Página 1 dos resultados de 7966 itens digitais encontrados em 0.008 segundos

‣ Thymus citriodorus as a source of antioxidants

Pereira, Olívia R.; Peres, António M.; Domingues, M.R.M.; Cardoso, Susana M.
Fonte: European Federation of Food Science & Technology Publicador: European Federation of Food Science & Technology
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
36.89376%
Thymus species are well known as medicinal plants because of their biological and pharmacological properties, which include anti-asthmatic, anti-septic, antimicrobial and antioxidant. It is believed that part of these beneficial effects are due to the volatile constituents of Thymus, and thus, their essential oil composition has been the focus of many investigations. In contrast, there is only a limited number of data on the composition of other bioactive phytochemicals of Thymus and their potential biological effects. The present study aims to elucidate the phenolic composition of an ethanolic extract of Thymus citriodorus, as well as to determine its antioxidant capacity. The ethanolic extract was obtained by solubilisation of the defatted-dried plant with aqueous ethanol (80%) for twenty minutes, in a total number of five extractions. The total phenolic compounds in the extract accounted for 139±14 mg/g, as expressed as gallic acid equivalents. Further analysis of the ethanolic extract by high performance liquid chromatography (HPLC) and electrospray mass spectrometry in the negative mode allowed to conclude that its main phenolic components were rosmarinic acid (14.0±0.8 μg/mg extract), luteolin-7-O-glucoside (11±2 μg/mg extract)...

‣ Estudio estructural y determinación de propiedades antioxidativas de extractos etanólicos de Thymus citriodorus y Cytisus multiflorus

Pereira, Olívia R.
Fonte: Universidad de Salamanca, Faculdad de Farmacia Publicador: Universidad de Salamanca, Faculdad de Farmacia
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
36.859116%
La creciente investigación en torno de las sustancias bioactivas está asociada con el incremento en la disponibilidad de productos naturales derivados de plantas, usados desde hace largos años con fines medicinales. Estas sustancias son en muchos casos potenciales productos terapéuticos o suplementos de salud. Sin embargo, dada la enorme heterogeneidad existente entre las plantas y en sus componentes, es preciso profundizar en este campo. No obstante, de entre la inmensa variedad de fitoterápicos se destacan los compuestos fenólicos dotados de propiedades antioxidantes, entre otras. El objetivo general de este Trabajo de Grado es realizar la cuantificación y caracterización estructural de los compuestos fenólicos presentes en las plantas medicinales Cytisus multiflorus y Thymus citriodorus, con miras a contribuir al conocimiento fundamentado necesario para el uso racional y el desarrollo de nuevas aplicaciones de estas plantas. Se utilizaron métodos espectrofotométricos distintos de cuantificación de compuestos fenólicos totales, flavonas/flavonoles e flavanonas/dihidroflavonoles. La caracterización química de los dos extractos etanólicos fue llevada a cabo por Cromatografía Líquida de Alta Eficiencia (HPLC-UV) e posterior análisis de las fracciones por espectrometría de masas del tipo Electrospay (ESI-MS). La capacidad antioxidante de los extractos fue medida a través del método DPPH. Como conclusiones generales puede decirse que las especies Cytisus multiflorus y Thymus citriodorus son abundantes en compuestos fenólicos...

‣ Thymus citriodorus as a source of antioxidants

Pereira, Olívia R.; Peres, António M.; Domingues, M.R.M.; Cardoso, Susana M.
Fonte: Federation of Food Science & Technology Publicador: Federation of Food Science & Technology
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
36.89376%
Thymus species are well known as medicinal plants because of their biological and pharmacological properties, which include anti-asthmatic, anti-septic, antimicrobial and antioxidant. It is believed that part of these beneficial effects are due to the volatile constituents of Thymus, and thus, their essential oil composition has been the focus of many investigations. In contrast, there is only a limited number of data on the composition of other bioactive phytochemicals of Thymus and their potential biological effects. The present study aims to elucidate the phenolic composition of an ethanolic extract of Thymus citriodorus, as well as to determine its antioxidant capacity. The ethanolic extract was obtained by solubilisation of the defatted-dried plant with aqueous ethanol (80%) for twenty minutes, in a total number of five extractions. The total phenolic compounds in the extract accounted for 139±14 mg/g, as expressed as gallic acid equivalents. Further analysis of the ethanolic extract by high performance liquid chromatography (HPLC) and electrospray mass spectrometry in the negative mode allowed to conclude that its main phenolic components were rosmarinic acid (14.0±0.8 μg/mg extract), luteolin-7-O-glucoside (11±2 μg/mg extract)...

‣ Thymus zygis and thymus pulegioides as a source of phenolic compounds

Pereira, Olívia R.; Afonso, Andrea F.; Domingues, Vasco; Cardoso, Susana M.
Fonte: Georg Thieme Verlag Kg Publicador: Georg Thieme Verlag Kg
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
36.921606%
Thymus is an important genus in the West Mediterranean region, where many species are cultivated for confection of several dishes, including salads, soups, stews and sauces. Many Thymus, including T. zygis and T. pulegioides are also commonly used in traditional medicine. Whist phenolic compounds are commonly associated to health-beneficial properties of Thymus, the specific phenolic composition of T. zygis and T. pulegioides is presently unknown. The extracts of the aerial parts of T. zygis and T. pulegioides species were prepared with hot water as previously described. Total phenolic contents were determined according to the adapted Folin-Ciocalteu colorimetric method and the identification of the phenolic compounds was performed by high performance liquid chromatography (HPLC-DAD). The extracts of T. zygis and T. pulegioides contained 319±44 and 391±3 μg GAE/mg, respectively. Likewise other Thymus species, both extracts were enriched in caffeic acid derivatives, showing characteristic UV spectra maxima at 290 and 328 nm. The two extracts also contained moderate amounts of the flavone luteolin-7-O-glucoside that has been previously described in others Thymus species. Yet, T. zygis and T. pulegioides phenolic profiles could be clearly distinguished: while the first had high levels of the phenolic acid salvianolic acid K the extract of T. pulegioides was enriched in eriodictyol derivatives. The phenolic compounds of T. zygis and T. pulegioides are here described for the first time.

‣ Thymus zygis and thymus pulegioides as a source of phenolic compounds

Pereira, Olívia R.; Afonso, Andrea F.; Domingues, Vasco; Cardoso, Susana M.
Fonte: Society for Medicinal Plant and Natural Product Research Publicador: Society for Medicinal Plant and Natural Product Research
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
36.921606%
Thymus is an important genus in the West Mediterranean region, where many species are cultivated for confection of several dishes, including salads, soups, stews and sauces. Many Thymus, including T. zygis and T. pulegioides are also commonly used in traditional medicine [1]. Whist phenolic compounds are commonly associated to health-beneficial properties of Thymus, the specific phenolic composition of T. zygis and T. pulegioides is presently unknown [2]. The extracts of the aerial parts of T. zygis and T. pulegioides species were prepared with hot water as previously described [3]. Total phenolic contents were determined according to the adapted Folin-Ciocalteu colorimetric method [4] and the identification of the phenolic compounds was performed by high performance liquid chromatography (HPLC-DAD). The extracts of T. zygis and T. pulegioides contained 319±44 and 391±3 μg GAE/mg, respectively. Likewise other Thymus species [2], both extracts were enriched in caffeic acid derivatives, showing characteristic UV spectra maxima at 290 and 328 nm. The latter included rosmarinic acid (MW 360) and 3′-O-(8″-Z-caffeoyl)rosmarinic acid (MW 538) [2]. The two extracts also contained moderate amounts of the flavone luteolin-7-O-glucoside (MW 448) that has been previously described in others Thymus species [2]. Yet...

‣ Thymus pseudolanuginosus: caracterização fenólica e atividade antioxidante

Pereira, Olívia R.; Afonso, Andrea F.; Silva, Joana de A.; Melo, João; Sobral, Abílio J. F. N.; Cardoso, Susana M.
Fonte: Sociedade Portuguesa de Química Publicador: Sociedade Portuguesa de Química
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
36.859116%
O Thymus é um importante género da família das Lamiaceae, do qual muitas espécies são encontradas de forma espontânea na região mediterrânica. Várias espécies do género Thymus são igualmente cultivadas tendo em vista a sua utilização culinária, como ingrediente de saladas e sopas e ainda como especiaria em guisados e molhos. Por outro lado, as plantas do género Thymus têm sido alvo de vários estudos científicos, dando ênfase às suas propriedades biológicas. De entre as várias propriedades que lhe são atribuídas, os Thymus são destacados pela sua boa capacidade antioxidante, a qual está geralmente associada ao seu elevado conteúdo em compostos fenólicos. Apesar disso, a espécie T. pseudolanuginosus encontra-se ainda pouco estudada. Neste sentido, foram objetivos do presente estudo a caracterização dos compostos fenólicos de um extrato aquoso de T. pseudolanuginosus e a determinação do seu poder antioxidante. O extrato foi obtido a partir das partes aéreas da planta, com água quente, segundo o procedimento descrito por Ferreira et al. O teor em compostos fenólicos totais foi determinado pela adaptação do método colorimétrico de Folin-Ciocalteu e a identificação dos compostos fenólicos foi efetuada através de HPLC-DAD e LC-MS/MS tendo em conta o espectro UV e o padrão de fragmentação de cada um dos compostos. Adicionalmente...

‣ Avaliação das potencialidades medicinais de Thymus camphoratus Hoffmanns. & Link. e Thymus carnosus Boiss

Alves, Melissa Pereira
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
36.96361%
O género Thymus L. (tomilhos), inclui plantas aromáticas muito bem representadas em Portugal, pela sua importância na medicina popular, em culinária e ainda, industrialmente para a extração do óleo essencial. Considerando que vários estudos já evidenciaram o potencial bioativo de diversas espécies do género Thymus L., considera-se importante ampliar essa investigação a outras espécies menos conhecidas de forma a viabilizar a sua utilização na constituição de alternativas terapêuticas. O presente trabalho visa a valorização das espécies Thymus camphoratus Hoffmanns. & Link. e Thymus carnosus Boiss., pela avaliação do potencial antifúngico e anti-inflamatório, bem como a citotoxicidade dos seus óleos essenciais. Para essa análise, foram utilizadas amostras de óleos essenciais de diferentes pontos geográficos. Para avaliar a atividade antifúngica dos óleos essenciais e dos seus compostos maioritários, analisou-se o seu efeito contra diversas estirpes de leveduras e fungos filamentosos, nomeadamente Candida spp., Cryptococcus neoformans, Aspergillus spp. e dermatófitos (Trichophyton spp., Microsporum spp. e Epidermophyton sp.). Os resultados evidenciaram propriedades antifúngicas contra as diferentes estirpes...

‣ Análise do transcriptoma durante a ontogenia do timo.; Analysis of the transcriptoma during the antogenia of the thymus.

Magalhães, Danielle Aparecida Rosa de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/05/2007 Português
Relevância na Pesquisa
36.96361%
O timo é um órgão complexo estruturado por um estroma, o qual é formado principalmente por células epiteliais corticais (cTECs) e por células epiteliais medulares (mTECs) além de outros tipos celulares como células dendríticas (DC), macrófagos, linfócitos B e fibroblastos. Além disso, os precursores das células T originados da medula óssea chegam ao timo (timócitos) se maturando em linfócitos T, os quais migram para a periferia. O timo é, portanto, o local de eventos muito importantes durante a maturação do sistema imune, incluindo o controle de sua própria homeostase. No presente estudo, procuramos retratar as principais características do timo por meio da análise da expressão gênica em grande escala, isto é, descrevendo parte de seu transcriptoma. Fizemos uso da tecnologia dos cDNA microarrays em duas versões. Na primeira delas utilizamos cDNA microarrays construídos em lâminas de vidro e sondas fluorescentes marcadas com fluorocromos Cy3 ou Cy5 e, na segunda versão utilizamos cDNA microarrays em membranas de náilon e sondas radioativas marcadas com o isótopo 33P. Para a análise dos dados, utilizamos programas de bioinformática dedicados, tais como o SAM (Significance analysis of microarrays) e o Cluster e TreeView. Três conjuntos de resultados foram possíveis. No primeiro conjunto observamos a ocorrência da expressão gênica promíscua (PGE) de antígenos de tecidos/órgãos parenquimatosos (TSAs)...

‣ VEGF e vascularização ao longo do desenvolvimento e involução do timo em suínos; VEGF and vascularization during thymus development and involution in pigs.

Machado, Marcello
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/02/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.005889%
O timo é um órgão essencial para a maturação, diferenciação e seleção de linfócitos T, consequentemente fundamental para o desenvolvimento da imunidade do organismo. Além do papel na manutenção da integridade tecidual, os vasos sanguíneos tímicos desempenham função no processo de migração de células precursoras de linfócitos para o interior do órgão. Sua arquitetura típica é caracterizada por grandes vasos localizados na junção corticomedular e uma fina cadeia de ramificações e anastomoses no interior do córtex, porém são pouco conhecidas as bases moleculares que induzem a formação desta particular vascularização, bem como os exatos mecanismos que desencadeiam a involução do órgão, evento relacionado a alterações nos padrões vasculares. Entretanto, tem sido demonstrado que as interações entre o estroma, que inclui o endotélio vascular, e o compartimento hematopoiético tímico desempenham papéis cruciais na funcionalidade do órgão. Sendo o VEGF um fator angiogênico essencial na formação do leito vascular tecidual e na modulação de funções diretamente relacionadas à vascularização, objetivamos neste estudo avaliar a expressão gênica e protéica deste fator de crescimento durante estágios de desenvolvimento e involução do órgão. Foram utilizadas amostras de timo suíno em 3 diferentes estágios de desenvolvimento fetal (65...

‣ Avaliação ultrassonográfica das dimensões do timo fetal na insuficiência placentária; Ultrasonographic evaluation of fetal thymus in pregnancies with placental insufficiency

Takeno, Marisa Akemi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/02/2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.921606%
Introdução: o timo é importante órgão linfoide do sistema imunológico. Estudos mostraram que, durante o período fetal, a atrofia desse órgão faz parte da resposta adaptativa do feto ao ambiente intrauterino adverso, como a desnutrição crônica causada pela insuficiência placentária. Essa situação pode explicar a associação entre restrição de crescimento intrauterino e as alterações no sistema imunológico após o nascimento, na infância e na adolescência. Objetivos: analisar as dimensões do timo fetal pela ultrassonografia em gestações com insuficiência placentária, comparando com gestações de alto risco sem insuficiência placentária e gestações de baixo risco. Métodos: estudo prospectivo com 30 gestações com insuficiência placentária (Doppler de artéria umbilical com índice de pulsatilidade > p95) comparadas com 30 de alto risco e 30 de baixo risco (grupo controle). Os critérios de inclusão foram: idade gestacional entre 26 e 37 semanas, feto único e vivo, ausência de malformações fetais, membranas íntegras, ausência de sinais de trabalho de parto, ausência de infecção materna ou fetal e não realização de corticoterapia antes da avaliação ultrassonográfica fetal. O timo fetal foi identificado na interface com os pulmões...

‣ Aterações no microambiente timico frente a diferentes agentes indutores de atrofia; Thymic microenvironmental alterations in different kind of thymus atrophy

Jacy Gameiro
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/02/2009 Português
Relevância na Pesquisa
36.944485%
O timo é o órgão linfóide primário responsável pelo amadurecimento dos linfócitos T. O processo de maturação é dependente da integridade do microambiente e da migração coordenada por elementos de matriz e quimiocinas dos precursores hematopoiéticos nos distintos nichos tímicos. Entretanto, a literatura mostra que profundas alterações no microambiente tímico, e conseqüentemente no desenvolvimento e amadurecimento dos linfócitos T, podem ocorrer como resultado de algumas patologias. No presente trabalho, analisamos a indução de atrofia e as alterações no microambiente tímico frente a três diferentes agentes indutores de atrofia, sendo dois agentes patogênicos, P.brasiliensis e P.berghei e uma doença metabólica, a diabetes induzida por aloxana. Nos três modelos estudados foi observada a atrofia do órgão com diferente intensidade nas alterações de componentes do microambiente tímico. Importantes moléculas associadas com a migração intratímica mostraram-se alteradas com modificações significativas nos elementos de matriz e nas quimiocinas bem como na expressão dos seus respectivos receptores. Ainda, a migração ex vivo também se mostrou alterada na atrofia induzida pelos agentes patogênicos, mas não no modelo de atrofia induzido por aloxana...

‣ Efeito da infecção experimental com Plasmodium berghei NK65 sobre o timo : níveis elevados de apoptose e saída prematura de timócitos CD4+CD8+; Effects if Plasmodium berghei on thymus : high levels of apoptosis and premature egress of CD4+ CD8+ thymocytes in experimentally infected mice

Carolina Francelin Rovarotto
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/03/2011 Português
Relevância na Pesquisa
36.96361%
O timo é um órgão linfóide primário, responsável pela diferenciação, maturação e desenvolvimento dos linfócitos T (ou timócitos, enquanto no timo). Este órgão apresenta complexa arquitetura tímica composta por elementos celulares e solúveis responsáveis pela migração dos precursores de linfócito T do espaço perivascular para a região cortical e subseqüente migração para a região medular. A trajetória do timócitos pelos microambientes tímicos permite que estas células recebam estímulos que os tornam linfócitos maduros, simples positivos TCD4+ ou TCD8+, prontos para migrar para os órgãos linfóides secundários. Durante a maturação, timócitos que são auto-reativos ou anérgicos são eliminados pelo processo de morte celular programada. Entretanto, a desregulação da apoptose nos linfócitos pode acarretar no desenvolvimento de doenças auto-imunes, tumores e imunodeficiências. Estudos em modelos murinos de atrofia tímica relatam que em diversas infecções parasitárias, virais, helmínticas, bacterianas e fúngicas e até mesmo em distúrbio metabólico como a diabetes experimental o timo é um órgão alvo. Nestes modelos, foi observado intenso acometimento tímico com involução do órgão acompanha por desarranjo da arquitetura tímica e depleção de todas as subpopulações de timócitos. Em estudos anteriores...

‣ Caracterização química dos extratos aquosos e hidro-etanólicos de tomilho vulgar (Thymus vulgaris L.), tomilho bela-luz (Thymus mastichina L.) e tomilho limão (Thymus x citriodorus L.) e avaliação da sua toxicidade usando modelos in vitro

Silva, Sambrine Deolinda Jesus da
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
37.034229%
Dissertação de Mestrado em Bioquímica; As plantas medicinais são utilizadas há milhares de anos para fins curativos e terapêuticos. Muitas das estruturas químicas dos fármacos utilizados atualmente são baseadas em estruturas de produtos naturais, dos princípios ativos presentes nos extratos, ou nos óleos essenciais, que conferem às plantas medicinais, atividade terapêutica. O tomilho vulgar (Thymus vulgaris L.) é uma planta da família Lamiaceae, sobre a qual têm sido efetuados vários estudos in vitro tendo-lhe sido atribuídas várias atividades medicinais importantes, como, atividades antimicrobianas, carminativas, expetorantes, antioxidantes e espasmolíticas, atividades estas atribuídas ao timol e ao carvacrol, componentes principais do seu óleo essencial. O tomilho bela-luz (Thymus mastichina L.) é um pequeno arbusto, endémico da Península Ibérica. Esta planta possui um elevado efeito antioxidante, devido aos seus constituintes maioritários, o 1-8 cineol, o barneol e o linalol. As partes aéreas são usadas nas infeções das vias respiratórias e também nas digestões lentas, gastrites crónicas e dores espasmódicas do tubo digestivo. O tomilho limão (Thymus x citriodorus) é considerado ser um hibrido entre o Thymus pulegioides e o Thymus vulgaris originário do Sul da Inglaterra. O extrato das folhas do tomilho limão...

‣ Role of Notch signaling on the differentiation of early lymphoid progenitors cells: a view throughout the development of the embryonic chicken thymus and spleen

Moreira, Pedro Miguel Lopes
Fonte: Faculdade de Ciências e Tecnologia Publicador: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.921606%
Dissertação para a obtenção do grau de Mestre em Genética Molecular e Biomedicina; The lymphoid organs, thymus and spleen, are essential for the differentiation of T and B cells, respectively. One of the signaling pathways involved in processes of cell differentiation is the Notch signaling pathway. Work conducted by our group demonstrated that Notch ligands, receptors and target genes are expressed in the thymic epithelium. In this work, we aimed: 1) to study the organogenesis of the thymus and spleen in chicken embryos; 2) phenotypically characterize the cells present in both organs; 3) to study the role of Notch signaling in the differentiation of hematopoietic progenitors (PH) isolated from thymus and spleen of the chicken embryo. To study the formation of the thymus and spleen and characterize the cell populations present within them during embryonic development, we stained histological sections of the organs and citospins with Hematoxylin-Eosin (HE). To elucidate the role of Notch signaling in the differentiation of the PH, we used a co-culture system of PH with stromal cells that express specific Notch ligands, Delta 1 (Dl1) and Delta 4 (Dl4). The results confirm that, the spleen is an early (E6) vascularized organ and the number of PH in the spleen increases after day E10. In the thymus...

‣ Avaliação da atividade antimicrobiana do óleo essencial Thymus mastichina

Carvalho, Ricardo Manuel Simões
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.89376%
O presente trabalho encontra-se dividido em dois capítulos distintos: Investigação e Estágio em farmácia comunitária. No primeiro capítulo aborda-se a investigação realizada no Centro de Investigação em Ciências da Saúde da Universidade da Beira Interior (CICS-UBI); o segundo capítulo descreve o estágio realizado na Farmácia Central. Os óleos essenciais são misturas complexas de componentes voláteis provenientes de plantas. A sua reconhecida bioatividade tem sustentado o seu uso empírico e tradicional. O aumento exponencial das resistências dos microrganismos aos antimicrobianos correntemente utilizados no tratamento de infeções e a reduzida e lenta indicação de novas moléculas terapêuticas tem impulsionado a pesquisa de possíveis agentes antimicrobianos de origem natural. O objetivo do presente estudo foi avaliar atividade antimicrobiana do óleo essencial Thymus mastichina contra microrganismos genitais. Neste estudo foram incluídos dois OLEOS essenciais, ambos de origem portuguesa: Thymus mastichina (Pinhel) e Thymus mastichina (Vale do Tejo). No que diz respeito aos microganismos, foram incluídas 18 Candida spp., 3 S. aureus, 2 S. agalactea, e 1 S. epidermidis. As concentrações mínimas inibitórias (MIC) e as concentrações mínimas letais (MLC) foram determinadas de acordo com o macrométodo da CLSI e o protocolo descrito por Cantón et al. (2003). O óleo essencial de Thymus mastichina (Pinhel) foi testado em todos os microrganismos incluídos no estudo. Para o óleo essencial de Thymus mastichina (Vale do Tejo) foi avaliado...

‣ The marsupial and monotreme thymus, revisited

Haynes, J.
Fonte: Cambridge Univ Press Publicador: Cambridge Univ Press
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2001 Português
Relevância na Pesquisa
36.944485%
The anatomy and histology of the thymus in monotremes and marsupials were revisited and several new observations made. Tissues of the mediastinum and/or ventral neck of 134 animals altogether (12 Australian marsupial and monotreme species) were examined and the locations of thymic tissues documented. Descriptions not previously recorded include the gross anatomy of the thymus in monotremes, the bandicoot (Isoodon macrourus, Isoodon obesulus), the wombat (Lasiorhinus latifrons), and koala (Phascolarctos cinereus), as well as light and electron microscopic features in all species examined. In monotremes, thymic tissue was diffusely spread in the mediastinum and extended over the ventral surface of the pericardium. In the bandicoot, a small, deep cervical thymus was persistently present as well as the expected thoracic thymus and contrary to previous observations, a thoracic thymus was found in the wombat but not the koala. Both species also have a cervical thymus. In the marsupial species examined, additional thymic tissue was often present in the vicinity of the carotid bifurcations, in the deep ventral regions of the neck. In many animals, thymic tissue of deep cervical origin as well as thoracic thymus was mingled with parathyroid tissue. In several specimens...

‣ Metallophilic macrophages are fully developed in the thymus of autoimmune regulator (Aire)-deficient mice

Milcevic, N.; Milicevic, Z.; Milkovic, M.; Labudovic-Borovic, M.; Laan, M.; Peterson, P.; Kisand, K.; Scott, H.; Qu, N.; Westermann, J.
Fonte: Springer-Verlag Publicador: Springer-Verlag
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2009 Português
Relevância na Pesquisa
36.944485%
Thymic metallophilic macrophages represent a significant component in the thymus physiology. Recently, we showed their presence to be dependent on functional lymphotoxin-beta receptor (LT beta R) signaling pathway. However, it is unknown whether the development of metallophilic macrophages also requires the Autoimmune regulator (Aire) transcription factor, as suggested by some studies for medullary thymic epithelial cells, or perhaps the presence of Aire-expressing thymic epithelial cells themselves. Therefore, we investigated the presence of metallophilic macrophages in Aire-deficient thymus. Our study shows that the metallophilic macrophages are fully developed in the Aire-deficient thymus; their development is not regulated via Aire transcription factor and does not require the presence of Aire-expressing epithelial cells. On the contrary, in alymphoplasia (ALY) mice (deficient in nuclear factor-kappaB-inducing kinase, NIK), which we used as negative control, thymic metallophilic macrophages are completely lacking, similarly as in LT beta R-deficient animals. Together, these results show that the development/maintenance of thymic metallophilic macrophages is executed via LT beta R circumventing the Aire transcription factor. Thus...

‣ Interaktionen von Thymozyten mit Komponenten der extrazellulären Matrix und Thymus-Epithelzellen; Thymocyte interactions with extracellular matrix components and thymic epithelial cells

Kutlesa, Snjezana
Fonte: Universidade de Tubinga Publicador: Universidade de Tubinga
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
36.921606%
Ziel dieser Arbeit war die lokale Verteilung verschiedener Laminin-Isoformen und einzelner Cadherine im humanen Thymus sowie ihre Bedeutung für die Entwicklung humaner T-Zellen, die sich anhand der akzessorischen Moleküle CD4 und CD8 in die frühen DN, die intermediären DP und die reifen SP Thymozyten unterteilen lassen. Laminine sind extrazelluläre Matrixmoleküle, die funktionell an Zelladhäsionsmechanismen, Zellproliferation und Zellmigration beteiligt sein können. Im humanen Thymus konnten im subkapsulären Epithel des Thymusläppchen LN-2/4 und LN-10/11 detektiert werden, während LN-5 ausschließlich im medullären Thymusbereich nachgewiesen wurde. LN-10/11 kann mit den subkapsulären DN Thymozyten über den Integrin-Rezeptor alpha6/beta1 und LN-5 mit den medullären SP CD8+ über den Integrin-Rezeptor alpha6/beta4 in Wechselwirkung treten. Die Laminin-Isoformen zeigten keinerlei mitogenen Effekt auf Thymozyten. Im medullären Thymusbereich wurde E-Cadherin, ein Mitglied der Cadherin-Familie, auf Epithelzellen detektiert. Auf humanen Thymozyten wird E-Cadherin nicht exprimiert, diese Zellen exprimieren CD103, das heterophile Interaktionen mit E-Cadherin vermitteln kann. SP CD8+ Thymozyten weisen die höchste CD103 Expression auf. In vitro konnten heterotypische adhäsive Interaktionen zwischen CD103+ Thymozyten und Thymus-Epithelzellen durch Antikörper gegen E-Cadherin bzw. CD103 gehemmt werden. Ko-Kulturen aus primären Thymus-Epithelzellen und SP CD8+ Thymozyten zeigten eine signifikante Proliferation. Für diese Proliferation war die CD103/E-Cadherin Interaktion notwendig...

‣ Avaliação da atividade antimicrobiana do óleo essencial Thymus mastichina

Carvalho, Ricardo Manuel Simões
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.89376%
O presente trabalho encontra-se dividido em dois capítulos distintos: Investigação e Estágio em farmácia comunitária. No primeiro capítulo aborda-se a investigação realizada no Centro de Investigação em Ciências da Saúde da Universidade da Beira Interior (CICS-UBI); o segundo capítulo descreve o estágio realizado na Farmácia Central. Os óleos essenciais são misturas complexas de componentes voláteis provenientes de plantas. A sua reconhecida bioatividade tem sustentado o seu uso empírico e tradicional. O aumento exponencial das resistências dos microrganismos aos antimicrobianos correntemente utilizados no tratamento de infeções e a reduzida e lenta indicação de novas moléculas terapêuticas tem impulsionado a pesquisa de possíveis agentes antimicrobianos de origem natural. O objetivo do presente estudo foi avaliar atividade antimicrobiana do óleo essencial Thymus mastichina contra microrganismos genitais. Neste estudo foram incluídos dois OLEOS essenciais, ambos de origem portuguesa: Thymus mastichina (Pinhel) e Thymus mastichina (Vale do Tejo). No que diz respeito aos microganismos, foram incluídas 18 Candida spp., 3 S. aureus, 2 S. agalactea, e 1 S. epidermidis. As concentrações mínimas inibitórias (MIC) e as concentrações mínimas letais (MLC) foram determinadas de acordo com o macrométodo da CLSI e o protocolo descrito por Cantón et al. (2003). O óleo essencial de Thymus mastichina (Pinhel) foi testado em todos os microrganismos incluídos no estudo. Para o óleo essencial de Thymus mastichina (Vale do Tejo) foi avaliado...

‣ Effect of a probiotic fermented milk on the thymus in BALB/c mice under non-severe protein-energy-malnutrition

Novotny Núñez, Ivanna; Maldonado Galdeano, María Carolina; Carmuega, Esteban; Weill, Ricardo; de Moreno, Maria Alejandra; Perdigón, Gabriela del Valle
Fonte: Cambridge University Press Publicador: Cambridge University Press
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:ar-repo/semantics/artículo; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
36.89376%
Protein–energy malnutrition (PEM) causes a significant impairment of the immune system, the thymus being one of the most affected organs. It has been demonstrated that the administration of probiotic fermented milk (PFM) recovered the intestinal barrier, histological alterations and mucosal and systemic immune functions in a non-severe malnutrition model using BALB/c mice. The aim of the present study was to evaluate, in the same model of malnutrition, the effect of a PFM added to a re-nutrition diet on the recovery of the thymus, analysing histological and functional alterations caused by malnutrition. Mice were undernourished and divided into three groups according to the dietary supplement received during re-nutrition: milk, PFM or its bacterial-free supernatant (BFS). They were compared with well-nourished and malnourished mice. PFM was the most effective re-nutrition supplement to improve the histology of the thymus, decreasing cellular apoptosis in this organ and recovering the percentage of CD4þ/CD82 single-positive thymocytes. Immature doublepositive thymocytes were increased in the malnourished control (MC). The production of different cytokines in the thymus was increased in mice given PFM, compared with the mice that received other dietary supplements and MC. Mice given the BFS presented an improvement in the thymus similar to those that received milk. We demonstrated the importance of the whole PFM supplementation on the histological and functional recovery of the thymus in a non-severe PEM model.; Fil: Novotny Núñez...