Página 1 dos resultados de 892 itens digitais encontrados em 0.012 segundos

‣ Hobbes e a reciprocidade. Uma investigação sobre a relevância da regra de ouro das leis naturais na teoria política hobbesiana.; Hobbes and the reciprocity: an investigation about the relevance of the golden rules of natural law in Hobbesian political theory.

Villanova, Marcelo Gross
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 06/08/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.31104%
Base da postulação da comunidade política, as leis naturais são resumidas por duas frases, faça aos outros o que gostaria que fizessem a si e a outra não faça aos outros o que gostaria que não fizessem a ti. Hobbes denomina essa síntese das leis naturais de princípio de reciprocidade. Fora essas duas frases, Hobbes não apresenta maiores esclarecimentos quanto ao seu significado. A presente pesquisa pretende refletir sobre a teoria política hobbesiana a partir da problematização do sentido do princípio de reciprocidade, colocando em evidência algo que não está bem explicado e que não ocupa um lugar de pouca importância na sua teoria política. Na literatura crítica é bem conhecida a controvérsia a respeito do papel das leis naturais, da relação entre as leis naturais e leis civis, do direito de resistência, do direito de punir, silêncio das leis. Reflete-se sobre essas e outras questões tendo em vista a perspectiva da elucidação do princípio de reciprocidade. Ainda que situar adequadamente o locus conceitual das dificuldades não seja uma garantia de resolução dos problemas teóricos da formulação hobbesiana, pode-se obter um ganho no sentido de melhorar o trato com essas dificuldades.; The laws of nature...

‣ Nas teias da economia : o papel das redes sociais e da reciprocidade nos processos locais de desenvolvimento; The economic web: social network and reciprocity relations inside local development

Radomsky, Guilherme Francisco Waterloo; Schneider, Sergio
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.204377%
O trabalho aborda o tema das redes sociais de trabalho sob o ângulo das relações de reciprocidade. A partir de um estudo de caso no município de Veranópolis, Rio Grande do Sul, o artigo procura compreender a importância das relações de reciprocidade para a constituição de redes de trabalho ligadas a comerciantes, a indústrias de fusão de aços e a indústrias de calçados e artigos esportivos. Pretende-se demonstrar que, apesar de uma origem social comum, as diferentes redes de trabalho apresentam distintas características no que diz respeito a formas de trabalho, modo de operação e regulação da concorrência entre os empreendimentos. No caso estudado, o conjunto de relações em rede é responsável pelo dinamismo do mercado de trabalho e pela diferenciação da economia local, uma vez que articula os atores que compõem o tecido social e exerce efeitos relevantes para o desenvolvimento do território como um todo.; The paper analyses social networks from a point of view that highlights reciprocity relations. Applying a case studyin Veranópolis municipality, Rio Grande do Sul, the paper find out to understand the importance of reciprocity relations in the constitution of labour networks engaged to trading, micro fusion industries...

‣ Análise inversa com uso de algoritmo genético para localização de tumores de pele discretizados em elementos de contorno com reciprocidade dual; Inverse analysis using genetic algorithm for localisation of skin tumours using the boundary element method with dual reciprocity

Bueno, Fabrício Ribeiro
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
37.204377%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, 2008.; Neste trabalho, assim como em Partridge e Wrobel (2007), o Método dos Elementos de Contorno com Reciprocidade Dual é associado a um Algoritmo Genético, gerando uma ferramenta que, através de uma distribuição de temperatura medida na superfície da pele, calcula, por um processo inverso, a localização e o tamanho de um tumor. O método parte de uma série de cadeias de binários aleatórios que representam cada um uma possível solução do problema armazenando a posição do centro e o tamanho do tumor. Esses números binários são chamados de cromossomos que são melhorados a cada geração por um processo numérico de cruzamento e mutação, imitando o processo biológico de reprodução com seleção natural. O Método da Reciprocidade Dual aqui foi implementado para a função de aproximação 3 r com termos lineares acrescidos 1, x e y. O que não quer dizer que não possam ser utilizadas outras funções. Foram melhorados os resultados do trabalho anterior (Partridge e Wrobel, 2007), além de modificar as rotinas, tornando-as capazes de localizar tumores com geometria circular. Também são apresentados resultados para exemplos com condições de contorno convectivos e com ruído...

‣ Análise inversa com uso de algoritmo genético para localização de tumores de pele em três dimensões utilizando elementos de contorno com reciprocidade dual; Inverse analysis using a genetic algorithm for localisation of skin tumours using dual reciprocity boundary element method

Bueno, Fabrício Ribeiro
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
Português
Relevância na Pesquisa
37.31104%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, 2012.; Neste trabalho, o Método dos Elementos de Contorno com Reciprocidade Dual será associado a um Algoritmo Genético, gerando uma ferramenta que, através de uma distribuição de temperatura medida na superfície da pele, calcula-se, por um processo inverso, a localização e o tamanho de um tumor. Foi desenvolvido um sistema para simulação computacional, com modelagem tridimensional, de problemas de transferência de calor em meios biológicos baseado na solução da equação biotérmica de Pennes. A técnica destina-se a previsões de temperatura, visualização do comportamento e a práticas de diagnósticos de tumores. A equação biotérmica é aqui resolvida com o uso Método dos Elementos de Contorno com Reciprocidade Dual. O Método da Reciprocidade Dual foi implementado com o uso da função de aproximação com melhor resultado para modelos tridimensionais r f + = 1 associada a funções acrescidas lineares 1, x , y e z. Devido ao fato de a função objetivo, que é resolvida inversamente, envolver uma função de MEC com MRD...

‣ Formação e sustentabilidade do altruísmo nas organizações educativas: o dilema da reciprocidade forte no desenvolvimento do espírito cooperativo

Favinha, MarÍlia; Beirante, David
Fonte: CIEP/Universidade de Évora Publicador: CIEP/Universidade de Évora
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.046921%
É inegável a existência de um hiato de conhecimento em relação às circunstâncias que conduzem à cooperação nas organizações educativas. Todavia, entende-se que à medida que o contexto organizacional se torna mais instável e turbulento, maior é a necessidade de instalar um ambiente cooperativo na organização, possibilitando colocar o know-how colectivo ao serviço da criação de um conjunto de soluções diversas para os problemas e situações que se alternam e diferenciam em ritmo acelerado. Neste contexto, a concepção clássica e instrumental da organização educacional necessita de ser substituída por uma concepção mais fluida e menos tecnocrática que permita implementar um clima mais favorável à participação activa dos actores organizacionais. O objectivo principal deste trabalho é a análise dos processos de cooperação entre actores empíricos, situados no contexto de acção de uma organização educativa. Nesta óptica, interessa fundamentalmente compreender como é que localmente se desenvolve a acção colectiva, ou seja, que tipo de mecanismos particulares permitem construir a cooperação entre actores empíricos neste tipo de organização. Conclui-se que a mobilização dos actores organizacionais para a cooperação pode assentar em dispositivos específicos de reciprocidade...

‣ Reciprocidade e mercado: uma leitura crítica comparada entre Hayek e Mauss

Haro, Fernando Ampudia de
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Trabalho em Andamento
Publicado em 12/06/2015 Português
Relevância na Pesquisa
37.204377%
O objectivo deste trabalho é analisar criticamente dois princípios de governação económica: o princípio da reciprocidade e o princípio do mercado. Tais princípios são examinados a partir do contributo de dois dos seus principais teóricos, Marcel Mauss e Friedrich Hayek. Mais especificamente, são estudados os seguintes aspectos: a) as suas dimensões estruturais; b) a noção de actor económico associada à reciprocidade e ao mercado; e c) a ordem socio-económica derivada da aplicação de cada princípio

‣ A dívida e a diferença. Reflexões a respeito da reciprocidade

Villela,Jorge Luiz Mattar
Fonte: Departamento de Antropologia, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo - FFLCH/USP Publicador: Departamento de Antropologia, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo - FFLCH/USP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2001 Português
Relevância na Pesquisa
37.046921%
O objetivo deste artigo é propor alternativas para se pensar o dom, desprendidas das noções de equivalência, homeostase, dialética e reconhecimento; que, como sugere o presente texto, são centrais nas mais variadas leituras do Ensaio sobre o dom assim como em todos os usos que se faz da reciprocidade. Para tal, lançou-se mão dos conceitos apresentados por Nietzsche em A genealogia da moral e dos conceitos de Gilles Deleuze e Felix Guattari, autores que combatem o hegelianismo subjacente nas noções acima referidas.

‣ Marcel Mauss: da dádiva à questão da reciprocidade

Sabourin,Eric
Fonte: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais - ANPOCS Publicador: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais - ANPOCS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.31104%
Por que da dádiva à reciprocidade? Porque, precisamente, ao longo do Ensaio sobre a dádiva, Marcel Mauss descreve relações e prestações de reciprocidade. Procurando explicar as origens humanas da troca, o autor descobre princípios fundamentais da organização e da lógica econômica e social das sociedades de reciprocidade. A dádiva e a contradádiva pertencem a uma dialética social e econômica polarizada pelo prestígio e pela honra. Essa polaridade, por si só, proíbe não só reduzir o sistema dádiva/contradádiva a uma troca (intercâmbio), mas também proíbe explicar o princípio de redobramento da dádiva pelo interesse do primeiro doador. O reconhecimento traduz-se em prestígio e em autoridade política. Mas, para poder dar, é preciso produzir: a produção está subordinada à doação, o que gera uma economia com princípios inversos àqueles da economia de troca ocidental.

‣ Troca e reciprocidade no campo da cultura política

Laniado,Ruthy Nadia
Fonte: Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília Publicador: Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2001 Português
Relevância na Pesquisa
37.204377%
Este trabalho introduz uma discussão sobre a ação social no campo da cultura política buscando entender a capacidade de adesão dos indivíduos aos valores e normas que orientam uma sociedade democrática. Foca a análise na reciprocidade entre atores e sistemas de troca e entre estes e as instituições, considerando os valores culturais e o capital social. O pressuposto geral refere-se à tradição brasileira da ambigüidade dos valores nas trocas que regem os sistemas sociais na esfera pública e na privada, exacerbando ambivalências, paradoxos e formando um híbrido institucional entre o mundo formal e o informal. Analisa a questão em relação ao sentido da liberdade, da obrigação e da confiança na relação entre os direitos e deveres que configuram a identidade social e a participação política de cada um, na forma como se relacionam com as trocas e a reciprocidade na democracia brasileira.

‣ Nas teias da economia: o papel das redes sociais e da reciprocidade nos processos locais de desenvolvimento

Radomsky,Guilherme; Schneider,Sergio
Fonte: Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília Publicador: Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2007 Português
Relevância na Pesquisa
37.204377%
O trabalho aborda o tema das redes sociais de trabalho sob o ângulo das relações de reciprocidade. A partir de um estudo de caso no município de Veranópolis, Rio Grande do Sul, o artigo procura compreender a importância das relações de reciprocidade para a constituição de redes de trabalho ligadas a comerciantes, a indústrias de fusão de aços e a indústrias de calçados e artigos esportivos. Pretende-se demonstrar que, apesar de uma origem social comum, as diferentes redes de trabalho apresentam distintas características no que diz respeito a formas de trabalho, modo de operação e regulação da concorrência entre os empreendimentos. No caso estudado, o conjunto de relações em rede é responsável pelo dinamismo do mercado de trabalho e pela diferenciação da economia local, uma vez que articula os atores que compõem o tecido social e exerce efeitos relevantes para o desenvolvimento do território como um todo.

‣ A predação, a reciprocidade e o caso das Guianas

Rivière,Peter
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social - PPGAS-Museu Nacional, da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Publicador: Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social - PPGAS-Museu Nacional, da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2001 Português
Relevância na Pesquisa
37.046921%
Este artigo se baseia no argumento de Philippe Descola de que há uma homologia entre a maneira como as pessoas tratam a natureza e a maneira como se tratam entre si. Ele contrasta os povos jívaro e tukano - o primeiro organizando a relação em termos de predação, o último em termos de reciprocidade. É introduzido um terceiro elemento na comparação: a região das Guianas, onde se encontraria, segundo a hipótese aqui formulada, um certo grau de autocontenção do grupo social e de isolamento diante da natureza. Isto de fato é verdade, mas é também possível identificar, dependendo dos dados e do contexto, relações predatórias e recíprocas com a natureza ou o exterior. É então sugerido que este seja não apenas o caso das Guianas, mas da Amazônia de um modo geral.

‣ As sociedades contra o Estado existem?: Reciprocidade e poder em Pierre Clastres

Lanna,Marcos
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social - PPGAS-Museu Nacional, da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Publicador: Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social - PPGAS-Museu Nacional, da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2005 Português
Relevância na Pesquisa
37.046921%
Este artigo avalia criticamente a contribuição de Pierre Clastres para o entendimento do poder, enfatizando sua noção de "sociedade contra o Estado". Mostra que a crítica de Clastres a Lévi-Strauss não exclui uma proposta particular de atualização daquilo que o primeiro denomina "troca recíproca" e indica que sua reflexão depende de uma concepção da reciprocidade que a confunde simultaneamente com simetria, equivalência e igualdade. Mostra ainda que a noção de "sociedade contra o Estado" não deixa de se fundamentar, em última análise, na proposição de um modo específico de relação de troca entre os termos "sociedade" e "Estado". Esta troca, cuja existência é negada por Clastres, é implícita e inconscientemente afirmada por ele.

‣ Esquema mental de reciprocidade e influências sobre afetividade no trabalho

Siqueira,Mirlene Maria Matias
Fonte: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte Publicador: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2005 Português
Relevância na Pesquisa
37.388076%
Noções sociológicas de troca social têm marcante influência sobre como são interpretadas relações entre empregado e organização, destacando-se o papel exercido pela norma de reciprocidade. O presente estudo foi desenvolvido com o objetivo de ampliar a compreensão psicossocial de três conceitos: percepção de suporte, percepção de reciprocidade e comprometimento normativo. Apresentam-se hipóteses sobre sua integração a um esquema mental de reciprocidade e sua influência sobre dois critérios afetivos: satisfação no trabalho e comprometimento organizacional afetivo. Participaram do estudo 483 empregados de empresas particulares e públicas da Grande São Paulo. Os resultados do estudo atestaram a pertinência de se considerar os três conceitos analisados como integrantes do esquema mental de reciprocidade bem como evidenciaram a capacidade deste esquema explicar proporções significativas da variância de dois critérios afetivos. Percepção de suporte organizacional revelou-se o componente cognitivo com maior poder de influência sobre satisfação no trabalho e comprometimento afetivo.

‣ Organização de trabalho, credora ou devedora? Estudo sobre reciprocidade organizacional

Kanan,Lilia Aparecida; Zanelli,José Carlos
Fonte: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá Publicador: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.046921%
Caracterizar a reciprocidade organizacional no contexto universitário por meio da percepção de docentes-gestores constituiu o objetivo desse estudo. A pesquisa assumiu caráter qualitativo com enfoque exploratório e descritivo e envolveu entrevistas semiestruturadas. Os participantes, docentes-gestores de universidades de Santa Catarina, manifestam que o reconhecimento e valorização dos esforços que despendem não constituem, ou pouco constituem, práticas gerenciais de seus superiores; suas expectativas de retribuição não são plenamente consideradas, o que reforça neles a percepção de débito de parte da universidade; mas, embora tais expectativas sejam frustradas, continuam a emitir atos inovadores, sugestivos e cooperativos, o que demonstra sua dedicação para com o curso e o trabalho, fato explicado pelo seu grau de comprometimento com a organização que os emprega.

‣ Teoria da reciprocidade e sócio-antropologiado desenvolvimento

Sabourin,Eric
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Sociologia - UFRGS Publicador: Programa de Pós-Graduação em Sociologia - UFRGS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.388076%
No momento em que o ensino da sociologia do desenvolvimento está declinando nas universidades européias e, em menor grau, nas latino-americanas, afirma-se uma renovação da teoria da reciprocidade, precisamente nesse campo e no da economia social, a partir da antropologia e da sociologia econômica. O artigo trata, portanto, da contribuição da teoria da reciprocidade para a sócioantropologia do desenvolvimento. Divide-se em duas partes. A primeira apresenta brevemente os precursores e os fundamentos da teoria da reciprocidade. A segunda ilustra, a partir de alguns exemplos contemporâneos, a aplicação dessa teoria à sócio-antropologia do desenvolvimento rural. As considerações finais tratam dos limites e novas perspectivas heurísticas dessa teoria.

‣ A reciprocidade nos contratos: uma análise expressivista

Zanitelli,Leandro Martins
Fonte: Fundação Getúlio Vargas, Escola de Direito Publicador: Fundação Getúlio Vargas, Escola de Direito
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.703481%
Este artigo se propõe a determinar por que a legislação contratual deve expressar o valor da reciprocidade.embora muito se venha debatendo sobre ajustiça ou oequilíbrio nos contratos e aproibição à estipulação de cláusulas abusivas, pouca atenção tem sido dispensada às questões de saber se e por que é importante que o valor da reciprocidade seja incorporado ao conteúdo expressivo da legislação contratual, isto é, que a lei, ao regrar a atividade contratual, torne patente sua adesão ao valor da reciprocidade como justiça nas trocas ou recusa à exploração de uma das partes pela outra. Segundo se defende aqui, a expressão legal do valor da reciprocidade-que pode acontecer se ja por intermédio de um princípio geral de equanimidade contratual, seja por requerimentos mais específicos, tais como o da observância do preço médio (ou“preço de mercado) ou o da não estipulação de certas cláusulas - é importante por duas ordens de razões. Primeiro, o fato de a lei expressar o valor da reciprocidade é de se considerar importante porque o conteúdo expressivo da lei - aquilo que a lei expressa - é intrinsecamente importante. No caso da reciprocidade, sustenta-se mais adiante que a lei, ao manifestar o anseio de que haja certo ajuste entre o sacrifício realizado e a vantagem obtida pelos contratantes...

‣ A reciprocidade na economia de comunhão (EdC): uma perspectiva de economia solidária

Faia, Rui Filipe Sardinha
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.204377%
Mestrado em Economia Social e Solidária; O presente trabalho tem como objectivo a apresentação da Economia de Comunhão (EdC) procurando evidenciar dois aspectos relacionados entre si: i) a importância de uma alternativa ao ‘interesse próprio’ nas formas de vivência e de reflexão sobre a Economia; ii) a articulação entre a EdC e a Economia Solidária, considerando as respectivas propostas de pensamento e de acção económicos. Procura-se deste modo avaliar a importância dos relacionamentos em economia, e de forma particular como é que a reciprocidade, vivida no seio da EdC, pode contribuir para a Economia Solidária. Após a apresentação da EdC, será exposta uma breve síntese da história do pensamento económico, focando a problemática que envolve a noção de ‘interesse’ (‘próprio’ e ‘comum’). Segue-se a análise dos valores presentes na EdC, partindo-se da convicção de que os mesmos, de características éticas e morais, estão impregnados na nossa matriz humana, independentemente das convicções e ideais de cada um. A defesa de que a EdC pode ser integrada no paradigma da Economia Solidária, no âmbito da qual a importância dos valores na esfera social e económica é expressa num movimento de renovação...

‣ Nas teias da economia: o papel das redes sociais e da reciprocidade nos processos locais de desenvolvimento

Radomsky, Guilherme
Fonte: Universidade de Brasilia Publicador: Universidade de Brasilia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 29/04/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.204377%
O trabalho aborda o tema das redes sociais de trabalho sob o ângulo das relações de reciprocidade. A partir de um estudo de caso no município de Veranópolis, Rio Grande do Sul, o artigo procura compreender a importância das relações de reciprocidade para a constituição de redes de trabalho ligadas a comerciantes, a indústrias de fusão de aços e a indústrias de calçados e artigos esportivos. Pretende-se demonstrar que, apesar de uma origem social comum, as diferentes redes de trabalho apresentam distintas características no que diz respeito a formas de trabalho, modo de operação e regulação da concorrência entre os empreendimentos. No caso estudado, o conjunto de relações em rede é responsável pelo dinamismo do mercado de trabalho e pela diferenciação da economia local, uma vez que articula os atores que compõem o tecido social e exerce efeitos relevantes para o desenvolvimento do território como um todo.

‣ Manejo dos Recursos Comuns e Reciprocidade: os Aportes de Elinor Ostrom ao Debate; Management of Common Resources and Reciprocity: the contributions of Elinor Ostrom to the Debate

Sabourin, Eric; CIRAD, Montpellier
Fonte: Editora de Livros IABS Publicador: Editora de Livros IABS
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 22/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.388076%
O artigo analisa a importância da reciprocidade nos processos e dispositivos de manejo de recursos comuns. Primeiro, examina o papel que Ostrom atribui à norma de reciprocidade na sua abordagem da gestão dos recursos em propriedade comum. Uma segunda parte apresenta a leitura das relações econômicas e sociais no manejo de recursos comuns pela ótica da teoria da reciprocidade da antropologia econômica. Finalmente, a conclusão apresenta um início de diálogo entre as propostas de Ostrom e a teoria da reciprocidade.; This paper analyzes the importance of reciprocity in the processes and procedures recorded in the management of common resources. It examines first the role that E. Ostrom attributes to the norm of reciprocity in her approach to common property resources. A second part interprets economic and social relations in the management of common resources as seen by economic anthropology’s theory of reciprocity. Finally, the conclusion attempts to establish a dialogue between Ostrom’s proposals and the theory of reciprocity.

‣ Reciprocidade discursiva, enquadramento e deliberação: a consulta pública sobre reforma política da ALMG

Mendonça,Ricardo Fabrino; Freitas,Fernando Vieira de; Oliveira,Wesley Matheus de
Fonte: Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa Publicador: Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.31104%
O conceito de reciprocidade é fundamental para a perspetiva deliberacionista de democracia. No entanto, críticos da perspetiva tendem a interpretá-lo como um fardo que os deliberacionistas insistiriam em carregar, o que promoveria uma leitura irrealista e deturpada das efetivas lutas por interesse na cena política. Este artigo busca discutir a dificuldade de lidar metodologicamente com a noção de reciprocidade e apresenta a necessidade de uma distinção entre duas dimensões da reciprocidade: a direta e a discursiva. Através de um estudo de caso sobre uma consulta pública online, ilustra-se a operacionalização dessas dimensões, recorrendo-se à análise de enquadramentos.