenas) quanto à acurácia da baciloscopia direta e pós-concentração, cultivo e reação em cadeia da polimerase. RESULTADOS: Ambos os métodos baciloscópicos, quando comparados com o cultivo ou a reação em cadeia da polimerase foram de baixa sensibilidade. A especificidade variou de 91% a 100%, sendo a baciloscopia pós-concentração menos específica. Nas amostras indígenas constataram-se três vezes mais isolamentos de micobactérias não tuberculosas do que nas não indígenas. Resultados da reação em cadeia da polimerase aparentemente falsos-positivos e negativos foram encontrados com maior freqüência na população indígena. CONCLUSÃO: Baciloscopias positivas para bacilos álcool-acidorresistentes com isolamento de micobactérias não tuberculosas e reação em cadeia da polimerase positiva estabelecem as hipóteses de: existência na Amazônia de espécies de micobactérias não tuberculosas com regiões do DNA homólogas à IS6110 ou ainda que possuam a IS6110...

‣ Expressão diferencial do fator tecidual (FT) no adenocarcinoma colorretal por reação em cadeia da polimerase em tempo real (RT - PCR)

Azevedo, Norlai Alves
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
160.83849%
O adenocarcinoma colorretal é uma das neoplasias mais incidentes no ser humano. A expressão do Fator Tecidual (FT) foi associada ao desenvolvimento de metástases e a um pior prognóstico em várias neoplasias malignas, sendo considerado um dos mais importantes fatores pró-angiogênicos. Este estudo teve como objetivo principal demonstrar a expressão diferencial do FT em adenocarcinomas colorretais através da técnica de quantificação de ácidos nucléicos (mRNA) por Reação de Cadeia da Polimerase em Tempo Real (RT-PCR), Foram estudados blocos de parafina de 19 pacientes com tumor (casos) e 15 sem tumor (controles) do banco de dados, do Serviço de Colo-proctologia do Hospital São Lucas da PUCRS. A intensidade da expressão do TF foi comparada com a DMV e com dados clínicos e anatomo-patológicos. O grupo tumor apresentou expressão do FT maior do que o grupo controle (p< 0,001), e teve uma expressão do FT em média 7,33 vezes maior do que o grupo controle. Houve associação significativa entre a presença de metástase e a expressão aumentada do FT (p= 0,001), bem como entre a idade e a expressão do FT nos pacientes com tumor (p=0,026); entretanto, não foi encontrada associação entre a expressão do Fator Tecidual e a Densidade microvascular...

‣ Identificação de espécies de Leishmania isoladas de casos humanos em Mato Grosso do Sul por meio da reação em cadeia da polimerase

Lima Junior, Manoel Sebastião da Costa; Andreotti, Renato; Dorval, Maria Elizabeth Moraes Cavalheiros; Oshiro, Elisa Teruya; Oliveira, Alessandra Gutierrez de; Matos, Maria de Fátima Cepa
Fonte: Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical Publicador: Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
181.18941%
As leishmanioses são zoonoses endêmicas em Mato Grosso do Sul e têm por agentes etiológicos nessa região Leishmania (Leishmania) chagasi, Leishmania (Leishmania) amazonensis e Leishmania (Viannia) braziliensis. Como método para identificação de espécies de Leishmania, a reação em cadeia da polimerase é uma ferramenta com elevada especificidade e sensibilidade. Analisaram-se 39 isolados de Leishmania criopreservados, obtidos por meio de aspirado medular e/ou biópsia de lesão, conforme a suspeita clínica. Os isolados foram submetidos à extração de DNA e à reação em cadeia da polimerase com os iniciadores: RV1/RV2 para Leishmania (Leishmania) chagasi, a1/a2 para a identificação de Leishmania (Leishmania) amazonensis e b1/b2 para Leishmania (Viannia) braziliensis. Leishmania (Leishmania) chagasi foi a única espécie identificada em 37 casos de leishmaniose visceral. Leishmania (Leishmania) amazonensis foi identificada em dois isolados de pacientes com diagnóstico de leishmaniose tegumentar. Os resultados obtidos confirmam a possibilidade do uso dos três pares de iniciadores como uma ferramenta na caracterização de isolados de Leishmania.; Leishmaniases are endemic zoonoses in the State of Mato Grosso do Sul. Their etiological agents in this region of Brazil are Leishmania (Leishmania) chagasi...

‣ Diagnostico da infecção pelo HIV-1 em crianças nascidas de mães HIV positivas, atraves da "nested pcr" (reação em cadeia da polimerase)

Rosana Mara Molina
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/1998 Português
Relevância na Pesquisa
161.02047%
O diagnóstico da infecção pelo HIV é usualmente estabelecido por ensaios sorológicos, que identificam anticorpos específicos contra o HIV. Entretanto, o recém-nato pode receber os anticorpos matemos da classe IgG, durante a gestação, no momento do parto, ou após o nascimento e com isso apresentar resultados falsos positivos até cerca de 18 meses de vida. Há vários outros métodos para o diagnóstico do HIV -1 em crianças, mas o que está sendo indicado atualmente é a reação em cadeia da polimerase (PCR) , por ser um método rápido, de alta sensibilidade e especificidade, que podem ser potencializadas com a realização de uma segunda reação de amplificação (''Nested-PCR''). A PCR detecta fragmentos-alvo do genoma viral. Com base na necessidade de um diagnóstico precoce do HIV-1, o presente trabalho teve como objetivo a padronização da técnica da ''Nested-PCR'', com utilização de "primers" que flanqueiam 4 regiões virais conservadas do HIV -1 (genes gag, env - 2 regiões e pol), para detecção do HIV-I, e aplicação do método em 41 crianças (com no mínimo 2 e no máximo 4 coletas de amostragem de sangue periférico) em seguimento no Hospital de Clínicas da UNICAMP, com suspeita de infecção. Os dados permitiram um estudo comparativo entre o diagnóstico feito pela ''Nested-PCR'' com os resultados obtidos pelo método soro lógico imunoenzimático ELISA (Enzyme Linked Immunosorbent Assay)...

‣ Real-time reverse transcription polymerase chain reaction; Reação em cadeia da polimerase da transcrição reversa em tempo real

Ladeira, Pedro Ribeiro Soares de; Isaac, Cesar; Ferreira, Marcus Castro
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/03/2011 Português
Relevância na Pesquisa
161.07379%
RT-qPCR is one of the most widespread and reliable methods of measuring gene expression. First, the extraction of mRNA from a homogeneous cell group is done in order to perform the RT phase (reverse transcription). At this point the reverse transcriptase enzyme synthesizes cDNA corresponding to each RNA strand. Then begins the qPCR (real time polymerase chain reaction), which gets its name because it gives quantitative results (“q” of qPCR), unlike the conventional PCR qualitative results. This stage is characterized by amplification of a specific site in the set of cDNA, which is achieved, briefly, through the use of a DNA-dependent thermostable DNA polymerase (Taq polymerase), two oligomers specific to serve as primers for polymerase and a non-specific DNA fluorophore (SYBR Green I, for example). As the double-strand cDNA is being synthesized, the fluorophore binds to its strands and, after being excited, emits light in proportion to the number of double chains. Through graphical analysis, it is possible to quantify the initial sample of cDNA that, in absence of errors, is proportional to mRNA; RT-qPCR é um dos métodos de mensurar expressão gênica mais difundidos e confiáveis utilizados atualmente. Primeiro, realiza-se extração do RNAm de um grupo celular homogêneo para poder realizar a fase RT (transcrição reversa). Neste momento a enzima transcriptase reversa sintetiza o DNAc correspondente de cada fita de RNA. Em seguida inicia-se a qPCR (reação em cadeia da polimerase em tempo real)...

‣ Problemas na padronização da reação em cadeia da polimerase para diagnóstico da tuberculose pulmonar

Bollela,Valdes R.; Sato,Daisy N.; Fonseca,Benedito A. L.
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1999 Português
Relevância na Pesquisa
161.67599%
OBJETIVO: Padronizar reação em cadeia da polimerase para diagnóstico de tuberculose pulmonar, comparando os resultados obtidos com as técnicas microbiológicas clássicas, e analisar seu uso numa região de alta prevalência da tuberculose. MÉTODOS: Foram descontaminadas, após a baciloscopia, 42 amostras de escarro de pacientes. Em seguida, procedeu-se ao cultivo em Lowenstein-Jensen e à reação em cadeia da polimerase com "primers" que amplificam um fragmento de 123 pares de base do genoma do Mycobacterium tuberculosis. RESULTADOS: Das 42 amostras de escarro, 10 apresentaram cultura positiva para M. tuberculosis. Dez foram positivas à baciloscopia e 16 mostraram-se positivas na reação em cadeia da polimerase. A sensibilidade e especificidade do teste em relação à cultura foi de 90% e 81%, respectivamente. CONCLUSÕES: A reação em cadeia da polimerase tem sensibilidade comparável à da cultura e pode ser realizada em apenas um dia, resultando em tratamento precoce e melhor controle da doença. A padronização e avaliação de técnicas de biologia molecular no diagnóstico da tuberculose no Brasil é imprescindível na discussão da implantação deste exame na rotina diagnóstica em centros de referência.