Página 1 dos resultados de 446 itens digitais encontrados em 0.082 segundos

‣ Um estudo sobre o setor informal urbano e formas de participação na produção ; An urban informal sector study and participating modes in the production

Cacciamali, Maria Cristina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/11/1982 Português
Relevância na Pesquisa
58.242144%
O ponto de partida para o desenvolvimento deste estudo é a existência de segmentação na produção aqui entendida como contínua diferenciação de atividades produtivas – de formas de organizar a produção e o trabalho, de processos produtivos e de trabalhos e de atributos requeridos para exerce-lo – e com este pano de fundo conceitua-se o termo Setor Informal e desenvolve-se o quadro metodológico que irá originar um conjunto de elementos empíricos sobre os trabalhadores no Município de São Paulo em 1980. O Setor Informal é aqui associado com as formas de organizar a produção, que não tem como motor o trabalho assalariado, ou seja, considera-se Setor Informal como o conjunto de produtores que, de posse dos meios de trabalho, desenvolvem suas atividades baseadas na própria força de trabalho. O quadro metodológico, por sua vez, foi desenvolvido com a finalidade de refletir espectros de formas dos indivíduos participarem da produção – proprietários, assalariados e trabalhadores por conta própria - , qualificados por aspectos referentes: requisitos para o trabalho – idade, sexo e escolaridade –, condições de trabalho – vínculo jurídico, qualificação, horas trabalhadas e tempo de permanência no posto de trabalho ou atividade – e níveis de renda. Decorre da análise empreendida...

‣ O Setor Informal Urbano: A Organização e as Condições de Saúde de um Grupo de Vendedores Ambulantes; The Urban Informal Sector: the Organizations and the Health Conditions of a Street Salesman Group

Ibanhes, Lauro Cesar
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/07/1999 Português
Relevância na Pesquisa
68.022876%
OBJETIVO: Este trabalho analisa a organização e as condições de vida e problemas de saúde referidos de um grupo de vendedores ambulantes em um espaço geográfico delimitado no bairro de Santana na cidade de São Paulo, através de uma amostra intencional disponível de 54 sujeitos. Os objetivos são: identificar as formas básicas de inserção, relacionamento e permanência no grupo, identificar os aspectos físicos, ambientais e organizacionais do processo de trabalho e levantar os itens básicos referentes à situação de emprego, instrução, tipo de moradia, renda individual e familiar e acesso aos serviços de saúde. MÉTODO: Os dados foram coletados por meio de formulários, entrevistas e observações sistematizadas. Busca-se interpretar as representações sociais através de análises de conteúdo. RESULTADOS: Tendo em vista as alterações econômico-socias e o crescimento do setor informal urbano, procura-se melhor conhecer o problema a fim de contribuir na discussão das políticas públicas, particularmente na organização e administração dos serviços de saúde. CONCLUSÕES: Dada a não absorção da mão de obra disponível e o desemprego registrados, parte destes ambulantes, na faixa dos 18 a 24 anos, se inserem no mercado de trabalho através desta atividade; outros...

‣ Estrutura e dinamica da ocupação informal na região metropolitana de Salvador : uma analise dos anos 90

Thaiz Silveira Braga
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/02/2003 Português
Relevância na Pesquisa
57.870176%
O objetivo central deste estudo é a elaboração de um quadro da estrutura e dinâmica da ocupação informal na Região Metropolitana de Salvador nos anos 90. O primeiro capítulo realiza uma revisão conceitual da informalidade, onde são assentadas as bases metodológicas para o estudo do mercado de trabalho informal metropolitano. O Capitulo II apresenta uma revisão bibliográfica das principais mudanças ocorridas no mercado de trabalho nas décadas de 80 e 90, com vistas a inserir a análise do setor informal regional no contexto econômico nacional. Por fim, o Capitulo III privilegia a caracterização do trabalho informal na RMS por meio da aplicação das categorias de análise aos dados primários disponibilizados pela Pesquisa de Emprego e Desemprego PED. Na conclusão, são sumariadas as características gerais do mercado de trabalho metropolitano a partir da construção de um painel sobre a informalidade na Grande Salvador.; The main objective of this study is to elaborate of a view of the informal occupation on Salvador Metropolitan Region in the 90s. The first chapter makes a conceptual revision of informality, where the methodological basis to the study of the metropolitan informal labor market are addressed. The second chapter presents a bibliographic revision of the main changes that had taken place on labor market in 80s and 90s...

‣ "Setor informal" ou trabalho informal? : uma abordagem critica sobre o conceito de informalidade

Maria Aparecida Alves
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/10/2001 Português
Relevância na Pesquisa
68.255444%
Esta dissertação consiste em um estudo teórico, que teve por finalidade discutir a bibliografia existente sobre "Setor Informal", visando a busca de novas abordagens que nos possibilitassem levantar as situações de informalidade. Para atingirmos esse objetivo foi necessária a compreensão da coexistência de diferentes formas de organização da produção informal e também analisar as relações existentes entre elas, visando descobrir em que grau estão subordinadas ao grande capital e qual a sua contribuição para o processo de acumulação capitalista. No primeiro capítulo, recuperamos a critica à "Teoria da Marginalidade". No segundo capítulo, retomamos a origem do conceito de "Setor Informal", problematizando questões referentes à articulação entre "Setor Informal" e "Setor Formal", propondo a utilização do conceito de informalidade, por ser mais abrangente. No terceiro capítulo, apresentamos a caracterização da diversidade de formas assumidas pelo trabalho informal no Brasil e, em que medida o desenvolvimento do capital está readequando novas formas de exploração da força de trabalho; This dissertation consists of a theoretical study. The primary objective of this work is to discuss the literature on the informal sector in search of new approaches for the analysis of the informality contexto Addressing the different types of informal production and the relationships between them was necessary to understand the role and the degree of subordinationof these activities to the process of capitalist accumulation. The first chapter reviews the Theory of Marginality. The second chapter addresses the origins of the informal sector and discusses issues about the relationships between the informal sector and the formal sector to suggest the use of "informality" as a broader concept. The third chapter presents the different forms taken by informal labor in Brazil and discusses how the developmentof capitalism is reshaping new forms of labor force use

‣ A Inserção do migrante rural no mercado de trabalho urbano no Brasil: uma análise empírica da importância dos setores informal e formal

Ramalho,Hilton Martins de Brito; Silveira Neto,Raul da Mota
Fonte: Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas - FIPE Publicador: Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas - FIPE
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
57.9852%
Este artigo analisa a inserção do migrante rural-urbano no mercado de trabalho urbano no Brasil. Primeiro, fornece evidências sobre a importância do capital humano para a inserção do migrante brasileiro entre setores formal e informal. Em segundo lugar, investiga se o setor informal funciona como um estágio de transição para os migrantes à procura de um emprego melhor no setor formal e, em terceiro, examina se a alocação do migrante rural-urbano no mercado de trabalho reflete a sua melhor escolha possível, considerando os retornos esperados para as características individuais. Os resultados indicam que a probabilidade de ingresso do migrante no setor formal é diretamente relacionada com a dotação de capital humano, e que há barreiras à entrada em alguns segmentos. As evidências sugerem que boa parte dos migrantes ocupados como assalariados na economia informal procura, após certo tempo de vida nas cidades, um melhor emprego no setor formal.

‣ Cooperativas: uma possível transformação identitária para os trabalhadores do setor informal?

Nunes,Christiane Girard Ferreira
Fonte: Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília Publicador: Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2001 Português
Relevância na Pesquisa
67.75822%
Buscamos, neste artigo, refletir sobre o impacto identitário e as dinâmicas que dele resultam a partir de diferentes formas de inserção no mundo do trabalho, mais especificamente, a partir da socialização dos trabalhadores do setor informal e das cooperativas. Consideramos, portanto, estes três elementos, que ressaltamos: os trabalhadores do informal que recebem entre um e três salários mínimos; os trabalhadores das cooperativas cuja remuneração se situa em torno do mesmo patamar; algumas noções para refletir sobre a identidade no trabalho e, por fim, os vínculos entre esses três elementos a fim de perceber as mudanças que se produzem numa parte importante do mundo que vive do trabalho.

‣ Setor e emprego informal no Brasil: análise dos resultados da nova série do sistema de contas nacionais - 2000/07

Hallak Neto,João; Namir,Katia; Kozovits,Luciene
Fonte: Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas Publicador: Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2012 Português
Relevância na Pesquisa
58.041064%
O objetivo central deste texto é retratar o setor informal brasileiro à luz das novas possibilidades de análise que se constituíram a partir da revisão da série do Sistema de Contas Nacionais (SCN), realizada em 2007. São apresentados os resultados referentes à geração de valor adicionado e ao número de ocupações por setor produtivo e tipo de emprego para o Brasil no período recente, considerando a metodologia revista do novo manual internacional de contas nacionais. A base de dados utilizada foi a nova série do SCN, cujo ano de referência é 2000 e os dados disponíveis compreendem os anos 2000 a 2007. Em 2007, o setor informal, que empregava 27,7% dos postos de trabalho do país, teve uma contribuição de 9,9% na geração do valor adicionado. O emprego informal como um todo, por sua vez, alcançou 56,4% das ocupações totais.

‣ Evolução do diferencial de rendimentos entre setor formal e informal no Brasil: o papel das características não observadas

Machado,Ana Flávia; Oliveira,Ana Maria Hermeto Camilo de; Antigo,Mariângela
Fonte: Instituto de Economa da Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Instituto de Economa da Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2008 Português
Relevância na Pesquisa
58.084707%
Este artigo investiga o diferencial de rendimentos entre setor informal e formal no Brasil urbano nos anos 1992, 1998 e 2004. Utiliza duas definições para o setor informal e formal, decompondo os diferenciais obtidos por meio de regressões quantílicas, segundo o método padrão de Oaxaca-Blinder. Pretende-se assim, por um lado, recorrer a conceitos distintos de setor informal, avançando na compreensão da estratégia do trabalhador embutida na escolha ocupacional. Por outro lado, investigar a evolução dos diferenciais de renda, isolando os efeitos das mudanças nas dotações dos atributos e dos retornos dos mesmos sobre o diferencial entre os dois setores, por quantis, no tempo, é mais uma forma de analisar o papel das características não observadas, elucidando o quão importante é a escolha ocupacional. A fonte de dados são as PNADs (Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílio) de 1992, 1998 e 2004. Os resultados obtidos mostram que os ocupados do setor informal nos quantis da base da distribuição, particularmente na definição onde são considerados somente os "conta própria", detêm retornos mais elevados por suas características não observadas, e essa tendência é crescente no período analisado.

‣ Ensaios em economia do trabalho e da educação

Romanello, Michele
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 109f. : il., tabs., grafs.; application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
58.186577%
Orientador : Prof. Dr. Flavio de Oliveira Gonçalves; Tese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciencias Sociais Aplicadas, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Ecônomico. Defesa : 05/12/2014; Inclui referências; Resumo: A presente tese de doutorado é composta de três ensaios independentes, ainda que complementares, sobre trabalho informal no Brasil e importância da educação para reduzi-lo. O primeiro ensaio investiga os possíveis fatores que podem determinar a escolha por um indivíduo entre o setor formal e informal no Brasil, considerando as características do indivíduo. Através uma analise estática, os indivíduos são separados em grupos de acordo com suas características. As metodologias utilizadas são regressão logística multinominal e análise discriminante. O segundo ensaio investiga os possíveis fatores que podem determinar a transição de trabalhadores do setor informal da economia para o setor formal. Usando aproximadamente as mesmas características do primeiro ensaio, a pesquisa é desenvolvida através modelos paramétricos, semi-paramétricos e não paramétricos de duração. O terceiro ensaio explora a transição da escola para o mercado de trabalho. A análise tenta colocar em evidência a maneira pela qual a transição da escola para o trabalho acontece. Em particular...

‣ Setor informal da economia e a dinâmica dos territórios nas praias da cidade do Natal/RN

Fernandes, Gilberto Oliveira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Geografia; Dinâmica e Reestruturação do Território Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Geografia; Dinâmica e Reestruturação do Território
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
68.028843%
La recherche sur secteur non-formel de l économie et la dynamique des territoires dans les plages de la ville de Natal/RN, a le but de la compréhension des espaces de ces territoires ainsi que leurs caractéristiques; le rapport des acteurs sociaux et l existence de politiques dirigées direct ou indirectement vers ce secteur de l économie et ses territoires. Pour celà, on donne emphase au scénario économique moulé par le système de production et reproduction dans la mondialisation, ce qui, parmis d autres actions aq l inetrférence sur le marché du travail, lequel subit constamment des transformations importantes cherchant à suivre les changements en niveau global, en devenant, pour ainsi dire, un marché chaque fois plus exigeant et, conséquemment, sélectif. Moyennant la réalité économique et politique vécue, il augmente le nombre de chômeurs dans le pays suscitant, à tort et à travers, la croissance du secteur non-formel de l économie avec ses inombrables travailleurs qui occupent les plus différents segments parmi lesquels les travaux autonomes, ici représentés par les camelots, les propriétaires de baraques, les propriétaires de kiosques ; etc. Pour atteindre ce but, on a cherché les reférenciels théorico-scientifiques ayant pour base la connaissance empirique à travers les inombrables cas d études matérialisés au moyen de donnés primaires et sécondaires. Finalement...

‣ Some stylized facts of the informal sector in Brazil in the 1980`s end 1990`s; Texto para Discussão (TD) 1020: Some stylized facts of the informal sector in Brazil in the 1980`s end 1990`s; A evolução do setor informal brasileiro no período 1981-1990

Soares, Fábio Veras
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
68.186577%
Dois fatos caracterizaram a evolução do setor informal no Brasil nas últimas duas décadas: o aumento na proporção de empregados sem registro em carteira e a redução no diferencial de salários entre trabalhadores registrados (com carteira) e sem registro (sem carteira). Neste trabalho, foi brevemente revisada a literatura sobre o setor informal em países em desenvolvimento e documentados tanto o aumento da informalidade quanto a redução do diferencial de salários. Adicionalmente, investigou-se quais fatores foram responsáveis pela redução no diferencial de salários e como tal redução contribuiu para a diminuição da desigualdade salarial entre 1981 e 1999. Entre os resultados encontrados, destacam-se: i) a coincidência entre esses dois fenômenos e as reformas pró-mercado do início dos anos 1990; ii) a redução do diferencial de salários formal/informal como o segundo fator mais importante para a redução da desigualdade de salários, após educação. Por que e como isso ocorreu ainda são questões abertas ao debate. Tais aspectos serão analisados em dois Textos para Discussão que serão publicados futuramente. Neste trabalho, tanto o impacto da abertura comercial sobre o setor informal como os efeitos da crescente indexação dos salários do setor informal ao salário mínimo serão estudados.; 44 p. : il.

‣ Critérios de classificação para ocupação informal: consequências para a caracterização do setor informal e para a análise de bem-estar no Brasil; Texto para Discussão (TD) 1879: Critérios de classificação para ocupação informal: consequências para a caracterização do setor informal e para a análise de bem-estar no Brasil; Classification criteria for informal occupations: implications for the informal sector characterization and analyze of welfare in Brazil

Corseuil, Carlos Henrique; Reis, Mauricio Cortez; Brito, Alessandra Scalioni
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
68.104336%
O objetivo deste texto é identificar a sensibilidade da caracterização do trabalhador informal a distintos critérios de classificação e mostrar como a relação entre informalidade e medidas de bem-estar dos trabalhadores varia de acordo com o critério de classificação adotado. Como contribuições à literatura, tem-se a análise desagregada para os grupos de empregados e empresários e o uso de um método recém-disponibilizado para classificar os empresários em formais ou informais, baseado na informação sobre a inclusão no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ). De forma geral, tanto a caracterização do setor informal como a relação entre informalidade e bem-estar são muito parecidas em dois dos três critérios usados; que são: i) no critério via contribuição à previdência; e ii) no critério baseado no CNPJ para empresários e na carteira de trabalho para empregados.; 30 p.

‣ Some Stylized Facts of the Informal Sector in Brazil in the 1980’s end 1990’s; Discussion Paper 129 : Some Stylized Facts of the Informal Sector in Brazil in the 1980’s end 1990’s; A evolução do setor informal brasileiro no período 1981-1990

Soares, Fábio Veras
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Discussion Paper
Português
Relevância na Pesquisa
68.186577%
Dois fatos caracterizaram a evolução do setor informal no Brasil nas últimas duas décadas: o aumento na proporção de empregados sem registro em carteira e a redução no diferencial de salários entre trabalhadores registrados (com carteira) e sem registro (sem carteira). Neste trabalho, foi brevemente revisada a literatura sobre o setor informal em países em desenvolvimento e documentados tanto o aumento da informalidade quanto a redução do diferencial de salários. Adicionalmente, investigouse quais fatores foram responsáveis pela redução no diferencial de salários e como tal redução contribuiu para a diminuição da desigualdade salarial entre 1981 e 1999. Entre os resultados encontrados, destacam-se: i) a coincidência entre esses dois fenômenos e as reformas pró-mercado do início dos anos 1990; ii) a redução do diferencial de salários formal/informal como o segundo fator mais importante para a redução da desigualdade de salários, após educação. Por que e como isso ocorreu ainda são questões abertas ao debate. Tais aspectos serão analisados em dois Textos para Discussão que serão publicados futuramente. Neste trabalho, tanto o impacto da abertura comercial sobre o setor informal como os efeitos da crescente indexação dos salários do setor informal ao salário mínimo serão estudados.; 44 p. : il.

‣ As bases da política de apoio ao setor informal no Brasil; Texto para Discussão (TD) 762: As bases da política de apoio ao setor informal no Brasil; The foundations of political support to the informal sector in Brazil

Theodoro, Mário
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
68.041064%
O presente texto focaliza os princípios que nortearam e vêm norteando a ação do Estado e, em última análise, as políticas de apoio ao chamado setor informal no Brasil, levadas a cabo pelo governo federal, a partir da segunda metade dos anos 70. Para tanto, desenvolve-se inicialmente uma breve discussão acerca do termo setor informal, suas origens e as próprias implicações de sua adoção pelo discurso oficial. Em seguida, apresenta-se uma análise histórica dessas políticas nas últimas três décadas, com destaque para os três enfoques norteadores: o enfoque técnico, nos anos 70, o enfoque político, nos anos 80 e, finalmente, o enfoque subsidiário dos anos 90.; 19 p.

‣ Critérios de classificação para ocupação informal: consequências para a caracterização do setor informal e para a análise de bem-estar no Brasil

Reis, Mauricio Cortez; Corseuil, Carlos Henrique; Brito, Alessandra Scalioni
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 29/01/2015 Português
Relevância na Pesquisa
67.89143%
O objetivo deste artigo é identificar a sensibilidade da caracterização do trabalhador informal a distintos critérios de classificação entre formal e informal e mostrar como a relação entre informalidade e medidas de bem-estar dos trabalhadores varia com o critério de classificação adotado. Como contribuições à literatura temos a análise desagregada para os grupos de empregados e empresários e o uso de um critério recém-disponibilizado para classificar os empresários em formais ou informais, baseado na informação sobre a inclusão no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ). De forma geral tanto a caracterização do setor informal como a relação entre informalidade e bem-estar são muito parecidas em dois dos três critérios aqui usados; que são o critério via contribuição à previdência e o critério baseado no CNPJ para empresários e na carteira de trabalho para empregados.

‣ Rural Migrants in the Urban Labor Market in Brazil: An Empirical Analysis of the Role of Informal and Formal Sectors; A Inserção do Migrante Rural no Mercado de Trabalho Urbano no Brasil: Uma Análise Empírica da Importância dos Setores Informal e Formal

Ramalho, Hilton Martins de Brito; Neto, Raul da Mota Silveira
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 03/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
58.16476%
This paper provides an empirical analysis of the insertion of the rural-urban migrant into the urban labor market in Brazil. Three different aspects are specifically considered. First, it provides evidence for the importance of human capital to the insertion of Brazilian rural-urban migrants between formal and informal sector. Second, it investigates if the Brazilian informal sector can be considered as a transitory stage for the migrant who intends to work in the formal sector. Finally, it analyses if the observed insertion of Brazilian rural-urban migrant in the labor market reflects his best possible choice given expected returns to his individual characteristics. The results indicate that the migrant human capital is positively associated to the chance of being allocated to formal sector and that there are barriers to entry in some sectors. The set of evidence is also consistent with the idea that urban informal sector represent a temporary stage for the migrant who intends to work in the formal sector.; Este artigo analisa a inserção do migrante rural-urbano no mercado de trabalho urbano no Brasil. Primeiro, fornece evidências sobre a importância do capital humano para a inserção do migrante brasileiro entre setores formal e informal. Em segundo lugar...

‣ Algumas considerações sobre o conceito de setor informal e a teoria dos circuitos da economia urbana

Oliveira, Edilson Luis de
Fonte: Revista Geografias Publicador: Revista Geografias
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/07/2008 Português
Relevância na Pesquisa
67.84742%
Este artigo discute o conceito de setor informal e a teoria dos circuitos de economia urbana desenvolvida por Milton Santos. Para tanto adota como principal argumento a elaboração de uma perspectiva crítica acerca do conceito de setor informal e da sua trajetória histórica, a qual lhe atribuiu significados plurais. Ao mesmo tempo, discutem-se aqui as possibilidades dos conceitos de circuitos de economia urbana em relação às importantes transformações nas cidades brasileiras no contexto do atual período histórico.

‣ Abordagem ergonômica e aptidão física de trabalhadores do setor informal em Florianópolis: estudo multicasos dos fabricantes de pranchas de surfe; Abordagem ergonômica e aptidão física de trabalhadores do setor informal em Florianópolis: estudo multicasos dos fabricantes de pranchas de surfe

de Fátima Juvêncio, José; Departamento de Educação Física - Universidade Federal de Viçosa
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. Brasil
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; "Artigo Não Avaliado por Pares"; Descritiva Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/01/2003 Português
Relevância na Pesquisa
57.980635%
O trabalho informal tem sido uma saída para milhares de brasileiros, que buscam alternativas para continuar a garantir seu sustento e o de sua família. Estes quando migram para o setor informal geralmente o fazem sem conhecer os riscos físicos e ergonômicos desta atividade. São condições de trabalho, algumas posturas inadequadas exigidas pelas tarefas, a regulação na intensidade e duração para o cumprimento destas tarefas e, principalmente porque este setor, por ser informal, não é fiscalizado. O objetivo deste estudo foi analisar a relação entre os fatores presentes nas condições de trabalho e a qualidade de vida relacionada à saúde dos fabricantes de pranchas de surfe (“shapers”) da cidade de Florianópolis. Este estudo classificou-se como descritivo multicasos, possuindo características exploratórias. A amostra considerou fabricantes de pranchas de surfe que eram “proprietários do negócio”; e que estavam na informalidade há pelo menos dois anos. As variáveis estudadas foram: fatores humanos gerais, condições de trabalho; morfologia; e esforço percebido. Os seguintes procedimentos foram adotados: análise ergonômica do trabalho, questionários, entrevista, “checklist”, antropometria e composição corporal...

‣ Apontamentos para o debate sobre o pleno emprego no Brasil

Mattos, Fernando Augusto Mansor; Lima, Sergiany da Silva
Fonte: Universidade Estadual de Campinas - Instituto de Economia - Setor de Publicações Publicador: Universidade Estadual de Campinas - Instituto de Economia - Setor de Publicações
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2015 Português
Relevância na Pesquisa
57.84742%
Este artigo analisa a evolução dos indicadores de emprego e de desemprego na economia brasileira desde o início dos anos 2000 até os dados referentes a 2012, tomando como referências teóricas a formulação de Keynes sobre o desemprego involuntário e também os estudos sobre a dinâmica das relações entre setor formal e setor informal dos mercados de trabalho formulados por autores ligados ao Prealc. O artigo apresenta um exercício econométrico (que teve por base a função emprego de Keynes explicada pelo Princípio da Demanda Efetiva) que revela que o crescimento do emprego é uma função positiva do crescimento econômico. Dados adicionais mostram que, a despeito do crescimento da ocupação e da formalização do emprego ocorrida no período, com consequente queda da taxa de desemprego para patamares historicamente baixos, a economia brasileira não conseguiu, segundo as referências teóricas adotadas, atingir o pleno emprego ao final do período analisado, devido à persistência de parcela expressiva de mão de obra subutilizada no mercado de trabalho. Abstract The article examines the evolution of employment and unemployment in Brazil, from 2000 to 2012. It uses, as theoretical references, the argument about involuntary unemployment made by Keynes...

‣ Setor e emprego informal no Brasil: análise dos resultados da nova série do sistema de contas nacionais – 2000/07

Hallak Neto, João; Namir, Katia; Kozovits, Luciene
Fonte: Universidade Estadual de Campinas - Instituto de Economia - Setor de Publicações Publicador: Universidade Estadual de Campinas - Instituto de Economia - Setor de Publicações
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares; Formato: application/pdf
Publicado em 14/12/2015 Português
Relevância na Pesquisa
68.242144%
O objetivo central deste texto é retratar o setor informal brasileiro à luz das novas possibilidades de análise que se constituíram a partir da revisão da série do Sistema de Contas Nacionais (SCN), realizada em 2007. São apresentados os resultados referentes à geração de valor adicionado e ao número de ocupações por setor produtivo e tipo de emprego para o Brasil no período recente, considerando a metodologia revista do novo manual internacional de contas nacionais. A base de dados utilizada foi a nova série do SCN, cujo ano de referência é 2000 e os dados disponíveis compreendem os anos 2000 a 2007. Em 2007, o setor informal, que empregava 27,7% dos postos de trabalho do país, teve uma contribuição de 9,9% na geração do valor adicionado. O emprego informal como um todo, por sua vez, alcançou 56,4% das ocupações totais.Abstract The central objective of this paper is to present the informal sector in Brazil in face of new possibilities resulting from the revision of the Brazilian SNA series in 2007. The results concerning the generation of value added and the number of occupations by sector of production and type of employment for Brazil in a recent period, are presented in the study. The SNA new series database was used...