Página 1 dos resultados de 36318 itens digitais encontrados em 0.112 segundos

‣ Socialização do conhecimento ou sociabilidade adaptativa: trabalho e educação diante das transformações do capitalismo contemporâneo

Sala, Mauro
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 132 f.
Português
Relevância na Pesquisa
87.435%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Educação Escolar - FCLAR; Este estudo faz uma crítica às pedagogias do “aprender a aprender”, sobretudo, a partir da relação entre educação e trabalho. Assim, centramo-nos na proposição feita por essas pedagogias de que as empresas modernas, flexíveis e intensivas na aplicação de conhecimentos, teriam um paradigma de funcionamento que proporcionaria aos indivíduos o desenvolvimento pleno de suas melhores capacidades. Aqui, fazemos a crítica dessa proposição mostrando que uma visão apologética das transformações do mundo do trabalho, por uma valorização unilateral do conhecimento no seu processo, não apreende concretamente seu desenvolvimento desigual, não podendo nem ao menos captar suas principais tendências. Mostramos também as transformações desse discurso e sua função no processo de reestruturação produtiva capitalista, que alteram substantivamente a relação entre a educação e o trabalho (marcada agora pela individualização das “competências” e pela empregabilidade), alterando também a relação entre o ensino dos conteúdos e a adaptação. Coloca-se a centralidade dos conteúdos no processo pedagógico...

‣ O percurso teórico e empírico do GT Trabalho e Educação: uma análise para debate

Trein,Eunice; Ciavatta,Maria
Fonte: Editora Autores Associados Publicador: Editora Autores Associados
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 Português
Relevância na Pesquisa
97.39793%
Trabalho elaborado com o objetivo de dar prosseguimento ao balanço periódico, na forma de um "estado do conhecimento", da produção científica do GT, com base nos trabalhos selecionados e discutidos pelo Grupo nas Reuniões Anuais da ANPEd, de 1996 a 2001, retomando a pauta de temáticas apresentadas em balanços similares, realizados de 1987 a 2000. Do ponto de vista teórico-metodológico, o GT orienta-se pelo materialismo histórico, contempla também a discussão de outras linhas teóricas e tem como compromisso a transformação das formas de exploração e amesquinhamento do ser humano. Do ponto de vista dos conteúdos, os temas recorrentes mais presentes são os seguintes: trabalho e educação - teoria e história; trabalho e educação básica; profissionalização e trabalho; educação do trabalhador nas relações sociais de produção; e trabalho e educação nos movimentos sociais.

‣ A trajetória do GT Trabalho e Educação da Anped: alguns elementos de análise

Handfas,Anita
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio Publicador: Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2007 Português
Relevância na Pesquisa
97.28287%
O objetivo do artigo é fazer uma breve reconstituição da trajetória do GT Trabalho e Educação da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (Anped), identificando os princípios teóricos que serviram de base para os estudos que buscaram compreender, sob diferentes aspectos, a relação entre trabalho e educação. Para tal, percorro a trajetória de conformação do pensamento educacional crítico brasileiro, notadamente o período de redemocratização do país após o golpe militar de 1964, assim como analiso o contexto político em que se deu a difusão da teoria marxista na pesquisa educacional. Com base em alguns elementos políticos e teóricos identificados neste processo, busco problematizar os limites teóricos dos estudos sobre trabalho e educação que têm como referência a teoria marxista.

‣ A historicidade do percurso do GT trabalho e educação: uma análise para debate

Trein,Eunice; Ciavatta,Maria
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio Publicador: Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 Português
Relevância na Pesquisa
97.44366%
Neste trabalho, retomamos os aspectos principais de um trabalho anterior que teve o objetivo de dar prosseguimento ao balanço da produção científica do GT Trabalho e Educação, a partir dos trabalhos selecionados e discutidos pelo grupo nas Reuniões Anuais da Anped (1996 a 2001), retomando a pauta de temáticas apresentadas em balanços similares, analisando a produção de 2002 a 2007. Do ponto de vista teórico-metodológico, o GT orienta-se pelo materialismo histórico, contempla também a discussão de outras linhas teóricas e tem como compromisso a transformação das formas de exploração e amesquinhamento do ser humano. Do ponto de vista dos conteúdos, os temas recorrentes mais presentes são os seguintes: trabalho e educação - teoria e história; trabalho e educação básica; trabalho e educação nos movimentos sociais; educação do trabalhador nas relações sociais de produção; e profissionalização e trabalho que se constituem no tema principal do período mais recente que analisamos neste texto.

‣ Expansão da escola básica e a relação capital, trabalho e educação no Brasil dos anos 1970; Expansion of basic school and the relationship between capital, labor and education in Brazil in the year 1970

FERREIRA, João Roberto Resende
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Educação; Ciências Humanas Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Educação; Ciências Humanas
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
87.34307%
FERREIRA, João Roberto Resende. Expansion of basic education and the relationship capital, labor and education on the 70 s in Brazil. 2011. 125 pages. Thesis (Graduate Education Program) Faculdade de Educação, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2011. This study is a bibliographical research which belongs to the research field of Education, Labor and Social Movements. It sets out to understand the expansion of basic education in Brazil in the context of its close relationship with capital, labor and education. The study tries to understand the logic underlying the action of capital, workers and State in relation to the school and the principles and values which inspired educational reform in the late twentieth century. It is based on the Gramscian theoretical framework in what refers to Americanism and Fordism, according to which all historical particularities require people to acquire specific formation and it is up to the different schools and intellectuals to exercise this formative function in a society of classes. In Brazil, the process of industrial expansion and unplanned urbanization generated urban contradictions and put access to education at center stage in popular struggles.; FERREIRA, João Roberto Resende. Expansão da escola básica e a relação capital...

‣ Expropriação do trabalho e escolarização do cortador de cana em Alagoas.; Expropriation of labor and scooling of cane cutters in Alagoas.

Santos, Antonio César de Holanda
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; BR; Educação brasileira; Programa de Pós-Graduação em Educação; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; BR; Educação brasileira; Programa de Pós-Graduação em Educação; UFAL
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
87.40734%
The objective of this research is to understand the expropriation of cane cutters' jobs done by the capital and also by rural education laws. More specifically, this research focuses on comprehending how these workers may be properly schooled after having been expropriated from their work field, as determined by the capital and educational policies of the state. For such explanation, the historical origin of the capital and of expropriation of labor by it was taken in consideration. The study begins by depicting the formation of classical capitalism. Moreover, making intelligible the role of colonial regime regarding the consolidation of European classical capitalism and Brazilian agrarian capitalism. Furthermore, Alagoas' modern and archaic is looked into, aiming particularly on the colonialism and capitalism of this state. Capitalism as a whole is then taken into account, embracing its consolidation, cyclical and structural capital crises as well as its restructuring. This study also has a relation to current historical inquiries on rural legislation and educational programs, with social movements' and state actions in Brazil, linked to the capital's purposes. As far as the sugarcane industry is concerned, the study shows its constitution in Brazil and Alagoas. Firstly...

‣ CONTEXTO E SENTIDO ONTOLÓGICO, EPISTEMOLÓGICO E POLÍTICO DA INVERSÃO DA RELAÇÃO EDUCAÇÃO E TRABALHO PARA TRABALHO E EDUCAÇÃO

Frigotto, Gaudêncio; UERJ
Fonte: Revista Contemporânea de Educação Publicador: Revista Contemporânea de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/2015 Português
Relevância na Pesquisa
87.39191%
Este artigo expõe o contexto do debate no campo educacional no qual ocorre a inversão dos termos de   educação e trabalho para trabalho e educação. Um contexto de intensa disputa teórica e política que se efetiva no processo da Constituinte e da nova Lei de Diretrizes da Educação Nacional. A procedência do trabalho deriva de sua compreensão ontológica, epistemológica e ético política. O trabalho não é sinônimo de emprego, forma que ostenta nas relações sociais capitalistas, mas a atividade vital mediante a qual o ser humano produz e  reproduz  a sua vida. 

‣ A FORMAÇÃO DO TRABALHADOR NO CONTEXTO DA RECONFIGURAÇÃO DO TRABALHO, DA PRODUÇÃO E DOS MECANISMOS DE MEDIAÇÃO DO CONFLITO DE CLASSE

Souza, José dos Santos; Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Fonte: Revista Contemporânea de Educação Publicador: Revista Contemporânea de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Materialismo histórico dialético Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/2015 Português
Relevância na Pesquisa
87.41994%
O artigo aborda o contexto atual da política de formação profissional no Brasil. Parte da consideração de que as reformas atuais na Educação Profissional são determinadas pela recomposição burguesa para restabelecer suas bases de acumulação capital corroídas pela crise estrutural do capitalismo. Nesse aspecto, aponta que a Educação Profissional assume dupla função: gerar capital humano necessário ao aumento de produtividade e competitividade das empresas e construir o consenso em torno da naturalização das condições excludentes do mercado de trabalho e da individualização da responsabilidade pelo mérito ou fracasso do trabalhador no mercado de trabalho.Palavras-Chave: Trabalho e Educação; Educação Profissional; Política Educacional.

‣ FUNDAMENTOS DA RELAÇÃO TRABALHO E EDUCAÇÃO

Oder José dos Santos; FAE/UFMG
Fonte: Trabalho & Educação Publicador: Trabalho & Educação
Formato: application/pdf
Publicado em 06/11/2012 Português
Relevância na Pesquisa
107.32368%
O tema dos fundamentos da relação trabalho e educação é examinado, neste artigo, à luz dos ensinamentos de Engels, basicamente no prefácio de O Capital, Livro Segundo, quando se refere às polêmicas travadas com vários críticos que negavam a novidade epistemológica da obra de Marx - a resignificação do conceito de mais-valia. Engels mostra-nos que Marx analisa a questão do trabalho em direção oposta a de seus predecessores: "onde estes haviam visto uma solução, ele viu apenas um problema". Aborda agora um novo problema que exige nova solução. Eis, pois, a "chave para o entendimento de toda a produção capitalista" - compreender, de fato, o reexame da categoria da mais-valia. Para tal, necessário se faz saber o que era valor. Neste quadro, o autor conclui que a análise da educação deve ser feita no interior das condições gerais de produção, aliás constitui mesmo uma dessas condições. Referindo-se às condições gerais da produção e da reprodução da força de trabalho, condições essas decisivas para que existam trabalhadores.

‣ TRABALHO E EDUCAÇÃO NAS DISPUTAS POR PROJETOS DE CAMPO / Work and education in the dispute by field projects

Miguel Gonzalez Arroyo; UFMG
Fonte: Trabalho & Educação Publicador: Trabalho & Educação
Formato: application/force-download
Publicado em 07/04/2013 Português
Relevância na Pesquisa
107.35718%
O que justificaria um Dossiê sobre Trabalho e Educação no Campo? A necessidade de desocultar o trabalho no campo e politizar o trato dado à educação do campo nas pesquisas, no pensamento e nas políticas educacionais. A primeira constatação é que a relação trabalho, terra, educação vai merecendo atenção nas pesquisas, na produção teórica e nas políticas. Entretanto, essa relação ainda carece de maior centralidade. Uma relação que exige ser desocultada, afirmada e legitimada no pensamento educacional. A diversidade de textos se propõe essa tarefa.

‣ TRABALHO E EDUCAÇÃO: APORTES DA LINHA DE PESQUISA PARA O ESTUDO DO TRABALHO ESCOLAR / Work and education: contributions of the line of research for the study of the school work

Mônica Ribeiro da Silva; UFPR
Fonte: Trabalho & Educação Publicador: Trabalho & Educação
Formato: application/pdf
Publicado em 19/05/2010 Português
Relevância na Pesquisa
107.28085%
Investiga as contribuições que a linha de pesquisa Trabalho e Educação traz para o estudo do trabalho escolar. Desenvolve-se mediante análise das fontes: Periódico Educação & Sociedade e trabalhos apresentados na GT 9 da ANPED. Os resultados apontam para tímida presença de investigações que tomam como objeto o trabalho especificamente escolar.

‣ “EDUCAÇÃO E TRABALHO” TRANSFORMOU-SE EM “TRABALHO E EDUCAÇÃO”: DA CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE MARXISTA AOS DESAFIOS DA DÉCADA DE 90 PELO GTTE DA ANPED / “Education & Labor” turned into “Labor & Education”: from the construction of marxism identity to the...

Alexandre Maia do Bomfim; Universidade Estácio de Sá
Fonte: Trabalho & Educação Publicador: Trabalho & Educação
Formato: application/pdf
Publicado em 24/05/2010 Português
Relevância na Pesquisa
87.54789%
Este trabalho parte de uma tomada de decisão, acontecida há mais de duas décadas, em abril de 1986, quando pesquisadores da área de "Educação e Trabalho", assumindo a perspectiva teórica do marxismo, mudaram a denominação para "Trabalho e Educação" - TE. Antes de tudo, quer resgatar à memória essa data. Por outro lado, este trabalho quer ensaiar uma reflexão sobre o Grupo de Trabalho - Trabalho e Educação, o GTTE, pertencente à Associação Nacional dePós-Graduação e Pesquisa em Educação, a ANPED, trazendo de volta um momento especial do grupo, em que se traçaram planos e se construíram metas para a área de Educação e Trabalho. Para isso foram lidos inicialmente quatro artigos que analisaram a área de Trabalho e Educação: "O Percurso Teórico e Empírico do GT Trabalho e Educação" de Trein e Ciavatta (2003), "Qualificação e reestruturação produtiva: Um balanço das pesquisas em educação" de Shiroma eCampos (1997), Trabalho e educação: contribuições dos artigos publicados na revista do NETE de Castilho e Pereira (2003) e "Educação e Trabalho no Brasil: o estado da questão" de Kuenzer (1991).

‣ TRABALHO E EDUCAÇÃO, E CURRÍCULO: INTERPELAÇÕES MÚTUAS / Work an education, and curriculum: mutual apprehended

Maria Aparecida da Silva; CEFET-MG
Fonte: Trabalho & Educação Publicador: Trabalho & Educação
Formato: application/pdf
Publicado em 16/05/2011 Português
Relevância na Pesquisa
107.41253%
A partir da constatação de um hiato entre pesquisas sobre Trabalho e Educação e sobre Currículo, este artigo questiona a possibilidade do estabelecimento de conexões entre os saberes oriundos das experiências do trabalho e o conteúdo do currículo oficial (conhecimento prescrito), partindo de necessárias conexões anteriores entre pesquisadores e grupos de pesquisadores da área Trabalho e Educação e da área do Currículo. Embasa as reflexões a partir da existência de uma instância sistematizadora dos saberes dos trabalhadores, de modo a incorporá-los no processo de trabalho e de gestão, dentro da empresa nos moldes do toyotismo e discute os desafios da possibilidade dessa integração na esfera educacional. Supõe-se que tais iniciativas aumentem as possibilidades de interpelações mútuas entre o campo Trabalho e Educação e o de Currículo, em direção à construção de contra hegemonias, de questionamento das perspectivas de se pensar o currículo e o conhecimento como transcendências, de reafirmação da necessidade do debate epistemológico ampliado entre grupos de pesquisadores de áreas diferentes com interesses afins, de modo que as relações entre saberes tácitos e currículo prescrito ultrapassem as questões metodológicas e de sala de aula. O texto ressalta...

‣ A PRODUÇÃO EM “TRABALHO E EDUCAÇÃO”. ESBOÇO PARA A DISCUSSÃO DE SUAS MARCAS E DE SUAS PERSPECTIVAS / The production in “work and education”. Sketch for the quarrel of its marks and its perspectives

Paulo Sérgio Tumolo; UFSC
Fonte: Trabalho & Educação Publicador: Trabalho & Educação
Formato: application/pdf
Publicado em 08/05/2012 Português
Relevância na Pesquisa
107.19436%
O texto faz uma análise da trajetória da produção do “campo” Trabalho e educação, buscando identificar suas características determinantes e as alterações nelas ocorridas, desde os anos 1980, quando predominavam as discussões que buscavam articular a educação com os interesses históricos da classe trabalhadora, ou seja, com a estratégia revolucionária, até o presente, em que as análises sobre tal relação têm se arrefecido. Ao final, indica a necessidade de se resgatar a discussão acerca daquela relação e aponta alguns desafios teóricos neste sentido.

‣ TRABALHO E EDUCAÇÃO: ENTRE AS AMBIGUIDADES DA TEORIA DO CAPITAL HUMANO E OS REAIS INTERESSES DOS TRABALHADORES SOBRE A ESCOLA / Work and education: between the theory of human capital ambiguities and the real interest of workers about the school

Roney Gusmão Carmo; Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia; Ana Elizabeth Santos Alves; Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
Fonte: Trabalho & Educação Publicador: Trabalho & Educação
Formato: application/force-download
Publicado em 11/07/2013 Português
Relevância na Pesquisa
87.33663%
A análise dos significados adquiridos pela educação na sociedade contemporânea solicita debruçar sobre os próprios trâmites históricos sinalizados pela conjuntura socioeconômica em vigor na sociedade. A teoria do capital humano, por exemplo, e todas as suas reedições ainda presentes nas relações entre trabalho e educação aportam nos sentidos da escolarização, inferindo valores e norteando, de forma altamente ambígua, a prática educacional. Nesse sentido, o presente artigo pretende interpretar a forma como a teoria do capital humano inferiu significados na relação escola e trabalho, salientando os seus resultados para a educação escolar. Cabe salientar que a teoria do capital humano, embora inicialmente mencionada na década de 1950, contém reformulações ainda presentes na atualidade, resultando em frequentes desregulações entre os interesses reais daqueles que buscam a escola e os elementos que parecem nortear a prática pedagógica a partir da lógica capitalista.

‣ Revolução e educação em Gramsci (1919–1920)

Oliveira, Thiago Chagas; Felismino, Sandra Cordeiro
Fonte: Filosofia e Educação Publicador: Filosofia e Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Pesquisa Bibliográfica Formato: application/pdf
Publicado em 23/04/2010 Português
Relevância na Pesquisa
97.06229%
Este trabalho toma como objeto de investigação a experiência revolucionária vivida por Antonio Gramsci em 1919/1920. Sustenta a hipótese teórico-investigativa segundo a qual os artigos escritos por Gramsci neste período fornecem elementos fundamentais para a compreensão da gênese de suas reflexões sobre trabalho e educação. 

‣ TRABALHO E EDUCAÇÃO: A FORMAÇÃO DO TRABALHADOR NO CONTEXTO DAS CRISES CÍCLICAS DO CAPITALISMO MONOPOLISTA

França, Robson Luiz de; Previtalli, Fabiane Santana; Lucena, Carlos
Fonte: Revista HISTEDBR On-line Publicador: Revista HISTEDBR On-line
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 23/10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
97.38166%
Este artigo discute as mediações existentes entre a educação, o trabalho e a formaçãohumana. Problematizam-se em três partes quais sejam: Parte 1 – Política e Discurso:Educação, trabalho e formação do trabalhador de nível técnico e tecnológico no Estado deMinas Gerais e Parte 2 – Organização e Controle do Trabalho na Agroindústria fumeira apartir da década de 1990 que são resultados de pesquisa desenvolvida no âmbito do Grupode Estudos e Pesquisas em História, Trabalho e Educação de Uberlândia – MG que integrapor sua vez o Grupo homônimo interinstitucional ligado ao HISTEDBR. Buscou-se nessaspesquisas principalmente analisar o avanço na formação do trabalhador e a compreensão eapreensão das contradições, avanços e retrocessos, promessas e possibilidades no que serefere ao trabalho, educação e formação humana.

‣ TRABALHO E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL NAS DÉCADAS DE 1930 E 1940 NO BRASIL: ANÁLISE DO PENSAMENTO E DAS AÇÕES DA BURGUESIA INDUSTRIAL A PARTIR DO IDORT

Batista, Eraldo Leme
Fonte: Revista HISTEDBR On-line Publicador: Revista HISTEDBR On-line
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 20/09/2013 Português
Relevância na Pesquisa
97.37386%
Eraldo Leme Batista Orientador: Prof. Dr. José Luis Sanfelice Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP Faculdade de Educação Ano: 2013 Resumo de Tese   A presente pesquisa estuda a concepção de educação profissional, defendida e divulgada pela revista do IDORT (1931-1942). Utilizamos as categorias de classes sociais, luta de classes e hegemonia, para entendermos as contradições de classes no período analisado. Destacamos o Instituto de Organização Racional do Trabalho – IDORT como órgão representante da burguesia industrial. Examinamos, no primeiro capítulo, a questão econômica, social e política do período, demonstrando a organização dos industriais, em especial os paulistas, que buscaram o fortalecimento de sua fração de classe no projeto de sociedade e de controle do Estado. Discorremos também sobre a repressão feita aos anarco-sindicalistas, aos comunistas e a toda organização que se contrapunha aos interesses burgueses. No segundo capítulo, analisamos o processo de constituição do IDORT, o seu projeto de defesa de uma sociedade racional e taylorizada. No último capítulo, apresentamos o projeto de educação profissional defendido pela revista, que se constituiu em fonte primária desta pesquisa. Registramos a importância dos Intelectuais orgânicos da burguesia...

‣ TRABALHO E EDUCAÇÃO NO ASSENTAMENTO GUARANI: REFORMA AGRÁRIA E PARCERIAS AGROINDUSTRIAIS

Santos Neto, José Leite dos; Nascimento, Manoel Nelito Matheus
Fonte: Revista HISTEDBR On-line Publicador: Revista HISTEDBR On-line
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 29/11/2014 Português
Relevância na Pesquisa
97.21046%
Este trabalho tem como objetivo analisar a relação entre trabalho e educação no Assentamento Guarani, com a finalidade de compreender de que forma o trabalhador assentado se apropria de conhecimentos para a produção e como o conhecimento pautado na agroindústria interfere no trabalho que ele desenvolve. Este trabalho discute questões referentes aos assentamentos de reforma agrária que têm se configurado como um território em disputa pelo capital por meio das parcerias agroindustriais,   que permitem o cultivo de lavouras para fins agroindustriais nos assentamentos estaduais no Estado de São Paulo. A pesquisa de campo foi realizada no Assentamento Guarani situado na cidade de Pradópolis –SP, que tem uma parceria agroindustrial com a Usina São Martinho.  A partir dos resultados da consulta realizada com os assentados, constata-se que os projetos de parcerias agroindustriais surgem após um processo de esgotamento de todas as possibilidades para o desenvolvimento dos lotes recebidos na formação do assentamento e que se caracterizam como alternativas contraditórias do processo de luta pela terra, mas, são aceitas devido as precárias condições socioeconômicas dos assentados.

‣ TRABALHO E EDUCAÇÃO EM DOCUMENTOS DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS

Noma, Amélia Kimiko; Koepsel, Eliana Claudia Navarro; Chilante, Edinéia Fátima Navarro
Fonte: Revista HISTEDBR On-line Publicador: Revista HISTEDBR On-line
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 18/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
97.34219%
No presente texto, apresentamos elementos teóricos e metodológicos que podem subsidiara análise da relação entre trabalho e educação em documentos de política educacional.Ancoradas no método dialético, analisamos de que forma a relação em pauta é estabelecidaem três fontes primárias produzidas e divulgadas no âmbito da UNESCO. Explicitamosque, nestes documentos, a relação entre “trabalho e educação” aparece invertida etransmuta-se na relação entre “educação e trabalho”, na qual a educação passa a assumirum caráter instrumental de preparação para o mercado de trabalho. Expressam umaperspectiva histórica, política e ideológica, que traduz uma visão operacional eeconomicista da educação, pertinente ao contexto da mundialização do capital.