Página 1 dos resultados de 3874 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

‣ Efeito da condição corporal ao parto sobre o desempenho produtivo de vacas mestiças Holandês × Zebu; Effect of body condition score at calving on productive performance of crossbred Holstein-Zebu cows

FREITAS JÚNIOR, José Esler de; ROCHA JÚNIOR, Vicente Ribeiro; RENNÓ, Francisco Palma; MELLO, Marco Túlio Parrela de; CARVALHO, Alexssandre Pinto de; CALDEIRA, Luciana Albuquerque
Fonte: Viçosa Publicador: Viçosa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.146702%
Vinte e cinco vacas mestiças Holandês × Zebu foram utilizadas para avaliar o efeito da condição corporal ao parto sobre a produção e composição do leite e a mobilização de reservas corporais, avaliada por meio da variação da condição corporal do parto até os 120 dias de lactação. Os animais foram divididos em duas classes, de acordo com seu escore de condição corporal ao parto (ECCP), em uma escala de 1 (muito magra) a 5 (muito gorda): classe 1, vacas com ECCP > 3,25; e classe 2, vacas com ECCP <3,25. As classes diferiram entre si quanto ao escore de condição corporal ao parto; as médias foram de 3,71 e 2,58, respectivamente, para as vacas das classes 1 e 2. As vacas da classe 1 apresentaram maior mudança de escore de condição corporal (MECC) do parto aos 120 dias de lactação em relação às vacas da classe 2, com valores médios de -0,57 e -0,12 unidades de escore de condição corporal para os grupos 1 e 2, respectivamente. O escore de condição corporal ao parto não influenciou a produção de leite entre as classes 1 e 2, no entanto, influenciou a produção de leite corrigida para 3,5% de gordura, a porcentagem e a produção de gordura no leite. As vacas mestiças Holandês × Zebu apresentaram maior produção de gordura do leite e produção de leite corrigida para 3...

‣ Avaliação da reutilização de implantes contendo progestágenos para controle farmacológico do ciclo estral e ovulação em vacas de corte.; Evaluation of progestagen implants reutilization on pharmacological control of estrus cycle and ovulation in beef cows.

Maluf, Décio Zuliani
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/07/2002 Português
Relevância na Pesquisa
37.201125%
Duzentos e vinte e uma vacas (78 com bezerros entre 40 e 90 dias de idade) mestiças Nelore (Bos taurus indicus) X Charolês (Bos taurus taurus) foram utilizadas para avaliar a reutilização de implantes auriculares de silicone impregnados com progestágenos para controle farmacológico do ciclo estral e ovulação. Os tratamentos experimentais consistiram de três protocolos para sincroni zação do cio e inseminação artificial em tempo pré-determinado. No tratamento 1 (T1; n=73) as vacas receberam um implante auricular de Crestar® (3 mg de norgestomet); no tratamento 2 (T2; n= 75) as vacas receberam um implante auricular de Crestar® já utili zado anteriormente em outra sincronização; e no tratamento 3 (T3; n=73) as vacas receberam dois implantes auriculares de Crestar® também já utilizados, os quais foram colocados lado a lado na mesma orelha. Além dos implantes, as vacas receberam aplicação intramuscular (im) de uma associação de 2 mL de progesterona (25mg/mL) + benzoato de estradiol (1mg/mL) no momento da colocação dos implantes (D0). Os implantes foram removidos após 8 dias (D7) junto a uma aplicação (im) de Preloban® (150mg de D-cloprostenol). Após 24h da remoção do implante, foi aplicado uma dose (im) de Estrogin® (1mg de benzoato de estradiol). Todas as vacas foram inseminadas artificialmente 54-56h após a retirada dos implantes. Noventa por cento do sêmen utilizado no experimento foi proveniente de um só touro...

‣ Efeito das afecções de casco sobre o comportamento no estro e desempenho reprodutivo de vacas leiteiras ; Effect of lameness on estrus behavior and reproductive performance in dairy cows

Dias, Renata de Oliveira Souza
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/11/2004 Português
Relevância na Pesquisa
37.167817%
Esta tese está fundamentada em dois experimentos que visam colaborar na elucidação dos efeitos das afecções de casco sobre o desempenho reprodutivo de vacas leiteiras no Brasil. No experimento 1, um total de 57 vacas Holandesas no início da lactação foi utilizado para avaliar os efeitos das afecções de casco sobre o comportamento no estro. Os animais foram classificados de acordo com o escore dos cascos e o escore da locomoção, identificando-se assim animais com os cascos sadios e animais que apresentam lesões nos cascos. Todos os animais foram sincronizados com prostaglandina (Cloprostenol sódico). O comportamento destas vacas durante o estro foi monitorado por um aparelho de radiotelemetria (HeatWatchâ). Os dados relativos ao casco (variáveis independentes) foram associados com os seguintes dados relativos ao estro: número de montas, soma da duração das montas, duração média das montas, intensidade das montas e duração do estro (variáveis dependentes). Os resultados evidenciaram significância estatística apenas na relação funcional entre a variável dependente Duração do estro e a variável independente Escore de locomoção (P=0,0237; R²=0,0921). Quando foram considerados dois grupos, em função da presença do acometimento do casco...

‣ Suplementação de vacas HPB e vacas 1/2 HPB 1/2 Jersey mantidas em pastagem tropical com o éster isopropílico do análogo de metionina (HMBi); Supplementation of BWH cows and ½ BWH ½ Jersey cows kept in tropical pasture with the isopropyl ester of methionine analog (HMBi)

Greco, Leandro Ferreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/07/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.167817%
No presente experimento, foi testada a inclusão do éster isopropílico do análogo de metionina (HMBi) no concentrado de vacas Holandesas (HPB) e vacas ½ HPB ½ Jersey mantidas em pastagens de capim Elefante, com o objetivo de atingir relação entre lisina e metionina de 3:1 na proteína metabolizável. As variáveis avaliadas foram a produção e composição de leite. A massa de forragem e as composições nutricional e morfológica da pastagem também foram avaliadas. Foram utilizadas 16 vacas HPB e 12 vacas ½ HPB ½ Jersey, com aproximadamente 150 dias em lactação no início do período experimental. A pastagem de capim Elefante foi manejada em sistema rotacionado com dois dias de ocupação e período de descanso variável, determinado pela altura do dossel de 1m para a entrada dos animais no piquete. A pastagem foi adubada com 80 kg de N por ciclo de pastejo. As vacas experimentais faziam o pastejo no primeiro dia de ocupação e animais extras do rebanho realizavam o repasse no segundo dia de ocupação de cada piquete, garantindo que o resíduo pós pastejo ficasse em torno de 40 cm. A pastagem continha em média 22% de PB, 66% de FDN e 71,5% de DIVMS. O concentrado foi fornecido individualmente, na dose média de 6...

‣ Efeitos das condições metabólicas de vacas leiteiras durante o período de transição e início de lactação sobre a saúde e fertilidade no inverno e no verão; Effects of metabolic conditions of dairy cows during transition period and early lactation in winter and summer on health and fertility

Maturana Filho, Milton
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.274343%
O presente estudo teve como objetivo verificar as associações entre variáveis plasmáticas ligadas ao metabolismo energético, com outras ligadas ao metabolismo protéico, hepático e renal, em vacas leiteiras durante o período de transição, como também durante o início de lactação no inverno e no verão, de modo que algumas destas variáveis possa ser utilizadas como preditoras da saúde e da fertilidade em vacas leiteiras nos três primeiros serviços. O experimento foi realizado em uma granja leiteira Comercial (Fazenda Colorado, município de Araras SP) com 245 vacas leiteiras, multíparas da raça Holandesa. Os animais foram distribuídos, de forma retrospectiva, de acordo com a produção média durante o pico de lactação (45,9 Kg/ leite/ dia). Posteriormente, as vacas foram alocadas dentro dos grupos experimentais (Alta Produção (AP), ≥ 45,9 até 65 kg/leite no Pico de lactação; média Produção (MP), entre 30 e 45,8 kg/leite no Pico de lactação). As vacas eram alocadas para o galpão a partir de 35 dias da data de parto prevista, para adaptação prévia de 15 dias antes do período de avaliação e também na eventualidade de algum parto ser antecipado. As dietas foram formuladas de acordo com o NRC (2001). As coletas de amostra de sangue e as avaliações foram realizadas durante o período de transição e durante os protocolos de inseminação artificial em tempo fixo. As variações nos teores de globulinas (GLOB) durante o período de transição foram mais evidentes e significativas nas vacas que desenvolveram metrite...

‣ Fontes nitrogenadas e teor de proteína bruta em dietas com cana de açúcar para vacas em lactação: balanço de nitrogênio e análise econômica; Nitrogen sources and level of crude protein in diets with sugarcane for lactating dairy cows: nitrogen balance and economical evaluation

Silano, Camila
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/02/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.201125%
O estudo consistiu de dois experimentos com o objetivo de avaliar o efeito metabólico, custos e viabilidade econômica de dietas com diferentes fontes nitrogenadas e teores proteicos. No primeiro experimento avaliou-se o efeito de dois teores de proteína bruta (PB) (130 e 148g/kg de MS) e duas fontes nitrogenadas (farelo de algodão 38 e grão de soja cru integral) na dieta de vacas leiteiras com cana de açúcar como volumoso, sobre as frações nitrogenadas do leite, balanço de nitrogênio e perfil metabólico. Foram utilizadas 12 vacas da raça Holandesa com 155 (±65) dias em lactação, agrupadas em três quadrados latinos 4x4 contemporâneos, com período experimental de 21 dias, sendo 14 dias para adaptação às dietas e os sete últimos para a realização das coletas. As vacas foram alojadas em baias individuais e alimentadas ad libitum. As amostras de leite para análise do balanço nitrogenado e frações nitrogenadas foram coletadas no 15° dia de cada período. O consumo e balanço de nitrogênio foram maiores para vacas alimentadas com dietas com 148 g PB/kg de MS. Por outro lado, vacas alimentadas com dietas contendo farelo de algodão apresentaram maior excreção de nitrogênio no leite do que vacas alimentadas com grão de soja cru integral. A relação entre caseína e proteína verdadeira no leite foi maior em vacas alimentadas com grão de soja cru integral. Houve interação entre fonte nitrogenada e teor de PB da dieta sobre as concentrações de nitrogênio ureico no leite (NUL) e nitrogênio não proteico (NNP). A concentração de NUL foi maior em vacas alimentadas com farelo de algodão e com maior teor de PB...

‣ Farelo de algodão e grão de soja integral em dietas com de cana-de-açúcar para vacas leiteiras: consumo, digestibilidade, produção e composição do leite; Cottonseed meal and whole soybean seed in diets with sugar cane for dairy cows: intake, digestibility, milk yield and composition

Migliano, Marina Elena Diniz Amaral
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/06/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.254038%
O objetivo do estudo foi avaliar o efeito de dois teores de proteína bruta (PB) e duas fontes nitrogenadas principais na dieta de vacas leiteiras, utilizando cana-de-açúcar como volumoso, sobre o consumo, a digestibilidade aparente, produção e a composição do leite. Foram utilizadas 12 vacas Holandesas em estágio intermediário de lactação, agrupadas em três quadrados latinos 4x4 contemporâneos, com período experimental de 21 dias, sendo 14 para adaptação às dietas e os sete últimos para coletas. As vacas foram alojadas em baias individuais e alimentadas "ad libitum" com 4 dietas com duas fontes nitrogenadas principais (farelo de algodão 38 e grão de soja cru integral) e dois teores de PB (130g e 148g/Kg de MS) na dieta. As amostras de leite para análise da composição foram coletadas do 14º ao 17º dia de cada período. A digestibilidade foi determinada por meio de indicador interno FDAi. O consumo de FDN e EE foi maior para vacas alimentadas com grão de soja que para as vacas alimentadas com farelo e algodão. O consumo de extrato etéreo (EE) foi maior para vacas alimentadas com dietas com 148g PB/Kg de MS. Por outro lado, vacas alimentadas com dietas contendo farelo de algodão, apresentaram maior consumo de matéria orgânica do que para vacas alimentadas com grão de soja. Houve interação entre fonte nitrogenada e teor de PB da dieta sobre CMS...

‣ Sementes oleaginosas na alimentação de vacas em lactação; Oilseeds in dairy cow diet

Almeida, Gustavo Ferreira de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/03/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.167817%
Objetivou-se avaliar a inclusão de grão de soja cru e integral ou caroço de algodão na dieta de vacas em lactação e seus efeitos sobre o consumo e digestibilidade total da matéria seca e nutrientes, fermentação e síntese de proteína microbiana ruminal, produção e composição do leite, metabólitos sanguíneos, balanço de energia e de nitrogênio. Foram utilizadas 18 vacas da raça Holandesa, multíparas, com produção de leite média de 32,22 Kg/dia, com peso médio de 585,2 ± 54,2 kg e média de 133,0 ± 53,1 dias em lactação, sendo três vacas canuladas no rúmen e utilizadas para mensuração das variáveis ruminais. Os animais foram distribuídos aleatoriamente em seis quadrados latinos 3x3, balanceados e contemporâneos, de acordo com as seguintes dietas: 1) Controle, sem a inclusão de sementes oleaginosas; 2) Grão de soja, com a inclusão de 12% na MS da dieta 3) Caroço de algodão, com a inclusão de 12% na MS da dieta. Foi observado redução no consumo de matéria seca e carboidratos não fibrosos nos animais suplementados com sementes oleaginosas em relação aos que consumiram dieta controle e maior consumo de matéria seca, proteína bruta, extrato etéreo e carboidratos não fibrosos nos animais alimentados com grão de soja em relação aos que se alimentaram com caroço de algodão. Observou-se maior consumo e digestibilidade do extrato etéreo nas vacas que consumiram sementes oleaginosas. As dietas utilizadas não influenciaram a produção e composição do leite e a síntese de proteína microbiana ruminal. Os animais alimentados com caroço de algodão apresentaram maiores valores de pH ruminal que os que se alimentaram com inclusão de grão de soja e dieta controle...

‣ Cisto ovariano em vacas de leite: incidência, resposta à aplicação de GnRH e desempenho reprodutivo

Santos, R. M.; Démetrio, D. G. B.; Vasconcelos, José Luiz Moraes
Fonte: Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Escola de Veterinária Publicador: Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Escola de Veterinária
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 527-532
Português
Relevância na Pesquisa
37.167817%
A incidência de cistos ovarianos, a resposta ao tratamento com GnRH e os efeitos da ocorrência de cisto no desempenho reprodutivo e na taxa de descarte foram determinados em vacas lactantes da raça Holandesa. Vacas lactantes (n=333) foram avaliadas semanalmente por ultrassonografia a partir da quarta semana pós-parto, visando à detecção de corpos lúteos (CL) e de folículos ovarianos maiores que 10mm. Na sétima semana pós-parto, as vacas foram classificadas: em ciclando (n=248; presença de CL em um dos exames ultrassonográficos); em anestro (n=54; ausência de CL e de folículos >25mm) e com cisto (n=31; ausência de CL e presença de estruturas >25mm), quando foram distribuídas em: grupo-controle (n=16; sem tratamento) e grupo-tratamento (n=15; vacas que receberam uma aplicação de GnRH). A taxa de cura foi de 60,0% no grupo das vacas tratadas e de 87,5% no grupo-controle. As vacas com cistos apresentaram maior intervalo parto-primeira inseminação artificial (P<0,05; 91,4±8,3 vs. 77,8±2,5), maior número de serviços por concepção (P<0,05; 4,4±1,2 vs. 3,6±1,5), maior intervalo parto-concepção (P<0,05; 214,8±25,9 vs. 174,9±7,7) e maior taxa de descarte (P<0,05; 41,2 vs. 21,8%) do que as vacas ciclando. Vacas diagnosticadas com cisto na sétima semana pós-parto apresentaram recuperação espontânea...

‣ Cisto ovariano em vacas de leite: incidência, resposta à aplicação de GnRH e desempenho reprodutivo

Santos,R.M.; Démetrio,D.G.B.; Vasconcelos,J.L.M.
Fonte: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Publicador: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.167817%
A incidência de cistos ovarianos, a resposta ao tratamento com GnRH e os efeitos da ocorrência de cisto no desempenho reprodutivo e na taxa de descarte foram determinados em vacas lactantes da raça Holandesa. Vacas lactantes (n=333) foram avaliadas semanalmente por ultrassonografia a partir da quarta semana pós-parto, visando à detecção de corpos lúteos (CL) e de folículos ovarianos maiores que 10mm. Na sétima semana pós-parto, as vacas foram classificadas: em ciclando (n=248; presença de CL em um dos exames ultrassonográficos); em anestro (n=54; ausência de CL e de folículos >25mm) e com cisto (n=31; ausência de CL e presença de estruturas >25mm), quando foram distribuídas em: grupo-controle (n=16; sem tratamento) e grupo-tratamento (n=15; vacas que receberam uma aplicação de GnRH). A taxa de cura foi de 60,0% no grupo das vacas tratadas e de 87,5% no grupo-controle. As vacas com cistos apresentaram maior intervalo parto-primeira inseminação artificial (P<0,05; 91,4±8,3 vs. 77,8±2,5), maior número de serviços por concepção (P<0,05; 4,4±1,2 vs. 3,6±1,5), maior intervalo parto-concepção (P<0,05; 214,8±25,9 vs. 174,9±7,7) e maior taxa de descarte (P<0,05; 41,2 vs. 21,8%) do que as vacas ciclando. Vacas diagnosticadas com cisto na sétima semana pós-parto apresentaram recuperação espontânea...

‣ Desempenho reprodutivo de vacas de corte em lactação e solteiras submetidas à indução/sincronização de estro

Brauner,Cássio Cassal; Pimentel,Marcelo Alves; Lemes,Jaqueline Schneider; Pimentel,Cláudio Alves; Moraes,José Carlos Ferrugem
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.236565%
Com o objetivo de caracterizar o desempenho produtivo e reprodutivo de duas categorias de vacas de corte submetidas à indução/sincronização de estro, foram utilizadas 42 vacas em lactação e 60 vacas solteiras da raça Aberdeen Angus, de tamanho similar e condição corporal moderada (CC3, escala de 1 a 5), manejadas exclusivamente em campo nativo, no período de setembro de 2005 a abril de 2006 no município de Aceguá/RS. Para os exames ginecológicos durante o experimento, foi utilizado aparelho de ultra-som e palpação retal. Como fator fixo, foi considerada a categoria das vacas (CATV), considerando-se três grupos, vacas solteiras cíclicas (VSC), ou seja, fêmeas que falham em conceber e permanecem na propriedade até o próximo acasalamento, vacas em lactação em anestro superficial (VLAS) e vacas em lactação em anestro profundo (VLAP). Como variáveis resposta, foram considerados peso das vacas pré-acasalamento (PPRA), pós-acasalamento (PPOA), à concepção (PC), o ganho de peso médio diário durante o acasalamento (GMD), resposta ao protocolo de indução/sincronização de cio (RISC) e gestação. A categoria da vaca demonstrou efeito (P<0,0001) sobre as variáveis de peso, em que as VSC apresentaram um melhor desempenho ponderal do que VLAS e VLAP. A RISC demonstrou ser altamente influenciada (P<0...

‣ Condição corporal e características de carcaça de vacas de descarte na região de Lavras-MG

Lima,Ivalda de Albuquerque; Rezende,Carlos Alberto Pereira de; Paiva,Paulo César de Aguiar; Andrade,Ivo Francisco de; Muniz,Joel Augusto
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2004 Português
Relevância na Pesquisa
37.185732%
Em inúmeras pesquisas, tem sido verificada a inferioridade da carcaça e da carne de vacas, principalmente de vacas de descarte que são levadas ao abate muito velhas e/ou com acabamento inadequado. Com este trabalho, teve-se como objetivos estabelecer entre as vacas abatidas no município de Lavras-MG a condição corporal mais freqüente durante o período de março a julho e avaliar a relação existente entre condição corporal e rendimento de carcaça e de alguns cortes do traseiro. O levantamento foi conduzido no matadouro municipal de Lavras-MG e dividido em duas fases assim compreendidas: Fase 1 (1º a 31 de março de 2001), na qual se determinou que 53,41% do total de animais abatidos no período foram fêmeas e que os escores de condições corporais (ECC) mais freqüentes entre elas foram 3, 4 e 5. Na fase 2 (15 abril a 15 de julho de 2001), foram utilizadas 140 fêmeas, 42 vacas da CC 3, 59 fêmeas da CC 4 e 39 da CC 5. Em cada escore, as vacas foram classificadas em três grupos genéticos: azebuadas, holandesadas e mestiças. No matadouro, antes do abate, as vacas foram pesadas, classificadas quanto à condição corporal e grupo genético e fotografadas para posterior classificação por outros avaliadores. Os parâmetros avaliados foram: rendimento de carcaça quente (RCQ)...

‣ Efeito de duas cargas animais em campo nativo e de duas idades à desmama no desempenho de vacas de corte primíparas

Fagundes,José Inácio Braccini; Lobato,José Fernando Piva; Schenkel,Flávio Schramm
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 Português
Relevância na Pesquisa
37.214492%
A investigação foi realizada para avaliar os efeitos de duas cargas animais (CA280= 280 kg PV/ha e CA360= 360 kg PV/ha) e de duas idades de desmama dos bezerros (DC = Desmama convencional aos sete meses de idade e DP= Desmama precoce aos três/quatro meses) no comportamento reprodutivo de vacas de corte primíparas de duas composições raciais (½ Nelore ½ Hereford e ¼ Nelore ¾ Hereford). Foram avaliados os ganhos de peso médios diários (GMD) do pós-parto à data da desmama convencional, durante o acasalamento, da desmama precoce à desmama convencional (GPC), a condição corporal (CC) ao início do acasalamento, ao final do acasalamento e na data da desmama convencional, a taxa de prenhez (TP) e o intervalo de partos (IEP). As vacas conduzidas na CA280 tiveram significativamente maiores GMD do que vacas na CA360 nos três períodos estudados. Vacas submetidas ao tratamento de desmama precoce tiveram GPC maiores que vacas submetidas à desmama convencional (0,539 vs. 0,257 kg/dia, respectivamente). Vacas da CA280 tiveram significativamente maiores condições corporais do início do acasalamento à data da desmama convencional do que vacas da CA360, sendo que vacas submetidas à desmama precoce apresentaram condição corporal na data da desmama convencional superior àquela das vacas da desmama convencional sob ambas cargas animais (4...

‣ Efeito da carga animal na produção de leite de vacas de corte primíparas e no desenvolvimento de seus bezerros

Fagundes,José Inácio Braccini; Lobato,José Fernando Piva; Schenkel,Flávio Schramm
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2004 Português
Relevância na Pesquisa
37.167817%
O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de duas cargas animais (CA280= 280 e CA360= 360 kg PV/ha) em campo nativo e de duas composições raciais (½ Nelore ½ Hereford e ¼ Nelore ¾ Hereford) na produção de leite de vacas primíparas e no desenvolvimento de seus bezerros. A carga animal não afetou significativamente a produção de leite das vacas (CA280 = 6,16 e CA360 = 5,88 kg leite/vaca/dia). A composição racial das vacas influenciou significativamente a produção de leite, tendo as vacas ½ Nelore ½ Hereford maior produção diária que as ¼ Nelore ¾ Hereford (6,21 vs 5,84 kg leite/vaca/dia, respectivamente). A carga animal não influenciou significativamente o peso e o ganho médio diário (GMD) dos bezerros até a desmama. Bezerros filhos de vacas ½ Nelore ½ Hereford tiveram GMD do nascimento à desmama e pesos à desmama significativamente maiores que filhos de vacas ¼ Nelore ¾ Hereford (0,799 vs 0,727 kg/dia e 211,51 vs 193.12 kg, respectivamente). O sexo dos bezerros não influenciou significativamente a produção de leite das vacas e o GMD e o peso à desmama dos bezerros. Portanto, o desempenho dos bezerros não diferiu significativamente entre as cargas animais e foi melhor para bezerros filhos de vacas ½ Nelore ½ Hereford do que de vacas ¼ Nelore ¾ Hereford.

‣ Condição corporal e características de carcaça de vacas de descarte na região de Lavras-MG

Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Português
Relevância na Pesquisa
37.185732%
Em inúmeras pesquisas, tem sido verificada a inferioridade da carcaça e da carne de vacas, principalmente de vacas de descarte que são levadas ao abate muito velhas e/ou com acabamento inadequado. Com este trabalho, teve-se como objetivos estabelecer entre as vacas abatidas no município de Lavras-MG a condição corporal mais freqüente durante o período de março a julho e avaliar a relação existente entre condição corporal e rendimento de carcaça e de alguns cortes do traseiro. O levantamento foi conduzido no matadouro municipal de Lavras-MG e dividido em duas fases assim compreendidas: Fase 1 (1º a 31 de março de 2001), na qual se determinou que 53,41% do total de animais abatidos no período foram fêmeas e que os escores de condições corporais (ECC) mais freqüentes entre elas foram 3, 4 e 5. Na fase 2 (15 abril a 15 de julho de 2001), foram utilizadas 140 fêmeas, 42 vacas da CC 3, 59 fêmeas da CC 4 e 39 da CC 5. Em cada escore, as vacas foram classificadas em três grupos genéticos: azebuadas, holandesadas e mestiças. No matadouro, antes do abate, as vacas foram pesadas, classificadas quanto à condição corporal e grupo genético e fotografadas para posterior classificação por outros avaliadores. Os parâmetros avaliados foram: rendimento de carcaça quente (RCQ)...

‣ Par??metros metab??licos e sua rela????o com mastite e resist??ncia ?? insulina em vacas leiteiras; Par??metros metab??licos e sua rela????o com mastite e resist??ncia ?? insulina em vacas leiteiras

SCHWEGLER, Elizabeth
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Veterin??ria; Programa de P??s-Gradua????o em Veterin??ria; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Veterin??ria; Programa de P??s-Gradua????o em Veterin??ria; UFPel; BR
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.167817%
The peripartum in dairy cows (three weeks before and three weeks after calving) is characterized by large changes in physiological demands in the animal where management practices, particularly nutrition, strongly influences the incidence of peripartum disorders and subsequent milk production. Most of the studies in that period in dairy cows are focused on confined systems where milk production is high. Therefore, the aim of this study was to assess metabolic markers associated with the occurrence of clinical and subclinical mastitis and insulin resistance in dairy cows in semi extensive system. Our study was divided into two major experiments with the following hypothesis: 1) medium milk production primiparous cows in semi extensive system have predictive metabolic markers of clinical and subclinical mastitis in the prepartum, 2) medium milk production pluriparous dairy cows with low rate of glucose metabolism during the prepartum, which is an indicative of insulin resistance, have higher minerals excretion in the postpartum period. In experiment 1, blood concentrations of NEFA in the prepartum period were higher, in contrast, phosphorus and glucose were lower (P <0.05) in animals with clinical mastitis postpartum. In experiment 2...

‣ Rein??cio da atividade ovariana p??s-parto de vacas Bos indicus em presen??a ou n??o do terneiro; Resumption of postpartum ovarian activity of Bos indicus cows in the presence or not of the calf

XAVIER, Eduardo Gularte
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Veterin??ria; Programa de P??s-Gradua????o em Veterin??ria; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Veterin??ria; Programa de P??s-Gradua????o em Veterin??ria; UFPel; BR
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.167817%
The objective of this work was to test the effect of the presence or absence of the calf in the activities of estrous, follicular dynamics and hormone secretion of Bos indicus cows. Forty and six cows were divided in 3 groups. In group with contact (CC), the calves were prevented from suckling by being confined into a pen, that allowed auditory, olfactory and visual contact of the cows with their own calves (n=17). In group without contact (SC), the calves were weaned and prevented from any contact. In control group (T), the calves weren t weaned, remaining with their mothers (n=12). The CC group showed greater ratio of cows in estrous (76.5%) when compared to T (16.7%), but no difference from SC (64.7%). The CC group showed greater ratio of ovulation (76.5%) when compared to T (33.3%) and an apparent difference (p=0.06) when compared to SC (64.7%). The duration of estrous was lesser (p = 0.04) in group CC (8.4 h + 4.4 h) than the SC (12.9 + 13.4 h), however the group T (11 + 1.4 h) was not different from the others. The average interval between weaning and onset of estrus (35 + 6.3 h), weaning and end of estrus (44.4 + 5.4 h), intensity of estrus behavior (26.6 + 24 mounts), weaning and time of ovulation (70 + 12.7 h), onset of estrus and time of ovulation (33.3 + 9.3 h) and the end of estrus and time of ovulation (23.3 + 10.3 h) were not observed differences.The T group achieved 48 + 8.4 h of interval between weaning and the LH peak while in the weaned groups (CC and SC) the average interval was of 45.3 + 10.4 h...

‣ Valor alimentício das silagens de milho e de sorgo e sua influência no desempenho de vacas leiteiras

Nascimento,Willian Gonçalves do; Prado,Ivanor Nunes do; Jobim,Clóves Cabreira; Emile,Jean Claude; Surault,Fabien; Huyghe,Christian
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.167817%
Objetivou-se avaliar os efeitos das silagens de sorgo granífero, sorgo sacarino e milho sobre a ingestão, produção e composição química do leite e a digestibilidade dos nutrientes em vacas em lactação. Foram utilizadas 24 vacas da raça Prim'Holstein (PO), divididas em três lotes de oito vacas para avaliação das seguintes silagens: silagem de milho (SM); silagem de sorgo granífero (SG); e silagem de sorgo sacarino (SS). As silagens foram fornecidas à vontade com dois concentrados comerciais, distribuídos de acordo com o nível de produção leiteira. A silagem de sorgo granífero promoveu maior ingestão de MS (22,98 kg/dia) em comparação às silagens de milho (21,95 kg/dia) e de sorgo sacarino (19,43 kg/dia). A ingestão de água (litros/vaca/dia) foi semelhante entre os animais alimentados com silagem de milho (71,91) e de sorgo granífero (76,30) e menor nos animais alimentados com silagem de sorgo sacarino (56,95). A produção de leite total (28,81; 24,69 e 24,14 kg/dia) corrigida a 4% de gordura (30,65; 25,63 e 26,10 kg/dia) foi maior entre as vacas alimentadas com silagem de milho, no entanto, a porcentagem de gordura do leite das vacas alimentadas com silagem de sorgo sacarino foi maior (4,56%) em comparação àquelas alimentadas com silagem de milho (4...

‣ Destete precoz y desempeño reproductivo en vacas tratadas con progesterona intravaginal

Vittone,J.S; Aller,J.F.; Otero,G.; Scena,C.; Alberio,R.H.; Cano,A.
Fonte: Archivos de Zootecnia Publicador: Archivos de Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.167817%
El objetivo del presente trabajo fue determinar el efecto del momento del destete precoz (DP) en vacas con cría tratadas con progesterona intravaginal sobre las características de la ovulación y la eficiencia reproductiva. Se realizaron 2 experimentos con animales de raza Hereford y Polled-Hereford. Exp.1: 38 vacas de baja condición corporal (3,3±0,8; media±DE; escala de 1 a 9) con 55,7±8,8 días posparto y Exp. 2: 35 vacas de alta condición corporal (5,4±0,9) con 57,5±15,9 días posparto. El día 0 todos los animales recibieron un dispositivo intravaginal (DIV) impregnado con 0,5 g de progesterona más 2 mg de benzoato de estradiol (BE; im). El día 8 se retiró el DIV, se aplicó 500 µg de cloprostenol sódico (im) y 24 horas después se aplicó 1 mg de BE. Los animales fueron distribuidos aleatoriamente a 4 tratamientos: T1): DP diez días antes de colocar el DIV; T2): DP el día de colocación del DIV; T3): DP el día del retiro del DIV y T4): Control con cría al pie. Todas las vacas fueron inseminadas a tiempo fijo a las 56 h del retiro de los DIV. En ambos experimentos se evaluó mediante ultrasonografía la dinámica folicular, el momento y distribución de las ovulaciones y la preñez. Se determinó la concentración plasmática de progesterona para evaluar la funcionalidad y la vida media del cuerpo lúteo generado por la ovulación inducida en los vientres que no resultaron preñados. En vacas de baja condición corporal (Exp.1)...

‣ Patologías uterinas y fertilidad de vacas lecheras tratadas con dos inyecciones de PGF2α en las primeras 48 horas posparto

Ortega Ornelas,Adriana; López Ordaz,Reyes; Mapes,Gabriela; Ortiz González,Óscar; Hernández Cerón,Joel
Fonte: Facultad de Medicina Veterinaria y Zootecnia, UNAM Publicador: Facultad de Medicina Veterinaria y Zootecnia, UNAM
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.214492%
En el presente estudio se probó si la administración de dos inyecciones de PGF2α en las primeras 48 h posparto, disminuye la incidencia de patologías uterinas y favorece la fertilidad en vacas lecheras. Se utilizaron 445 vacas Holstein de diferente número de parto con una producción promedio de 10 100 kg de leche por lactancia. El día del parto las vacas se asignaron a dos grupos balanceando la proporción de vacas con diferente número de parto: grupo PGF2α (n = 180), estas vacas recibieron una inyección de 500 mcg de cloprostenol sódico, vía intramuscular, dentro de las primeras 12 h posparto, y una segunda inyección 48 h después. El grupo testigo (n = 265) no recibió PGF2α. Todas las vacas tuvieron una revisión vía rectal el día 7 posparto, se registró el tipo de padecimiento [retención placentaria (RP), metritis hemorrágica (MH) y metritis purulenta (MP)]. Todas las vacas fueron inseminadas bajo el mismo programa reproductivo. El diagnóstico de gestación se realizó el día 45 posinseminación mediante palpación rectal. El porcentaje de vacas que presentaron RP fue menor (P < 0.05) en el grupo PGF2α (3%) que en el grupo testigo (10%); la proporción de vacas que padecieron MH y MP fue similar (P > 0.05) entre los grupos [MH (PGF2α=28.3% vs testigo=31.6%) y MP (PGF2α=43% vs testigo=42.7%)]; la media del periodo del parto al primer estro fue menor (P < 0.05) en las vacas del grupo PGF2α (32.5 ± 1.7 días) que en el testigo (42.1 ± 2.3 días); la media del periodo del parto al primer servicio fue similar (P > 0.05) entre los grupos (PGF2α=76 ± 1.7 vs testigo=80 ± 1.7 días); el porcentaje de vacas gestantes al día 90 posparto fue mayor (P < 0.05) en el grupo PGF2α (38%) que en el testigo (24.3%). Se concluye que la inyección de PGF2α dentro de las primeras 12 h posparto...