Página 1 dos resultados de 491 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

‣ Entre Douro - e - Mundo: mito e literatura na revista Nova Renascença; Between Douro - and - World: myth and literature in New Renaissance magazine

Ferraz, Roberta Almeida Prado de Figueiredo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/10/2008 Português
Relevância na Pesquisa
47.50626%
Em 1980 é publicada no Porto a revista Nova Renascença, um periódico de publicação trimestral que terá duração até o ano de 1999. Um dos principais objetivos da revista, continuamente exposto em seus editoriais e manifestos, bem como em alguns de seus textos de crítica literária, estava em reelaborar uma identidade nacional, que aliando tradição e modernidade, fez da língua portuguesa sua expressão mítica. Sabemos que os mitos em suas narrativas simbólicas configuram diversos tipos de saberes e de usos, dos mais criativos aos mais retóricos, tornando-se, sempre, uma expressão perigosa. Partindo, portanto, desse pressuposto, buscamos, neste trabalho, apresentar alguns dos diferentes sentidos que a proposta mitopoética da língua e da Pátria assumem na revista, sempre tendo como horizonte o contexto sócio-histórico do atual debate sobre o retorno do mito e a pós-modernidade.; In 1980, the Nova Renascença magazine was first published, in Portos city, lasting untill 1999. One of its main goals, continuously displayed in its editorials and manifestos, as well as in some of its texts of literary critics, was to re-elaborate Portugals identity, which by uniting tradition and modernity, made, out of the Portuguese language...

‣ Um grupo abstrato: cultura, geração e ambições modernas na revista Joaquim; An abstract group: culture, generation and modern ambitions in the literary magazine Joaquim

Romanovski, Natalia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/10/2014 Português
Relevância na Pesquisa
47.18305%
A pesquisa toma como objeto a revista literária Joaquim, editada em Curitiba entre 1946 e 1948. Procuramos entender as condições de possibilidade desse empreendimento intelectual e as características dos posicionamentos expressos na revista, em suas relações com as trajetórias dos principais colaboradores e com a posição que eles ocupavam no espaço intelectual paranaense e nacional. Primeiramente, caracterizamos o espaço intelectual paranaense, pensando as transformações pelas quais o estado passava em termos políticos, econômicos e sociais. Essas circunstâncias afetaram a posição de Curitiba e de suas elites tradicionais, e, em consequência, sua vida intelectual. Em seguida, mostramos como a revista se formou no seu núcleo principal de colaboradores estabelecidos em Curitiba. Suas colaborações estão relacionadas às suas trajetórias e às posições que ocupavam, o que se reflete em posicionamentos por vezes bastante variados. Por fim, buscamos analisar algumas das estratégias empregadas na revista, como as estratégias de divulgação e de autoidentificação em base geracional. Aqui, deve-se considerar a interlocução com os agentes e paradigmas dominantes, ligados ao modernismo dos centros nacionais e que colocavam os agentes numa relação de ambivalência sobre o seu pertencimento periférico. A análise das trajetórias e das estratégias revela diversos princípios operantes em um espaço intelectual em transformação no período do pós-guerra...

‣ Criação literária no outono do escravismo : Machado de Assis

Bergamini Junior, Atilio
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.561562%
Esta tese discute as condições e práticas a partir das quais Machado de Assis fez as escolhas artísticas que resultaram no conto “Virginius: narrativa de um advogado” (publicado no Jornal das Famílias em 1864) e no romance Memórias póstumas de Brás Cubas (publicado, pela primeira vez, na Revista Brasileira, de março a dezembro de 1880). Objetivou-se: ressaltar a relevância de pesquisar as obras “menores” do autor; resistir a leituras que reconhecem complexidade somente em obras maduras ou esteticamente bem formuladas; apontar os princípios das escolhas do autor e sua ligação com as relações de produção intelectual do período; compreender a posição da estética machadiana nos dilemas do final do escravismo. Para tanto, procedeu-se uma leitura das duas obras, enfatizando os seguintes detalhes: a utilização dos vocábulos “camarada” e “capanga” no conto; a presença do vocábulo “dinheiro” no romance. A essa leitura de pormenores, conjugou-se uma interpretação histórico-filosófica do conteúdo geral das obras. Com isso, chegou-se às hipóteses de que Machado construiu em “Virginius” uma estetização de possíveis trajetórias dos trabalhadores pobres mulatos no findar do escravismo: ou eles passariam por uma inserção numa espécie de utopia escravocrata ou...

‣ As crônicas de Artur Azevedo na revista literária O álbum (1893-1895)

Stopa, Rafaela
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 3 v.
Português
Relevância na Pesquisa
47.696113%
Pós-graduação em Letras - FCLAS; Esta dissertação se propõe a abordar as seções de crônicas ―Crônica Fluminense‖ e ―Teatros‖, ambas de Artur Azevedo, que as publicou respectivamente com os pseudônimos A. e X.Y.Z., na revista literária O Álbum (1893-1895), cuja direção era de sua responsabilidade. Buscou-se considerar a temática e a fatura dos textos em sua relação com o contexto histórico do final do século XIX, bem como apresentar um panorama do periódico para discernir sua linha editorial e conhecer o papel de Artur Azevedo como diretor literário e responsável por outros textos da revista. Para tanto, no volume 1, a introdução traz uma revisão de literatura sobre o autor em questão, para apontar a contribuição deste trabalho frente aos estudos já publicados. No primeiro capítulo, aborda-se a revista, com o cuidado de apontar o momento, tanto social quanto literário em que circulou, assim como proporcionar uma visão geral dos colaboradores e dos textos veiculados. Ressalte-se que, mesmo nessa parte, a ênfase recai sobre a produção de Azevedo. O segundo capítulo traz, em específico, a leitura da seção ―Crônica Fluminense‖, tendo em vista que o objetivo desta dissertação é tratar do trabalho de Azevedo como cronista e diretor da revista literária...

‣ Coleção: Álbum das meninas: revista literária e educativa dedicada às jovens brasileiras (1898 - 1900)

Vários autores
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Periódico
Português
Relevância na Pesquisa
47.37171%
O Álbum das Meninas: revista literária e educativa dedicada às jovens brasileiras, foi publicado por Anália Franco, a partir de 1898 e discutia a participação da mulher na sociedade e seu direito à educação. A revista teve duração de 25 anos, mas aqui apresentam-se os números relativos aos anos de 1898 a 1900.

‣ Revista "A Mensageira": alvorecer de uma nova era?

Kamita,Rosana Cássia
Fonte: Centro de Filosofia e Ciências Humanas e Centro de Comunicação e Expressão da Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Centro de Filosofia e Ciências Humanas e Centro de Comunicação e Expressão da Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2004 Português
Relevância na Pesquisa
47.37171%
A Mensageira "revista literária dedicada à mulher brasileira", lançada por Presciliana Duarte de Almeida (1867-1944), circulou em São Paulo, entre os anos de 1897 a 1900. Destinada à produção literária feminina, publicava também artigos que defendiam a emancipação das mulheres, reivindicando especialmente uma educação de qualidade. Em suas páginas figuravam nomes como os da escritora Júlia Lopes de Almeida (1862-1934) e da portuguesa Guiomar Torrezão (1844-1898), escritora e líder feminista.

‣ A literatura infantil na Revista do Globo: a que leitor se destina?

Rodrigues, Sandra Tessler
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
37.656094%
Este trabalho dedica-se ao estudo dos textos de literatura infanto-juvenil publicados na Revista do Globo (1929 -1967), no período compreendido entre 1930 e 1959, utilizando como aporte teórico na análise dos textos selecionados, a Estética da Recepção, tendo como foco o leitor implícito, categoria intratextual marcada, com o objetivo de identificar o leitor visado pela Revista no momento da seleção e publicação dos referidos textos. Como a produção literária não é um fato isolado, mas ocorre num determinado contexto, fez-se necessário a contextualização histórica, política, social e cultural da época das publicações. É importante ressaltar também a relevância do papel desempenhado pelos periódicos - neste caso específico, pela Revista do Globo - na divulgação da literatura e dos autores nessa época, permitindo assim, estabelecer as conexões entre literatura infantil, história e cultura de massa. A pesquisa revelou que, ao disponibilizar um espaço para a literatura infanto-juvenil, a Revista do Globo mostrou-se sensível às mudanças culturais e educacionais ocorridas na época, e buscou dialogar com a criança inserida nessa sociedade, facilitando o acesso à leitura e publicando textos, de um lado moralizantes e de outro emancipatórios...

‣ Albores de Espíritu : una revista de la posguerra en estado latente

Tafalla Brotons, Josefina
Fonte: Universidade de Múrcia Publicador: Universidade de Múrcia
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.905078%
OBJTETIVO El objetivo de esta tesis es mostrar una revista literaria de la posguerra que tuvo periodicidad y difusión durante tres años. Expuso la ruta de Don Quijote de la Mancha basada en la obra de Miguel de Cervantes. Nacía en la década de los 40 en España y tras su cierre en 1949 quedó ocultada. METODOLOGÍA La metodología utilizada ha sido diversa. Hemos tenido en cuenta los estudios sobre revistas literarias y Literatura Española comparados con el entorno histórico y literario de España. Asimismo el testimonio de su director: Francisco Adrados Fernández y el archivo personal sobre Albores legado a su muerte. CONCLUSIONES “Albores de Espíritu, una revista literaria de la posguerra en estado latente” es un trabajo de investigación sobre una revista que nació a finales del 45 en Tomelloso en pleno fenómeno de floración de revistas literarias. Su publicación, periódica y mensual, aglutina la labor intelectual que duró después de la Guerra Civil. Desde septiembre de 1946 hasta mayo de 1949 trazó con un itinerario hoy tradicional de Don Quijote en la Mancha su propósito integrador. Tuvo difusión e informó del aniversario del nacimiento de Miguel de Cervantes que se celebraría en 1947. Tras su cierre subsistió olvidada y desterrada porque otra modalidad imperiosa logró tener su distintivo en la provincia de Ciudad Real. La actividad literaria y artística...

‣ Utilización de una revista literaria y de pensamiento on-line como vínculo artístico-intelectual entre profesores y alumnos de la UEM

Mohedano del Pozo, Rosa Belén; Biscaia Fernández, José Miguel; Cid Torres, María Antonia; Novillo Villajos, Apolonia; Velarde Fernández, Elena; Vivas Rojo, Enrique
Fonte: Universidad Europea de Madrid Publicador: Universidad Europea de Madrid
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
47.451924%
Se presenta una nueva revista literaria y de pensamiento íntegramente online desarrollada en la Universidad Europea de Madrid. El éxito de la revista permite su continuidad en los próximos años, y aunque inicialmente fue una experiencia propuesta por un grupo de profesores del área de Ciencias Biomédicas, es perfectamente ampliable a profesionales y a estudiantes de otras áreas de conocimiento. Su eficacia se basa en la posibilidad de integrar la literatura y escritura para abordar temas culturales y aspectos de la actualidad con un enfoque distinto, y permite conectar tanto a profesores de diferentes disciplinas como a estudiantes. En concreto se han creado secciones muy diversas tales como poesía, cuento y relato, escritura creativa, crítica y ensayo y pensamiento, dónde tanto profesores como alumnos puedan expresar sus inquietudes. Presentamos la revista como una herramienta creativa, didáctica e interactiva de comunicar e intercambiar ideas artísticas e intelectuales dentro de un campus universitario. Además, como herramienta docente permite desarrollar competencias transversales (emitir reflexiones, juicios e ideas, espíritu crítico) y mejorar la expresión oral, muy valiosa para el futuro profesional de los estudiantes.

‣ Reproducción de la revista Revista Literaria en 1865

Aldaca, Mariano U. de
Fonte: Venezuela Publicador: Venezuela
Português
Relevância na Pesquisa
47.37171%
Portada de Revista literaria

‣ [Carta] 1897 ene. 28, Guadalajara [para] Enrique Olavarría : [nota de agradecimiento]

Zuloaga, José Alberto Redactor de la revista literaria Flor de Lis
Fonte: Coedición - Colecciones Mexicanas. Instituto de Investigaciones Bibliográficas Publicador: Coedición - Colecciones Mexicanas. Instituto de Investigaciones Bibliográficas
Tipo: Imagem Formato: image/jpeg
Português
Relevância na Pesquisa
47.37171%
José Alberto Zuloaga agradece a Enrique de Olavarría el apoyo que brinda a la revista literaria Flor de Lis, de la que notifica el envío de un ejemplar; Documento escrito en papel membretado. El redactor de la revista Flor de Lis agradece el apoyo recibido.

‣ [Carta] 1897 mayo 5, Guadalajara [para] Enrique Olavarría : [detalles sobre la edición de un número de Flor de Lis]

Zuloaga, José Alberto Redactor de la revista literaria Flor de Lis
Fonte: Coedición - Colecciones Mexicanas. Instituto de Investigaciones Bibliográficas Publicador: Coedición - Colecciones Mexicanas. Instituto de Investigaciones Bibliográficas
Tipo: Imagem Formato: image/jpeg
Português
Relevância na Pesquisa
47.241367%
José Alberto Zuloaga notifica a Enrique de Olavarría que recibió unos versos de Laura Méndez de Cuenca destinados a las páginas de la revista literaria Flor de Lis. Espera ansiosamente la publicación de la "Guía metódica para el estudio de lectura superior"; Documento escrito en papel membretado. Detalles acerca de la preparación de un número de Flor de Lis.

‣ [Carta] 1897, ene. 13, Guadalajara [para] Enrique Olavarría : [nota de agradecimiento]

Zuloaga, José Alberto Redactor de la revista literaria Flor de Lis
Fonte: Coedición - Colecciones Mexicanas. Instituto de Investigaciones Bibliográficas Publicador: Coedición - Colecciones Mexicanas. Instituto de Investigaciones Bibliográficas
Tipo: Imagem Formato: image/jpeg
Português
Relevância na Pesquisa
47.241367%
José Alberto Zuloaga agradece a Enrique de Olavarría por realizar la traducción del texto de Michaïl Tolstoy y notifica el envío del texto original; Documento escrito en papel membretado. La redacción de la revista literaria Flor de Lis agradece el apoyo brindado por Enrique de Olavarría.

‣ La recepció de Salvatore Quasimodo a la revista Inquietud en el context del debat sobre la poesia social

Caralt i Sagalés, Montse
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
47.089473%
Aquest treball està elaborat en el marc del Grup de Recerca Consolidat «Textos literaris contemporanis: estudi, edició i traducció» de la Universitat de Vic. Grup reconegut per la Generalitat de Catalunya (2009 SGR 736). El contingut de l’article va ser elaborat amb motiu de la comunicació «La recepció de Salvatore Quasimodo a la revista Inquietud en el context del debat sobre la poesia social», feta a Verona en el X Congresso Internazionale dell’Associazione Italiana di Studi Catalani (2012).; En aquest article es ressegueix la presència de Salvatore Quasimodo com a autor social en la premsa catalana de finals dels anys cinquanta i principis dels seixanta. Concretament, es ressenya l’interès que la revista literària Inquietud va mostrar per l’obra i el pensament del Nobel italià en un moment en què els redactors de la publicació valoraven en diverses col·laboracions escrites l’anomenada poesia social.; This study follows the references to Salvatore Quasimodo as a social author in the Catalan press of the late 50s and early 60s. Specifically, the article describes the interest shown by the Inquietud magazine in the thought and work of the Italian Nobel Prize winner at a time when the editors of the publication valued this ‘social poetry’.

‣ The journal Claridade and Freyrian speech: Regionalism and approach between the cape verdean literature elite and the Portuguese metropolis in thirty years; A revista Claridade em chave freyreana: tradicionalismo e aproximação da metrópole portuguesa

Salla, Thiago Mio
Fonte: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 24/07/2014 Português
Relevância na Pesquisa
47.009263%
This article aims to examine the dialogue between the first phase of the literary MAgazine Claridade, published in Cape Verde, and the ideas that developed by Gilberto Freyre, in a recognixed/well-documented context of literary and intelletual exchange between the then portuguese colony in Africa and Brazil. To this end, the focus will be concetrated on poems, short stories, excerpts of novels, and essays, printed in the first three numbers of the cape verdean publication between 1936 and 1937.  And their relationship to Freyre's concepts, disseminated especially in his Livro do Nordeste (1925) and in his magnum opus Casa-grande e senzala (1933).; O presente artigo tem como objetivo examinar o diálogo estabelecido entre a primeira fase da revista literária Claridade, publicada em Cabo Verde, e o ideário que vinha sendo construído por Gilberto Freyre, num contexto de reconhecido intercâmbio literário e intelectual entre a então colônia portuguesa na África e o Brasil. Para tanto, o foco se concentrará nas relações estabelecidas entre as poesias, contos, trechos de romance e ensaios estampados nos três primeiros números da publicação cabo-verdiana, entre 1936 e 1937, e os conceitos difundidos, principalmente, pelo Livro do Nordeste (1925) pela grande obra do sociólogo pernambucano Casa-grande & senzala (1933).

‣ Crítica literária de la revista de libros de El Mercurio 2002-204: la construcción de un canon tradicional

Valdebenito, Luis Alejandro Nitrihual
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Avaliado pelos pares Formato: application/pdf
Publicado em 23/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.561562%
Este trabalho de pesquisa apresenta os resultados de uma análise de conteúdo feita à crítica literária jornalística (CLP) da Revista de Libras de EI Mercurio dos anos 2002-2004. Pretende considerar os problemas interculturais e de construção de canon que tem esse tipo de discurso e mostrar que esta revista se vale de um canon literário inspirado no modelo europeu/norte-americano, o qual remete as literaturas indígenas à marginalidade.

‣ LEITURA LITERÁRIA E PERFORMANCE: A POESIA EM CENA

Queiroz, Hélen Aparecida; Universidade Federal do Rio de Janeiro
Fonte: Revista Contemporânea de Educação Publicador: Revista Contemporânea de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares; Pesquisa empírica de campo Formato: application/pdf
Publicado em 30/10/2014 Português
Relevância na Pesquisa
47.29922%
RESUMO  A produção e a troca de sentidos que se estabelecem com a leitura literária extrapola a relação entre quem escreve e quem lê, dilatando-se e expandindo-se  para a atmosfera e esfera social. Nessa perspectiva, pensando sobre como a literatura se apresenta, se instaura e se aventura no tempo e espaço escolar, o interesse central deste trabalho é abordar a relação das crianças com a leitura literária em rodas de poesia compartilhada.A partir da pesquisa-intervenção (Castro,2009), foram analisadas para este artigo alguns eventos de experimentação poética vivenciados por crianças de 5º ano do Ensino Fundamental de uma escola pública no Rio de Janeiro. A reverberação do jogo literário nos participantes do grupo pesquisado ficou evidente em suas falas, gestos, desejos e interações, revelando o envolvimento com as experimentações poéticas e a produção de sentidos como desdobramento da aproximação com o universo da literatura.Tendo como principais interlocutores Bakhtin (2003), Huizinga (2004), Zumthor (2010) – autores que concebem a linguagem na sua dimensão expressiva e constituinte – esta apresentação discute parte dos resultados da pesquisa Infância, linguagem e escola: das políticas de livro e leitura ao letramento literário de crianças de escolas fluminenses...

‣ "Revista Literária do corpo discente da UFMG": um periódico revelador de escritores

Biaggi, Enio Luiz de Carvalho
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Estudos Literários da Faculdade de Letras/UFMG Publicador: Programa de Pós-Graduação em Estudos Literários da Faculdade de Letras/UFMG
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 31/12/2014 Português
Relevância na Pesquisa
47.50626%
Análise comparativa da Revista Literária do corpo discente da Universidade Federal de Minas Gerais (RL) abordando sua história, importância e relação com outros periódicos artísticos a ela contemporâneos. Neste estudo, busca-se ressaltar a contribuição da revista para a formação do nosso cenário cultural, além de sua importância em revelar talentosos escritores da literatura brasileira, hoje autores consagrados. A revista foi um periódico que alcançou proporções internacionais e inteiramente produzida pelos alunos da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) com incentivo da reitoria da instituição. Por ser um período de importantes acontecimentos no cenário político e, consequentemente, uma época de efervescência artística no âmbito cultural, os anos de 1965 a 1980, referentes às quinze primeiras edições da revista, constituirão o corpus deste trabalho.

‣ Magazine A Mensageira: Dawn of a New Age?; Revista "A MENSAGEIRA": alvorecer de uma nova era?

Kamita, Rosana Cássia; Universidade Estadual de Londrina (UEL)
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2004 Português
Relevância na Pesquisa
47.37171%
A Mensageira “literary magazine dedicated to the Brazilian woman”, introduced by Presciliana Duarte de Almeida (1867-1944), it was available in São Paulo, between the years of 1897 to 1900. Destined to the feminine literary production, it also published articles that defended the women’s emancipation, especially demanding a quality education. In its pages appeared names like the writer Júlia Lopes de Almeida (1862-1934) and the Portuguese woman Guiomar Torrezão (1844-1898), writer and feminist leader.; http://dx.doi.org/10.1590/S0104-026X2004000300018A Mensageira “revista literária dedicada à mulher brasileira”, lançada por Presciliana Duarte de Almeida (1867-1944), circulou em São Paulo, entre os anos de 1897 a 1900. Destinada à produção literária feminina, publicava também artigos que defendiam a emancipação das mulheres, reivindicando especialmente uma educação de qualidade. Em suas páginas figuravam nomes como os da escritora Júlia Lopes de Almeida (1862-1934) e da portuguesa Guiomar Torrezão (1844-1898), escritora e líder feminista.

‣ Ficção: histórias para o prazer da leitura (uma revista literária dos anos 70)

Bastos, Alcmeno
Fonte: Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea; Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea; Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea Publicador: Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea; Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea; Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 18/01/2011 Português
Relevância na Pesquisa
47.14381%
Os anos 70 assistiram à proliferação do conto e de inúmeras revistas dedicadas à narrativa curta. Dentre elas, talvez a mais característica de todas, a revista Ficção: histórias para o prazer daleitura, publicada de janeiro de 1976 a setembro de 1979, com 45 números. Este trabalho é uma visita descompromissada às páginas da revista, mas interessada em captar o clima da época e a dicção editorial da revista.