Página 1 dos resultados de 2432 itens digitais encontrados em 0.020 segundos

‣ Promoção e educação em saúde no âmbito da Escola de Governo em Saúde da Escola Nacional de Saúde Pública

Buss,Paulo Marchiori
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1999 Português
Relevância na Pesquisa
77.78035%
As escolas de saúde pública devem definir seus programas de ensino, pesquisa e cooperação técnica em função dos contextos epidemiológico, epistemológico e dos serviços de saúde, que são profundamente condicionados pelo contexto sócio-econômico do país. No Brasil, a transição demográfico-epidemiológica caracteriza-se pela prevalência cada vez mais elevada de doenças e fatores de risco relacionados com os estilos de vida, o que exige uma profunda transformação do modelo assistencial, com a maior oferta de serviços e ações preventivas e de promoção da saúde baseadas em evidências, o que inclui iniciativas inovadoras de informação, educação e comunicação. Esse artigo aborda a experiência recente da Escola Nacional de Saúde Pública, que vem somando à sua longa tradição acadêmica a reorientação estratégia denominada Escola de Governo em Saúde, que inclui a educação à distância como uma de suas principais opções pedagógicas. Face ao quadro sócio-sanitário vigente, conclui-se que adquire enorme importância a capacitação de profissionais e a pesquisa e desenvolvimento tecnológico nos campos da promoção e educação em saúde no âmbito da Escola de Governo em Saúde da ENSP.

‣ A utilização da metododologia do discurso do sujeito coletivo na avaliação qualitativa dos cursos de especialização "Capacitação e Desenvolvimento de Recursos Humanos em Saúde-CADRHU", São Paulo - 2002

Lefevre,Ana Maria Cavalcanti; Crestana,Maria Fazanelli; Cornetta,Vitória Kedy
Fonte: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública. Publicador: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 Português
Relevância na Pesquisa
78.083516%
O presente artigo traz uma avaliação da satisfação dos alunos dos cursos de especialização "Capacitação e Desenvolvimento de Recursos Humanos em Saúde- CADRHU-2002", que foram oferecidos pelo convênio firmado entre a Secretaria de Estado da Saúde e Faculdade de Saúde Pública/USP. Para tanto utiliza a técnica do Discurso do Sujeito Coletivo (Lefèvre e Lefèvre, 2000) que é uma metodologia de organização e tabulação de dados qualitativos de natureza verbal, obtidos de depoimentos. Consiste em apresentar os resultados sob a forma de um ou vários discursos-síntese, escritos na primeira pessoa do singular, expediente que visa expressar o pensamento de uma coletividade, como se esta coletividade fosse o emissor de um discurso. De uma maneira geral, os alunos avaliaram positivamente a metodologia do CADRHU como favorecedora da participação, da troca de experiências, da aprendizagem e do desenvolvimento do pensamento crítico.

‣ A estratégia saúde da família como objeto de educação em saúde

Besen,Candice Boppré; Netto,Mônica de Souza; Da Ros,Marco Aurélio; Silva,Fernanda Werner da; Silva,Cleci Grandi da; Pires,Moacir Francisco
Fonte: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública. Publicador: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2007 Português
Relevância na Pesquisa
77.791865%
Este estudo investigou se a proposta da Estratégia Saúde da Família (ESF) é objeto de discussão com a população na prática educativa dos profissionais nela inseridos e a compreensão sobre Educação em Saúde que eles possuem. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, exploratório-descritiva, realizada a partir de entrevistas semi-estruturadas. Na análise de conteúdo, identificaram-se as categorias: Educação em Saúde; A Universidade não ensina e A ESF como objeto de educação em Saúde. Os resultados mostraram que a ESF não é objeto de educação; alguns profissionais desconhecem seus fundamentos e a maioria deles tem práticas educativas verticais e patologizantes, distanciando-se da proposta de Promoção da Saúde da ESF. Reflete-se acerca das concepções de Educação em Saúde que permeiam os discursos dos profissionais, assim como sobre sua participação na capacitação comunitária para a construção da autonomia, cidadania e controle sobre os determinantes de saúde na perspectiva da Promoção da Saúde. Aponta-se para a importância da Educação Permanente e a reestruturação da graduação, de modo a aproximar as práxis da Educação em Saúde com a realidade social.

‣ Opinião dos agentes comunitários de saúde sobre o uso da videoconferência na capacitação em saúde auditiva infantil

Melo,Tatiana Mendes de; Alvarenga,Kátia de Freitas; Blasca,Wanderléia Quinhoneiro; Taga,Marcel Frederico de Lima
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2011 Português
Relevância na Pesquisa
88.4998%
OBJETIVO: avaliar a videoconferência como ferramenta instrucional na capacitação dos agentes comunitários de saúde, em saúde auditiva infantil, sob a perspectiva destes profissionais. METODOLOGIA: a casuística foi composta por 50 agentes comunitários de saúde, divididos aleatoriamente em dois grupos de acordo com a metodologia de ensino: 31 profissionais participaram da capacitação de forma presencial e 19 por meio de videoconferência. A atividade ocorreu em um encontro de oito horas, por meio de aulas expositivas e utilizando material didático adaptado e validado para o português proposto pela Organização Mundial da Saúde de forma simultânea para ambos os grupos. A avaliação da videoconferência como ferramenta instrucional foi realizada por meio de questionário elaborado para o presente estudo. RESULTADOS: a avaliação da videoconferência foi muito semelhante em ambos os grupos, sendo que a ferramenta de ensino foi considerada como de fácil entendimento e permitindo a interação com o ministrante. CONCLUSÃO: a videoconferência foi uma ferramenta válida e aceita pelos profissionais estudados para ser utilizada em programas de capacitação em saúde auditiva infantil.

‣ Projeto Jovem Doutor Bauru: capacitação de estudantes do ensino médio em saúde auditiva

Blasca,Wanderléia Quinhoeiro; Picolini,Mirela Machado; Silva,Andressa Sharllene da Carneiro da; Campos,Karis de; Pinto,Ghiedree Fernanda Ramos; Brasolotto,Alcione Ghedini; Alvarenga,Katia de Freitas; Maximino,Luciana Paula; Berretin-Felix,Giédre
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
78.50928%
OBJETIVO: elaborar um programa de capacitação para alunos do ensino médio sobre o tema saúde auditiva. MÉTODO: 14 estudantes do ensino médio de duas escolas da rede pública participaram do programa de capacitação. O programa foi dividido em 3 etapas: atividade presencial, tutoração on line e atividade prática. Na 1ª etapa, os participantes frequentaram uma aula expositiva ministrada pelos tutores. Na 2ª etapa os participantes tiveram acesso a um tutor eletrônico baseado na Internet, o Cybertutor. Na 3ª etapa foram elaboradas atividades práticas, proporcionando aos alunos a construção e multiplicação do aprendizado. Para avaliar o material educacional on line os participantes responderam um questionário de avaliação sobre o Cybertutor no término do programa de capacitação. RESULTADOS: 100% dos participantes realizaram as 3 etapas do programa de capacitação. Seguindo a proposta do Projeto Jovem Doutor, os alunos foram intitulados "Jovens Doutores" e multiplicaram o conhecimento adquirido sobre saúde auditiva, através de uma feira expositiva, em suas respectivas escolas. Os dados do questionário de avaliação sobre o Cybertutor indicam que a maioria dos participantes apresentou opinião positiva, demostrando um alto índice aprovação do Cybertutor. CONCLUSÃO: este programa de capacitação em saúde auditiva favoreceu o aprendizado nesta temática para a população proposta. Iniciativas de educação em saúde...

‣ A importância da capacitação em saúde auditiva: uma revisão integrativa

Ribeiro,Gisele Marques; Figueiredo,Maria Fernanda Santos; Rossi-Barbosa,Luiza Augusta Rosa
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2014 Português
Relevância na Pesquisa
77.96744%
A presente pesquisa teve como objetivo verificar a produção científica, sobre capacitação em saúde auditiva nos últimos cinco anos. Trata-se de uma pesquisa exploratória nas bases de dados: MEDLINE, SciELO, LILACS. Foi realizada uma revisão integrativa da literatura publicada no período de 2007 a 2011, utilizando os descritores: Audição, Deficiência Auditiva, Hipoacusia, Perda Auditiva, Perda da Audição, Perda da Capacidade Auditiva, Pessoas com Deficiência Auditiva, Portadores de Deficiência Auditiva, Portadores de Insuficiência Auditiva, Portadores de Surdez, combinadas com: Capacitação, Capacitação em Serviço, Programa Saúde da Família, Capacitação de Recursos Humanos em Saúde.Foram encontrados 31 artigos e selecionados cinco, que contemplavam a temática pesquisada. Destes, três eram direcionados aos Agentes Comunitários de Saúde que atuavam em Equipes de Saúde da Família, para verificar a efetividade das capacitações em relação à saúde auditiva infantil, e dois trabalhadores de empresas, para sensibilizar os profissionais sobre a prevenção das alterações auditivas nas atividades profissionais. Dois estudos com os Agentes Comunitários de Saúde utilizaram a videoconferência e a capacitação presencial simultaneamente e outro somente presencial. Observou-se que a videoconferência é um meio que pode proporcionar a disseminação do conhecimento...

‣ Capacitação em saúde auditiva: avaliação da ferramenta no Programa de Telessaúde Brasil

Conceição,Heyder Vieira da; Barreira-Nielsen,Carmen
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2014 Português
Relevância na Pesquisa
77.94166%
OBJETIVO: avaliar o Programa de Telessaúde Redes como uma estratégia para capacitação em Saúde Auditiva. MÉTODOS: a capacitação foi composta por 37 Agentes Comunitários de Saúde que não possuíam experiência prévia em saúde auditiva e em treinamento à distância. As atividades foram organizadas a partir do NUTES/UFES para uma unidade no interior do estado, utilizando o Adobe(r) Acrobat(r) Connect(tm) Pro Meeting sistema que viabiliza interação dos múltiplos participantes por web conferência. RESULTADOS: após a capacitação foi apresentado um questionário de 8 perguntas para avaliar a experiência com a nova ferramenta instrucional avaliando sua expectativa e seus objetivos atingidos, assim como questões técnicas de transmissão para testar a confiabilidade da mesma. Cem por cento dos participantes consideraram o tema exposto fácil e compreensível por meio da nova modalidade, 97% apontaram que web conferência é um meio útil para capacitação.Setenta por cento dos entrevistados se sentiram confortáveis ao participarem de uma atividade a distância. Setenta por cento estavam satisfeitos quanto às expectativas que tinham para o encontro...

‣ Vigilância em saúde do trabalhador: passos para uma pedagogia

Vasconcellos,Luiz Carlos Fadel de; Almeida,Carmen Verônica Barbosa de; Guedes,Dimitri Taurino
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio Publicador: Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2009 Português
Relevância na Pesquisa
78.09669%
A Vigilância em Saúde do Trabalhador (Visat) compõe um conjunto de práticas legalmente inscritas no Sistema Único de Saúde (SUS) e recomendadas pelas diretrizes políticas que tratam das relações saúde-trabalho no Brasil. Entretanto, a Visat ainda é inusual e, quando existe, depende de atitudes voluntaristas de alguns profissionais no nível dos serviços. Afora a omissão gerencial do sistema de saúde para a sua implementação, uma das razões para que isso ocorra é a falta de capacitação técnica de agentes públicos para efetuá-la. O artigo trata de uma proposta metodológica para a capacitação em Vigilância em Saúde do Trabalhador, a partir de experiências desenvolvidas há alguns anos, no campo de ensino em serviço. Para isso, são discutidas as bases teórico-conceituais que norteiam a construção do campo da saúde do trabalhador e a pedagogia problematizadora utilizada no processo de educação permanente do SUS.

‣ Capacitação sobre Influenza para Profissionais da Vigilância em Saúde; Capacitação sobre Influenza para Profissionais de Vigilância em Saúd

Núcleo de Tecnologia e Educação a Distância em Saúde da Universidade Federal do Ceará
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Publicado em // Português
Relevância na Pesquisa
78.45844%
Diante da necessidade de integrar processos educativos e tecnologias de informação e comunicação no ensino superior em saúde e na gestão de qualidade na formação de profissionais em saúde, este projeto propõe construir um programa de educação a distância baseado no desenvolvimento de estratégias pedagógicas e organizacionais a serem utilizadas na "Capacitação sobre Influenza para Profissionais da Vigilância em Saúde". Tem como objetivo central atualizar profissionais da rede de vigilância em saúde das secretarias estaduais e municipais de saúde da área de vigilância epidemiológica de influenza, com vistas à atuação em ações de rotina e em situações de emergência em Saúde Pública associadas à influenza. A oferta da capacitação na modalidade de educação a distância online cria condições para o funcionamento de uma rede colaborativa formada por instituições acadêmicas e serviços de saúde/gestão do SUS.

‣ Saúde mental na estratégia saúde da família: notas cartográficas sobre processos de trabalho em saúde

Lopes, Danilo Camuri Teixeira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicologia; Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Psicologia; Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
77.796924%
This study aims to map the working process in the health area starting from the meeting between the family and health teams and mental trouble carriers./MTC. The area of research was the Family Health Unit of Ozeas Sampaio, which is located in the county of Teresina-PI. As regard to the methodology procedure, we used a semi-structured interview timetable, aimed to detail the care practices, admittance and diagnostics that those teams realize with their users. Three teams of eleven workers each were interviewed. There was a doctor, a nurse and two health community agents in each team. The other tools we used were a camp logbook, in which we wrote down some informal dialogs, daily observations and feelings of the unit, and also the accompaniment of the staffs in house calls as well as the weekly meetings in the unit. Those meetings allowed us the construction of two analytic axes: 1) description of the establishment (Family Health Unit) of the organization, (municipal foundation of health and the service network), and the institutions and practice of health. 2) Analysis of the meetings between the worker and the user of Mental Trouble Carriers. In the first axis, we verified the repetition of the working logic focused on jobs in the hospital with the maintenance of the hierarchical relations between worker and the work processes which dissociate management and watchfulness in health care. We identified the lack of physical structure...

‣ Práticas de educação em saúde de nutricionistas da Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia; Practices of health education of nutritionists the Secretary of Health Goiânia

Nunes, Mariana de Sousa
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Ensino na Saúde (FM); Faculdade de Medicina - FM (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Ensino na Saúde (FM); Faculdade de Medicina - FM (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
78.16565%
The Ministry of Health defines health education as a community empowerment process in order to work to achieve a better life and health, including public participation in the process. The objective was to evaluate the education practices in health nutritionists in Goiânia Health Department. This is a qualitative research, and opted for the theory derived inductively data. Interviews were conducted with nutritionists and observation of educational activities activities. Participated nine nutritionists, all female, carried out in the city. The public with the highest prevalence in the care consists of adults and the elderly and the most common diseases among users are hypertension and diabetes. It is observed in speech and actions of nutritionists use of various educational materials in the practices that they develop, and the attempt to involve users in the activities. Were defined by means of the analysis, five categories: Limitations in professional activities; Approach techniques in educational activities; Order of educational practices; Evaluation of the results; Expansion possibilities of educational actions in health. The intent of awareness and changes in population habits highlights the concern of the professional to develop coordinated and coherent actions to the context in which you are working. The issue of valuation of productivity...

‣ Opinião dos agentes comunitários de saúde sobre o uso da videoconferência na capacitação em saúde auditiva infantil; Community health agents' opinions on the use of videoconference in children health hearing training

MELO, Tatiana Mendes de; ALVARENGA, Kátia de Freitas; BLASCA, Wanderléia Quinhoneiro; TAGA, Marcel Frederico de Lima
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
88.4998%
OBJETIVO: avaliar a videoconferência como ferramenta instrucional na capacitação dos agentes comunitários de saúde, em saúde auditiva infantil, sob a perspectiva destes profissionais. METODOLOGIA: a casuística foi composta por 50 agentes comunitários de saúde, divididos aleatoriamente em dois grupos de acordo com a metodologia de ensino: 31 profissionais participaram da capacitação de forma presencial e 19 por meio de videoconferência. A atividade ocorreu em um encontro de oito horas, por meio de aulas expositivas e utilizando material didático adaptado e validado para o português proposto pela Organização Mundial da Saúde de forma simultânea para ambos os grupos. A avaliação da videoconferência como ferramenta instrucional foi realizada por meio de questionário elaborado para o presente estudo. RESULTADOS: a avaliação da videoconferência foi muito semelhante em ambos os grupos, sendo que a ferramenta de ensino foi considerada como de fácil entendimento e permitindo a interação com o ministrante. CONCLUSÃO: a videoconferência foi uma ferramenta válida e aceita pelos profissionais estudados para ser utilizada em programas de capacitação em saúde auditiva infantil.; PURPOSE: to check the opinion from community health agents about the use of videoconference as instructional tool in children hearing health program training. METHODS: the group was made up by 50 community health agents divided randomly in two groups...

‣ Avaliação do conhecimento e práticas em saúde bucal de agentes comunitários de saúde vinculados à estratégia saúde da família com e sem equipe de saúde bucal

Giovana Renata Gouvêa
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/02/2014 Português
Relevância na Pesquisa
78.201504%
Em 2013, mais de 250 mil Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e mais de 22 mil Equipes de Saúde Bucal (ESB) estavam atuando no Brasil com a finalidade de colaborar nas ações de promoção da saúde, na prevenção das doenças e de contribuir para fortalecer a capacidade da população no enfrentamento dos problemas de saúde. A proposição do presente estudo do tipo transversal foi: comparar o processo de trabalho e o conhecimento em saúde bucal de ACS que atuam com e sem Equipe de Saúde Bucal. No total, 162 sujeitos participaram do estudo, sendo 81 ACS vinculados a Unidade de Saúde da Família com Equipe de Saúde Bucal e 81 ACS vinculados a Unidade de Saúde da Família sem Equipe de Saúde Bucal. Foi utilizado um formulário contendo dados de renda, escolaridade e tempo de serviço como ACS, 7 itens sobre processo de trabalho, comportamentos, autopercepção em saúde bucal e acesso das famílias ao serviço odontológico, além de 12 questões validadas sobre conhecimentos do processo saúde-doença. Foi aplicado o teste Mann-Whitney para verificar diferenças entre os grupos de ACS com relação ao conhecimento em saúde-doença bucal. Os testes Qui-Quadrado e Exato de Fischer foram utilizados para verificar diferenças entre os grupos de ACS sobre o processo de trabalho...

‣ Capacitação sobre Influenza para Profissionais da Vigilância em Saúde

Núcleo de Tecnologia e Educação a Distância em Saúde da Universidade Federal do Ceará
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Formato: Arquivo compactado em formato .zip contendo texto em versão .pdf e .html, material complementar, atividades pedagógicas (tema para discussão em fórum e questionários para auto-avaliação). Contém vídeos com apresentação de conteúdista e do mód
Português
Relevância na Pesquisa
88.34778%
Diante da necessidade de integrar processos educativos e tecnologias de informação e comunicação no ensino superior em saúde e na gestão de qualidade na formação de profissionais em saúde, este projeto propõe construir um programa de educação a distância baseado no desenvolvimento de estratégias pedagógicas e organizacionais a serem utilizadas na "Capacitação sobre Influenza para Profissionais da Vigilância em Saúde". Tem como objetivo central atualizar profissionais da rede de vigilância em saúde das secretarias estaduais e municipais de saúde da área de vigilância epidemiológica de influenza, com vistas à atuação em ações de rotina e em situações de emergência em Saúde Pública associadas à influenza. A oferta da capacitação na modalidade de educação a distância online cria condições para o funcionamento de uma rede colaborativa formada por instituições acadêmicas e serviços de saúde/gestão do SUS.; 1.0; Universidade Aberta do SUS - UNASUS

‣ Educação em saúde: uma nova abordagem

L'Abbate,Solange
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1994 Português
Relevância na Pesquisa
78.06748%
Este artigo desenvolve reflexão sobre um conjunto de experiências na área de Educação em Saúde, entendida como campo privilegiado de práticas que ocorrem no nível das relações sociais estabelecidas cotidianamente pelos profissionais de saúde, no âmbito institucional, envolvendo os diversos atores presentes. Assumindo que é sobretudo por meio dessas práticas que se presta o atendimento de saúde ao usuário, torna-se necessário colocar à disposição do profissional de saúde. Capacitação didático-pedagógica específica e a possibilidade de participação em estratégias, visando ao desenvolvimento do papel profissional. Nesse sentido, as experiências analisadas apontam para a importância de se dispor de abordagens teórico-metodológicas adequadas, como a do Psicodrama Pedagógico e da Metodologia Arvoredo, mediante as quais tem sido possível instrumentalizar os profissionais interessados em aperfeiçoar-se nesse campo. Ao mesmo tempo, dados os pressupostos das abordagens referidas, tem sido possível demonstrar ser imprescindível adotar postura ética de busca constante da autonomia como pressuposto básico do processo de construção de sujeitos\cidadãos, sejam eles outros profissionais ou usuários. Entre as possibilidades trazidas por tal abordagem e os limites da atual constituição dos serviços de saúde...

‣ Capacitação de professores para a promoção e educação em saúde na escola: relato de uma experiência; Teacher Training for Health Promotion and Education in School: an experience report

Iervolino, Solange A.; Pelicioni, Maria Cecília F.
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2005 Português
Relevância na Pesquisa
78.09792%
Este trabalho, desenvolvido por trinta meses em Vargem Grande Paulista-SP, objetivou capacitar professores do Ensino Infantil e Fundamental para desenvolverem o processo de Educação em Saúde, junto a seus alunos. Utilizou-se um questionário com perguntas abertas e fechadas e a técnica de grupo focal, sendo os resultados analisados quali-quantitativamente. Iniciou-se com um diagnóstico situacional, originando os seguintes "temas geradores": Escola Promotora da Saúde, Observação do Escolar, Prevenção de Acidentes, entre outros. Esses possibilitaram a discussão de saúde de forma integral e o estabelecimento da relação desta com o meio ambiente. A segunda etapa se constituiu na avaliação do processo. Como resultados, a capacitação realizada, calcada na idéia de saúde como sinônimo de qualidade de vida, proporcionou aos professores a possibilidade de revisar seus conceitos sobre saúde e educação em saúde, seu papel como agente promotor da saúde e da prevenção de doenças. Verificou-se também que se tornaram capacitados para desenvolver os temas trabalhados de forma transversal.; This project, developed during thirty months in Vargem Grande Paulista, state of São Paulo, had the objective of training Primary and Secondary School teachers to develop the Health Education process...

‣ A estratégia saúde da família como objeto de educação em saúde; The family health strategy as object of health education

Besen, Candice Boppré; Netto, Mônica de Souza; Da Ros, Marco Aurélio; Silva, Fernanda Werner da; Silva, Cleci Grandi da; Pires, Moacir Francisco
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2007 Português
Relevância na Pesquisa
77.786465%
Este estudo investigou se a proposta da Estratégia Saúde da Família (ESF) é objeto de discussão com a população na prática educativa dos profissionais nela inseridos e a compreensão sobre Educação em Saúde que eles possuem. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, exploratório-descritiva, realizada a partir de entrevistas semi-estruturadas. Na análise de conteúdo, identificaram-se as categorias: Educação em Saúde; A Universidade não ensina e A ESF como objeto de educação em Saúde. Os resultados mostraram que a ESF não é objeto de educação; alguns profissionais desconhecem seus fundamentos e a maioria deles tem práticas educativas verticais e patologizantes, distanciando-se da proposta de Promoção da Saúde da ESF. Reflete-se acerca das concepções de Educação em Saúde que permeiam os discursos dos profissionais, assim como sobre sua participação na capacitação comunitária para a construção da autonomia, cidadania e controle sobre os determinantes de saúde na perspectiva da Promoção da Saúde. Aponta-se para a importância da Educação Permanente e a reestruturação da graduação, de modo a aproximar as práxis da Educação em Saúde com a realidade social.; This study investigated whether the proposal of the Family Health Strategy (FHS) is discussed with the population in the educational practice of the professionals inserted in this strategy...

‣ A utilização da metododologia do discurso do sujeito coletivo na avaliação qualitativa dos cursos de especialização "Capacitação e Desenvolvimento de Recursos Humanos em Saúde-CADRHU", São Paulo - 2002; Discourse of the collective subject in the qualitative evaluation of pos-graduation "lato sensu" Courses: Training and Development of Health Manpower - CADRHU, São Paulo - 2002

Lefevre, Ana Maria Cavalcanti; Crestana, Maria Fazanelli; Cornetta, Vitória Kedy
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2003 Português
Relevância na Pesquisa
78.06748%
This article makes an the evaluation of the satisfaction, among students of the course: "Training and development of manpower in Health " - CADRHU 2002" , that was offered by the Health State Secretary and Public Health School/USP. In order to do that, the authors used the technical devices of the Discourse of the Collective Subject (Lefèvre e Lefèvre, 2000), a methodology for the organization and computerized tabulation of qualitative data obtained from interviews. Basically using the theory of Social Representation, the proposal consists in presenting the results in many synthesis-speeches, written in the singular first person of the singular, in order to express the thought of the community, as if this community were a speech subject. In a general way, the students made a positive evaluation of the CADRHU methodology as a support for the participation, as well as for exchanging learning experiences and for the development of critical thought.; O presente artigo traz uma avaliação da satisfação dos alunos dos cursos de especialização "Capacitação e Desenvolvimento de Recursos Humanos em Saúde- CADRHU-2002", que foram oferecidos pelo convênio firmado entre a Secretaria de Estado da Saúde e Faculdade de Saúde Pública/USP. Para tanto utiliza a técnica do Discurso do Sujeito Coletivo (Lefèvre e Lefèvre...

‣ Promoção e educação em saúde no âmbito da Escola de Governo em Saúde da Escola Nacional de Saúde Pública

Buss,Paulo Marchiori
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1999 Português
Relevância na Pesquisa
77.78035%
As escolas de saúde pública devem definir seus programas de ensino, pesquisa e cooperação técnica em função dos contextos epidemiológico, epistemológico e dos serviços de saúde, que são profundamente condicionados pelo contexto sócio-econômico do país. No Brasil, a transição demográfico-epidemiológica caracteriza-se pela prevalência cada vez mais elevada de doenças e fatores de risco relacionados com os estilos de vida, o que exige uma profunda transformação do modelo assistencial, com a maior oferta de serviços e ações preventivas e de promoção da saúde baseadas em evidências, o que inclui iniciativas inovadoras de informação, educação e comunicação. Esse artigo aborda a experiência recente da Escola Nacional de Saúde Pública, que vem somando à sua longa tradição acadêmica a reorientação estratégia denominada Escola de Governo em Saúde, que inclui a educação à distância como uma de suas principais opções pedagógicas. Face ao quadro sócio-sanitário vigente, conclui-se que adquire enorme importância a capacitação de profissionais e a pesquisa e desenvolvimento tecnológico nos campos da promoção e educação em saúde no âmbito da Escola de Governo em Saúde da ENSP.

‣ Educação em saúde: uma nova abordagem

L'Abbate,Solange
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1994 Português
Relevância na Pesquisa
78.06748%
Este artigo desenvolve reflexão sobre um conjunto de experiências na área de Educação em Saúde, entendida como campo privilegiado de práticas que ocorrem no nível das relações sociais estabelecidas cotidianamente pelos profissionais de saúde, no âmbito institucional, envolvendo os diversos atores presentes. Assumindo que é sobretudo por meio dessas práticas que se presta o atendimento de saúde ao usuário, torna-se necessário colocar à disposição do profissional de saúde. Capacitação didático-pedagógica específica e a possibilidade de participação em estratégias, visando ao desenvolvimento do papel profissional. Nesse sentido, as experiências analisadas apontam para a importância de se dispor de abordagens teórico-metodológicas adequadas, como a do Psicodrama Pedagógico e da Metodologia Arvoredo, mediante as quais tem sido possível instrumentalizar os profissionais interessados em aperfeiçoar-se nesse campo. Ao mesmo tempo, dados os pressupostos das abordagens referidas, tem sido possível demonstrar ser imprescindível adotar postura ética de busca constante da autonomia como pressuposto básico do processo de construção de sujeitos\cidadãos, sejam eles outros profissionais ou usuários. Entre as possibilidades trazidas por tal abordagem e os limites da atual constituição dos serviços de saúde...