Página 1 dos resultados de 33 itens digitais encontrados em 0.000 segundos

‣ Testing intravitreal toxicity of rapamycin in rabbit eyes; Toxicidade intravítrea da rapamicina em olhos de coelhos

MANZANO, Roberta Pereira de Almeida; PEYMAN, Gholam A.; KHAN, Palwasha; KIVILCIM, Muhamet; CHEVEZ-BARRIOS, Patricia; TAKAHASHI, Walter
Fonte: Conselho Brasileiro de Oftalmologia Publicador: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
16.773408%
PURPOSE: To evaluate retinal toxicity of varying doses of rapamycin when injected intravitreally in rabbits. Rapamycin is a potent immunosuppressive agent with significant antitumor and antiangiogenic properties, clinically approved for prevention of organ transplant rejection. METHODS: Twelve New Zealand albino rabbits were divided into four groups. Four different doses of rapamycin were prepared in 0.1 ml: 20 µg, 50 µg, 200 µg, and 1000 µg. Each concentration was injected in one eye of three rabbits, and 0.1 ml volume of sterile BSS was injected into the contralateral eye of the three rabbits. Slit-lamp and fundoscopic examinations were performed and the animals were observed for 2 weeks for signs of infection, inflammation, and toxicity. A baseline ERG was performed before drug treatment and at day 14, after which the rabbits were euthanized. Histology of the enucleated eyes was studied to look for retinal toxicity. RESULTS: ERG results showed some decrease in scotopic response; however this was not dose related. ERG results were normal at 20 µg. Histological results showed no retinal toxicity in all groups. CONCLUSION: Although ERG changes were identified at dosages between 50-1000 µg, the histology of all groups up to 1000 µg did not show any discernable abnormalities.; OBJETIVO: Avaliar a toxicidade da injeção intravítrea de diferentes doses de rapamicina para a retina de coelhos. Rapamicina é uma potente droga imunossupressora aprovada clinicamente para a prevenção da rejeição de transplantes de orgãos. MÉTODOS: Doze coelhos albinos da Nova Zelândia foram usados neste estudo. Foram divididos em quatro grupos. Quatro diferentes doses de rapamicina foram preparadas nas seguintes concentrações: 20 µg...

‣ Avaliação da endotelização de hastes de stents em artérias ilíacas de coelhos; Assessment of stent strut endothelialization in iliac arteries of rabbits

Takimura, Celso Kiyochi; Watanabe, Ii-sei; Laurindo, Francisco Rafael Martins; Gutierrez, Paulo Sampaio; Aiello, Vera Demarchi; Morato, Spero Penha; Lemos Neto, Pedro Alves
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
16.773408%
FUNDAMENTO: A rápida endotelização pós-implante de stent é ocorrência desejável por teoricamente reduzir a possibilidade de trombose do stent. OBJETIVO: Avaliar a extensão da endotelização de hastes de stents eluidores de sirolimus (liberados da face luminal e abluminal e abluminal exclusivamente) em artérias ilíacas de coelhos. MÉTODOS: Foram implantados em artérias ilíacas de 10 coelhos quatro stents eluidores de sirolimus na face luminal e abluminal, três stents eluidores de sirolimus na face abluminal, seis stents recobertos com polímero e quatro stents sem recobrimento. Após quatro semanas, foi realizada eutanásia e utilizou-se microscopia eletrônica de varredura para quantificação da área de hastes de stent exposta e da porcentagem de endotelização. RESULTADOS: A área (média ± DP) (mm²) de hastes expostas de stent sem recobrimento, stent recoberto com polímero, stent eluidor de sirolimus na face luminal e abluminal e stent eluidor de sirolimus na face abluminal foi de 0,12 ± 0,08; 0,09 ± 0,12; 0,60 ± 0,67 e 0,05 ± 0,04 respectivamente (p = 0,120). A porcentagem de endotelização (média ± DP) (%) de stent sem recobrimento, stent recoberto com polímero, stent eluidor de sirolimus na face luminal e abluminal e stent eluidor de sirolimus na face abluminal foi de 99 ± 01; 99 ± 0; 97 ± 03 e 99 ± 0 respectivamente (p = 0...

‣ Efeito da conversão para sirolimo comparada à manutenção de baixos níveis de inibidores de calcineurina na progressão da nefropatia crônica do enxerto em transplantados renais; Sirolimo conversion compared to low-level of calcineurin inhibitors in chronic allograft nephropathy

Prado, Elisângela dos Santos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/08/2008 Português
Relevância na Pesquisa
28.001152%
Introdução: A nefropatia crônica do enxerto permanece sendo a principal causa de perda tardia de enxertos renais. No momento, não existe uma estratégia terapêutica definida para minimizar ou reverter a perda da função renal. Diversas tentativas terapêuticas foram empregadas sem resultados definitivos. As estratégias de minimização de inibidores da calcineurina (CNI) com conversão para Micofenolato mofetil (MMF) e conversão para Sirolimo (SRL) são as mais promissoras. Este estudo avaliou a segurança e a eficácia dessas duas estratégias terapêuticas na progressão da nefropatia crônica do enxerto em pacientes transplantados renais. Métodos: Foram selecionados pacientes com filtração glomerular (RFG) medida por depuração de 51Cr-EDTA entre 25 e 60 ml/min/1,73 m2 que apresentaram alterações histológicas compatíveis com nefropatia crônica do enxerto e que não apresentaram proteinúria 24 h superior a 800 mg/24 h. Os pacientes foram randomizados para serem convertidos ao SRL ou manterem-se sob níveis baixos de CNI associados ao MMF e prednisona. O objetivo primário foi avaliar um objetivo composto pelos seguintes eventos: morte, perda do enxerto, rejeição aguda ou perda de RFG inicial superior a 20%. Os pacientes foram acompanhados por 12 meses e a uma análise por intenção de tratar foi realizada ao fim desse período. Resultados: Vinte e nove pacientes foram randomizados para os grupos SRL (n=14) e CNI (n=15). Não houve diferença entre os grupos quanto a os dados demográficos e imunológicos. Os valores de creatinina sérica e a TFG foram semelhantes no momento da randomização. A sobrevida dos pacientes e dos enxertos foi de 100%. Não foram observados episódios de rejeição aguda. Após 12 meses...

‣ Avaliação da mudança na expressão gênica em tumores de mama após tratamento com rapamicina; Rapamycin induced transcriptional profile of breast cancer mantained in organ culture

Grosso, Stana Helena Giorgi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/09/2008 Português
Relevância na Pesquisa
16.773408%
A via AKT/PI3K apresenta-se geralmente alterada nos diversos tipos de cânceres humanos e a alteração dos componentes desta via ocorre através da ativação de oncogenes ou inativação de genes supressores tumorais levando a transformações celulares que podem promover a tumorigênese. No câncer de mama a via AKT/PI3K pode ser ativada por Erb-B2, receptores dos fatores de crescimento de insulina (IGF), receptores de estrógeno e perda da expressão do gene PTEN. mTOR (proteína alvo da rapamicina em mamíferos) é uma serina treonina quinase, membro da via AKT/PI3K que se encontra envolvida em múltiplas funções biológicas como controle da tradução, transcrição, degradação protéica e biogênese ribossomal. A ativação desta proteína resulta na fosforilação e ativação de seus principais substratos 4EBP1 e S6K1, requeridos para a biossíntese ribossomal e tradução de RNAms importantes para controle e progressão no ciclo celular. A rapamicina é uma droga com propriedades fungicidas, imunossupressoras e anticancerígenas que atua na inibição de mTOR afetando a expressão de genes envolvidos no metabolismo e síntese protéica. No nosso estudo avaliamos os elementos da via do AKT através de análise imunoistoquímica em fatias de tumores mantidos em cultura de órgão antes e depois do tratamento com rapamicina. A cultura de órgão mantém uma interação entre o epitélio mamário e estroma podendo-se preservar o microambiente que reconstitui o comportamento da célula tumoral. Nesta análise imunoistoquímica observamos uma diminuição significativa de 4EBP1 nas fatias dos tumores tratados com rapamicina em relação aos casos controles. Além disso...

‣ Análise do perfil de expressão gênica de linhagens epiteliais mamárias humanas submetidas ao tratamento com rapamicina associada à doxorrubicina; Gene expression analysis of human breast epithelial cell lines treated with the combination of rapamycin and doxorubicin

Trapé, Adriana Priscila
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/04/2011 Português
Relevância na Pesquisa
16.773408%
A resistência à quimioterapia, a qual se constitui em um dos maiores desafios a serem superados durante o tratamento do cancer de mama, pode ser modulada por várias cascatas de sinalização cellular que levam ao aumento da sobrevivência celular. A via PI3K/Akt/mTOR é uma importante reguladora desse processo, visto que ela pode favorecer o crescimento tumoral após sua ativação por diversos receptores de fatores de crescimento, incluindo os receptores HER-2. Assim, nossa proposta foi investigar se a inibição dessa via poderia aumentar a sensibilidade de linhagens epiteliais mamárias humanas ao agente quimioterápico doxorrubicina. Também decidimos analisar o perfil de expressão gênica gerado por essa abordagem com o objetivo de compreender os mecanismos moleculares associados à resposta biológica. A rapamicina (um inibidor de mTOR) e a doxorrubicina foram utilizadas individualmente ou em combinação no tratamento de três linhagens epiteliais mamárias humanas: HB4a, C5.2 e SKBR3. A linhagem HB4a, uma linhagem derivada de epitélio mamário normal, expressa níveis basais do receptor HER-2. As outras duas linhagens expressam altos níveis desse receptor: a linhagem SKBR3 (derivada de adenocarcinoma mamário), expressa constitutivamente esse receptor e a linhagem C5.2 foi derivada da linhagem HB4a pela transfecção com o cDNA full-lenght do gene HER-2. A células foram tratadas com 20 nM de rapamicina associada ou não a doses de 30 nM a 1000 nM de doxorrubicina por 24...

‣ Estudo de polimorfismos de MTOR e PPP3CA em receptores de transplante renal e sua relação com a resposta a imunossupressores; Study of MTOR and PPP3CA polymorphisms in renal transplant recipients and its relationship with the response to immunosuppressive agents.

Salgado, Patricia de Cássia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
28.4425%
Os imunossupressores tacrolimo (Tac) e sirolimo (Srl) são amplamente utilizados no transplante renal. Estes medicamentos apresentam estreita faixa terapêutica e estão associados a uma vasta gama de efeitos colaterais. Polimorfismos de nucleotídeo único (SNP) parecem ter um impacto significativo sobre a farmacocinética dos imunossupressores. Com o objetivo de avaliar a associação de SNP nos genes PPP3CA e MTOR com a resposta farmacológica dos imunossupressores tacrolimo e sirolimo foram selecionados 156 indivíduos indicados para transplante renal entre os pacientes atendidos no Hospital do Rim e Hipertensão da UNIFESP. Esses indivíduos foram tratados com esquema imunossupressor baseado em tacrolimo ou convertido para sirolimo. Amostras de sangue foram coletadas antes do transplante para extração de DNA. As determinações das concentrações sanguíneas de Tac foram determinadas por chemiluminescent microparticle immunoassay (CMIA) e as concentrações sanguíneas de Srl foram obtidas pela técnica de HPLC (High- Performance Liquid Chromatography). Os polimorfismos do MTOR (c.1437T>C, T c.2997C>T e c.4731G>A) e PPP3CA (c.249G>A) foram identificados por PCR em tempo real. O polimorfismo PPP3CA c.246G>A não foi associado à dose diária de tacrolimo ou sirolimo. Já a concentração sanguínea de tacrolimo foi menor nos portadores do alelo A no terceiro dia e terceiro mês de estudo. Os polimorfismos do MTOR foram relacionados à concentração sanguínea corrigida pela dose de tacrolimo. Os portadores dos alelos raros G...

‣ Modulação da sinalização celular e do complexo de início de tradução como estratégias para o tratamento do carcinoma de células renais; Cell signaling and translation initiation complex modulation as strategies to the treatment of renal cell carcinoma

Costa, Luciano José Megale
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/11/2005 Português
Relevância na Pesquisa
16.773408%
Introdução: O carcinoma de células renais (CCR) representa uma causa crescente de mortalidade por câncer. Apesar da sua curabilidade em estádios iniciais, agentes citotóxicos e imunomodulatórios têm homogeneamente alcançado nenhum ou pouco benefício no tratamento do CCR avançado. Um melhor entendimento da biologia tumoral pode levar ao desenvolvimento de terapias mais eficientes e dirigidas aos mecanismos moleculares de manutenção do tumor. Sinalização aumentada através do receptor do fator de crescimento epitelial (EGFR), sistema de quinases proteicas ativadas por mitógenos (MAPK) e via da fosfatidilinositol 3-quinase (PI3K) assim como estimulação do complexo de início de tradução (CIT) foram caracterizados em linhagens celulares e amostras tumorais de CCR. Nós investigamos o efeito de um inibidor de EGFR (gefitinibe), de um inibidor de MAPK (UO126) e de um inibidor do CIT (rapamicina) nos intermediários de sinalização celular e nos elementos do CIT assim como no crescimento in vitro de linhagens celulares de CCR. Métodos: Linhagens celulares de CCR (PRC3, WT8, SKRC-02, SKRC-17, SKRC-39, SKRC-45, ACHN e KRCY) foram mantidas em condições ideais para a cultura de células de mamíferos e expostas a drogas e/ou inibidores nas concentrações e por períodos de tempo variáveis. A fosforilação de intermediários da sinalização celular foi determinada utilizando-se western blots. Nível de mRNA para genes de interesse foram determinados por qRT-PCR. Crescimento celular foi avaliado por método colorimétrico em diferentes concentrações de gefitinibe...

‣ Avaliação de apoptose em cultura de linfócitos humanos expostos a rapamicinas

Prochnow, T.A.; Carpio, Virna Nowotny; Dias, E.C.A.; Manfro, Roberto Ceratti; Gonçalves, Luiz Felipe Santos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
16.773408%

‣ Avaliação da apoptose em cultura de linfócitos humanos periféricos expostos à rapamicina

Prochnow, T.A.
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
16.773408%
Resumo não disponível

‣ Uso de tacrolimo no desenvolvimento de diabete melito pós-transplante renal

Gnatta, Diego
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
16.773408%
Introdução: Diabete Melito Pós-Transplante (DMPT) é considerado uma séria complicação do transplante de rim, podendo diminuir a sobrevida do enxerto e do paciente. O imunossupressor tacrolimo (TAC) pode aumentar o risco de desenvolvimento de DMPT. Objetivos: Estimar o risco de DMPT em pacientes tratados com TAC no Serviço de Transplante Renal da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, identificar os demais fatores de risco para o DMPT e suas conseqüências. Métodos: Foram analisados 413 pacientes sem diabetes prévia ao transplante, com 18 anos ou mais, tratados com TAC, ciclosporina (CsA) ou sirolimo (SIR), em uso de corticoterapia e com período de seguimento póstransplante maior de 6 meses. O estudo seguiu o modelo observacional–coorte retrospectivo. Os critérios da Associação Americana de Diabete foram utilizados para o diagnóstico de DMPT. Os dados foram coletados de prontuários. Resultados: Dos 413 pacientes analisados, 171(41,4%) receberam como imunossupressão inicial TAC, 221(53,5%) CsA e 21(5,1%) SIR. DMPT ocorreu em 20,6% dos pacientes da coorte (85 de 413). A mediana do tempo para o desenvolvimento de DMPT foi de 54 dias. A incidência cumulativa de DMPT foi de 24,6% e 17,2% para os grupos de tratamento TAC e CsA...

‣ Sirolimus-Induced Drug Fever in a Renal Transplant Patient: a Case Report

Aires, I; Carvalho, D; Remédio, F; Possante, M; Ferreira, A; Pinto, JR; Nolasco, F; Ribeiro Santos, J
Fonte: Elsevier Publicador: Elsevier
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2009 Português
Relevância na Pesquisa
16.773408%
Herein we have described the case of a male renal transplant recipient who developed drug fever apparently related to sirolimus. He had been stable under an immunosuppressive regimen of tacrolimus and mycophenolate mofetil, but developed acute cellular rejection at 5 years after transplantation due to noncompliance. Renal biopsy showed marked interstitial fibrosis, and immunosuppression was switched from mycophenolate to sirolimus, maintaining low tacrolimus levels. One month later he was admitted to our hospital for investigation of intermittently high fever, fatigue, myalgias, and diarrhea. Physical examination was unremarkable and drug levels were not increased. Lactic dehydrogenase and C-reactive protein were increased. The blood cell count and chest radiographic findings were normal. After extensive cultures, he was started on broad-spectrum antibiotics. Inflammatory markers and fever worsened, but diarrhea resolved. All serologic and imaging tests excluded infection, immune-mediated diseases, and malignancy. After 12 days antibiotics were stopped as no clinical improvement was achieved. Drug fever was suspected; sirolimus was replaced by mycophenolate mofetil. Fever and other symptoms disappeared after 24 hours; inflammatory markers normalized in a few days. After 1 month the patient was in good health with stable renal function. Although infrequent...

‣ Sirolimus-Induced Drug Fever in a Renal Transplant Patient: a Case Report

Aires, I; Carvalho, D; Remédio, F; Possante, M; Ferreira, A; Pinto, JR; Nolasco, F; Ribeiro Santos, J
Fonte: Elsevier Publicador: Elsevier
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2009 Português
Relevância na Pesquisa
16.773408%
Herein we have described the case of a male renal transplant recipient who developed drug fever apparently related to sirolimus. He had been stable under an immunosuppressive regimen of tacrolimus and mycophenolate mofetil, but developed acute cellular rejection at 5 years after transplantation due to noncompliance. Renal biopsy showed marked interstitial fibrosis, and immunosuppression was switched from mycophenolate to sirolimus, maintaining low tacrolimus levels. One month later he was admitted to our hospital for investigation of intermittently high fever, fatigue, myalgias, and diarrhea. Physical examination was unremarkable and drug levels were not increased. Lactic dehydrogenase and C-reactive protein were increased. The blood cell count and chest radiographic findings were normal. After extensive cultures, he was started on broad-spectrum antibiotics. Inflammatory markers and fever worsened, but diarrhea resolved. All serologic and imaging tests excluded infection, immune-mediated diseases, and malignancy. After 12 days antibiotics were stopped as no clinical improvement was achieved. Drug fever was suspected; sirolimus was replaced by mycophenolate mofetil. Fever and other symptoms disappeared after 24 hours; inflammatory markers normalized in a few days. After 1 month the patient was in good health with stable renal function. Although infrequent...

‣ Revascularização da descendente anterior proximal com stents revestidos por fármacos

Guardado,Jorge Humberto; Moreno,Raúl; Costa,João; Perez-Viscayno,Maria J.; Segura,Luís; Alfonso,Fernando; Hernández,Rosana; Escaned,Javier; Bañuelos,Camiño; Macaya,Carlos
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2007 Português
Relevância na Pesquisa
16.773408%
OBJETIVO: Avaliar o prognóstico clínico dos doentes coronários submetidos a revascularização percutânea com implantação de stents revestidos com fármacos na descendente anterior proximal. MÉTODOS: Cento e setenta doentes consecutivos, com idade média de 65 anos, 49 (29%) mulheres, receberam implante de pelo menos um stent revestido com fármaco, no nosso centro. O número total de stents revestidos com fármaco implantados foi 189, dos quais 115 (61%) de sirolimus (CYPHER®) e 74 (39%) de paclitaxel (TAXUS®). Em 100 (60%) dos casos, estava presente doença coronário multivaso. Em 61 (36%) dos doentes tratou-se outro segmento coronário para além da descendente anterior proximal. Efetuou-se um seguimento clínico durante um tempo médio de 11 ± 5 meses e controle angiográfico entre os seis e os nove meses. Obteve-se um endpoint final composto por morte, infarto agudo do miocárdio e pela necessidade de reintervenção sobre a descendente anterior. Analisou-se secundariamente a ocorrência de reestenose, a necessidade de reintervenção sobre o segmento proximal da descendente anterior e a trombose de stent. RESULTADOS: O procedimento teve êxito angiográfico imediato em todos os doentes. Registraram-se duas mortes, dois infartos agudos do miocárdio...

‣ Custo-efetividade dos stents recobertos por rapamicina em procedimentos percutâneos coronarianos no Brasil

Polanczyk,Carisi Anne; Wainstein,Marco V.; Ribeiro,Jorge Pinto
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2007 Português
Relevância na Pesquisa
16.773408%
OBJETIVOS: Comparar as relações de custo-efetividade do stent recoberto (SR) por rapamicina com o stent convencional (SC), sob duas perspectivas: medicina suplementar e sistema público (SUS). MÉTODOS: Modelo de decisão analítico com três estratégias de tratamento de lesão coronariana: intervenção coronária percutânea (icP) com SC; com SR com rapamicina e SC seguido de SR para manejo de reestenose sintomática. Os desfechos foram: sobrevida livre de eventos em um ano e expectativa de vida. As árvores de decisão foram construídas com resultados de registros e ensaios clínicos publicados. RESULTADOS: A sobrevida em um ano livre de reestenose foi de 92,7% com SR e de 78,8% com SC. A expectativa de vida estimada das estratégias foi muito semelhante, entre 18,5 e 19 anos. Sob a perspectiva não-pública, a diferença de custo no primeiro ano entre SC e SR foi de R$ 3.816, com relação de custo-efetividade incremental de R$ 27.403 por evento evitado em um ano. Sob a perspectiva do SUS, o custo por evento evitado em um ano foi de R$ 47.529. Na análise de sensibilidade, foram preditores relevantes a probabilidade de reestenose, a redução de risco esperada com SR, o custo do stent e o custo do manejo da reestenose. Os dados por anos de vida demonstraram relações de custo-efetividade bastante elevadas na simulação de Monte Carlo. CONCLUSÃO: As relações de custo-efetividade do SR por rapamicina foram elevadas em modelo brasileiro. O uso de SR foi mais favorável em pacientes de alto risco de reestenose...

‣ Avaliação da endotelização de hastes de stents em artérias ilíacas de coelhos

Takimura,Celso Kiyochi; Watanabe,Ii-sei; Laurindo,Francisco Rafael Martins; Gutierrez,Paulo Sampaio; Aiello,Vera Demarchi; Morato,Spero Penha; Lemos Neto,Pedro Alves
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
16.773408%
FUNDAMENTO: A rápida endotelização pós-implante de stent é ocorrência desejável por teoricamente reduzir a possibilidade de trombose do stent. OBJETIVO: Avaliar a extensão da endotelização de hastes de stents eluidores de sirolimus (liberados da face luminal e abluminal e abluminal exclusivamente) em artérias ilíacas de coelhos. MÉTODOS: Foram implantados em artérias ilíacas de 10 coelhos quatro stents eluidores de sirolimus na face luminal e abluminal, três stents eluidores de sirolimus na face abluminal, seis stents recobertos com polímero e quatro stents sem recobrimento. Após quatro semanas, foi realizada eutanásia e utilizou-se microscopia eletrônica de varredura para quantificação da área de hastes de stent exposta e da porcentagem de endotelização. RESULTADOS: A área (média ± DP) (mm²) de hastes expostas de stent sem recobrimento, stent recoberto com polímero, stent eluidor de sirolimus na face luminal e abluminal e stent eluidor de sirolimus na face abluminal foi de 0,12 ± 0,08; 0,09 ± 0,12; 0,60 ± 0,67 e 0,05 ± 0,04 respectivamente (p = 0,120). A porcentagem de endotelização (média ± DP) (%) de stent sem recobrimento, stent recoberto com polímero, stent eluidor de sirolimus na face luminal e abluminal e stent eluidor de sirolimus na face abluminal foi de 99 ± 01; 99 ± 0; 97 ± 03 e 99 ± 0 respectivamente (p = 0...

‣ Estudo Pré-Clínico de Stent com Polímero Biodegradável e Liberação Abluminal de Sirolimus

Takimura,Celso Kiyochi; Campos,Carlos Augusto Homem M.; Melo,Pedro Henrique Magualhães Craveiro; Campos,Julliana Carvalho; Gutierrez,Paulo Sampaio; Borges,Thiago Francisco Costa; Curado,Luciano; Morato,Spero Penha; Laurindo,Francisco Rafael Martins; Lemo
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2014 Português
Relevância na Pesquisa
16.773408%
Fundamento: Stents recobertos com polímeros bioabsorvíveis e fármacos apenas na face abluminal podem ser mais seguros que stents farmacológicos com polímeros permanentes. Objetivo: Relatar os resultados experimentais com o stent Inspiron(r), um stent recoberto com polímero bioabsorvível e com liberação de sirolimus apenas da face abluminal, recentemente aprovado para uso clínico. Métodos: Foram implantados 45 stents nas artérias coronárias de 15 porcos e, no 28° dia pós-implante, foram obtidos os resultados angiográficos, de ultrassonografia intracoronária e de histomorfologia. Cinco grupos foram avaliados: Grupo I (nove stents sem recobrimento); Grupo II (nove stents com polímero bioabsorvível nas faces luminal e abluminal); Grupo III (oito stents com polímero bioabsorvível na face abluminal); Grupo IV (nove stents com polímero bioabsorvível e sirolimus nas faces luminal e abluminal); e Grupo V (dez stents com polímero bioabsorvível e sirolimus na face abluminal exclusivamente). Resultados: Observamos, para os Grupos I, II, III, IV e V respectivamente: porcentual de estenose de 29 ± 20; 36 ± 14; 33 ± 19; 22 ± 13 e 26 ± 15 (p = 0...

‣ Eficácia, tolerabilidade e segurança do uso do sirolimo após o transplante renal

Oliveira,Nagilla Ione; Harada,Kelly Miyuki; Spinelli,Gláucio Amaral; Park,Sung In; Sampaio,Edison Luiz Mandia; Felipe,Cláudia Rosso; Silva Júnior,Hélio Tedesco; Pestana,José Osmar Medina
Fonte: Sociedade Brasileira de Nefrologia Publicador: Sociedade Brasileira de Nefrologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.786785%
INTRODUÇÃO: Sirolimo (SRL) é um imunossupressor com conhecida eficácia e perfil de segurança na profilaxia da rejeição aguda após o transplante renal. OBJETIVOS: Avaliar eficácia, tolerabilidade e segurança do uso do SRL e de prednisona em associação a ciclosporina (CSA) ou tacrolimo (TAC) após o transplante renal. METODOLOGIA: Estudo retrospectivo de 332 receptores de transplantes renais realizados entre 1999 e 2006. O desfecho primário foi a falha de tratamento, definida como a incidência cumulativa de rejeição aguda confirmada por biópsia (RACB), perda do enxerto, óbito ou descontinuação do SRL. RESULTADOS: Dos 332 transplantes, 92% foram com doador vivo. A média de idade dos receptores foi de 37 anos, sendo 65% homens, 46% brancos e 6% diabéticos. SRL foi associado a CSA ou TAC em 70,8% e 29,2% dos pacientes. A incidência de falha de tratamento foi de 22,2% e de 47,8% no final do primeiro e do quinto ano de transplante, sem diferença entre pacientes recebendo CSA ou TAC. Ao final do quinto ano, as sobrevidas do paciente, do enxerto, do enxerto censorando o óbito e livre de RACB foram de 92,8%, 86,1%, 92,7% e 82,2%, respectivamente. O tratamento com SRL foi interrompido em 27,1% dos pacientes: 22,9% em razão de reações adversas e 3...

‣ Segurança e eficácia dos stents farmacológicos eluidores de biolimus com polímero biodegradável: análise do registro EINSTEIN (Evaluation of Next-generation drug-eluting STEnt IN patients with coronary artery disease)

Souza,Cristiano Freitas de; El Mouallem,Anwar Mohamed; Brito Júnior,Fábio Sândoli de; Abizaid,Alexandre Antônio Cunha; Almeida,Breno Oliveira; Almeida,Amanda Gonçalves; Nascimento,Teresa Cristina Dias Cunha; Perin,Marco Antonio; Caixeta,Adriano
Fonte: Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein Publicador: Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2013 Português
Relevância na Pesquisa
16.773408%
OBJETIVO: Avaliar a incidência de eventos adversos cardíacos maiores (morte cardíaca, infarto agudo do miocárdio ou necessidade de nova revascularização do vaso-alvo) em 1 ano em pacientes do "mundo real". MÉTODOS: O registro EINSTEIN é um estudo observacional prospectivo, unicêntrico, que incluiu consecutivamente 103 pacientes (152 lesões) tratados com o stent BiomatrixTM, eluidor de biolimus A9 e polímero biodegradável. RESULTADOS: A média das idades foi de 65,0±12,4 anos; o gênero masculino representou 83,5% dos pacientes; e 37,9% deles eram diabéticos. Em 1 ano, eventos adversos cardíacos maiores ocorreram em 11,7% dos pacientes, incluindo 2,9% de morte cardíaca, 4,9% de infarto agudo do miocárdio sem supradesnivelamento do segmento ST e 3,9% de revascularização do vaso-alvo. Trombose de stent esteve presente em apenas 1% (1 paciente) após o seguimento clínico de 1 ano. CONCLUSÃO: O presente registro sugere que os novos stents farmacológicos eluidores de biolimus A9 com polímero biodegradável são seguros e eficazes em pacientes da prática clínica diária, com baixas taxas de eventos adversos cardíacos maiores no longo prazo.

‣ Lesão no segmento proximal da artéria coronária descendente anterior: resultados entre o tratamento cirúrgico (mamária) e o percutâneo (stent com fármaco)

Pimentel Filho,Wilson Albino; Correia,Maéve de Barros; Bocchi,Edson Alcides; Di Nucci,Tiago; Fiorotto,Walter Beneduzzi; Barroso,Leonardo Martins; Mattos Jr.,Evandro Gomes de; Custódio,Wellington Borges; Büchler,Jorge Roberto; Figueredo,Stoessel de Assi
Fonte: Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista - SBHCI Publicador: Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista - SBHCI
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 Português
Relevância na Pesquisa
27.438438%
OBJETIVO: Correlacionar a permeabilidade e a evolução clínica de pacientes uni ou multiarteriais, portadores de doença coronária aterosclerótica obstrutiva no terço proximal da artéria coronária descendente anterior (DA), que foram submetidos a cirurgia de revascularização miocárdica utilizando a mamária interna esquerda (MIE) ou que receberam stent com eluição de fármaco (SEF). MÉTODO: Este é um estudo de coorte histórico, com a participação de dois centros. Foram analisados, retrospectivamente, 300 pacientes, nos quais foi tratada lesão no terço proximal da DA: no Grupo 1 (G-1), 150 pacientes foram submetidos a cirurgia de revascularização miocárdica e no G-2, 150 receberam SEF, 95 desses stents de paclitaxel e 55 de sirolimo. Os principais eventos cardiovasculares adversos maiores (ECAM) foram registrados no período entre ambos os procedimentos e o reestudo angiográfico. O óbito não foi incluído nesses ECAM, já que todos os pacientes foram reestudados pela coronariografia. Ocorreram diferenças demográficas clínicas e angiográficas entre os dois grupos: os pacientes do G-1 apresentavam maior incidência de diabetes (29,3% vs. 20,0%; p < 0,05) e de doença aterosclerótica triarterial (50,0% vs. 30...

‣ Relação entre o perfil de expressão de genes envolvidos na farmacodinâmica de imunossupressores e de microRNAs reguladores, com a resposta terapêutica em transplantados renais; Relationship between the expression profile of genes involved on immunosuppressants pharmacodynamics, and regulatory microRNAs with therapeutic response in renal transplant.

Bonezi, Vivian
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/07/2015 Português
Relevância na Pesquisa
28.001152%
Introdução: Os imunossupressores das classes inibidores da calcineurina (tacrolimo) e da rapamicina (sirolimo) requerem controle terapêutico por apresentarem grande variabilidade farmacocinética que tem sido atribuída a fatores genéticos, entre outros. Poucos estudos avaliaram a expressão de genes alvo de imunossupressores e sua relação com a resposta terapêutica. Objetivo: Estudar a relação entre o perfil de expressão de genes alvos de tacrolimo e sirolimo e de microRNAs reguladores e a resposta à imunossupressores utilizados na profilaxia de rejeição ao transplante renal. Métodos: Participaram deste estudo 37 indivíduos submetidos ao transplante renal, no Hospital do Rim e Hipertensão da UNIFESP, de ambos os sexos, com idade acima de 18 anos e de qualquer etnia. Os pacientes foram tratados com esquema imunossupressor contendo tacrolimo, micofenolato de sódio e prednisona até o 3º mês quando foram randomizados para manter a terapia inicial (grupo TAC) ou para a conversão para sirolimo (grupo SRL). Os pacientes com disfunção renal ou suspeita de rejeição, no 3º mês, seguiram o tratamento inicial e foram avaliados em separado (grupo TACex). Os parâmetros de função renal e concentração sanguínea dos fármacos foram utilizados para monitoramento da terapia. A expressão de mRNA de MTOR...